quarta-feira, 3 de junho de 2015

A PALAVRA DO DIA - DEUS OU OS PROBLEMAS ?

PALAVRA DO DIA - PORQUE AS PESSOAS TRAEM E ADULTERAM ?

O que fazer quando Deus fica em silêncio?

Jesus estava indo para as partes de Tiro e de Sidom juntamente com os seus discípulos. Enquanto Ele estava caminhando, uma mulher Cananéia que saíra daquelas cercanias, clamou, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim, que minha filha está miseravelmente endemoninhada. Esse foi o clamor de uma mãe desesperada que havia deixado a sua filha em casa sendo atormentada por espíritos malignos. 

Talvez ela imaginasse que o seu clamor e pedido fosse prontamente atendido por Jesus. Mas não foi isso que aconteceu. O verso 23 diz que Jesus não lhe respondeu palavra. Em outras palavras o autor está dizendo que Jesus ficou em silêncio.
Porque Deus se cala quando mais precisamos d’Ele? Porque parece que em momentos tão difíceis não escutamos a voz de Deus? Porque Deus fica quieto quando mais chamamos por Ele? Quem nunca fez perguntas como essas. De fato, não é fácil entender o silêncio de Deus quando estamos sendo provados. 

Ao longo da minha vida enfrentei muitas lutas, não foi fácil chegar até aqui. Hoje eu olho para trás e digo: Graças a Deus, o vendaval passou! Mas, de todas as lutas que eu já passei, a maior, a mais intrigante, de fato, foram os momentos em que Deus ficou em silêncio comigo. O silêncio de Deus dói, machuca, prova, apavora, dar medo. É difícil aceitar o silêncio de Deus quando achamos que não haverá mais saída se Ele não nos socorrer no momento que achamos que é a última hora.

Vejamos a partir de agora o que devemos fazer quando Deus fica em silêncio:

1 - Entender que até no silêncio Ele está trabalhando.
O silêncio de Deus não significa que Ele não está agindo ao nosso favor, enquanto Ele não responde, Ele trabalha.
Se você só tem ouvido o silêncio de Deus, descanse, Ele não faz barulho enquanto trabalha. No momento certo Ele te mostrará que enquanto estava em silêncio não deixou de trabalhar por você.
“Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com os ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aqueles que n’Ele espera.” (Isaías 64:4)

2 – Ficar em silêncio também.
Êxodo 14 narra uma história muito interessante. Quando os israelitas estavam saindo do Egito em direção a terra prometida, Deus endureceu o coração de Faraó para que ele perseguisse o povo. Faraó aprontou o seu carro e tomou consigo o seu povo. Quando os israelitas viram os egípcios vindo atrás deles temeram muito e disseram a Moisés: Não havia sepulcros no Egito, para nos tirar de lá, para que morramos neste deserto? Por que nos fizeste isto, fazendo-nos sair do Egito? Nos versos 13 e 14 Moisés responde ao povo: Não temais, estais quietos, e vede o livramento do Senhor, que hoje vos fará; porque aos egípcios que hoje vistes, nunca mais os tornareis a ver. Eu pelejarei por vós, e vós vos calareis. Podemos aprender com as palavras de Moisés que quando ficamos em silêncio Deus peleja por nós e nos dá o escape. Depois que o povo se calou, Moisés estendeu a sua mão sobre o mar, as águas se partiram e os filhos de Israel entraram pelo meio do mar em seco. Quando ficamos em silêncio diante das adversidades que estamos enfrentado, Deus cria meios, situações e circunstâncias para nos socorrer e abençoar.

3 – Ter confiança e fé que Ele está em silêncio, mas está ao nosso lado.
Quando Deus fica em silêncio, a sensação que nós temos é de que Ele está há milhares de quilômetros de nós. Mas o Senhor prometeu que estaria conosco todos os dias até a consumação dos séculos. Não importa o quanto você sofra, não importa o que você passe, o Eterno nunca irá te abandonar.
“Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão, quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.” (Isaías 43:2)

Se você está passando pelo silêncio de Deus não se desespere, em breve a sua vitória chegará completa. Está marcado na agenda de Deus: Dia tal Vou falar com meu filho(a). O melhor de Deus ainda está por vir.

Deus te guarde sempre!!


SHEKINÁH

Encontrada a vaca vermelha para o Terceiro Templo


bigcowA descoberta de uma vaca totalmente vermelha numa quinta perto de Lakewood, no estado da Nova Jérsia, EUA, está atraindo a atenção dos judeus ortodoxos do mundo inteiro e não só, havendo sérias especulações sobre o significado desta descoberta e a sua correspondência aos sinais dos “últimos dias.”
No Livro de Números (capítulo 19), está estipulado que a única forma de uma pessoa se purificar após ter tido contacto com mortos é sendo aspergida com água misturada com hissopo, pau de cedro e carmesim com as cinzas da vaca vermelha (“parah adumah” no hebraico) sacrificados sobre um altar do Tabernáculo sagrado. Em outras palavras, segundo a Lei bíblica, para vencer a impureza da morte, a pessoa precisa de uma vaca vermelha kosher para um sacrifício no Templo.
Para que uma vaca vermelha seja considerada “kosher”, ela tem de ser completamente vermelha. A mera presença de dois pelos pretos ou brancos próximos um do outro já a desqualifica automaticamente. Depois do êxodo bíblico, o Tabernáculo que Moisés erigiu serviu os israelitas no deserto do Sinai durante 40 anos. Houve depois 2 Templos em Jerusalém durante cerca de mil anos, do 10º século a.C. até à destruição do segundo Templo no ano 70 d.C. Não tem havido nenhum Templo desde essa altura e, tanto quanto se sabe, nenhuma vaca completamente vermelha. Até agora.
SINAL DA VINDA DO MESSIAS?
Muitos acreditam que as vacas vermelhas kosher aparecerão quando o Templo de Jerusalém – a Casa de Deus – estiver prestes a ser edificado. O ajuntamento do povo judeu e a criação do estado de Israel em 1948 têm sido vistos pelos crentes como sinais da próxima vinda do Messias, da reconstrução do Templo e da inauguração do “Reino de Deus” – uma nova fase qualitativa na História humana. Para os crentes na Bíblia, a súbita aparição de uma vaca vermelha pode ser interpretada como um sinal da esperada era messiânica.
E, agora, parece que essa vaca vermelha – com dois anos de idade, e sem mácula – terá aparecido em Howell, nos EUA. Esta vaca nasceu da relação de dois bovinos de cor preta na quinta de Herb Celler, filho de sobreviventes de Auschwitz. Rabinos de todo o mundo estão comparecendo no local e, até agora, a vaca tem passado positivamente por todos os testes kosher. O dono do animal, o sr. Celler, afirmou que já lhe ofereceram um milhão de dólares pela vaca. Apesar do valor, ele planeia mesmo assim recusar a oferta e oferecê-la a Israel.
Mas, por quê uma vaca vermelha? Diz-se que este é o único mistério que nem o sábio rei Salomão conseguiu descortinar. Segundo a tradição rabínica, as cinzas da vaca vermelha são vistas também como expiação pelo pecado da adoração ao bezerro dourado pelo povo de Israel, logo após a saída do Egipto.
O sacrifício da vaca vermelha será assim uma forma de mostrar arrependimento diante de Deus. Normalmente, pensa-se no bezerro dourado como sendo de cor amarela, mas há que lembrar que muitas vezes mistura-se cobre com o ouro, de forma a fortalecê-lo, sendo tal mistura denominada antigamente como “vermelho dourado.”
De qualquer forma, o surgimento desta rara espécie de vacas pode ser um sinal bom ou mau. Pode representar um aviso de que o fim apocalíptico está próximo, ou, por outro lado, um sinal de que a vinda do Messias está próxima, e de que Ele trará com Ele uma nova era de paz e justiça.
Tudo depende da crença de cada um e em que lado é que se encontra.
Fonte: ShalomIsrael

Profético: Isis secando o rio Eufrates para usar na guerra


euphratesEsta é de origem maligna. ISIS quer reduzir o nível de água no rio Eufrates para que eles possam atravessá-lo para fins militares. Isto é o que Apocalipse 16:12 diz:
“E o sexto anjo derramou a sua taça sobre o grande rio Eufrates; e a sua água secou-se, que o caminho dos reis do oriente pode ser preparado.”
Esta passagem diz que o rio Eufrates na Síria e no Iraque será secou assim os exércitos dos Reis do Oriente vai atravessá-lo para a batalha do Armagedom. Será secou para fins militares, assim como ISIS quer fazer.
O Estado Islâmico (ISIS)e o seu  grupo jihadistas estão fechando as portas de uma barragem na cidade iraquiana de Ramadi que eles apreenderam no mês passado, representando uma ameaça humanitária e de segurança, os oficiais disseram terça-feira.
ISIS lutadores têm tentado várias vezes para controlar barragens no Iraque, em alguns casos, reduzindo o fluxo de água para as áreas sob controle de inundações ou faixas de terras pelo governo para impedir operações militares, informa a AFP.
shutterstock_33139033Anbar chefe do conselho provincial Sabah Karhout disse ISIS “fechou todas as portas” em uma barragem em Ramadi, capital da maior província do Iraque.
O movimento reduzido o nível do rio Eufrates e cortar o abastecimento de água para as áreas de Khaldiyah e Habbaniyah para o leste, que são alguns dos últimos detidos por forças pró-governo em Anbar.
O nível de água mais baixo também tornou mais fácil para ISIS para realizar ataques, disse Karhout.
Ele ligou para a barragem, quer ser rapidamente retomado ou alvo de um ataque aéreo.
“Cortando a água para Khaldiyah e Habbaniyah vai levar a uma grave crise humanitária não só nestas áreas”, mas também mais ao sul, disse Sheikh Rafa al-Fahdawi, um líder da tribo Albu Fahad, que está lutando contra o ISIS.
Aoun Dhiyab, um ex-chefe do departamento de recursos hídricos do Iraque e um especialista em questões de água, disse que “o objetivo de (ISIS) não é cortar a água, mas para reduzir o nível, para aproveitá-lo para fins militares.”
“Quando o nível da água é reduzida, pois permite-lhes para se infiltrar de Ramadi para Khaldiyah e então facilmente se deslocar para outras áreas”, disse ele.
As forças iraquianas lançaram uma contra-ofensiva para tentar recapturar Ramadi, mas, até agora, tanto parado na periferia da cidade ou esforços voltados para cortar as linhas de abastecimento jihadistas.
Fonte: Arutz Sheva