terça-feira, 3 de abril de 2018

Micro-ônibus com jovens evangélicos capota e deixa mortos e feridos

Micro-ônibus com jovens evangélicos capota e deixa mortos e feridos
Um acidente com um micro-ônibus deixou três mulheres mortas e outras 14 pessoas feridas na BR-060 em Guapó, no centro de Goiás, na tarde deste domingo (1º), segundo Corpo de Bombeiros. A Junta de Missões Nacionais (JMN) informou que o veículo se tratava de uma caravana da Primeira Igreja Batista de Montividiu que retornava de um acampamento da Juventude Batista do Estado de Goiás. De acordo com as informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo teria saído da pista e capotado no canteiro central da via.
Segundo os bombeiros, as três vítimas fatais morreram no local e não chegaram a ser socorridas. A corporação disse ainda que os 14 feridos foram transportados para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), sendo sete pelos próprios bombeiros e outros sete pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu).
Acidente
A PRF afirmou que, fora o motorista, os 16 passageiros tinham entre 18 e 30 anos. O condutor informou à corporação que uma das rodas do veículo travou, causando o capotamento no canteiro central da via. Ele passou por teste do bafômetro que confirmou que ele não havia ingerido bebida alcoólica. Como chovia no momento do acidente, a corporação suspeita que o micro-ônibus tenha aquaplanado.
A secretaria de comunicação da Prefeitura de Montividiu informou, por meio de nota, que está "guardando o resultado da perícia e dos responsáveis pelo resgate das vítimas" para se pronunciar sobre o acidente. Ainda conforme o texto, o prefeito da cidade, Ademir Guerreiro, e primeira dama, Izabel Guerreiro, "declaram a que a prefeitura municipal de Montividiu está dando total suporte necessário e já foi enviado uma equipe até o local e lamenta profundamente tamanha tragédia".
Junta de Missões Nacionais divulgou uma nota de pesar em sua página do facebook:
"Com profundo pesar Missões Nacionais envia condolências às famílias enlutadas no acidente que vitimou hoje, dia 1º de abril, três jovens na BR-060 em Guapó, no centro de Goiás. Se tratava de uma caravana da PIB de Montividiu que retornava após realizar um acampamento da Juventude Batista do Estado de Goiás. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal o veículo saiu da pista e capotou no canteiro central da via. Outras 14 pessoas estão feridas e recebem atendimento no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira. Nossa oração é de que o Espírito Santo console essas famílias e que haja completa recuperação dos que recebem cuidados especiais, nesse momento. Junte-se a nós e clame por essas vidas."

Pastor reage a assalto e morre baleado dentro de casa em Manaus

Pastor reage a assalto e morre baleado dentro de casa em Manaus
O pastor e empresário Diego Gonzaga da Silva, de 34 anos, foi morto com um tiro na barriga em um assalto à casa onde ele morava na Zona Norte de Manaus. O pai da vítima informou que o filho foi baleado após reagir ao crime, na madrugada desse domingo (1º). Um cliente do empresário é um dos suspeitos.
A Polícia Civil contou ao G1 que dois assaltantes entraram no imóvel por volta de 1h e renderam um funcionário e familiares que estavam no local.
“O funcionário veio para buscar um carro. Quando ele entrava, foi rendido pelos assaltantes. Eles entraram na casa e estava eu, meu neto, minha mulher, meu filho e a esposa dele. Os assaltantes queriam dinheiro”, disse o pai do pastor e empresário Mário Viana, de 57 anos.
Ainda segundo Viana, os assaltantes levaram cerca de R$ 1.200.
“No momento que eles iam embora, Diego foi atrás deles e reagiu. Ele segurou o que estava armado, ainda conseguiu tirar a arma da mão dele, mas já estava baleado”, lamentou o pai.
Gonzaga chegou a ser levado para o Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, mas não resistiu.
Viana afirma que um dos bandidos foi reconhecido pela família como um cliente da rede de venda de cachorro quente de Gonzaga.
O corpo do pastor foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). O velório aconteceu na casa da família, nesta segunda-feira (2).
A Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd) vai investigar o crime.

‘A prisão de poderosos está prestes a se tornar uma lenda no Brasil’, diz Deltan da Lava Jato

Deltan Dallagnol. FOTO: THEO MARQUES/ESTADÃO
O procurador da República Deltan Dallagnol, da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, postou em sua conta no Twitter o que espera do julgamento no Supremo Tribunal Federal, quarta-feira, 4, Dia D para Lula. “A prisão de poderosos está prestes a se tornar uma lenda no Brasil.”
Os ministros da Corte vão julgar pedido de habeas corpus preventivo do ex-presidente, condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do triplex do Guarujá.
Lula quer reconhecido o direito de recorrer até a última instância, até o trânsito em julgado. Mas o próprio Supremo, em outubro de 2016, firmou entendimento que autoriza execução da pena em caso de condenação em segunda instância.
Nesta segunda-feira, 2, grupos que se opõem sobre o tema protocolaram manifestos no Supremo. De um lado, mais de 5 mil promotores, procuradores e juízes entregaram à Corte Nota Técnica em que defendem imediata prisão para condenados em segunda instância. De outro lado, mais de 3 mil advogados pedem aos ministros que acatem o princípio da presunção da inocência.
“Conversando com amigos, percebi que não compreendiam a importância da decisão que o Supremo tomará na próxima quarta-feira. Não se trata de Lula, mas da impunidade de TODOS os poderosos”, escreveu Deltan.

CRÉDITOS http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/a-prisao-de-poderosos-esta-prestes-a-se-tornar-uma-lenda-no-brasil-diz-deltan-da-lava-jato/

Pastor do Amazonas atira mulher no chão para curar coluna e ela fica tetraplégica



Juliana Martins Costa, 28 anos, ficou tetraplégica depois de ter sido jogada no chão pelo pastor José Raimundo da Silveira, de 42 anos, para segundo ele, curá-la de um problema na coluna.

O pastor José Raimundo da Silveira, de 42 anos, foi indiciado pela Polícia de Caruari que fica a 702 quilômetros de Manaus por lesão corporal a uma fiel da igreja evangélica.


Segundo relatos de fiéis que presenciaram a cena, Juliana estava sentindo dores na coluna quando o pastor José Raimundo, durante o culto, resolveu jogar a jovem no chão para mostrar o poder da fé dele.

José Raimundo disse que ela seria curada se ele a jogasse no chão. Usando sua força e a sua fé o pastor elevou a mulher no alto e a tacou no chão.

Juliana está tetraplégica – perdeu o movimento das pernas.
A família da vítima procurou a polícia para denunciar o pastor por lesão corporal dolosa – quando há intenção de matar, mas a polícia registrou o caso apenas como lesão corporal.

Segundo o site Mixturando, o pastor disse que está sendo vítima de conspiração, enquanto isso, a mulher está impossibilitada de caminhar.


FONTE: AM POST
https://www.blogdaamazonia.com/single-post/2018/04/02/Pastor-do-Amazonas-atira-mulher-no-ch%C3%A3o-para-curar-coluna-e-ela-fica-tetrapl%C3%A9gica

Deltan Dallagnol e Marcelo Bretas são criticados por dizer que farão jejum e oração contra Lula

Juiz Marcelo Bretas e o Procurador Deltan Dallagnol
Juiz Marcelo Bretas e o Procurador Deltan Dallagnol
O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná, aproveitou o Domingo de Páscoa para incentivar a prática de um exercício espiritual muito popular durante a quaresma: o jejum.
Segundo ele, quarta-feira é o dia D da luta contra a corrupção na Operação Lava Jato, referindo-se ao julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula no Supremo Tribunal Federal (STF).
“Uma derrota significará que a maior parte dos corruptos de diferentes partidos, por todo país, jamais serão responsabilizados, na Lava Jato e além. O cenário não é bom. Estarei em jejum, oração e torcendo pelo país”, escreveu Dallagnol no Twitter.
4ª feira é o dia D da luta contra a corrupção na . Uma derrota significará que a maior parte dos corruptos de diferentes partidos, por todo país, jamais serão responsabilizados, na Lava Jato e além. O cenário não é bom. Estarei em jejum, oração e torcendo pelo país.
O juiz Marcelo Bretas, que citou um versículo bíblico ao autorizar Operação Calicute, responsável por prender o ex-governador Sérgio Cabral, respondeu a convocação de Dallagnol no Twitter. Bretas também é evangélico, fiel da Comunidade Evangélica Internacional da Zona Sul, no Rio.
Caro irmão em Cristo, como cidadão brasileiro e temente a Deus, acompanhá-lo-ei em oração, em favor do nosso País e do nosso Povo. https://twitter.com/deltanmd/status/980466973917237250 
A troca de mensagens teve reações negativas por parte de alguns internautas, que criticaram a demonstração de parcialidade e as referências religiosas.
“Você é ridículo!! Jejum e oração para prisão de uma pessoa??? Isso já virou doença! O fascismo começa assim!”, comentou uma usuária.
“Sou católica! A minha fé independe do que acho que é correto em relação ao que está escrito na CF! Não se pode atropelar a lei a favor ou contra os meus adversários! O ativismo judicial está levando o Brasil para o buraco!”, disse outra internauta.
Outra usuária chegou a citar um versículo bíblico fora de contexto para chamar Deltan Dallagnol de “fariseu”.
“Precisa vir no twitter contar q tá em jejum, fariseu? ‘E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão’. Mateus 6:16-18”, destacou.
“Se tinha dúvidas sobre a tendenciosa justiça, agora não tenho mais. Só espero q a maioria do STF tenha vergonha na cara( q lhe falta), e venha deferir o HC. Sou Cristão e lhe aconselho; Mais Constituição e menos Religião!!”, comentou outro usuário.
No entanto, muitos também declararam apoiar a iniciativa de Bretas e Dallagnol.
“Amem Dr Deltan.’ E se o meu povo,que se chama pelo meu nome,se humilhar,e orar,e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos,então eu ouvirei dos céus e perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra’. 2Crônicas 7:14. Glorias a Deus”, destacou um usuário do Twitter.
“Parabéns pela coragem e pelo nível de ser humano que tem se mostrado. Estaremos juntos e com outros milhões de brasileiros que estão na mesma sintonia, verdadeiramente conscientes do momento em que vivemos”, afirmou outro internauta.
O julgamento de Lula havia começado no dia 22 de março, mas acabou interrompido em razão dos horários e compromissos de alguns ministros do STF, além do feriado da Páscoa. Apesar de valer apenas para o ex-presidente, o debate serve de pano de fundo para a discussão do início da execução da pena. Atualmente, é possível prender alguém após a condenação em segunda instância, caso do ex-presidente.
Lula foi condenado a 12 anos de cadeia pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, no início do ano. Para o tribunal, ele cometeu os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá.

Fonte: O Globo e Guia-me

Pronunciamento de Cármen Lúcia foi um deboche com os brasileiros

Diante da aproximação do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula, Cármen Lúcia, a presidente do Supremo Tribunal Federal fez um pronunciamento nessa segunda, 2, para falar sobre a democracia, Justiça, ética e pedir serenidade.
O pronunciamento gerou diversas críticas, uma vez que a preocupação da ministra em uma desordem e revolta só existe por sua escolha em pautar o HC de Lula.
Assista:
Foi pronunciamento ou deboche, Cármen Lúcia?
Pode ser que seja, na verdade, um aviso do que ocorrerá no próximo dia 4. Por isso o pedido para que a população tenha serenidade. A jornalista Joice Hasselmann comentou sobre a possibilidade. Assista:
COMPARTILHAR

http://odiarionacional.org/2018/04/02/pronunciamento-de-carmen-lucia-foi-um-deboche-com-os-brasileiros/