quarta-feira, 1 de junho de 2011

TCU vai investigar possível ‘desperdício’ em kits anti-homofobia Presidente Dilma Rousseff cancelou distribuição dos kits. MEC diz que vai aguardar a comunicação oficial do TCU para se pronunciar.

CADEIA PARA OS RESPONSÁVEIS PELA GASTANÇA INDISCRIMINADA COM UM MATERIAL PORNOGRÁFICO QUE QUERIA ATINGIR NOSSOS FILHOS.

Religiosos entregam 1 milhão de assinaturas contra projeto que criminaliza homofobia


Após protesto na capital federal, representantes de igrejas cristãs levaram abaixo-assinado ao Congresso, onde foram recebidos por Sarney

Gabriel Castro
Líderes religiosos entregaram ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), um abaixo-assinado com mais de 1 milhão de assinaturas contra o Projeto de Lei 122/2006, que aumenta a pena para quem discrimina homossexuais. Evangélicos e católicos alegam que o projeto cria uma casta privilegiada e fere a liberdade religiosa.
O pastor Silas Malafaia atuou como porta-voz do grupo. Ele disse que não há acordo e que a proposta precisa ser arquivada: “O projeto de lei é inconstitucional. Lei contra a homofobia já existe, isso é conversa para dar privilégio a uma minoria”, argumentou. Mais cedo, cerca de 25 mil pessoas se reuniram em frente ao Congresso para protestar contra a medida. Deputados e senadores da bancada cristã participaram do ato. Silas Malafaia chegou a rasgar uma cópia do Projeto de Lei.
Os manifestantes da chamada Marcha da Família também protestaram contra o casamento gay, a legalização do aborto e a descriminalização das drogas.
Polêmica – O projeto de lei que criminaliza a homofobia foi aprovado no plenário da Câmara no ano passado. O texto prevê pena de prisão de até 5 anos para quem criticar os homossexuais publicamente, seja qual for a razão. E também estabelece punição a quem preterir homossexuais em uma seleção de emprego, por exemplo.
A relatora do texto no Senado, Marta Suplicy (PT-SP), chegou a influir uma emenda dando imunidade a pregadores que atuem dentro de templos religiosos. Mas isso não mudou a postura dos cristãos: “A senadora Marta Suplicy pensa que crente é otário”, disse Silas Malafaia, do alto de um carro de som, nesta quarta-feira. Os manifestantes vaiaram quando o nome da parlamentar foi citado.


VEJA

Lei não pode criar 'terceiro sexo', diz Magno Malta em marcha em Brasília

Marcha pela Família, realizada nesta quarta-feira (1) em 
frente ao Congresso nacional contra a aprovação de projeto que 
criminaliza a homofobia (Foto: Dorivan Marinho/AE)


Parlamentares participaram de evento contra projeto que criminaliza homofobia.
Manifestantes favoráveis ao PLC 122 fizeram 'contra-marcha' na Esplanada.


O senador Magno Malta (PR-ES) disse nesta quarta-feira (1), durante manifestação em frente ao Congresso Nacional contra a aprovação do projeto de Lei da Câmara (PLC) 122, que criminaliza a homofobia, que o Senado não tem poder para criar “um terceiro sexo” por meio de legislação.
Marcha pela Família, realizada nesta quarta-feira (1) em frente ao Congresso nacional contra a aprovação de projeto que criminaliza a homofobia (Foto: Dorivan Marinho/AE)
"Se Deus criou macho e fêmea, não vai ser o Senado que vai criar um terceiro sexo com uma lei" disse. "É preciso que eles [homossexuais] entendam que o anseio grotesco de uma minoria não vai se fazer engolir", afirmou.
O evento, batizado de Marcha pela Família, foi organizado pelo pastor Silas Malafaia e reuniu diversos parlamentares contrários ao projeto de lei em cima de carros de som – entre eles os deputados federais João Campos (PSDB-GO), Ronaldo Fonseca (PR-DF), Jair Bolsonaro (PP-RJ) e Anthony Garotinho (PR-RJ), e os senadores Marcelo Crivella (PR-RJ) e Walter Pinheiro (PT-BA). A PM estimou em até 20 mil pessoas os presentes na Marcha pela Família.
Garotinho se manifestou contra a aprovação do projeto. “Eles [os participantes da marcha] amam a todas as pessoas, só que não concordam com o pecado de algumas”, disse.
Em oposição ao evento,um grupo de integrantes de movimentos ligados a causas homossexuais fez uma espécie de contra-marcha à Marcha Pela Família. Eles se reuniram em frente à Catedral de Brasília às 15h e seguiram até o Congresso, no mesmo local onde ocorria a Marcha pela Família.
A polícia formou um cordão de isolamento para evitar conflitos entre os dois grupos. Um contingente de 110 policiais foi deslocado para o local para acompanhar o evento.
Ainda assim, os dois grupoos se hostilizaram. Os defensores do projeto de lei chamaram os integrantes da Marcha pela Família de "nazistas" e "fascistas". O deputado Jair Bolsaro rebateu as acusações. "Eles são ridículos. Até o que eles falam é ridículo", afirmou.
Os manifestantes que defendem o PLC 22 carregavam faixas e entoavam palavras de ordem em favor de uma "família plural". Muitos se vestiram de roxo. A manifestação foi organizada pela internet, mas muitos chegaram ao local sem saber que havia um evento organizado.
"Eu viria de qualquer jeito, independentemente de ter um evento organizado ou não", disse Cristiano Ferreira, 35, servidor público. Ele vive há 3 anos com um companheiro e defende o projeto de lei. "O Estado é público e laico, e por isso não pode privilegiar o pensamento de uma religião para defender uma legislação", afirmou.

G1.

MULTIDÃO DE CRISTÃOS INVADEM BRASILIA PARA FALAREM NÃO A PL 122/06

Bancada Evangélia e Bancada Católica @contraPl122

MANIFESTAÇÃO PACIFICA DOS CRISTÃOS PELA NÃO APROVAÇÃO DA POUCA VERGONHA CHAMADA DE PL 122/06

yc6wd.jpg

TERRORISTAS GAYS QUEIMAM BÍBLIAS EM BRASILIA , CUMPRINDO ASSIM UMA AMEAÇA QUE PUBLICARAM EM SEU SITE NO DIA DE ONTEM.

Mesmo tentando desmintir e colocar a culpa em algum raker , a  uma publicação em que convoca seus seguidores a se reunirem e queimarem exemplares de biblias sagradas .
E por ser verdade , hoje mesmo eles queimaram alguns exemplares de bíblias sagradas.

ISSO É UMA AFRONTA AO DEUS VIVO , E O MESMO DEUS É QUEM VAI COBRA LOS POR ESSA ATITUDE.

BISPO ROBERTO TORRECILHAS


VEJA A MATÉRIA.


Site da ABGLT convoca para ato de queima da Bíblia; entidade diz que foi "hackeada"

No que a entidade classifica como um "ataque hacker", um aviso postado na tarde desta terça-feira (31) no site da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) convocava simpatizantes a um evento em Brasília, supostamente programado para amanhã (1), em que seriam queimados exemplares da Bíblia.
Na primeira versão publicada na seção de "eventos nacionais" da página virtual, o texto dizia que "em frente a Catedral, nós ativistas LGBTT iremos queimar um exemplar da 'Bíblia Sagrada'". Em seguida, a mensagem defendia que "um livro homofóbico como este não deve existir em um mundo onde a diversidade é respeitada."
Por fim, o autor da postagem, que se indentificava como "João Henrique Boing, ativista GLSBTT", conclamava o público para seu suposto ato: "Amanhã iremos queimar a homofobia. Compareça".
Após o anúncio gerar comentários raivosos no Twitter, uma nova versão do aviso foi postado. O texto dizia: "Queimando a Homofobia: aglomeração as 14h na porta da catedral. Tragam livros religiosos, em prol da diversidade".
Às 20h40, esse trecho continuava publicado no site da instituição, uma das mais atuantes no processo que culminou com a aprovação da união estável entre homossexuais pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no dia 5 de maio.
Segundo Toni Reis, presidente da associação, tudo não passou de um ataque de hackers. "Não somos nós que estamos publicando esse tipo de coisa. Temos respeito total pelas religiões. A Bíblia é para ser respeitada", disse ele, que afirmou ter teólogos no corpo diretivo da entidade.
A liderança gay, que se uniu ao seu companheiro logo após a decisão no Supremo, explicou que já entrou em contato com as autoridades policiais de Curitiba, cidade sede da ABGLT, para registrar a modificação ilegal de sua página virtual. "Estamos até cogitando tirar o site do ar", assumiu.
Toni pediu "mil desculpas" aos que se sentiram ofendidos com a postagem. "Estamos tentando verificar quem é o autor desse tipo de ataque. É alguém muito mal intencionado. As pessoas que são homofóbicas não param de nos atacar."
Segundo ele, esta não foi a primeira vez que hackers teriam entrado na página da entidade. Há dois meses, explica ele, foi publicada a seguinte mensagem na página eletrônica: "Bolsonaro para presidente do Brasil", em referência ao deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), que protagonizou inúmeros ataques aos movimentos gays nos últimos tempos em Brasília.

UOL

Terroristas Gays ameaçam e cumpriram , estão queimando BÍblias em Brasília. É a bibliofobia!


Clique na imagem para melhor visualização

O movimento LGBTT publicou uma nota em seu site convocando todos os Gays do Brasil para queimarem Biblias em Brasilia na frente da catedral. É o surgimento do terrorismo gay.

No que a entidade classifica como um "ataque hacker", um aviso postado na tarde desta terça-feira (31) no site da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) convocava simpatizantes a um evento em Brasília, supostamente programado para amanhã (1), em que seriam queimados exemplares da Bíblia.
Na primeira versão publicada na seção de "eventos nacionais" da página virtual, o texto dizia que "em frente a Catedral, nós ativistas LGBTT iremos queimar um exemplar da 'Bíblia Sagrada'". Em seguida, a mensagem defendia que "um livro homofóbico como este não deve existir em um mundo onde a diversidade é respeitada."
Por fim, o autor da postagem, que se indentificava como "João Henrique Boing, ativista GLSBTT", conclamava o público para seu suposto ato: "Amanhã iremos queimar a homofobia. Compareça".
Após o anúncio gerar comentários raivosos no Twitter, uma nova versão do aviso foi postado. O texto dizia: "Queimando a Homofobia: aglomeração as 14h na porta da catedral. Tragam livros religiosos, em prol da diversidade".
Às 20h40, esse trecho continuava publicado no site da instituição, uma das mais atuantes no processo que culminou com a aprovação da união estável entre homossexuais pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no dia 5 de maio.
Segundo Toni Reis, presidente da associação, tudo não passou de um ataque de hackers. "Não somos nós que estamos publicando esse tipo de coisa. Temos respeito total pelas religiões. A Bíblia é para ser respeitada", disse ele, que afirmou ter teólogos no corpo diretivo da entidade.
A liderança gay, que se uniu ao seu companheiro logo após a decisão no Supremo, explicou que já entrou em contato com as autoridades policiais de Curitiba, cidade sede da ABGLT, para registrar a modificação ilegal de sua página virtual. "Estamos até cogitando tirar o site do ar", assumiu.
Toni pediu "mil desculpas" aos que se sentiram ofendidos com a postagem. "Estamos tentando verificar quem é o autor desse tipo de ataque. É alguém muito mal intencionado. As pessoas que são homofóbicas não param de nos atacar."
Segundo ele, esta não foi a primeira vez que hackers teriam entrado na página da entidade. Há dois meses, explica ele, foi publicada a seguinte mensagem na página eletrônica: "Bolsonaro para presidente do Brasil", em referência ao deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), que protagonizou inúmeros ataques aos movimentos gays nos últimos tempos em Brasília.

Fonte: UOL

ATENÇÃO - ATIVISTAS GAYS ESTÃO QUEIMANDO BIBLIAS EM BRASILIA - VAMOS MANTER A CALMA E NÃO CAIS NESSA ARTIMANHA DO DIABO . ATENÇÃO! ativistas gays estão queimando Bíblias em Brasília - ONDE ESTA A POLICIA FEDERAL



Chegou agora ao conhecimento do Holofote.Net, por meio do Pr. Samuel, do Jornal Unidade, o qual  está em Brasilia, que ativistas gays estão queimando Bíblias dentro de uma Universidade de Brasília.
A ocorrência foi confirmada pela pastora @PraCynthia_I3, por meio de seu twitter, que também está em Brasília.

Onde está a Polícia Federal?

ISTO É INSULTO !!!

LIDERES REUNIDOS CONTRA A PL 122/06 - PORQUE A VITORÍA É DO POVO DE DEUS

dwycl.jpg

Membros de uma igreja protestante clandestina são detidos na China

Ao menos 15 membros de uma igreja protestante clandestina da China foram detidos quando tentavam celebrar um culto ao ar livre, no último incidente de uma série na qual a polícia já deteve mais de 200 de seus fiéis em menos de um mês, informou nesta segunda-feira a imprensa local.

Os membros da igreja de Shouwang, que tem cerca de 1.000 seguidores, estavam em uma praça de uma área comercial de Pequim, na qual havia uma forte presença policial , quando foram detidos ali 169 fiéis, informou o jornal independente "South China Morning Post".

As autoridades chinesas estão há semanas evitando que esta igreja oficie serviços religiosos em público.

Alguns dos cristãos detidos em algumas ocasiões anteriores assinalaram que a Polícia lhes permitiu rezar e cantar enquanto estavam detidos, mas também lhes pressionou para que assinassem declarações nas quais prometiam não voltar a celebrar um culto na rua.

A igreja perdeu o lugar onde realizava seus ritos quando as autoridades locais forçaram seu senhorio a despejá-los e impediram que se mudassem para um escritório comprado pela igreja em 2009.

A China é um Estado aconfessional que reconhece religiões, entre elas a cristã, mas só em grupos oficiais controladas pelo Partido Comunista da China (PCCh), no poder desde 1949.

Fonte: Folha Online

Você crê e recebe a Cura pelo Poder de Deus através de JESUS CRISTO NOSSO ÚNICO E SUFICIENTE SALVADOR





Jesus estava em Jerusalém. Era a Festa dos Tabernáculos. O povo fervilhava nas ruas e por todos os lados se ouvia canções de alegria. Esta era uma das festas mais alegres do calendário judaico. Durante uma semana o povo vivia em cabanas na cidade de Davi. Jesus não fica de fora dessa importante celebração. Porém, ao chegar à cidade em vez de deter-se nos corredores da alegria, Jesus dirigiu-se ao tanque de Betesta, a Casa de Misericórdia, onde havia uma multidão de enfermos (Jo 5.1-18). Ali havia gente sofrendo, chorando, com a esperança morta. Jesus caminha por entre os cinco pavilhões daquele hospital público. No meio daquela multidão de enfermos havia coxos, cegos e paralíticos. Uma vaga possibilidade de cura, por intermédio de uma visitação angelical, mantinha aceso um fiapo de esperança no coração daquela gente sofrida. Jesus distingue no meio dos doentes um paralítico, que estava ali há trinta e oito anos. Esse homem era a maquete do desespero, o retrato da desesperança, a síntese do sofrimento de uma multidão enferma. Jesus perguntalhe: “Queres ser curado”? O homem responde com uma desculpa. Jesus, então lhe ordena a levantar-se, tomar o seu leito e andar. Aqui aprendemos três importantes lições:
Uma pergunta maravilhosa (Jo 5.6) – “Queres ser curado?” Nós temos doenças físicas, emocionais e espirituais. Precisamos de cura. É claro que todo doente quer ser curado. Mas, então, por que Jesus pergunta? É que podemos nos acostumar com a doença. Podemos também perder a esperança de sermos curados. Podemos como aquele paralítico, ser tomados por um profundo senso de abandono, dizendo que ninguém se importa conosco. Aquele que nos criou e nos formou de forma assombrosamente maravilhosa no ventre da nossa mãe, e tem todo poder, e toda autoridade no céu e na terra é quem pergunta a você: “Queres ser curado”? Ele tem não apenas o diagnóstico da sua doença, mas também a autoridade para curar você.

2. Uma ordem gloriosa (Jo 5.8) – “Levanta-te, toma o teu leito e anda”. Aquele homem estava preso numa cama há trinta e oito anos. Todos os dias ele nutria a esperança de ser jogado no tanque para ser curado. Todos os dias ele alimentava na alma o desejo de andar. Mas, sua doença era maior do que seu desejo. Estava dominado por um problema maior do que suas forças. Jesus, então, aparece e lhe dá uma ordem clara, incisiva e poderosa. O mesmo que dá a ordem, dá também o poder para cumprir a ordem. O mesmo que manda levantar é aquele que restaura a saúde. O universo inteiro ouve e obedece a ordem de Jesus. Ele manda e o mar se acalma. Ele ordena e o vento sossega. Ele dá uma ordem e o morto sai da sepultura. Ele manda um homem com a mão direita mirrada estendê-la e a mão do homem estica-se cheia de vigor. Ele dá uma ordem ao paralítico, e ele se levanta, e anda depois de trinta e oito anos de paralisia. Jesus é o mesmo ontem, hoje e eternamente. Ele também nos manda levantar e nos pôr de pé.


3. Um resultado milagroso (Jo 5.9) – “Imediatamente, o homem se viu curado e, tomando o leito, pôsse a andar”. Sob a ordem de Jesus, o paralítico se levantou. A cura foi imediata, completa e cabal. Não foi um sugestionamento mental. Jesus não usou nenhum artifício místico nem lhe fez promessas enganosas. O milagre que Jesus opera é notório, verificável e público. Aquele homem cujos músculos estavam atrofiados, cujas articulações estavam definhadas, cujo corpo estava emaciado de ficar prostrado numa maca há mais de três décadas, coloca-se de pé e começa a andar. A cura entra em seu corpo. A vitalidade transborda de sua alma. 
Jesus , hoje quer curar as feridas da sua alma , de seu corpo fisico , de sua familia , quer te curar por inteiro.

ACEITE A JESUS CRISTO COMO SEU ÚNICO E SUFICIENTE SALVADOR DE SUA VIDA .

JESUS TE AMA.

Porque os leões não mataram a Daniel?



O profeta Daniel orava três vezes ao dia (Dn 6.10).Jamais arranjou desculpas para não orar,nem mesmo quando um interdito do rei Dario,o persa,proibiu que alguém fizesse qualquer petição que não fosse dirigida a ele. O castigo a quem desobedecesse não era cair nas garras de um único leão, mas numa cova cheia de leões! Em termos de hoje, podemos dizer que Daniel tinha diante de si uma boa desculpa para não orar. Mas foi isso que ele fez? Não. Muito pelo contrário, Daniel, nos padrões do novo testamento era alguém que orava sem cessar (1 tessalonicenses 5.17).

Muitos são os crentes que estão a anos nas igrejas, e  não conseguem se livrar dos problemas e já se acostumaram com eles,e até usam passagens bíblicas para se justificarem, já que não conseguem vencê-los ,dizendo por exemplo: “estou sendo provado” Deus “provou a Paulo com um espinho em sua carne” (2 co 12.7). Pessoas que fazem de tudo dentro das igrejas, ocupam até cargos de liderança são dizimistas fiéis e ofertantes, pessoas honestas, que não medem esforços para trabalhar, vivem dignamente diante da sociedade fazem o bem, ajudam o próximo e até tem os seus nomes no livro da vida.
Porque que os leões da vida estão destruindo a saúde, a família, as finanças, destruindo a paz que elas recebem dentro da igreja. Pessoas salvas porem atribuladas por um leão em alguma área de suas vidas.
A verdade é que os leões (diabo) estão ao nosso derredor rugindo bravamente a nos tragar (1 Pd 5.8),mas eles só comem carne. Portanto se você estiver no espírito jamais eles te tocarão, mas se você estiver na carne será uma presa fácil e saborosa para eles.você me pergunta é possível ter todos esses requisitos que você mencionou dentro da igreja,e mesmo assim os leões me atacarem?
Sim! Porque o que nos faz estar em espírito (em sintonia com Deus) é a oração.
Ao sair da igreja estamos no espírito e cheios da graça de Deus,o leão não irá te atacar agora porque você esta unânime na igreja(At 2.46),ele vai preparar alguma coisa para te tirar do espírito,fazer com que você volte a estar na carne “natureza humana” (1 co 2.14),e assim continuar dias após dias roubando,e destruindo a sua paz.
Por tanto “vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito,na verdade,está pronto,mas a carne é fraca (Mt 26.41).
 
 
da IEQ Vale do Sol
via GRITOS DE ALERTA

SOCIEDADE SECRETA ILUMINATI - ILLUMINATIS, OS SUPERMAÇONS: SATANISTAS QUE VIERAM PARA MATAR, ROUBAR, DESTRUIR E DOMINAR O MUNDO.




 http://www.cpr.org.br/imagens/espalmada.jpg

OS ILLUMINATI : No dia 1 de maio de 1776, o maçom Dr. Adam Weishaupt fundou a Ordem Bávara do Illuminati (Ordo Iluminatorium). Weishaupt era Professor de direito canônico judeu na Universidade de Ingolstadt em Baviera, Alemanha. Ele nasceu judeu e depois se converteu ao catolicismo romano. Padre Jesuíta, ele deixou a ordem para formar a própria organização dele. Era a convicção de Weishaupt que só uns escolhidos dentre poucos era suficiente mudar a história. (Uma minoria ativa de cem homens na Europa é capaz de modificá-la radicalmente). Para tanto bastava que recebessem a iluminação para guiar e reger o mundo. O problema simplesmente era isto: Onde ele acharia estes poucos homens? Subseqüentemente, ele os achou em várias lojas maçônicas e ordens religiosas. Ele se infiltrou na Ordem dos Jesuítas, nas lojas maçônicas, no Movimento Rosacruz e em outras ordens da Antiguidade. Mas, tudo isso não aconteceu sem represália. Muitos integrantes de lojas maçônicas e ordens que perceberam que tinham sido infiltradas e descobertos os segredos de suas organizações, Weishaupt foi virtualmente advertido para descontinuar suas atividades.
Felizmente para Weishaupt THOMAS JEFFERSON, em 1784, tinha sido nomeado o Embaixador dos Estados Unidos recentemente para a França. Jefferson, um Maçom, e Weishaupt também, foi favorecido pela nova ordem internacional e agora à ajuda foi garantida para continuar sua obra. Atualmente a ordem é conhecida como " Ordem dos Illuminati".Como o fundador continuou ampliando os graus e a sociedade, dois eventos principais aconteceram;
1. Cinco anos depois que ele foi nomeado o Embaixador para a França, Thomas Jefferson voltou para casa e tornou-se secretário de Estado (USA).
2. No dia 15 de setembro de 1789, o Congresso de Estados Unidos adotou os Grandes Selos dos Estados Unidos que eram, originalmente, e oficialmente, na realidade, os Dois Grandes Selos dos Illuminati.

 ILUMINADOS: São todos aqueles que, desde Jesus, Nostradamus, Robespierre, Napoleão, Hitler, viram a poderosa força que o homem contém em si. Mas agora há novos e mais poderosos conhecimentos. Todos à disposição dos muitos trabalhadores da nova ordem mundial, através de: 1 - Sistema de códigos para planejamento de atividades.
2 - Aperfeiçoamento mental notável.
3 - Forte egrégora (força mental) dos iluminados.
4 - Estude o máximo e seja o melhor no que você faz. Assim forma-se um iluminado.
ASSIM SOMOS: “NÃO HÁ NOVA SOCIEDADE SEM A DEMOLIÇÃO DA VELHA (ORDEM)” .O ILLUMINATI DOMINA O MUNDO PARA CRIAÇÃO DO ESTADO GLOBAL
A Ordem dos Illuminati foi fundada por um maçom chamado Adam Weishaupt, na Baviera na Alemanha em 1776 e oito anos depois já estavam fazendo um grande estrago no mundo, a Revolução Francesa, onde perseguiram os cristãos matando muitos e proibiram o culto ao Deus verdadeiro. Alí prepararam, calculadamente, os carrascos das guerras mundiais e do comunismo, causando as maiores matanças que o mundo já teve notícia. O ex illuminati Doc Marques faz esta declaração usando afirmando o uso de seu famoso manual, OS PROTOCOLOS DOS SÁBIOS DE SIÃO, produzido muito tempo antes, mas publicado na Rússia em 1906 com o título O GRANDE NO PEQUENO E O ANTICRISTO COMO POSSIBILIDADE POLÍTICA IMEDIATA. Realmente para quem conhece a Bíblia, sabe que as profecias lá contidas batem exatamente com este manual. È exatamente como o ANTICRISTO vai estabelecer o seu reino. Eles estão cada dia mais ousados. A data de fundação dos illuminat esta escrita em algarismos romanos na base da pirâmide da nota de um dólar. O dia dos Illuminati é 1º de maio. O dia dos maçons é 20 de agosto.
 A partir do ano 2000, consideram a era de aquários, a era das revelações, tudo o que estava em oculto será revalado. Os mestres serão revelados. Exatamente, estão assumindo que são deuses, que adoram bafomet = diabo, estão determinados a dominar o mundo de qualquer jeito. A Ordem dos illuminati têm a sua central Internacional em Barcelona na Espanha. Possuem uma editora, a Ediciones G e desde 1998 vem publicando em nome de Gabriel López de Rojas e uma revista especializada chamada de Baphomet. Possuem uma ordem de 13 graus. Estão estabelecidos aqui no Brasil desde maio de 2001. Livro Illuminati de Paul H Koch, editora planeta - pag 45
 O livro Lança do Destino, de Trevor Ravenscroft, revela a verdadeira razão por que Hitler tornou-se tão bárbaro; foi devido a certos rituais ocultistas específicos dentro de uma sociedade secreta chamada Sociedade de Thule. O Anticristo passará pelos mesmos rituais! Ravenscroft revela que o poder SATÂNICO que está por trás dos PROTOCOLOS DOS SÁBIOS DE SIÃO apresentou a Hitler um "modelo para o poder total". [pg 106]; esses mesmos PROTOCOLOS estão sendo usados hoje pelos ILLUMINATI como um plano para obter o poder total. O autor revela como A Doutrina Secreta, de Helena P. Blavatsky (INICIADA NA MAÇONARIA) preparou Hitler para o Holocausto.
  Alguns conteúdos do livro Protocolo dos Sábios de Sião: Somos o poder  judaico maçônico invencível Estabelecer o caos para depois estabelecer a  “Ordem”. Colocamos e tiramos os políticos Criamos as crises econômicas,  Vamos controlar os meios de comunicação. Perseguir os cristãos. Se for  preciso matamos Aumentar os vícios e casas de prostituição e ainda ganhar  dinheiro com isso. Criar falsas teorias como a de Darwin (o homem veio do  macaco) Os fins justificam o meio. Vamos usar as iscas mentirosas de  Igualdade, Liberdade e Fraternidade, etc 
 Para o leitor que está habituado com a Profecia Bíblica, há uma súbita  revelação. Se OS PROTOCOLOS DOS SÁBIOS DE SIÃO foram redigidos por  uma sociedade secreta iluminista, todos os fatos da história,  desde Ninrode, passam a ter uma ligação em comum.
  

METAS DE NINRODE
1- Ninrode procurou restaurar o sistema pré-diluviano implantando um governo mundial, liderado por um rei-sacerdote, energizado diretamente por Satanás.
2- Quando Deus estorvou os planos de Ninrode, a estratégia de Lúcifer foi criar um sistema de falsas religiões que preservassem esses poderosos Mistérios Antigos até o tempo em que ele (Lúcifer) possa estabelecer seu reino.
3- Esses mistérios foram guardados desde aquele tempo por um grupo de elite selecionado. Houve alguns períodos na história em que o lado ocultista mais escuro dos mistérios foi aceito, e períodos em que o ocultismo foi perseguido.
4- A Bíblia fala sobre o surgimento de um reino mundial futuro liderado pela Besta (o Anticristo), que declarará ser Deus. Esse reino mundial será acompanhado por uma igreja mundial até o tempo em que não seja mais útil para a Besta. A Besta declarará então ser o Messias dos judeus e o legítimo herdeiro ao trono de Davi.
5- É bem possível que os 3 que estarão apoiando o rei sejam os "3 reinos" subjugados pela Besta, conforme profetizado em Daniel 7:24. (A maçonaria realmente é uma religião http://www.espada.eti.br/n1144.asp)
 

METAS DOS ILLUMINATI


As metas dos Illuminati, a longo prazo, para estabelecimento de um governo mundial (Nova Ordem Mundial), se assemelham às metas de Ninrode. Precisamos examinar esses objetivos individualmente para avaliar o impacto total.
1-Abolição de todos os governos estabelecidos. Isso não é nada mais que a chamada para a revolução. Certamente, se as autoridades existentes de qualquer sociedade aberta conhecessem esse objetivo ou o levassem a sério, procurariam destruir o movimento.
2-A abolição de toda a propriedade privada e do direito de herança provocaria imediatamente a ira dos proprietários de terras e qualquer proprietário na sociedade. Essas pessoas insistiriam que as autoridades existentes tomassem medidas imediatas contra a sociedade.
3-A abolição do patriotismo nacional incitaria a ira das autoridades governamentais e do homem comum. O patriotismo tem estado arraigado no coração do homem desde a Torre de Babel.
4-A pedra fundamental de qualquer sociedade, e portanto, do governo existente, é a Famíla. A Família oferece a estabilidade básica para a sociedade se reproduzir e passar os valores culturais para as próximas gerações. A moralidade é o amálgama que prende a Família. Destruir a Família e a Moralidade é o primeiro passo para a destruição de uma nação.
5-Uma chamada para a abolição de todas as religiões faria todas as religiões se opor veementemente à sociedade secreta. Na maioria dos países, a religião predominante exerce grande influência sobre as autoridades.

 Portanto, você pode ver que cada um desses objetivos precisa ser oculto dos olhos atentos das autoridades existentes. Isso é especialmente verdade na Sociedade Ocidental, com sua base na Bíblia, na cultura judaico-cristã
Confirmações do fato acima:
1- “A maçonaria é uma religião, no sentido escrito do vocabulário, isto é, na harmonização da criatura ao Criador. É a religião maior e universal” DICIONÁRIO MAÇÔNICO, Rizzardo da Camino “Religião”, PAG 514
Maçonaria e Fé Cristã – John Scott Horrell – PÁG 58
2- Fato, em quase todos os seus escritos, a maçonaria apresenta-se como a essência de todas as religiões.
MACOY, DICTIONARY OF FREEMASONARY, 324 - Maçonaria e Fé Cristã – John Scott Horrell - PÁG 59
3- Defendido a maçonaria como religião, o próprio Albert Mackey declara em termos enfáticos:
“A RELIGIÃO DA MAÇONARIA NÃO É O CRISTIANISMO” Mackey Revised Enciclopedia 3° Ed vol 2: 618 - Maçonaria e Fé Cristã pag 59
4- Albert Pike, grão mestre, o papa da maçonaria de todos os tempos afirma HÁ 135 ANOS: - Toda loja maçônica é um templo religioso e seus ensinos são instruções religiosas.
É a RELIGIÃO UNIVERSAL, eterna e imutável. A maçonaria não propaga nenhum credo, exceto o seu próprio, mais simples e sublime: aquela religião ensinada pela natureza e pela razão.
RESUMO: Maçonaria é claramente a RELIGIÃO DE SATANÁS, do deus PAN, do deus BAAL, do deus SOL, do ANTICRISTO GADU e é a RELIGIÃO UNIVERSAL da NOVA ORDEM MUNDIAL, dito há 135 anos.
O paganismo da maçonaria. Tradução: Jeremias R D P dos Santos Site evangélico A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/ce1009.asp acessado em 06/01/2007

Comentário: O QUE O LEITOR E OS ESCOLHIDOS DE DEUS PODERIAM ESPERAR DESTES CAVALEIROS TEMPLÁRIOS (atuais maçons)? QUE CONTINUEM NEGANDO JESUS E INVENTANDO ESTÓRIAS COMO O CÓDIGO DA VINCE DO TAMBÉM MEMBRO DA SOCIEDADE SECRETA PRIORADO DE SIÃO E HOMOSSEXUAL LEONARDO DA VINCI. SEMPRE AFIRMAMOS QUE AS SOCIEDADES SECRETAS SÃO INCOMPATÍVEIS COM O CRISTIANISMO.
Está escrito: Apocalípse 17: 17 “Porque Deus tem posto em seus corações, que cumpram o seu intento, e TENHAM UMA MESMA IDÉIA, e que DÊEM À BESTA O SEU REINO, até que se cumpram as palavras de Deus.
O SATANISMO EXPLÍCITO DOS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS, MAÇONS E ILLUMINATIS COM A PARTICIPAÇÃO CATÓLICA

SOMÁLIA – Cristão acusado de tentar converter adolescente muçulmano é encontrado morto em uma rua de Mogadíscio


Extremistas islâmicos que controlam parte de Mogadíscio, capital da Somália, executaram, nesse mês, um jovem cristão acusado de tentar converter um muçulmano de 15 anos de idade ao cristianismo.
Membros do grupo extremista islâmico Al Shabaab tinham detido Mumin Abdikarim Yusuf, de 23 anos, no dia 28 de outubro, após o rapaz de 15 anos de idade ter passado informações sobre ele aos militantes, disse uma fonte da região à agência de notícias Compass Direct News. O corpo de Mumin foi encontrado no dia 14 de novembro. Fontes disseram que o ex-muçulmano foi baleado até morrer, provavelmente algumas horas antes do alvorecer.
“Nosso irmão Mumin foi assassinado”, disse uma fonte ao Compass. “Seu corpo foi jogado no distrito de Yaqshid, em Mogadíscio, em uma rua residencial.”
O grupo Al Shabaab, cujos membros parecem ter ligações com os terroristas da Al Qaeda, controla algumas partes de Mogadíscio e a maior parte do sul da Somália, assim como outras partes do país.
Suas acusações contra Mumin levaram o grupo extremista a uma incursão em sua casa, no distrito de Holwadag, na capital, disseram as fontes. Após fazerem buscas em sua residência, a milícia não encontrou nada relacionado ao cristianismo. Porém, ainda assim, levaram-no preso.
Antes de o jovem ser executado com dois tiros na cabeça, a fonte do Compass recebeu relatos de que ele foi espancado e teve seus dedos quebrados enquanto os muçulmanos tentavam extrair provas incriminatórias contra ele e informações sobre outros cristãos. Posteriormente, a fonte soube que o corpo de Mumin mostrava sinais de tortura e estava sem os dentes frontais.
“Não sabemos a hora em que ele foi assassinado, mas devido à vontade da família, nós o sepultamos cerca de 3 horas da tarde do mesmo dia”, disse a fonte.
Os cristãos não puderam se identificar com segurança à família muçulmana de Mumin, mas conseguiram auxiliar indiretamente os pais para sepultá-lo com dignidade.
Não se sabe se Mumin, quando torturado, revelou informações sobre membros da igreja na região, mas líderes da Igreja Perseguida têm mudado de local os cristãos que o conheciam, segundo a fonte.
“Ainda não sabemos se Al Shabaab descobriu alguma prova nova de Mumin”, disse ele.
Os pais muçulmanos de Mumin não sabiam que seu filho era cristão e insistiram com os militantes do grupo que ele ainda era muçulmano, disseram as fontes. Os extremistas acusaram a família de não ter informado que seu filho tinha se convertido ao cristianismo e determinaram a sua mãe e seu pai que comparecessem diante do tribunal de Al Shabaab.
Embora a fonte do Compass não pudesse confirmar se os pais atentaram para a ordem, ele disse que muito provavelmente eles o fizeram, uma vez que não é incomum que os militantes decapitem aqueles que desafiam suas ordens. “Não posso confirmar se eles compareceram diante do tribunal islâmico, mas é altamente possível”, disse ele. “Quem ousa desafiá-los?”
Os extremistas demonstraram que não têm escrúpulos para matar aqueles que eles percebem que são simpatizantes de qualquer religião “estrangeira”, disse a fonte. Ele acrescentou que o grupo islâmico somente não executou Mumin antes porque não tinha provas contra ele, a não ser o testemunho do adolescente.
“No islã, para executar alguém, você precisa ter prova de três testemunhas, e eles não a tinham”, disse ele. “Al Shabaab é conhecido por fazer o que deseja, e eles nem mesmo seguem as regras da religião a qual reivindicam aderir.”
A descoberta do corpo de Mumin trouxe fim à tentativa de sua família de assegurar sua liberação, mas eles agora vivem com medo, uma vez que Al Shabaab os acusou de terem ocultado a nova fé de seu filho.
A fonte disse que a morte do jovem cristão é típica do grupo extremista islâmico, que frequentemente lança balas em suas vítimas antes de jogarem seus corpos em locais públicos para servirem de aviso àqueles que ousam resistir suas ordens.
Desde que o ditador Siad Barre foi deposto em 1991, a Somália não teve mais um governo central forte e tem estado à mercê de cruéis militantes baseados em clãs. Alguns, como o al Shabaab, está buscando estabelecer uma versão rígida da sharia (lei islâmica) enquanto lutam para destituir o governo federal transitório do Presidente Sheikh Sharif Sheikh Ahmed, que é apoiado pela União da África e pelas nações do Ocidente.
Fonte: Portas Abertas

Extremistas islâmicos matam a facadas mulher e filhos de Pastor e mais 12 cristãos em ataque


Conforme ia caindo ao chão, após tomar um tiro e ser golpeada com um facão, Dune James Rike olhou para os olhos marejados e amedrontados de seu marido e perguntou: “Este será o fim entre nós? Então não estaremos mais juntos?”
O pastor Musa James Rike contou à Compass que segurou as mãos de sua esposa de 35 anos de idade, enquanto ela morria, e lhe disse: “Apegue-se à sua fé em Jesus, que nós nos encontraremos e nunca mais nos separaremos.”
Muçulmanos extremistas que atacaram a vila Kurum, na área governamental de Bogoro, estado nigeriano de Bauchi, já haviam matado duas crianças do casal num tumulto que teve início na quarta-feira, dia 4 de maio, à meia-noite. Rike, pastor da Igreja de Cristo na Nigéria (COCIN, sigla em inglês), congregação em Kurum, em seguida ouviu os gritos de sua filha de 13 anos de idade, Sum James Rike, numa área próxima.
“Eu corri em direção a minha filha, somente para descobrir que ela também havia sido golpeada no estômago com um facão e seus intestinos estavam espalhados ao seu redor”, ele disse. “Eu segurei sua mão e comecei a orar, sabendo que ela iria morrer também. Ela me disse que os militantes muçulmanos lhe disseram que iriam matá-la, para ver ´como seu Jesus vai te salvar.’”
A garota disse a seu pai que lhes respondeu, dizendo que Jesus já a havia salvado e que, matando-a, eles só tornariam possível seu encontro com ele. O pastor Rike orou por ela, enquanto agonizava.
Atirando e ateando fogo às casas, os extremistas muçulmanos mataram outros 12 cristãos nesse ataque. A polícia de Bauchi relatou 16 mortos: um homem, três mulheres e 12 crianças.
O pastor Rike disse que, ao alcançarem sua casa, os agressores tentaram entrar nos quartos. “Eu abri a porta dos fundos e nós corremos pela noite escura, enquanto os militantes nos perseguiam,” ele disse. “Eles atiraram na minha esposa e em dois de nossos filhos, enquanto tentavam escapar.”
O pastor Rike disse que, após matarem as duas crianças, Faith James Rike e Fyali James Rike, de um ano de idade, cortaram a barriga de sua mulher com um facão.
“Fiquei chocado com o que vi”, ele disse. “Eu sabia que minha mulher não aguentaria e a única coisa que fiz foi encorajá-la a apegar-se à sua fé em Jesus. Os extremistas muçulmanos atearam fogo em mais de 20 casas antes de deixarem a vila”, ele disse.
O pastor Rike e seu filho sobreviveram ao ataque, mas sua filha adotiva, Whulham Rike James, foi ferida e estava recebendo tratamento no Hospital Geral de Bogoro. Disse também que outras cinco pessoas estavam sendo atendidas no mesmo hospital.
Algumas fontes da igreja disseram que entre os mortos estão: Murna Ayuba, Angelina Ezekiel, Dorcas Sunday, Asabar Toma, Rhoda Joseph, Dhunhgwa Zakka, Bukata Amos, Ishaku Amos, Kalla Amos, Amos Daniel, Samidah Joel e Changtan Joel.
Os muçulmanos jihadistas também roubaram dinheiro e outras coisas de valor da vila cristã, enquanto iam embora, segundo essas fontes da igreja.

A região

A área tem uma história de violência e os ataques se seguem à morte de centenas de pessoas em Bauchi e outros estados do norte, onde, no mês passado, houve revoltas dos muçulmanos por causa da eleição de 16 abril, que elegeu um presidente cristão, Goodluck Jonathan. Ele venceu o candidato muçulmano Muhammadu Buhari. Líderes cristãos do norte da Nigéria disseram que mais de 200 igrejas foram queimadas e que eles têm convocado uma sindicância federal sobre a violência, em que os cristãos são o principal alvo.
O norte da Nigéria subiu de 27º, em 2009, para 23º lugar, em 2010, na posição da lista da Portas Abertas de classificação de nações intolerantes ao cristianismo.
A igreja em que o pastor Rike ministra tem por volta de 30 membros e existe há mais de 50 anos. Os que foram assassinados eram membros das três igrejas da vila – a igreja COCIN, a Igreja Católica de São João e uma congregação da Igreja Evangélica do Oeste da África.
O pastor Rike disse que o incidente fortaleceu sua fé em Jesus.
“Qualquer que seja a situação, eu nunca negarei a Cristo,” disse. “Todos os seres humanos foram criados por Deus e aqueles que nos atacaram precisam entender que devem abandonar qualquer coisa que os leve a destruir as criaturas de Deus.”
A população da Nigéria é superior a 158,2 milhões de pessoas e quase que igualmente dividida entre os cristãos, que somam 51,3% da população e vivem principalmente no sul, e os muçulmanos, que somam 45% da população e vivem principalmente no norte. As porcentagens podem ser menores, entretanto aqueles que praticam religiões locais talvez estejam acima de 10% do total da população, de acordo com a Operation World.

MARTA SUPLICY , A TRAIDORA DOS EVANGELICOS DO ESTADO DE SÃO PAULO .


Netinho, Martha e Mercadante pedindo voto na Assembléia de Deus
em época de eleição (2010)
Ela foi muito tendenciosa em ir a nossas igrejas pedir voto e agora nos trai com uma punhalada nas costas.

MOVIMENTO  -  MARTA SUPLICY NUNCA MAIS -  SOMOS EVANGELICOS E TEMOS VERGONHA NA CARA.

Marta Suplicy, Senador evangélico Marcelo Crivella e líder da Associação de Gays se reunem e criam novo texto da PLC 122

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel De acordo com a relatora do texto na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), Marta Suplicy, uma das principais mudanças será no artigo que pune a discriminação ou preconceito pela orientação sexual. A nova redação, segundo a relatora, vai prever punição apenas àqueles que induzirem a violência.
- O projeto contemplou a todos os que estavam ali: o Toni Reis, da ABGLT, o senador Demóstenes, que queria dar constitucionalidade ao projeto, e o senador Crivella, que queria a proteção aos pastores e à liberdade de expressão – explicou a senadora.
O ponto que causou a maior polêmica na discussão do projeto foi a liberdade de expressão dos religiosos, que alegavam que qualquer manifestação contra a homossexualidade poderia ser caracterizada como discriminação ou preconceito. Uma emenda chegou a ser acrescentada pela relatora ao texto para garantir essa liberdade, mas o projeto acabou retirado da pauta da CDH no último dia 12 para maior discussão.
De acordo com Crivella, não é necessário prever no projeto a punição à discriminação contra os homossexuais porque isso já é contemplado no Código Penal, com a previsão do crime de injúria. Segundo o senador, o novo texto está sendo elaborado com base em uma proposta alternativa de sua autoria, que puniria a discriminação em hipóteses especificadas.
- Qualquer discriminação de acesso ao comércio, de direito no trabalho ou qualquer ato de violência praticado contra a orientação sexual seria punida pela lei – explicou o senador.
Discordâncias
Crivella afirmou que o projeto em discussão é novo e que poderá “enterrar” de vez o PLC 122.
- Acredito que a gente consiga enterrar o PLC 122. Eu tenho firmes esperanças de que nós vamos enterrá-lo a sete palmos. Tenho esperança também de que possamos fazer uma lei boa como essa que eu propus, que não é uma lei só para o homossexual. Ela também pune os crimes contra heterossexual – explicou.
Marta Suplicy, no entanto, disse que o texto não representa um novo projeto, e sim alterações ao PLC 122 nos pontos em que havia maior resistência.
- Eu pedi para ele [Crivella], em homenagem à [ex-deputada] Iara Bernardi, que fez o projeto original, e à [ex-senadora] Fátima Cleide, que ficou cinco anos aqui no Senado, que mantivéssemos o projeto original com todos os adendos, tirando algumas coisas que eram do original. Isso eu acho que foi contemplado.
Aumento de penas
Ainda segundo a senadora, por sugestão de Demóstenes e Crivella, o novo texto vai incluir o aumento de penas para crimes já previstos no Código Penal, como homicídio e formação de quadrilha, quando resultantes de atos contra a orientação sexual. Marta disse que o texto está sendo colocado em “palavras jurídicas” e que representará um grande avanço, se houver consenso.
- Comemorar, só na hora que eles olharem a redação final e concordarem, mas acho que o avanço foi extraordinário e eu estou muito feliz – concluiu.

G+

“Leio a Bíblia de manhã e à noite. E dou aulas de cristianismo, às vezes”, diz estrela do rock


Apesar de fazer shows cantando músicas até sobre necrofilia, o rock star de 63 anos ora duas vezes ao dia
“Leio a Bíblia de manhã e à noite. E dou aulas de cristianismo, às vezes”, diz estrela do rock
Em uma entrevista recente ao Jornal da Tarde, Alice Cooper, músico de 63 anos falou sobre drogas, música e hobbys. Mas o cantor também revelou que ora duas vezes ao dia e que eventualmente dá aulas de cristianismo.
Tudo isso seria normal se o rock star não cantasse canções que contrariam os ensinamentos bíblicos, em algumas delas ele fala até de necrofilia (excitação sexual decorrente da visão ou do contato com um cadáver), mas para ele “não tem nada na Bíblia que proíba alguém de ser um rock star.”
Sempre que o cantor sobe ao palco ele se transforma em um personagem, suas performances no palco inspiraram grandes artistas como a banda Kiss e Marilyn Mayson.
Apesar de sua aparência e letras liberais ele afirma ao jornal que não contrata músicos que usam drogas. “Eu não vou contratar alguém que usa drogas. Porque quando formos entrar em turnê, ele vai ser um problema. Não estou falando de beber uma cerveja. Isso não é problema para ninguém. Mas se você está numa banda grande, estar bêbado sempre não funciona no show. Não dá.”
O músico que não bebe há 30 anos conta que tomou a decisão de abandonar o vício quando viu seus amigos morrendo, Jim Morrison e Jimmy Hendrix. Nessa hora o repórter pergunta como ele é fora dos palcos e a resposta é surpreendente.
“Sou um cristão normal. Quando eu for para São Paulo, você vai ver. Vou fazer compras, jogar uma partida de golfe. O que acontece é que, quando eu viro Alice Cooper, preciso me tornar um vilão. Sou como o Darth Vadder, do Guerra nas Estrelas, ou como o Hannibal Lecter, de O Silêncio dos Inocentes. Eles são vilões. Eu adoro fazer essa transformação.”
Interessado nessa história o repórter pergunta se dá para ser um rock star e ter uma religião. “Dá, sim. Sou protestante. Não existe nada na Bíblia que diga que você não pode ser um cantor de rock’n’roll. Entendo que Deus me deu um talento e espera que eu o use. O meu show não tem nada de anticristo. Muito pelo contrário, acho até bem cristão.”
Alice Cooper revela que na igreja tem pessoas que não gostam de suas atitudes, mas a maioria o enxerga como mais um cristão. “Existem advogados cristãos, médicos cristãos. Sou um cantor de rock cristão. Sempre oro antes dos shows. Oro todos os dias. Leio a Bíblia de manhã e à noite. E dou aulas de cristianismo, às vezes. Meu pai era pastor, meu avô também. Isso é algo de família.”
Fonte: Gospel Prime
Com informações Jornal da Tarde

DESCULPA ESFARRAPADA OU VERDADE - Site da ABGLT convoca para ato de queima da Bíblia; entidade diz que foi “hackeada”


Em seguida, a mensagem defendia que "um livro homofóbico como este não deve existir em um mundo onde a diversidade é respeitada."
Site da ABGLT convoca para ato de queima da Bíblia; entidade diz que foi “hackeada”
No que a entidade classifica como um “ataque hacker”, um aviso postado na tarde desta terça-feira (31) no site da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) convocava simpatizantes a um evento em Brasília, supostamente programado para amanhã (1), em que seriam queimados exemplares da Bíblia.
Na primeira versão publicada na seção de “eventos nacionais” da página virtual, o texto dizia que “em frente a Catedral, nós ativistas LGBTT iremos queimar um exemplar da ‘Bíblia Sagrada’”. Em seguida, a mensagem defendia que “um livro homofóbico como este não deve existir em um mundo onde a diversidade é respeitada.”
Por fim, o autor da postagem, que se indentificava como “João Henrique Boing, ativista GLSBTT”, conclamava o público para seu suposto ato: “Amanhã iremos queimar a homofobia. Compareça”.
Após o anúncio gerar comentários raivosos no Twitter, uma nova versão do aviso foi postado. O texto dizia: “Queimando a Homofobia: aglomeração as 14h na porta da catedral. Tragam livros religiosos, em prol da diversidade”.
Às 20h40, esse trecho continuava publicado no site da instituição, uma das mais atuantes no processo que culminou com a aprovação da união estável entre homossexuais pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no dia 5 de maio.
Segundo Toni Reis, presidente da associação, tudo não passou de um ataque de hackers. “Não somos nós que estamos publicando esse tipo de coisa. Temos respeito total pelas religiões. A Bíblia é para ser respeitada”, disse ele, que afirmou ter teólogos no corpo diretivo da entidade.
A liderança gay, que se uniu ao seu companheiro logo após a decisão no Supremo, explicou que já entrou em contato com as autoridades policiais de Curitiba, cidade sede da ABGLT, para registrar a modificação ilegal de sua página virtual. “Estamos até cogitando tirar o site do ar”, assumiu.
Toni pediu “mil desculpas” aos que se sentiram ofendidos com a postagem. “Estamos tentando verificar quem é o autor desse tipo de ataque. É alguém muito mal intencionado. As pessoas que são homofóbicas não param de nos atacar.”
Segundo ele, esta não foi a primeira vez que hackers teriam entrado na página da entidade. Há dois meses, explica ele, foi publicada a seguinte mensagem na página eletrônica: “Bolsonaro para presidente do Brasil”, em referência ao deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), que protagonizou inúmeros ataques aos movimentos gays nos últimos tempos em Brasília.
Fonte: UOL

SEMINARIO - AS CARACTERISTICAS DE DEUS E DO DIABO , QUAIS DELAS TEM SE MANIFESTADO EM SUA VIDA ? UM SEMINÁRIO QUE VAI MUDAR A POSTURA DA IGREJA . FONE 019 9137 1059 AGENDE UMA DATA.

EXEMPLO DE VIDA - Aos cem anos de idade, aposentada volta à escola para ler e escrever

  • Aposentada de cem anos aprende a ler e escrever
 em Londrina (PR) Aposentada de cem anos aprende a ler e escrever em Londrina (PR)
A aposentada Isolina Mendes Campos viveu um século sem conseguir ler e escrever. Agora decidiu reverter a situação. Aos cem anos de idade, a vovó estudante é um dos 45 matriculados no curso de alfabetização de jovens e adultos da Escola Municipal Moacyr Camargo Martins, em Londrina (PR).
De acordo com a diretora da escola, Regina Pierotti, a presença da aluna centenária despertou a admiração dos mais jovens."Ela é perseverante, tem vontade de aprender. Faz questão de chamar o professor para uma explicação mais detalhada", diz a diretora.
Isolina ingressou no curso em 1998, mas teve de deixar as aulas por problemas de saúde. Agora, em plena forma, resolveu voltar. “Quero dar o exemplo a quem está pensando em estudar”, afirma a aposentada. E a disposição dela não para nos estudos. Ela garante que, se a idade permitisse, procuraria um emprego. “Não gosto de ficar parada”, conta.
Um dos filhos de Isolina, o motorista aposentado Raimundo Xavier Mendes, 62, leva a mãe para a aula período noturno. Ele conta que ela gosta de manter a independência sempre e faz questão de ter um lugar só seu na casa, apesar de os dois viverem juntos. E afirma estar feliz com a admiração que o gesto da mãe despertou na escola e no bairro onde moram.

FONTE  UOL

SERÁ QUE O KIT GAY REALMENTE FOI BANIDO ? SERÁ ?

  •  
     

    Ou a suspensão foi temporária para diminuir a pressão sobre o governo no caso Palocci?

    Conforme publicou o Portal G1, na tarde desta sexta-feira (27), em São Paulo, o Ministro da Educação Fernando Haddad disse que o MEC vai avaliar se a base do material (kit gay) já produzido será mantida.
    Segundo o MEC mais de 6 mil escolas no país onde há registro de bullying ‘homofóbico’ e elas deverão receber a nova versão do kit gay ainda este ano.

    Satisfação à ABGLT

    No mesmo dia (25) do anúncio do veto do kit gay a Secretaria-Geral da Presidência da República convidou a Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transexuais (ABGLT) para tratar do assunto na próxima terça-feira (31).
    A notícia deixou animado o Presidente da ABGLT, Toni Reis, que disse:
    — Achei de bom tom terem chamado a ABGLT para a reunião em Brasília. Vamos dialogar. Tudo na política dá para reverter. Não vejo o atual governo como homofóbico — afirma, salientando a necessidade de ações de defesa da população LGBT por parte do Estado.

    Kit gay no Plano governamental

    A produção do material ‘didático’ está prevista no Plano Nacional de Cidadania e Direitos Humanos LGBT, página 32, item 1.4.6, conforme abaixo:


    O kit gay e o caso Palocci

    Há quem diga que em troca do apoio das bancadas religiosas contra uma CPI que pretende investigar o súbito enriquecimento do ministro da Casa Civil, Antônio Palocci, o Palácio do Planalto decidiu não mais distribuir o kit gay.
    A tal CPI já havia colhido algumas assinaturas, todavia, diante da suspensão (que agora se sabe, foi temporária) do kit gay alguns parlamentares da bancada religiosa, que já haviam assinado o requerimento de convocação de Palocci, retiraram as assinaturas.

    Volta tudo a ser como era antes

    Com as declarações do ministro de que o material PODERÁ ser refeito, é possível notar que a atitude de suspensão foi realmente uma estratégia para se evitar mais confusão na porta do Planalto.
    Ao que tudo indica, o governo vai realmente levar adiante esse material, até por que está previsto no planejamento  governamental. São 180 itens no Plano. Se o governo  recuar neste embate, como levará adiante os demais projetos da agenda gay?
    A pressão sobre a bancada evangélica tem que ser aumentada.


    Com informações do Blog Julio Severo e G1.
     

HAKANI E O INFANTICÍDIO NO BRASIL


HAKANI, Uma menina chamada sorriso.
Hakani nasceu no Amazonas, em 1995, filha de uma índia suruwaha. Seu nome significa sorriso e seu rosto estava sempre iluminado por um sorriso radiante e contagioso. Nos primeiros dois anos de sua vida ela não se desenvolveu como as outras crianças – não aprendeu a andar nem a falar. Seu povo percebeu e começou a pressionar seus pais para matá-la. Seus pais, incapazes de sacrificá-la, preferiram se suicidar, deixando Hakani e seus 4 irmãos órfãos.

A responsabilidade de sacrificar Hakani agora era de seu irmão mais velho. Ele levou-a até a capoeira ao redor da maloca e a enterrou, ainda viva, numa cova rasa. O choro abafado de Hakani podia ser ouvido enquanto ela estava sufocada debaixo da terra.

Em muitos casos, o choro sufocado da criança continua por horas até cair finalmente um profundo silêncio – o silêncio da morte. Mas para Hakani, esse profundo silêncio nunca chegou. Alguém ouviu seu choro, arrancou-a do túmulo, e colocou nas mãos de seu avô, que por sua vez levou-a para sua rede. Mas, como membro mais velho da família, ele sabia muito bem o que a tradição esperava dele.

O avô de Hakani tomou seu arco e flecha e apontou para ela. A flechada errou o coração, mas perfurou seu ombro. Logo em seguida, tomado por culpa e remorso, ele atentou contra a própria vida, ingerindo uma porção do venenoso timbó. Para Hakani, ainda não era a hora de cair o profundo silêncio; mais uma vez ela sobreviveu.

Hakani, tinha apenas dois anos e meio de idade e passou a viver como se fosse uma amaldiçoada. Por três anos ela sobreviveu bebendo água de chuva, cascas de árvore, folhas, insetos, a ocasionalmente algum resto de comida que seu irmão conseguia para ela. Além do abandono, ela era física e emocionalmente agredida. Com o passar do tempo Hakani foi perdendo seu sorrido radiante e toda sua expressão facial. Mesmo assim o profundo silêncio não caiu sobre ela. Finalmente foi resgatada por um de seus irmãos, que a levou até a casa de um casal de missionários que por mais de 20 anos trabalhava com povo suruwahá.

Esse casal logo percebeu que Hakani estava terrivelmente desnutrida e muito doente. Com cinco anos de idade ela pesava 7 quilos e media apenas 69 centímetros. Eles começaram a cuidar de Hakani como se ela fosse sua própria filha. Eles cuidaram dela por um tempo na floresta, mas sabiam que sem tratamento médico ela morreria. Para salvar sua vida, eles pediram ao governo permissão para levá-la para a cidade.

Em apenas seis meses recebendo amor, cuidados e tratamento médico, Hakani começou a andar e falar. Aquele sorriso radiante voltou a iluminar seu rosto. Em um ano seu peso e sua altura simplesmente dobraram. Hoje Hakani tem 12 anos, adora dançar e desenhar. Sua voz, antes abafada e quase silenciada, hoje canta bem alto – uma voz pela vida.

O que é Infanticídio?
Popularmente usado para se referir ao assassinato de crianças indesejadas, o termo infanticídio nos remete a um problema tão antigo quanto a humanidade, registrado em todo o mundo através da história.

A violência contra as crianças é uma marca triste da sociedade brasileira, registrada em todas as camadas sociais e em todas as regiões do país. No caso das crianças indígenas, o agravante é que elas não podem contar com a mesma proteção com que contam as outras crianças, pois a cultura é colocada acima da vida e suas vozes são abafadas pelo manto da crença em culturas imutáveis e estáticas .

A cada ano, centenas de crianças indígenas são enterradas vivas, sufocadas com folhas, envenenadas ou abandonadas para morrer na floresta. Mães dedicadas são muitas vezes forçadas pela tradição cultural a desistir de suas crianças. Algumas preferem o suicídio a isso.

Muitas são as razões que levam essas crianças à morte. Portadores de deficiência física ou mental são mortas, bem como gêmeos, crianças nascidas de relações extra-conjugais, ou consideradas portadoras de má-sorte para a comunidade. Em algumas comunidades, a mãe pode matar um recém-nascido, caso ainda esteja amamentando outro, ou se o sexo do bebê não for o esperado. Para os mehinaco (Xingu) o nascimento de gêmeos ou crianças anômalas indica promiscuidade da mulher durante a gestação. Ela é punida e os filhos, enterrados vivos.

É importante ressaltar que não são apenas recém-nascidos as vítimas de infanticídio. Há registros de crianças de 3, 4, 11 e até 15 anos mortas pelas mais diversas causas.

Em certas comunidades, aumentam os casos entre mães mais jovens. Falta de informação, falta de acesso às políticas públicas de educação e de saúde, associadas à absoluta falta de esperança no futuro, perpetuam essa prática.

“As crianças indígenas fazem parte dos grupos mais vulneráveis e marginalizados do mundo, por isso é urgente agir a nível mundial para proteger sua sobrevivência e direitos (...)”

Relatório do Centro de Investigação da UNICEF, em Florença, Madrid, fevereiro de 2004

Infanticídio nas comunidades indígenas do Brasil
Enquanto faltam dados confiáveis, muitas das mortes por infanticídio são mascaradas nos dados estatísticos como morte por desnutrição ou causas inespecíficas.

Um dos primeiros desafios na erradicação do infanticídio é o levantamento de dados confiáveis. A tendência do governo é tentar minimizar o problema. Para o coordenador de assuntos externos da FUNAI, Michel Blanco Maia e Souza, os casos de infanticídio não merecem maior atenção do governo. “Não temos esses números, mas acredito que sejam casos isolados.”

Com base no Censo Demográfico de 2000, pesquisadores do IBGE constataram que para cada mil crianças indígenas nascidas vivas, 51,4 morreram antes de completar um ano de vida, enquanto no mesmo período, a população não-indígena apresentou taxa de mortalidade de 22,9 crianças por cada mil. A taxa de mortalidade infantil entre índios e não-índios registrou diferença de 124%. O Ministério da Saúde informou, também em 2000, que a mortalidade infantil indígena chegou a 74,6 mortes nos primeiros 12 meses de vida. Curiosamente, nas notícias do IBGE e do Ministério da Saúde não há qualquer explicação da causa mortis.

Muitas das mortes por infanticídio vêm mascaradas nos dados oficiais como morte por desnutrição ou por outras causas misteriosas (causas mal definidas - 12,5%, causas externas - 2,3%, outras causas - 2,3%).

Segundo a pesquisa de Rachel Alcântara, da UNB, só no Parque Xingu são assassinadas cerca de 30 crianças todos os anos. E de acordo com o levantamento feito pelo médico sanitarista Marcos Pellegrini, que até 2006 coordenava as ações do DSEI-Yanomami, em Roraima, 98 crianças indígenas foram assassinadas pelas mães em 2004. Em 2003 foram 68, fazendo dessa prática cultural a principal causa de mortalidade entre os yanomami.

A prática do infanticídio tem sido registrada em diversas etnias, entre elas estão os uaiuai, bororo, mehinaco, tapirapé, ticuna, amondaua, uru-eu-uau-uau, suruwaha, deni, jarawara, jaminawa, waurá, kuikuro, kamayurá, parintintin, yanomami, paracanã e kajabi.


“Não existem dados precisos... O pouco que se sabe sobre esse assunto provém de fontes como missões religiosas, estudos antropológicos ou algum coordenador de posto de Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) que repassa as informações para a imprensa, antes que elas sejam enviadas ao Ministério da Saúde e lá se transformem em “mortes por causas mal definidas” ou “externas”. Marcelo Santos, em “Bebês Indígenas Marcados para Morrer” (Revista Problemas Brasileiros, SESC-SP, maio-junho/2007)

Canal cristão comemora 15 anos no mundo árabe


Canal 
cristão comemora 15 anos no mundo árabe SAT-7 Kids foi o primeiro canal a oferecer 24 horas de conteúdo cristão para crianças
A rede de canais SAT-7 está comemorando 15 anos de difusão de programas cristãos no Oriente Médio e Norte da África.

O ministério começou com um canal único, mas ao longo dos anos adquiriu novos canais e agora transmite para SAT-7 árabe, SAT-7 Pars, SAT-7 Kids e SAT-7 Turk.

O canal infantil, SAT-7 Kids, continua a ser o primeiro canal com 24 horas de programação cristã exclusivamente para crianças árabes.

O SAT-7 teve sua primeira transmissão no dia 31 de maio de 1996. Mesmo com o medo de represálias do governo, a mídia ultrapassou amplamente os limites da comunidade árabe cristã.

A diretora-executiva do SAT-7, Rita El Mounayer, estava lá quando o canal fez sua primeira transmissão. "Temos visto o quanto os nossos programas estão impactando as pessoas, especialmente aqueles que estão enfrentando crises".

O 15º aniversário coincide com a Primavera Árabe, que varre todo o Oriente Médio e Norte da África.

Embora a agitação seja difícil para muitas pessoas, o canal SAT-7 tem usado os recentes acontecimentos como uma oportunidade para ajudar as comunidades cristãs árabes.

"Recentemente, fui muito tocada de ver como os iraquianos incentivavam os egípcios durante a recente agitação", conclui El Mounayer.


Fonte: Christian Today / Redação CPAD News

Exposição que mostra pedofilia e zoofilia provoca bate boca entre deputados

Não foi só nas redes sociais que a mostra “QueerMuseu” gerou debates e bate boca. Na noite desta terça-feira (12) o assunto foi amplam...