quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Quais São os Sinais do Fim da Era da Igreja?


Salvo algumas exceções, a era da Igreja não é um período de cumprimento profético. Pelo contrário, a profecia será cumprida depois do Arrebatamento, em relação à ação de Deus com a nação de Israel nos sete anos da Tribulação. A atual era da Igreja, em que os crentes vivem hoje, não tem uma cronologia profética específica, como Israel e sua profecia das setenta semanas de anos (Daniel 9:14-27). No entanto, o Novo Testamento dá características gerais que descrevem a era da Igreja.

Até mesmo profecias específicas cumpridas durante a era da Igreja estão relacionadas ao plano profético de Deus para Israel e não diretamente para a Igreja. Por exemplo, a destruição profetizada de Jerusalém e seu Templo em 70 d.C. é relativa a Israel (Mateus 23.28; Lucas 19.43-44; 21.20-24). Portanto, não é contraditório que as preparações proféticas relacionadas a Israel já estejam acontecendo com o restabelecimento de Israel como nação em 1948, apesar de ainda estarmos vivendo na era da Igreja.

A era da Igreja não é caracterizada por eventos proféticos historicamente verificáveis, exceto seu início no Dia de Pentecostes e seu fim com o Arrebatamento. Mas o rumo geral desta era foi profetizado e pode oferecer uma visão panorâmica do que se pode esperar durante esta era.

Existem sinais relacionados ao plano divino do fim dos tempos para Israel?

Sim, existem muitos sinais relacionados ao programa divino do fim dos tempos para Israel. No entanto, devemos ter cuidado com a maneira como os relacionamos a nós hoje durante a era da Igreja. Já que os crentes de hoje vivem na era da Igreja, que terminará com o Arrebatamento da Igreja, sinais proféticos relacionados a Israel não são cumpridos nos nossos dias. Ao invés disto, o que Deus está fazendo profeticamente nos nossos dias é preparando o mundo ou "montando o cenário" para a hora em que Ele começará Seu plano relacionado a Israel, que envolverá o cumprimento dos sinais e dos tempos. Um indicador importante de que provavelmente estamos próximos do começo da Tribulação é o fato evidente de que a nação de Israel foi reconstituída depois de quase 2000 anos.

O que significa "montar o cenário"?


A atual era da Igreja não é uma época em que a profecia bíblica está sendo cumprida. A profecia bíblica está relacionada com um período depois do Arrebatamento (o período de sete anos da Tribulação). Porém, isto não quer dizer que durante a atual era da Igreja, Deus não esteja preparando o mundo para esse período futuro – na verdade, Ele está. Mas isto não é "cumprimento" específico de profecia bíblica. Portanto, mesmo que a profecia não esteja se cumprindo na nossa época, isto não quer dizer que não podemos identificar "tendências gerais" na atual preparação para a Tribulação vindoura, principalmente porque ela acontecerá logo depois do Arrebatamento. Chamamos esta abordagem de "montagem de cenário." Assim como muitas pessoas separam a roupa na noite anterior para usá-la no dia seguinte, Deus está preparando o mundo para o cumprimento certo da profecia no futuro.

O Dr. John Walvoord explica:

Mas se não há sinais para o Arrebatamento em si, quais são as fontes legítimas que levem a crer que o Arrebatamento esteja próximo desta geração?

A resposta não é encontrada em nenhum dos eventos proféticos previstos antes do Arrebatamento mas no entendimento dos eventos que seguem ao Arrebatamento. Assim como a história foi preparada para a primeira vinda de Cristo, ela está sendo preparada para os eventos que levam à Sua Segunda Vinda... Sendo assim, isto leva à conclusão inevitável de que o Arrebatamento pode estar inevitavelmente próximo.[1]

A Bíblia fornece profecias detalhadas sobre os sete anos da Tribulação. Na verdade, Apocalipse 4-19 oferece um esboço detalhado e ordenado dos participantes e eventos principais. Com base em Apocalipse, o estudante da Bíblia pode harmonizar as centenas de outras passagens bíblicas que falam da Tribulação num modelo claro do que será o próximo período de tempo no planeta Terra. Com esse modelo para nos guiar, podemos ver que Deus já está preparando ou montando o cenário para o mundo, no qual o grande drama da Tribulação se desdobrará. Assim, esse período futuro lança sobre a nossa época uma sombra de expectativa, de tal forma que os eventos atuais oferecem sinais discerníveis dos tempos

Cientistas alertam para superterremoto no Sudeste Asiático


Um superterremoto de pelo menos 8,5 graus na escala Richter e com potencial para formar um tsunami tão letal quanto o que matou 226 mil pessoas em 2004 está se formando junto à ilha indonésia de Sumatra, segundo vários cientistas.

Com a comunidade internacional envolvida na tragédia humana do Haiti, sismólogos e geólogos dos Estados Unidos, Indonésia e Reino Unido concordaram em ressaltar nos últimos dias que um terremoto de grandes proporções castigará novamente o Sudeste Asiático.

"Há uma grande probabilidade de que haja um grande terremoto com uma magnitude de mais de 8,5 nas (ilhas) Mentawai, junto a Sumatra. E é muito possível que esse terremoto provoque um tsunami", disse um sismólogo indonésio.

O professor John McCloskey, do Instituto de Pesquisa de Ciências Ambientais da Universidade do Ulster, alertou esta semana na revista especializada Nature Geoscience sobre o mesmo perigo. Um tremor de grande magnitude e epicentro próximo ao litoral pode gerar uma onda gigante, arrasando as localidades do litoral de Sumatra e deixando dezenas de milhares de vítimas.

Precisamente, McCloskey disse que uma das áreas mais propensas a ser devastada é Padang, capital da província de Sumatra Ocidental, com uma população de 1 milhão de habitantes e que foi parcialmente destruída no terremoto de 7,6 graus que matou pelo menos 1,1 mil pessoas em setembro do ano passado. "A potencial perda de vidas seria semelhante à do tsunami do Oceano Índico de 2004", calculou McCloskey, em referência à catástrofe que matou cerca de 226,4 mil pessoas e deixou vários milhões de desabrigados em 13 países há pouco mais de cinco anos.

"A ameaça de um fenômeno assim é clara e a necessidade de tomar ações urgentes para mitigar (o impacto) é extremamente importante", acrescentou o especialista, muito reconhecido em seu âmbito, após prever com duas semanas de antecipação o terremoto de março de 2005 na ilha de Nias, ao oeste de Sumatra.

O epicentro do futuro cataclismo, segundo os especialistas, ficará sob a pequena ilha de Siberut, nas Mentawai, um afastado arquipélago ao oeste de Sumatra com um extenso histórico sísmico. O fundo marinho do local é atravessado por uma falha geográfica onde colidem as placas tectônicas indoaustraliana e euroasiática, uma das fraturas mais ativas da crosta terrestre.

Segundo as pesquisas de McCloskey, a região sofre, em média, um grande terremoto a cada dois séculos e a falha está acumulando tensão desde 1797, o último grande terremoto, por isso o especialista conclui que está "a ponto de romper".

A questão sobre a qual nenhum especialista se atreve a precisar com exatidão é quando acontecerá a catástrofe. "O mais provável é que ocorra nas próximas décadas. Entre dentro de 30 segundos e dentro de 30 anos", disse Kerry Sieh, diretor do Observatório Terra de Cingapura.

Após concordar no diagnóstico, os sismólogos defendem que os Governos centrais se preparem para minimizar o número de vítimas entre a população.

"O verdadeiramente importante não é saber quando ocorrerá esse superterremoto, mas se preparar. A maioria das mortes acontece por causa do desabamento de edifícios, deslizamentos de terra e tsunamis. É nisso que se precisa fixar", disse o sismólogo indonésio.

O QUE SIGNIFICA 5777--"LEI PERFEITA, LEI DA LIBERDADE"

(TG 2:8; 1:25)(ler -2 Co 3:16 a18)."SE CRISTO VOS LIBERTAR SEREIS VERDADEIRAMENTE LIVRES."(JO 8:36)-- Para que...