quarta-feira, 6 de maio de 2015

CAMISETA OFICIAL DA MARCHA PARA JESUS 2015

CAMISETA MARCHA PARA JESUS 2015
Zoom
Passe o mouse sobre a imagem ou clique para ampliar


CAMISETA MARCHA PARA JESUS 2015

 06.0010
Disponível: Em estoque
R$35,00
ou em 4x de R$8,75 no cartão
Parcelamento
1x de R$35,00 sem juros
3x de R$11,67 sem juros
2x de R$17,50 sem juros
4x de R$8,75 sem juros
 
  •  
*Campos Obrigatórios

Domingo da Igreja Perseguida acontece no próximo dia 31 de maio


Domingo da Igreja Perseguida acontece no próximo dia 31 de maio
"Muito francamente eu me empenho a fim de estimulá-lo a viver uma vida com um padrão mais elevado. Sirva-o com suas mãos e de todo seu coração. Seja sensível e coloque toda a sua força a serviço do seu Redentor. Gaste e seja gasto no serviço do Mestre". Charles Spurgeon (1834-1892)
Essas palavras ditas há tanto tempo ainda causam ainda grande impacto em nossos corações. O apóstolo Paulo em sua carta aos gálatas também nos adverte a fazermos o bem, especialmente aos nossos irmãos na fé. Irmãos que têm como privilégio gastar sua vida no serviço ao Mestre.
Daqui a 57 dias acontecerá o Domingo da Igreja Perseguida  - Uma celebração única, com milhares de pessoas estendendo-se do norte ao sul do Brasil em torno de um único propósito: servir cristãos perseguidos. Neste ano, servindo cristãos perseguidos no mundo muçulmano.
Conscientizar a Igreja brasileira da perseguição aos cristãos é uma maneira de servir nossos irmãos e também de edificar os cristãos brasileiros em seu relacionamento pessoal com Deus. Este é o objetivo da Portas Abertas que realiza o Domingo da Igreja Perseguida (DIP), no Brasil desde 1988.
Em pleno século 21, cerca de 100 milhões de cristãos enfrentam hostilidade e perseguição pelo simples fato de seguir a Cristo. Essa intolerância vem de várias fontes: governo, sociedade e até mesmo da família. Por causa de sua fé, esses irmãos enfrentam desde desemprego, exclusão da sociedade, expulsão do círculo familiar a interrogatórios, aprisionamentos, torturas e até mesmo a morte.
Envolva-se! No domingo, 31 de maio de 2015, aproveite a liberdade que temos como Igreja brasileira e utilize-a no serviço aos nossos irmãos perseguidos. Como disse Charles Spurgeon: Gaste e seja gasto no serviço do Mestre.

30 ANOS DE ATLETAS DE CRISTO

Um dos símbolos do futebol nos anos 90, o Atletas de Cristo completou 30 anos passando em 2014 por uma grave crise. Sem grandes apoiadores em atividade e sem as vultuosas contribuições que os atletas daquela época faziam para manter as suas atividades, a organização tenta se reerguer mudando o foco de trabalho. Se antes atuava junto aos jogadores de futebol - por anos, a instituição foi coordenada pelo ex-goleiro do Atlético-MG João Leite -, agora p o trabalho com futuros atletas de alto rendimento.   
Em entrevista exclusiva ao UOL Esporte, por e-mail, o ex-atleta de handebol e atual presidente da organização, Marcos Grava, nega que a organização tenha perdido relevância nas duas últimas décadas, fala como a crise entre Kaká e a Igreja Renascer afetou a credibilidade dos movimentos evangélicos e critica a postura da Fifa por proibir manifestação de fé nas competições promovidas por ela.
Sobre Neymar, maior jogador de futebol do país na atualidade e evangélico, Grava afirmou nunca ter feito nenhum contrato para levá-lo para a organização. "Antigamente poderia se pensar que os atletas mais famosos seriam bons garotos ou garotas-propaganda de Atletas de Cristo, mas hoje vemos de forma diferente. Para nós o mais importante é que este atleta, independentemente de seu nível de performance, tenha um comportamento pessoal e esportivo acima de qualquer suspeita", afirma. 
UOL Esporte - O Atletas completou 31 anos neste ano. Que balanço faz sobre a importância  da instituição durante esse tempo e qual a função dela nos dias de hoje?
Marcos Grava - Atletas de Cristo teve em sua primeira geração um rendimento espetacular, ao ponto de, em 1990, ter sido escolhida a organização missionária do esporte mais influente no mundo. Como toda organização que ultrapassa as fronteiras de sua primeira geração, ela também enfrentou algumas crises e dificuldades. Os atletas que eram grandes apoiadores da causa deixaram de contribuir financeiramente depois da aposentadoria, o que afetou bastante a organização. Mas posso dizer que o pior momento já passou. Hoje, graças ao nosso Deus, respiramos tranquilos e podemos dizer que voltamos a crescer. Atualmente, os Atletas de Cristo se dedica, de um lado a encorajar atletas e torcedores das mais diversas modalidades a um prática esportiva ética que fomente uma cultura de paz, e de outro a apoiar projetos voluntários dentro e fora do país que utilizam o esporte como instrumento de inclusão social.
Nos anos 90,  muitos jogadores declaravam publicamente serem Atletas de Cristo. Hoje em dia, no entanto, não é tão comum, apesar de nunca tantos jogadores se declararem evangélicos. A organização perdeu a relevância? Por que o futebol já não revela tantos missionários como antes?
Marcos Grava - Esta é de fato a impressão que passa, mas o fato é que eles continuam lá cumprindo seu papel de testemunhas dentro e fora dos campos, quadras, tatames e pistas. O que houve foi uma mudança do enfoque nos grandes nomes do esporte para um incentivo aos futuros atletas de alto rendimento, hoje ainda esportistas desconhecidos e amadores.
Como funciona a cooptação de novos atletas para a missão?
Marcos Grava - O termo correto não é este, chamamos de alcance ou evangelização de atletas. Essa é a missão de qualquer organização cristã que segue e obedece os preceitos bíblicos: levar outros ao conhecimento integral e libertador da Palavra de Deus, a Bíblia. Neste sentido, o Atletas de Cristo trabalha através daquilo que denominamos a espinha dorsal de nossa organização, os grupos locais. São mais de 70 grupos espalhados pelo Brasil, e alguns em outros países, onde semanalmente atletas de diversas modalidades, categorias e idades se reúnem para compartilhar experiências, necessidades pessoais, e para crescimento mútuo. Neste local, que pode ser um salão, a residência de um atleta ou a concentração de um clube, outros atletas e simpatizantes do esporte são convidados para conhecer e participar, muitas vezes atraídos pelo comportamento atraente e exemplar de atletas cristãos próximos.
O Neymar, que é o atleta mais importante do país na atualidade, se diz evangélico. Nunca houve nenhuma tratativa para levá-lo para o Atletas?
Marcos Grava - No momento, não. O Atletas de Cristo não foca um atleta ou outro por conta de sua popularidade. Todos que de alguma forma amam o esporte são o alvo de nosso esforço, e penso que, assim que possível, algum atleta de Cristo poderá convidá-lo para estar junto conosco.
Mas qual seria a importância de ter o Neymar como garoto-propaganda? 
Marcos Grava - Antigamente poderia se pensar que os atletas mais famosos seriam bons garotos-propaganda, mas hoje vemos de forma diferente. Para nós o mais importante é que este atleta, independentemente de seu nível de performance, tenha um comportamento pessoal e esportivo acima de qualquer suspeita e se torne uma boa influência.
Contratos publicitários milionários e discussões sobre direito de imagem numa época que jogador virou produto dificultam a cooptação? 
Marcos Grava - Não, mesmo porque em toda a história de ADC tivemos atletas renomados e muito bem pagos. A questão importante aqui é alertar que o tempo de fama e altos salários no esporte duram pouco. Uma pesquisa feita em 2003 apontou que apenas 3,57% dos jogadores de futebol profissional recebiam mais que 20 salários mínimos mensais, e quase 50% deles estava na casa de um salário por mês. Nesse sentido, o que Atletas de Cristo oferece é muito mais importante e vantajoso, já que entre os princípios que compartilhamos estão o amor a Deus sobre todas as demais coisas, a valorização da família, o cuidado com as finanças e o preparo para a aposentadoria e um futuro profissional.
Quem é hoje o jogador de futebol mais ativo? Como cada um deles contribui para a divulgação do trabalho? Eles pagam "dízimo"?
Marcos Grava - Temos diversos nomes hoje no futebol brasileiro e mundial como atletas que não se envergonham da causa de Cristo, entre os quais vou me limitar a destacar os que participaram da última Copa do Mundo pela seleção brasileira, como o goleiro Jefferson, hoje titular da equipe, e os meios de campo Hernanes e Fernandinho. A contribuição que estes e outros atletas cristãos dão para o nosso trabalho é viverem uma vida de testemunho irrepreensível, falando sempre que possível daquilo que Deus tem feito em suas vidas e carreiras. Nenhum deles hoje contribui financeiramente com nossa organização.
O senhor é da Igreja Batista. A rixa que existe entre várias igrejas neopentencontais e protestantes afeta o trabalho de vocês de quais formas?  O Atletas tem menos força que poderia ter por causa das disputas de poder entre elas e por causa das inúmeras denominações das instituições cristãs? 
Marcos Grava - Não diria que há uma rixa, mas sim divergência de conceitos a respeito dos princípios e práticas cristãs. Como Atletas de Cristo é uma organização interdenominacional, não enfrentamos maiores problemas. Ao contrário, ADC é exemplo de que o sacrifício redentor de Cristo é o elo de ligação mais importante que temos e superior a qualquer diferença que possa existir.
O episódio da saída do Kaká da igreja Renascer afetou a credibilidade do Atletas de Cristo enquanto instituição?
Marcos Grava - Não, a saída de Kaká da igreja foi motivada por uma decisão familiar.  Não foi influenciada e nem influenciou nossa organização.
Qual é a relação da instituição com a CBF?  Como o senhor espera que seja o mandato do novo presidente, Marco Polo Del Nero, em relação aos anseios da instituição do senhor?
Marcos Grava - Não temos nenhuma relação, exceto a de respeito para com o maior órgão do futebol brasileiro. Nossa esperança é que seu mandato traga lisura ao futebol brasileiro, num momento em que toda a sociedade brasileira e organizações sérias cobram dos governantes e autoridades transparência e honestidade.
A divulgação da fé por atletas já foi, por vezes, punida em campo. A Fifa proíbe esse tipo de manifestação de crença. Qual a opinião do senhor sobre o assunto? 
Marcos Grava - A relação de Atletas de Cristo e outros ministérios esportivos ao redor do mundo com a FIFA e o COI, as duas maiores organizações esportivas do mundo, não é o mesmo. O COI já há muitos anos não apenas autoriza como também incentiva a valorização do aspecto espiritual dos atletas, por exemplo, ao permitir e orientar a instalação de uma capela ecumênica dentro das vilas olímpicas. Mostra seu respeito aos diversos credos religiosos, um gesto de consideração e tolerância cada dia mais raros em todo o mundo. Nossa expectativa é que, da mesma forma, os órgãos e autoridades que representam o futebol mundial respeitem as opções religiosas de seus praticantes e espectadores.
Este ano é o ano do jogos Pan-americanos e, ano que vem, teremos as Olimpíadas no Rio. Tem orientado os atletas a usarem a exposição para divulgarem a causa? 
Marcos Grava - O Atletas de Cristo sempre encorajou os atletas no sentido de apresentarem uma conduta dentro e fora de seu ambiente de competição, que seja coerente com os padrões bíblicos. Possivelmente um ou outro atleta poderá vir a expressar sua fé de maneira pública, verbal ou gestualmente. Porém, isso é uma atitude individual e espontânea, sem nenhuuma interferência ou participação direta da organização.
Leia mais em: http://zip.net/bbrcbl

Culto de Páscoa é interrompido por extremistas hindus na Índia


Culto de Páscoa é interrompido por extremistas hindus na Índia
Interrompendo o culto de domingo de Páscoa no dia 5 de abril em uma igreja da Índia, uma multidão de extremistas hindus pendurou duas bandeiras saffron* nas instalações da igreja e solicitou que o pastor os acompanhasse até o templo.
Quando os cristãos tiraram as bandeiras, a multidão de extremistas hindus se reuniu e ergueu uma nova bandeira saffron na igreja, localizada em Makthal Mandal no estado de Telangana da Índia.
Os hindus radicais mandaram o pastor parar o culto de Páscoa e ir até o templo Hindu com eles. "Os extremistas me bateram, chutaram e me ofenderam verbalmente por causa da minha fé, enquanto me levavam ao templo", disse o pastor Christopher Meesaul.
Mais tarde, a polícia resgatou o pastor e permitiu que ele retornasse ao culto de celebração da Páscoa.
Relatório sobre Liberdade Religiosa
Em relatório realizado no dia 30 de abril, a Comissão dos Estados Unidos sobre a Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF) concluiu que "comunidades cristãs, de muitas denominações, reportaram um aumento do assédio e da violência no último ano, incluindo violência física, incêndios, profanação de igrejas e bíblias e interrupção de serviços religiosos".
Este aumento do abuso verbal e físico ao longo do último ano é, em grande parte, atribuído à vitória eleitoral do nacionalista hindu, BJP (Bharatiya Janata Party) em maio de 2014. A omissão da polícia também é citada como causadora deste aumento da violência anticristã, criando um "clima de impunidade".
Apenas na semana passada, líderes cristãos indianos divulgaram um comunicado à imprensa em Bangalore, no dia 24 de abril, condenando as palavras de Munna Kumar Shukla, secretário geral do Partido nacionalista Akhil Bharatiya Hindu Mahasabha, que disse que o governo deveria proteger e até mesmo dar prêmios a pessoas que atacam igrejas.
*A bandeira saffron é a bandeira oficial do hinduísmo e um dos seus símbolos mais importantes.

O HOMEM QUE AMAVA AS MULHERES FEIAS .

Em certa localidade , residia um homem diferente de todos os outros que ali residiam .
Ele era muito rico , com posses , campos , palácios , enfim , tinha tudo de bom e do melhor .
E por sua condição , poderia escolhes as mais lindas mulheres de seu pais , pois , não teria problemas em conseguir te las com ele.
Carros dos melhores , roupas das mais finas .
Mas ele tinha algo em comum dos outros homens .
Ele não atentava para a beleza externa das mulheres , e sim para o que cada uma trazia dentro de seu coração.
Certa vez  , ele resolveu fazer um concurso ,pois queria se casar , e logo as fichas de inscrição se esgotaram .
Apareceram mulheres lindas , filhas de príncipes , filhas de empresários , e até mesmo moças sem posses nenhuma , mas com uma beleza externa muito acentuada.
Dentro as inscritas , a que lhe chamou a  atenção , foi uma que não tinha beleza externa nenhuma ,pelo contrario , era zombada por todas as outras inscritas naquele concurso .
E qual foi a surpresa , quando aquele homem a chama e  a escolhe para ser sua esposa.
Indignadas , as outras participantes queriam saber o porque daquela escolha , visto que as outras mulheres eram muito mais linda do que aquela escolhida .
A resposta foi curta e clara .
Porque , mesmo não tendo beleza externa nenhuma , a beleza que ela traz dentro de seu coração supera todos seus defeitos , pois não adianta beleza externa , se dentro de si se ostenta a pior de todos os defeitos  , a feiura espiritual , que transpassa o mundo espiritual , se acampando no mundo físico  .

Quando Deus nos chamou e nos amou , eramos igual a mulher feia dessa história ,pois em nosso exterior não tínhamos beleza nenhuma ,
Mas Deus , que não vê com os olhos humanos , estava enxergando alem do olhar humano , e vendo a beleza que havia dentro de cada um de nós .

DEUS AMOU O MUNDO DE TAL MANEIRA , QUE NÃO OLHOU O EXTERIOR DO HOMEM .

NÃO FOI VOCÊ QUE O ESCOLHEU , MAS FOI ELE QUE TE ESCOLHEU .


SEGUE UM TEXTO PARA SUA MEDITAÇÃO.



IS 1.18, “VINDE ENTÃO, E ARGÜI-ME, DIZ O SENHOR: AINDA QUE OS VOSSOS PECADOS SEJAM COMO A ESCARLATA, ELES SE TORNARÃO BRANCOS COMO A NEVE; AINDA QUE SEJAM VERMELHOS COMO O CARMESIM, SE TORNARÃO COMO A BRANCA LÃ.”

Nosso texto nos dá uma clara explicação para entender a atitude que Deus tem para com o pecado e também como a vida é transformada pela salvação.
“Vinde então”: Esse convite é um imperativo, ou seja, dado em forma de mandamento. È propício notar pela Bíblia que quando o pecador é chamado ou instruído a crer (por exemplo: Atos 16.31, “Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo ...”), é sempre num imperativo, ou seja, como mandamento. Não é um convite informal, nem um choramingando. É assim na Bíblia, “Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho” (ou, que não obedece) “não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece”, João 3.36.
Nas Escrituras, os que não crêem, são considerados como os que “não obedecem à palavra” (I Pe 3.1). Por não crer no Evangelho e agir conforme aquela fé é tido como desobediência. Por isso há maior punição para os que ouviram o Evangelho, ou negaram O ouvir, assim O rejeitando. Maior punição do que para os que nunca O ouviram: “E o servo que soube a vontade do seu senhor, e não se aprontou, nem fez conforme a sua vontade, será castigado com muitos açoites; Mas o que a não soube, e fez coisas dignas de açoites, com poucos açoites será castigado. E, a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá, e ao que muito se lhe confiou, muito mais se lhe pedirá” (Lc 12.47,48).
Também esse é um convite com urgência. Ninguém sabe quanto mais anos, ou minutos, restam para viver. Ação imediata é necessária! “Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece” (Tg 4.14). “E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo” (Hb 9.27). “(Porque diz: Ouvi-te em tempo aceitável E socorri-te no dia da salvação;” (II Co 6.2).
“E argüi-me”: Argüir é um verbo que usa o raciocínio para provar uma verdade. Sim, a mensagem do Evangelho é conforme o raciocínio. Apesar das pregações confusas de pregadores presunçosos, a fé, qual é o meio para a salvação, não é cega, algo produzido pela manipulação da emoção humana, nem confiança em argumentos simples de um pregador sobremaneira excitado. A Fé é:

A) dada pela graça a todos que crêem: “E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus” (Mt 16.17). “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie” (Ef 2.8,9).

B) Alicerçada na Verdade Bíblica. Por isso os pregadores verdadeiros dão tanto ênfase no que diz a Bíblia e na infalibilidade das Escrituras.

C) Baseada na evidencia. Apenas necessita olhar à sociedade em geral, e à nossa própria vida, e concordará com a verdade óbvia de Gênesis 6.5: “E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente” e de Jeremias 17.9, “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?”

“Ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata ... ainda que sejam vermelhos como o carmesim”: É interessante notar que, pelo passar dos anos, os pregadores comparam o pecado à cor ‘preto’. A Bíblia não faz assim. As Escrituras usam duas tonalidades de vermelho, como aqui nesse versículo, para representar o pecado. “Escarlata” é uma cor derivada de insetos, um inseto em particular muito nojento. A ‘carmesim’ é o próprio inseto, ou larva, que nasce no meio de decomposição orgânica (Gesenius).

Pelo uso dessas palavras, Deus revela como o pecado é repugnante a Ele. Como brincar com pecado!? 

A comparação da feiúra do pecado é contrastada à beleza da branquidão da neve recém caída do céu. Esta é um contraste fácil para a mente perceber e representa o contraste do pecado diante da santidade de Deus. Deus deseja que vejamos o pecado conforme a podridão que é. Na verdade, para ser verdadeiramente arrependido, é necessário perceber o pecado como vil. “Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos. Por isso me abomino e me arrependo no pó e na cinza” (Jó 42.5,6).

“Se tornarão brancos como a neve ... se tornarão como a branca lã”: O contraste feito pelas Escrituras também expressa a mudança que a salvação faz. Há diferença entre o perdão do pecado e a purificação do pecado. Se pecar contra mim e perde perdão, eu devo lhe perdoar (Mt 18.21,22). Porém, somente o sangue de Cristo pode purificar-lhe do seu pecado. “Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus” (Rm 3.25). Há poder de purificação no Sangue de Cristo. Você já foi lavado pelo Sangue de Cristo?

Caro leitor , essa purificação não é automática. Para conhecer a vida eterna é necessário passa por essa purificação pelo sangue de Jesus. Nenhum judeu foi salvo por ser um judeu, mas necessitava individualmente submeterem-se à tal lavagem, como é necessário também para você.

É mais de uma concordância mental à verdade e, é mais de uma experiência emocional. É obediência de um coração rendido plenamente à Palavra de Deus, uma obediência manifesta pelo arrependimento do pecado e a fé em Cristo Jesus como Senhor e Salvador.
Imploro-te a reconhecer a sua condição de pecador como descrito por Isaías e  rende se ao senhor  Jesus Cristo como teu Senhor e Salvador.

Afinal , ele te escolheu para isso .


GRITOS DE ALERTA

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...