sábado, 6 de outubro de 2012

Suposta ex-obreira da Universal denuncia prática de compra de votos para Russomanno


Ela diz que cada obreiro teria que conseguir dez votos para o candidato do PRB.

Faltando dois dias para as eleições municipais, o site Vermelho, conveniado com o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), divulgou uma matéria com um vídeo onde uma suposta ex-obreira da
 Igreja Universal do Reino de Deusdenuncia compra de votos para o candidato Celso Russomanno (PRB).Suposta ex-obreira da Universal denuncia prática de compra de votos para RussomannoSuposta ex-obreira da Universal denuncia prática de compra de votos para Russomanno
Regiane Brito, 22 anos, afirmou que frequentava a IURD há nove anos, oito deles atuando como obreira, mas decidiu sair da denominação por não aceitar a decisão da igreja de apoiar a candidatura de Russomanno. Depois de se desligar da igreja, a jovem procurou a equipe da POSTV, uma canal independente, para fazer a denúncia.
No vídeo postado no Youtube, Regiane aparece explicando que os obreiros da denominação foram orientados a conquistar dez votos para Russomanno. Para os obreiros os pastores afirmavam que ao ser eleito o candidato estaria ajudando na construção do Templo de Salomão, oferecendo agilidade nos trâmites legais e diminuindo os impostos.
“Nessa campanha de agora, eles chamaram um grupo de obreiros que tinha uma meta de conseguir 10 votos para o Russomano. Eles davam panfletinho, com nome, telefone e endereço das pessoas que eles iam conseguindo. E durante a semana os obreiros tinham que ligar para confirmar o voto e reforçar o porquê que a igreja estava apoiando o Russomanno”, disse a jovem.
A POSTV está apoiando a manifestação “Amor Sim, Russomanno não” que tem como objetivo protestar contra o candidato que tem liderado as pesquisas de intenção de votos. Na página do evento criada no Facebook a explicação do protesto cita que Russomanno foi “construído no sensacionalismo da TV e projetado pela Igreja Universal do Reino de Deus”, a manifestação pacífica estava marcada para as 20h desta sexta-feira no centro de São Paulo. Os participantes tinham que estar vestidos de rosa.
A equipe do Gospel Prime tentou conversar com assessores da IURD, mas eles não quiseram comentar o assunto.


Gospel P/GRITOS DE ALERTA

Náufrago é achado em praia da PB e diz que colegas ainda estão no ma




Barco explodiu na quarta-feira (3) e oito pessoas estão desaparecidas.
Homem foi encontrado na praia de Tambaba no Litoral Sul da Paraíba.


Um homem foi encontrado na manhã deste sábado (6) na praia de Tambaba, no Litoral Sul da Paraíba, por um empresário e contou ter passado três noites à deriva no mar depois que o barco pesqueiro em que estava afundou. O náufrago disse ser um dos nove tripulantes do barco e que ele explodiu na quarta-feira (3). Os Bombeiros, a Capitania dos Portos e a Polícia Rodoviária Federal estão em busca de outros sobreviventes.

O barco Horizonte 2 pertencia a empresa Pronaval e estava com nove tripulantes. O proprietário da empresa que fica em Pernambuco, José Carlos, contou que os funcionários são pescadores profissionais de atum.
O empresário Hildebrando Carvalho, proprietário de uma pousada de naturismo localizada na praia de Tambaba, disse que encontrou o homem por volta das 5h deitado na beira do mar. “Eu pensei que era um bêbado que estava caído na praia. Ele estava muito debilitado. Sentou em uma cadeira e a gente deu banho com água quente e colocou ele em um quarto da pousada. Ele chegou meio perturbado, mas depois foi se recuperando”, explicou Hildebrando.
“Estou preocupadíssimo. São vidas humanas que estão há três dias no mar. Já liguei para Capitania dos Portos na Paraíba e o comandante disse que vai ajudar nas buscas”, José Carlos disse também que quer auxílio do Corpo de Bombeiros para fazer a busca dos demais tripulantes. O homem encontrado disse se chamar Ramiro Freire Castro Júnior.
O náufrago contou para as pessoas que o resgataram que na quarta-feira (3) o escape do barco começou a expelir faíscas e o fogo atingiu a mangueira de um botijão de gás.  O fogo se alastrou e os tripulantes pularam da embarcação. Após alguns minutos o barco explodiu. “Ele disse que não deu tempo para pegar os coletes salva-vidas”, relatou Hildebrando. Segundo ele, Ramiro disse que os nove sobreviventes ficaram segurando uma corda.
Entre os náufragos, dois resolveram nadar em direção a um navio. Eles não foram mais vistos. Os outros sete sobreviventes, incluindo Ramiro, não se dispersaram, pois ficaram segurando uma  corda durante todo o tempo. “Ele disse que percebeu que os rapazes estavam debilitados e por isso resolveu nadar em busca de socorro”, contou o dono da pousada que resgatou Ramiro.
  •  
Corpo de Bombeiros foi acionado para realizar busca por tripulantes desaparecidos na Paraíba após barco explodir no mar (Foto: Walter Paparazzo/G1)Corpo de Bombeiros foi acionado para realizar
busca por tripulantes desaparecidos no mar
(Foto: Walter Paparazzo/G1)
Hildebrando acredita que Ramiro viu a luz da pousada acessa à noite e foi nadando na direção. Ramiro contou a Hildebrando que quando estava chegando na margem não tinha mais forças e começou a boiar até chegar na areia. O sobrevivente foi levado por uma equipe do Corpo de Bombeiros para o Hospital de Emergência e Trauma em João Pessoa.
A Capitania dos Portos informou que enviou uma equipe naval para ajudar nas buscas logo que foi informada do caso pelo Corpo de Bombeiros. A Polícia Rodoviária Federal disse que o helicóptero da corporação foi enviado para ajudar nas buscas. José Carlos, proprietário do barco que afundou, disse que enviou outro de seus barcos para procurar por sobreviventes e pediu ajuda a outros pescadores para que montassem uma rede de buscas.
G1/GRITOS DE ALERTA

Antes de fazer exame no IML, Viola nega ter arma irregular em casa



Ex-jogador foi detido na noite de sexta-feira, em Santana de Parnaíba, SP. 
Polícia diz que ele tinha em casa munições e acessório de uso restrito.


O ex-jogador de futebol Paulo Sérgio Rosa, conhecido como Viola, negou ter arma irregular em sua casa quando deixava o Distrito Policial de Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo, para fazer um exame no Instituto Médico Legal (IML) de Osasco, na manhã deste sábado (6). Ele foi detido na noite de sexta-feira (5) por suspeita de desobediência à ordem judicial, de ameaça contra a mulher e de posse de munição e acessório de uso restrito.

“Não vou falar mais nada agora. Tudo está sendo investigado. Depois eu vou falar a verdade”, disse o jogador de 43 anos. A Polícia Civil não informou em qual carceragem ele permaneceria detido.
Segundo o delegado Ronald Nascimento, a Justiça expediu um mandado para que a mulher do ex-jogador deixasse a residência com seus pertences e na companhia do filho do casal de 5 anos. No momento em que o oficial de Justiça, que estava acompanhado de policiais militares, chegou à residência para cumprir a determinação, Viola recusou-se a recebê-lo.

Segundo a Polícia Civil, em 2006, o jogador já tinha tido problemas com a polícia por conta de uma arma de uso restrito. A munição encontrada nesta sexta-feira era compatível com esse armamento.
O delegado foi chamado e esteve no condomínio onde o ex-jogador do Corinthians mora. Diante da resistência, foi determinada a entrada dos policiais na residência, onde foram encontrados um silenciador e munições para armas de dois calibres. Parte dessa munição era para um revólver calibre 12, que é de uso restrito. Uma arma também foi localizada no local, mas ela estava regular. “Ela [a arma] está legalizada”, disse Nascimento.

Nascimento explicou que, de acordo com a legislação em vigor, a autoridade policial não pode arbitrar uma fiança, porque a soma das penas dos delitos praticados pelo suspeito supera quatro anos de prisão. Nesses casos, ele deve ficar detido enquanto aguarda uma decisão da Justiça.
Desde a última terça-feira (2), até 48 horas após o encerramento das eleições, nenhum eleitor pode ser detido ou preso, exceto em casos de flagrante ou mediante sentença condenatória.
A assessoria de imprensa da Polícia Militar não se manifestou sobre o caso. O G1 não conseguiu localizar o advogado do ex-jogador.
G1/GRITOS DE ALERTA