quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Pastores Segundo o Coração de Deus e Pastores Infiéis

 





Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, que vos apascentem com conhecimento e inteligência. Jeremias 3:15




Introdução: Ultimamente tem surgido clamores de igrejas, tanto da Alemanha, Rússia e do Brasil, onde o procedimento de vários pastores é completamente contrário aos princípios da Palavra de Deus. Por esta razão faz-se necessário uma exposição resumida dos princípios Bíblicos quanto a esta questão, bem como verificar os procedimentos que a Palavra de Deus aprova ou condena.



1. Princípio Bíblico de Liderança.
Em primeiro lugar, a palavra pastor nunca aparece na Bíblia como sendo uma profissão, e sim, como um ministério. Em Atos 20:17 e 28 aprendemos que os presbíteros da igreja deveriam pastorear o rebanho. Pastorear não é exercer um cargo. e sim cuidar do estado espiritual daqueles que foram salvos por Cristo Jesus.

Em segundo lugar, o Novo Testamento não conhece um sistema onde uma só pessoa tem essa responsabilidade, que sempre era atribuída a vários presbíteros.
Atos 20:17 “De Mileto mandou chamar os presbíteros da igreja”.
E a estes presbíteros Paulo falou: Atos 20:28 "Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu Bispos, para pastoreardes a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue,"
Atos 14:23 "E, promovendo- lhes em cada igreja a eleição de presbíteros (plural) depois de orar com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido"
Tito 1:5 b ". .. bem como, em cada cidade, constituísses presbíteros, conforme te prescrevi."

Notamos em todas estas passagens que o Novo Testamento ensina que cada igreja deve ter vários presbíteros (Líderes) e que eles em conjunto tem a responsabilidade de pastorear o rebanho de Deus.
Naturalmente numa igreja nova isto levará alguns anos até que a igreja tenha vários presbíteros, porém este sempre deve ser o objetivo. O Novo Testamento desconhece totalmente um sistema onde um pastor tem o comando e os outros tem a obrigação de obedecer, na igreja de Cristo.

Evidentemente haverá a necessidade de um dentre, os presbíteros, dirigir o planejamento mas a responsabilidade pastoral recai sobre todo o presbitério. Atos 20:17 e 28. Veremos mais adiante como o desejo de exercer o comando sobre todos os outros é carnal e anti bíblico.

As diferenças entre uma liderança dentro dos princípios bíblicos e dentro dos princípios egoístas e carnais são explicadas com bastante detalhes, tanto no Velho como no Novo Testamento. Queremos fazer uma comparação entre os dois tipos de pastores.


2. Pastor segundo o coração de Deus.
Já mencionamos que pastorado não é profissão - é ministério. Quando Jesus designou o apóstolo Pedro para pastorear o rebanho, não perguntou das suas habilidades profissionais, e sim "amas-me mais do que estes outros? " João 21:15-17.
Quem ama a Jesus, também amará aos que foram resgatados por Jesus e os tratará como Jesus os tratou.

Vamos ver algumas das características do pastor segundo o coração de Deus.

Primeira característica: Auto entrega. "O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas". João 10:11. Este foi o exemplo que Jesus nos deu. O apóstolo Paulo nos dá um exemplo de como se age com pessoas, mesmo cheio de problemas - e até fazendo oposição ao ministério, como foi o caso dos coríntios. A estes Paulo escreve: "Eu de boa vontade me gastarei e ainda me deixarei gastar em prol das vossas almas. Se mais vos amo, serei menos amado?" II Coríntios 12:15. O pastor segundo o coração de Deus não tem pena de si - ele se entrega e se gasta em beneficio das ovelhas de Cristo.

Segunda característica: Preocupação com a restauração de cada um individualmente. A parábola da ovelha perdida nos mostra este fato: "Que vos parece? Se um homem tiver cem ovelhas, e uma delas se extraviar, não deixa para ele nos montes as noventa e nove, indo procurar a que se extraviou? E, se porventura a encontra, em verdade vos digo que maior prazer sentirá por causa desta, do que pelas noventa e nove, que não se extraviaram. Assim, pois, não é da vontade de vosso Pai celeste que pereça um só destes pequeninos." Mateus 18:12-14. Qualquer pastor segundo o coração de Deus fará de tudo para recuperar pessoas que estão se afastando do rebanho.

Terceira característica: O pastor segundo o coração de Deus não se coloca em evidência, e sim, prega a Cristo: “Porque não pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus como Senhor, e a nós mesmos como vossos servos por amor de Jesus" II Coríntios 4:5. O pastor segundo o coração de Deus sempre ha de se considerar um servo, dando toda a honra a Cristo Jesus.
Quarta característica: O pastor segundo o coração de Deus não age como dominador sobre o rebanho, antes serve como exemplo: ". . . nem como dominadores dos que vos foram confiados, antes tornando-vos modelos do rebanho”. I Pedro 5:3. O bom pastor anda na frente do rebanho. como o seu exemplo e as ovelhas o seguem.



3. Pastores infiéis
A Bíblia nos fornece muitos elementos pelos quais se pode reconhecer o abuso neste ministério - tanto no Velho como no Novo Testamento.

Quais são as características de um "pastor” infiel?

Primeira característica: Não busca ao Senhor para saber a sua vontade: "Porque os pastores se tornaram estúpidos e não buscam ao Senhor; por isso não prosperam, e todos os seus rebanhos se acham dispersos. Jeremias 10:21. O "pastor” que não se orienta pela Palavra de Deus pode manter o domínio sobre o rebanho por algum tempo mas aos poucos o rebanho vai se dispersando.

Segunda característica do "pastor" infiel: Ele apascenta a si mesmo: "Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize-lhes: Assim diz o Senhor Deus: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não apascentarão os pastores as ovelhas? Comeis a gordura, vestis-vos de lã e degolais o cevado; mas não apascentais as ovelhas. "Ezequiel 34:2-3. O "pastor" infiel sempre está interessado em defender os seus direitos - seu salário, seu dia de descanso, sua privacidade, sua família. Gasta a maior parte do tempo cuidando de seus próprios interesses.

Terceira característica do "pastor" infiel: Ele não apascenta as ovelhas: " A fraca não fortalecestes, a doente não curastes, a quebrada não li gastes, a desgarrada não tomastes a trazer e a perdida não buscastes... Ezequiel 34:4. O "pastor" infiel faz poucas visitas aos membros, deixa os fracos na sua fraqueza, deixa os “feridos espirituais" sem cuidar da sua recuperação e não vai atrás dos que estão se afastando. Mesmo quando procurado, sempre acha alguma desculpa para não atender aos que necessitam de cuidado espiritual. Ele não quer ser perturbado em seu descanso. Mas faz questão de um bom salário. Quando faz visitas. costuma visitar não os que necessitam, mas os que o apoiam na sua posição.

Quarta característica do "pastor" infiel: Ele exerce domínio sobre o rebanho: "Mas dominais sobre elas com rigor e dureza" Ezequiel 34:4b. O "pastor” infiel age como se fosse dono da igreja e considera a obrigação de todos os demais como sendo a mera obediência às suas ordens. Ele desobedece frontalmente a ordem de Deus: "Não como dominadores sobre o rebanho...". I.Pedro 5:3.

Quinta característica do "pastor" infiel: Ele quer ter a primazia: "Escrevi alguma cousa à Igreja; mas Diótrefes, que gosta de exercer a primazia entre eles, não nos dá acolhida." III.João 9. O "pastor" infiel, não quer ser um servo da Igreja (II Coríntios 4:5), mas quer ser um chefe na igreja. Não aceita ser um co--presbítero com os outros (I Pedro 5:1) mas quer ser um chefe-presbítero. Ele é obstinado pelo poder. E por isso não costuma ler cartas quando outros escrevem para ajudar (III. João 9) para não perder o seu domínio sobre a igreja.

Sexta característica do "pastor" infiel: Ele não dá acolhida na igreja a pessoas que não apoiam a sua ditadura: "Não nos dá acolhida" III. João 9b. Ele faz de tudo para evitar qualquer contato de membros com pessoas de fora que poderiam ajudar a igreja a retornar aos princípios bíblicos.

Sétima caraterística do "pastor" infiel: Ele difama e faz calúnias contra pessoas que tentam ajudar a igreja: ". . . proferindo contra nós palavras maliciosas" III João 10b
Ele não pode provar com a Bíblia que está certo, então procura desacreditar outros obreiros que poderiam ajudar, levantando calúnias contra eles.

Oitava característica do "pastor" infiel: Proíbe a igreja de manter contato com pessoas que não apoiam a sua posição anti-bíblica. "E não satisfeito com estas causas, nem ele mesmo acolhe os irmãos, como impede os que querem recebê-los... "III. João 10b Ele faz de tudo para isolar qualquer pessoa que poderia ameaçar o seu domínio.

Nona característica: Expulsa os insubmissos à sua ditadura da igreja: "E os expulsa da igreja". III. João 10c. O "pastor" infiel não tem a mínima preocupação com a manutenção de membros da igreja que poderiam ameaçar a sua autoridade. Não faz nenhum trabalho espiritual de recuperação, não segue os princípios de Mateus 18,15-17 -simplesmente se quer ver livre dos que não apoiam a sua posição autoritária - e os expulsa sumariamente.



4. Consequências para a igreja que tolera um pastor infiel:
Os membros se espalham: "Assim se espalham, por não haver pastor, e se tomaram pasto para todas as feras do campo. As minhas ovelhas andam desgarradas por todos os montes, e por todo o elevado outeiro; as minhas ovelhas andam espalhadas por toda a terra, sem haver quem as procure, ou quem as busque". Ezequiel 34:5-6
Numa igreja onde Cristo, o cabeça, é suibstituido por um “pastor” ditador, fatalmente o rebanho se espalhará.


5. Conseqüências para os “pastores” infiéis.
Deus vai dar termo ao seu pastoreio: "Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu estou contra os pastores, e deles demandarei as minhas ovelhas; porei termo ao seu pastoreio, e não se apascentarão mais a si mesmos; livrarei as minhas ovelhas da sua boca, para que já não lhes sirvam de pasto. Ezequiel 34:10. Um pastor ditador pode se manter por algum tempo no trono, porém o dia vem quando Deus mesmo o afastara do seu ministério.
Convém lembrar mais uma vez que toda a liderança da igreja é responsável perante Deus quando permite que se crie uma situação destas. A toda a liderança é atribuída o cuidado pelo rebanho (Atos 20:17 a 28) e cada um dará contas a Deus pelas pessoas que foram espalhadas.





Aos membros e igrejas cujos guias realmente velam pelas vossas almas queremos deixar o texto de Hebreus 13:17 "Obedecei aos vossos guias (plural) e sede submissos para com eles: pois velam por vossas almas como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não vos aproveita a vós outros”.

Aos obreiros recomendamos que examinem o seu ministério e se tem procedido de tal forma que. por sua causa, os membros se espalharam, que tenham a humildade de confessar o seu pecado e procurar reintegrar os que foram dispersos. Pois, conforme lemos em Hebreus 13.17 “nós obreiros, daremos contas a Deus pelas almas dos que nos foram confiados”.


Peter Unruh
 
VIA GRITOS DE ALERTA

TIPOS DE PASTORES .

Pentecostal. É aquele que tudo é FOGO, normalmente uma palavra e glória outra palavra e aleluia, suas igrejas costumam ser cheias, pois todos gostam de FOGO e cultos avivados, mas em geral se acham intocáveis, não assumem seus erros e não aceitam críticas, se acham mais crente que todo mundo e tem facilidade para pegar bronca das pessoas, é comum campanhas e votos com fins de aumentar a arrecadação da igreja. Concluindo é FOGO ter um pastor desse.


Político. Faz o tipo SIMPÁTICÃO, cordial das senhoras até as crianças, sempre animado, costuma ser prestigiado pela maioria, mas sempre tem os desconfiados de tanta bondade e simpatia. Para descobrir se a simpatia é verdadeira espere alguém pisar em seu calo, você verá se vai permanecer SIMPATICÃO ou se só vai sobrar o CÃO.

Espaçoso. Em geral tem um bom nome, mas costuma ser autoritário, manda, não pede, palavras como obrigado não fazem parte de seu vocabulário, esta sempre transferindo tarefas, sempre manda alguém, visitar, enterro, aniversário, ponto de pregação. Reclama de todos e por mais que se faz nunca está bom o suficiente, quando encontra um generoso de boas condições financeiras, ele usa o ESPAÇO da casa da pessoa, pois não sai de lá, usa o ESPAÇO do almoço, jantar, café da manhã da pessoa, pois não perde a oportunidade de pegar um rango, usa o ESPAÇO do nome da pessoa para comprar bens, usa o ESPAÇO do carro, pois vive pedindo o carro ou pedindo para leva-lo para cima e para baixo, em fim toma o ESPAÇO da privacidade e vida da pessoa. Esse é pastor é ESPAÇOSO.



Litúrgico. Eu o imagino parte de uma igreja com bastante tempo no “mercado” que vem de gerações de pastores, tem muito bem definido o que acha certo ou errado, tem muitas dificuldades com alguma novidade ou costumes de outras igrejas, recomenda-se além da bíblia para os cultos também um dicionário devido a complexidade das palavras empregadas, com seu bigode muito bem aparado, condena com os olhos quem sem querer mudar a liturgia do culto que é o mesmo a 20 anos. Sofre um esvaziamento de sua igreja principalmente por ter dificuldade em reconhecer e discernir os dons espirituais.



Moleza. O pastor moleza é aquele que não tem firmeza com suas palavras, não se pode confiar em suas afirmações, tentando agradar a todos tem dificuldade em expressar e por em prática suas próprias idéias, é melhor ser o ultimo a conversar com ele, pois o ultimo o faz esquecer tudo que conversou com os anteriores. Ele toma uma nova decisão a cada 5 minutos tem atitudes unilaterais tem medo dos pastores superiores, quem pastoreia a igreja é mais sua esposa do que ele. É mole nas decisões que precisam pressão e personalidade, realmente é uma marionete mole e sem argumentos.



Partidário. Serve a placa de sua igreja faz acepção de outros ministérios não reconhece os erros de sua denominação, sempre ta envolvido nos futuros e grandiosos projetos do ministério, na igreja dele só prega os filiados ao seu partido, ou seja, da sua igreja, estranhamente termina sua vida em outra igreja ou se desvia pelo caminho, pois esse é o resultado de quem serve aos homens acima de Deus.



Sei que isso é uma realidade e me ative a fazer uma observação dos pontos ruins dos pastores, isso não quer dizer que você deve atropelar a autoridade de seu pastor por ele ter uma ou varias das observações acima e sim um motivo a mais para amá-lo e auxilia-lo, existem muitos pastores formidáveis também, mas sem defeitos o único é o pastor Jesus Cristo, quanto ao seu pastor o aceite e ore por ele, mesmo com pontos negativos foi Deus que o constituiu o anjo da igreja que você congrega.

VIA GRITOS DE ALERTA

Carta Aberta a Todos os Maçons



Especialmente Àqueles Que se Consideram Cristãos
http://jornalimpactoreal.blogspot.com/2011/10/carta-aberta-todos-os-macons.html

Carta Aberta a Todos os Maçons, Especialmente Àqueles Que se Consideram Cristãos

"Cutting Edge Ministries"

 

A Bíblia é muito específica sobre quase todos os tipos de comportamento humano, para que Deus possa nos proteger de nós mesmos e da impiedade que há no mundo. As Escrituras trazem mandamentos muito claros que proíbem o homem cristão de ingressar em qualquer sociedade secreta. Não é possível ser membro da Maçonaria e um servo fiel do Senhor Jesus Cristo ao mesmo tempo.
A maior parte deste artigo baseia-se em livros que foram publicados por editoras maçônicas e que eram muito secretos antigamente. Seguimos a recomendação bíblica atentamente, comparando os ensinos maçônicos com a Bíblia Sagrada. Em 1 João 4:1, encontramos este mandamento a todos os cristãos: "Amados, não deis crédito a qualquer espírito, antes provai [testai] os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora." Assim, vemos que qualquer ensino religioso que não se conforme com as Escrituras é proveniente de um "falso profeta".
Esse exercício não é vão, pois é sua alma preciosa que está em jogo. Finalmente, lembre-se de duas coisas sobre a Maçonaria: 1) Os maçons de graus superiores mentem para seus colegas maçons, pois eles "merecem ser enganados"; 2) As explicações dadas a 95% de todos os maçons estão erradas. Veja esta citação de um autor maçom, Carl Claudy: "Remova a casca exterior e encontre um significado; remova aquele significado e encontre outro; abaixo dele, se você cavar ainda mais, encontrará um terceiro, um quarto - quem poderá dizer quantos ensinos?" Você aprendeu muitas mentiras, conforme demonstraremos nos nossos muitos artigos. Finalmente, lembre-se, da audaz afirmação de Albert Pike em seu livro Morals and Dogma [leia a resenha] que, "A Maçonaria é idêntica aos antigos mistérios", o que significa que todos seus ensinos em todos os livros são exatamente o mesmo que os mistérios antigos, pagãos e satânicos!
Pedimos que você separe um tempo para ler nossos artigos para que finalmente saiba a verdade de Jesus Cristo, o Deus do Universo, a quem os maçons chamam de "deus inferior" e nunca mencionam em seus ensinos e rituais. Oramos fervorosamente para que o Espírito Santo ilumine sua mente, coração e alma com o conhecimento do verdadeiro Deus, e somente do verdadeiro Deus, da Bíblia Sagrada.

Mandamentos Bíblicos Que Proíbem a Participação em Sociedades Secretas

"Declarou-lhe Jesus: Eu tenho falado francamente ao mundo; ensinei continuamente tanto nas sinagogas como no templo, onde todos os judeus se reúnem, e nada disse em oculto." [João 18:20]
Em toda a Escritura, somos instruídos a imitar Jesus Cristo, e a seguir seu exemplo. Assim, como Jesus Cristo nunca fez nada em segredo, somos também instruídos a nada fazer em segredo. O caminhar do cristão verdadeiro deve ser o mais transparente possível.
No entanto, na Maçonaria, os iniciados são forçados a fazer os juramentos mais terríveis em segredo. Falaremos sobre eles em instantes. Primeiro, vamos examinar o mandamento que Jesus deu sobre os juramentos: Observe que Jesus Cristo proibiu expressamente que qualquer um de seus discípulos faça qualquer tipo de juramento, pela terra ou pelos céus.
"Eu porém vos digo: De modo algum jureis; Nem pelo céu, por ser o trono de Deus; nem pela terra, por ser estrado dos seus pés; nem por Jerusalém, por ser a cidade do grande Rei; nem jureis pela tua cabeça, porque não podes tornar um cabelo branco ou preto. Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar, vem do maligno." [Mateus 5:34-37]
Se esse mandamento de Jesus fosse seguido, evitaria totalmente que qualquer cristão ingressasse na Maçonaria. Jesus deixa bem claro que está falando sobre juramentos, e por uma razão muito boa. As sociedades secretas surgiram na antiga Babilônia e no Egito, mais de 1.000 anos antes do nascimento de Jesus. Essas sociedades desenvolveram o mesmo tipo de segredo elaborado, protegido por juramentos e apertos de mão secretos que a Maçonaria emprega atualmente, e pela mesma razão: se a pessoa comum em qualquer sociedade soubesse o que essas sociedades secretas estavam realmente adorando e o que estavam realmente planejando, exigiriam a supressão pública das sociedades secretas. Preste atenção agora nas últimas palavras de Jesus na passagem mencionada: "Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar, vem do maligno." Portanto, esses juramentos secretos "vêm do maligno"! No fim deste artigo, veremos o quão maligna a Maçonaria realmente é.
Revisemos agora um desses juramentos, feito na iniciação de um novo maçom. Qualquer homem que conheça as Escrituras citadas anteriormente, deveria, neste ponto da sua iniciação, recusar-se a dizer estas palavras e cair fora do recinto da loja. Veja este terrível juramento:
"Compromisso e Punição de um Maçom Aprendiz: 'Sempre guardarei e nunca revelarei as artes, partes ou pontos dos mistérios ocultos... sob a pena de ter minha garganta cortada de um lado a outro, minha língua arrancada e meu corpo enterrado nas areias da praia.'" [Duncan´s Masonic Ritual, págs. 34-35, com a figura deste sinal, na pág. 17]

Obviamente, esse terrível juramento viola a Bíblia Sagrada de Deus, em pelo menos duas formas. Primeiro, o mandamento de Jesus, mencionado anteriormente, de nunca fazer algum tipo de juramento é claramente violado. Segundo, esse juramento secreto viola João 18:20, também citado anteriormente. Finalmente, esse juramento viola simbolicamente o corpo, o que somos proibidos de fazer! Veja: "Acaso não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo." [1 Coríntios 6:19-20]
Obviamente, esse tipo de juramento de sangue glorifica a Satanás, não a Deus! O apóstolo Paulo enfatizou o fato que, na Segunda Aliança de Jesus Cristo, Deus habita no corpo do crente, exatamente como antigamente ele habitava no Templo em Jerusalém. "Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque o santuário de Deus, que sois vós, é sagrado." [1 Coríntios 3:17] Qualquer homem que faça esse juramento de sangue oferece-se voluntariamente para a destruição física, se algum dia ele revelar o que aprendeu como maçom. Assim, todo maçom, se cristão, simbolicamente destrói seu templo, em violação direta às Escrituras!
Agora, vamos retornar ao assunto de fazer juramentos, e aqui você encontrará que a Bíblia proíbe totalmente os juramentos e a adesão a compromissos: "Não estejas entre os que se comprometem e ficam por fiadores de dívidas." [Provérbios 22:26] Novamente, verificamos que, se uma pessoa conhece bem a Bíblia, e a aplica em sua vida, nunca seria levada pela natureza enganosa da Maçonaria. Assim que descobrisse os juramentos sangrentos que precisa fazer, os apertos de mão secretos que precisa aprender e praticar, e simples fato de a Maçonaria ter segredos profundos que receia tornar públicos, o cristão imediatamente sairia da loja, e nunca mais colocaria seus pés ali. Além disso, ele gritaria a pleno pulmões, que a Maçonaria não é, nunca foi e nunca será cristã.
Vamos revisar algumas citações que demonstram a natureza anticristã da Maçonaria, novamente permitindo que suas próprias palavras contem a história:
Albert Pike, falando sobre a criação por um Deus criador. "...a existência não pode mais deixar de ser e nada pode deixar de não ser. Dizer que o mundo veio do nada é propor um absurdo monstruoso." [Albert Pike, Legenda, Vigésimo Oitavo Grau, "Lecture From Father Adam", pág. 109]
Você compreendeu essa afirmação? Pike declara que é "um absurdo monstruoso" acreditar em um Deus criador, que pode criar algo a partir do nada. Portanto, Pike e a Maçonaria estão dizendo que todo o relato bíblico sobre a criação é totalmente errado e é, portanto, um "absurdo monstruoso"!
Novamente, você pode ver que a Maçonaria não pode ser cristã. Fiel a sua natureza enganosa, ela afirma ser cristã para os cristãos que estão nos graus inferiores, onde os maçons livremente admitem que mentem para seus próprios irmãos, mas nos graus mais elevados, a Maçonaria ensina o oposto; que a Bíblia está toda errada e, quando fazem isso, não podem ser cristãos.
Desejamos apresentar mais um exemplo de como a Maçonaria INVERTE totalmente o relato bíblico da criação. Abordaremos esse relato mais completamente no próximo artigo sobre a inversão de significados, mas incluímos esta citação aqui para que você possa ver conclusivamente que a Maçonaria NÃO É cristã, de forma alguma.
Novamente, falando sobre o relato do Gênesis sobre a criação e o Jardim do Éden, vemos Albert Pike afirmar que Adão e Eva tiveram um tempo muito difícil, até comerem do fruto proibido. Veja esta terrível torcedura das Escrituras:
"... o Príncipe das Trevas... criou Adão... Para evitar que a luz escapasse imediatamente, os Demônios proibiram Adão de comer o fruto do 'conhecimento do bem e do mal' pelo qual ele teria conhecido o Império da Luz e o das Trevas. Ele obedeceu; um Anjo de Luz o induziu a transgredir, e deu-lhe os meios de obter a vitória, mas os Demônios criaram Eva, que o seduziu a um ato de sensualidade, que o fragilizou e o prendeu novamente nas amarras da matéria." [Albert Pike, Morals and Dogma, Ensinos do Vigésimo Sexto Grau, pág. 567]
Como demonstraremos nos próximos artigos, Albert Pike sempre inverte os significados de todas as palavras-chaves. Uma análise atenta desse parágrafo revela que, para compreendermos o que a Maçonaria realmente ensina, precisamos entender primeiro que eles INVERTERAM os significados de todas as palavras-chaves. Vamos examinar esse relato de Pike com o relato bíblico para ver essa INVERSÃO DE SIGNIFICADOS.
1. Pergunta: Quem criou Adão? Resposta: A Bíblia diz que o Deus criador criou Adão [Gênesis 1:26-27]. Entretanto, nesse parágrafo, Pike declara que o Príncipe das Trevas criou Adão. No entanto, aguarde só mais um pouco, pois essa declaração em si mesma demonstra a inversão de significados.
2. P. Deus proibiu Adão de comer do fruto do 'conhecimento do bem e do mal'? R. A Bíblia diz que Deus proibiu Adão de comer do fruto dessa árvore [Gênesis 2:17]. No entanto, Pike declara que os Demônios proibiram Adão de comer do fruto. Portanto, a Maçonaria define o Deus criador da Bíblia como "Demônios" e é importante observar nesta discussão que Pike usou "Demônios" com "D" maiúsculo, significando Deidade.
3. P. Quem induziu Adão a desobedecer e a comer desse fruto? R. A Bíblia diz que Satanás, disfarçado como uma serpente, induziu Eva a comer do fruto [Gênesis 3:1-6]. Portanto, Pike define Satanás como um Anjo de Luz quando diz que um Anjo de Luz fez Adão comer do fruto! Além disso, observe que Pike diz que esse Anjo de Luz (Satanás) deu a Adão os "meios de vitória", mas os Demônios (o Deus da Bíblia) ludibriaram Adão novamente, criando Eva, para "seduzi-lo".
Não somente essa passagem do livro de Albert Pike demonstra a linguagem maçônica invertida, mas também demonstra a base ocultista e satânica da Maçonaria, revelando que eles crêem que existem dois deuses no universo, um bom e outro mal, iguais, mas opostos. No entanto, isso poderá ser assunto de outro artigo.
4. P. - Quem criou Eva? A Bíblia diz que o Deus criador criou Eva [Gênesis 2:20b-25]. No entanto, Pike diz aqui que os "Demônios" criaram Eva. Portanto, ele é consistente quando define o Deus criador da Bíblia como "Demônios".
Vamos recapitular essa pequena lição sobre a inversão de significados na linguagem maçônica:
Deus Criador - Definido como Demônios e Príncipe das Trevas.
Satanás e a Serpente definidos como "Anjos de Luz", um termo que os cristãos atribuem a Deus, ou a Jesus Cristo antes da encarnação.
Se você mantiver esse fato em mente ao ler os escritos da Maçonaria, estará muito mais perto da verdade sobre o que ela realmente ensina. A maior parte dos escritos maçônicos aparentemente fala do Deus da Bíblia e de Jesus Cristo, mas se você compreender que eles inverteram os significados das palavras e dos termos-chaves, compreenderá a quem eles realmente servem e adoram.
Não se engane sobre isto: Quando a Maçonaria refere-se a Deus, está realmente adorando a serpente, e quando fala de bondade e da luz, está falando sobre ensinos de Lúcifer, comumente referenciado como 'Portador da Luz'. Na verdade, todos os maçons são estimulados a serem "Portadores da Luz" e a caminharem sempre em busca da "Luz". Esperamos que agora, pela primeira vez, você compreenda que, com a inversão de significados que faz, a Maçonaria realmente adora a Lúcifer.
Nos próximos artigos, citaremos autores maçons que afirmam diretamente que servem e adoram a Lúcifer e não ao Deus da Bíblia. Mas, por enquanto, apenas medite no que aprendeu hoje, isto é, que a Maçonaria não pode ser cristã! Se você tiver aprendido isso, terá dado um grande passo para realmente conhecer a verdade.
Na melhor das hipóteses, a Maçonaria é uma forma falsa de cristianismo; na pior, é anticristã. Após ler a série inteira de artigos, você mesmo chegará a essa conclusão.

Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são tempos em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.
Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.
Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.




Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

Se desejar visitar o site "The Cutting Edge", dê um clique aqui: http://www.cuttingedge.org
Que Deus o abençoe.
Patrocinado por: S. F. F. C. — Vargem Grande Paulista / SP
Revisão: A. F., V. D. M. - Campo Grande / MS e http://www.TextoExato.com
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/free10.asp

Valdomiro Santiago diz que igreja custa R$ 30 milhões por mês

Em vídeo, o líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, Valdemiro Santiago, disse que a manutenção da igreja custa R$ 30 milhões por mês, "fora 4.500 alugueis pelo Brasil".

Santiago fez a revelação em seu horário na RedeTV! na última sexta, ao vivo. "Nós temos as parcelas da Cidade Mundial para pagar, e custou caro isso; nós temos os programas de televisão para sustentar", afirmou o religioso.

"O total programa de televisão mais cidade mundial e o templo aqui que vai (sic) reformar agora e ficar em mais de R$ 70 milhões (...) dá quase 30 milhões de reais por mês, só isso aí, fora os 4.500 aluguéis que temos", diz ele no vídeo.´

A história da Igreja Mundial
A Mundial foi fundada no interior de São Paulo, 13 anos atrás, por Santiago, ex-bispo e dissidente da Igreja Universal. A generosidade (e fé) de seus seguidores pode ser mensurada pelos "R$ 30 milhões por mês" estimados como custo de manutenção.

A Igreja Mundial do Poder de Deus já tem canal a cabo em Portugal e está tentando comprar um canal fechado nos EUA, por US$ 14 milhões. No Brasil a igreja compra horários da Rede TV!, CNT, Band e canal 21 (UFH). Tem unidades em 13 países, do México ao Japão. Este ano, comprou as madrugadas da Band, além da faixa das 12h às 14h na Rede TV!, tornando-se, assim, a igreja com mais tempo na TV aberta brasileira.

A Mundial é hoje uma séria à Universal, não só por levar fiéis pois sua teologia é semelhante à professada por Edir Macedo.

VIA GRITOS DE ALERTA
Fonte: Folha.com

Jovens saem da igreja por ser lugar ‘pouco amigável’, revela pesquisa

Pesquisadores descobriram que a grande maioria, ou 59% dos jovens cristãos abandonam a igreja de forma permanente ou durante um longo período de tempo após completar 15 anos de idade.

A pesquisa foi realizada pelo Grupo Barna, revela que grande parte dos jovens vê a igreja como um lugar pouco amigável e cheio de julgamento, segundo o site Cristianos.

O estudo, que envolveu entrevistas com 1.296 jovens que são ou já foram membros de igrejas, é o resultado de um trabalho de cinco anos reunido no livro “You Lost Me: Why Young Christians are Leaving Church and Rethinking Faith” (Por que os jovens cristãos estão abandonando a Igreja e repensando a fé, em português), escrito pelo atual presidente do Grupo Barna, David Kinnaman.

Os resultados da enquete mostram também que na faixa dos 18 a 29 anos os jovens acreditam que “os Cristãos demonizam tudo que está fora da igreja”; e um terço deles simplesmente acha que “ir à igreja é chato”.

Um dos fatores que vem colaborando para o distanciamento entre os jovens e a igreja é o confronto entre as expectativas religiosas e a experiência sexual dos jovens. Um em cada seis jovens Cristãos afirmam que “cometeram erros e sentiram-se julgados pela igreja por causa deles”.

Enquanto isso, entre os entrevistados católicos, 40% dos jovens entre 18 e 29 anos acreditam que a doutrina de sua igreja em relação à sexualidade e ao controle de natalidade estão “desatualizados”.

Entre os principais fatores que distanciam os jovens da igreja, foram identificados: a atitude superprotetora e exclusivista da igreja, o fato de oferecer uma experiência cristã superficial, visão antagônica à ciência, um lugar em que o sexo é tratado de maneira errada, a não valorização de outros tipos de fé e espiritualidade e a hostilidade que a igreja trata quem não crê no que ela ensina.

De acordo com o site Cristianos, Kinnaman classifica essa evasão dos jovens da igreja como um problema que requer providências urgentes, já que normalmente os jovens saem de casa cedo, vão para a faculdade ou começam logo a trabalhar, casam e têm filhos antes dos 30 anos.

Segundo Kinnarman, as igrejas não estão preparadas para lidar com o ‘novo padrão’ vigente no mundo. “No entanto, o mundo está mudando de maneira significativa, como um acesso cada vez maior ao mundo e a diversas ideologias, em especial por conta da tecnologia, fazendo crescer seu ceticismo em relação a figuras externas de autoridade, incluindo o cristianismo e a Bíblia”, conclui.

Fonte: The Christian Post

Uma carta do Diabo para você

Oi!!

Eu o vi ontem, quando começou suas tarefas diárias. Você levantou-se sem orar a Deus, o dia todo você sequer fez menção de orar. De fato, nem se recordou de agradecer pelo alimento. Você é muito mal agradecido; é isso que gosto em você!...


Entre nesse link e leia na integra.

http://prjosuelima.blogspot.com/2011/10/uma-carta-do-diabo-para-voce.html

Pesquisa: Pastores de Igrejas Grandes Sentem Solidão

Embora a maioria dos pastores protestantes se considerem privilegiados em estar em ministério, muitos também sentem que podem ser propensos ao desânimo e solidão, de acordo com um estudo divulgado pela LifeWay Research no início desta semana.
Mais da metade (55 por cento) dos 1.000 pastores protestantes EUA pesquisados ​​pelo grupo de pesquisa com base na fé disseram que concordavam com a afirmação: "Acho que é fácil ficar desanimado". O mesmo percentual de pastores também disse que estar no ministério pastoral os faz sentir solitários, por vezes.
No entanto, um total de 98 por cento concordam com a afirmação, "Eu me sinto privilegiado por ser um pastor", com 93 por cento fortemente concordando. Apenas cerca de meio por cento dos pastores não concordam com a declaração, segundo a pesquisa.
"Muitas estatísticas frequentemente citadas falam de pastores miseráveis e infelizes, mas não é isso que vemos quando na verdade lhes perguntamos", disse Ed Stetzer, vice-presidente de pesquisa e desenvolvimento no ministério LifeWay Christian Resources. "Há desânimo e solidão, mas quando 98 por cento concordam que é um privilégio ser um pastor, nós também sabemos que há uma grande honra ser um pastor".
O estudo também revela que os pastores com mais de 65 anos são os menos desanimados. Enquanto 30 por cento dos de 65 anos ou mais discordam que é fácil ficar desanimado no ministério, apenas 19 por cento com idades entre 55-64 discordam junto com 13 por cento com idades entre 45-54 e 11 por cento com idades entre 18-44.
Pastores com mais de 65 anos também são mais prováveis ​​de discordarem totalmente (39 por cento) com a afirmação: "A pastoral faz-me sentir solitário às vezes". Vinte e nove por cento desses com idades entre 55-64 discordam, bem como 21 por cento com idades entre 45-54 e 19 por cento com idades entre 18-44.
Funcionários da LifeWay disseram: "Ironicamente, pastores de igrejas maiores são mais solitários. Daqueles em congregações com frequência média de 250 ou mais, 17 por cento discordam fortemente que o ministério pastoral faz sentir solitário às vezes. Em comparação, 32 por cento com as igrejas de 0-49 e 27 por cento com as igrejas de 100-249 discordam totalmente".
A principal razão para o desânimo pode vir de expectativas irreais, Stetzer explicou. "Voluntários Líderes influenciados por uma mentalidade consumista cristã ferem todos os envolvidos. Precisamos muito menos clientes e muito mais co-trabalhadores", disse ele.
"Pastores se sentem privilegiados, mas claramente a realidade do serviço constante pode tomar seu pedágio. Há desânimo e solidão no ministério. Parece que quanto maior a igreja mais presente a solidão", Stetzer disse.
Apesar da carga de trabalho alta para muitos pastores, a pesquisa mostrou que a maioria não sentia que seu ministério teve um efeito negativo sobre sua família.
"O pastoreio pode ser estressante para uma família, mas ao contrário de algumas estatísticas hyped, a maioria não acredita que ser um pastor tem prejudicado a sua família", disse Stetzer, que também serviu como um pastor. "Pastoreio é difícil, e vida familiar é um aquário, mas exagerar o desafio e os perigos de pastorear pode desencorajar os pastores e criar uma expectativa de interrupção da família - levando a esse problema", disse ele.
"Relacionamentos são importantes e parece que os pastores valorizam aquelas amizades - particularmente à medida que envelhecem", ele explicou. "Pastores mais velhos (e eu acrescentaria, pastores mais jovens com sabedoria) que desenvolveram amizades mais próximas dentro de sua igreja e são menos propensos a serem desencorajados ou solitários. Esta combinação de trabalho espelha estudos que têm mostrado que mais amizades no trabalho correspondem com maior satisfação com o trabalho de uma pessoa e vida".
Metodologia: A LifeWay Research conduziu uma pesquisa de telefone que amostrou aleatoriamente igrejas protestantes selecionadas. Cada entrevista foi realizada com o pastor sênior, ministro ou sacerdote da igreja. Respostas foram ponderadas para refletir a distribuição geográfica das igrejas protestantes. A amostra completa de 1.000 entrevistas por telefone fornece uma confiança de 95 por cento que o erro de amostragem não deve exceder ± 3,2 por cento. Margens de erro são maiores nos subgrupos.

VIA GRITOS DE ALERTA
INF. CRISTIAN POST

Banco Central Europeu emitirá "dinheiro homossexual" ?

O Banco Central Europeu (BCE) emitirá em Julho próximo notas somando um total de 15.3 bilhões de euros. Estas notas não serão iguais às já existentes em circulação mas serão “do tipo homossexual”.
De momento pouco se sabe sobre a nova moeda mas muitos economistas questionam a idoneidade de sua aparição. "Serão de um tacto mais suave? É duvidosa a sua utilidade, sobre tudo tendo em conta a situação em que se encontra a Grécia", assinala The Economist.
Deste acusação a União Europeia defende-se, porém, alegando que estas novas notas servirão para que “nossos cidadãos e amigos os homossexuais” se sintam menos estigmatizados pela sociedade e possam participar do capitalismo “com plena normalidade”.

Tanto esforço para acomodar um grupo sexual que perfaz menos de 2/3% da população europeia. Até parece que por trás de tanta acomodação à homossexualidade se esconde um propósito mais sombrio. Será?
Prevejo, no entanto, que haja alguma comoção quando os muçulmanos começarem a pagar ozakat com notas de homens nus.


VIA GRITOS DE ALERTA

Ingleses à beira de serem contaminados com sangue homossexual

 



As transfusões sanguíneas salvam vidas. Regras sensíveis em torno de quem pode e não pode doar sangue existem para garantir e proteger os bancos de sangue. Decisões em torno de quem pode doar sangue em segurança deveriam ser deixadas à ciência médica e não aos lobbies políticos ou às leis da "igualdade".
No entanto, foi anunciado que na Grã-Bretanha, a partir de 7 de Novembro, as regras em torno da doação de sangue vão ser revistas. Segundo as regras actuais, um homem que tenha tido relações sexuais com outro homem não tem permissão para doar sangue. Isto é feito assim porque os homens que tem relações sexuais com outros homens (HSH) estão em maior risco de serem possuidores de vírus transmissíveis através do sangue.
Este não é um risco histórico que entretanto desapareceu; ainda é bem real. No princípio deste ano a "Health Protection Agency" (HPA) anunciou que o número de novos diagnósticos de HIV quase que duplicaram nos últimos 10 anos. A HPA disse também que os números estão em crescimento "especialmente entre homens que tem sexo com outros homens".

Grupos de risco.

Na verdade, existe uma lei europeia que legalmente requer que os bancos de sangue excluam permanentemente qualquer pessoa cujo comportamento sexual os coloque em elevado risco de contrair doenças infecciosas que possam ser transmitidas através do sangue. É por isso que uma sondagem os serviços sanguíneos de 23 países verificou que HSH estão permanentemente excluídos de doar sangue em 20 países.
Os HSH não são os únicos que estão barrados de doar sangue:
  • Qualquer pessoa que tenha alguma vez trabalhado como prostituta ou que tenha injectado drogas ilegais não pode doar o seu sangue.
  • Qualquer pessoa que tenha uma afta activa não pode doar o seu sangue.
  • Qualquer pessoa que tenha feito uma tatuagem ou uma maquilhagem semi-permanente nos últimos 4 meses não pode doar sangue.
  • Qualquer pessoa que tenha recebido uma transfusão sanguínea em qualquer parte do mundo desde 1 de Janeiro de 1980 não pode dar sangue.
A lista continua por aí além...
No entanto, devido às campanhas dos activistas homossexuais, a restrição feita ao sangue dos sodomitas foi revertida pelo governo inglês. Os activistas disseram que a exclusão é "ilegal" segundo os regulamentos da orientação sexual - que eles mesmos forçaram com os seus lobbies. Os regulamentos foram introduzidos em 2007 e mais tarde incorporados no "Equality Act" em 2010.
O que estes activistas homossexuais não dizem é que o sangue homossexual está banido não devido àquilo que um homossexual é mas sim por aquilo que ele faz. Se um homem tiver atracção por outros homens mas nunca tiver tido uma relação sexual com outro homem, esta pessoa pode doar sangue.
Os bancos de sangue rejeitam comportamentos e não pessoas. Mas isso os activistas já não dizem, como tal, os sodomitas vão poder doar o seu contaminado sangue desde que não tenham tido relações sexuais nos últimos doze meses. Mas mesmo este tempo de espera não é suficiente para os activistas homossexuais. O homossexual Peter Tatchell não quer nenhum limite de tempo.
Ou seja, um homem pode ter estado numa festa gay numa noite - e ter tido relações com 5 ou 10 homens (alguns potencialmente contaminados) - e no dia seguinte ir a um banco de sangue doar o seu sangue. Para os activistas homossexuais isto não é irresponsabilidade mas sim "igualdade". Com isto se vê como o lobby gay não respeita a saúde alheia.

Risco.

Até a pouco tempo o "National Blood Service" disse que permitir que os HSH doem o seu sangue poderia resultar no aumento do risco de sangue infectado com HIV penetrar os bancos de sangue - cinco vezes mais.
O período de 12 meses é um recuo perante as exigências dos activistas homossexuais. No início deste ano foi reportado nos média que o governo estava a considerar relaxar o tempo de salvaguarda (da exclusão permanente até a um período de espera de 10 anos).
Em Abril deste ano os peritos disseram que o risco do HIV entrar nos bancos de sangue é de cerca de 2,5%. Os mesmos peritos disseram que um tempo de espera na ordem dos 5 anos aumentaria o risco em cerca de 5%.
Devido a isto, será despropositado perguntar o quão alto o aumento do risco com o tempo de espera centrado nos 12 meses? As reportagens oficiais sugerem que o risco pode chegar aos 10%.

Igualdade ou supremacia?

Se alguém deveria estar sujeito às leis da igualdade, deveria o receptor e não o dador. Nunca houve indícios de que as transfusões de sangue tenham sido negadas devido à raça, sexo, deficiência física ou orientação sexual. E ainda bem.
O "produto" ou "serviço" da "National Blood Service" é o sangue. Quem é o beneficiado? É o paciente que precisa da transfusão e não o dador. Isto é o senso comum.
Isto nunca foi polémico até que os regulamentos em torno da orientação sexual foram introduzidos em 2007. Devido às pressões por parte dos activistas homossexuais chegamos a uma situação onde os sodomitas têm o "direito" de doar o seu sangue, independentemente do aumento dos riscos médicos. Aparentemente, a ideologia sobrepõe-se à saúde alheia.
É este tipo de movimentação política que afecta também as agências de adopção. As agências não existem para fornecer crianças aos adultos - isso seria tratar as crianças como um "produto" ou um "serviço". As agências existem para fornecer famílias funcionais a crianças necessitadas. As principais beneficiárias são as crianças.
No entanto, devido aos regulamentos igualitários, as exigências dos adultos são mais importantes e com tal as agências de adopção baseadas no Cristianismo foram quase erradicadas de Inglaterra (tal como os marxistas culturais e os activistas homossexuais desejavam).

Conclusão:

As leis de igualdade deveriam ser acerca de justiça, mas parece que os mais frágeis da sociedade é que sofrem com elas. Para além das crianças em busca de um lar normal sofrerem com estas leis, agora são os doentes em busca de bancos de sangue saudável.
Chegamos a um ponto onde temos que perguntar: quem serão as próximas vítimas das leis da "igualdade" promovidas pela gaystapo?
Submetam-se, obedeçam ou sofram as consequências.
 
VIA GRITOS DE ALERTA

Ativistas homossexuais processam escolas por estas usarem filtros anti-pornografia que bloqueiam sites homossexuais

 

Escolas do Missouri estão a ser alvo de processo legal por terem activado filtros contra sites pornográficos uma vez que, segundo os activistas homossexuais, esses filtros bloqueiam sites homossexuais.
Os esquerdistas da "American Civil Liberties Union" (ACLU) (que iniciaram o processo legal) querem que os filtros sejam desligados até que o assunto esteja resolvido.
O super-intendente Tim Hadfield (Camdenton School District) disse:
Nós não bloqueamos especificamente sites que promovem estilos de vida alternativos. Nós bloqueamos sites que são desapropriados e vamos continuar a fazê-lo.
A "Alliance Defense Fund" (ADF), grupo legal que defende a liberdade religiosa afirmou:
Os distritos escolares não deveriam ser pressionados a aceitar que os seus alunos fiquem expostos a material sexualmente explícito.
A ADF avisou algumas escolas distritais que, se elas sucumbirem às exigências da ACLU, as crianças ficarão expostas a material pornográfico. Numa carta aos distritos, a ADF disse que as escolas estão bem dentro dos seus direitos legais ao manterem os filtros Scare activos.
Um dos advogados da ADF, David Cortman, afirmou que
A ACLU está a forçar a sua agenda sexual radical ao intimidar as escolas distritais com uma longa linha de tácticas de medo mascaradas de preocupações com a censura.Inquestionavelmente, as escolas distritais não tem obrigação alguma em ceder às exigências da ACLU. As crianças estão em primeiro lugar.
Aparentemente as crianças estão em primeiro lugar excepto quando o seu bem estar choca com a agenda dos activistas homossexuais; para eles, a sua agenda política está em primeiro lugar, mesmo que isso implique fazer crianças passar fome - tomemos o incidente envolvendo o blogueiro Cristão Júlio Severo como exemplo; a sua conta da PayPal foi fechada devido à perseguição da gaystapo. O Júlio tem 4 filhos para alimentar e a PayPal era uma das formas de obter financiamento.
Outro advogado da ADF disse:
Os pais esperam que os lugares onde colocaram os seus filhos sejam lugares de aprendizagem e não lugares onde eles podem aceder a sites pornográficos.
Os esquerdistas da ACLU afirmam que as escolas tem a "obrigação legal" de permitir que os estudantes acedam a sites lésbicos, sodomitas, bissexuais e relativos a assuntos transgéneros. O facto de alguns destes sites serem, aparentemente, pornográficos não parece preocupar a ACLU.
Antes do processo legal ter iniciado, Tim Hadfield explicou que o seu distrito possui um filtro feito à medida.

Por aqui se vê o quão destrutiva a agenda homossexual é. Estes activistas preferem que as crianças fiquem expostas à depravação da pornografia - uma vez que assim podem aceder aos sites homossexuais - do que proteger as crianças de ter acesso a esses sites.
A agenda homossexual não se importa com mais nada que não seja o seu avanço. Isto é algo que todos nós temos que pensar sempre que virmos os activistas a promoverem medidas alegadamente para o "bem das crianças".

Islâmicos querem tirar cruz da bandeira suíça. Qual a intenção?



Second@s Plus, associação de imigrantes Islâmicos na Suíça  anunciou uma campanha nacional visando remover a Cruz branca da bandeira nacional, informou o Hudson Institute,  seção de New York, especializado em geoestrategia.
O grupo argumenta que é um “símbolo cristão que não mais corresponde à Suìça multicultural de hoje”. Ivica Petrusic, vicepresidente do grupo muçulmano, explicou que a Cruz ofende os imigrantes maometanos e que os suíços, portanto, deveriam escolher outro símbolo.
Para Petrusic, “é necessário separar a Igreja do Estado”. Ele ainda escarneceu dos suíços dizendo que não acreditam mais na Cruz.
O líder islâmico propôs uma bandeira verde, vermelha e amarela, mais parecida com as da Bolivia e de Ghana. Na verdade, é um meio termo rumo a uma futura bandeira com as cores rituais islâmicas: verde, vermelho, preto e branco.
Símbolos corânicos figuram nas bandeiras de muitos países islâmicos e quem falasse em removê-los poderia ser judicialmente condenado à  morte.
E naqueles onde há minorías cristãs, ninguém ousa falar em multiculturalismo. 

O conservador Partido do Povo Suíço (SVP), o maior do país, recusou a proposta como“totalmente inaceitável”. Termos análogos foram empregados pelos portavozes do Partido Democrata Cristão (CVP) e Liberal.
A reação imediata dos grandes partidos foi um sinal que eles perceberam a periculosidade da proposta e as conotações explosivas que a envolvem.
Na Suíça  há por volta de 400.000 muçulmanos, que possuem 200 mesquitas e 1.000 locais de culto. Eles promovem uma infinidade de processos jurídicos para impor os preceitos islâmicos nos costumes do país.
O chefe da comunidade islâmica da Basiléia foi processado por pregar a implantação da “sharia” no país e a flagelação pública de mulheres, tendo sido liberado em nome da “liberdade de expressão”. Nos países islâmicos, um pregador público do evangelho pode ser condenado à morte.
Em 2009 os Suíços aprovaram em plebiscito a proibição constitucional dos minaretes, e em 2010 exigiram -pelo mesmo processo- regras severas contra os imigrantes condenados por crimes graves.
Por causa dessas decisões o país foi vituperado pelas esquerdas internacionais.


VIA GRITOS DE ALERTA

MEDITAÇÃO DO DIA

Senso de Admiração

“Eu lhes digo a verdade: você deve aceitar o reino de Deus como se fosse uma criança ou nunca entrará nele.” Marcos 10:15


Um dos atributos que fazem da infância uma aventura é a capacidade de se admirar de coisas simples. Quando éramos crianças, apenas algumas décadas atrás, parece que nos admirávamos mais facilmente tanto das coisas extraordinárias como das comuns. O mundo era novo! Cada dia trazia surpresas: correr, tocar, subir. Tínhamos um senso de curiosidade mais aguçado. Dizíamos: “Uau!” “Fantástico!” “Espetacular!” “Fabuloso!” “Nossa!” “Que legal!”


Mas a atitude de parar e se aquietar criada por um evento incomum, como se fôssemos fazer uma descoberta, não existe mais. O jeito peculiar de criança, de olhos arregalados, queixo caído, desapareceu, sumiu, saiu da tela.


Vivemos numa época que procura eliminar o mistério, o extraordinário. Viver sem surpresas está na ordem do dia. Expressar admiração pode fazê-lo passar por ignorante ou simplório, porque a tecnologia já traz tudo pronto. As pesquisas nos dizem quem vai ser o candidato eleito. A ultrassonografia nos diz se nascerá menino ou menina. Até para o aniversariante perguntamos que presente gostaria de receber. Nenhum trauma. Nada da ansiedade de saber se o outro vai gostar ou não do presente. Desapareceu aquele ritual de apalpar e balançar o presente. De dizer: “Puxa, mas era isso mesmo o que eu queria. Como você sabia?”


Podemos imaginar na Bíblia esse sentido de admiração tomando conta de Adão e Eva, quando viram a beleza da criação. Do homem cego de nascença, quando teve os olhos abertos e viu cores e formas. Do surdo que teve os ouvidos abertos e passou a ouvir uma variedade de sons. E a surpresa do menino que teve seus pães multiplicados?


O rabino e escritor judeu Abraham Heschel dizia: “Ensinamos as crianças como medir, como pesar. Não as ensinamos como reverenciar, como se admirar e se maravilhar.”


Quando as crianças perguntam, podemos não apenas satisfazer a curiosidade delas, mas também realizar um ato de afeição. Depois que o pai ou professor responde suas perguntas, essas crianças vão dormir pensando: “Puxa, que legal. Meu pai e minha mãe são maiores que as minhas perguntas! Minha professora, meu professor são maiores do que minhas dúvidas!”


É Jesus quem desafia: receba o reino de Deus como uma criança. Nunca apague de sua vida o senso de admiração.

VIA GRITOS DE ALERTA

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...