quinta-feira, 1 de maio de 2014

Israel acusa ONU de agravar tensão com cristãos

Nesta terça-feira (29) o embaixador de Israel nas Nações Unidas, Ron Proser, escreveu uma carta criticando o coordenador da ONU no processo de paz no Oriente Médio, Robert Serry, por conta de suas declarações a respeito da tensão entre Israel e os cristãos.
Na Páscoa Serry estava em Jerusalém e tentou participar da celebração na Basílica do Santo Sepulcro, mas foi impedido pela polícia israelense. Ao falar sobre o tema, o coordenador da ONU afirmou que só pode entrar na Basílica depois que a “multidão enfurecida abriu passagem”.
Ao saber sobre a declaração de Serry, Proser resolveu escrever para o secretário-feral da ONU, Ban Ki-moon, dizendo que houve exagero na declaração com o intuito de criar tensão entre o Estado de Israel e os cristãos.
Para o embaixador de Israel nas Nações Unidas, Serry “abusou de sua posição e seu mandato da ONU” ao registrar o incidente no lugar de pensar medidas para diminuir os conflitos já existentes na região.
“Ao invés de tomar medidas construtivas para ajudar a aliviar uma situação sensível, Robert Serry tomou iniciativas perturbadoras que exacerbaram as tensões”, escreveu Ron Proser.
Antes da denúncia, o ministério das Relações Exteriores israelense chegou a declarar que a cerimônia de Páscoa havia ocorrido “pacificamente” graças ao trabalho da polícia em Jerusalém. Com informações AFP.

Pastor Cesino faz desabafo sobre pregadores do Gideões Missionários

Durante um dos cultos do Congresso Gideões Missionários da Última Hora (GMUH), que está acontecendo em Camboriú (SC), o pastor Cesino Bernardino fez um desabafo a respeito dos pregadores que já participaram do evento e se desviaram.
“Descuidaram, facilitaram, brincaram, se envaideceram, se orgulharam pouco, manipularam e agora a glória de Deus se retira e eles ficam só como uma palha seca”, disse o presidente do evento que está em sua 32ª edição.
Bernardino acredita que esses pastores estavam assistindo ao evento arrependidos, se lembrando de quando pregavam para milhares de pessoas, espaço que hoje está sendo ocupado por outros pregadores.
Com pesar, o líder da Assembleia de Deus de Camboriú fala que é possível encontrar pastores que se perderam e caíram nas drogas. “Hoje é possível encontrar grandes pregadores com o nariz todo estragado com a cocaína. Grandes pregadores que vêm maltrapilhos, cheirando mal pedindo socorro”, afirma.
Comemorando a nova geração que surge, Bernardino pediu para que todos orassem pelos pastores que se perderam, para que eles se levantem e voltem a pregar com a mesma unção de antes.
“Não podemos esquecer ou virar as costas para eles também. Irmão, não vire as costas, o mundo está em agonia”, pediu o pastor líder do GMUH que orou pedindo para que Deus os socorra sem citar nome de nenhum para não deixar de ser ético.
Aproveitando o momento ele exortou dizendo que já teve pastor que chegou no púlpito dos Gideões Missionários fedendo a whisky e outros que saíram do congresso e foram para motéis e se deitaram com cantoras evangélicas.
“Não brinque porque Deus está tratando com cada um. Deus está limpando, Deus está mostrando que a obra não para. Deus levanta outros”, afirmou.

Exposição que mostra pedofilia e zoofilia provoca bate boca entre deputados

Não foi só nas redes sociais que a mostra “QueerMuseu” gerou debates e bate boca. Na noite desta terça-feira (12) o assunto foi amplam...