quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Diante do Trono no Culto da Virada no Mineirinho


O Diante do Trono estará ministrando o louvor no tradicional Culto da Virada da Igreja Batista da Lagoinha no Ginásio do Mineirinho em Belo Horizonte. O culto terá inicio a partir das 19h00 do dia 31 de dezembro.

Serão momentos intensos na presença do Senhor, onde à meia-noite toda a igreja cantará 'Aleluia de Handel' e entrará em 2011 num momento de intercessão e adoraçãoa Deus. A entrada é franca, venha e traga toda a sua família.

Mais informações: (31)3421-4205 Falar com Adriana

Pastor é condenado a três anos de prisão

   
 
Butão, sudeste asiático  
  O Supremo Tribunal do Butão condenou o cristão Ugyen Tashi a a três anos de prisão por "tentativa de promover agitações civis" para mostrar um filme sobre Jesus.

Em 21 de maio, trazendo um gerador e um projetor, Ugyen andou por dois dias em aldeias do interior do Butão com um único propósito: dar às pessoas uma chance de aprender sobre Jesus.

Mas quando um dos chefes da aldeia soube do conteúdo do filme, informou o chefe do seu distrito, que então chamou a polícia para prender Ugyen.

As investigações e questionamentos

O dia seguinte à prisão foi um turbilhão de investigações, interrogatórios, as delacarções declarações policiais e espera.

Enquanto a polícia investigava o caso, o pastor Ugyen foi mantido em um pequeno quarto escuro, cheio de mosquito, juntamente com três outros detentos.

Em 14 de junho, a polícia tentou procurar a casa do pastor, mas não entraram porque a casa estava trancada.

Na necessidade de obter mais informações, a polícia enviou uma equipe para as aldeias onde Ugyen mostrou o filme Jesus para investigar novamente e concluir se as pessoas foram convertidos através da exibição do filme.

A polícia convocou os chefes da aldeia e outras pessoas presentes na exibição do filme e fez uma série de perguntas sobre o que aconteceu na noite da prisão de Ugyen. Tanto os cristãos e não-cristãos apresentaram declarações para o caso de Ugyen.

Esperando pacientemente e Partilha

O caso do cristão finalmente foi ao tribunal do distrito que ele esperou pacientemente em sua cela, onde continuou a compartilhar as Boas Novas com seus companheiros. Ao mesmo tempo ele resistiu às duras condições de vida, o que agravou a asma.

"O pastor Ugyen disse que não está ocioso, e embora ele não seja capaz de compartilhar abertamente, ele está fazendo o melhor de cada oportunidade que tem para compartilhar as Boas Novas de Jesus", declarou um correspondente de campo da Gospel for Asia (GFA, sigla em inglês). "Há poucos presos que estão interessados."

Quando os líderes da GFA foram visitar a prisão, Ugyen pediu Novos Testamentos para distribuir aos presos e encorajou os seus visitantes a não se preocuparem com ele.

O processo judicial

Em 22 de julho, dois meses depois da prisão de Ugyen, ele foi levado a tribunal para a primeira fase da sua audição depois de adiamentos e cancelamentos de vários.

Ugyen foi convidado a escrever uma declaração ao tribunal, mas sua primeira declaração foi considerada insuficiente. Nove vezes Ugyen reescreveu sua declaração, pagando R $ 2,50 cada.

Em 17 de agosto, o órgão apresentou todas as declarações de Ugyen na presença dos agentes e pediu a ele exibir a tela do polêmico filme sobre a vida de Jesus perante o tribunal no dia seguinte. Ainda foi relatado que oficiais de justiça queriam assistir todos os filmes antes que um veredito final fosse pronunciado, mas o filme nunca foi exibido.

O Tribunal de Justiça do Butão declarou Ugyen culpado e condenou-o a três anos de prisão.

Tradução: Carla Priscilla Silva



Fonte: ASSIST - News Service
 

Situação desconhecida de cristãos detidos gera preocupação


 
 
Pôr do sol no Irã  
  As acusações de cristãos presos (dois cristãos armênios e dois farsi convertidos) ainda estão indeterminada, após três meses estar na prisão.De acordo com os repórteres da agência cristã de notícia iraniana "Mohabat News”, que, simultaneamente, acompanha os eventos relacionados aos cristãos do Irã, anunciou que alguns dos detidos permanecem presos no Hamadan.

De acordo com um oficial de segurança em um noticiário da noite na sexta-feira, 19 de setembro de 2010, transmitido em televisão nacional do Irã: "Um grupo de nove membros de cristãos foi presos no Hamadan sobre as taxas de atividades evangelísticas". As autoridades de segurança em um cenário pré-determinado em colaboração com a rede nacional de televisão e mídia, anunciou o objectivo deste grupo como uma tentativa de destruir a República Islâmica do Irã, e chamou-os "cristãos sionistas".

Seus nomes são: "Vahik Abrahamian", e sua esposa  “Sonia Keshish Avanessian”, cristãos armênios iranianos, e o outro casal de cristãos de língua persa chamados "Arash Kermanjany" e "Arezou Teimouri" ainda estão indecisos, após três meses na prisão.

Na noite de 04 de setembro de 2010, as forças de segurança entraram na casa de Abrahamian e o prenderam. Também foi relatado que naquela hora dois outros cristãos estavam lá como convidados. Agentes de segurança revistaram a casa e durante a inspeção, coletaram alguns pertences pessoais. Mais tarde, levaram todos para um lugar desconhecido.

Segundo o Mohabat, na sequência deste evento, ao mesmo tempo, alguns outros cristãos farsi da cidades de Karaj, Teerã e Hamadan, também foram convocados pela Inteligencia para interrogação. A maioria foi liberada depois de garantir às autoridades de não realizarem atividades evangélicas.

Preocupações

A preocupação geral das famílias dos cristãos é o estado de saúde de seus filhos na prisão. As autoridades judiciais ainda não expressam uma razão pela qual eles ainda se encontram detidos sem qualquer acusação.

Durante uma reunião dos diretores do Ministério da Educação, Heidar Moslehi, ministro da Inteligência da República Islâmica, alertou contra as atividades dos movimentos cristãos evangélicos, e os chamou de "guerra branda" contra a República Islâmica.
“Guerra branda” é um termo que a República, especialmente após a eleição presidencial do ano passado tem utilizado contra os movimentos de protesto no país.

Vahik Abrahamian, de 45 anos, foi preso antes por agentes de segurança em Teerão, em 20 de fevereiro de 2010 sob a acusação de atividades na comunidade muçulmana. Ele passou dois meses na prisão, mas foi liberado temporáriamente com a fiança de 10 mil dólares, em abril de 2010, até o início do julgamento.

Vahik Abrahamian tem uma dupla cidadania do Irã e da Holanda, mas por causa de sua paixão pelo Irã e por sua família, decidiu ficar e viver em sua terra natal [o Irã].

Tradução: Carla Priscilla Silva



Fonte: Portas Abertas
 

Pai e mãe do Canadá são multados e sentenciados à cadeia por disciplinarem fisicamente filha

Thaddeus Baklinski
EDMONTON, Canadá, 13 de dezembro de 2010 (Notícias Pró-Família) — O pai e a mãe de uma menina de 14 anos foram sentenciados cada um a 10 dias de prisão mais uma multa de $500 em 9 de dezembro por usarem um cinto para disciplinar sua filha. Eles haviam sido condenados por agressão em junho deste ano, mas a sentença foi adiada até uma data posterior.
O tempo de cadeia foi diminuído devido aos cinco dias que o casal passou na cadeia depois de ser preso, de acordo com Quebec Media Inc.
Lawrence Zachow, de 60 anos, e sua esposa Aida Calagui-Zachow, de 54 anos, foram originalmente acusados de agressão, onde o cinto foi chamado de “arma”, pela disciplina física aplicada em 15 de janeiro de 2008. Contudo, o juiz Michael Stevens-Guille os condenou pelo delito menor de agressão, dizendo que ele entendia que os pais estavam disciplinando a menina de acordo com suas convicções religiosas, e não simplesmente reagindo em ira.
“Qualquer que seja a convicção que uma pessoa tenha sobre uma autoridade mais elevada, se você vive no Canadá você está sujeito às leis do Canadá conforme são interpretadas pelos tribunais, nesse caso o Supremo Tribunal do Canadá”, Stevens-Guille disse na decisão judicial. “‘Aquele que poupa a vara estraga a criança’ não é o provérbio da disciplina de crianças neste país em 2010”, ele acrescentou.
De acordo com o QMI, o tribunal foi informado de que a disciplina física fora o resultado de um confronto entre os pais e a filha, que estava no grau nono na época, porque a menina havia confessado que estava fazendo sexo com seu namorado. Ela não aceitou o pedido de seus pais para romper o relacionamento.
Depois da disciplina física, que a menina disse no tribunal que não machucou, ela denunciou seus pais a uma autoridade escolar que chamou a polícia.
Na audiência, o Sr. Zachow requereu, de acordo com a imprensa, que o juiz cessasse o caso contra ele, dizendo que o tribunal não tinha jurisdição para decidir sobre a disciplina que ele dava para sua filha.
Subsequentemente, o juiz Stevens-Guille ordenou que o Sr. Zachow fosse removido do tribunal, mas acabou permitindo que ele voltasse, onde ele continuou a colocar em dúvida a jurisdição do tribunal.
Em 2004, o Supremo Tribunal do Canadá proibiu a disciplina de crianças abaixo de 2 anos e acima de 12 anos e criminalizou-a em qualquer idade com um instrumento tal como uma colher de pau.
Na época, o Dr. Charles McVety, presidente da Coalizão de Ação de Família do Canadá, acusou o Supremo Tribunal de ter passado dos limites de sua autoridade.
“Creio que o Supremo Tribunal do Canadá de modo brutal violou princípios democráticos ao não interpretar simplesmente a lei, mas em vez disso ao descaradamente reescrevê-la”, ele disse. “Essas novas leis não são mencionadas em parte alguma da Seção 43 ou qualquer outra área do Código Criminal. Numa democracia, a redação das leis é reservada estritamente aos membros eleitos do Legislativo. Nenhum indivíduo contratado ou nomeado deveria promulgar leis. Só se vê isso em ditaduras”.
Traduzido por Julio Severo

Mega-Templo na Coréia do Sul


Coreanos Para Cristo

A Igreja Yoido Full Gospel, na Coréia do Sul, e sua imensa mesa de som e iluminação. Os sermões são transmitidos em coreano, árabe, inglês, japonês e mais cinco idiomas

Entre as correntes evangélicas, a que mais cresce no mundo é a pentecostal. Na Coréia do Sul, um em cada vinte moradores da capital, Seul, pertence à pentecostal Yoido Full Gospel. A igreja, cujos primeiros cultos foram realizados numa simples tenda em 1958, hoje possui mais de 830 000 membros e um megatemplo com capacidade para 12 000 pessoas. Boa parte desse crescimento pode ser atribuída à transmissão dos cultos pela TV, recurso recorrente das igrejas pentecostais. Em Seul, a pregação do pastor David Yonggi Cho, líder da Yoido, é transmitida para dezenas de milhões de pessoas no mundo todo pela TV e pela internet, com tradução simultânea em oito idiomas.
"A Presença de Deus é vista na imagem da Igreja lotada de pessoas orando e cantando com entusiasmo, exuberância. "A televisão permite levar à casa das pessoas essa sensação de bem-estar marcada pela gloria de Deus o que promove, conseqüentemente, a demanda de mais fiéis à Igreja. São recursos como esse que empurram a expansão dos evangélicos no mundo.

Câmara aprova salário de R$ 26,7 mil para parlamentares

A Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta quarta-feira, o projeto que iguala os salários dos membros do Congresso Nacional, do presidente da República, do vice-presidente e dos ministros com os vencimentos dos membros do Supremo Tribunal Federal (STF). O novo salário passa a ser de R$ 26,7 mil.
Redação Terra

Tiririca visita Câmara e diz já saber o que faz um político

Tiririca ganhou destaque na reportagem por ser um palhaço 
profissional. Foto: Ivan Pacheco/Terra
Tiririca foi eleito deputado federal por São Paulo com mais de 1,3 milhão de votos
Foto: Ivan Pacheco/Terra



Claudia Andrade
Direto de Brasília
O deputado federal eleito com maior número de votos no País, Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca (PR-SP), chegou por volta das 14h desta quarta-feira na Câmara dos Deputados, em Brasília, para conhecer seu futuro local de trabalho. A jornalistas, o deputado disse que já aprendeu o que faz um político e acrescentou: "E vou aprender mais com os colegas". Em sua campanha, o então candidato afirmava não saber o que faz um deputado federal, mas pedia votos para descobrir e contar aos seus eleitores.
Respondendo a perguntas da imprensa sobre se era a primeira vez que visitava o Congresso Nacional, o deputado afirmou: "é a primeira de muitas". "Graças a Deus, estou sentido como se estivesse em casa", disse, ao ser questionado sobre como se sentia na chegada ao local onde trabalhará a partir de 2011.
A visita do deputado provocou tumulto na entrada da Câmara devido ao grande número de integrantes da imprensa que Tiririca atraiu. Funcionários do Congresso também pararam para ver a passagem do eleito pelas dependências da Casa.
Perguntado se manteria a ingenuidade e a ironia de seu personagem, Tiririca disse que isso "não vai mudar", mas acrescentou que política "é coisa séria" e que, por isso, estava vestindo terno e gravata. "No momento, eu sou político", afirmou.
Jornalistas também questionaram o deputado a respeito da proposta de aumento de salário dos parlamentares, que está sendo discutida hoje na Câmara. "Cheguei com sorte. Acho bacana, acho legal", afirmou. Sobre o assédio da imprensa em sua chegada, o eleito disse só ter visto algo semelhante na época do sucesso da música Florentina.
A diplomação de Tiririca e dos deputados eleitos no Estado de São Paulo está marcada para o dia 17 de dezembro, e a posse, para o dia 1º de fevereiro, em Brasília.
MPE acusa Tiririca de fraudar declaração
O deputado foi acusado pelo Ministério Público Eleitoral de São Paulo (MPE-SP) de fraudar a declaração de alfabetização entregue no momento do registro da candidatura. Submetido a uma prova de alfabetização. O MPE afirma que o humorista é analfabeto e especula que o texto tenha sido redigido pela mulher do eleito.
Em 11 de novembro, o deputado chegou a ser submetido a um teste de leitura e ditado, quando demonstrou "um mínimo de intelecção do conteúdo do texto, apesar da dificuldade na escrita", segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP). No início do mês, ele foi absolvido da acusação pela Justiça Eleitoral. A Promotoria recorreu da decisão.
Redação Terra

Que lixo é isso ai. Por Pastor Roberto Torrecilhas

Estes dias atrás estive vendo uma matéria sobre alguns famosos que se dizendo evangélicos o que fazem é trazer escândalos a nossa fé.
Muitos que precisaram se esconder de algo e optaram pela igreja evangélica .
Sim , digo se esconder , pois não da para entender como posso falar que sou cristão se eu envergonho ao meu Senhor?
Como posso falar que sou cristão se o que faço vai contra os princípios que meu Senhor me ensinou ?
A minha repulsa é de ver pessoas querendo mudar o exterior e manter o inerior do mesmo modo.
Para que eu possa afirmar que sou cristão primeiro tenho que praticar as mudanças internas e deixar que ela traga a transformação exterior, mas primeiro a interior.
Não posso ficar falando igual a papagaio ( sou cristão , sou cristão ) se na verdade minhas atitudes mostram claramente que eu sou.
Ninguém precisa provar nada para ninguém , mas meu Senhor me ensinou a conhecer as árvores pelos seus frutos e ai é que ta pegando.
Frutos estragados , folhas pretas de ferragens, exalando mau cheiro .
Uma coisa é certa , os causadores de escândalos vão pagar um preço bem alto caso não se arrependam de verdade e comecem a praticar a verdadeira palavra de Deus, e não a sabotada pelo inferno que diz  ,  eu posso ir de qualquer jeito e permanecer , não , você pode se chegar de qualquer forma , mas precisa de mudanças para entrar no reino de Deus.
Permita que Deus use suas vidas de uma forma tremenda para impactar o mundo que antes te conheceu nas trevas e agora através de seus testemunhos conheçam a Glória de Jesus por intermédio de sua conversão verdadeira e genuina por Cristo Jesus.

por Pastor Roberto Torrecilhas

Coreia do Sul faz exercício gigantesco de defesa civil Aviões de combate sul-coreanos simularam ataque norte-coreano

Coreia do Sul faz exercício gigantesco de defesa civil
 
A Coreia do Sul executou nesta quarta-feira (15) um dos mais importantes exercícios de defesa civil de sua história, em um momento de extrema tensão após o bombardeio de uma ilha sul-coreana pela Coreia do Norte no fim de novembro.
As sirenes soaram às 14h locais (3h de Brasília) e marcaram o início do exercício de 15 minutos, durante o qual os sul-coreanos seguiram para 25.000 refúgios públicos.
Mais de 10 aviões de combate sul-coreanos decolaram para simular um ataque norte-coreano.
Segundo a agência de coordenação dos serviços de emergência, este é o maior exercício de defesa civil desde uma lei adotada em 1975.

Fonte e foto: AFP

Coreia do Norte parece preparar novo teste nuclear

Coreia 
do Norte parece preparar novo teste nuclear

País cavou túnel de mais de 500 metros de profundidade em sua área de testes, informa jornal sul-coreano
A Coreia do Norte cavou um túnel de mais de 500 metros de profundidade em sua área de testes nucleares, como preparação para um novo teste, informa um jornal sul-coreano.
As obras acontecem no distrito de Punggye, província de Hamgyong do Norte, onde o país executou dois testes nucleares, em outubro de 2006 e maio de 2009, destaca o Chosun Ilbo, o principal jornal da Coreia do Sul.
A Coreia do Norte, segundo a publicação, também está construindo um novo edifício em seu principal complexo nuclear em Yongbyon, ao norte da capital Pyongyang.
Os serviços secretos sul-coreanos não confirmaram as informações, que foram publicadas em um momento de tensão na península coreana e de inquietação crescente sobre o programa nuclear da Coreia do Norte.

Fonte e foto: AFP

Franklin Graham contra o Islã

(National Day of Prayer) nos Estados Unidos, o Pastor Batista Franklin Graham (filho do Pastor Billy Graham) expressou estar pasmado de ver a forma como o governo Obama está dando tratamento preferencial ao Islã em detrimento dos cristãos americanos (85% da população).
O evangelista Graham foi convidado a não comparecer ao evento de oração do Pentágono por ter feito no ano passado comentários sobre o Islã e a violência contra mulheres muçulmanas.
Billy e Franklin Graham
Este evento (National Day of Prayer) sempre contou com a presença deste único preletor (Pr. Franklin Graham) desde que seu pai Pr. Billy Graham, criador do evento há 58 anos, não pode mais cumprir este compromisso devido a idade avançada.
“Isto é horrível”, disse Graham a NewsmaxTV nesta semana, “se considerarmos apenas as mulheres agredidas pelos islâmicos… Eu só não entendo por que o presidente está dando tanta prioridade ao Islã“.
A conversão de Franklin Graham foi capa da revista TIME
Graham quer que o presidente Obama dirija sua atenção para as mulheres islâmicas e as minorias religiosas que vivem em países muçulmanos ao invés de dar elogios ao Islã.
Como resultado dessas declarações feitas por Graham, o exército pediu que ele não compareça ao Dia Nacional de Oração no Pentágono. Um porta-voz do exército disse que as declarações de Graham sobre o Islã eram inadequadas e contrariavam a mensagem inclusiva aos islâmicos da parte dos militares americanos.
Mas qual foram as declarações do Pr. Franklin Graham?
Devido aos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, Graham chamou o Islã de religião dos “muito maus e ímpios”, em uma entrevista na reportagem da CNN feita por Campbell Brown em Dezembro de 2009:
“O verdadeiro islamismo não pode ser praticado neste país. Você não pode bater em sua esposa. Você não pode matar seus filhos se você acha que eles cometem adultério ou algo assim como é pratica nos países islâmicos.” (declaração de Franklin Graham)
Em uma entrevista ao Christian Post na semana passada, uma devota e ex-ativista muçulmana confirmou as críticas de Graham ao Islã. Sabatina James, que é neta de um Mulá (nome dado aos líderes religiosos das mesquitas islâmicas) e que costumava ler o Alcorão em árabe todos os dias, aponta para o versículo 34 da quarta sura (capítulo) do Corão que diz:
“se sua esposa não lhe é obediente, então você está autorizado a espancá-la .”
Pronunciamento em rede nacional da FOX
Seu livro, que se tornou um best-seller - Minha fé para a fé e liberdade, fala sobre os maus tratos e a brutalidade com que as mulheres em sua terra natal, o Paquistão, são tratadas. Como ela se converteu ao cristianismo, vem sofrendo, há nove anos, ameaças de morte contínuas. Sabatina James vive sob proteção policial na Alemanha e já se mudou 16 vezes desde 2001 devido aos ataques e ameaças.
Existe um Alcorão diferente para os Americanos?
“Não, eles estão ensinando o mesmo Alcorão aonde está escrito ‘ você pode bater em sua esposa se ela não lhe é obediente.’ Eles estão ensinando na América o mesmo Alcorão onde está escrito ‘os cristãos e os judeus são maus’. Para quem não sabe isto está escrito na Sura Al-Maidah:
‘não tenhas o povo judeu e cristão como seu amigo.’
Sabatina James em ajuda humanitária
“Isso é o que você aprende nas escolas islâmicas!”, relatou Sabatina James ao Christian Post.
James disse que ‘tinha a certeza de que Graham iria se chatear ao ler e ouvir essas passagens’ e lembra que se “estamos vivendo em uma democracia e todos podem expressar suas opiniões, ele [Graham] também pode!”
Ela também defendeu o pastor Graham ao dizer que ele, como
Livro de Sabatina James contando sua conversão
muitos outros cristãos, estão criticando o Islã, mas não estão dizendo que odeiam os muçulmanos, nem pedindo pena de morte aos islâmicos.
“Fazemos a diferença entre pecado e pecador”, disse ela.
Na entrevista dada a Newsmax esta semana, o pastor Graham re-afirmou que “obviamente ama os muçulmanos”, no entanto, ele acrescentou que – “o Islã não é a fé deste país (EUA). Essa não é a religião que construíu esta nação. O povo da fé cristã e da fé judaica são os que construíram a América, e não o Islã “.

Graham disse que a remoção do convite para falar ao Pentágono nesta semana foi como “um tapa na cara de todos os cristãos evangélicos norte-americanos.”

Durante uma recente visita à casa de Billy Graham, na Carolina do Norte, o presidente Barack Obama disse que não sabia sobre o incidente do Pentágono até dois dias antes de realizar sua visita. O Pr. Fanklin disse que acredita no presidente Obama, mas ele também acredita que muitas pessoas na Casa Branca sabiam da situação e deram o ok para barrá-lo no referido evento.
“Isso [a secularização do governo americano] começou silenciosamente e está aumentando cada vez mais e mais”, advertiu o líder evangélico.

Novos convertidos enfrentam dificuldades para prosseguir na fé


Tadjiquistão, na Ásia Central
Apesar da liberdade religiosa existente no Tadjiquistão, o cristianismo enfrenta oposição por ser profundamente associado aos russos. O islamismo, por sua vez, é tido como parte da identidade tadjique.

Por isso, muitos novos convertidos enfrentam pressões de seus familiares para que renunciem à sua fé.

Nigina se batizou no ano passado e enfrentou problemas com a família. Seu pai irritou-se com sua mãe por ela não ter ensinado a filha a permanecer na mesma fé que ele. Muitos outros cristãos tadjiques passam por dificuldades semelhantes e até piores.

Pedidos de oração:


  • Lembre-se de Nigina e sua família em suas orações. Peça para que o Senhor alcance toda a família, com paz, harmonia e salvação.
  • A Igreja tadjique desfruta de certa liberdade. Ore e peça que essa oportunidade seja utilizada da melhor maneira possível.
  • Por muitos anos, o cristianismo no país tem sido subjugado pela cultura ortodoxa russa e ucraniana. Agora é necessário que a Igreja se integre à sociedade tadjique. Ore para que esse objetivo seja alcançado com sabedoria.
  • Ore pelos novos convertidos no país, para que o Senhor os sustente e fortaleça mesmo em meio às pressões.

Tradução: Carla Priscilla Silva



Fonte: Portas Abertas

BALAS PERSONALIZADAS , BALAS PARA LEMBRANCINHAS , BALAS PROMOCIONAIS , BALAS PARA LEMBRANCINHAS DE CASAMENTO , BALAS PARA EVENTOS , BALAS DE CAFÉ , PIRULITOS PERSONALIZADOS ETC


Fotos de  BALAS PERSONALIZADAS COM FOTOS E DIETTemos as deliciosas balas e pirulitos personalizados  .ligue em meu fone direto e tenha as deliciosas balas personalizadas.despachamos para todo Brasil.

vendas@portaldosbrindes.com.br
brinde.com@bol.com.br
portaldosbrindes@yahoo.com.br

019 9137 1059   ou 019 3837 2520   com vendedor Roberto.

Militantes gays reafirmam que querem censurar cristãos e traçam estratégia pós-eleição

Em matéria publicada no site gay Mundo Mais no final de outubro, o presidente da ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais), Toni Reis, expõe os planos da militância gayzista a partir dos resultados das eleições de 2010. Ele avalia o novo quadro político e se mostra confiante no sucesso dos projetos gayzistas com a eleição de Dilma Rousseff (PT).
É interessante observar o cinismo nos discursos de Dilma e Toni Reis, que dizem “não querer prejudicar ninguém” e, “bondosamente”, até aceitam que religiosos possam falar de homossexualismo, mas só dentro das igrejas, como se isso fosse uma grande liberdade que eles estivessem concedendo aos cristãos.
A matéria com Toni Reis, figura atuante no lobby gay junto ao Governo e Congresso Nacional, acrescenta que religiosos não devem poder se expressar publicamente sobre o homossexualismo, muito menos nos meios de comunicação, citando o exemplo do Pr. Silas Malafaia, o qual a militância gay freqüentemente rotula como “homofóbico” e cujo programa “Vitória em Cristo” a ABGLT já tentou censurar anteriormente, além de ter solicitado ao Conselho Federal de Psicologia (CFP) punição para o pastor, que é também psicólogo.
Para enganar incautos, Toni Reis, Dilma Rousseff e companheiros gayzistas fingem “amaciar” o PLC 122, dando autorização para que religiosos se expressem, mas apenas dentro de suas igrejas, e olhe lá. Nada de cristãos abrindo o bico fora dali.
Mas as avenidas e praças públicas, escolas, TVs, rádios, jornais, além de todo o aparato estatal, permanecerão à inteira disposição dos militantes gays para fazerem propaganda de seu estilo de vida e de sua ideologia, inclusive contra os cristãos, como já vem acontecendo há bastante tempo.
Em resumo: Liberdade de expressão? Só para a militância homossexual. Censura para os religiosos e todos mais que contrariarem a agenda gay.
Continuam, espertamente, confundindo Estado laico com Estado anti-cristão — ou Estado gay. E transformando a democracia em homocracia.

Sete verdades sobre o tempo



1. O tempo deixa marcas na vida. Boas memórias e pesadelos terríveis. Fantasmas que povoam nosso sonho, nossa vida e nossa existência. E lembranças que acalentam nosso existir. O fato é que somos marcados pelo tempo.

2. Não adianta discutir ou discordar do tempo. Desfrute e usufrua dele, mas não brigue com ele. A vida é um presente de Deus, qualquer que seja a idade em que vamos morrer. Portanto, viva sem se queixar de ter nascido.

3. O que passou, passou. àguas passadas não movem moínho, a oportunidade perdida é isso mesmo: perdida. "Como seria se eu tivesse estudado mais... como seria se eu tivesse casado com Bianca..." é um exercício inútil e cruel, que deve ser totalmente descartado. Não existe um a vida paralela, somente a que gente vive!

4. Use bem o tempo que Deus nos dá. Estude, trabalhe, brinque, case, adore ao Senhor. Remindo o tempo, porquanto os dias são maus.

5. Creia: existe tempo bom e tempo ruim. Como diz o escritor do Eclesiastes: tempo de prantear e tempo de saltar de alegria.

6. O tempo nos muda a todos. Nao é vergonhoso mudar, é vergonhoso mudar para pior. Ou, pior, permanecer firme nos velhos pre-conceitos.

7. Todo tempo é tempo de buscar ao Senhor. Acabe com essa besteira de sábado ou domingo? Todo dia é dia de se arrepender, começar de novo, rever conceitos, adorar ao Senhor em espírito e em verdade. Todo dia!

Crente menino. Como saber se você é um?


Paulo diz que existem crentes meninos. Meninos na fé. Como a gente reconhece crente menino? Crente menino não pode ser elogiado. Elogie um menino e você verá como ele se amostra. Crente menino tem os nervos à flor da pele. Qualquer contrariedade, o crnete menino se desvia, fica amuado, esfria na fé, some das reuniões. O crente menino tem uma dieta de festa. Só gosta de coisa doce, crocante, gelada. Nem tente alimentar ele com verdadeiro alimento espiritual. Ele não gosta de Bíblia, Escola Dominical, Palavra e Deus. Gosta só de dar pulinhos, bater palminhas e pedir mais sorvete com chantily. O crente menino faz birra. Quando contrariado, faz beicinho. Fica amuadinha. O crente menino gosta de ser o centro das atenções. Se ela não brilhar via precisar de psicólogo e terapia. Se ele não for o centro não aceita ser canto. O crente menino vive de modismos. Adorou a onda dos dentes de ouro, ama os cultos dos Gideões Missionários, vive na casa da irmã ungida de oração, crê em catimbó evangélico, acredita que nascido de novo pode ficar endemoninhado. O crente menino nunca vai ser crente madura. O tempo não o afeta positivamente. O tempo passa e ele continua na fase Benajmim Button: quanto mais velho, mais novato. O crente menino não é brincadeira...

15 razões por que não sou testemunha de jeová (transcrito)



Os ensinamentos claros e cristalinos da Palavra de Deus não dão lugar a que se abrace as doutrinas dos Testemunhas de Jeová após um estudo bíblico completo. Os ensinamentos básicos dessa seita estão em conflito com as Escrituras. Quinze dos seus erros doutrinários excepcionais foram abaixo relacionados e constituem razões sólidas para que ninguém se filie aos Testemunhas se quiser continuar apegado a verdade divina.

1. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NEGAM A DIVINDADE ABSOLUTA E SINGULAR DE JESUS CRISTO. As Escrituras demonstram que o Senhor Jesus Cristo é Jeová. Isaías 41:4, 44:6, e 48:12 declaram que o atributo de ser o "primeiro e último" pertence a Jeová somente. Apocalipse 1:7-8,11,17 e 22:13-14 apresentam Jesus Cristo com exatamente esse mesmo atributo, fazendo dEle, portanto, Jesus Cristo, o Jeová dessas passagens, e de todo o Velho Testamento. Isaías 45:22-25 fala de uma adoração universal, que um dia toda a humanidade prestará a Jeová. Filipenses 2:9-11 aplica esta passagem de Isaías a Jesus Cristo. Isaías 44:22-23 apresenta Jeová como Redentor. Efésios 1:7 estabelece Jesus Cristo como esse Redentor. Em Isaías 45:24 e 54:17 Jeová é a nossa justiça. Em 1 Coríntios 1:30 Jesus Cristo é a nossa justiça. Isaías 43:11 reserva a Jeová somente a obra da salvação do homem: "Fora de mim não há Salvador." Tito 2:13 ensina que Jesus Cristo é o Salvador, estabelecendo-O, portanto, como o Jeová de Isaías, capítulo 43. O estudante honesto das Escrituras há de ler, estudar e comparar os versículos acima apresentados.


2. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ ENSINAM QUE JESUS CRISTO É UM SER CRIADO - SIMPLESMENTE UM OUTRO DEUS. Este erro doutrinário foi criado pelos Testemunhas de Jeová através de sua estúria Tradução "Novo Mundo". que apresenta João 1:1 da seguinte maneira: "E o verbo era um deus". Isaías nega este erro enfaticamente em 43:10, 44:6 e 45:5,12, e prova que sua tradução de João 1:1 é ilegítima. Quatro vezes Jeová declara a impossibilidade de haver "um outro deus" ou "um deus" além dEle mesmo. Qualquer estudante honesto das Escrituras deve reconhecer a exclusividade única de Jeová.

3. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NEGAM A PERSONALIDADE E DIVINDADE DO ESPÍRITO SANTO. Das muitas referências bíblicas que demonstram que isto não é verdade, João 16:13-14 é a principal. Oito vezes o Senhor Jesus se refere ao Espírito Santo usando o pronome pessoal masculino "ELE". A palavra grega "ESPÍRITO" é neutra mas o pronome empregado não é neutro mas masculino. Cristo estava teologicamente certo nisto, reconhecendo a personalidade do Espírito. Se o Espírito Santo não fosse uma pessoa, o pronome neutro é que seria usado e a gramática da passagem ficaria intacta. Jesus Cristo, o Filho de Deus, JAMAIS COMETEU UM ERRO. Até a própria tradução "Novo Mundo" dos Testemunhas reconhece a personalidade do Espírito na tradução desses dois versículos. A divindade do Espírito Santo está claramente demonstrada nas referências abaixo que o estudante honesto deve estudar com todo o cuidado: Atos 5:3-4, 1 Coríntios 3:16, 2 Coríntios 13:14. Em 1 Coríntios 12:4-6 o Espírito Santo é chamado de Senhor, v. 5, e Deus, v. 6. Ao colocar Isaías 6:8-10 junto a Atos 28:25-27, toma-se evidente que o Deus de Isaías 6 é o Espírito Santo.

4. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NEGAM A DOUTRINA BÍBLICA DA TRINDADE. Embora a verdade da Trindade seja considerada divertida pelos Testemunhas, ela não obstante constitui parte da revelação de Deus. O estudante da Bíblia descobre que há uma Pessoa nas Escrituras, conhecida como Pai, que é Deus, Efésios 1:2. Há uma outra Pessoa nas Escrituras, chamada de Filho, Jesus Cristo, e que é Deus, Tito 2:13. Há ainda uma outra Pessoa chamada de Espírito Santo, que é Deus também, Atos 5:3-4. A palavra grega theos, "Deus". foi usada em relação a todas essas três Pessoas, concedendo assim a mesma divindade a cada uma delas. O estudante cuidadoso também nota o fato da Trindade em, Isaías 48:17, 28:19, 2 Coríntios 13:14. A conclusão é simplesmente que há um só Deus manifesto nas três Pessoas conhecidas como Pai, Filho e Espírito Santo e, considerando que cada uma dessas Pessoas é Deus, elas são iguais.

5. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NEGAM A RESSURREIÇÀO FÍSICA E CORPORAL DE JESUS CRISTO. A sua falsa doutrina declara: "O homem Jesus está morto, só o Seu espírito ressuscitou." O testemunho de Jesus Cristo é completamente diferente, Lucas 24:36-45. Mesmo um exame superficial do v. 39 desfaz qualquer dúvida referente à ressurreição corpórea. Tomé encontrou-se com o Cristo fisicamente ressuscitado, João 20:24-29, como também os outros discípulos que comeram peixe com Ele, João 21:12-14. Paulo testifica a ressurreição física de Jesus Cristo em 1 Coríntios 15:3-19. Os guardas junto à sepultura. os principais dos sacerdotes e o Sinédrio jamais teriam ficados, em Mateus 28:11,15, se "apenas o Seu espírito ressuscitasse".

6. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NEGAM A VOLTA FÍSICA E VISÍVEL DE JESUS CRISTO. Eles dizem: "Não devemos esperar que Ele torne a voltar como um ser humano". A volta fica mais adequadamente traduzida por presença e se refere à presença invisível do Senhor. Contrastando com isso, o estudante da Bíblia descobre que a verdade é que JESUS CRISTO VAI VOLTAR novamente, física e literalmente. Em Apocalipse 1:7, "todo o olho o verá". Em 1 Tessalonicenses 4:16-17, "o Senhor mesmo...descerá dos céus" E em Atos 1:10-11, "assim virá do modo como o vistes subir". O testemunho dessas passagens é irrefutável. 7. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NEGAM A PRESENÇA DO CRENTE COM CRISTO APÓS A MORTE. De acordo com 2 Coríntios 5:8, Filipenses 1:21-24 e Lucas 16:20-22, o crente, imediatamente após a morte, passa para a presença de Cristo. O corpo fica no solo, João 11:11-14, aguardando a ressurreição, 1 Coríntios 15:20-23, enquanto a alma e o espírito, agora separados do corpo, Tiago 2:16, entram no céu.

8. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ REPROVAM A ESPERANÇA QUE O CRENTE TEM DE IR PARA O CÉU. João 14:1-3, Filipenses 3:20-21, 1 Pedro 1:3-5 e Apocalipse 3:12 são apenas algumas das muitas passagens bíblicas que falam da "esperança viva" de estar com Cristo para sempre. 9. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NEGAM A REALIDADE E ETERNIDADE DO CASTIGO FUTURO. As Escrituras falam da realidade do inferno. O Senhor Jesus Cristo falou mais do inferno do que do céu e nos informou que o inferno é uma fornalha de fogo, Mateus 13:49-50, um lugar preparado para Satanás e os seus emissários, Mateus 25:41, de fogo que não se extingue, Marcos 9:42-48. Além disso, Ele insistiu no fato do inferno ser eterno. A palavra grega aionios, que traduz "aquilo que não tem fim". e que foi usada para descrever a vida eterna mencionada em João 3:16, e a eternidade de Deus em Romanos 16:26, foi deliberadamente usada por Cristo para descrever a duração do inferno, Mateus 18:8, e por João, em Apocalipse 14:11. Aionios não tem um significado duplo. Se ela quer dizer que Deus é eterno e a vida que o crente recebe é eterna, então deve significar que o inferno também é eterno.

10. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NEGAM A SALVAÇÃO PERFEITA DA CRUZ DE CRISTO. Sem qualquer justificativa bíblica, os Testemunhas ensinam que o Milênio, os mil anos do reino de Cristo na terra, proporcionará a toda a humanidade, desde Adão em adiante, que ressuscitará, uma oportunidade, sob condições favoráveis, de receber a salvação eterna. Onde encontrar um único versículo bíblico que apoie tal coisa? O Senhor Jesus Cristo comprou nossa salvação na Cruz, Romanos 3:21-26, e resta ao homem crer e ser salvo, Efésios 2:8-9 e Atos 16:30-31. A salvação é totalmente a parte de qualquer esforço humano, Romanos 3:27-28.

11. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NEGAM O PATRIOTISMO E A CONTINÊNCIA À BANDEIRA. As Escrituras ordenam aos crentes a serem cidadãos leais. O estudante cuidadoso verá isto em Romanos 13:1-7, 1 Pedro 2:13-15 e Mateus 22:21.

12. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ ESTÃO CONFUSOS QUANTO AOS 144.000. Através de boas obras e esforço sincero um Testemunha de Jeová tem esperança de se tornar um membro do grupo dos 144.000. Nos dois capítulos em que foram mencionados os 144.000, Apocalipse 7 e 14, o estudante das Escrituras nota que os 144.000 são, realmente; Judeus das tribos, sem gentios entre eles, 7:4-8, são todos homens, 14:4, servirão durante a Grande Tribulação, 14:6-13, e não receberão a sua posição mediante obras mas serão designados por Deus, 7:3. Por mais que se force a imaginação. nenhuma interpretação bíblica aceitável pode garantir a essa seita gentia posição entre os 144.000.

13. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ USAM UMA TRADUÇÃO DETURPADA DA BÍBLIA. A Tradução "Novo Mundo" das Escrituras Gregas Cristãs é uma tradução desajeitada do Novo Testamento, que não tem nenhuma reputação entre os mestres do grego. A tradução foi alterada para se encaixar na heresia. Por exemplo. a palavra allos. "outro". não aparece no texto grego de Colossenses 1:16-17, mas foi inserida quatro vezes em sua tradução para que Cristo apareça ser parte da criação e, desse modo, se encaixe em sua doutrina que afirma ser Ele um filho criado, um outro deus. "?.porque por meio dEle todas as coisas foram criadas". Esta e dezenas de outras passagens tornam a tradução "Novo Mundo" em uma caricatura da Palavra de Deus.

14. OS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ TEM UM SISTEMA DOUTRINÁRIO QUE SE BASEIA NAS INTERPRETAÇÕES DE CHARLES TAZE RUSSEL. Em 1874. um camiseiro do Brooklyn, chamado Charles Taze Russel, anunciou que era dono da verdade. Em suas muitas obras Russel "não deixou quase nenhuma grande verdade ou doutrina fundamental não tocada com suas conclusões heréticas e injustificadas". Dr. Win. E. Biederwolf. Conforme um cuidadoso estudo pode revelar, as obras de Russel servem de base fundamental para a estrutura dos Testemunhas de Jeová. Atualmente os Testemunhas de Jeová estão seguindo as conclusões falidas de um patife que se divorciou de sua esposa, teve problemas com os tribunais e que enganou seus seguidores vendendo-lhes "trigo milagroso" a preço exorbitante, o qual ele proclamava que produzia 15 vezes mais do que o trigo comum.

15. 0S TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NEGLIGENCIAM A VASTA ÁREA DE VERDADES BÍBLICAS. Uma análise cuidadosa dos diversos livros, panfletos, e revistas editados pela Torre de Vigia revela que apenas uma pequena porcentagem Bíblica foi por eles usada. Eles não citam mais de 7% das Escrituras, deixando o restante da Palavra de Deus não mencionada.

WikiLeaks revela preocupação de arcebispo com Bolsa Família e evangélico

Sobre a perda de fiéis para evangélicos, dom Odilo diz que a Igreja Católica falhou em sua missão de aprofundar a fé das pessoas. Para dom Odilo Pedro Scherer(foto), arcebispo de São Paulo, o Bolsa Família ajuda as famílias pobres, mas transformou-se numa ferramenta eleitoral que distorce o sistema político.Essa avaliação, feita em outubro de 2007 ao então cônsul-geral dos EUA em São Paulo, Thomas White, consta de telegrama diplomático obtido pelo site WikiLeaks (www.wikileaks.ch).
A organização teve acesso a milhares de despachos.
A Folha e outras seis publicações têm acesso antecipado à divulgação no site do WikiLeaks.
Quando questionado sobre o Bolsa Família, dom Odilo afirmou que o programa tem efeitos contraditórios.
Do lado positivo, ajuda concretamente os pobres e faz com que mais dinheiro circule nas comunidades. Se as famílias observarem as regras, mantendo as crianças na escola e as vacinando, o programa pode trazer benefícios de longo prazo.
Do lado negativo, o cardeal ressalta o risco de os beneficiários desenvolverem dependência da bolsa e diz que a associação do programa com o governo federal e o PT o transformou num instrumento eleitoral que distorce o sistema político.
Na mesma conversa, dom Odilo afirma que a Teologia da Libertação perdeu força nos últimos anos, deixando de ser um “problema sério”.
Ao referir-se à perda de fiéis para evangélicos, dom Odilo diz que a Igreja Católica falhou em sua missão de aprofundar a fé das pessoas.
O desafio agora é fazer com que a igreja seja ouvida, mas, segundo ele, isso é difícil, pois a mídia tradicional não dá muita atenção a mensagens de caráter moral.
Elas não vendem, diz o cardeal, que aproveitou para fazer críticas à Record, do líder evangélico Edir Macedo.
Para dom Odilo, a televisão opera como uma empresa comercial, mas também serve aos interesses dos evangélicos pentecostais.
Num outro despacho, este de março de 2006, o então cônsul-geral em São Paulo, Christopher McMullen, relata a conversa que teve com o então arcebispo da região metropolitana, dom Cláudio cardeal Hummes.
Nela, o religioso avalia a gestão de Lula, a quem conhece desde a ditadura.
Dom Cláudio diz que o governo foi bem na macroeconomia. Ele vê o Bolsa Família com mais simpatia do que dom Odilo. Para ele, porém, o que faltava até 2006 era crescimento econômico.
Em relação ao escândalo do mensalão, dom Cláudio diz que Lula “não o merecia”. Para o religioso, o presidente foi mal servido por pessoas de seu entorno. Nomeia especificamente o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu.

Fonte: Folha Online

MC Marcinho:Tudo mudou quando ouviu o chamado de Deus.

MC Marcinho fez de tudo com o sucesso que o funk lhe deu: curtiu festas, bancou amigos em bebedeiras e virou noites em rodas de carteado, alimentando seu vício em jogo. Mas tudo mudou desde que ele ouviu um chamado de Deus. A transformação é tamanha que o cantor quer virar pastor e já tem data para se afastar de vez dos bailes. Marcinho recebeu o MEIA HORA em sua casa, em Bangu, e anunciou que o DVD ‘Tudo É Festa’, que chega às lojas em outubro, será sua despedida do funk para se dedicar totalmente à carreira gospel. Após o Carnaval de 2011, ele lançará o CD “Deus É Fiel”.

Repressão Comunista Impede a Evangelização ////// 剿共防止福音。 , 基督教在中國,緊急

No momento em que a China abre suas portas para o mundo
em busca de lucrativos negócios, o mesmo não ocorre no âmbito religioso. Clérigos são mantidos
sob a custódia do governo e a restrição ao direito à liberdade religiosa continua a prevalecer
arece-lhe absurda a hipótese de que você possa ser preso por ler a Bíblia, catequizar seu filho, ir à igreja com sua família, ou mesmo participar das comunidades eclesiais de sua cidade? Na China não é. Para compreender esta situação é preciso viajar no tempo da história chinesa e chegar a 1949, quando o Partido Comunista, liderado por Mao Tsé-tung, alcançou o poder. O novo governo comunista fechou as igrejas, perseguiu os sacerdotes e religiosos e todos os missionários estrangeiros, deixando a Igreja na China numa situação desesperadora, com religiosos presos, pessoas martirizadas e muitos cristãos obrigados a fugirem do país.
Com tamanha opressão e repressão,  Igreja  é atacada , no país que tem a maior população do mundo, tem lugar a uma “Igreja oficial”, controlada de perto pelo Partido Comunista. Através da Administração do Estado para Relações Religiosas, responsável por executar as políticas religiosas, foi implementado o Movimento Patriótico das Três Autonomias, também conhecido como Igreja dos Três Poderes, que regulamenta toda e qualquer atividade religiosa no país. Ou seja, para que ocorra alguma ação religiosa, os responsáveis devem registrá-la junto a esta “Igreja oficial”, que passa a denominá-la como Associação Patriótica (e, evidentemente, rejeitando a autoridade papal).

Para praticar sua fé, livre da ideologia estatal, os cristãos têm de se esconder. São obrigados a celebrar Missas em esconderijos ou montanhas. Tornar públicas as missões da "Igreja Clandestina" resulta em tratamentos cruéis
Ao longo dos anos, o regime comunista chinês promulgou vários regulamentos e instituiu as Associações Patrióticas, para garantir ao seu partido, o único permitido no país, o controle completo sobre a religião. Os regulamentos cobrem uma variedade de atividades, desde o registro das Associações Patrióticas e o relacionamento apropriado entre elas, até a execução adequada de suas atividades cerimoniais.
Tais Associações Patrióticas têm de se cadastrar junto ao governo. Seus membros submetem-se continuamente a controles e fiscalizações de suas atividades. Dessa maneira, as referidas associações perdem a liberdade da prática religiosa, sujeitando-se aos interesses políticos do seu governo comunista.
Para ter uma idéia das normas impostas, saiba que apenas pessoas com mais de 18 anos podem ser evangelizadas e somente dentro das poucas igrejas registradas e autorizadas. As ações religiosas não-regulamentadas – da chamada “Igreja Clandestina”, fiel a Roma – sofrem retaliações do Estado. A perseguição depende principalmente do grau de perigo que o governo enxerga em cada um dos seus grupos. Ela vai de multas e apreensão de Bíblias e material litúrgico, até a destruição de igrejas e casas paroquiais. Catequistas, padres e bispos são detidos, interrogados, aprisionados, torturados e, em alguns casos, mortos.
Contudo, representantes do governo anunciaram, em 2004, que algumas leis, relacionadas à política religiosa, passariam por correções, o que fez aumentar a esperança de um possível relaxamento, gradual na verdade, da discriminação religiosa no país. No entanto, uma avaliação feita pela obra católica de caridade internacional Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), através de dados obtidos pelo serviço de notícias Far East (que inclui o Centro de estudos Espírito Santo, de Hong Kong, e a agência de notícias AsiaNews), constatou que essa suposta abertura religiosa na China não se concretizou. Este grupo publicou uma lista de clérigos desaparecidos (19 bispos e 18 padres).
De acordo com informações obtidas, há motivos para acreditar que estejam sob custódia do Estado, em centros de detenção ou em campos de trabalho forçado. Com o confinamento de padres e religiosos, 2004 mostrou-se um ano particularmente difícil para a Igreja na China, o que levou, pela primeira vez em muitos anos, o Vaticano a fazer uma reclamação formal aos líderes chineses. Em uma viagem pelo vasto país oriental, o diretor do escritório inglês da AIS, sr. Neville Kyrke-Smith, encontrou-se com bispos locais e visitou comunidades rurais e urbanas, constatando de perto o sofrimento causado pela opressão e perseguição, e pela dura provação da obrigatoriedade de se submeter ao controle do governo chinês.
“Temos que denunciar esta inadmissível situação, mas também devemos socorrer nossos irmãos em Cristo na China. Eles são um testemunho de fé para nós e nos desafiam a viver nossa fé, cada vez mais intensa e completa possível”, relatou o sr. Kyrke-Smith. Confiante na ajuda irrestrita que a AIS presta à Igreja na China, inúmeros pedidos de clérigos chineses tomam a atenção da entidade neste momento. Entre os pedidos, o que mais impressiona é o desespero dos relatos, informando que membros do clero continuam a ser presos, o que significa um progressivo aumento de religiosos confinados bastante além do que já foi mencionado.
É preciso construir urgentemente igrejas para atender as congregações católicas, além de prover o suporte contínuo ao treinamento de seminaristas, catequistas e freiras e aos programas de catequese e equipamentos para as comunidades diocesanas e outros grupos eclesiais. A situação da Igreja na China é paradoxal. Embora seja vibrante, permeada de renovação e cresça em ritmo acelerado, é, ao mesmo tempo, perseguida e extremamente carente de recursos e de treinamento. Não falta entusiasmo aos catequistas, mas a maioria é mal treinada e pouco equipada. Estima-se que 50 milhões de cristãos chineses ainda esperam por sua primeira Bíblia.
Além disso, a pior tentação enfrentada pela Igreja é o materialismo, devido à atual explosão econômica do país. Não são esperadas, para o ano em curso, mudanças significativas, informou a AIS. Relatórios recebidos pela entidade mostram que as novas “regulamentações sobre os problemas religiosos” do governo chinês irão oferecer apenas um pequeno progresso aos cristãos.
Segundo observadores, o fator positivo dessas “regulamentações” está na definição dos direitos da Igreja, o que reduz as chances de abuso das autoridades políticas. Porém, há um aspecto decisivamente negativo. As “regulamentações” esclarecem que as Igrejas não-registradas terão menos espaço para executar suas atividades.
É uma conotação direta: nada se altera. A restrição à liberdade religiosa continua a prevalecer. Sob repressão, a Igreja católica precisa formar padres e leigos, catequizar as crianças, apoiar os missionários, publicar Bíblias e livros, construir igrejas e centros de formação religiosa, além de proclamar o Evangelho. Não será um regime ateu que porá a pique a Barca de Pedro e o plano de Deus, vivificados em cada cristão chinês e representado pela “Igreja Clandestina”. Os heróicos católicos chineses aguardam, esperançosos e confiantes, a ajuda de seus irmãos do Brasil.

Cristão perseguido consegue fugir a pé da Eritreia

Pelo menos 200 milhões de cristãos ao redor do mundo estão sofrendo algum tipo de perseguição por sua fé em Jesus Cristo. Na Eritreia não é diferente, que ocupa a 11ª posição na classificação de países que mais perseguem cristão, de acordo com a Missão Portas Abertas.
Mas um cristão chamado de “Benji” conseguiu escapar do país. Benji é membro da equipe de Estratégia de Impacto Mundial, uma organização de missões internacionais com sede em Oklahoma. Aos 23 anos ele passou a ter o estatuto de refugiado num país vizinho.
“Por mais de três anos Benji enfrentou incrível sofrimento como resultado de sua fé”, diz Kevin Turner, presidente da Estratégia de Impacto Mundial. “Espancamentos, simulação de execuções, privação de comida e água eram comuns durante o seu calvário. Muitas vezes exigindo-lo a renunciar sua fé em Cristo”.
Benji foi preso em condições deploráveis, que incluíam o confinamento em contêineres de metal, como sofreu a cantora Helen Berhane, e em cavernas com barras de metal colocadas nas entradas. Benji sobreviveu com dois pedaços de pão e uma xícara de chá por dia. Ele viveu em locais apertados, com quase 300 homens, alguns dos quais morreram.
Benji conseguiu fugir do país a pé, suportando o calor escaldante da África e de hienas mortais. Impacto Estratégico Mundial encontrou em um país vizinho. Ele foi tratado de tifo, malária e desnutrição grave.
Turner, que testemunhou perante o Congresso dos Estados Unidos várias vezes sobre a perseguição e violações dos direitos humanos ao redor do mundo, diz que a história de Benji não é incomum. Impacto Estratégico Mundial trabalha para ajudá-lo a começar uma nova vida.
Fonte: Charisma News / Redação CPAD News

Pacientes são transferidos às pressas de hospital de Guarulhos após prédio desabar

Bruno Lupion, do estadão.com.br
SÃO PAULO - Sete bebês internados em UTI Neonatal e uma gestante de risco foram transferidos às pressas do Hospital Municipal Jesus José e Maria, em Guarulhos, na Grande São Paulo, após parte do prédio auxiliar do hospital desabar e cortar o fornecimento de energia. O gerador de emergência foi acionado, mas estava em local comprometido pelo acidente e poderia deixar de funcionar a qualquer momento. Ninguém se feriu.
Os bebês e a gestante estavam internados no prédio principal e, por precaução, foram transferidos aos hospitais da Criança e Pimentas/Bonsucesso. Segundo o capitão Rodrigo, do Corpo de Bombeiros, a Prefeitura de Guarulhos se comprometeu a providenciar um contêiner com gerador para dar suporte às atividades do hospital. Os pacientes fora de risco foram mantidos no Jesus José e Maria, com apoio de enfermeiras.
Das 14 salas do prédio auxiliar, quatro vieram abaixo por volta das 23h20, supostamente por uma erosão no terreno do hospital - as causas ainda serão investigadas. "Houve um colapso da estrutura do prédio, comprometendo a cabine primária de energia do hospital", explicou o capitão dos bombeiros.

Tendências da perseguição

IRÃ - Boas notícias: a Igreja iraniana está crescendo.

Os iranianos que professam a fé em Cristo já somam 450 mil pessoas. Mas ainda é uma quantia inexpressiva dentro da população de 67 milhões de iranianos.

Ou talvez não seja tão inexpressivo assim. Caso contrário, por que o governo restringiria com toda força a distribuição de Bíblias neste primeiro semestre? Para uma Igreja em franco crescimento, as centenas de Bíblias que foram apreendidas e queimadas pelas forças de segurança fazem muita falta.

Essa é a nova forma de ameaçar o crescimento da Igreja no país. Ao longo de 2009, e no começo deste ano, o governo gastava mais de seus esforços prendendo os líderes da Igreja. Ele ainda continua fazendo isso, mas o número diminui bastante. E a Igreja não parou de crescer com as prisões.

Não são poucos os casos de pessoas que se convertem apenas com a leitura das Escrituras. O que pode acontecer (ou não acontecer) se elas não estiverem mais disponíveis?

Vamos orar por esses irmãos e por essa igreja, para que permaneça firme apesar das dificuldades.

Muçulmanos protestam contra cristãos em culto ao ar livre ///// (titulo em Russo) Мусульмане протестуют против христиан в богослужении на открытом воздухе

Cerca de 300 muçulmanos e policiais cercaram os membros da Igreja Cristã Protestante Batak (Huria Kristen Batak Protestan ou HKBP) enquanto eles cultuavam ao ar livre em Ciketing, Bekasi.

“Havia muitos policiais preparados, mas os criminosos conseguiram chegar muito perto da congregação” disse Theophilus Bela, presidente do Fórum de Comunicação Cristã em Jacarta, em uma declaração para o governo internacional e grupos de ajuda humanitária. “Estamos com medo de que eles tentem atacaram a igreja novamente”.

A pastora Luspida Simanjuntak foi agredida no rosto.

A polícia conseguiu conter os manifestantes enquanto a igreja cultuava, mas em certo momento, eles permitiram que Murhali Barda, líder do Front Pembela Islam (FPI, ou Frente de defesa islâmica) passasse pelo cordão de isolamento e confrontasse os líderes da congregação.

O jornal The New York Times afirmou que “Se a polícia local não desse a permissão oficial, os cristãos não poderiam se reunir no local”. No entanto, a pastora Simanjuntak disse que a administração de Bekasi aprovou a decisão da igreja de se reunir ao ar livre.

“Pedimos que a administração de Bekasi divulgue a todos que eles nos deram a permissão para orarmos aqui”, disse a pastora Simanjuntak.

A congregação de 1.500 membros, aberta a 15 anos atrás, teve seu início nas casas dos cristãos, antes que pudessem comprar uma propriedade residencial no complexo Pondok Timur. O grupo se encontrava no local enquanto aguardava a permissão para construir um templo.

Quando os moradores muçulmanos se opuseram às reuniões no complexo residencial, os oficiais proibiram os cristãos se reunirem lá.

O prefeito de Bekasi, Mochtar Mohammad, disse no dia 9 de julho que ele permitiria que a congregação se reunisse em locais públicos ou mesmo na prefeitura. A pastora Simanjuntak escolheu o campo em Ciketing, mas logo os cristãos foram recebidos por manifestantes.

A pastora disse que ela e sua congregação continuarão a se reunir no campo, já que não tem outro lugar para ir.

Sobe para 38 número de mortos em atentado suicida em mesquita no Irã /////// تعداد مسجد میں ایران میں خود کش حملے میں ہلاک 38 سے بڑھ جاتا ہے

Autoridades locais elevaram para ao menos 38 o número de mortos num atentado contra uma mesquita xiita no sudeste do Irã, informa a agência estatal Irna.
Fariborz Ayati, oficial de polícia, informou o novo balanço de mortos e revelou que entre as vítimas estão mulheres e crianças.
O atentado teria sido perpetrado por dois militantes suicidas um dia antes do festival de Ashoura, uma tradicional celebração dos muçulmanos xiitas.
O alvo foi a mesquita do imã Hussein, na cidade portuária de Chahbahar, próximo à fronteira com o Paquistão.
Ainda não houve reivindicação do ataque, mas a região abriga um grupo militante sunita, os Jundallah, ou "Soldados de Deus", em tradução livre.
Os atentados perpetrados pelo grupo têm sido justificados como uma retaliação da minoria sunita, que sofreria preconceito e discriminação no país de maioria xiita.
Emissora de TV estatais indicaram que um dos suicidas detonou explosivos do lado de fora da mesquita e outro conseguiu explodir as bombas em meio a um grupo de fieis dentro do templo muçulmano

Cristão é incendiado e agredido

Um evangelista ainda se recupera de queimaduras após seis jovens muçulmanos o agredirem severamente e lhe atearem fogo no mês passado em uma aldeia perto da cidade da província de Punjab, segundo relatos de uma cristã ao Compass Direct.

Cristãos locais disseram ter encontrado o reverendo Wilson Agostinho, de 26 anos, inconsciente, com queimaduras na cabeça, mãos e braços em 22 de novembro perto da parada de ônibus nos arredores de Sargodha. Ele distribuia panfletos e anunciava Cristo porta-a-porta no dia anterior entre as famílias cristãs dali.

O cristão Rustam Masih disse ao Compass Direct que Agostinho ia porta a porta quando os filhos de um poderoso proprietário de terras viu um dos panfletos. Mais tarde os agressores foram identificados: Muhammad Usman Ghani, Taha Muhammad Khan, Mehmood Talha, Warriach Nisar, Cheema Zareen e Jamshaid Ali Ansari.

Aamir Masih, um cristão mais velho da mesma vila, disse que os jovens muçulmanos erroneamente consideravam versos do folheto que descreve a ressurreição de Jesus como algo depreciativo a Maomé, o profeta do islã.

"Depois de me incendiarem, eles começaram a me batendo de novo", disse Agostinho e continuou, “pelas agressões o fogo cessou e então eles me arrastaram para os arbustos próximos dali."

A polícia registrou um primeiro relatório de informação (FIR n º 1135/10) pelo ataque conjunto e tentativa de homicídio, mas se recusaram a nomear os suspeitos que a vítima queria identificar, disse Agostinho.

Um representante da polícia disse ao Compass Direct que os agentes se recusaram a registrar o caso contra os homens porque estava escuro e o cristão poderiam ter se confundido, proém o pai da viítima disse que a polícia foi subornada.
Tradução: Carla Priscilla Silva




Fonte: Compass Direct
 

Mulheres somalis são chicoteadas publicamente por usar sutiã

Para o mundo que eu quero descer 3478. O extremista grupo islâmico Al Shabaab tomou estritas medidas contra o uso do sutiã entre as mulheres somalis; uma vestimenta que não seria bem vista, segundo a lei muçulmana. E segundo o site da Fox News, um grupo de testemunhas teria contado sobre o castigo público ao que foram submetidas várias mulheres que usavam sutiã.

O mesmo grupo extremista teria amputado um pé e uma mão de dois garotos acusados de roubo

Estas fontes contam que um homem armado se encarregou de ir reunindo àquelas mulheres das quais intuía que usavam a vestimenta esta prenda -por ter um busto mais firme-, que posteriormente foram açoitadas por vários homens mascarados.

Depois do açoite, as mulheres foram obrigadas a tirar os sutiãs (as que usavam) e a sacudir seus seios, para tratar que estes recuperassem sua forma inicial e natural.

Halima, cujas filhas foram castigadas por usar sutiã, declarou que o que estavam fazendo não fazia sentido: "O Al Shabaab obriga-nos a usar um véu especial, mas agora pede a estas mulheres que sacudam seus seios publicamente".

O grupo radical proibiu o antigo véu de tule e introduziu o uso de um novo feito de um tecido mais grosso, de forma que se ajusta rigidamente ao rosto da mulher. o grupo extremista também proibiu vários filmes, tons musicais, ver e jogar futebol, e inclusive dançar nos casamentos.

Maldivas: 150 condenadas por adultério são chicoteadas


(Murni Amris é chicoteada como parte de sua sentença no pátio de uma mesquita no distrito de Aceh Besar, na província indonésia de Aceh, nesta sexta-feira (1º). Murni foi condenada a chicotadas pela abertura de barracas de comida durante o mês de jejum do Ramadã.)
Cerca de 150 mulheres que vivem nas Ilhas Maldivas estão sendo chicoteadas em público por manterem relações sexuais fora do casamento, depois de terem sido condenadas por tribunais muçulmanos. Cerca de 50 homens receberam a mesma pena, de acordo com o site do jornal Huffington Post.

No início deste mês, uma mulher de 18 anos desmaiou depois de ser chicoteada 100 vezes. Ela foi condenada por ter mantido relações sexuais com dois homens diferentes. A mulher, que estava grávida quando foi condenada, teve a pena adiada para depois do nascimento da criança. O tribunal usou a gravidez como prova para a condenação. Os dois homens acusados do mesmo crime foram absolvidos, um deles unicamente por negar a acusação.
O chefe do Tribunal Penal do país, Abdulla Mohamed, disse, em entrevista à imprensa local, que a pena tem o efeito de dissuadir outras pessoas e não foi planejada com o objetivo de causar ferimentos, tanto que o responsável por dar as chicotadas foi proibido de levantar o braço acima do seu ombro. "O público deve saber se esta mulher ou homem fez estas coisas, e eles vão se afastar de tais coisas", disse.
Quanto às razões pelas quais poucos homens foram perseguidos, ele disse que "o homem, depois de fazer isso, vai para longe, enquanto a mulher talvez tenha relações com mais de um homem e não saiba quem é o responsável. Ou o homem nega".
A Anistia Internacional (AI) não concorda com a Justiça maldívia. Faiz Abbas, representante da AI, diz que o açoitamento é "um tratamento cruel, desumano e degradante, proibido pelos direitos humanos internacionais. A prática é humilhante e traz problemas psicológicos, bem como cicatrizes ficas para aqueles submetidos a ela durante anos. É uma forma de tortura".
As estatísticas  mostram que 184 pessoas foram condenadas ao açoitamento por terem relações sexuais fora do casamento. Destas, 146 eram mulheres e, na maioria, ainda aguardava para que a punição fosse colocada em prática.

O relacionamento entre o Cristão e o Mundo





“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.”    1Jo 2.15,16
A palavra “mundo” (gr. kosmos) freqüentemente se refere ao vasto sistema de vida desta era, fomentado por Satanás e existente à parte de Deus. Consiste não somente nos prazeres obviamente malignos, imorais e pecaminosos do mundo, mas também se refere ao espírito de rebelião que nele age contra Deus, e de resistência ou indiferença a Ele e à sua revelação. Isso ocorre em todos os empreendimentos humanos que não estão sob o senhorio de Cristo. Na presente era, Satanás emprega as idéias mundanas de moralidade, das filosofias, psicologia, desejos, governos, cultura, educação, ciência, arte, medicina, música, sistemas econômicos, diversões, comunicação de massa, esporte, agricultura, etc, para opor-se a Deus, ao seu povo, à sua Palavra e aos seus padrões de retidão (Mt 16.26; 1Co 2.12; 3.19; Tt 2.12; 1Jo 2.15,16; Tg 4.4; Jo 7.7; 15.18,19; 17.14 ). Por exemplo, Satanás usa a profissão médica, para defender e promover a matança de seres humanos nascituros; a agricultura para produzir drogas destruidoras da vida, tais como o álcool e os narcóticos; a educação, para promover a filosofia ímpia humanista; e os meios de comunicação em massa, para destruir os padrões divinos de conduta. Os crentes devem estar conscientes de que, por trás de todos os empreendimentos meramente humanos, há um espírito, força ou poder maligno que atua contra Deus e a sua Palavra. Nalguns casos, essa ação maligna é menos intensa; noutros casos, é mais. Finalmente, o “mundo” também inclui todos os sistemas religiosos originados pelo homem, bem como todas as organizações e igrejas mundanas, ou mornas.

(1) Satanás (ver Mt 4.10, nota sobre Satanás) é o deus do presente sistema mundano (ver Jo 12.31 nota; 14.30; 16.11; 2Co 4.4; 5.19). Ele o controla juntamente com uma hoste de espíritos malignos, seus subordinados (Dn 10.13; Lc 4.5-7; Ef 6.12,13).

(2) Satanás tem o mundo organizado em sistemas políticos, culturais, econômicos e religiosos que são inatamente hostis a Deus e ao seu povo (Jo 7.7; 15.18,19; 17.14; Tg 4.4; 2.16) e que se recusam a submeter-se à sua verdade, a qual revela a iniqüidade do mundo (Jo 7.7).

(3) O mundo e a igreja verdadeira são dois grupos distintos de povo. O mundo está sob o domínio de Satanás (ver Jo 12.31 nota); a igreja pertence exclusivamente a Deus (Ef 5.23,24; Ap 21.2). Por isso, o crente deve separar-se do mundo.

(4) No mundo, os crentes são forasteiros e peregrinos (Hb 11.13; 1Pe 2.11).
(a) Não devem pertencer ao mundo (Jo 15.19), não se conformar com o mundo (ver Rm 12.2 nota), não amar o mundo (2.15), vencer o mundo (5.4), odiar a iniqüidade do mundo (ver Hb 1.9), morrer para o mundo (Gl 6.14) e ser libertos do mundo (Cl 1.13; Gl 1.4).
(b) Amar o mundo (cf. 2.15) corrompe nossa comunhão com Deus e leva à destruição espiritual. É impossível amar o mundo e ao Pai ao mesmo tempo (Mt 6.24; Lc 16.13; ver Tg 4.4). Amar o mundo significa estar em estreita comunhão com ele e dedicar-se aos seus valores, interesses, caminhos e prazeres. Significa ter prazer e satisfação naquilo que ofende a Deus e que se opõe a Ele (ver Lc 23.35). Note, é claro, que os termos “mundo” e “terra” não são sinônimos; Deus não proíbe o amor à terra criada, i.e., à natureza, às montanhas, às florestas, etc.

(5) De acordo com 2.16, três aspectos do mundo pecaminoso são abertamente hostis a Deus:
(a) “A concupiscência da carne”, que inclui os desejos impuros e a busca de prazeres pecaminosos e a gratificação sensual (1Co 6.18; Fp 3.19; Tg 1.14).
(b) “A concupiscência dos olhos”, que se refere à cobiça ou desejo descontrolado por coisas atraentes aos olhos, mas proibidas por Deus, inclusive o desejo de olhar para o que dá prazer pecaminoso (Êx 20.17; Rm 7.7). Nesta era moderna, isso inclui o desejo de divertir-se contemplando pornografia, violência, impiedade e imoralidade no teatro, na televisão, no cinema, ou em periódicos (Gn 3.6; Js 7.21; 2 Sm 11.2; Mt 5.28).
(c) “A soberba da vida”, que significa o espírito de arrogância, orgulho e independência auto-suficiente, que não reconhece Deus como Senhor, nem a sua Palavra como autoridade suprema. Tal pessoa procura exaltar, glorificar e promover a si mesma, julgando não depender de ninguém (Tg 4.16).

(6) O crente não deve ter comunhão espiritual com aqueles que vivem o sistema iníquo do mundo (ver Mt 9.11 nota; 2Co 6.14 nota) deve reprovar abertamente o pecado deles (Jo 7.7; Ef 5.11 nota), deve ser sal e luz do mundo para eles (Mt 5.13,14), deve amá-los (Jo 3.16), e deve procurar ganhá-los para Cristo (Mc 16.15; Jd 22,23).

(7) Da parte do mundo, o verdadeiro cristão terá tribulação (Jo 16.33), ódio (Jo 15.19), perseguição (Mt 5.10-12) e sofrimento em geral (Rm 8.22,23; 1Pe 2.19-21). Satanás, usando as atrações do mundo, faz um esforço incessante para destruir a vida de Deus dentro do cristão (2Co 11.3; 1Pe 5.8).

(8) O sistema deste mundo é temporário e será destruído por Deus (Dn 2.34,35, 44; 2Ts 1.7-10; 1Co 7.31; 2Pe 3.10 nota; Ap 18.2).


Por  PASTOR  MAX  MILLIAN

Inocentes condenados




O dia nem amanheceu e o alvoroço no portão da penitenciária já é grande. Carregadas com sacolas cheias de comida,centenas de mulheres - esposas ou parentes dos presos – dão os últimos retoques no visual antes de passar pela revista.Dezenas de crianças brincam na calçada, ao lado das barracas que serviram de abrigo na noite anterior. É dia de visita no Centro de Detenção Provisória de Pinheiros, zona oeste de São Paulo. A excitação daquele momento esconde a dura realidade das mulheres e filhos dos mais de 1,8 mil detentos do local. Vítimas de um crime que não cometeram, as crianças mal sabem por que os pais estão naquele lugar, mas conhecem bem o estigma que carregam. Quando o domingo acaba, a maioria acha melhor mentir para os amigos da escola sobre a situação do pai. Ninguém gosta de ser apontado como “filho de bandido”.Juliana*, de 8 anos, diz para os colegas e professoras que o pai está viajando.

“Tenho vergonha de dizer que ele está preso e não quero que tirem sarro de mim”, conta baixinho,deitada no colo da mãe. O pai dela aguarda julgamento há 5 meses por assalto. Ivone*, a mãe da garota, conta que o marido era muito presente na comunidade e que todos estranharam quando ele sumiu.“Tem discriminação, por isso não contei pra quase ninguém.Não quero que minha filha sofra”,lamenta.

Silvana*, de 29 anos, trabalha com panificação e afirma não esconder no trabalho que o marido está preso. Já na escola da filha Luiza*, de 4 anos, ninguém sabe. “Não quero que as crianças debochem dela e nem que os professores olhem diferente”, conta. Luiza não sabe o motivo pelo qual o pai está na penitenciária – assalto, segundo a mãe –, mas conta que gosta de ir visitá-lo porque sente saudades. “Não pode fazer coisa errada, senão vem
parar aqui”, diz a menina.

Filhos de detentos criam em torno de si uma espécie de proteção contra o preconceito, e a mentira faz parte disso, segundo a psicóloga Ada Morgenstern, supervisora do curso Psicanálise da Criança, do Instituto Sedes Sapientiae. “Além de ser um mecanismo de autodefesa, é também uma forma de proteger a imagem do pai”, explica.

O centro de detenção de Pinheiros também é o programa de fim de semana dos irmãos Pedro*, Felipe*, Rodrigo* e Fernanda*. A mãe deles, Andréa*, de 29 anos, foi a única das pessoas ouvidas pela Folha Universal a assumir a condição do marido. “Eu e meus filhos não escondemos nada. Para que mentir? Tem que falar a verdade sempre”, diz, sem hesitar.

Sueli*, de 39 anos, mãe de Larissa*, de 8, leva a filha para visitar o pai a cada 2 meses, para evitar o ambiente hostil da penitenciária. “Digo na escola que meu pai está viajando. Não quero que as meninas falem ‘teu pai tá preso e o meu não’”, diz a garota, envergonhada. “Nós não contamos, ou o tratamento muda. Ninguém convida filho de assaltante pra festinha de aniversário”, destaca Sueli.

Segundo Eduardo Luis Couto, assistente social da Penitenciária de Pracinha (SP), apesar do ambiente pesado os presos não vêem com receio a visita dos filhos e da mulher. “Para eles é muito positivo e serve como alívio. A visita é a ideia da ligação com o mundo exterior”, explica.

Abrigos
O preconceito fica ainda mais evidente e cruel com as crianças que, depois da prisão dos pais, são levadas a abrigos mantidos pelo Estado. A professora Maria José Abrão constatou, em pesquisa pela Faculdade de Educação da USP realizada em abrigos públicos de São Paulo, que os filhos de detentos sofrem abusos e ameaças, inclusive de funcionários. “A discriminação existe. Os funcionários falam para as crianças ‘você vai ser igual ao seu pai e a sua mãe’ ou ‘vocês são filhos de ninguém’”, relata.
Segundo ela, os filhos de presos são estigmatizados pelo crime dos pais. “A prisão do pai ou da mãe é extensiva à família”, diz. Segundo a professora, os familiares dos detentos não são pensados pelo sistema jurídico e carcerário. Ela relembra o caso de um adolescente de 14 anos que relatou diversas situações de preconceito na escola. “Se algo de errado acontecia, o suspeito era sempre ele”, diz.

A professora destaca que nenhuma das crianças dos abrigos pesquisados possuía noção de família ou mantinha contato com os pais presos. “Os abrigos e presídios não dialogam. Os filhos de presos são invisíveis e ficam abandonados. Ninguém sabe quantos são e onde estão”, conclui.

O Brasil tem hoje mais de 494 mil presos no sistema penitenciário e nenhum projeto exclusivo que dê assistência psicológica aos filhos e mulheres de detentos. Em todo o País, há apenas seis creches ou berçários em presídios masculinos, que abrigam 145 crianças.

Marcus Alvez Rito, coordenador de Reintegração Social e Ensino do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), reconhece que a área é carente.

“Cada estado mantém seus programas independentes. Os projetos de reintegração social do preso incluem a família, mas não temos nada específico para esta finalidade”, explica. Rito acredita que a sensibilização da sociedade é importante para que a discriminação diminua. “São necessárias atividades que aproximem a comunidade do sistema penitenciário. Projetos para reintegrar os presos aos poucos diminuem esse preconceito”, acredita.

Segundo o assistente social Eduardo Couto, os problemas no auxílio psicológico e social começam com quem está do lado de dentro dos presídios. “Na penitenciária onde eu trabalho há três assistentes sociais para atender 1,2 mil presos. Isso significa que cada profissional é responsável por 400 detentos”, conta. “Tem preso que entra e sai e nós nem conhecemos”, completa.


Por Talita Boros
talita.boros@folhauniversal.com.br
 

Caio Fábio pode ser chamado para depor sobre Lula, na operação Lava Jato

Caio Fábio Nesta sexta-feira (8), o site O Antagonista informou que integrantes do Ministério Público Federal (MPF) poderão chamar o pas...