quinta-feira, 26 de julho de 2012

BOBO DA CORTE OU IDÓLATRAS DO REINO DE DEUS .


VOU DESCER O BORDÃO NESSA TURMA DE PUCHA SACO QUE VIVE IDOLATRANDO HOMENS E MULHERES.

Nós evangélicos temos uma coisa muito errada .
Ficamos acusando os católicos de idolatria , mas ficamos idolatrando nossos lideres , pregadores , cantores etc.
Em primeiro lugar , para falarmos de alguma prática errada deveríamos ser imunes a ela.
Esses dias vi uma mensagem e convite que falava o seguinte .

Pr. FULANO DE TAL , o Príncipe dos pregadores, na ......

AI EU PERGUNTO .


TEMOS PRÍNCIPES DOS PREGADORES ?
ENTÃO TEREMOS O REI DOS PREGADORES ? QUEM SERÁ QUE EU NUNCA VI MAIS GORDO .
TEREMOS TAMBÉM A RAINHA DOS PÚLPITOS , E SEM CONTAR OS BOBOS DA CORTE QUE SÃO ESSES QUE FICAM DANDO TÍTULOS RIDÍCULOS A HOMENS MORTAIS.


O BOBO DA CORTE




Era uma vez um bobo da corte, tão bobo, mas tão bobo que o rei resolveu fazer uma brincadeira com ele.
Deu-lhe um bastão de madeira, no qual estava esculpida a seguinte frase: "EU SOU O BOBO MAIS BOBO DO MUNDO"; e ordenou-lhe:

- Bobo, você vai carregar este bastão todos os dias da sua vida, até que encontre alguém mais bobo que você. Quando isso acontecer, passe o bastão para aquele que for mais bobo que você e diga-lhe que eu ordenei que ele faça o mesmo.

o tempo se passou.
As pessoas viam o bobo carregando aquele bastão e zombavam dele. O bobo tentava passar o bastão a todos que encontrava, mas ninguém era tão bobo assim.

Um dia o rei ficou doente e o bobo foi visitá-lo, pois gostava muito dele.
- Pois é, meu amigo. Estou velho e doente; logo vou morrer, disse-lhe o rei.
- Não, meu senhor, o rei nunca morre.









- Como você é bobo, meu amigo. É claro que até o rei morre. É por isso que até hoje você carrega o bastão que lhe dei.
- E para onde o rei vai, depois que morre?
- Não faço a menor idéia, bobo.

- O senhor sabe que vai morrer, mas não sabe para onde vai?
- É isso mesmo, bobo.
- Então, meu senhor, com o devido respeito, esse bastão agora é seu.
SÃO MEROS MORTAIS QUE NÃO PODEM SER IDOLATRADOS , POIS TAMBÉM PASSARÃO PELO CRIVO DO APROVADO OU REPROVADO POR DEUS .

ACORDA POVO DE DEUS , PAREM DE SER MANIPULADOS

Pois esse puxa-saquismo todo e idolatria os fazem ser igual ou piores que os adoradores dos Baalins .
Afirmo que mestre é Jesus , o resto , é comedor de arroz e feijão .

TODA GLÓRIA E HONRA SEJA AO SENHOR JESUS CRISTO.

Bispo Roberto Torrecilhas .

Editora Vida Nova comemora 50 anos de fundação e realizará culto de agradecimento


Editora Vida Nova comemora 50 anos de fundação e realizará culto de agradecimentoA editora Vida Nova está comemorando 50 anos de sua fundação e realizará um culto de celebração e agradecimento, com ministração do pastor Russel P. Shedd, um de seus fundadores.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
O culto acontecerá no próximo dia 01/09, às 19h00, na Igreja Batista da Vila Mariana, em São Paulo, com participação do coral da igreja.
De acordo com nota enviada à imprensa, a história da editora começou em 1962, com uma equipe de jovens americanos, missionários da Missão Batista Conservadora. O grupo se instalou em Portugal para pregar e ensinar a Palavra de Deus e fundou a editora para fornecer textos teológicos básicos e obras de referência bíblica para estudantes, professores e pastores.
No começo, a empresa não tinha lucros nem perspectiva de crescimento, pois os altos custos de impressão no país reduziam o número de títulos novos e o mercado literário era muito fraco, devido ao baixo número de protestantes e o grande desconhecimento da Bíblia por parte da população.
Sabendo que no Brasil o número de cristãos era maior e que também compartilhava da língua portuguesa, a equipe encontrou uma nova oportunidade de levar adiante a mensagem de boas novas.
O casal Shedd embarcou para o Brasil e abriu uma filial em São Paulo. Com uma sociedade junto a dois empresários, Dino Cibela e Silas Gonçalves (In Memorian), a editora foi organizada e recebeu seu primeiro escritório.
Com oscilações, como qualquer empresa do mercado editorial brasileiro, a Vida Nova conseguiu conquistar um público que estuda com base nas publicações teológicas da editora. “Para transformar uma vida, é preciso apresentar o evangelho. Para transformar uma comunidade, é preciso implantar uma igreja. Para transformar um país, é preciso publicar livros que moldem o pensamento e levem os leitores aos pés de Deus”, afirma o diretor-executivo, Ken Davis.
Culto de Agradecimento pelos 50 anos da Editora Vida Nova
01/09
19h00
Igreja Batista de Vila Mariana
Rua Joaquim Távora, 598
São Paulo – SP

Crescimento do número de evangélicos tornou-se um fenômeno cultural, diz socióloga

Crescimento do número de evangélicos tornou-se um fenômeno cultural, diz socióloga
Em entrevista para a revista Carta Capital, a socióloga Christina Vital, professora da Universidade Federal Fluminense (UFF) e pesquisadora do Instituto de Estudos da Religião (Iser) comentou o crescimento do número de evangélicos no Brasil nas últimas décadas analisando o fenômeno cultural que surgiu diante desse aumento de novos fiéis.
Vital comenta o boom dos anos 1990 quando o aumento chegou em seu auge, dizendo que o espaço público conquistado através da mídia e da nova perspectiva cristã trazida pelo neopentecostalismo ofereceram uma nova mensagem que acabou atraindo quem estava acostumado com as igrejas históricas, pentecostais e com a Igreja Católica.
As contribuições que essas conquistas trouxeram para a cultura brasileira, segundo a socióloga, podem ser percebidas no mercado gospel e nas expressões usadas pelos fiéis.
“Sendo assim, é comum escutarmos expressões como ‘só Jesus’; ‘fulano é um abençoado’, ‘o sangue de Jesus tem poder’, ‘tá amarrado’, entre outras”, disse Christina Vital.
O meio artístico tem grande importância, como explica a socióloga. “Há duplas sertanejas e grupos de pagode que cantam canções evangélicas ou fazem menções a elas. Existem grupos de rap e de funk que articulam a gramática evangélica através de expressões e de acionamento de imagens e situações comumente articuladas pelas lideranças evangélicas em seus cultos seja nas igrejas, nas prisões ou entre traficantes nas favelas”.
Ao citar essas conquistas do segmento na sociedade brasileira, a professora da UFF quer dizer que o fato da expansão ter diminuído na última década não significa que o fenômeno do crescimento esteja perto do fim, muito pelo contrário, ela acredita que pelo fato da sociedade está em movimento o campo religioso pode resultar em um crescimento surpreendente.

GP

Projeto Educando para a Vida alcança crianças de aldeia na Nígeria .


Projeto Educando para a Vida alcança crianças de aldeia no Níger
A dura realidade da população no sul do Níger, vivendo da agricultura de subsistência e sem saber ler nem escrever é uma situação que se repete em quase todo o continente africano.
Observando essa situação, os missionários Josué e Kely Pacheco, que atuam em uma aldeia no sul do Níger, criaram o projeto Educando para a Vida, que tem como objetivo atender 30 crianças dessa localidade, pois muitas delas precisam deixar os estudos para trás para poder ajudar em casa ou porque são entregues pelos próprios pais a líderes religiosos que as obrigam a pedir esmolas.
O principal motivo é compartilhar o amor de Deus com as crianças da aldeia e suas famílias através do testemunho dos missionários.
“Sempre nos lembramos do seu apoio e intercessão em nosso favor. Mesmo quando compartilhamos com o povo do Níger, falamos que não estamos aqui por causa do nosso próprio esforço, mas que existe um exército de pessoas que amam ao Senhor, que contribuem e oram para que possamos demonstrar o amor de Deus através de nossas ações aqui”, diz o missionário Josué Pacheco.
As crianças atendidas pelo projeto são da etnia zarma, um dos povos não alcançados sugerido no Guia de Jejum e Oração. “Estejamos juntos nesse desafio para que pessoas sejam transformadas pelo Evangelho de Cristo”, desafia o missionário.
Fonte: Junta de Missões Mundiais

Pastor Marco Feliciano anuncia inauguração da nona Catedral do Avivamento, igreja ligada à Assembleia de Deus


Pastor Marco Feliciano anuncia inauguração da nona Catedral do Avivamento, igreja ligada à Assembleia de DeusO pastor evangélico e deputado federal Marco Feliciano anunciou a inauguração do novo templo da denominação que tem sob sua liderança, a igreja evangélica Ministério Catedral do Avivamento, ligada à Assembleia de Deus.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Com inauguração prevista para o próximo sábado na cidade de Gravataí, Rio Grande do Sul, essa será a nona “Catedral do Avivamento”. Através de sua pagina no Facebook, o pastor convocou seus e amigos a comparecerem à inauguração.
- Paz povo de Deus compartilhem para divulgar a expansão da Catedral do Avivamento no Brasil e quem puder ir na inauguração ficarei grato um abraço a todos os irmãos em Cristo – escreveu Feliciano na rede social.
Feliciano afirma, em seu site oficial, que o ministério Assembleia de Deus Catedral do Avivamento nasceu junto com sua chamada em 1996. De acordo com o The Christian Post, a igreja tem auxiliando missionários de Cuba e Argentina com recursos financeiros, e algumas famílias carentes também são alcançadas com cesta básicas.
- Este ministério nasceu junto à minha chamada em 30 de março 1996, quando o Senhor me visitou de uma maneira sobrenatural. Foi como se todo o tempo passado eu houvesse sido “treinado” para um trabalho vindouro, nascido no Trono de Deus. Assim, o Ministério Tempo de Avivamento tem exatamente esse objetivo: semear o fogo do Espírito Santo para que nasça uma nova espiritualidade, com vistas à santidade e à Evangelização – afirma o pastor.
A última catedral inaugurada pelo pastor está localizada na cidade de Franca, em São Paulo. O evento de inauguração aconteceu durante três dias, no início desse mês, e a igreja está atualmente sob a direção do pastor Rafael Octávio.

Gospel +

Obras do Templo de Salomão, da Igreja Universal, recebe auxilio financeiro de pastor de outra denominação


Obras do Templo de Salomão, da Igreja Universal, recebe auxilio financeiro de pastor de outra denominaçãoO megatemplo da Igreja Universal (IURD), que está sendo construído como uma réplica do Templo de Salomão, está recebendo auxilio financeiro de lideres de outras denominações, segundo informa a igreja.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
As obras, orçadas em mais de R$360 milhões, estão sendo realizadas 24 horas por dia e, de acordo com o site Arca Universal, estão mobilizando pessoas em todo o mundo, que estão se dispondo a contribuir com a obra.
Além dos fiéis da IURD, cristãos de outras denominações também tem auxiliado com suas ofertas para a construção do templo, de acordo com o site, ligado à Igreja Universal, que apresenta como exemplo o pastor Osvaldo, da Igreja Renovada em Cristo, em São Paulo.
- Mesmo sendo de outra igreja, resolvi vestir a camisa e ajudar na construção do Templo, pois acredito que essa obra tem o objetivo de renovar a fé das pessoas no Brasil e do mundo – afirmou o pastor, através de uma conversa por Skype com o bispo Guaracy Santos, transmitida pela IURD TV.
- Acredito que todos que estiverem nessa mesma fé serão honrados por Deus – afirmou ainda o pastor, que disse estar incentivando os membros de sua igreja a também fazerem doações para a construção, e afirmou que iria a um templo da Universal deixar também sua aliança de casamento, como oferta para a construção.
Redação Gospel+

Além de suspensão das vendas, MPF quer indenização de R$ 100 milhões da TIM no Pará

O MPF (Ministério Público Federal) já havia denunciado a TIM e a própria Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) à Justiça antes da suspensão das vendas determinada pelo órgão regulador. A ação, protocolada em 31 de maio na 1ª Vara da Justiça Federal em Belém, pede R$ 100 milhões em indenizações aos consumidores lesados pelas falhas nos serviços.

Uma investigação iniciada em 2011, que apontava panes no sistema de telefonia móvel do Estado, deu origem à ação civil pública do MPF. A partir de um relatório da Anatel, os procuradores Alan Mansur e Pedro Valente constataram que os bloqueios de chamada foram constantes em muitos dos 78 municípios paraenses atendidos pela TIM, no período de setembro de 2010 a abril de 2011.

Para os procuradores, a recente atuação da Anatel na suspensão dos serviços em diversos Estados não a exclui da denúncia. TIM, Claro e Oi estão proibidas, desde segunda-feira (23), de venderem serviços de voz e dados para novos clientes – o motivo é o alto número de reclamações dos serviços. A medida cautelar da Anatel contra as três operadoras não tem prazo para ser suspensa, pois depende que os planos de ação e melhoria sejam apresentados pelas empresas e aprovados pelo órgão governamental.

“Afirma a Anatel que a operadora [TIM] não cumpre a regulamentação vigente quanto aos bloqueios, estabelecimento e quedas de chamadas, prestando o serviço de telefonia móvel de maneira inadequada em toda a sua área de atuação”, apontam os procuradores. Para o MPF, enquanto os usuários são prejudicados, a empresa lucra. Isso porque a queda de chamada exige sucessivas tentativas de novas ligações, também interrompidas, mas todas pagas pelos clientes.

Ação

Os procuradores entendem que a empresa deveria ter sofrido sanções, mas isso não ocorreu por omissão da Anatel. Eles pedem que a agência seja punida, e a TIM tenha a habilitação de novas linhas suspensa, além de criar estrutura para atender à demanda em um ano.

Valente e Mansur pedem, ainda, multa da empresa em R$ 100 mil para cada nova linha habilitada antes da tomada de providências para a ampliação da rede. Os R$ 100 milhões em indenizações seriam depositados em um fundo gerido por órgão federal, para ressarcimento dos consumidores prejudicados.

A ação civil está em análise pela juíza Cátia Senna, na 1ª Vara Federal, sem previsão de quando será julgada.

Região metropolitana
Segundo o relatório da Anatel, três municípios que compõem a Região Metropolitana de Belém foram divididos em 19 áreas de cobertura. Em apenas uma delas, na cidade de Benevides, não houve taxa de bloqueio acima da permitida. Nas demais áreas, os problemas para completar a ligação superaram o limite legal de 5% e se tornaram quase regra.

No trecho da BR-316, próximo a Benfica, localidade de Benevides, foram verificados os piores índices: 52,81% em novembro de 2010 e 19,07% em abril de 2011.

Em Belém, capital paraense, apenas os bairros centrais tiveram áreas com boa cobertura na maior parte dos meses analisados. Do outro lado da cidade, o periférico bairro do Tapanã teve 45,26% de chamadas bloqueadas em novembro de 2010.

“Todos os demais quadrantes [áreas] apresentaram altos índices de bloqueio. Embora ao longo dos meses tenha havido melhora, é ainda muito aquém do que se pode considerar um serviço de qualidade”, diz um trecho da ação do MPF.

Outras áreas
Considerando os demais 77 municípios paraenses que não compõem a Região Metropolitana de Belém, os procuradores constataram que 48 tiveram taxas acima do permitido entre as 20h e 22h do primeiro mês de medição. No segundo mês foram 40 municípios e, no último, 29.

Os municípios de Anajás e Santa Cruz do Arari foram os que tiveram os piores índices nos horários de maior movimento. Lá, a taxa foi superior a 60%, com o agravante que eles são atendidos exclusivamente pela TIM.

Fonte: UOL

Igrejas históricas sofrem retração no Brasil, neopentecostais crescem, diz pesquisa

Dentro da grande explosão evangélica no Brasil, uma pesquisa mostrou que as igrejas protestantes históricas ou “igrejas evangélicas de missão” estão em retração, enquanto as igrejas de origem pentecostal se expandem.

O Bureau de Pesquisa e Estatística Cristã (BEPEC) analisou os microdados referentes às religiões do Censo demográfico 2010 liberado recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no Brasil.

De acordo com a análise, muitas igrejas do grupo “igrejas evangélicas de missão” mostraram uma redução durante o período da análise2000 a 2010. Entre elas estão, a igreja congregacional com diminuição de 26,37%, a Luterana com - 5,9%, a presbiteriana com - 6,10% e metodista com - 0,01%, entre outras. Dentro do grupo, obtiveram crescimento as igrejas batistas com 17,74% e adventistas, com 29,03%. As igrejas evangélicas de missão apresentaram um total de crescimento de 10,76%.

Enquanto isso, as igrejas de origem pentecostal como a Assembleia de Deus, a Igreja Universal do Reino de Deus, a Igreja Maranata, entre outras, mostraram um crescimento total de 44,01%. A igreja com maior crescimento foi a igreja Assembleia de Deus com 46,28%, em seguida a Igreja Evangelho Quadrangular com 37,12%, e depois a Igreja Universal do Reino de Deus com 28,37%.

Apesar dos dados, existe a possibilidade que a tendência de retração das igrejas históricas no Brasil sofra uma reversão. Segundo o diretor do BEPEC, Danilo Fernandes, existe um crescente interesse da nova geração de protestantes históricos no aprimoramento do conhecimento teológico e pela produção literária, observado através da significativa adesão do grupo às ofertas de eventos como congressos e seminários no país.

Danilo afirma também que dissenções e escândalos constantemente apontados nas grandes denominações pentecostais podem ajudar para que haja uma tendência de retração dessas igrejas. “A rota de muitos decepcionados com a igreja, os órfãos das promessas não cumpridas, é a ortodoxia. Esta não é a estrada mais ampla, mas é uma artéria importante, de formadores de opinião”, afirmou ele, segundo a publicação Genizah.

“O crescimento deste grupo têm alimentado nos últimos anos as igrejas tradicionais que sofreram sangrias na primeira metade do último decênio. Eu creio em um retorno”, acrescentou.

Além disso, Fernandes afirma que há um crescimento de novas comunidades alinhadas com a teologia reformada, que não foram contabilizadas no Censo.

De acordo com os dados do crescimento evangélico no Brasil pelo censo 2010, a população evangélica cresceu em 16 milhões de pessoas, saltando para um total de 42,3 milhões de evangélicos no país.

Fonte: The Christian Post

Avivamento entre os povos tribais do Rajastão

Avivamento entre os povos tribais do Rajastão
Uma grande parte da população da Índia ainda vive em tribos, e uma das mais numerosas está testemunhando um avivamento cristão. Centenas de homens, mulheres e crianças do Rajastão que seguiam o hinduísmo se consideram seguidores de Cristo.
O Rajastão é o maior Estado da Índia, sua capital é Jaipur e as línguas oficiais são o hindi e o rajastani.
Dinesh Shur falou ao site CBN News sobre por que os povos tribais estão aceitando Jesus Cristo. Durante 10 anos o pastor Dinesh, serviu a Deus em uma grande cidade. Mas ele diz que Deus mostrou que ele precisava voltar para sua aldeia, suas raízes e seu povo para compartilhar as boas novas.
“Eu era como Jonas na Bíblia”, disse Shur. “Eu não quero viver na minha aldeia. Eu queria servir a Deus na cidade, onde as coisas são mais fáceis. Eu queria alcançar outros com o evangelho, mas não o meu próprio povo. Porém, quando você faz a obra de Deus e começar a ver os frutos do seu trabalho, é impressionante. Você vê as vidas transformadas, vê a felicidade eterna no rosto das pessoas”, disse ele.
“A transformação foi quase imediata”, afirma Shur. “As famílias pararam de orar a seus antepassados, pararam de beber e com suas práticas de feitiçaria. Toda a sua vida mudou quando eles aceitaram Jesus.”
Dinesh é um membro da etnia Bhil, uma das maiores tribos dos estados centrais da Índia. “Os Bhil são principalmente agricultores. São muito pobres e ainda fazem o mesmo que seus antepassados faziam séculos atrás”.
O pastor lembra que missionários estrangeiros têm ministrado nesta área há mais de 135 anos, mas nunca tiveram os resultados que ele testemunha no momento. Embora ainda sejam minoria, há relatos de que cerca de 300.000 pessoas da região se tornaram cristãos nos últimos 10 anos, a maioria deles é da etnia Bhil.
“Temos 42 reunião de oração nas casas espalhadas por 22 aldeias. Temos também 32 obreiros de nossa igreja que vão de aldeia em aldeia compartilhar o evangelho. No próximo ano meu objetivo é enviar missionários para os estados vizinhos e visitar todas as aldeias Bhil”, acrescenta.
Jeevani Karadi é uma líder de igreja em uma parte remota do Rajastão. Aos 65 anos, quando não está na estrada, está ajudando o pastor Dinesh a liderar um grupo caseiro. No dia que a CBN News esteve lá, ela reuniu dezenas de fiéis sob uma árvore.
“Nosso grupo está ficando tão grande que não tenho espaço suficiente em minha casa para atender a todas essas pessoas”, disse ela. Ela começa a reunião dando o testemunho de sua vida. Cerca de seis anos atrás, vagava pelas ruas da vila, comportando-se como uma mulher louca, por vezes até nua.
Então que ela teve um encontro com Jesus. Hoje, ela é uma das líderes da igreja local. “Os moradores zombavam de mim. Eles gritavam coisas desagradáveis enquanto eu caminhava pelas ruas”, lembra Karadi. “As pessoas diziam que eu estava amaldiçoada. Então conheci o pastor Dinesh, e ele orou por mim. Fiquei curada na hora. Jesus me libertou”, ela continuou.
Sua cura levou muitos a crerem em Cristo e ajudou a iniciar o primeiro grupo de oração nas casas. O pastor disse que esses testemunhos são apenas um lembrete de como é importante obedecer e confiar em Deus. “Hoje eu estou vivendo os frutos da decisão obedecer e voltar para minha aldeia. É fácil? Não. Enfrentamos desafios? Sim”, disse ele. “Mas temos Cristo para nos apoiar. Ele é tudo que precisamos para ver a mudança entre esse povo”.