quinta-feira, 21 de agosto de 2014

RADICALISMO ISLAMISMO - UM PERIGO PARA A HUMANIDADE

Xiitas do Hezbollah estariam financiando células terroristas sediadas no Brasil, acusa documento vazado do governo dos EUA
Documento divulgado pelo site
O Jihad, ou guerra santa: é a batalha por meio da qual se atinge um dos objetivos do islamismo, que é reformar o mundo. Qualquer muçulmano que morra numa guerra defendendo os direitos do islamismo ou de Alá, já tem sua vida eterna garantida. Por esta razão, todos que tomam parte dessa “guerra santa”, não têm medo de morrer ou de passar por nenhum risco. Diz o livro santo dos Islâmicos “Alcorão” – “... Matai os idólatras onde quer que os encontreis e capturai-os e cercai-os e usai de emboscada contra eles... Quando, no campo de batalha, enfrentardes os que descrêem, golpeai-os no pescoço. Combatei os que não crêem no último dia e não proíbem o que Deus e Seu Mensageiro (Maomé) proibiram... Até que paguem, humilhados, o tributo (Jyza, uma taxa especial para os que não eram muçulmanos)... E combatei-os até que não haja mais idolatria e que a religião pertença exclusivamente a Deus (Ala)... Sura 9:5; 47:4; 9:29; 8:39” (parênteses nosso). Detalhe, entre os idólatras, estão os cristãos que acreditam na Trindade(Sura 4:171; 5:72-73) que, para os Islâmicos, é idolatria por serem três deuses. A questão não é se há islâmicos radicais e Islâmicos não radicais, ser islâmico já é radical, pois no dorso doutrinário do Islã está o problema. Quando alguém aceita o Alcorão e Maomé como mensageiro de Deus essa pessoa já é um perigo radical. O ocorrido nos EUA nos montra um pouco da ameaça que essa religião pode vir a ser a todo o mundo. Mesmo eu ao escrever estas linhas tremo interiormente, pois sei o quanto o islamismo é perigoso e suicida. Imaginem se no dia de amanhã há uma dissidência entre o nosso governo e algum país islâmico! O perigo que seria para nossa nação! Sem contar o número imenso de missionários que já foram mortos em países islâmicos e o quanto o Islã é contrário à fé cristã. É claro que não devemos odiar ou ter mágoas desses Islâmicos, pois são almas que necessitam do único profeta que pode salvar as suas vidas – Jesus. Acredito que devemos responder as ofensas islâmicas com o grande amor de Cristo. Entretanto, é lógico, que isso não nos exclui de uma responsabilidade em níveis governamentais, pois todos os países do mundo que têm islâmicos devem tomar cuidados extremos, pois nós nunca podemos confiar nessa espécie de religiosos. Para mim o Islamismo é um câncer para a humanidade, sendo que pode destruir os seus seguidores e, na questão terrorista, matar milhares de inocentes. A tentativa de passar uma imagem de pessoas pacíficas e de boas obras que o Islã vem anunciando pela mídia é demagoga e foge de suas verdadeiras raízes que são guerreiras. Que os islâmicos possam seguir os ensinos de Jesus Cristo, pois Ele sim pregou a verdadeira paz: “Eu, porém, vos digo que não resistais ao homem mau; mas a qualquer que te bater na face direita, oferece-lhe também a outra” (Mateus 5:39).


 PROVAS.


Documento divulgado pelo site mostra preocupação de Washington com expansão do radicalismo islâmico no Brasil.
Imigrantes xiitas no Brasil teriam recebido até US$ 50 mil do Hezbollah para abrirem comércios em São Paulo. Em troca, dariam parte de seus lucros para o grupo libanês. A revelação faz parte de dois telegramas divulgados pelo WikiLeaks.
Preocupado com a radicalização de muçulmanos em São Paulo, o governo de Barack Obama monitorou e mapeou a comunidade islâmica no Brasil em 2009. A avaliação era a de que o País teria de 400 a 500 mil muçulmanos, a maioria moderados. Os EUA, porém, apontam uma “nova onda de imigração vinda do Líbano, de maioria xiita, que seria mais radical”. “Elementos radicais existem aqui, alguns na área da tríplice fronteira.”
Em outro telegrama, a diplomacia americana cita o banqueiro libanês-brasileiro, Salim Schahin, alertando que o “Hezbollah está ganhando adeptos”, principalmente entre os imigrantes xiitas. Um dos focos de atenção seria a mesquita de São Bernardo do Campo, liderada por Jihad Hammadeh. Segundo o telegrama, o local “faz um esforço grande para converter brasileiros ao islamismo”. “Hammadeh é, em geral, moderado em seus pronunciamentos públicos, mas várias fontes indicam que a linha islâmica que ele promove é fundamentalista.”
Documentos responsabilizam também a presidente eleita do Brasil, Dilma Rousseff, por ter “cassado”, em 2007, um projeto de lei que reforçaria o combate ao terrorismo no País. Dilma, então chefe da Casa Civil, teria rejeitado o projeto por questões “ideológicas”.
“Apesar de não podermos confirmar definitivamente que a Casa Civil cassou a iniciativa por motivos políticos ou ideológicos, isto é certamente plausível”, alertou um telegrama de 4 de abril de 2008, assinado pelo embaixador americano no País, Clifford Sobel.
A lei antiterrorismo foi um anteprojeto elaborado pelo Gabinete da Segurança Institucional. O objetivo era ampliar a tipificação dos crimes de terrorismo para punir ações de facções criminosas, como as deflagradas em São Paulo, em maio de 2006.
O projeto foi criticado por organizações de defesa dos direitos humanos e pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello por não definir o que seria um “ato terrorista”. O texto considerava “terrorismo”, entre outras coisas, a ocupação de prédios públicos e propriedades privadas, o que incluiria ações de movimentos sociais.
O WikiLeaks funciona de forma parecida com o site Wikipédia, reunindo informações enviadas por usuários da internet em todo o mundo. O colaborador não precisa se identificar. Este é o terceiro grande vazamento do site. Em outubro, foram revelados mais de 390 mil documentos detalhando a guerra do Iraque. Antes, o site apresentou 90 mil documentos sobre as operações no Afeganistão. Um dos principais suspeitos do vazamento é o soldado Bradley Manning, que trabalhou no setor de inteligência do Exército americano no Iraque. Manning, de 22 anos, foi preso há dois meses, acusado de copiar, enquanto servia em Bagdá, milhares de documentos secretos, os quais acabaram revelados pelo WikiLeaks em outubro.

Pelo Projeto de Lei do deputado Takayama (PSC-PR), o valor descontado não poderá exceder 15% do salário líquido do doador. Funcionários públicos estatutários e empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT, Decreto-Lei 5.452/43) poderão descontar diretamente da folha de pagamento e deduzir do Imposto de Renda (IR) doações para instituições de assistência social sem fins lucrativos e igrejas, segundo o Projeto de Lei 6609/13, do deputado Takayama (PSC-PR). Sempre que o trabalhador autorizar a doação, o órgão empregador deverá informar, no demonstrativo de rendimentos, de forma discriminada, o valor do desconto mensal. O valor descontado não poderá exceder 15% do salário líquido do doador. Requisitos Para que os valores sejam deduzidos do IR, conforme o texto em análise na Câmara dos Deputados, a entidade beneficiada terá de figurar em lista da Secretaria de Receita Federal, após observados todos os requisitos legais de constituição e funcionamento. Takayama argumenta que, devido à falta de legislação específica, os brasileiros encontram grandes dificuldades para realizar doações de maneira sistemática a entidades e igrejas. De acordo com o deputado, muitas vezes o único apoio que as pessoas carentes conhecem vem de comunidades religiosas, seja apoio espiritual, material ou de natureza médica. Tramitação A proposta foi enviada para análise conclusiva das comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Fonte: Agência Câmara


Pelo Projeto de Lei do deputado Takayama (PSC-PR), o valor descontado não poderá exceder 15% do salário líquido do doador.

Funcionários públicos estatutários e empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT, Decreto-Lei 5.452/43) poderão descontar diretamente da folha de pagamento e deduzir do Imposto de Renda (IR) doações para instituições de assistência social sem fins lucrativos e igrejas, segundo o Projeto de Lei 6609/13, do deputado Takayama (PSC-PR).

Sempre que o trabalhador autorizar a doação, o órgão empregador deverá informar, no demonstrativo de rendimentos, de forma discriminada, o valor do desconto mensal. O valor descontado não poderá exceder 15% do salário líquido do doador.

Requisitos

Para que os valores sejam deduzidos do IR, conforme o texto em análise na Câmara dos Deputados, a entidade beneficiada terá de figurar em lista da Secretaria de Receita Federal, após observados todos os requisitos legais de constituição e funcionamento.

Takayama argumenta que, devido à falta de legislação específica, os brasileiros encontram grandes dificuldades para realizar doações de maneira sistemática a entidades e igrejas. De acordo com o deputado, muitas vezes o único apoio que as pessoas carentes conhecem vem de comunidades religiosas, seja apoio espiritual, material ou de natureza médica.

Tramitação

A proposta foi enviada para análise conclusiva das comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara

Missionária americana infectada por ebola na Libéria também recebe alta


Missionária americana infectada por ebola na Libéria também recebe alta
A missionária americana Nancy Writebol, que foi infectada por ebola na Libéria, recebeu alta nesta quinta-feira (21) do hospital universitário de Emory, em Atlanta, nos Estados Unidos, onde vinha sendo tratada.
A informação, divulgada pela agênciaAssociated Press, é do grupo SIM USA, associação de ajuda humanitária para a qual trabalha Nancy. Mais cedo, tinha sido anunciado que o americano Kent Brantly, também infectado pelo o vírus enquanto tratava pacientes na Libéria, também teve alta.
Uma coletiva de imprensa está prevista para esta quinta-feira no hospital para dar informações sobre os casos dos americanos.
Nancy, de 60 anos, e Brantly, de 33, foram trazidos da Libéria neste mês e foram tratados em uma unidade de isolamento do hospital. Os dois receberam uma droga experimental para tratar ebola chamada ZMapp, produzida por uma pequena empresa californiana, para combater a doença mortal.
O ebola se dissemina pelo contato com fluidos corporais de uma pessoa infectada, o que deixa particularmente vulneráveis a contrair a doença profissionais de saúde e familiares.
Recuperação
Brantly divulgou uma carta na semana passada de seu quarto de hospital, lembrando como ele se isolou quando começou a se sentir mal e como se sentiu vendo tantas pessoas morrerem.
"Eu segurei nas mãos de vários indivíduos enquanto esta doença terrível tirava suas vidas. Eu testemunhei o horror diretamente e ainda sou capaz de lembrar de cada rosto e nome", escreveu.
Na terça-feira passada, o filho de Nancy declarou que sua mãe estava melhorando e inclusive sorrindo. "Vimos ela melhorar fisicamente, seus olhos brilham, sorrindo, inclusive brincando", declarou Jeremy Writebol à rede de televisão americana NBC. Ele acrescentou que os médicos lhe disseram que estavam cautelosamente otimistas sobre sua recuperação.

PERIGO - ALERTA GERAL - PSB DE MARINA É MEMBRO INTEGRAL E UM DOS FUNDADORES DO FORO DE SÃO PAULO


O Partido Socialista Brasileiro (PSB) é um partido político de esquerda brasileiro que segue a ideologia socialista democrática. Foi criado em 1947 a partir da Esquerda Democrática, até ser extinto por força do Ato Institucional nº 2, de 1965. Em 1985, com a redemocratização no Brasil, foi recriado. Entre 1947 e 1964, editou o jornal Folha Socialista.
O PSB utiliza, como símbolo, uma pomba carregando uma folha, e suas cores são o vermelho e o amarelo.
Obteve registro definitivo junto ao Tribunal Superior Eleitoral em 1º de julho de 1988 com o código eleitoral 40.7 Externamente, é membro do Foro de São Paulo. No dia 13 de agosto de 2014 morreu vítima de acidente aéreo, o então presidente do PSB e candidato a presidência da República, Eduardo Campos.

Socialistas participam do XIX Encontro do Foro de São Paulo

ENTENDA O QUE É, E O QUE FAZ A
 
ORGANIZAÇÃO 

ESQUERDISTA CHAMADA

 "FORO  DE  SÃO  PAULO"
 
 
O Foro de São Paulo é a união de partidos políticos e organizações de esquerda e extrema esquerda da América Latina e do Caribe.
  
Começou como uma frente política de esquerda, mas atualmente  é a coligação de todos os partidos comunistas e socialistas, organizações de esquerda e extrema esquerda, organizações não governamentais – ONGS,  grupos guerrilheiros e organizações que se valem da luta armada, terrorismo e tráfico de drogas na América Latina e Caribe. É a nova Internacional Comunista criada para atuar na América Latina e Caribe em lugar da que desapareceu  com o fim da União Soviética.
 


O Foro de São Paulo é criação de Fidel Castro e Luis Inácio Lula da Silva. Surgiu em 1990, quando 48 partidos políticos de esquerda e organizações extremistas se reuniram em São Paulo a convite do Partido dos Trabalhadores – PT.  Daí o nome de Foro de São Paulo com que a coligação passou a ser conhecida. A partir de então, a coligação se ampliou com a adesão de novos membros até se tornar o que é hoje. Reúne mais de 150 partidos e organizações que atuam em 28 países da América Latina e Caribe. 
 
Os membros da coligação se reúnem periodicamente. Depois da fundação, houve reuniões na   Cidade do México (1991), Manágua (1992), Havana (1993), Montevidéu (1995), San Salvador (1996) Porto Alegre (1997), Cidade do México (1998), Manágua (2000), Havana (2001), Antigua (2002), Quito (2003), São Paulo  (2005), San Salvador (2007), Monevidéu (2008), Cidade do México (2009), Buenos Aires (2010),  Manágua (2011) e Caracas (2012). A última reunião foi este ano em São Paulo de 31 de julho a 4 de agosto.
 
O Foro de São Paulo tem um sistema de comunicação permanente, e até produz uma revista trimestral própria, denominada América Livre.
 
Durante anos houve empenho dos dirigentes da coligação em manter ignorada do grande público a existência do Foro de São Paulo. As reuniões não eram noticiadas pela imprensa e seus membros agiam na sombra, para não chamar a atenção. Alguns  jornalistas alinhados com o grupo chegaram a qualificar de fantasia da direita as primeiras versões sobre a existência, atuação e objetivos do Foro de São Paulo.
 
Até mesmo Lula, um dos fundadores do Foro de São Paulo,  negou que ele existisse e isto aconteceu ao ser entrevistado por Boris Casoy. Em 2005, quando o grupo se reuniu  em São Paulo, caiu a máscara. Ficou evidente que ele tinha mentido. Lula compareceu pessoalmente à reunião como um dos patrocinadores e chefe da organização.
 


Seu discurso na ocasião deixou isto bem claro. Ao fazer o balanço dos 15 anos da coligação, disse, com todas as letras, que ele foi um dos seus criadores: “Eu, junto com alguns companheiros e companheiras aqui, fundei esta instância de participação democrática da esquerda da América Latina,...”
  Exaltou a atuação de Marco Aurélio “Top Top” Garcia: “O companheiro Marco Aurélio tem exercido uma função extraordinária nesse trabalho de consolidação daquilo que começamos em 1990”.
  Confirmou as ligações da organização com Hugo Chávez: “O Chávez participou de um dos foros que fizemos em Havana. E, graças a essa relação, foi possível  construirmos (...) a consolidação do que aconteceu na Venezuela, com o referendo que consagrou o Chávez como presidente da Venezuela”.
  Citou as conquistas do grupo: "E  eu quero dizer para vocês que muito mais feliz eu fico quando tomo a informação, pelo Marco Aurélio ou pela imprensa, de que um companheiro do Foro de São Paulo foi eleito presidente da Assembléia, foi eleito prefeito de uma cidade, foi eleito deputado federal, senador (...)".
   
Admitiu a conivência de seu governo com um integrante do grupo: “Vejam que os companheiros do Movimento Sem Terra fizeram uma grande passeata em Brasília. (...) A passeata do Movimento Sem Terra terminou em festa, porque nós fizemos um acordo entre o governo e o Movimento Sem Terra".
  Reafirmou, mas sem explicitar bem, um dos objetivos da coligação: “Por isso, meus companheiros, minhas companheiras, saio daqui para Brasília com a consciência tranquila de que esse filho nosso, de quinze anos de idade, chamado Foro de São Paulo, já adquiriu maturidade, já se transformou num adulto sábio. (...) Logo, logo, vamos ter que trazer os companheiros de países africanos para participarem do nosso movimento (...)."
 
               
 
Não é difícil explicar por que durante tanto tempo procuraram encobrir e negar a existência do Foro de São Paulo. Faz parte da estratégia comunista. Depois de assumir o poder em Cuba, Fidel Castro negou  que fosse comunista. Dois anos depois, afirmou publicamente, para quem quisesse ouvir, que sempre fora marxista e sempre lutara pelo comunismo.
 
A camuflagem, no caso do Foro de São Paulo, não é usada mais e a coligação já não esconde que, ao lado de partidos políticos legalizados, fazem parte dela organizações, como as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – FARC, e outros grupos extremistas que se valem da luta armada, atos terroristas e tráfico de drogas para atingir seus objetivos.
 
O que o Foro de São Paulo ainda disfarça são os seus reais objetivos. Seria um engano acreditar que eles se limitam ao que foi enunciado na “Declaração de São Paulo”, documento com que o grupo encerrou a primeira reunião na capital paulista em 1990.
 
Os reais objetivos da coligação são outros. O Foro de São Paulo é uma organização nos moldes da Internacional Comunista, que atuou no passado sob o patrocínio da União Soviética, e que os “órfãos de Moscou” se empenham em manter ativa, para colocar a América Latina e o Caribe sob um regime idêntico ao que malogrou no Leste da Europa. O objetivo do Foro de São Paulo - convém dizer com clareza – é implantar o comunismo na América Latina. É acabar com a democracia representativa, para substituí-la por regimes autoritários e populistas semelhantes ao que existe em Cuba e vem sendo implantado  na Venezuela.

Foro de São Paulo e eleições 2014.

A hipocrisia texto best
A política tem mesmo um tom sutil, suave até, ao menos em alguns momentos. E essa suavidade não deixa as coisas serem vistas de acordo com a realidade dos fatos. Faz parte de qualquer empreendimento a busca por aliados para torná-lo realidade. O conjunto de aliados então elabora estratégias que possibilitem tal intento. Obviamente todos os aliados estão totalmente comprometidos com o ideal originador do grupo, sendo assim, a quem não sabe dos tais ideiais e nem mesmo quem são aqueles que fazem parte do grupo parecem existir visões contrárias naquilo que é essencialmente igual.
Já faz alguns anos Lula e Fidel Castro correram as Américas em busca de aliados de COLIGAÇÃOideais sócio-comunistas. Encontraram muitos e elaboraram seus planos. Tal grupo recebeu o nome de Foro de São Paulo e influi de modo decisivo no direcionamento político de seus aliados. No Brasil, atualmente, com a morte de Eduardo Campos as atenções se voltam para Marina Silva. Quero aqui dizer que uma boa parte dos candidatos são apenas fachada com o intuito de enfraquecer o concorrente mais forte, pois na verdade não são concorrentes, mas parceiros. O PSB de Marina Silva faz parte juntamente com o PT do Foro de São Paulo, e mesmo que o PSB consiga realizar a utopia de ganhar a eleição, o governo será efetivamente ditado de acordo com as regras do Foro, bem do jeito que é hoje.
Não que eu esteja aqui defendendo o PSDB, pois é preciso estar muito consciente sobre o que significam as palavras "social" ou "socialista" quando na definição de partidos políticos. O Foro de São Paulo pressupõe uma certa estratégia, o PSDB como partido segue uma outra, o que na prática difere um do outro é apenas a velocidade da implantação. Mas para estas linhas o que quero deixar é que o PT não é enfraquecido apenas por não ocupar nominalmente algum cargo político, o direcionamento vem do Foro. Se o total de cargos ocupados pelos integrantes do Foro for maioria, fica tudo como está. Para alguma coisa mudar é preciso se informar sobre os partidos que fazem parte do Foro e não votar em nenhum deles, se não, não muda nada.
1 - Foro de São Paulo Site oficial.
http://forodesaopaulo.org/partidos/ 

MARINA SILVA , o PSB e o FORO DE SP
----------------------------------------------
Perceba  se a frase dita por MARINA SILVA é uma verdade. Desconfio dela, porque o PSB, de Eduardo Campos, é um dos sete partidos sócio-fundadores do “FORO DE SP”.
Disse Marina Silva: "Eu fiz esse acerto com o Eduardo Campos porque chegou a um ponto que eu não tinha outra alternativa. E o PSB é um partido sério. A minha briga, neste momento, não é para ser presidente da República; é contra o PT e o chavismo que se instalou no Brasil”....

Você não sabia que o PSB do Eduardo Campos faz parte do Foro de São Paulo ? Fique esperto, então...?
Marina é cria de Lula, PSB faz parte do Foro de São Paulo. Uma vitória de Marina Silva significa a continuidade do projeto de Lula e Fidel Castro para América Latina. O PSB é um partido socialista ainda mais radical que o PT, a ala marxista do PT corria tudo para esse partido anos atrás.
Luiza Erundina, uma das fomentadoras da comissão da verdade, a farsa da esquerda para desmoralizar nosso exército, é do PSB.
Garotinho foi do PSB, veja que "ilustres" representantes tem tal partido.
O PDT também é perigosíssimo e subserviente ao PT, assim como o PPS.
Na verdade, o Eduardo Campos chamou a Marina, para eliminar votos que seriam do Aécio, a mando do Foro de São Paulo. Ou mesmo para controlar as eleições se tivermos outro candidato mais direitista, as cartas estão na manga da esquerda.
Caiu a máscara de Marina Silva, e vimos pra quem ela trabalha realmente, por isso aprendemos a nunca confiar num ex-petista, jamais. São incorrigíveis, corrompem-se de tal modo no PT que jamais voltam a ter crédito.

A agenda comum do terrorista Foro de São Paulo
O Foro de São Paulo tem uma agenda comum para a tomada do poder. Uma agenda que Luiz Inácio Lula da Silva, tão admirado por Henrique Capriles, ajudou a desenhar. A agenda consiste em: trabalhar pela Soberania Limitada. Em dezembro de 1992, Human Rights Watch revelou um projeto que vinham trabalhando. Chamava-se “Redefinindo a soberania”, que diz que a soberania “não deve ser um escudo atrás do qual os governos ou grupos armados possam se esconder”. Esse projeto argumenta que a soberania deve tomar o assento de trás na “ação hemisférica coletiva, no monitoramento das eleições, na resolução de conflitos, na supervisão de diálogos e acordos de paz, e na defesa dos direitos humanos”, mediante a supervisão e controle da OEA, da ONU, da Cruz Vermelha, Human Rights Watch, ou qualquer outra organização supra-nacional.
O projeto de 1992, que já está em curso, diz que “as nações do hemisfério devem promover ativamente a solução negociada dos conflitos guerrilheiros que ainda existem na América Latina”. Quer dizer, promove-se diálogos e acordos para suscitar a impunidade dos terroristas e os mecanismos para permitir o acesso ao poder com os terroristas, aliados e membros do Foro de São Paulo.
O modelo para conseguir isto, disseram em 1993, é o impulso de “Diálogos de paz” mediante o qual conseguem-se enormes vitórias políticas, não conseguidas no campo da batalha armada, e o desmantelamento oculto do Exército. Assim fizeram nas “negociações de paz” de El Salvador, onde as Nações Unidas serviram de intermediárias para a tomada do poder por parte dos narcoterroristas da Frente Farabundo Martí de Libertação Nacional (FMLN).
Isto vai acompanhado, obviamente, de outras táticas: o exercício de uma “Comissão da Verdade” que publique mentiras como se fossem verdades oficiais. Aqui (na Colômbia) o M-19 pediu uma Comissão da Verdade que teve muito êxito, tanto que os terroristas andam soltos, impunes, exercendo cargos públicos e fazendo política, enquanto os militares que nos salvaram desta atrocidade estão presos, condenados pelo resto da vida às masmorras. E já vimos na Colômbia o informe da Comissão da Memória Histórica [4], dirigida por Gonzalo Sánchez.
Desmilitarização
O FSP diz que as nações da Ibero-América devem “redefinir a missão” de suas Forças Armadas e reduzir violentamente os orçamentos militares. Isto, ao tempo em que deve-se re-educar os militares, introduzindo-os à ideologia marxista. Por isto é que vemos personagens como Alejo Vargas, Gonzalo Sánchez, León Valencia e outros da mesma espécie, dando aulas aos oficiais de nossas Forças Militares. Carlos Gaviria, Venus Albeiro Silva e Jorge Robledo, do Polo Democrático, são membros do Foro de São Paulo, como Piedad Córdoba, do Partido Liberal e Marcha Patriótica, grupo político das FARC, também do FSP. O Foro de São Paulo disse em 1993, na declaração final de seu IV Encontro em Havana: “As Forças Armadas constituem uma das ameaças mais sérias à construção da democracia política na América Latina”. Tomas Borge, sandinista e membro do FSP disse que “os exércitos servem para dar golpes de Estado e para reprimir o povo (…) São um câncer em nossos países (…) não há razão para que continuem existindo”. Lula da Silva, admirado profundamente por Capriles, disse em 1994: “Creio que já temos forças armadas suficientes no mundo (…) Temos que diminuir o aparato militar”.
Legalização das drogas
O FSP diz que a guerra contra as drogas é um fracasso absoluto e que “devido a que os narcóticos são um problema tão formidável, deve-se examinar um grau amplo de alternativas, inclusive a legalização seletiva”. Já desde 1995 Evo Morales, nessa ocasião chefe da CAPHC, disse que aqueles que lutam contra o narco-tráfico têm uma “mentalidade hitleriana”, e que “defender a coca é defender a dignidade da soberania nacional”. Rigoberta Menchú, a estrela reluzente do comunismo indigenista, pediu então a Evo que lhe preparasse um documento que ela apresentaria ante a ONU para demonstrar que a coca é “um recurso natural e cultural dos povos andinos”, e para exigir “uma ação urgente da ONU para defender seu cultivo e consumo”. Façam-me o favor!
Política econômica
O FSP defende os acordos de livre comércio, os TLC, sem restrições de nenhuma ordem. Por que? Porque eles restringem a soberania nacional. A intenção oculta destes TLC indiscriminados é limitar a eleição soberana das nações contratantes a fim de alcançar benefícios estabelecidos de comum acordo. Quer dizer, o comunismo castrista ataca no papel o livre comércio do neo-liberalismo, porém compartilha totalmente seu enfoque. Apóiam o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a entrega da soberania a organizações internacionais de política econômica. Lula da Silva, admirado por Capriles, disse que “deve-se apoiar isto porque é socialismo prático, para se adaptar à realidade mundial”. Navarro Wolf, do M-19, diz que “louvo o Fundo Monetário Internacional por ter posto disciplina no manejo monetário, e isso ajuda na integração”. “Eu diria - disse Navarro - que essa é a parte positiva do neoliberalismo que forçou os empresários a ser mais responsáveis”.
Apoio ao regime de Castro
Embora pareça estranho a vocês, há funcionários norte-americanos afeitos aos Castro. Fazem lobby para adiantar negociações nos bastidores com o regime dos Castro com a finalidade de normalizar as relações com os Estados Unidos. O argumento com o qual baseiam tais pretensões, é que“o regime de Castro já não é uma ameaça de segurança convencional e ideológica para nenhum país vizinho, e certamente não para os Estados Unidos”.“Além disso - diz o informe de 1995 - Cuba reduziu sua interferência nos assuntos de outras nações”. Isso disseram em 1995. Perguntem hoje à Venezuela, perguntem à Colômbia!
Dizem os propagandistas do FSP que os candidatos de esquerda “não procuram usar a democracia como uma via para o socialismo”. Perguntem à Venezuela… Perguntem à Colômbia! Dizem também que – e isto Jorge Dominguez, membro do Grupo Especial de assuntos com Cuba, disse em 1993: “Qualquer dúvida que alguém possa ter sobre qualquer dos candidatos (da esquerda do FSP) é pueril, eles não estão fazendo agora o que faziam antes. Navarro Wolf não está disparando em mais ninguém, não está colocando bombas por aí. O mesmo se aplica a uma variedade de outros grupos que deixaram a violência…”. Isso Dominguez disse em 1993… e isso mesmo dizem hoje os terroristas disfarçados com terno e gravata.
Os guerrilheiros de hoje são camponeses, políticos e intelectuais de dia, enquanto que na escuridão seguem ameaçando a democracia da Colômbia, planejando atentados, traficando com coltán ou com coca, ordenando assassinatos seletivos, planejando emboscadas, atentando contra opositores ao regime de seus afetos. E fazem tudo cobertos com o guarda-chuva da legalidade.
Então, queridos amigos, a ameaça que se encerra sobre as nações da América Latina, já majoritariamente conquistados pela supranacional narcoterrorista chamada Foro de São Paulo, é algo palpável e espantoso. Já nos tiraram o mar territorial, vão pelo arquipélago de San Andrés, pelo Urabá, pela Guajira e pelo Catatumbo, todas regiões vitais para seu projeto expansionista e criminal.
Já caiu a Venezuela. A Colômbia se mantém de pé, apesar do camarada Santos, cognome “Santiago”. Porém, não por muito tempo. Outras novas anistias e indultos já estão às portas do forno para os piores criminosos da Colômbia, para os mais apátridas e sanguinários. Já deram aos do M-19 e hoje temos os resultados: perseguição judicial infame contra os melhores combatentes de nossas Forças Militares, solapamento de nossos valores, controle sobre o sistema educacional e judiciário, controle de universidades e colégios, prefeituras, governadores de estado e institutos descentralizados para usar os recursos públicos como caixa menor do terrorismo. Também se converteram em referências morais e ideológicas, e isto aceitamos como se fosse assunto de pouca monta. Já caiu a Venezuela. E o golpe final para a Colômbia culminará em Juan Manuel Santos e seu sinédrio de traidores, com cúpula e tudo, ao entregar nosso amado país nas fauces dos criminosos das FARC que, do mesmo modo que os do M-19, se converterão em nossos congressistas, nossos prefeitos, nossos professores, nossos líderes espirituais, nossos exemplos de virtude, decência e honestidade. Que tragédia…
Notas da tradutora:
[1] Equivalente às nossas “Comunidades Quilombolas”
[2] Aqui temos o “Grito dos Excluídos”
[3] Ver meu artigo: Os Santos e sua militância castro-comunista” (nota do autor).

AMIGOS DO PT - Venezuela limita compras em supermercados privados Governo quer impedir que pessoas comprem o mesmo produto duas vezes na mesma semana. Medida desastrada é paliativa e pune a população

O presidente venezuelano Nicolás MaduroO presidente venezuelano Nicolás Maduro (Carlos Garcia Rawlins/Reuters/VEJA)
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, decretou na noite desta quarta-feira a instalação de um mecanismo de “controle biométrico" para limitar as compras de produtos e alimentos nos supermercados e mercados públicos e privados do país. "A ordem já está dada, através da superintendência de preços, para que se crie um sistema biométrico em todos os estabelecimentos e redes distribuidoras e comerciais da República", disse Maduro durante mensagem em rede nacional de rádio e TV. A regulação do consumo nas redes públicas já vinha sendo aplicada sistematicamente na Venezuela desde o início do ano, mas é a primeira vez que o governo Maduro interfere nas redes privadas de supermercados do país. Em 2010, o então presidente Hugo Chávez desapropriou as lojas da cadeia de supermercados Exito, do grupo francês Casino.
Com a escassez crônica, o mercado negro – mantido por pessoas que estocam produtos básicos para revendê-los – na Venezuela é uma alternativa aos supermercados estatais vazios, porém limitar o consumo não é uma medida que ataca a origem do problema: a péssima gestão econômica do país. Há ainda outra questão problemática na medida anunciada por Maduro, pois limitar o consumo em redes privadas é um ato ilegal, que interfere na administração e nos possíveis lucros das empresas. A medida desastrada ainda penaliza justamente a parte mais afetada pela escassez, a população.
http://veja.abril.com.br/noticia/mundo/venezuela-limita-compras-em-supermercados-privados

ENORME IGREJA DO SEXTO SÉCULO DESCOBERTA EM ISRAEL



Arqueólogos israelitas escavaram as ruínas de uma igreja cristã da época bizantina. há cerca de 1.500 anos atrás.
A equipe da"Autoridade para as Antiguidades de Israel" descobriu a igreja durante os trabalhos de escavações para a construção de casas - conforme uma lei que Israel impõe sempre que se fazem novas construções.
Os arqueólogos descobriram as ruínas do que pensam ser uma grande basílica do século sexto, com um comprimento de cerca de 22 metros e uma largura de 12 e que serviria como centro regional para o culto cristão. 

"Já escavámos diversos sítios bizantinos na região e em nenhum tínhamos encontrado uma igreja" - afirmou a arqueóloga Davia Dagan à CBN News."E aqui parece termos descoberto a primeira igreja que pode ter sido uma igreja regional para onde as pessoas das aldeias próximas vinham para orar."
O edifício agora encontrado consiste de um salão central  com dois corredores laterais divididos por pilares em mármore.
Esta igreja do sexto século está situada entre a cidade costeira de Ashkelon e a capital Jerusalém, e fazia parte de uma importante comunidade existente em toda aquela região.
Os arqueólogos afirmam que os artefactos encontrados no local mostram que a área tinha uma cultura florescente e uma comunidade dinâmica.
Desenvolvia-se ali uma florescente produção e comercialização de vinho e de vasos de cerâmica. O vinho era dali exportado por mar para toda a região do Mediterrâneo.
Segundo eles, o mosaico encontrado no pavimento é magnífico, uma vez que inclui videiras formando medalhões ao centro, com imagens de animais (zebra, leopardo, tartaruga, javali, aves), inscrições, e símbolos cristãos.
"Temos aqui um histograma que parece uma monografia do nome de Jesus, o que é pouco habitual" 
- prosseguiu Dagan -"É muito grande, e temos ali pássaros segurando-o com uma grinalda de flores."
Os corredores têm também mosaicos coloridos exibindo temas botânicos e geométricos e também símbolos cristãos. 
O mosaico principal será meticulosamente preservado, removido do local e depois exposto ao público num museu da região. O resto do sítio será coberto, uma prática habitual dos arqueólogos para preservação dos achados para gerações futuras. 
Interessante notar nestas imagens de simbologia cristã a ausência de qualquer figura humana, mas a abundância de imagens de animais e de plantas e flores, uma clara demonstração do respeito que os primeiros cristãos tinham pela Palavra de Deus e seus mandamentos.
Shalom, Israel!

“O MINISTÉRIO DAS ONGS: A HISTÓRIA DE MARINA SILVA E SEU MARIDO!" VENDERAM A MADEIRA APREENDIDA E FATURARAM EM CIMA!!!




“O Ministério das ONGs”
Por determinação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a extração do mogno na Amazônia foi proibida em decreto assinado em 5 de junho de 2003, Dia do Meio Ambiente, ficando permitido apenas o corte em áreas de manejo sustentável e, mesmo assim, depois ! de cumpridas exigências rigorosas. Por exemplo: a madeira extraída ilegalmente deverá ser doada a organizações não–governamentais e sem fins lucrativos e o dinheiro tem de ser investido em projetos sociais e de manejo das áreas afetadas por desmatamento e degradação ambiental. O primeiro lote de madeira apreendido nas regiões de Altamira e Uruará, no Pará – cerca de 14.500 metros cúbicos, avaliados em US$ 2 milhões –, foi doado na época à Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (Fase), que tem ligações com Fábio Vaz de Lima, marido da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. A ONG é uma das parceiras do Grupo de Trabalho Amazônico (GTA), do qual Lima foi secretário-executivo.
Funcionários do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), em conversas reservadas, dizem que a política de doação é uma forma de esquentar a madeira ilegal extraída da Amazônia. Existe até um processo no Tribunal de Contas da União, nº 012.307/2003, que tem o ministro Humberto Souto como relator, para investigar o esquema que, segundo esses funcionários, teria a conivência da direção do Ibama, acusada de cometer pelo menos uma irregularidade: o contrato com a Fase, assinado pelo então presidente interino e hoje diretor de Licenciamento e Qualidade Ambiental, Nilvo Luiz Alves da Silva, estabeleceu que a doação dos 14.500 metros cúbicos de mogno teria encargos – ou seja, a entidade beneficiada deveria arcar com os custos de serragem, transporte, guarda e comercialização da madeira. O problema é que, segundo o parecer 220/2003 do Ministério do Meio Ambiente, doações com encargos só podem ser feitas mediante licitação pública, o que não aconteceu no processo em questão.
A conversão da empresa
Para serrar em lâminas, transportar e exportar as 6 mil toras de mogno doadas, a FASE contratou a madeireira Cikel Brasil Verde, que, embora detenha hoje o “selo verde” como empresa ecologicamente correta, já foi multada pelo Ibama em R$ 50 mil ! por agressões cometidas ao meio ambiente. Segundo Nilvo Luiz Alves da Silva, a ministra Marina Silva considera a Cikel uma empresa “convertida”, pois teria deixado de agredir o meio ambiente. Apesar de não existir nenhum laudo técnico do Ibama sobre as toras de mogno doadas, a FASE e a Cikel definiram em R$ 7,9 milhões o valor da transação.
Os funcionários do Ibama também estranharam a recente exoneração, sem motivo aparente, do diretor de Gestão Estratégica do Ibama, Leonardo Bezerra de Melo Tinoco. Ele teria se recusado a aprovar um Programa de Desenvolvimento Comunitário de Reservas Extrativistas apresentado pelo Conselho Nacional de Seringueiros (CNS) para a construção de pequenos centros de formação, capacitação e difusão tecnológica nas comunidades extrativistas. O projeto previa custos muito acima da média praticada na região.
O custo orçado pelo CNS para cada um dos 30 centros previstos no projeto, com área de 90m², variava entre R$ 300 mil e R$ 900 mil,! e, no total, alcançava o montante de R$ 32 milhões, a serem pagos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES. Esses valores se constituiriam no metro quadrado mais caro do país e Tinoco ordenou, então, a elaboração de uma nova planilha de custos. O resultado foi um valor abaixo de R$ 200 mil por área. Tinoco ainda foi obrigado pelo presidente do IBAMA, Marcus Barros, a demitir os dois funcionários que o ajudaram a levantar os custos.
Para levantar os custos de seus projetos e conseguir os recursos junto ao BNDES, o CNS tem recebido orientação do diretor do Centro Nacional de Populações Tradicionais (CNPT), Atanagildo de Deus Matos, pessoa de confiança de Fábio Vaz de Lima. Atanagildo Matos já responde a inquérito administrativo por suposto desvio de R$ 1,5 milhão em outro programa ambiental financiado pelo Banco Mundial. O marido da ministra Marina Silva, por sua vez, é apontado pelos funcionários do IBAMA como o verdadeiro autor do projeto superfaturado de manejo florestal elaborado pelo Conselho Nacional de Seringueiros. Fábio Vaz de Lima nega ter ligações com a FASE e diz que prestou serviços a essa entidade em 1997, quando estava no Grupo de Trabalho Amazônico. “Não tenho conhecimento dessa parceria, mesmo porque, de 97 para cá, o GTA mudou muito”, completa.
O diretor de Licenciamento e Qualidade Ambiental do IBAMA, Nilvo Luiz Alves da Silva, diz que a doação do mogno é fruto de uma política institucional do Ministério do Meio Ambiente em articulação com o Ministério Público Federal e garante que todo o processo foi realizado dentro da mais rigorosa legalidade. Ele lembra ainda que processo está sendo avaliado pelo Tribunal de Contas da União quanto à sua correção, técnica e legalidade: “A resposta às denúncias desses funcionários anônimos será dada pela avaliação do TCU”. Segundo Nilvo Luiz Alves da Silva, vários interesses foram contrariados, inclusive dentro do Ibama: “Ninguém resolvia o problema do tráfico de mógno ilegal no país e esse Governo está interessado em resolver.”
Marido e ONGs
O Ministério do Meio Ambiente terá, nos próximos dias, a oportunidade de explicar publicamente essas questões. O deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS) vai protocolar, no começo da semana, um requerimento de informações ao Ministério. Ele quer saber por que a madeireira Cikel, apesar dos problemas no passado, recebe um tratamento diferenciado e é defendida pelo Ibama, tendo sido escolhida para beneficiar e comercializar o mogno doado à FASE. Perondi também perguntará em que se basearam a FASE e a madeireira Cikel para determinar o valor da transação em R$ 7,9 milhões, sem que o IBAMA tenha apresentado qualquer laudo técnico sobre a qualidade e a situação das toras de mogno. No requerimento, o deputado ainda vai querer saber quem fiscalizará a aplicação dos recursos arrecadados com a venda da madeira e qual a ligação de Fábio Vaz de Lima, marido de Marina Silva, com as entidades en! volvidas na doação da madeira.
A doação à FASE do lote de mogno apreendido nas regiões de Altamira e Uruará explicita uma espécie de parceria entre ONGs e o Ministério do Meio Ambiente no atual governo. Desde que Marina Silva assumiu, um novo perfil de funcionários tomou conta do Ministério. Muitos ocupantes de cargos importantes de confiança no IBAMA e no próprio Ministério do Meio Ambiente já tiveram ou têm ligações estreitas com organizações não-governamentais ambientalistas, a começar pelo chefe de gabinete de Marina Silva, Bruno Pagnoccheschi, que é do Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN). Outros exemplos são:
• Flávio Montiel da Rocha, diretor de Proteção Ambiental do IBAMA, foi coordenador de Unidade Política do Greenpeace e consultor do Fundo Mundial para a Natureza (WWF).
• João Paulo Capobianco, secretário de Biodiversidade e Florestas, foi diretor- executivo da Fundação SOS Mata Atlântica. Além disso, é fundador e foi coordenador do Con! selho Diretor do Instituto Socioambiental (ISA).
• Marcelo Marquesini, coordenador de Fiscalização Ambiental do Ibama, tem seis anos de trabalho no Greenpeace.
• Marijane Vieira Lisboa, secretária de Qualidade Ambiental, também tem longa ficha de trabalhos prestados ao Greenpeace, onde atuou por mais de 10 anos como secretária-executiva. Ela também coordenou a Campanha “Por um Brasil Livre de Transgênicos”.
• Tasso Rezende de Azevedo, diretor de Programa da Secretaria de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente, foi secretário executivo do Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora).
• Muriel Saragoussi, diretora do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), pertence à Fundação Vitória Amazônica (FVA).
Eder Zanetti
Fonte: br.groups.yahoo

O QUE VOCÊ VAI FAZER ? DANÇAR E CANTAR . Humorista finge estar possuído em culto da Igreja Universal

O canal do Youtube “Não é Sério!TV” publicou no final de semana um vídeo bastante polêmico onde o responsável pelo canal de humor aparece fingindo estar possuído durante um culto da Igreja Universal do Reino de Deus.
Com as mãos para trás, o rapaz conhecido como W. Amorim começa a falar grosso como se realmente estivesse possuído por demônios. Quando o pastor da Universal, vestido de branco, começa a fazer perguntas Amorim se solta e começa a dançar e cantar.
Sem entender o pastor percebe que é fingimento enquanto o rapaz sai pela igreja sendo seguido pelos obreiros. Um outro homem filma a ação pelo telão.
Logo no começo do vídeo o rapaz afirma que o canal está com uma nova série com o tema “O que não fazer nos lugares”. A recomendação, antes de o vídeo começar é que os internautas não tentem fazer o mesmo.
“Essa foi a maior insanidade que eu já fiz na minha vida”, disse ele afirmando também que conversou com o pessoal da igreja que entendeu que se tratava de uma brincadeira. “Nossa intenção não é ofender ninguém”, terminou.
Assista:


GOSPEL PRIME

EUA dizem que Estado Islâmico é "muito mais sofisticado" que outros terroristas


O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Chuck Hagel, disse nesta quinta-feira (21) que o EI (Estado Islâmico) "é muito mais sofisticado" do que qualquer outro grupo terrorista com o qual o país já teve de lidar. Em entrevista coletiva, Hagel confirmou que uma missão tentou resgatar o jornalista James Foley, decapitado pelos extremistas.
"O Estado Islâmico é muito bem financiado e um grupo muito mais sofisticado [tecnológica e militarmente] do que outros. Isso está além do que qualquer coisa que já tenhamos visto antes. São mais do que um grupo terrorista", destacou Hagel. "Eles não têm um padrão de decência, eles são uma ameaça iminente, sim, e devemos combatê-los."
O secretário de Defesa norte-americano frisou o argumento do presidente Barack Obama de que a ação militar no Iraque "não é a única solução" para acabar com o EI, chamando a atenção para que o país do Oriente Médio tenha "um governo inclusivo".
Sobre a missão secreta para resgate de Foley, revelada em reportagem do "The New York Times", Hagel lamentou o fracasso da tentativa, mas frisou que os EUA "farão o possível" para libertar os demais reféns em poder do EI –entre eles, outro jornalista americano sequestrado, Steven Joel Sotloff. "É nossa responsabilida de fazermos tudo, dentro das nossas possibilidades, para resgatar os reféns".
Além do fracasso da missão, que foi revelado pelo "Global Post", jornal em que Foley trabalhava, que os extremistas do EI pediram há dois anos US$ 132,5 milhões (quase R$ 300 milhões) em troca da libertação dele.
Foley, de 40 anos, foi sequestrado em novembro de 2012 quando se dirigia para a fronteira com a Turquia, e embora em um princípio pensava-se que estava em mãos de milícias pró-governo, mais tarde se soube que tinha sido capturado pelos jihadistas do EI na Síria. Em um vídeo divulgado pelo grupo, Foley aparece sendo decapitado. 

UOL

E AGORA MARINA ???? EU NÃO VOTO EM QUEM APOIA O ABORTO , HOMOSSEXUALISMO E O SOCIALISTA

A morte súbita do candidato a presidente Eduardo Campos ( PSB 40) , ocorrida nesta quarta, dia 13, ás 10 da manhã, quando o jatinho que ele voava, do Rio de Janeiro à Santos para uma agenda em Boqueirão, caiu e provocou sua morte, a de quatro assessores e ainda do piloto e do co-piloto mudou o rumo das eleições presidenciais no Brasil . A morte repercutiu pelo mundo. A candidata a vice Marina Silva, não viajou com o candidato.
O PSB está superando as divergências políticas internas e deverá apresentar, na próxima quarta dia 20,
Foto Tiago Bertulino
Marina Silva fala a pastores no Belenzinho SP
16, Marina Silva como candidata a presidente.
Ficou descartada a hipótese Renata Campos, esposa de Eduardo Campos, concorrer à vice na chapa do partido encabeçada pela ex-senadora. A esposa do ex-governador está impedida por ser funcionária do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de Pernambuco, e teria que pedir licença para compor na chapa, e isto não aconteceu.
De acordo com a coluna do Lauro Jardim, da Revista Veja o PSB se adiantou e fez uma pesquisa telefônica com 30 000 entrevistados, na última quinta, 14, e os resultados foram satisfatórios para a candidata. Ela aparece em segundo lugar, um pouco atrás de Dilma e seguida por Aécio e num segundo turno ela ganha de Dilma em situação de empate.
A candidata dos evangélicos?
Alguns líderes e pensadores evangélicos estão esperando para opinar sobre um posicionamento pessoal ou institucional à candidata, visto que ela é comprometida com a agenda de aborto e homossexualismo e com visão socialista. Ela já havia se pronunciado que no segundo turno não fecharia acordo com o PSDB de Aécio Neves.



Diário da fé.
VIA  GRITOS  DE  ALERTA

NOTICIAS GOSPEL

O Discopraise acaba de assinar contrato com a Sony Music. 

Quais as expectativas da banda para este novo momento?
Estamos muito felizes com a parceria com a Sony Music. Anos atrás tivemos o prazer de trabalhar com o Mauricio Soares e agora teremos a alegria de trabalhar juntos novamente. Contamos agora com toda a estrutura de uma grande empresa para levar a mensagem de Jesus. A união foi perfeita, buscamos excelência e a Sony também.
O projeto "Palavra, Som e Poder" foi gravado em Brasília e será lançado em breve em CD, DVD e BluRay. 

Conte-nos mais a respeito deste projeto.
Foi uma conquista, já que uma das marcas da Discopraise sempre foram as apresentações ao vivo. Finalmente mais pessoas vão entender nosso som. O DVD vem para mostrar como somos, celebramos e adoramos com igual intensidade, interagindo o tempo todo com o público. A luz e os planos das câmeras são inspirados por tomadas cinematográficas, o palco, o espaço e a condução foram criados de acordo com o que já realizamos em todo país. No entanto, o mais importante sem dúvida, é a unção e a presença de Deus que marcaram todas as pessoas que estavam naquela noite. Um momento, realmente, repleto de Palavra, Som e Poder. 
A banda já está há muitos anos na estrada.

 Vocês acreditam que a banda alcançou uma maturidade musical e artística neste projeto?
Essa é uma história tão interessante que acrescentamos no nosso primeiro DVD um documentário para que as pessoas possam entender melhor quem somos e o que é a DISCOPRAISE. Em poucas palavras podemos afirmar que estes anos na estrada foram de constante aprendizado. Começamos ainda adolescentes, patrocinados por nossos pais. Hoje muita coisa evoluiu, entre nós existem empresários, advogados, pastores, produtores, nos casamos, nos tornamos pais, no entanto a vontade de anunciar Jesus através da música não mudou. Nos sentimos como Josué e Calebe, motivados a servir ao Senhor da mesma maneira que na adolescência, e sabemos que o melhor ainda está por vir.
Vocês sempre apresentam clipes e vídeos criativos. 

Há muitas novidades a caminho? Com a estrutura de marketing digital da Sony Music e as próprias ferramentas que surgem, vocês acham que o som de vocês vai ser ainda mais conhecido?
Sem dúvida. Buscamos estar alinhados com as ferramentas e as oportunidades que os novos tempos nos trazem, as ações digitais fazem parte dessas novas oportunidades. Ficamos felizes por saber que a Sony Music hoje é a gravadora mais engajada nas ações digitais, e saber que toda essa experiência está a nossa disposição é extremamente animador
Quais os planos da banda para os próximos meses?
Planejamos dar início a Tour Palavra, Som e Poder, viajar todo este país levando essa mensagem aonde Deus nos permitir chegar. É um novo tempo, nos sentimos abençoados por viver este momento e estamos motivados a vivê-lo com intensidade. 

Fonte: Assessoria de Imprensa Sony Music Gospel

AMIGOS DO PT - Liberdade religiosa em Cuba, que já era limitada, é ameaçada outra vez


Liberdade religiosa em Cuba, que já era limitada, é ameaçada outra vez
A organização Christian Solidarity Worldwide(CSW) lançou um relatório que revela um aumento preocupante nas violações à liberdade religiosa em Cuba. O documento está em inglês e disponível para download
De acordo com a CSW, algumas dessas violações incluem: assédio grave e espancamentos violentos de pastores e obreiros leigos; maus tratos por parte de agentes de segurança do Estado a dezenas de mulheres que participam de cultos matinais aos domingos; fechamento, confisco e demolição de igrejas.
De janeiro a julho de 2014, foram registradas 170 violações à liberdade religiosa no país. Em contrapartida, em 2011, houve 40 casos no total.
CUIDADO AO  VOTAR , POIS
  VOTANDO  EM  COMUNISTAS E
 SOCIALISTAS ESSE MODELO DE
  ADMINISTRAÇÃO PODE SER
 IMPLANTADA NO BRASIL .
VIA GRITOS DE ALERTA , INFORMAÇÕES CPAD

Mais de 1.300 crianças foram vítimas de abusos sexuais na Austrália

Pedofilia A Comissão Real para Respostas Institucionais ao Abuso Sexual Infantil, na Austrália, lançou, esta quinta-feira, um relatório ...