sábado, 11 de junho de 2011

TENHAM TODOS UM EXELENTE FINAL DE SEMANA - AJUDE NOS A MELHORAR O GRITOS DE ALERTA - MANDE SUJESTÕES AQUI EM COMENTÁRIOS - Bispo Roberto Torrecilhas

Rede Globo fará cobertura da Marcha para Jesus em São Paulo


Rede Globo fará cobertura da Marcha para Jesus em São Paulo Evento acontece no dia 23 de junho, às 10h, com saída do Metrô Tiradentes
A Rede Globo de Televisão vai fazer a cobertura da Marcha para Jesus de São Paulo. Essa será a 19ª edição da Marcha para Jesus na capital paulista que tem a participação de diversas denominações.

O evento acontece no dia 23 de junho às 10h com saída do Metrô Tiradentes. A concentração acontecerá na Praça dos Heróis da Força Expedicionária Brasileira, onde dezenas de cantores evangélicos se apresentarão.

Para esta festa estão confirmados os cantores André Valadão, David Sacer, Soraya Moraes, Mariana Valadão, Chris Durán, Renascer Praise, Brenda dos Santos e muitos outros.

A expectativa dos organizadores é que mais de 3 milhões de pessoas participem do evento.
 

Fonte: Gospel Prime/Guia-me via Gritos de Alerta

Daniel Berg: pioneiro e evangelista pentecostal por excelência


Daniel Berg: pioneiro e evangelista pentecostal por excelência Berg se tornou o pioneiro da evangelização no interior do Pará
Daniel Högberg, conhecido no Brasil como Daniel Berg, nasceu a 19 de abril de 1884, na pequena cidade de Vargon, na Suécia, às margens do lago de Vernern. Quando recém-nascido, o padre da cidade visitou inúmeras vezes a casa de seus pais para convencê-los a batizá-lo, mas nada conseguiu. Por isso, desde criança, Daniel era mal visto pelo padre, que, desprestigiado, passou a dizer que a criança que não fosse batizada por ele jamais sairia de Vargon. “Já naquele tempo pude observar a desvantagem e o perigo de o povo ter uma fé dirigida, sem liberdade. A religião que dominava minha cidadezinha e arredores impossibilitava as almas de terem um encontro com o Salvador”, conta o pioneiro em suas memórias.

Quando o Evangelho começou a entrar nos lares de Vargon, seus pais, Gustav Verner Högberg e Fredrika Högberg, o receberam e ingressaram na Igreja Batista. Logo procuraram educar o filho segundo os princípios cristãos. Em 1899, Daniel converteu-se e foi batizado nas águas.

Em 1902, aos 18 anos, pouco antes do início da primavera nórdica, deixou seu país. Embarcou a 5 de março de 1902, no porto báltico de Gothemburgo, no navio M.S.Romeu, com destino aos Estados Unidos. “Como tantos outros haviam feito antes de mim”, frisava. O motivo foi a grande depressão financeira que dominara a Suécia naquele ano.

Em 25 de março de 1902, Daniel desembarcou em Boston. No Novo Mundo, sonhava, como tantos outros de sua época, em realizar-se profissionalmente. Mas Deus tinha um plano diferente e especial para sua vida.

De Boston, viajou para Providence, Rhode Island, para se encontrar com amigos suecos, que lhe conseguiram um emprego numa fazenda. Permaneceu nos Estados Unidos por sete anos, onde se especializou como fundidor. Com saudades do lar, retornou à cidade natal, onde o tempo parecia parado. Nada havia se modificado. Só seu melhor amigo, companheiro de infância, não morava mais ali. “Vive em uma cidade próxima, onde prega o Evangelho”, explicou sua mãe.

Logo chegou a seu conhecimento que seu amigo recebera o batismo no Espírito Santo, coisa nova para sua família. A mãe do amigo insistiu para que Daniel o visitasse. Aceitou o convite. No caminho, estudou as passagens bíblicas onde se baseava a “nova doutrina”. Chegando à igreja do amigo, encontrou-o pregando. Sentou e prestou atenção na mensagem. Após o culto, conversaram longamente sobre a nova doutrina. Daniel demonstrou ser favorável. Em seguida, despediu-se e partiu, pois sua intenção não era permanecer na Suécia, mas retornar à América do Norte.

Em 1909, após despedir-se dos pais, em meio à viagem de retorno aos Estados Unidos, Daniel orou com insistência a Deus, pedindo o batismo no Espírito Santo. Como não estava preocupado como da primeira vez, posto que já conhecia os EUA, canalizou toda a sua atenção à busca da bênção. Ao aproximar-se das placas norte-americanas, sua oração foi respondida.

A partir de então, sua vida mudou. Daniel passou a pregar mais a Palavra de Deus e a contar seu testemunho a todos.

Ainda em 1909, por ocasião de uma conferência em Chicago, Daniel encontrou-se com o pastor batista Gunnar Vingren, que também fora batizado no Espírito Santo. Os dois conversaram horas sobre as convicções que tinham. Uma delas é que tanto um como o outro acreditavam que tinham uma chamada missionária. Quanto mais dialogavam, mais suas chamadas eram fortalecidas.

Quando Vingren estava em South Bend, Daniel Berg estava trabalhando em uma quitanda em Chicago quando o Espírito Santo mandou que se mudasse para South Bend. Berg abandonou seu emprego e foi até lá, onde encontrou Vingren pastoreando a igreja batista dali. “Irmão Gunnar, Jesus ordenou-me que eu viesse me encontrar com o irmão para juntos louvarmos o seu nome”, disse Berg. “Está bém!”, respondeu Vingren com singeleza. Passaram, então, a encontrarem-se diariamente para estudar as Escrituras e orar juntos, esperando uma orientação de Deus.

Após a revelação divina dada ao irmão Adolf Uldin de que o lugar para onde deveriam ir era o Pará, no Brasil, Daniel Berg, contra a vontade dos seus patrões, abandonou o emprego. Eles argumentaram: “Aqui você pode pregar o Evangelho também, Daniel; não precisa sair de Chicago”. Mas ele estava convicto da chamada e não voltou atrás.

Ao se despedir, Berg recebeu de seu patrão uma bolacha e uma banana. Essa era uma tradição antiga nos Estados Unidos. Simbolizava o desejo de que jamais faltasse alimento para a pessoa que recebesse a oferta. Esse gesto serviu de consolo para Berg, que em seguida partiu com Vingren para Nova Iorque, e de lá para o Brasil em um navio.

No Pará, Daniel, que logo se empregou como caldereiro e fundidor na Companhia Port of Pará, recebendo salário mensal de 12 mil réis, passou a custear as aulas de português ministradas a Vingren por um professor particular. No fim do dia, Vingren ensinava o que aprendera a Daniel. Justamente por isso, Berg nunca aprendeu bem a língua portuguesa. O dinheiro que sobrava era usado na compra de Bíblias nos Estados Unidos.

Tão logo começou a se fazer entender na língua portuguesa, passou a evangelizar nas cidades e vilas ao longo da Estrada de Ferro Belém-Bragança, enquanto Vingren cuidava do trabalho recém-nascido na capital. Como o Evangelho era praticamente desconhecido no interior do Pará, Berg se tornou o pioneiro da evangelização na região. É que as igrejas evangélicas existentes na época não tinham recursos suficientes para promover a evangelização no interior.

Após a evangelização de Bragança, tornou-se também o pioneiro na evangelização da Ilha de Marajó, onde peregrinou por muitos anos, a bordo de pequenas e grandes canoas. Berg ia de ilha em ilha, levando a mensagem bíblica aos pequenos grupos evangélicos que iam se formando por onde passava.

No início de 1920, Daniel visitou a Suécia, onde enamorou-se com a jovem Sara, com quem se casou em julho daquele ano. Em março de 1921, retornou ao Brasil, acompanhado por sua esposa.

Em 1927, o casal Berg mudou-se para São Paulo, onde Daniel continuou fazendo seu trabalho de evangelismo.

Daniel Berg sempre foi muito humilde e simples. Em suas pregações e diálogos sempre demonstrou essas virtudes. Ninguém o via irritado ou desanimado. Sempre que surgia algum problema, estas eram suas palavras: “Jesus é bom. Glória a Jesus! Aleluia! Jesus é muito bom. Ele salva, batiza no Espírito Santo e cura os enfermos. Ele faz tudo por nós. Glória a Jesus! Aleluia!”.

No Jubileu de Ouro das Assembléias de Deus no Brasil, comemorado em Belém, Berg estava lá, inalterado, enquanto os irmãos faziam referência a sua atuação no início da obra. Para ele, a glória era única e exclusivamente para Jesus. Berg considerava-se apenas um instrumento de Deus.

Nas comemorações do Jubileu no Rio de Janeiro, no Maracanãzinho, quando pastor Paulo Leivas Macalão colocou em sua lapela uma medalha de ouro, Berg externou visivelmente em seu rosto a idéia de que não merecia tal honraria.

Até 1960, Berg recebeu, diretamente de Deus, a cura de suas enfermidades mediante a oração da fé. Em 1963, foi hospitalizado na Suécia. Mesmo assim, ainda trabalhava para o Senhor. Ele saía da enfermaria para distribuir folhetos e orar pelos que se decidiam. A disciplina interna do hospital não lhe permitia fazer aquilo, por isso uma enfermeira foi designada para impor-lhe a proibição. Porém, ao deparar-se com o homem de Deus alquebrado pelo peso dos anos, mas vigoroso em sua tarefa espiritual, não teve coragem e desistiu da tarefa. Berg, então, continuou a oferecer literaturas.

Finalmente, em 1963, aos 79 anos, Daniel Berg passou a descansar nas moradas celestiais. Quando a morte chegou, encontrou-o sorridente e feliz. Ele não temeu. Seu tesouro estava guardado.


Fonte: Mensageiro da Paz

Estudantes `Cobaias` do `Kit Gay` Anti-homofobia, Causam Indignação dos Evangélicos

Denúncias recentes de estudantes da escola armando Nogueira, alegando que foram cobaias e obrigados a assistir os vídeos do ‘kit gay’ contra a homofobia que havia sido suspenso, causam indignação por parte dos deputados evangélicos.

O secretário de justiça e Direitos Humanos, Henrique Corinto, foi convocado pela bancada evangélica na Assembléia Legislativa do estado, no início do mês, para explicar as denúncias feitas sobre a distribuição dos kits anti-homofobia, de acordo com A Gazeta.
“Nós recebemos denúncias de estudantes e de pais de alunos, que na escola Armando Nogueira, os professores estavam obrigando os alunos a assistirem os vídeos. Muitos estudantes reclamaram que sequer puderam sair da sala que foi trancada,” explicou o deputado Astério Moreira (PRP).
Segundo Moreira, o próprio diretor da escola confirmou que estava sendo obrigado pelo secretário de educação a exibir os vídeos. Os deputados ficaram indignados ao saber que mesmo sendo suspensos os vídeos continuaram a ser exibidos aos estudantes do Acre, com alegação de ser projeto piloto.
“Isso é crime. Quer dizer que estão usando nossas crianças como cobaias?” reclamou a deputada Antônia Sales (PMDB).
O pastor José Wildson, presente na reunião, disse ao secretário que se o governo insistisse na divulgação do material a sociedade seria mobilizada contra a prática. “Se é proibido falar de religião nas escolas por que é obrigado falar de homossexualismo? Não vejo bom senso nessa medida e vamos reagir contra.”
O pastor ficou indignado e esclareceu que eles defendem a família e não são contra os homossexuais. “Somos contra a indução, a apologia à prática,” disse ele.
O secretário de Direitos Humanos decidiu a suspensão da exibição dos vídeos na escolas públicas da capital. “O assunto é polêmico e deve ser melhor esclarecido. Não queremos alimentar polêmica por isso decidi suspender a partir de hoje,” disse Henrique Corinto.

Mensagens bíblicas publicadas por hackers no site da Parada Gay foram para gerar mais brigas entre gays e evangélicos

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel O secretário da ABGLT para a Região Sul, Marcio Marins, disse, em entrevista ao G1, que uma fonte ligada aos crackers fez contato para ajudar na investigação. A intenção do ataque, segundo essa fonte, era “desgastar gays e evangélicos”, com a publicação de mensagens falsas sobre o apoio da Associação a eventos contrários à religião (como uma queima de Bíblias).
Reuniões virtuais teriam sido feitas em um blog para articular o ataque.
Fonte: G1

Deputado gay Jean Wyllys irá propor moção de aplausos na Câmara ao Pastor Ricardo Gondim

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel Deputado gay Jean Wyllys irá propor moção de aplausos na Câmara ao
 Pastor Ricardo GondimA conversa surgiu quando ele elogiava o texto do Frei Betto, um representante de Igreja Católica que saiu em defesa dos direitos civis para homossexuais e em defesa do Estado Laico.
Por causa dessa luta em favor do grupo LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis), Jean Wyllys estava propondo aprovar na Câmara uma moção de aplausos para o religioso.
Uma de suas seguidoras pediu para ele incluir o pastor da Igreja Betesda nesta moção já que ele vem sofrendo uma série de “retaliações” da comunidade evangélica por também defender a causa LGBT.


Fonte: Gospelprime

Frente Parlamentar Evangélica: Saiba como funciona e quem são os políticos que lutam contra PLC 122, Kit Gay e outras propostas

A Frente Parlamentar Evangélica existe há mais de dez anos e foi criada com a intenção de ajudar na luta em assuntos polêmicos como aborto, união civil gay, liberdade religiosa, entre outros temas que dizem respeito à família e a fé cristã. Atualmente ela é presidida pelo Deputado Federal João Campos do PSDB, partido da oposição.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel A maioria dos deputados e senadores que fazem parte da Frente é de partidos governistas, ou seja, a favor do governo e apenas uma pequena parte, dez deputados, faz parte da oposição.
Nos últimos dias, devido à liberação do casamento civil gay e a tentativa da inclusão do kit de combate a homofobia nas escolas públicas a Frente tem se manifestado e ganhado olhar da sociedade não só evangélica.
A Frente Parlamentar Evangélica, apesar de ser formada por mais de setenta políticos, não é um órgão reconhecido oficialmente pelo governo. Ela foi uma forma que parlamentares evangélicos encontraram de se unirem para lutarem por interesses que norteiam a fé de ambos.
Segue abaixo a lista com os nomes, partido, estado e base de todos os deputados e senadores que fazem parte da Frente Parlamentar Evangélica atualmente:
Deputado / Partido / Estado
  • Antônia Lúcia PSC – AC
  • Sabino Castelo Branco PTB – AM
  • Silas Câmara PSC – AM
  • Henrique Afonso PV – AC (oposição)
  • Fátima Pelaes PMDB – AP
  • Erivelton Santana PSC – BA
  • Marcio Marinho PRB – BA
  • Sérgio Brito PSC – BA
  • Ronaldo Fonseca PR – DF
  • Lauriete Rodrigues PSC – ES
  • Humberto Mannato PDT – ES
  • Sueli Vidigal PDT – ES
  • Audifax Barcelos PSB – ES
  • Iris de Araújo PMDB – GO
  • João Campos PSDB – GO (oposição)
  • Erivelton Santana PRB – MA
  • José Vieira PR – MA
  • Edivaldo de Holanda PTC – MA
  • Lourival Mendes PTdoB – MA
  • Sétimo Waquim PMDB – MA
  • George Hilton PRB – MG
  • Gilmar Machado PT – MG
  • Leonardo Quintão PMDB – MG
  • Lincon Portela PR – MG
  • Rodrigo Grilo PSL – MG
  • Walter Tosta PMN – MG
  • Josué Bengston PTB – PA
  • José Marinho PSC – PA
  • Francisco Eurico PSB – PE
  • Anderson Ferreira PR – PE
  • Aguinaldo Ribeiro PP – PB
  • André Zacharow PMDB – PR
  • Fernando Francischini PSDB – PR (oposição)
  • Edmar Arruda PSC – PR
  • Hidekazu Takayama PSC – PR
  • Andreia Zito PSDB – RJ (oposição)
  • Arolde de Oliveira DEM – RJ (oposição)
  • Benedita da Silva PT – RJ
  • Adilson Soares PR – RJ
  • Eduardo Cunha PMDB – RJ
  • Felipe Pereira PSC – RJ
  • Antony Garotinho PR – RJ
  • Liliam Sá PR – RJ
  • Neilton Mulim PR – RJ
  • Vitor Paulo PRB – RJ
  • Walney Rocha PTB – RJ
  • Aureo Ribeiro PRTB – RJ
  • Washington Reis PMDB – RJ
  • Lindomar alves PV – RO (oposição)
  • Nilton Balbino PTB – RO
  • Johnathan de Jesus PRB – RR
  • Ronaldo Nogueira PTB – RS
  • Onyx Dornelles DEM – RS (oposição)
  • Heleno da Silva PRB – SE
  • Laercio Oliveira PR – SE
  • Roberto de Lucena PV – SP (oposição)
  • Antônio Bulhões PRB – SP
  • Bruna Furlan PSDB – SP (oposição)
  • Jefferson Campos PSB – SP
  • Jorge Tadeu DEM – SP (oposição)
  • Marcelo Aguiar PSC – SP
  • Marco Feliciano PSC – SP
  • José Olimpio PP – SP
  • Otoniel Lima PRB – SP
  • Paulo Freire PR – SP
  • Newton Lima PT – SP
Senador / Partido /  Estado
  • Walter Pinheiro PT – BA
  • Magno Malta PR – ES
  • Marcelo Crivella PRB – RJ
Presidente: Dep. João Campos
Vice-Presidentes: Dep. Antony Garotinho, Dep. Benedita da Silva, Dep. Paulo Freire, Dep. Roberto de Lucena e Senador Walter Pinheiro.
Fonte: Gospel+

Governo chinês aumenta pressão sobre cristãos

   
 
Bíblia chinesa  
CHINA (16º) - A polícia prendeu na segunda-feira 6/6/2011 mais 20 membros da igreja Cristã Shouwang na China, quando tentavam orar juntos numa praça em Beijing capital do país. Há uma repressão severa acontecendo contra os membros da igreja local no país, com a prisão de líderes e perseguição contra os crentes.

Fiéis da Shouwang se reuniam numa praça pública para orar todo domingo, desde 10 de abril, após as autoridades os expulsarem dos locais alugados onde estavam se encontrando. Nos últimos anos, em outras ocasiões a polícia os tirou desses lugares e os crentes foram forçados a orar nas ruas. Todos os domingos, incluindo a Páscoa, a polícia vem prendendo todos aqueles que oram nas ruas, incluindo crianças com poucos anos de vida e idosos com mais de 70 anos. O pastor Jin Tianming, fundador da igreja, que estava sobre prisão domiciliar por nove semanas, disse que a polícia deteve centenas deles.

Antes de 4 de junho, o aniversário do massacre da Praça Tiananmen (1989), dezenas de fiéis foram convocados pela polícia e ameaçados ou colocados sobre prisão domiciliar por vários dias para evitar protestos e orações públicas. A perseguição policial também focou nas vidas pessoais de alguns dos cristãos ameaçando-os de perder o emprego. Jin informou que quatro líderes da igreja, incluindo um pastor e dois diáconos, estão receosos sobre a decisão que haviam tomado de se encontrarem para orar nas ruas.

Numa carta para os crentes, Jim disse: "a saída do nosso colega impactou toda a igreja, como um terremoto". Mas ele também insistiu que a congregação, que tem cerca de 1000 seguidores e é umas das maiores igrejas locais, permanece firme.

A Igreja de Shouwang em 2009 também adquiriu um prédio de 1500 metros quadrados para suas atividades, mas as autoridades bloquearam o uso do imóvel.

Pressão do Governo tem aumentado

As autoridades estão focando-se cada vez mais nas igrejas locais, para refrear suas atividades e assim, assimila-las ao Movimento das Três Autonomias, que é controlado pelo Partido Comunista.

Semana passada, a Associação de Ajuda da China denunciou a prisão "administrativa" do pastor Enhao Shi, Vice Presidente da Aliança das Igrejas Chinesas (CHCA- sigla em inglês), que ficou detido por 12 dias na prisão Suqian (Jiangsu).

Até Meiling Chang, que também é um seguidor da CHCA, ficou 12 dias em detenção administrativa imposta sem julgamento.

Na China há mais Cristãos Protestantes não oficiais (80 milhões) do que membros do Movimento das Três Autonomias (20 milhões). Para que a situação não saísse do controle do Partido, por quase 4 anos uma campanha para eliminar as comunidades clandestinas ou fundi-las na comunidade oficial está em andamento.

A série de prisões dos Cristãos Protestantes coincidiu com as prisões dos ativistas democráticos e advogados de direitos humanos. Beijing teme que qualquer movimento não controlado pelo Parlamento possa iniciar uma "revolução jasmim" similar a que está sacudindo o norte da África e o Oriente Médio. O medo é causado pelo fato de que vários ativistas dos direitos humanos se converteram ao Cristianismo.

Tradução: Bárbara Mulatinho



Fonte: AsiaNews
 

O QUE SIGNIFICA 5777--"LEI PERFEITA, LEI DA LIBERDADE"

(TG 2:8; 1:25)(ler -2 Co 3:16 a18)."SE CRISTO VOS LIBERTAR SEREIS VERDADEIRAMENTE LIVRES."(JO 8:36)-- Para que...