terça-feira, 17 de novembro de 2015

Curso Pregações Evangélicas


Aulas do Curso Pregações Evangélicas

Veja o que você vai aprender no curso Pregações Evangélicas Passo a Passo:

O curso pregações evangélicas GERAÇÃO GRAÇA E PAZ passo a passo é hoje sem dúvidas a plataforma mais completa que a internet oferece tanto para as pessoas que querem aprender, quanto para as pessoas que querem aperfeiçoar suas pregações evangélicas. O curso é composto por quase trinta vídeo-aulas em que todos os temas necessários para desenvolver uma boa pregação são desenvolvidos , que  acompanham apostilas para estudo e acompanhamento.




  • AULA 01                                          
    Comunhão com Deus

  • AULA 02
    A Primeira Hora do Dia
  • AULA 03
     A Estrutura de um Sermão
  • AULA 04
    A Introdução do Sermão

  • AULA 05
     O Corpo do Sermão
  • AULA 06
    A Conclusão do Sermão
  • AULA 07
     Os 3 Tipos de Pregação
  • AULA 08
    Pregação Temática

  • AULA 09
    Montando a Pregação Temática
  • AULA 10
    Pregação Expositiva
  • AULA 11
     Montando a Pregação Expositiva
  • AULA 12
    Pregação Textual

  • AULA 13
    Montando a Pregação Textual
  • AULA 14
    O Preparo do Sermão
  • AULA 15
     A Escolha do Texto Bíblico
  • AULA 16
    Interpretação Bíblica

  • AULA 17
    A Apresentação do Sermão
  • AULA 18
    Ilustrações
  • AULA 19
    O Apelo
  • AULA 20
    O Fundo Musical

  • AULA 21
    Variação de Pregação
  • AULA 22
    Qualidades de um Bom Pregador
  • AULA 23
    O Vestuário do Pregador
  • AULA 24
    O Comportamento do Pregador

INFORMAÇÕES PELO NOSSO WHATSS APP
019 9 8292 7812  COM AP ROBERTO

Morre o cantor Luiz de Carvalho


Morre o cantor Luiz de Carvalho
Faleceu na madrugada desta terça-feira (17), por volta das 4h30, o cantor Luiz de Carvalho. O cantor estava internado, no Hospital da Unimed, em São Bernardo do Campo (SP), desde o dia 27 de outubro, quando sofreu um AVC isquêmico.

Luiz de Carvalho dedicou toda a sua vida ao serviço do Reino. De acordo com palavras da filha numa rede social, “Luiz foi um homem que deu sua vida pelas outras pessoas”.

Luiz de Carvalho serviu a Deus servindo às pessoas que estavam ao seu redor. Sempre humilde, foi cantar nos cantinhos mais distantes e inacessíveis deste grande Brasil. Viajou pela Europa e Estados Unidos pregando o Evangelho, levando a mensagem de Cristo a todas as pessoas. Sua voz inconfundível e marcante entoava os louvores de maneira singela, e através destes louvores o Espírito Santo de Deus tocou no coração de milhares de pessoas.
Luiz de Carvalho tinha 90 anos. Ele nasceu em Bauru (SP), em 16 de maio de 1925. Ele foi o primeiro cantor evangélico a gravar um LP. O cantor lançou mais

Justiça condena igreja adventista que mantinha menores em situações análogas à escravidão


A 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT-MT) manteve decisão que proibiu a Igreja Adventista Remanescente de Laodiceia, com unidade instalada em Cuiabá, de utilizar mão de obra de crianças e adolescentes na venda de livros religiosos e outros produtos. De acordo com os autos, os "voluntários" eram submetidos à situações análogas às de escravos. Os desembargadores, todavia, rejeitaram o pedido de reconhecimento de vínculo de emprego.

A ação foi movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT-MT) após denúncias de que a instituição estaria, sob a falsa caracterização de trabalho voluntário, coagindo adultos, jovens e crianças a trabalharem irregularmante, com remuneração irrisória. O órgão pediu, entre outras coisas, a condenação da entidade religiosa, da editora responsável pelas publicações e de sua líder/mentora em R$ 3 milhões de reais.

Em primeira instância, o juiz José Roberto Gomes, da 4ª Vara do Trabalho da Capital, acolheu as denúncias e reconheceu a existência de vínculo empregatício. Em síntese, ele desconsiderou o argumento de trabalho voluntário devido à inexistência de um termo de adesão para isso e condenou as rés ao pagamento de 100 mil. Estabeleceu, ainda, uma série de obrigações, como a quitação de direitos trabalhistas.

Para a 1ª Turma do Tribunal, todavia, as atividades de vendas pelos membros da igreja estavam relacionadas diretamente com questões de ordem vocacional e religiosa. Conforme destacou o desembargador Osmair Couto, relator do processo, a igreja prega uma vida em comunidade, relativamente afastada dos costumes do mundo moderno.

Para viabilizar a manutenção desse agrupamento e a divulgação da fé, seus integrantes produzem internamente bens, como roupas de cama e pedras de amolar, e os comercializam porta a porta, juntamente com os materiais religiosos impressos pela editora da igreja.

A destinação de cerca de 50% dos recursos dessas vendas para os próprios trabalhadores (algo em torno de 300 reais) foi um dos pontos usados para sustentar a existência de um suposto serviço voluntário e exploração da mão de obra. “Nenhuma das pessoas ouvidas em Cuiabá, menores e adultos, alegou ter firmado um contrato de emprego com os réus - Todos falaram em trabalho voluntário e de colportagem”, destacou o desembargador-relator.

“A subordinação existente é de índole eclesiástica, e não empregatícia, e a retribuição percebida diz respeito à participação do colportor na renda conseguida”, acrescentou ele em seu voto, seguido pelos demais integrantes da Turma.

Osmair Couto destacou também que o TRT-MT vem decidindo, quando se trata de remuneração em torno desse mesmo percentual, que se trata de uma modalidade de trabalho a qual se assemelha a uma parceria, “não sendo o caso da existência de contrato de emprego”.

A denúncia apresentada pelo MPT também indicava que a mão de obra de crianças e adolescentes estaria sendo empregada para a comercialização.

A partir de depoimentos de integrantes da comunidade e mesmo dos menores, a 1ª Turma concluiu não haver prova da acusação. Entretanto, foi evidenciado que os réus incentivam e aceitam o trabalho de adolescentes, quando completados os 14 anos.

“A partir do momento em que os réus optaram por pregar a vida em comunidade são responsáveis pelas regras impostas, as quais não podem ser contrárias as leis nacionais”, salientou o relator, ao apontar que a conduta infringiu a Constituição Federal e tratados internacionais que vedam o trabalho de menores em certas condições. Foi nesse sentido que a Turma manteve a decisão do juiz José Roberto Gosmes de proibição do uso de mão de obra de crianças e adolescentes no processo de comercialização dos bens e publicações da comunidade.

Quanto aos demais pontos da condenação, em especial aqueles ligados ao reconhecimento do vínculo de emprego, como o pagamento de 13º, férias, entre outros, estes foram modificados.
Fonte: Olhar Direto

Grupo Anonymous declara guerra ao Estado Islâmico

Imagem redimensionada
O grupo de hackers Anonymous respondeu contra aos ataques terroristas em Paris, e por meio de vídeo, declarou guerra ao Estado Islâmico, responsável pelos atentados.

Na gravação, um porta-voz que usa a máscara de Guy Fawkes – soldado inglês que virou símbolo do Anonymous – declara que usará sua experiência de guerra para acabar com o grupo extremista.

"Esperem ataques cibernéticos maciços. A guerra está declarada. Preparem-se", diz o homem em francês. "Vocês devem saber que vamos encontrá-los. Lançaremos a maior operação contra vocês." O porta-voz mascarado ainda afirma que "os franceses são mais fortes e que irão sair dessa mais fortalecidos".

O anúncio é feito após ao menos 129 pessoas morrerem e 350 ficarem feridos em uma série de atentados em Paris, na França, na última sexta-feira (13). Os ataques foram reivindicados pelo grupo jihadista Estado Islâmico, conhecido por suas violentas práticas na ampla área que domina dentro dos territórios da Síria e Iraque.

Os terroristas também alegam ter sido responsáveis por derrubar o Airbus 321 da companhia aérea russa Metrojet, no último dia 31 de outubro, no Egito. Na ocasião, todas as 224 pessoas a bordo, em sua maioria russas, morreram.


Fonte: Último Segundo

OVELHAS - QUEM SÃO ?

     No capítulo 34 do livro do profeta Ezequiel, o Senhor faz uma relação de tipos de ovelhas e acusa os pastores de Israel (os sacerdote...