quinta-feira, 4 de setembro de 2014

PET PETS BRASIL VAI INAUGURAR SUA LOJA EM JAGUARIÚNA EM SETEMBRO .


ESTAREMOS INAUGURANDO  NOSSA  LOJA  NO  MES  DE SETEMBRO NA  CIDADE  DE  JAGUARIÚNA .

RAÇÕES - CASINHAS - PESCA - ACESSÓRIOS - ETC .

ESTAREMOS  LOCALIZADOS  A  RUA  PAULO  SAVIOLLI  32
JARDIM  EUROPA - SÃO  PAULO
FONES 019 9 9137 1059 
019 9 8292 7812
019 9  9137 1059


"No vale de ossos secos", por Apóstolo Estevam

Ezequiel 37: 1 a 10 “Veio sobre mim a mão do SENHOR; ele me levou pelo Espírito do SENHOR e me deixou no meio de um vale que estava cheio de ossos, e me fez andar ao redor deles; eram mui numerosos na superfície do vale e estavam sequíssimos. Então, me perguntou: Filho do homem, acaso, poderão reviver estes ossos? Respondi: SENHOR Deus, tu o sabes.
Disse-me ele: Profetiza a estes ossos e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do SENHOR. Assim diz o SENHOR Deus a estes ossos: Eis que farei entrar o espírito em vós, e vivereis. Porei tendões sobre vós, farei crescer carne sobre vós, sobre vós estenderei pele e porei em vós o espírito, e vivereis. E sabereis que eu sou o SENHOR. Então, profetizei segundo me fora ordenado; enquanto eu profetizava, houve um ruído, um barulho de ossos que batiam contra ossos e se ajuntavam, cada osso ao seu osso.
Olhei, e eis que havia tendões sobre eles, e cresceram as carnes, e se estendeu a pele sobre eles; mas não havia neles o espírito. Então, ele me disse: Profetiza ao espírito, profetiza, ó filho do homem, e dize-lhe: Assim diz o SENHOR Deus: Vem dos quatro ventos, ó espírito, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. Profetizei como ele me ordenara, e o espírito entrou neles, e viveram e se puseram em pé, um exército sobremodo numeroso.”
Deus deu uma tremenda visão profética a Ezequiel. A visão era o estado espiritual do povo de Israel, que estava destruído pelo pecado e pelas malignidades. Eles realmente precisavam receber uma porção espiritual para conhecerem o poder da ressurreição.
Com base nesta passagem, em primeiro lugar, precisamos entender que é necessário renascer todos os dias.
Em Romanos 8:11, está escrito: “Se habita em vós o Espírito daquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos vivificará também o vosso corpo mortal, por meio do seu Espírito, que em vós habita.”.
O que Paulo quis dizer? Que, todos os dias, precisamos nos encher do Espírito Santo de Deus. Precisamos nos encher deste poder. Este poder que nos levanta, que nos dá perspectivas de um futuro glorioso, que tira todas as confusões das nossas mentes e que nos  impede de chegar ao estado que estava aquele vale que Ezequiel enxergou.
Aqueles ossos estavam sequíssimos e destruídos. Com certeza, virariam pó. Mas havia uma saída, uma solução: o poder da ressurreição. E ele precisa estar presente em nós!
Em segundo lugar, precisamos ter fé!
O profeta estava diante de um vale de ossos secos. Talvez, essa seja a visão que você tenha de muitas áreas da sua vida! Para você, talvez, não tenha mais jeito!
Mas o Senhor ouve o teu choro, o teu clamor, olha para você e pergunta: Você crê que todos estes ossos podem renascer? Você crê na transformação deste cenário?
Qual será a sua resposta? Pense muito bem, pois ela vai determinar o final desta história!
Eu sei que a resposta de Ezequiel foi: Senhor, Tu sabes, Tu podes, e eu creio! Eu creio que Tu podes realizar o impossível!
Depois de ouvir aquela resposta, carregada de fé, o Senhor diz a ele: Já que você crê, profetize!
Você está chorando, mas continua crendo no poder transformador do Senhor? Então, profetize! Está difícil? Profetize! Clame ao Senhor, porque haverá uma revolução!
Depois do posicionamento de Ezequiel, os ossos começaram a se juntar, tendões se juntaram com tendões... A pele começou a se formar...os músculos... os corpos recuperam sua forma... A transformação foi completa!
Daquele vale de ossos secos, se levantou um grande exército! E o Senhor mostrou que a glória da segunda casa é maior do que a da primeira, porque Deus continua dizendo ao profeta: Este é o povo de Israel, e vocês saberão que eu sou Deus, quando Eu abrir as vossas sepulturas!
Há uma mensagem profética grandiosa neste milagre: Deus vai colocar as coisas da sua vida em ordem, pelo poder da ressurreição.
O Senhor está abrindo, hoje, todas as sepulturas, está enxugando as lágrimas dos seus olhos e está realizando uma grande restauração!
Creia, profetize e você verá, destas áreas que estavam mortas em sua vida, surgir um grande milagre.
1 Coríntios 2: 9 “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.”

PASSANDO DE DEVEDOR PARA INVESTIDOR


Você gasta mais do que ganha? Sim, não, ou nem sabe? 
É muito comum encontrar pessoas que gastam mais do que ganham e nem sequer se dão conta disso, segundo o consultor Fabio Souza e o professor da FGV-SP Samy Dana, autores do livro "Como passar de devedor para investidor – um guia de finanças pessoais" (Editora Cengage Learning, R$ 31,90).
Se sempre falta dinheiro no fim do mês ou a pessoa não consegue guardar uma parte do que ganha, a resposta é a falta de controle nos gastos.
Segundo os autores, a maior parte das pessoas não consegue saber, ao final do mês, para onde foi todo o dinheiro que ganhou. O segredo está no controle dos gastos considerados pequenos.

1ª etapa: faça um diagnóstico da situação financeira

O primeiro passo para sair da situação de devedor é fazer um diagnóstico da situação financeira. Os autores sugerem que todos os gastos – todos mesmo – sejam anotados quando acontecem, imediatamente. Essa deve ser a base para todo o trabalho que será feito a seguir.
Como controlar seus gastos
  • Guarde os comprovantes
    A maneira mais simples de ter controle sobre esses gastos é guardar todos os comprovantes de gastos e anotá-los diariamente
  • Faça uma planilha
    Após um determinado período, uma semana, por exemplo, esses gastos devem ser anotados em uma planilha
  • Cuidado com o dinheiro
    Gastos em dinheiro podem ser controlados com nota fiscal ou ainda, ter sempre em mãos um pequeno bloco de papel ou planilhas no celular
  • Centavos e moedas também contam
    Não se deve desprezar os centavos e moedas. Todos os gastos devem ser anotados com exatidão
  • Pequenos gastos, grandes despesas
    Não ignore os pequenos gastos, que podem ser uma fonte de grandes despesas. Exemplos: lanches, estacionamento, papelaria, jornais, gorjetas, pequenos presentes
Fonte: "Como passar de devedor para investidor: um guia de finanças pessoais" (Fabio Sousa e Samy Dana, Editora Cengage Learning)

2ª etapa: entenda a renda

O segundo passo é entender melhor os rendimentos. A pessoa não deve cair na armadilha de gastar mais do que ganha ou mesmo o equivalente ao valor do salário. É preciso gastar menos do que o valor recebido após todos os descontos.
E que descontos são esses? Por exemplo: um assalariado que receba R$ 5.000, na verdade, recebe menos. Há o desconto do Imposto de Renda, do INSS, plano de saúde, vale-transporte, etc.
Se sobrarem R$ 4.000, este é o valor a ser considerado como receita. E a pessoa deve gastar menos do que isso todo mês.
Os pequenos gastos são perigosos para o orçamento, mas as despesas fixas são as grandes vilãs.
Samy Dana diz que o ideal é manter essas despesas no limite de 50% da renda. "É preciso ficar atento quando esse valor está acima disso. Se ultrapassar muito esse limite, é hora de rever os gastos para baixo e até mesmo diminuir o padrão de vida", diz.
6 dicas para diminuir as despesas fixas
  • Antonio Rodrigues
    1
    Alimentação
    Alimentação é um dos principais gastos. Comer fora em restaurantes caros ou comprar sempre produtos prontos pode pesar no orçamento.Foto: Antonio Rodrigues
  • Eduardo Anizelli/Folhapress
    2
    Carro
    Carro é outra despesa grande. Só entre num financiamento se o carro for utilizado para aumentar a renda. Se for apenas para passeio, poupe para comprar o carro à vista. Prefira um modelo mais barato na primeira compra. Considere os gastos adicionais com estacionamento, IPVA, seguro e manutençãoFoto: Eduardo Anizelli/Folhapress
  • Stan Honda/AFP
    3
    Condomínio
    Se o condomínio do prédio é alto, considere trocar de apartamento ou fazer parte do conselho de administração para tentar diminuir as despesasFoto: Stan Honda/AFP
  • BBC Brasil
    4
    Escola
    Escola é investimento para obter melhor renda no futuro, mas estudar em boas escolas não significa necessariamente estudar nas mais caras. Levar lanche de casa e escolher uma escola mais próxima para diminuir gastos com transporte são boas ideiasFoto: BBC Brasil
  • Shutterstock
    5
    Imóvel
    Se mora de aluguel, deve considerar a possibilidade de financiar uma casa para ter um imóvel próprio. A melhor opção é fazer um planejamento de longo prazo e aplicar o valor exato para que seja possível comprar um imóvel à vista ou dar uma boa entradaFoto: Shutterstock
  • Divulgação
    6
    Telefone
    Telefone é outro gasto importante. Certifique-se de que tem o plano adequado às suas necessidades. Use comunicação pela internet e mensagens. Verifique se vale a pena ter um telefone fixo e outro celularFoto: Divulgação
Fonte: "Como passar de devedor para investidor - um guia de finanças pessoais" (Fábio Sousa e Samy Dana, Editora Cengage Learning)

3ª etapa: comece a investir

Após três meses de controle rígido dos gastos, os autores acreditam que será possível ter uma boa ideia de como e onde gasta e também deve começar a sobrar algum dinheiro para investir.
O primeiro objetivo é formar uma reserva de emergência, que deve equivaler de 6 a 12 vezes o valor do gasto mensal. O segundo, criar um plano de aposentadoria ou independência financeira, equivalente a pelo menos 10 anos de gastos.
Para a reserva de emergência, deve-se aplicar em investimentos de baixo risco e alta liquidez, como poupança, CDB, tesouro direto, fundos DI e renda fixa.
Para o plano de aposentadoria, é possível colocar o dinheiro num plano de previdência privada ou títulos do Tesouro Direto de longo prazo, além de investimentos em imóveis para alugar.
Investimentos mais arriscados como ações ou fundos multimercados devem ser acompanhados de perto. "A Bolsa está muito ligada ao imaginário, mas historicamente não vai bem no Brasil", diz Samy Dana.



CRÉDITO . http://economia.uol.com.br/financas-pessoais/noticias/redacao/2014/09/04/como-passar-de-devedor-para-investidor.htm

Encontrado papiro com mais antiga menção à Santa Ceia

Encontrado papiro com mais antiga menção à Santa CeiaUm documento encontrado na Biblioteca da Universidade John Rylands em Manchester, Inglaterra, pode ser o mais antigo registro descrevendo a santa ceia (ou Eucaristia). Ele seria usado como uma espécie de “amuleto de proteção”.
As palavras “mágicas” foram escritas em um pedaço de papiro reciclado, originalmente usado como uma espécie de nota fiscal da compra de grãos.
A doutora Roberta Mazza, pesquisadora do Instituto de Pesquisa John Rylands, encontrou o ‘amuleto grego’ enquanto estudava milhares de fragmentos de documentos históricos inéditos que são guardados nos cofres da biblioteca.
Ela acredita que o papiro pode lançar uma luz importante sobre o cristianismo primitivo, cerca de apenas 300 anos após a conversão do imperador romano Constantino. O material mostra como os cristãos aparentemente adotaram a práticas pagãs de usar amuletos que protegeriam o usuário contra perigos.
Mazza usou técnicas de imagens espectrais para analisar o papiro e descobriu que ele era “reciclado” ao constatar letras mais fracas na parte traseira. É possível ler a informação sobre o pagamento do imposto de grãos na vila egípcia de Tertembuthis, nas imediações da antiga cidade de Hermópolis, na moderna el-Ashmunein. Depois de reescrito, cortado e dobrado, ficava dentro de um medalhão ou pingente, explica a pesquisadora.
O documento tem cerca de 1.500 anos de idade e estava na biblioteca desde 1901, mas ninguém tinha prestado atenção ao seu significado. “Esta é uma descoberta importante e inesperada, pois é o documento mais antigo a se referir à Eucaristia. Trata-se de uma combinação de passagens bíblicas, incluindo Salmo 78:23-24, Salmo 148:5, Mateus 26:28-30, entre outros.
Um dos trechos diz: “Nosso Deus preparou uma mesa no deserto sagrado para o povo e deu o maná da nova aliança para comer, o corpo imortal do Senhor e o sangue de Cristo derramado por nós na remissão dos pecados.”
A doutora explica que algumas palavras possuem erros ortográficos e outras estão na ordem errada. Isso sugere que seu autor conhecia o texto de cor e não o copiou de outro papiro.
“Podemos dizer que este é um exemplo extremamente raro de como a fé cristã e a Bíblia tornaram-se significativos para as pessoas comuns da época, não apenas para sacerdotes e a elite. É muito emocionante. Graças a esta descoberta, podemos entender que o conhecimento da Bíblia era mais disseminado no Egito do século VI dC do que pensávamos até agora.” Com informações Daily Mail eHuffington Post

Thalles Roberto lança campanha “Se Liga no Groove”

Nesta terça-feira (2/9), Thalles Roberto lançou a campanha “Se Liga no Groove”. Os interessados devem enviar vídeos em que apareçam cantando a música “Se Liga no Grove”, para o e-mail seliganogroove@thallesroberto.com.br. Os dados dos participantes (nome, endereço e idade) devem estar no corpo da mensagem (clique aqui e confira o regulamento completo).
 
De acordo com o site do cantor, a promoção terá duas etapas. Na primeira, que começa em 7 de setembro, serão postados, no Facebook oficial do músico, vídeos dos participantes, previamente analisados. No dia 10 de outubro, a lista com os nomes dos classificados para a segunda fase será divulgada.
 
Os vencedores da primeira etapa serão avaliados pela produção do Ministério Thalles Roberto, em conjunto com a equipe da Equipe da Universal Music Christian Group. No dia 20 de outubro, o nome do grande vencedor será revelado.
 
Além de ter seu vídeo divulgado no site oficial do Thalles, o ganhador da promoção “Se Liga no Grove” vai faturar os seguintes prêmios:
 
-Um violão Taylor
-Um notebook personalizado ZION
-Um kit TR3, com todos os produtos da loja
-Um CD ID3
-Um DVD ID3
 
 
Confira o lyric video da música “Se Liga no Groove”
 
 
 
Redação iGospel  VIA  GRITOS  DE  ALERTA

Para Marina, perguntas sobre crença são feitas porque ela é evangélica

A candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, reclamou nesta quinta-feira (4), durante sabatina em Porto Alegre, que a imprensa só questiona sobre sua fé em razão de ela ser evangélica. A presidenciável classificou as indagações em torno de seus posicionamentos religiosos como "preconceito" e disse que não vê o tema sendo colocado a católicos ou a pessoas sem nenhuma crença. Marina participou do Painel RBS especial de eleições, entrevista promovida pelo Grupo RBS, na capital gaúcha.
"Essa pergunta é feita a mim porque sou evangélica, nunca vi ninguém fazendo essa pergunta a um líder católico ou a uma pessoa que não tenha crença", respondeu Marina, ao ser questionada sobre a influência de suas crenças em suas decisões. "A fé de qualquer pessoa faz parte de sua vida e acho que deve ser respeitada tanto quanto quem não tem crença nenhuma. O presidente da República comprometido com o Estado laico tem de defender o Estado laico", ponderou.
Essa pergunta é feita a mim porque sou evangélica, nunca vi ninguém fazendo essa pergunta a um líder católico ou a uma pessoa que não tenha crença"
Marina Silva, candidata do PSB à Presidência, ao ser questionada sobre a influência de suas crenças em suas decisões
Na última terça (2), ao ser indagada durante entrevista ao "Jornal da Globo" sobre se era verdade que tomava decisões lendo aleatoriamente a Bíblia, ela ressaltou que, para qualquer pessoa cristã ou judia, "a Bíblia é sem sombra de dúvida uma fonte de inspiração". Na ocasião, a ex-senadora afirmou que, apesar da inspiração religiosa, para todas as pesssoas "as decisões são tomadas com base racional".
Marina chegou aos estúdios da RBS TV, onde ocorreu a sabatina, acompanhada de seu candidato a vice, o deputado Beto Albuquerque (RS), e do senador gaúcho Pedro Simon (PMDB), que foi convencido pela presidenciável do PSB a disputar a reeleição ao Senado.
A ex-senadora foi a terceira entrevistada da série de painéis do Grupo RBS com os presidenciáveis. Dilma Rousseff foi a primeira a ser sabatinada. Luciana Genro participou do evento na semana passada.
Casamento gay
Na sabatina desta quinta, Marina Silva também voltou a comentar as alterações promovidas no capítulo de seu programa de governo que defendia o apoio ao casamento gay. Um dia após lançar seu conjunto de propostas para a eleição presidencial, a campanha do PSB tirou o trecho que manifestava apoio a projetos para legalizar o casamento igualitário no Brasil, que permite a união entre pessoas do mesmo sexo.
Segundo a candidata, o recuo em torno do tema não se deu por pressão do pastor Silas Malafaia, líder da igreja evangélica Assembleia de Deus Vitória em Cristo. Malafaia criticou a proposta da ex-senadora nas redes sociais assim que foi divulgado que o programa dela se posicionava a favor de que o casamento gay se tornasse lei.
"Para ser sincera, eu nem li os tuítes do pastor Silas Malafaia. Não me sinto pressionada por ele e nem por ninguém. Eu me sinto no processo de discussão democrática. O nosso programa é respeito aos direitos da pessoa. Os direitos dos que creem e dos que não creem", disse Marina.
Ela assegurou na entrevista em Porto Alegre que a alteração no programa foi feita pela própria equipe de governo, e não por ela. "As pessoas podem até não acreditar. Já tem preconceito pelo fato de eu ser evangélica", enfatizou.
Apesar do mal-estar provocado com militantes de movimentos sociais devido ao recuo na pauta gay, a candidata afirmou ter melhores propostas para os homossexuais do que as apresentadas pela presidente Dilma Rousseff, candidata do PT à reeleição, do presidenciável do PSDB, Aécio Neves, e da ex-deputada Luciana Genro, que disputa a corrida presidencial pelo PSOL.
"Posso te dizer que, no nosso programa, os direitos da comunidade LGBT são melhores contemplados que os programas da Dilma, da Luciana e do Aécio. O deles têm uma pequena frase. O nosso assegura direitos", destacou Marina.
Polarização
A candidata do PSB criticou em meio à entrevista a polarização entre PT e PSDB. Indagada, sobre a possibilidade de obter votos dos eleitores de Aécio em um eventual segundo turno com Dilma, ela disse que, se eleita, irá governar o país com o auxílio dos melhores de PT, PSDB e PMDB, além de expoentes do mundo acadêmico e empresarial.
Questionada sobre a presença em um eventual segundo turno, Marina repetiu o havia dito na quarta-feira ao G1, que só gostaria de se manifestar após a conclusão da primeira etapa das eleições.
“Eu dizia em 2010 que segundo turno a gente discute no segundo turno. Não acho que seja saudável para a democracia essa ideia de que as eleições tenham que virar um plebiscito entre os dois grandes partidos”, opinou.
Palestras remuneradas
O tom calmo de Marina só foi alterado durante o Painel RBS quando ela foi questionada sobre os ganhos que obteve com palestras proferidas nos últimos anos. Reportagem publicada no último domingo (31) pelo jornal "Folha de S.Paulo" aponta que empresa de Marina faturou R$ 1,6 milhão desde que foi criada, em março de 2011, até junho deste ano. Nos últimos 39 meses, informou a publicação, a ex-senadora celebrou 65 contratos para participar de 72 apresentações remuneradas.
Vivo do meu trabalho. Fui contratada para fazer palestras, mas nunca entrei no circuito comercial de palestras. Minha atitude sempre foi a militância da minha causa"
Marina Silva, falando sobre as palestras remuneradas que realizou nos últimos anos
“Vivo do meu trabalho. Fui contratada para fazer palestras, mas nunca entrei no circuito comercial de palestras. Minha atitude sempre foi a militância da minha causa. Se eu tivesse entrado, como muitos fazem, Bill Clinton, FHC, teria outro desempenho”, observou Marina, complementando que ganhou R$ 1,6 milhão no período, mas que pagou “todos os encargos” de sua empresa.
Depois de dizer que não há nada errado em sua atividade como palestrante, ela disparou críticas contra o PT. Segundo a ex-senadora, o partido da presidente Dilma Rousseff criou "esse factoide".
"Lamento profundamente que a presidente Dilma se submeta a esse tipo de lógica do poder pelo poder, de que vale tudo para ganhar essas eleições. Nem ela, nem Aécio, vão ver nenhum tipo de acusação leviana minha. Eu prefiro perder ganhando do que ganhar perdendo”, alfinetou.
Plano de governo
Além de voltar a defender a educação integral nas escolas públicas, o repasse de 10% do pré-sal para a educação e 10% da receita bruta do país para a saúde, a candidata se comprometeu com uma reforma sem aumento da carga tributária para os brasileiros, uma política econômica que diminua juros e prometeu investimentos em infraestrutura. Ela garantiu que, se eleita, irá concluir obras prioritárias para o Rio Grande do Sul, como a segunda Ponte do Guaíba, e a duplicação da BR 101, em Santa Catarina.
“A lógica do governo tem que ser um jogo em que todos possam ganhar. Muitas vezes as coisas não andam porque o agente público não tem credibilidade”, avaliou. “Nosso compromisso é fazer a conclusão das obras resolvendo problemas que eventuais aconteçam”, prometeu.
Questionada sobre firmar parcerias público-privadas para efetivar a conclusão de tais obras, Marina disse não ver problemas nesse tipo de acordo. “Estou defendendo isso desde 2010 e quando fui ministra (do Meio Ambiente) fui pioneira na questão da PPP. Não é nenhum problema. Tem coisas que só o estado pode fazer, mas tem coisas que podem ser feitas com a iniciativa privada  e isso é muito bom”, ressaltou.
Sobre o impasse envolvendo a disputa por terras e os recentes conflitos envolvendo comunidades indígenas e pequenos agricultores, Marina pregou a criação de uma “mesa de diálogo” entre as partes e defendeu o que está na Constituição Federal.
“Tive uma reunião com agricultores familiares e ali eles levantaram essa questão. É preciso que se crie uma mesa de diálogo entre esses dois segmentos importantes. Não imagino que eles queiram passar por cima dos índios nem os índios passar por cima dos agricultores. O estado tem postura omissa e deixa esse conflito acontecer”, alfinetou Marina.
A lógica do governo tem que ser um jogo em que todos possam ganhar. Essa discussão [sobre terras indígenas] tem um problema: a Constituição deve ser respeitada e que se continue os processos como está. Isso não significa que haverá prejuízo no interesse público”, ponderou.
Críticas ao governo
Ambientalista e defensora da causa sustentável, a candidata ao Palácio do Planalto apresentou propostas que priorizem a produção de fontes renováveis de energia. “Estamos à beira de um colapso ambiental global e a humanidade inteira está correndo atrás de fontes renováveis de energia. O que nós temos que fazer é utilizar essas fontes para produzir as alternativas adequadas”, discorreu.
Marina afirmou que o país não pode “ignorar” novos investimentos na área. “O Brasil está ficando preso a uma única fonte de geração de energia. Nós temos carvão, petróleo, o pré-sal vai continuar sendo explorado, mas não podemos negligenciar os novos investimentos. Não podemos ficar presos ao século 20”, sustentou.
O controle de preços também foi abordado na sabatina. Marina disse que Dilma não cumpriu com o compromisso firmado antes de assumir o governo e garantiu que irá procurar mecanismos para controlar a inflação.
“Ela (Dilma) tem que dar uma resposta urgente para a questão dos preços praticados. Nós vamos buscar os mecanismos para que o Brasil tenha o controle da inflação, não porque estamos maquiando a realidade, mas para o país voltar a crescer”, reforçou. “A presidente Dilma se elegeu dizendo que iria controlar a inflação, faria o país crescer e que baixaria os juros. Não cumpriu esse compromisso”, criticou.
Apesar das críticas e questionamentos, Marina sustentou que seu governo irá “manter as conquistas e corrigir os erros” das administrações anteriores. “Estamos dizendo de antemão que vamos manter as conquistas do PSDB na política econômica e vamos manter as conquistas do PT na política social”, analisou.
G1

Estado Islâmico sequestra aviões e pode repetir ataques do 11 de setembro


Estado Islâmico sequestra aviões e pode repetir ataques do 11 de setembro
Autoridades americanas e europeias estão em estado de alerta com as últimas notícias vindas da Líbia. As milícias do Estado Islâmico sequestraram onze aeronaves de um aeroporto nos últimos dias.
Com a proximidade do aniversário dos atentados de 11 de setembro de 2001 se aproximando, o sumiço dos aviões comerciais fez com que as agências de inteligência ocidentais começassem a trabalhar com a possibilidade real de ataques. O EI poderá querer lembrar dos atentados realizados em Nova York e Washington, realizados pela Al Qaeda, de onde se originou o Estado Islâmico.
Segundo o site WND, um relatório elaborado pelo especialista em política externa Bill Gertz denuncia essa possibilidade. Durante 27 anos ele foi repórter, editor e colunista do Washington Times. Ele afirma que a data marcaria o 13 º aniversário dos ataques terroristas dentro dos EUA e dois anos depois dos ataques terroristas contra instalações dos EUA em Benghazi, na Líbia, que matou o embaixador Christopher Stevens.
O material divulgado por Gertz indica que as agências de inteligência dos EUA não tiveram sucesso em localizar os aviões pertencentes a companhias aéreas da Líbia, que foram retirados do Aeroporto Internacional de Trípoli, tomado pelo EI em agosto.
Como medida preventiva, a Tunísia proibiu voos vindos da Líbia temendo serem ataques suicidas. O Egito também interrompeu os voos para a Líbia e vindos dela. Ainda segundo Gertz as forças armadas de Marrocos, Argélia, Tunísia e Egito operam no nível máximo de alerta.
Desde a morte do ditador Muammar Kadhafi em 2011, facções terroristas lutam pelo controle da Líbia. O grupo terrorista Ansar al-Shariah, que tem ligações com o EI tem divulgado que está reunindo um grande arsenal, incluindo mísseis terra-ar e canhões antiaéreos.
Sebastian Gorka, especialista em contraterrorismo, explicou os aviões roubados podem ser usados para ataques terroristas, mas também poderiam se transformar numa espécie de força aérea do Estado Islâmico, servindo para transporte de milicianos e de armas de um país para outro.

Eleitorado evangélico cresce e pode decidir eleição presidencial


Eleitorado evangélico cresce e pode decidir eleição presidencial
O eleitorado evangélico é crescente no país e como representa um dos segmentos mais coesos da sociedade, tem o potencial de decidir a eleição presidencial deste ano.
Essa é a avaliação de analistas que ponderam também que os valores religiosos não são as principais preocupações dos eleitores.
Para eles, posições contrárias à homossexualidade ou ao aborto não subtraem ou somam votos de uma candidatura, mas ganham destaque na disputa, como o episódio da revisão do capítulo sobre direitos para homossexuais do programa de governo de Marina Silva (PSB), que é evangélica.
O grande poder de comunicação das lideranças evangélicas mobiliza este segmento, assim como um sentimento de solidariedade com candidatos que sigam a mesma orientação religiosa.
"Esse segmento da população tem uma orientação de solidariedade com outros evangélicos, quer por referência moral, quer por disciplina de organização", disse a socióloga e especialista em análise de pesquisas de opinião Fátima Pacheco Jordão.
Ela lembrou que as várias vertentes evangélicas existentes no país possuem meios de comunicação de massa, como emissoras próprias e espaços alugados em canais de TV.
"Eles estão se tornando players, agentes importantes no cenário político. Já são, aliás. E do jeito que a coisa anda, é possível que nós tenhamos pela primeira vez uma presidente evangélica."
Marina, que é membro da Assembleia de Deus, é a principal destinatária dos votos dos evangélicos. Segundo a última pesquisa do Datafolha, ela cresceu 17 pontos entre os evangélicos pentecostais e outros 17 pontos entre os não-pentecostais.
De acordo com o levantamento, entre os pentecostais, grupo no qual a igreja frequentada pela ex-senadora está, Marina tem 41 por cento das intenções de voto, contra 30 por cento da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, e 11 por cento do tucano Aécio Neves.
Entre os não-pentecostais, a candidata do PSB lidera com 44 por cento, contra 29 por cento da petista e 13 por cento do tucano.
Marina também teve bom crescimento entre os católicos, que representam a maioria da população, 11 pontos, mas segue atrás de Dilma neste segmento.
No total do eleitorado, o Datafolha apontou empate em 34 por cento entre as duas principais candidatas. Aécio tem 15 por cento.
Segundo dados do Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os evangélicos representam 22,2 por cento da população. Atualmente, estimativas de analistas colocam esse percentual em até 30 por cento do eleitorado.
"As pesquisas mostram que Marina Silva tem um desempenho no eleitorado evangélico muito melhor do que o que ela tem entre o eleitorado católico. Se o eleitorado brasileiro fosse só de evangélicos, ela ganharia com mais facilidade", disse o cientista político Rubens Figueiredo, diretor-executivo da Associação Brasileira de Consultores Políticos (ABCOP).
Para Jordão, entretanto, o apoio evangélico não é o principal fator que explica a ascensão de Marina, que se tornou a principal estrela do cenário eleitoral ao assumir a cabeça de chapa do PSB após a morte de Eduardo Campos, em agosto.
"A Marina é muito maior do que o poder de persuasão das igrejas. Ela representa uma coisa maior do que isso", avaliou a socióloga. "Ela não será nem beneficiada nem punida pelas posições de ordem religiosa. Ela será atacada por isso."
Princípios Negociáveis
Nas últimas eleições, vários candidatos têm buscado o apoio de lideranças evangélicas. Na campanha deste ano, por exemplo, Marina levou Campos a um encontro com pastores quando o ex-governador era o candidato do PSB.
Aécio também realizou encontros com evangélicos e Dilma foi a um encontro de mulheres evangélicas e fez um discurso no qual citou trechos da Bíblia.
Em 2010, a questão do aborto ganhou destaque na eleição presidencial, ainda que, como afirma Jordão, o tema tenha sido usado mais como ferramenta política do que pensando no interesse do eleitorado.
No pleito deste ano, além de Marina, o presidenciável pastor Everaldo (PSC) também é evangélico da Assembleia de Deus. A Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil (CGADB), no entanto, ainda não definiu qual dos dois candidatos vai apoiar para presidente.
"A probabilidade de apoiar qualquer um dos dois é maior que a de apoiar qualquer outro candidato", disse à Reuters o pastor Lélis Marinho, presidente do Conselho Político da CGADB.
Segundo ele, o apoio ao candidato do PSC estava praticamente acertado, mas a entrada de Marina na disputa mudou o panorama e, agora, não está descartado um apoio a ela já no primeiro turno. Uma decisão deve ser tomada ainda nesta semana, disse Marinho.
No sábado passado, menos de 24 horas depois de lançar o programa de governo, a campanha de Marina divulgou uma errata alterando trechos sobre as políticas para a comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais).
A mudança, que segundo a candidata se deu para corrigir uma falha de editoração, eliminou os compromissos com o apoio a uma lei que criminaliza a homofobia e com mudanças na legislação para aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, entre outros pontos. Marinho classificou a mudança no programa marineiro como uma "abertura altamente positiva".
"Nós queremos ter liberdade de falar aquilo que nós entendemos e que, inclusive, está na Bíblia Sagrada. Ela condena a prática (homossexual)", disse o pastor.
"Não abrimos mão daquilo que nós consideramos princípios... Agora, nós respeitamos a todos. Não é porque eu defendo um princípio que eu acho que todo mundo é obrigado a defender esse princípio. Mas eu não quero ser incomodado naquilo que eu defendo."
Não por acaso, Marinho, do Conselho Político da CGADB, disse que o fato de Marina e pastor Everaldo serem evangélicos "já os credenciam" para receber apoio dos fiéis.

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...