segunda-feira, 29 de abril de 2013

Pastora denuncia projetos de erotização infantil no Brasil

Pastora denuncia projetos de erotização infantil no Brasil
A advogada Damares Alves, pastora e assessora jurídica da Frente Parlamentar Evangélica, realizou uma palestra na Primeira Igreja Batista em Campo Grande (MS) denunciando diversos projetos políticos que ameaçam as crianças, a família e a igreja.
A doutora, que também é professora, mostrou diversos projetos voltados para crianças com o objetivo de influenciá-las sexualmente. Além da parte sexual, ela fez um alerta sobre o consumo de drogas.
Ao dar início a sua palestra, ela avisou: “A igreja evangélica brasileira passa por grandes desafios”, dizendo que enquanto a igreja se preocupa com riquezas há pessoas que estão tentando influenciar as crianças com o intuito de destruir a infância e ensinar a homossexualidade e a erotização.
As denúncias da advogada estão sendo divulgadas pelas redes sociais e causando revolta em pais de todas as religiões, pois os materiais incentivando o sexo entre crianças de 10 anos já foram distribuídos em diversas escolas espalhadas pelo Brasil.
“Estão detonando as nossas crianças”, diz ela que em seguida mostra um livro que será distribuído para crianças de dois a três anos de idade que mostra dois príncipes se casando. Há outros materiais que estão tratando com naturalidade a homossexualidade.
Em determinado momento Damares Alves diz que no final de um dos materiais há a indicação de que para tirar dúvidas a respeito do conteúdo do livro é preciso consultar a Comissão de Direitos Humanos e Minorias, o que explica os ataques que o deputado federal Marco Feliciano vem sofrendo, já que ele é contra todos estes projetos.
Outros assuntos são tratados na palestra, como o aborto e a manipulação de informações que tem como objetivo aprovar a interrupção de gravidez. As denúncias são gravíssimas.

VEJA O VÍDEO .


http://www.youtube.com/watch?v=BKWc0sUOvVM&feature=player_embedded


VIA GRITOS DE ALERTA / INF. GOSPEL PRIME

VOCÊ É MEU AMIGO DE VERDADE ?

Mensagens de carinho para amigosComo é bom fazer novos amigos e pelo que parece a internet é um trampolim para isso .
Todos os dias abrimos espaços e , como falamos na língua da web ADD novos seguidores.
Pessoas que muitas vezes nem sequer sabemos quem são , mas como queremos fazer novos amigos os levamos a estar na lista de pessoas que são de verdade amigos.
Corremos um sério perigo por isso .
Lembro me que meus finados avós me falavam .

ME DIGA COM QUEM ANDA QUE EU DIREI QUEM É VOCÊ.

Essa proposta da web ( internet ) de aproximar pessoas é nada mais que uma ilusão , pois amigos de verdade não se fazem com simples toquem em teclas de um teclado de um computador.
Amizade verdadeira nasce de uma forma totalmente diferente.

Os  cristãos de verdade , são identificados não somente pelo engano de fazer amigos de um modo fácil pela internet, mas a marca do Cordeiro de Deus em cada um de nós acaba por nos ligar de verdade.

Já vi casos na web em que homens e mulheres casadas se envolveram com supostos amigos e acabaram na cama de um motel e com seus casamentos destruídos .
Já vi casos na internet de amizades que nasceram tão bonitas e acabaram dentro de um necrotério .
Já vi casos de pessoas que pareciam ser tão amigas , mas sequer sabe das necessidades dos outros.
Ser amigo de verdade não é ficar trocando palavras sem vinculo , sem conteúdo , sem essência.
Sem amigo é muito mais que falar palavras.

CARACTERISTICAS DE UM AMIGO .

 [1] FIDELIDADE (ser fiel é zelar, respeitar, ser leal e ser verdadeiro)

"Amigo é quem te socorre, não quem tem pena de ti"


[2] CONFIANÇA (confiar é ser íntimo, é se entregar, é valorizar)

"Para encontrar um amigo, devemos fechar um olho. Para conservá-lo, devemos fechar os dois"


[3] CUMPLICIDADE (ser cúmplica é ser unido, é cooperar, é compartilhar, é entender)

"Raros são os homens dotados de bastante caráter para se regozijarem com os sucessos de um amigo sem uma sombra de inveja".


ALFABETO DE UM AMIGO .

A..ceita você do jeito que você é
B..ota fé em você
C..hama ao telefone só pra dizer "oi"
D..á amor incondicional
E..nsina-lhe o que sabe de bom
F..ica contigo quando você não está legal
G..rava na memória só os bons momentos
H..umor não lhe falta para lhe fazer sorrir
I..nterpreta com bondade tudo o que você diz
J..amais o julga, estando você certo ou errado
L..ivra-o da solidão
M..anda-lhe pensamentos de ternura e gratidão
N..unca o deixa em abandono
O..ferece ajuda quando vê sua necessidade
P..erdoa e compreende as suas falhas
Q..uer vê-lo sempre feliz
R..i com você e chora quando você chora
S..empre se faz presente nos momentos de aflição
T..oma suas dores e evita que o maltratem
U..m sorriso seu basta para fazê-lo sorrir
V..ai com você a qualquer lugar
X..inga se for preciso e briga por você
Z..ela, enfim, pela jóia que você lhe representa!!!


Características de um verdadeiro amigo
Amigos


Atribui-se o termo amigo a um indivíduo ligado a outro por amizade, afeto, reciprocidade, benevolência e amor. Um verdadeiro amigo é mais chegado que um irmão (Pv 18.24). São nos momentos mais difíceis que se conhece o verdadeiro amigo (Pv 17.17). Amigo é uma pessoa com quem temos associação amigável nos vários tipos de relacionamentos humanos. Judá tinha um amigo (Gn 38.20). Na parábola do amigo importuno Jesus mostra que um amigo não despede um outro amigo de mão vazia (Lc 11.5-8).
Os amigos de Jesus
Em seu ministério Jesus cultivou uma profunda amizade com os seus doze apóstolos e os chamava de amigos (Jo 15.13-15). E dentre esses doze, havia um círculo mais íntimo de três com os quais Jesus tinha uma amizade mais profunda – Pedro, Tiago e João (Mt 17.1; 26.36,37).
Fora deste círculo Jesus ainda tinha um grande amigo – Lázaro (Jo 11.3, 11, 36). Jesus tinha amigos até na esfera Do poder (Jo 7.50-53; 19.38-40). Muitos dos principais líderes religiosos eram amigos de Jesus, embora, permanecessem no anonimato por medo dos judeus, para não serem expulsos da sinagoga (Jo 12.42).
É na angústia que se conhece o verdadeiro amigo (Pv 17.17).

Amigos no Antigo Testamento
Muito cedo, ao chegar à terra de Canaã, Abraão já havia se tornado um dos homens mais influentes entre as tribos cananéias. E tinha grandes amigos na esfera do poder dominante da época (Gn 14.13). Até mesmo entre os reis das cidades que estavam nas campinas de Pentápolis, como Sodoma, Gomorra, Zeboim e Cegol, entre outras, Abraão tinha livre trânsito (Gn 14.17). Tornou-se amigo de Melquisedeque – rei de Salém – que significa rei de paz. Era tão respeitado na terra, que os cananeus o chamava de príncipe de Deus (Gn 23.6).
Mas, o grande amigo de Abraão era o Senhor Deus – Todo Poderoso, e o Senhor conhecia a sinceridade de Abraão (Gn 18.19) a quem o chamava de “meu amigo” (Is 41.8; Tg 2.21-23).
Um dia Deus se encontrou com Abraão como se fosse um homem comum. Abraão o hospedou e lavou os seus pés. Sentaram-se juntos e ele se tornou amigo de Deus (Gn 18.1-13; Is 41.8).
Isaque também tinha amigos (Gn 26.26-30).
Todos quantos se dedicam a observar os ensinos de Cristo, estes, são seus amigos(Jo 15.14,15).

Amigos na Igreja Primitiva
Houve um homem na Igreja Primitiva chamado José. Mas, por causa da sua amabilidade os apóstolos o chamavam de Barnabé – filho da consolação (At 4.36,37). Este homem era amigo. Quem andasse com Barnabé sabia que tinha um amigo, um companheiro.
Barnabé foi uma espécie de mentor de Paulo. Quando Saulo se converteu a Jesus, perdeu os amigos de sua antiga seita – os fariseus. E, os crentes não acreditavam nele. Foi Barnabé, o único homem que teve a coragem de ajudar a Paulo e tirá-lo da sua solidão. Até os apóstolos não acreditavam que Saulo tinha se convertido a Jesus. Foi Barnabé quem estendeu uma mão amiga (At 9.26-29).
Barnabé era tão amigo e tão compreensivo para com as pessoas que quando havia alguma dificuldade ou se precisava de conhecer relatório de uma igreja em determinada região, o homem da confiança dos apóstolos em Jerusalém era Barnabé. Eles sabiam que Barnabé era um amigo.
Sabendo do problema de Antioquia, enviaram para lá a Barnabé. O texto bíblico em Atos 11.23,24 – diz que quando ele chegou na Igreja de Antioquia e viu a obra que o Senhor estava fazendo, se alegrou e exortou a todos os irmãos para que com firmeza de coração permanecessem no Senhor. O versículo 24 diz que era homem de bem e cheio do Espírito Santo e de fé.
Ao ver o desenvolvimento daquela igreja, Barnabé logo entendeu que aquela congregação precisava de um homem como Paulo, foi buscá-lo em Tarso da Silícia e o conduziu para a Igreja de Antioquia para que pudesse cooperar com os irmãos naquela igreja (At 11.25,26). Quando os irmãos da igreja de Antioquia tomaram conhecimento das dificuldades existentes na igreja de Jerusalém, fizeram uma grande coleta e a enviaram aos anciãos em Jerusalém, por mãos de Barnabé e Saulo (At 11.29.30).
Depois vamos encontrar novamente, Barnabé e Saulo retornando de Jerusalém para Antioquia, relatando como foi a acolhida dos irmãos em Jerusalém e trazendo consigo também o seu sobrinho João Marcos para também prepará-lo para a obra (At 12.25).
Depois vamos encontrar o Espírito Santo dizendo: “Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a quem tenho chamado” (At 13.2).

Paulo e seus amigos
Em sua vida ministerial Paulo tinha um cuidado especial e fraterno para com aqueles que combatiam com ele no ministério.
Eles não eram muitos, mas eram homens íntegros à toda prova e de sólido caráter cristão. Tinham virtudes e qualificações dignas de serem imitadas.
Epafras, um companheiro de prisão, ele chama servo de Cristo (Cl 4.12).
A Tíquico, convertido ao evangelho pela pregação de Paulo na Ásia ele chama de fiel ministro e conservo no Senhor (Cl 4.7). Tiquico era um obreiro e cooperador (2 Tm 4.12, Tt 3.12).
Onésimo, amado e fiel irmão – o seu próprio nome significa útil. Este se tornou muito útil para Paulo (Cl 4.9; Fl 1.4,5).
Aristarco – companheiro de prisão, Marcos – sobrinho de Barnabé, Jesus – chamado justo, e Lucas – o médico amado, foram amigos e companheiros que assistiram a Paulo, durante sua jornada muito tempo.
Demas – foi companheiro durante algum tempo- Mas, abandonou Paulo na hora que mais precisava, porque amava o presente século (2 Tm 4.10).

“O amigo vê e ouve o que não somos capazes de ver nem ouvir. Assim sendo, pode fazer por nós o que não temos como fazer por nós mesmos”
 

Conclusão
O conselho de Salomão é: “Em todo o tempo ama o amigo” (Pv 17.17).
“Melhor é serem dois do que um, porque tem melhor paga do seu trabalho”´,

 e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa” (Ec 4.9-12).

AMADOS , NÃO QUERO APENAS A SUPERFICIALIDADE , MAS A SUA AMIZADE VERDADEIRA .

Bispo Roberto Torrecilhas.

GRITOS DE ALERTA .

PORQUE OS HOMOSSEXUAIS RADICAIS ESCOLHERAM AS CRIANÇAS ?

Lucas 18:16 Mas Jesus chamou a si as crianças e disse: "Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino de Deus pertence aos que são semelhantes a elas.

Destruindo as crianças, o futuro da igreja acaba!

Compreenderam porque o alvo são as crianças e porque  querem lançá-las a promiscuídade e a práticas homossexuais?



PASTORES E LIDERES , VAMOS FORMAR UMA FORÇA TAREFA PARA CUIDAR DAS NOSSAS CRIANÇAS .

DEVEMOS DESENVOLVER TRABALHOS NAS ESCOLAS , NAS CRECHES , NAS IGREJAS , E EM TODOS LUGARES QUE TEM CRIANÇAS .


BISPO ROBERTO TORRECILHAS

O mundo está ficando cristofóbico.

 
 
Os cristãos já chamam de "cristianofobia" a aversão ao Cristianismo, tanto no Ocidente quanto no Oriente e agora chegando fortemente nas Américas. Esta expressão foi introduzida pela primeira vez no ano 2003 em uma resolução do Terceiro Comitê da 58ª Assembléia Geral da ONU, e que compreende os atos de violência e perseguição, intolerância e discriminação contra os cristãos, ou uma educação errônea ou a desinformação sobre essa religião (Cristianismo). Por isso, hoje, em muitos países, os cristãos são vítimas de preconceitos, estereótipos e intolerâncias.

Para os teólogos e filósofos cristãos é uma ideologia racionalista e estimulada por poderosas instituições internacionais, como se pode constatar em uma breve consulta na internet. Algumas “fundações” no exterior destinam muitos recursos para esse fim.

Os estudiosos entendem que, o laicismo que hoje vemos é o do Estado que caminha para se tornar um Estado com religião oficial e não um Estado laico: um Estado totalitário, ateu, que quer eliminar Deus e a religião e que investe fortemente contra a liberdade religiosa. Um Estado cujo deus é o individualismo, o hedonismo, o prazer material e a “liberdade” para aprovar tudo que desejar, sem restrições morais. Fala-se hoje falsamente em nome da laicidade, mas se pratica o laicismo para bloquear a vida e a atividade cristãs, especialmente, em sua realidade profunda e positiva.
Vejamos o que a Palavra de Deus nos Fala sobre essa realidade: “ Se o mundo vos odeia, sabeis que, primeiro do que vós, me odiou primeiro. Se vós fosses do mundo, o mundo amaria o que era seu, porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso o mundo vos odeias”. (João 15: 18,19) O que o SENHOR Jesus nos fala nesse texto é quem o mundo de fato odeia é o Senhor e nos odeia por ele ter nos escolhidos.
Fonte: A Palavra

Lei do Pai-Nosso e da calcinha estão entre propostas evangélicas

 
Toda a atenção dada ao pastor Marco Feliciano desde que ele assumiu a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, atraiu os “holofotes” da mídia para outros representantes das chamadas “bancadas evangélicas” pelo país.
Lei do Pai-Nosso e da calcinha estão entre propostas de bancadas evangélicas
A revista Carta Capital dedicou sua matéria de capa ao assunto, classificado como “fenômeno” e “processo silencioso”, ressaltando que existem “frentes parlamentares evangélicas” (FPEs) atuantes em 15 estados brasileiros, sendo que a maioria criada desde 2012. Elas reúnem mais de cem deputados estaduais evangélicos e possivelmente “10 mil vereadores evangélicos”, garante pastor Wilton Acosta, presidente do Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política (Fenasp). As diferentes associações estaduais e municipais seguem os moldes da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso, que atualmente conta com 70 Deputados Federais e 3 Senadores.
Acosta tem uma agenda clara: “O objetivo é verticalizar a pauta parlamentar nacional, aprovando leis em todas as assembleias e câmaras. Todas”. Seu desejo é instalar um braço da Associação de Parlamentares Evangélicos do Brasil (Apeb) em cada cidade do Brasil. “Já temos 15 coordenações estaduais. Logo serão 28. Cada coordenador tem a missão de instalar uma unidade em toda cidade de seu estado. Hoje, quando detectamos um projeto contra nossos valores, contatamos o parlamentar para agir. Mas leva tempo. No futuro será automático”, justifica.
Em 30 de novembro de 20012, Dia do Evangélico, 700 líderes de 20 estados, planejaram em Brasília em uma reunião que contou com parlamentares e representantes da Apeb e do Fenasp, além de vários pastores influentes. Foi proposta uma “agenda estratégica nacional”, que serve como base para guiar as ações de políticos evangélicos do país.
As propostas são conhecidas: impedir os avanços nos códigos Penal e Civil, envolvendo aborto, posse de maconha, criminalização da homofobia e casamento gay. Mas a batalha não será mais travada apenas na capital. Criada em 2011, a Frente Parlamentar Evangélica da Assembleia de São Paulo, reúne 15 dos 94 deputados paulistas. O deputado Carlos Cezar (PSC) explicou: “Não somos bobos. Sabemos que são temas de competência do Congresso, mas o que falamos aqui repercute em Brasília. Afinal, os deputados federais e senadores se elegem com apoio de deputados estaduais e vereadores. A base tem direito de cobrar uma postura firme deles no Parlamento.”
O vereador Herculano Borges (PSC), primeiro-secretário da Apeb, explica que o mesmo será feito nas frentes municipais. “A ideia é subsidiar os vereadores com fundamentos legais, para que ajam de forma local… pois… Quando barramos as propostas deles [movimentos gays e feministas] no Congresso, eles tentam implantá-las nas cidades e estados. Aí criam jurisprudência. Não vamos permitir isso”, esclarece.
Entre as diferentes leis que os políticos ligados a igrejas estão algumas menos conhecidas. Proibir que haja bares a menos de 300 metros de igrejas é a proposta do vereador Benedito Oleriano (PMN de Sorocaba/SP). A justificativa é que os fiéis precisavam “de paz para orar”. Os evangélicos de Maringá, Paraná, conseguiram, através de um projeto de lei, transferir a data da Marcha para Jesus para coincidir com a Parada Gay.
Muitas leis no restante do país são de cunho moral, que defendem a nação, a família e a vida.  Carlos Apolinário (DEM-SP) propôs a criação “Dia do Orgulho Hétero” e um “banheiro gay” em espaços públicos.  .
Obviamente, esse tipo de proposta desagrada feministas, ativistas LGBT e adeptos de religiões de matrizes africanas, que dizem serem prejudicados com esse avanço dos evangélicos sobre o poder público. Uma das mais insatisfeitas é Kauara Rodrigues, assessora parlamentar do Centro Feminista de Estudos e Assessoria (CFEMEA), uma ONG que monitora os projetos envolvendo aos direitos das mulheres no Congresso Nacional. Segundo ela, das 33 propostas em tramitação hoje, 30 atrapalhariam sua luta.  ”O avanço dos evangélicos tornou a luta muito mais desfavorável”, reclama.
A tendência é que a influência de religiosos na política continue crescendo “Mas 60% das cidades têm ao menos um vereador ligado à nossa igreja”, comemora o pastor Lélis Washington Marinhos, presidente do conselho político da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil. Ari Pedro Oro, professor de antropologia da religião da UFRGS e escritor, diz claramente:  ”Não dá para subestimar o voto evangélico nem a organização política das igrejas… Não por acaso, parlamentares temem irritar esses grupos e provocar um boicote ou reação desse poderio midiático [programas religiosos na rádio e na TV]… Daí você entender por que RR Soares e José Wellington têm sempre os tapetes vermelhos dos executivos de estados e municípios e mesmo do Planalto. Isso cristalizou a legitimação do ativismo político religioso no Brasil.”
Veja algumas das outras leis propostas pelos evangélicos:
religiao esdruxula
GP . Com informações de Carta Capital

EXPORTAÇÕES DE ISRAEL: UM MILAGRE ECONÓMICO

A economia israelita subiu de um 138º lugar a nível mundial no ano de 1948 para o 29º lugar em 2012, confirmando o milagre da economia israelita num espaço de apenas 65 anos!
Nestes 65 anos de existência moderna, a exportação de bens e serviços cresceu 15.000 vezes.
Segundo o "Instituto para as Exportações de Israel e Cooperação Internacional", esta é a sexta maior taxa de crescimento do mundo inteiro nesse período de tempo, colocando a economia israelita no 38º lugar em termos de volume de exportações e no 29º lugar em termos de volume per capita, a seguir à Coréia do Sul e da Inglaterra, mas à frente de países exportadores como a França, a Espanha, a Itália, o Japão e os Estados Unidos.
A maior parte dos países que estão acima de Israel a nível das taxas de crescimento das exportações são os países do Golfo, graças a um aumento da produção de petróleo e no preço global. 
Israel está em segundo lugar a nível dos países da OCDE, a seguir à Coréia do Sul, mas está em primeiro lugar a nível dos países europeus.
Shalom, Israel!

ATÉ TÚ ? PADRE MARCELO ROSSI CRITICA O PASTOR MARCO FELICIANO .

Bom , antes dessa matéria quero dizer algo .
Porque o padre Marcelo não vai cuidar das ovelhas dele e ensinar a verdade para os milhões de católicos que precisam de uma palavra amiga ?
Porque em vez de falar baboseiras ,não procura se juntar no combate contra a pornografia que ocorre dentro do vaticano e dos conventos , onde existem sapatos e botinas aos montes ?
Porque o Padre Marcelo não procura se juntar aos que estão combatendo a pedofilia , ao sodomismo , ao aborto e outras tantas coisas erradas que estão acontecendo no Brasil ?
Ficar atrás de uma batina e pior de tudo falando besteira é muito fácil.

Segue entrevista publicada na folha de São Paulo .


 
Em entrevista para a Folha de São Paulo, padre Marcelo Rossi (foto) criticou o incentivo às comunidades eclesiais de base e a nomeação do pastor Marco Feliciano na Comissão de Direitos Humanos da Câmara.

Padre católico mais pop do Brasil, Marcelo Rossi, 45, prega a separação da religião e da política.

Ele se diz contra o incentivo da igreja às comunidades eclesiais de base. - que tiveram seu auge nos anos 1980 combinando princípios cristãos a uma visão social de esquerda - porque apresentam o risco de estimular a "tentação à política".

"O PT surgiu da CEB. Então, que não se politize", diz o padre.

Marcelo Rossi também se mostrou contra a nomeação do pastor Marco Feliciano na Comissão de Direitos Humanos da Câmara e o acusa de criar « guerrilha ».

Leia trechos da entrevista concedida à Folha:
A igreja indicou que quer incentivar as Comunidades Eclesiais de Base para recuperar espaço em áreas pobres. Deve ser esse o caminho?
Aí eu questiono. Acho as CEBs importantes, mas hoje nosso povo precisa de grandes espaços. Vejo nas missas do Santuário. Uma vela ilumina? E dez? E 20 mil? O Palmeiras estava sem 13 titulares, mas a torcida foi e eles se classificaram na Libertadores. Faz diferença. Os evangélicos erguem grandes locais, porque reúnem as pessoas. Se ficar fechado na CEB, esquecer a oração, ficar só na política... Se olhar os que estão no governo, a maioria surgiu da CEB.
A CEB está na origem do PT.
O PT surgiu da CEB. Então, que não politize. O perigo é este: cair na política.
Acha que a igreja serviu de trampolim para integrantes do governo ou do PT?
Não poderia julgar. A Igreja Católica é apartidária, pelo menos deve ser. Os evangélicos, às vezes, determinam em quem votar. Estamos voltando à Idade Média, o período mais terrível e negro da igreja.
Mas na campanha do ano passado houve episódios polêmicos envolvendo a Igreja Católica, como a declaração de dom Odilo contra a campanha de Celso Russomanno.
E dom Fernando depois se manifestou [disse que Russomanno era católico]. Russomanno saiu de encontro de casais. Fiz o casamento dele, batizei os filhos. Ele é católico. É fácil hoje você destruir uma pessoa. Veja o [deputado Gabriel] Chalita [acusado de receber favores de empresas quando era secretário estadual da Educação].
Como avalia as denúncias contra ele, que é seu amigo?
Fico perplexo. Estou esperando ele se manifestar. Nossa função é ficar quietinho, porque é um amigo que me ajudou muito. Quero ver o que vai ser provado. Se algo está errado, você vai falar [denunciar] depois de dez anos? É para destruir a pessoa.
Acredita na inocência dele?
Parto do princípio da confiança. Mas não sou cego. Se eu vejo alguma coisa que está errada... Por isso estou esperando que ele se coloque.
Qual sua opinião a respeito do pastor Marco Feliciano (PSC-SP) à frente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara?
Ele tentou até me provocar [disse, em uma entrevista, que "padre Marcelo pede dinheiro e nunca se falou nada"]. Eu nunca pedi dinheiro. Pelo contrário. O jogo deles é criar guerrilha. A melhor coisa é ficar quieto. A Justiça do mundo pode tardar, mas chega. E credibilidade não se compra. Em 2010, a Folha fez uma pesquisa sobre em quem o brasileiro mais confiava, com 27 personalidades. Estava o Edir Macedo, que ficou lá em 20º [foi o 26º]. Fiquei em terceiro lugar. Eram Lula, William Bonner e eu.
Ele deveria renunciar?
Ele nem deveria estar lá, na minha opinião. A partir do momento em que se diz um pastor, não dá para ser ao mesmo tempo um líder político. Acho importante ter uma bancada católica, como existe a evangélica. Mas não acho correto padre, bispo, pastor se candidatarem, porque aí estou transformando um púlpito num palanque.

Fonte: Folha de São Paulo e Tribuna Hoje

Membros de ordem católica na Austrália são investigados por pedofilia

Quinze membros da Ordem Hospitaleira de São João de Deus da Igreja Católica foram declarados suspeitos de pedofilia em uma investigação parlamentar na Austrália.

Representantes da ordem testemunharam na comissão do Parlamento do estado de Victoria, no sudoeste do país, que investiga os casos de pedofilia denunciados na Igreja Católica entre 1940 e 1980, segundo a rede ABC.

A ordem, conhecida como os "joaninos", presta serviços a crianças incapacitadas e com problemas de aprendizagem na Austrália.

Um dos irmãos da ordem, Tim Graham, esclareceu perante a comissão investigadora que a primeira queixa por abuso sexual foi apresentada em 1993, mas que até o momento a Polícia não apresentou acusações contra os supostos agressores.

Graham expressou seu horror perante as acusações e admitiu que se cometeu dentro da ordem dos "joaninos" um erro sistemático na apuração e em determinar a responsabilidade dos supostos delitos cometidos principalmente nas décadas de 1960 e 1970.

"Há 31 casos e um caso já é suficientemente ruim", disse o religioso em referência ao número de agressões sexuais que estão sendo investigadas pela Polícia.

Assegurou que a ordem está investigando as queixas e negou que exista uma rede de pedófilos na ordem de São João, que teve um total de 60 religiosos entre os anos de 1940 e 1980.

Em 2002, a Ordem Hospitaleira de São João de Deus, que opera na Espanha e vários países latino-americanos, pagou cerca de US$ 3,7 milhões a 24 pessoas que supostamente sofreram abusos sexuais por parte de seus integrantes.

Fonte: Terra

Medida do governo angolano assegura 'monopólio' à Igreja Universal

Apesar de funcionar agora sob intervenção em Angola, a Igreja Universal do Reino de Deus garantiu um monopólio entre as igrejas neopentecostais brasileiras no país.

O porta-voz do MPLA, Rui Falcão, disse à Folha que as "dissidências" não obterão reconhecimento do Estado.

O governo do presidente José Eduardo dos Santos é visto como muito próximo da Universal, cuja TV Record tem grande força no país. O fato de apenas a Universal ter permissão para voltar a funcionar é visto como uma manobra para restringir a concorrência de outras igrejas brasileiras no país.

"Angola é terreno fértil para a Universal, que tem lá TV, jornal, templos e conexões políticas, e por isso deve ter conseguido essa 'reserva de mercado'", diz Ricardo Mariano, sociólogo da PUC-RS.

"Com referência à retomada de nossas atividades e às normas de funcionamento impostas pelo governo de Angola, informamos que a Universal respeita as decisões das autoridades de Estado", disse a Universal à Folha. A igreja tem 230 templos e 500 mil fiéis em Angola.

Segundo o deputado José Olímpio (PP-SP), da Igreja Mundial do Poder de Deus, a igreja enviou advogados a Angola. "Estamos tentando legalizar a igreja, mas o processo é moroso", disse ele. "Todos os nossos templos estão fechados e não podemos realizar os cultos." A Mundial, do apóstolo Valdemiro Santiago, é uma dissidência da Universal e funcionava em Angola havia dois anos com autorização provisória. A igreja tem 30 templos e cerca de 70 mil fieis no país.

Fonte: Folha.com

JÁ ESTAVA MAIS DO QUE NA HORA DO SENHOR JOSÉ WELINGTON SE POSICIONAR. CGADB se posiciona contra pontos polêmicos do Novo Código Penal

 
CGADB se posiciona contra pontos polêmicos do Novo Código PenalA reforma do Código Penal Brasileiro, projeto que tramita no Senado Federal, foi um dos temas discutidos pelos pastores presentes da 41ª Assembleia Geral Ordinária da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) que aconteceu no início do mês de abril na cidade de Brasília.
Os presentes concordaram em elaborar um documento para ser entregue ao senador Pedro Taques (PDT/MT), relator da Comissão Especial do Senado que discute o novo Código Penal dando o parecer das CGADB a respeito do tema.
Entre os assuntos tratados na “Carta de Brasília” está a posição das Assembleias de Deus contra os pontos mais polêmicos: o aborto, a legalização da prostituição, a criminalização da homofobia e a descriminalização das drogas.
O deputado federal Marcos Rogério (PDT-RO), que é membro da AD, foi encarregado para apresentar a carta ao senador e comentou sobre estes principais pontos que vão contra os princípios constitucionais e a preservação da família.
O senador Pedro Taques se comprometeu a ouvir e apreciar todos os argumentos da CGADB que informou que até o mês de dezembro o Senado deve discutir as mais de 500 emendas apresentadas antes de devolver o projeto para a Câmara.
Leia na íntegra o documento do Fórum Político da CGADB:
Os ministros das Assembleias de Deus no Brasil, reunidos na 41ª Assembleia Geral Ordinária da CONVENÇÃO GERAL DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL (CGADB), nos dias 08 a 12 de abril de 2013, acatando proposta do I FÓRUM POLÍTICO DA CGADB, diante das iniciativas de segmentos liberalistas que defendem a destruição de valores éticos e morais, conquistados ao longo dos séculos, como apanágio da Democracia, vêem a público para MANIFESTAR SEU POSICIONAMENTO cristão e ético com relação às seguintes ameaças de caráter constitucional, ideológico, filosófico e social, contra os valores e princípios morais, nos seguintes assuntos:
I – CONTRA O DIREITO NATURAL À VIDA
O artigo 5°. da Constituição brasileira garante “a inviolabilidade do direito à vida”, bem como a outros direitos essenciais à liberdade e a igualdade entre a sociedade.

1. ABORTO – O anteprojeto do “Novo Código Penal Brasileiro” (NCP) prevê a descriminalização do aborto, banalizando a destruição de seres humanos, no ventre materno. É uma terrível agressão ao direto natural à vida. Esse anteprojeto prevê, em seu Artigo 128: “Não há crime de aborto se: … IV – por vontade da gestante até a 12ª semana da gestação, quando o médico ou psicólogo constatar que a mulher não apresenta condições de arcar com a maternidade.”
- A CGADB é contrária a essa medida, por resultar numa licença ao direito de matar seres humanos indefesos, na sacralidade do útero materno; em qualquer fase da gestação, por ser um atentado contra o direito natural à vida. A palavra de Deus diz: “… e não matarás o inocente” (Ex 23.7).
2. EUTANÁSIA E ORTOTANÁSIA – O anteprojeto do Novo Código Penal prevê, em seu Art. 122, que “Matar, por piedade ou compaixão, paciente em estado terminal, imputável e maior, a seu pedido, para abreviar-lhe sofrimento físico insuportável em razão de doença grave”. “Pena – prisão, de dois a quatro anos”.
§1º O juiz deixará de aplicar a pena avaliando as circunstâncias do caso, bem como a relação de parentesco ou estreitos laços de afeição do agente com a vítima.
- A CGADB é contrária a essa medida e favorável à supressão do parágrafo primeiro, tendo em vista que não existe direito de se tirar a vida, considerando que a vida é um direito jurídico indisponível. Como cristãos, entendemos que vida é um dom de Deus, e só a Ele cabe o direito de dispor desse bem natural que é a vida.
II – LEGALIZAÇÃO DA PROSTITUIÇÃO
1. CRIMES SEXUAIS CONTRA VULNERÁVEIS. O anteprojeto do NCP prevê, em seu Art. 188: “Constranger alguém que tenha até 12 anos à prática de ato libidinoso, diverso do estupro vaginal, anal ou oral. Pena – Prisão, de quatro a oito anos”. Na legislação atual, a idade mínima para considerar-se vulnerável é de 14 anos.
- A CGADB é contrária à redução da idade para a penalização de crimes sexuais contra vulneráveis, por entender que a Sociedade Mundial de Pediatria considera “criança” o indivíduo de até 14 anos. A criança é objeto de elevada valorização por parte de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, quando expressou: “Deixai vir a mim os meninos… pois dos tais é o Reino de Deus” (Mc……..). Concordar com essa previsão legal é concordar com o incentivo e a legalização da pedofilia.
2. FAVORECIMENTO DA PROSTITUIÇÃO DE MENORES. O Art. 189 da proposta do NCP não penaliza a submissão, a indução, a atração e a exploração de pessoas com mais de 12 anos, para a prática da prostituição.
- A CGADB é contrária a essa medida, por ser um incentivo à prostituição, que é uma atividade degradante, que avilta a dignidade do corpo humano, criado por Deus, para ser “templo do Espírito Santo” (1 Coríntios 6.19,20).
3. “PROFISSIONAIS DO SEXO”. O anteprojeto do NCP prevê legalização de casas de prostituição, bem como dos chamados “profissionais do sexo”, atividade hoje considerada ilegal.
- A CGADB é contrária a tal proposta, pois a prostituição é atividade degradante, que se caracteriza pelo vil comércio do corpo, em total afronta aos elevados princípios morais que norteiam os costumes de povos civilizados. Como cristãos, temos total repúdio à prostituição, por se considerado grave pecado à luz da palavra de Deus. (…………………). Concordar com tal medida é equiparar a prostituição a qualquer outra atividade honrosa e lícita, desenvolvida pelos cidadãos de uma nação.
III – CONTRA A FAMÍLIA
1. UNIÃO ESTÁVEL E CASAMENTO ENTRE PESSOAS DO MESMO SEXO.
1.1. O Supremo Tribunal Federal aprovou a união estável de pessoas do mesmo sexo, considerando-a “entidade familiar”, em dissonância com o Art. 226, da Constituição Federal, que reconhece “entidade familiar” a união entre homem e mulher, inclusive a “união estável”, entre homem e mulher, para efeito da proteção do Estado.
1.2. O Projeto de Lei 122/ 2006, no Art. 16, parágrafo 5º, prevê punição, com 2 a 5 anos de prisão, para quem discordar da prática homossexual; e considera constrangimento, “de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica”, no Art. 20, parágrafo 5º,
- A CGADB é contrária a tais propostas, visto que, a equiparação da união sexual entre pessoas do mesmo sexo a “entidade familiar” afronta a Constituição e, acima de tudo, por ir de encontro ao princípio bíblico para o casamento, que deve ser constituído pela união entre um homem e uma mulher, conforme Gênesis 1.27 e 28;
- Deus fez o casal, formado de “macho e fêmea; prever punição para quem discordar da prática ou união homossexual, por motivo de ordem ética ou filosófica, é instituir o “delito de opinião”, que só existe nas piores ditaduras..
IV – A FAVOR DA DESCRIMINALIZAÇÃO DAS DROGAS
1. LEGALIZAÇÃO DAS DROGAS. O anteprojeto do “Novo Código Penal”, em tramitação no Senado propõe a liberação de certa quantidade de droga por indivíduo, durante 5 (cinco) dias, bem como o cultivo para consumo próprio.
- A CGADB é contrária a qualquer forma de liberação ou descriminalização de drogas por entender que essa medida enseja a possibilidade de maior circulação das drogas, além de não haver evidência científica de qualquer benefício real ao usuário; Países que liberaram as drogas colheram péssimos resultados morais para a sociedade, e estão rediscutindo tais medidas liberalistas.
Brasília, 12 de abril de 2013
Mesa Diretora da CGADB
Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil

OS RATOS GOSTAM DE QUEIJO - DEPUTADOS CONDENADOS VOTAM A FAVOR DA PEC 33

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), considerou “sintomático” o fato de dois deputados condenados no mensalão terem votado a favor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 33/2011, que submete decisões da Corte ao Congresso Nacional.
“Parece que a matéria se mostrou bastante tranquila, porque não houve discussão a respeito, ninguém levantou o dedo para suscitar uma dúvida quanto ao objeto da proposta e é sintomático que, na Comissão, tenhamos dois réus da Ação Penal nº 470”, afirmou Marco Aurélio, referindo-se aos deputados João Paulo Cunha (PT-SP) e José Genoino (PT-SP).
Ambos fazem parte da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e votaram a favor da PEC, que prevê que as súmulas vinculantes do STF só vão valer com o aval do Congresso. O texto, que foi aprovado pela Câmara diz ainda que o STF só pode declara leis inconstitucionais com votos de nove de seus onze ministros. Atualmente, as leis podem ser derrubadas pela Corte com seis votos.
Para Marco Aurélio, a PEC “ressoa como retaliação”. “Nada surge sem uma causa”, disse.
O ministro ressaltou que confia que o plenário da Câmara vá rever a posição da CCJ. “Acima dos integrantes da Comissão está o colegiado”, afirmou, referindo-se ao plenário da Câmara.


VIA GRITOS DE ALERTA / INFORMAÇÕES VALOR ECONÔMICO


Benny Hinn admite estar endividado e pede ajuda aos fiéis

 
Benny Hinn admite estar endividado e pede ajuda aos fiéisDepois de o pastor Robert Schuller, um dos ícones da chamada teologia da prosperidade, ver sua igreja falir e ser vendida para a arquidiocese católica da Califórnia ano passado, agora quem admite estar à beira da falência é o televangelista Benny Hinn.
Conhecido pelos seus cultos de cura, Hinn há anos prega a doutrina de que as pessoas que fizerem doações a seu ministério seriam muito mais abençoadas financeiramente. Desde 2007 o Senado americano pede que a Receita Federal investigue uma série de pregadores que movimentam milhões. O ministério de Benny Hinn também passou por essa investigação, mas negou qualquer irregularidade.
No passado, Hinn foi criticado por usar o dinheiro arrecadado em seus programas TV para comprar carros de luxo, mansões e até um jato particular, e nunca aceitou fazer uma prestação de contas pública, como muitos outros ministérios fazem. Ele já foi pastor de uma megaigreja em Orlando, mas nos últimos anos só fazia cruzadas. Seu irmão, San Hinn, recentemente foi afastado do ministério por causa de um escândalo sexual.
No início de abril, Hinn recebeu muitas críticas por ter pedido aos milhares de fieis que foram a uma cruzada em Trinidad e Tobago que doassem, cada um, US$ 100 como uma “semente de fé”. O valor é muito alto para os padrões do pequeno país, um dos mais pobres do Caribe.
Esta semana, o televangelista disse abertamente em uma “carta aberta” no site de seu ministério que necessita de US$ 2,5 milhões em doações para que possa continuar em frente. Admitiu que o fato de ter ficado separado da esposa por alguns anos atrapalhou sua vida e ministério e que está endividado. Contudo, Hinn explicou que um doador que não quer se identificar irá doar um dólar para cada dólar enviado pelos fieis.
O pastor Hinn chamou essa pessoa de “um querido amigo de longa data” e ele o procurou dizendo: “Deus colocou em meu coração que eu deveria plantar uma semente de US$ 2,5 milhões em seu ministério. Porém, Deus só quer eu faça isso se os seus parceiros do ministério doarem a mesma quantia dentro de 90 dias! Deus quer ver seu ministério completamente sem dívidas, e eu quero plantar uma semente ungida, que vai ajudá-lo a dar um passo gigante para se livrar dessas dívidas”. Benny Hinn disse ainda “Sinto fortemente que Ele deseja que vocês sejam parte dessa transferência sobrenatural de riqueza que está chegando a cada crente que vai obedecer a Palavra de Deus”.
No final, ele promete que Deus irá literalmente “dobrar milagrosamente” qualquer quantidade doada. Se a pessoa enviar U$ 100 receberá U$200, se doar U$ 1000 receberá U$2000 em 90 dias. Com informações de The Christian Post e Benny Hinn.

Ex-mulher não aceita acordo e Waguinho já fala em pregar na prisão

 
Solange Gomes não aceita acordo e Waguinho já fala em pregar na prisãoA advogada da modelo Solange Gomes, Rosana Aparecida de Oliveira, disse ao jornal Extra que sua cliente não pretende aceitar o acordo que o representante legal do cantor Waguinho ofereceu com o valor de R$45 mil. Este dinheiro foi arrecado por membros da igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) da qual Waguinho é pastor.
O cantor está devendo cerca de R$103 mil de pensão e pode ser preso.
Os fiéis, incluindo o líder da igreja, o pastor Marcos Pereira, fizeram uma “vaquinha” para tentar levantar o valor, já que os rendimentos atuais do ex-vocalista do grupo Os Morenos não é mais o mesmo de quando a justiça determinou o pagamento de oito salários mínimos mensais para a filha de 13 anos que ele teve com Solange.
O dinheiro da “vaquinha” foi oferecido como acordo, mas Rosana diz que vai ser impossível aceitar a oferta. “Ele teve todo esse tempo para pagar, agora que sabe que vai ser preso quer fazer acordo. Isso é impossível”, disse.
O advogado do cantor, Luís Henrique Machado e Silva, disse que se seu cliente for preso ficará ainda mais difícil quitar a dívida, dizendo também que Waguinho vai se entregar à polícia assim que o mandato de prisão chegar.
“Esse documento pode chegar a qualquer momento, ele vai se entregar de cabeça erguida”, disse o advogado ao jornal Extra. “Preso ele pretende pregar a palavra do Senhor aos presidiários”.
O advogado entrou com uma ação para diminuir o valor da pensão para no máximo dois salários mínimos e meio. “É o que o Wagner pode oferecer no momento, já que ele tem uma renda mensal de R$ 10 mil e outros filhos para ajudar”.  GP

FINAL DOS TEMPOS -

Gays evangélicos lotam inauguração de igreja inclusiva em SP
Gays evangélicos lotam inauguração de igreja inclusiva em SPA Igreja Cristã Contemporânea inaugurou um templo em São Paulo no último sábado (27) atraindo dezenas de evangélicos homossexuais que não se sentem acolhidos nas igrejas mais tradicionais.
A denominação foi fundada no Rio de Janeiro em 2006 e é liderada pelos pastores Fábio Inácio de Souza e Marcos Gladstone que são homossexuais assumidos e casados.
Conhecida por ser uma igreja inclusiva, eles não só aceitam homossexuais como promovem eventos voltados para casais gays, encontro de solteiros, balada e ainda realizam a união de pessoas do mesmo sexo.
Foi usando esta temática que eles trouxeram uma filial para São Paulo, antes de inaugurar este templo no bairro do Tatuapé, zona Leste da capital paulista, eles reuniam cerca de 100 pessoas em salão de festas.
O slogan da igreja é “Levando o amor de Deus a todos, sem preconceitos” se valendo do tema para atrair cada vez mais fiéis, uma vez que a ideia dos líderes é abrir dez templos na cidade de São Paulo.
“A meta é fundar mais dez igrejas na capital”, disse o pastor Gladstone. A Igreja Contemporânea tem outros sete templos, um em Minas Gerais e outros seis no Rio de Janeiro.
Apesar de ganhar destaque na mídia esta não é a primeira igreja cristã inclusiva na cidade, Lanna Holder e Rosania Rocha fundaram em 2011 a igreja Comunidade Refúgio e há outros ministérios menores com o mesmo estilo de pregação.

GOSPEL PRIME

Marco Feliciano é aclamado por evangélicos no Gideões

 
Marco Feliciano é aclamado pelos fiéis no Gideões MissionáriosMilhares de evangélicos vindos de diversas partes do Brasil se reúnem todos os anos na cidade de Camboriú, Santa Cataria para acompanhar as reuniões do maior congresso de missões da atualidade, o Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora.
Pregando desde 2001 no evento, Marco Feliciano, pastor e deputado federal pelo Partido Social Cristão, é sempre um dos conferencistas mais aguardados no evento. Neste domingo (28) não foi diferente. Desta vez o motivo era outro.
Envolvido em polêmicas desde que assumiu a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) o parlamentar tornou-se principal notícia nas mídias do Brasil.
Ativistas chegaram a acusá-lo de racismo e homofobia por causa de declarações polêmicas do evangélico nas redes sociais. Feliciano havia dito que “africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé”.
Desde então, milhares de manifestantes haviam promovido campanhas pedindo a saída do deputado da liderança do colegiado. Uma das igrejas de seu ministério, Assembleia de Deus Catedral do Avivamento, chegou a cancelar suas agendas com o líder por causa de manifestações na entrada do templo.
Nesta manhã centenas de jornalistas e sites de notícias esperavam a pregação de Feliciano, que ao assumir o altar informou: “Os jornalistas que quiserem ouvir minha declaração sobre a Comissão de Direitos Humanos terão que ficar até a noite, pois só falarei a noite”, passando o microfone para outro pregador.
Feliciano assumiu o altar à noite, por volta das 21 horas e foi aclamado pela multidão em Camboriú. Milhares de evangélicos receberam o parlamentar ao som do Hino Nacional gritando “Feliciano me representa”.
Marco Feliciano evitou falar sobre a CDHM, apenas agradeceu o apoio dos principais líderes evangélicos, entre eles: Abner Ferreira, Renê Terra Nova, Silas Malafaia, Samuel Ferreira, Bispo Manoel Ferreira, entre outros.
O parlamentar também criticou a mídia secular, lembrou o título da revista Istoé “O homem que afrontou o Brasil. Por que ele não cai?”, e respondeu: “Não caiu por causa das orações dos crentes”, disse antes de destacar: “Nunca houve tanta oração por uma única pessoa”.
“Pinçaram palavras polêmicas desenhando uma figura de um monstro. Se eu fosse um monstro não teríamos esta multidão me assistindo. Minhas pregações não despertam o ódio, despertam a convicção de seus pecados”, continuou.
Feliciano aproveitou a ocasião para incentivar os evangélicos a boicotarem as emissoras de televisão que tem se manifestado contra os evangélicos: “Não assistam mais suas novelas”.GP

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...