domingo, 15 de fevereiro de 2015

Estado Islâmico se une a outras milícias para atacar cidades cristãs, no Líbano

Oriente Médio - Cerca de 3 mil combatentes jihadistas se reuniram nas montanhas Qalamoun, na Síria, para atacar refugiados no Líbano.




 
Cerca de 3 mil combatentes jihadistas se reuniram nas montanhas Qalamoun, na Síria, que fazem fronteira com o leste do Líbano, para atacar uma série de cidades cristãs no norte e centro do Líbano.
Segundo fontes do Oriente Médio, os militantes, compostos pelo Estado Islâmico e al-Qaida, filiados de Jabhat al-Nusra, sobreviveram ao inverno rigoroso nas montanhas para se posicionar para uma possível série de ataques na primavera.
Militantes da Nusra e Estado Islâmico geralmente têm lutado uns contra os outros. No entanto, uma coordenação de seus combatentes parece estar surgindo no Líbano, embora seus objetivos sejam diferentes, fontes acrescentam.
De acordo com o analista de Oriente Médio Mario Abou Zeid, alguns homens do Exército Sírio, que tem apoio dos Estados Unidos, também começaram a se juntar com militantes da Nusra.
"Homens do exército sírio começaram a perder a esperança de receber qualquer ajuda internacional significativa", disse Zeid. "A frente da Nusra ganhou confiança e lealdade destes combatentes, que resultou nessa cooperação em Qalamoun.”
“Há um novo ‘triângulo de morte’ promovido pelo Estado Islâmico que se estende desde as terras libanesas de Arsal até o campo de refugiados palestinos de Ein al-Hilweh, atingindo Iraque e Raqqa, capital do califado do Estado Islâmico na Síria”, segundo o ministro libanês Mouhad al-Machnouq.
Arsal é onde o Estado Islâmico e Nusra começaram sua incursão em agosto do passado, no interior do norte do Líbano, fazendo reféns como os membros do exército libanês. Arsal se tornou um centro de lei islâmica imposta aos seus moradores.




Fonte: Guiame, com informações de WND

DILMA ANTI CRISTO - Exclusivo: decreto presidencial pede desconstrução da família tradicional


Exclusivo: decreto presidencial pede desconstrução da família tradicionalA desconstrução da imagem da família tradicional é uma meta permanente do governo federal, que mobiliza recursos públicos e estruturas governamentais, especialmente na educação, para cumprir sua meta. Quem confirma a informação é o próprio governo.
O fato foi trazido à luz pela advogada, pedagoga e pastora Damares Alves, em recente palestra realizada em Arujá, na Grande São Paulo, em evento no qual a palestrante trouxe novas e polêmicas informações sobre a “guerra ideológica contra a família”.
Uma das informações mais intrigantes trazidas pela palestrante foi a de que a família tradicional – cuja base é o casal heterossexual – deve ser desconstruída conforme um decreto presidencial que confirma que há um esforço contra a família realizado pelo governo federal.
Trata-se do decreto Presidencial 7.037, de 21 de dezembro de 2009, que dentro do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH), na seção de Ações Programáticas, no Objetivo Estratégico 5, traz a seguinte declaração de prioridade:
“Reconhecer e incluir nos sistemas de informação do serviço público todas as configurações familiares constituídas por lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, com base na desconstrução da heteronormatividade”
A advogada notou que o decreto foi feito sob medida para agradar ao movimento LGBT, que não se contenta em promover causas e direitos de homossexuais, mas avança na agenda de desconstrução da família tradicional e da heteronormatividade.
“O reconhecimento de famílias é aceitável. O problema é a desconstrução da heteronormatividade. O que é heteronormatividade? É a família tradicional, o casal hetéro. Em outras palavras, temos um decreto presidencial que diz: desconstrua a família tradicional”, declarou Damares Alves.
“Isso quer dizer, em outras palavras, que é um decreto feito para destruir a imagem da família tradicional. Se quisessem construir a homonormatividade, tudo bem. Mas não querem só construir a imagem das famílias. É bem pior, eles querem destruir a heteronormatividade”.

Guerra ideológica na educação

Uma das consequências concretas do estabelecimento da desconstrução da heteronormatividade como prioridade do governo federal é uma educação pública aparelhada pela agenda ideológica do movimento LGBT.
Damares Alves citou várias denúncias de pais e mesmo de professores sobre situações absurdas vivenciadas por estudantes nas escolas públicas brasileiras. Tudo isso resultado do aparelhamento do Estado por um movimento que tem como alvo a família tradicional.
São cartilhas pedagógicas recheadas com notórios incentivos à masturbação, iniciação sexual precoce e experimentação de comportamento bissexual. Algumas cartilhas, de tão explícitas, se tornaram alvo de denúncias dos pais e ganharam reportagens na TV.
“Isso não é combate ao preconceito. Não estão respeitando a identidade biológica das nossas crianças. Posso falar de preconceito contra homossexuais sem levar para as escolas, por exemplo, uma cartilha que mostra quatro homens transando. Posso combater o preconceito sem levar isso para crianças entre 10 e 13 anos de idade”, denunciou Damares.
Todas as informações constam no vídeo da palestra “Educação: Missão da Família ou do Estado?”, que Damares Alves realizou em Arujá, para promover ali o projeto de lei do movimento Escola Sem Partido, que busca uma educação sem aparelhamento ideológico.
Assista:

Por não cobrirem o rosto com véu, 15 mulheres tem a face desfigurada com ácido pelo Estado Islâmico



Embora possa parecer uma brutalidade exclusiva do Estado Islâmico, este tipo de punição é bastante comum em países muçulmanos mais rigorosos.


O policiamento do Estado Islâmico desfigurou os rostos de 15 mulheres iraquianas com um ácido, como uma forma de punição, na semana passada. O motivo é que as mulheres não estavam com os rostos cobertos de forma adequada, para os padrões do EI.

As mulheres foram punidas de maneira cruel simplesmente porque não estavam usando o Niqab, um tipo de véu muçulmano que cobre totalmente o rosto – exceto a região dos olhos.

"Eles implementaram esta punição como lição, para que outras mulheres da cidade não deixem de usar o niqab", disse Saed Mamuzini, funcionário do Partido Democrático do Curdistão em Mosul.
Aviso dado
O Estado Islâmico emitiu um aviso em julho do ano passado, alertando que as mulheres de Mosul que fossem pegas sem niqab seriam severamente punidas. O grupo argumentou que a restrição serve para proteger as mulheres e a religião de deboche.

"Esta não é uma restrição à liberdade, mas é para impedir a mulher de cair em humilhação e vulgaridade, ou que seja um teatro aos olhos dos que estão procurando", disse o Estado Islâmico. "Qualquer uma que não esteja comprometida com este dever, e é motivada pelo glamour, estará sujeita à responsabilização e punição severa, para proteger a sociedade do mal e para proteger a religião de deboche".
Regra do Alcorão
Embora derramar ácido sobre o rosto de uma mulher possa parecer uma brutalidade exclusiva do Estado Islâmico, este tipo de punição é bastante comum em países muçulmanos mais rigorosos, como o Paquistão.

"O Alcorão orienta os homens a bater nas mulheres que forem desobedientes. Vimos mulheres que não cumprem as restrições da Sharia (lei islâmica) e foram desfiguradas com ácido no Paquistão e em outros lugares", escreve o crítico do Islã Robert Spencer. "Esta é apenas mais uma manifestação do império do medo que a Sharia cria: a virtude é imposta pelo terror, o que significa que não é realmente uma virtude".
Casos de brutalidade
Embora as torturas por violação da lei Sharia sejam muito comuns no Paquistão, as mulheres também têm sido submetidas a ataques com ácido, apenas porque estão em desacordo com seu marido ou outros homens.

Este foi o caso de um homem em Lahore que, com a ajuda de seu pai, bateu em sua esposa e, em seguida, derramou ácido em sua garganta por causa de questões internas do casal, em novembro do ano passado.

Em setembro, uma menina de 16 anos foi atacada com ácido depois que sua família rejeitou o pedido de casamento de um homem. Os médicos disseram que ela perdeu 95% de sua visão.

Fonte: Guia-me

Vícios Sexuais - Masturbação

 A masturbação é um vício na área sexual cuja guerra é lenta e muito silenciosa. A masturbação pode ser considerada dentro da área sexual como uma droga, vicia lentamente e seus efeitos são devastadores no mundo espiritual. É um pecado, cuja finalidade é a abertura para outros pecados da área sexual.Fatores que geram a masturbação:


1º. Fatores Sócio-Psicológicos
2º. Fatores Emocionais
3º. Fatores Espirituais     


I. FATORES SÓCIO-PSICOLÓGICOSEsse fator é gerado pela pressão que um grupo exerce sobre um indivíduo.É quase certo que, por volta de 70% das pessoas que praticam masturbação, conheceram essa prática na fase Infanto-Juvenil.Para um adolescente, que está naturalmente exposto às descobertas em seu próprio corpo, que está em transição, é natural certa curiosidade sexual. Porém, acontece que o diabo, que é tão velho quanto a Terra, sabendo dessa tendência natural, envolve a juventude nessas práticas.A Própria Palavra de Deus nos diz que não somos desse mundo, mas, estamos nele. Por isso é impossível viver em uma sociedade sem Deus, sem receber em nosso corpo, alma ou espírito alguma espécie de contaminação.Umas dessas contaminações são as famosas prosas sexuais, que acontecem em rodinhas de jovens e adolescentes, que certamente possuem freqüente ou ocasionalmente um jovem cristão. Pelo fato de esses jovens não expressarem a mesma fé, e de não ser fácil lutar contra o desejo carnal do sexo antes do casamento, há sempre uma fuga:


 A MASTURBAÇÃO.
De acordo com o dicionário MASTURBAÇÃO é: Provocar com a mão ou com objetos adequados o gozo venéreo em.O fator Sócio-Psicológico é gerado por que se torna como uma válvula de escape para a tensão sexual. II. FATORES EMOCIONAISSão formados pela tendência que uma pessoa tem de se refugiar de alguma coisa maligna que atormenta seu passado. A fuga de uma rejeição ou de algum trauma.A rejeição gera uma carência afetiva, sentimental até isso se manifestar em uma carência de nível corporal.Como não há a maturidade ou a legalidade de se haver um relacionamento físico com outra pessoa a válvula de escape é a masturbação.


   III. FATORES ESPIRITUAISSão gerados no mundo espiritual a masturbação pelo fato de haver:
1º. Decisão de masturbar-se;
2º. Maldição hereditária ou familiar na área sexual;
3º. Pecados Sexuais;
4º. Pornografia.A masturbação começa com um comando pervertido da Vontade Humana, pois é liberada no mundo espiritual, uma sentença pela boca dos demônios, que influenciam em nossa decisão.Agrupamentos comuns de Demônios da MasturbaçãoAuto-RejeiçãoHereditariedadeBloqueio EmocionalMedo de solidãoBloqueio EspiritualMisériaBloqueio MentalPornografiaCulpaPensamentos ImpurosDependência FísicaRejeiçãoDorViolênciaSensualidadeTorpezaDois gêneros de Demônios da Área Sexual:
1º. Exus Mirins
2º. Pombas GirasEsses demônios entram pela respiração no ato da ejaculação e se alojam, no Baço (Lado Direito no homem) e no rim (lado direito da mulher). São demônios que se alimentam de carne e são expulsos mediante quebra do mal e unção com óleo. Exus MirinsAcompanham as crianças que praticam masturbação. Atacam mais as crianças que ainda não produzem esperma.
 Até mais ou menos onze ou doze anos de idade. Pombas GirasAcompanham mulheres que praticam masturbação. Podem acompanhar também alguns homens que sentem um prazer sexual com essa prática, é como se eles praticassem sexo com elas, esses demônios podem ser os mesmos que perturbam durante a noite. As pombas-giras-mirins, acompanham as crianças (meninas) que têm essas praticas.Existe uma Pomba-Gira em particular que pode se manifestar como uma mulher de vestido vermelho bem sensual, colado ao corpo, com longos cabelos negros e peles brancas, e com uma pequena bolsa que carrega debaixo do braço.Esses demônios podem entrar na vida de uma pessoa, sendo que suas manifestações são silenciosas.Esses demônios entram no momento da ejaculação, pela respiração, se ligam ao corpo e a alma no momento em que acontece a “Amnésia Sexual Temporária”, podem se esconder, nos órgãos sexuais internos sendo que seus preferidos são a próstata no homem e, úteros e ovários na mulher.Alojam-se também nas palmas das mãos e entre os dedos deixando neles o seu lixo. Pode haver aí uma transferência por imposição de mãos.Nas casas seus locais de alojamento podem ser:
Ø Banheiros: Em cima ou em frente ao vaso sanitário, ao lado das pias ou em baixo delas, atrás de portas, em cima do chuveiro, nos ralos do banheiro.
Ø Salas: Na televisão, no botão de ligar a televisão, em sofás, em buracos nos sofás, nos cantos da sala e nos cantos do teto.Ø Ao lado do Computador.Passos para a LibertaçãoPor se tratarem de demônios que se alimentam da natureza carnal, da área sexual, devem ser libertos:
1. Corpo
2. Alma
3. Espírito1. CorpoØ Ungir:a) Umbigo;b) Baço (homem) ou Rim (mulher);c) Testa;d) Olhos;e) Palmas das mãos;f) Entre os dedos;g) Nariz.h) Desligar toda a influência dos vícios e a dependência física e espiritual dessa prática.


A. Unção no umbigoUngir e renunciar todo ato de contaminação sexual, expulsar Amouram e retirar todo lixo e atadura espiritual.B. Unção no baço ou rimRetirar todo o lixo espiritual da área sexual, quebrar a fortaleza sexual, retirar a seta espiritual que ali se alojou e seu o veneno, renunciar toda manifestação por estruturas orgânicas (Hérnia ou etc.) e expulsar os demônios da área sexual.


C. Unção na testaRetirar toda contaminação espiritual da mente. Ungir quebrando e anulando toda fortaleza mental.Desligar Todo laço de alma com a masturbação e a carne.Desligar o controle mental pelos encantamentos.


Quebrar toda a influência maligna noturna:Ø Sonhos: Renegar os sonhos malignos, suas influências, expulsar Lilith. Pedir perdão por toda vez que praticou sexo inconscientemente com súcubos e íncubos, expulsá-los e retirar tudo o que foi deixado no seu corpo e alma.Ø Polução Noturna: Renegar toda “Influência maligna” que se utilizou da polução noturna. Consagrar o sono e a noite à Deus.Ø Expulsar os demônios que atuam no sono (Lilith, Lísipe e Nosferatus, no caso de vampirismo sexual ‘pessoa acordar muito cansada’).Ø Retirar todos os implantes espirituais das trevas deixados no corpo.D. Unção nos olhosPedir perdão à Deus e retirar toda contaminação espiritual que entrou por eles.Expulsar os demônios que ali se alojaram.E. Unção nas Palmas das MãosPedir perdão por ter contaminado as mãos com o pecado da masturbação.Expulsar os demônios que ali se alojaram.Retirar toda a contaminação espiritual ali deixada.F.


      Unção entre os dedosExpulsar os demônios que ali se alojaram.Retirar toda a contaminação.G. Unção no narizRenunciar a entrada de demônios elas vias aéreas.Retirar toda a contaminação, fazendo-a passar, espiritualmente, onde está alojada até sair por onde entrou.Retirar toda raiz de impureza sexual.Retirar toda contaminação e alojamentos demoníacos das vias aéreas.2. Almaa) Desligar almab) Cura Interiorc) Cura da Vontaded) Expulsão de Demôniose) Limpeza da Mentef) Cura das EmoçõesA. Desligar almaDesligar a alma do laço que a envolvia no pecado, fazer isso utilizando a espada do Espírito.B. Cura InteriorUma pessoa que se envolveu nesse ato pecaminoso pode conter uma raiz de rejeição ainda não tratada por isso é necessário que a pessoa passe por uma ministração de cura interior. A pessoa busca abrigo em uma perversão e vício sexual.Retirar todo sentimento de culpa e de auto-rejeição.C. Cura da VontadeOração para Cura da Vontade e unção contra toda passividade da mente.Desligar com espada do Espírito todo mal que esteja afetando a vontade.Aplicar o Sangue de Jesus em todas as áreas da Vontade que foram contaminadas.Exercitar a Vontade com o poder da decisão da sentença de “não pecar mais”.Desligar a memória contaminada dos costumes da Vontade, quebrando assim toda concupiscência.Unção na testa e no alto da cabeça para selar a libertação da Vontade.D. Expulsão dos demôniosExpulsar todo espírito maligno que tenha se alojado em qualquer área da mente. Trazer os esconderijos pelo poder da Luz da Palavra de Deus. Expulsar os espíritos de culpa, auto-rejeição, medo, auto-comiseração.E. Limpeza da MenteFeita durante a unção na testa.F. Cura das EmoçõesDesbloquear os sentimentos da pessoa que ficaram travados. Fazer a cura das emoções da pessoa, pois ela pode apresentar afetividade e carência emocional exageradas.3. EspíritoDesligar toda influência pecaminosa lançada sobre o espírito, desligar toda apatia, frieza e passividade espiritual.Verificar se há aprisionamento de espírito.Orar selando a libertação e ministrar uma unção com óleo.

 
http://bit.ly/copynwin