sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

FINAL DOS TEMPOS - Rússia: queda de meteorito causa explosões no céu e fere mais de 500

Explosões no céu da região dos Montes Urais, na Rússia, geradas pela queda de um meteorito, causaram pânico e danos em ao menos seis cidades, segundo informações divulgadas pela agência RT nesta sexta-feira. Mais de 500 pessoas, incluindo crianças, ficaram feridas, sendo ao menos três delas com gravidade. Cerca de 20 mil membros de equipes de resgate foram enviados para a área.

Testemunhas disseram que casas estremeceram, janelas explodiram, a energia elétrica caiu em alguns locais e celulares pararam de funcionar.

Vídeo mostra queda de meteorito de diferentes ângulos; vejaClique no link para iniciar o vídeo
Vídeo mostra queda de meteorito de diferentes ângulos; veja

A Agência Espacial Europeia (ESA na sigla em inglês) confirmou que o evento não tem relação com o asteroide 2012 DA14, que tem de 45 a 95 metros e deve passar próximo à Terra nesta sexta-feira.

O objeto caiu a 80 quilômetros da cidade de Satki, no distrito de mesmo nome. O fenômento atmosférico, porém, gerou consequências também registradadas nos municípios de Chelyabinsk, Yekaterinburg e Tyumen, entre outros.

Os locais foram atingidos por fragmentos do meteorito, que danificaram residências, prédios e fábricas, além dos efeitos da corrente elétrica. Há relatos de que uma parte do meteorito caiu no fundo de um lago.

Em Chelyabinsk, moradores reportaram que as explosões foram tão fortes que causaram um tremor de terra e trovões ao mesmo tempo, além de uma cortina de fumaça. Há relatos de objetos em chamas que caíram do céu.

Por conta das janelas estouradas, a população tem recorrido a plásticos para proteger suas casas, já que a média de temperatura nos arredores dos Montes Urais nos próximos dias séria de - 14º C.

Carnaval
 

Carnaval
 

 

 

 

 

 

 

O susto fez com que prédios fossem evacuados na região. De acordo com o Ministério para Situações de Emergência da Rússia, o fenômento foi a queda de um meteorito, mas, a princípio, a população acreditou se tratar da explosão de mísseis ou até um ataque de extraterrestres. 

Alguns veículos da imprensa chegaram a informar que uma chuva de meteoritos teria caído sobre os Urais, porém a notícia foi revisada posteriormente.

"Não foi uma chuva de meteoritos, mas um meteorito que se desintegrou nas camadas baixas da atmosfera", disse à agência Interfax a porta-voz do Ministério para Situações de Emergência da Rússia, Elena Smirnij.

A porta-voz ministerial também informou que o incidente não alterou os níveis de radiação, que se mantêm dentro dos parâmetros frequentes para a região.

Terra

O que fazer após roubo ou perda de documentos, cartão ou cheque?

Cheque e cartão de crédito

Os criminosos podem utilizar seus pertences para praticar diversos crimes - e a dor de cabeça é toda sua. Veja como se proteger

 
É importantíssimo registrar o quanto antes a perda, furto ou roubo de documentos, cartões e cheques na delegacia
Foto: Getty Images

É furto ou roubo?

Furto
Quando há subtração de qualquer objeto sem a utilização de violência contra a pessoa. Por exemplo, alguém que puxou a carteira do seu bolso sem você perceber. No caso de furto ou perda de documentos, você pode acessar o
site da Secretaria de Estado da Segurança Pública e registrar o ocorrido.

Roubo
Caracterizado pela utilização de agressão ou ameaça grave - com ou sem uso de arma. Neste caso, não é possível resolver pela internet. Você precisará ir até uma delegacia para registrar um boletim de ocorrência (B.O.)

Para localizar a delegacia mais próxima, você pode acessar o
site da Secretaria de Estado da Segurança Pública.
 

Roubo ou perda de talão de cheques, cartão de crédito e débito

Medida imediata
Se você não puder correr para uma delegacia na mesma hora, uma boa alternativa é sustar o cheque provisoriamente por e-mail ou telefone junto ao banco. Porém, deve ser confirmada em dois dias úteis junto ao banco (com o B.O.), para que a sustação não seja cancelada. Também informe os órgãos de proteção ao crédito, e informe os números dos cheques roubados - veja abaixo.

Na delegacia
Fornecer as seguintes informações: nome do banco, agência, número da conta corrente e a numeração das folhas do talão de cheques perdido ou furtado.

Dica para evitar o problema
Procure carregar poucas folhas de cheque e mantenha o talão separado de outros documentos pessoais.

 

Roubo ou perda de documentos (RG, CPF, CIC, CNH, etc.)

Medida imediata
No caso de roubo, vá a uma delegacia o mais rápido possível para registrar um boletim de ocorrência (B.O.). Depois informe ao SPC e o Serasa sobre o ocorrido (veja abaixo).

Se for furto ou perda, você pode registrar uma
ocorrência pela internet.

Na delegacia
No caso de documentos pessoais, informe os números dos seus documentos pessoais (RG e CPF) do responsável ou representante legal. Se forem documentos do veículo, basta especificar quais foram os documentos furtados ou perdidos (CRV, CRLV, DPVAT e IPVA)

 

Informe o SPC e o Serasa

É importantíssimo registrar um alerta junto ao SPC e ao Serasa sobre a perda ou roubo de documentos. Assim você evitar fraudes envolvendo seu nome e seus documentos.

Para isto, basta acessar o site do
Serasa
e seguir as instruções. Você também pode se informar pelo telefone (11) 3373-7272.


VIA GRITOS DE ALERTA .
BISPO ROBERTO TORRECILHAS

JESUS , O ÚNICO CAMINHO ATÉ DEUS .

  “Sou basicamente uma boa pessoa, então vou para o Céu.” “OK, então eu faço algumas coisas ruins, mas faço mais coisas boas, então vou para o Céu.” “Deus não vai me enviar para o inferno só porque não vivo de acordo com a Bíblia. Os tempos mudaram!” “Apenas pessoas realmente más como molestadores de crianças e assassinos vão para o inferno.” “Acredito em Deus, apenas o sigo do meu próprio jeito. Todos os caminhos levam a Deus.”

Todas estas são conclusões comuns entre a maioria das pessoas, mas a verdade é que são todas mentiras. Satanás, o qual tem poder sobre o mundo, planta estes pensamentos nas nossas mentes. Ele, e qualquer um que siga os seus caminhos, é um inimigo de Deus (1 Pedro 5:8). Satanás sempre se disfarça como bom (2 Coríntios 11:14), mas tem controle sobre todas as mentes que não pertencem a Deus. “...[Satanás, ] o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus” (2 Coríntios 4:4).

É uma mentira acreditar que Deus não se importa com pecados menores e que o inferno é destinado às “pessoas más”. Todo pecado nos separa de Deus, mesmo uma “pequena mentirinha”. Todos pecaram e ninguém é bom o suficiente para ir ao Céu por sua própria conta (Romanos 3:23). Entrar no Céu não se baseia no nosso bem superar o nosso mal; todos perderíamos se este fosse o caso. “E, se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça” (Romanos 11:6). Não há nada bom que possamos fazer para ganhar a nossa entrada no Céu (Tito 3:5).

“Entrai pela porta estreita: porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela” (Mateus 7:13). Mesmo que todo mundo esteja vivendo uma vida de pecado, e crer em Deus não seja popular, Deus não vai perdoar isto. “nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, o espírito que agora atua nos filhos da desobediência” (Efésios 2:2).

Quando Deus criou o mundo, este era perfeito. Tudo era bom. Então ele fez Adão e Eva, e deu-lhes o seu próprio livre-arbítrio, de forma que teriam a escolha de seguir e obedecer a Deus ou não. No entanto, Adão e Eva, as primeiras pessoas que Deus fez, foram tentados por Satanás a desobedecer a Deus, e eles pecaram. Isto os impediu (e a todos os que vieram depois deles, incluindo a nós) de ter uma relação íntima com Deus. Ele é perfeito e não pode estar no meio do pecado. Como pecadores, nós não poderíamos chegar lá pela nossa própria vontade. Então, Deus criou uma forma pela qual poderíamos estar unidos com Ele no Céu. “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 6:23). Jesus nasceu para que pudesse nos ensinar o caminho e morreu por nossos pecados para que não o tivéssemos de fazer. Três dias após a Sua morte, Ele ressuscitou do sepulcro (Romanos 4:25), provando ser vitorioso sobre a morte. Ele completou o caminho entre Deus e o homem para que este pudesse ter uma relação pessoal com Ele, precisando apenas acreditar.

“E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (João 17:3). A maioria das pessoas acredita em Deus, até Satanás acredita. Entretanto, para receber a salvação, é preciso se voltar para Deus, formar uma relação pessoal com Ele, voltar-se contra os nossos pecados e seguir a Ele. Devemos acreditar em Jesus com tudo o que temos e em tudo o que fazemos. “Justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos os que creem; porque não há distinção” (Romanos 3:22). A Bíblia nos ensina que não há outro caminho para salvação a não ser através de Cristo. Jesus diz em João 14:6: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim.”

Jesus é o único caminho para a salvação porque Ele é o Único que pode pagar o preço pelos nossos pecados (Romanos 6:23). Nenhuma outra religião ensina a profundidade ou seriedade do pecado e das suas consequências. Nenhuma outra religião oferece o pagamento infinito que só Jesus poderia dar pelo pecado. Nenhum outro “fundador religioso” foi Deus vindo como homem (João 1:1,14) – a única forma pela qual um débito infinito poderia ser pago. Jesus tinha que ser Deus para que pudesse pagar nosso débito. Jesus tinha que ser homem para que pudesse morrer. A salvação está disponível apenas pela fé em Jesus Cristo! “E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (Atos 4:12).



ACEITE JESUS COMO SEU ÚNICO SALVADOR .


GRITOS DE ALERTA

Expansão dos evangélicos na África preocupa a Igreja Católica

 

Fiéis são sobretudo jovens cansados do ritual "frio" das missas católicas



A expansão de igrejas evangélicas na África preocupa os dirigentes da Igreja Católica. O tema entrou no centro das discussões do sínodo [reunião de bispos] do continente, que acontece até o próximo dia 25 no Vaticano.
Em Abidjan, na Costa do Marfim, como em muitas outras cidades africanas, observa-se uma rápida propagação das novas comunidades. A Igreja Universal, por exemplo, comprou vários cinemas da cidade e faz muita propaganda na rádio e na TV.
Segundo uma pesquisa realizada em 2006 na República Democrática do Congo, havia entre 12 e 13 mil igrejas Despertar apenas na capital, Kinshasa.
A mensagem destas igrejas se centra basicamente na realização de curas e milagres através de exorcismo, além da promessa de riqueza e outros bens materiais, tudo ao ritmo de músicas que contrastam com a tradicional missa católica, considerada "muito fria" pelos fiéis, segundo explicou o reverendo Bruno, da Igreja do Despertar de Kinshasa.
Vaticano critica evangélicos
No Vaticano, Alfred Adewale Martins, bispo de Abeokuta (Nigéria) se referiu aos evangélicos como "grupo geralmente muito agressivo, que fala da Igreja Católica como uma igreja morta".
 - Eles querem acabar com a Igreja Católica, tanto no que diz respeito a sua influência como ao número de seus fiéis.

Os bispos concordaram que o sucesso dos evangélicos se alimenta do mal-estar de uma população que vive num continente afetado por conflitos e onde a corrupção prospera graças à pobreza.
Por sua parte, o monsenhor Robert Murhiirwa, bispo de Fort Royal (Uganda), disse que os muçulmanos e os evangélicos "gastam milhões de dólares em nossos países para atrair os jovens". O monsenhor Felix Alaba Adeosin Job, arcebispo de Ibadan (Nigéria), protestou contra a expansão dos grupos:
- Esses ataques [dos evangélicos] capturam nossos membros mais vulneráveis: os jovens e os adultos jovens.
Já o  cardeal Walter Kasper, presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos, disse que se deve "enfrentar este desafio urgente com uma atitude de autocrítica".
A declaração vai na linha do bispo Martins:
- Não é uma batalha, e sim um desafio.

AFP

Bento XVI aponta hipocrisia e divisão na igreja

Na missa depois do anúncio da renúncia, papa indica que ato pode ter relação com lutas internas de poder no clero.

Bento 16 usou o Evangelho segundo Mateus para, ao que tudo indica, apontar as verdadeiras razões pelas quais decidiu renunciar ao papado:

"Jesus denunciou a hipocrisia religiosa, o comportamento que quer aparecer, a atitude que busca aplauso e aprovação", leu, em tom de voz monocórdico, na sua última homilia e também última celebração na Basílica de São Pedro, durante a Missa das Cinzas, que dá início à Quaresma -os 40 dias que antecedem a Páscoa, durante os quais os cristãos realizam penitência para recordar o período bíblico em que Jesus esteve no deserto.

Não escondeu também que "o rosto da igreja é, às vezes, deturpado pela divisão no corpo eclesial".

A palavra "escândalo" tampouco esteve ausente da homilia: "Mesmo nos nossos dias, muitos estão prontos para rasgar-se as vestes diante de escândalos e injustiças, naturalmente cometidas por outros, mas poucos parecem disponíveis para agir sobre seu próprio coração, sua própria consciência e suas próprias intenções".

Por mais que, para renunciar, tenha alegado o esgotamento de suas forças, a versão de que, na verdade, Bento 16 foi derrotado pelas lutas de poder internas acabou prevalecendo na mídia italiana e internacional.

As palavras do papa só reforçam essa interpretação.

Até porque Bento 16 suportou bem os 110 minutos que durou a cerimônia, no fim da tarde de ontem, acompanhada por 8.000 pessoas no interior da imponente basílica de 387 anos e por incontáveis mais que, lotado o templo, postaram-se à frente dos quatro telões instalados na praça São Pedro.

Viram, é verdade, o papa usar uma espécie de andador, um estrado móvel, para percorrer os 45 metros da nave central até o altar, ladeado pelos dois impressionantes baldaquinos de Bernini.

Mas viram também que as mãos do papa, 85 anos, tremeram pouco ou nada quando levava à boca dos fiéis a hóstia consagrada.

Nesse instante, ficava ainda mais evidente o anel do pescador, símbolo oficial do papa, que será destruído no dia 28, antes das 17h (14h em Brasília), quando Bento 16 deixará o Vaticano a bordo de um helicóptero.
APLAUSOS NA MISSA
Às 17h em ponto, a procissão de praxe deu entrada. Logo depois, entrou um Bento 16 de rosto sério, que se manteve imutável pelos 110 minutos seguintes, apesar de alguns assistentes terem visto olhos marejados depois que o secretário de Estado Tarcisio Bertone, segundo na hierarquia, saiu da liturgia convencional para agradecer ao papa por "haver dado o luminoso exemplo de simples e humilde trabalhador na vinha do Senhor, um trabalhador, porém, que soube, a todo momento, realizar o que é mais importante: levar Deus aos homens e levar os homens a Deus".

Seguiu-se um aplauso forte, contínuo, que durou cinco longos minutos.

Contraste total com o silêncio absoluto com que se ouviram as palavras do papa.

Silêncio e aplausos compartilhados pelos cardeais presentes. Eles, como Bento 16, vestindo a casula (o manto longo que cobre a batina) roxa, própria para a cerimônia de Cinzas.

A semelhança de roupagem reforçava a certeza de que um deles poderá ser o substituto de Bento 16, a partir de algum momento do próximo mês (se for possível concluir com êxito as votações no Colégio Cardinalício).

De todos os cardeais presentes, apenas dois eram negros, Peter Turkson (Gana, eleitor) e Francis Arinze (Nigéria, 81 anos e, portanto, não eleitor).

O papa cumpriu também o ritual de passar cinzas na cabeça de quatro dos cardeais, no que não deixa de carregar também um simbolismo: as cinzas são um antigo ritual que convida quem as recebe a refletir sobre o dever da conversão, de mudar de vida, de arrepender-se perante Deus.

Afinal, a hipocrisia e as divisões eclesiais a que o papa se referiu dizem respeito também, ou principalmente, aos cardeais.

DESPEDIDAS

A missa foi a primeira depois do anúncio da renúncia, na segunda-feira passada, e também será a última de Bento 16 no Vaticano.

Até o final do mês que marca o fim de seu papado, Bento 16 vai comandar uma oração dominical na praça São Pedro no dia 24 e uma audiência geral no dia 27, além de encontros com bispos e audiências com alguns chefes de Estado. A renúncia do papa está agendada para dia 28.

Ontem, antes da missa, durante a manhã, Bento 16 fez no salão de audiências do Vaticano a sua primeira aparição pública após a renúncia.

Bento 16 a justificou dizendo que sai por vontade própria e para o "bem da igreja".

"Tomei a decisão com plena liberdade para o bem da igreja, depois de ter rezado muito e examinado minha consciência perante Deus."

A audiência durou pouco mais de uma hora, num salão lotado com cerca de 10 mil de pessoas. Na maior parte do tempo, o papa permaneceu sentado. Quando a cerimônia terminou, cardeais fizeram fila para beijar o anel do pescador e alguns convidados cumprimentaram pessoalmente o pontífice.

Fonte: Folha de São Paulo

Bancada evangélica quer derrubar reconhecimento da Associação de Travestis

                      
Bancada evangélica quer derrubar reconhecimento da Associação de TravestisA bancada evangélica da Câmara de Campo Grande está travando um embate difícil na tentativa de derrubar o projeto que reconhece como de utilidade pública a Associação de Travestis de Mato Grosso do Sul.
Ele foi apresentado pela primeira vez em 2008 pelo vereador Athayde Nery (PPS) em dezembro de 2008. Não foi aprovado na ocasião e Athayde não foi reeleito e o projeto ficou parado.
Agora, foi retomado pela vereadora Luiza Ribeiro (PPS). Ela explica: “Ninguém está trocando de religião ou algo assim. Não adianta levar para outro caminho. Acredito que não teremos dificuldade [de aprovar]”. Ter o reconhecimento de utilidade pública garante a associação o direito de fazer convênios e conseguir recursos públicos da Prefeitura de Campo Grande. A associação já recebe apoio do Governo Federal.
Um dos líderes na tentativa de impedir sua aprovação é Alceu Bueno (PSL). Ele explica sua postura: “Sou contra o ativismo. Não tem nada a ver com homossexuais, que eu tenho um grande carinho. Vou fazer de tudo para que o projeto não seja aprovado. São meus princípios e minha fé que fazem com que eu lute contra. Não fico em cima do muro e sou radicalmente contra”.
Enfatiza que não concorda sobretudo com o fato da associação querer usar dinheiro público para fazer apologia de suas atividades.
Flávio César (PCdoB) votará contra e questiona qual a contribuição social da Associação. “Nada contra as pessoas que têm esta opção sexual. Não é este o fator. Isso é problema pessoal de cada um. Mas, é um projeto que vem na contramão do que tenho como princípio. Por este fator sou totalmente contra este projeto”.
Por sua vez, Elizeu Dionízio (PSL) foi enfático: “Sou evangélico da Assembleia de Deus Missões. Este projeto vai de encontro aos princípios e vou me posicionar de acordo com que a igreja passa. Vamos ter grandes embates lá dentro e terão dificuldade sim para aprovar o projeto”.
A Câmara deverá discutir o projeto nos próximos dias. Com informações de Mídia Max. 

Com ataque à Globo, Domingo Espetacular debate a arte com apologia à pedofilia

Programa Domingo Espetacular, na Record TV O debate sobre as exposições de arte com apologia à pedofilia e outros temas no Brasil marc...