quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Família que aluga imóvel para igreja acusa pastor de agressão em MG

Mulher ferida foi encontrada em um matagal, em Timóteo. PM registrou ocorrência, e pastou não foi encontrado.

Uma família de Timóteo, no Vale do Aço de Minas Gerais, acusa o pastor de uma igreja de agressão. O motivo seria a cobrança de aluguéis atrasados. A dona do imóvel, de 52 anos, foi encontrada em um matagal com hematomas e ferimentos, segundo a polícia.

A mulher está em um hospital da cidade e, segundo a unidade de saúde, não corre de morte. O filho dela, Carlos Roberto da Silva, afirma que a mãe foi agredida pelo pastor porque tentou receber o pagamento. “Na noite de domingo, antes do culto, ela foi até a igreja para poder cobrar os aluguéis atrasados. Quando chegou lá, ele disse para irem até o banco. Ela, inocente, entrou no carro e ele a agarrou pelo pescoço e foi enforcando, enforcando”, afirma.

Ainda segundo Silva, a mãe está cheia de hematomas. Ele disse que a vítima tentou escapar, mas foi jogada em uma ribanceira. “Nessa confusão toda, ela conseguiu dar um chute na região da virilha dele, e ele a soltou, mas provavelmente lançou numa pirambeira”, contou. Parte dos óculos da vítima e um pedaço do cinto dela foram encontrados próximo ao matagal.

De acordo com a Polícia Militar, Silva procurou um quartel neste domingo (14) e informou que a mãe estava desaparecida desde o dia anterior. Na ocasião, ele informou que a mãe teria tido uma discussão com o pastor e que, depois disso, os dois não foram mais vistos. Um boletim de ocorrência foi registrado. O caso ainda não foi repassado à Polícia Civil.

O pastor acusado pela família da vítima de agressão não foi localizado. Na igreja, ninguém foi encontrado para falar sobre o assunto.


VIA GRITOS DE ALERTA
INF. G1

Após decisão do STJ, jurista diz que casal homossexual não pode ser família

Para o professor Ives Gandra Martins, 76, mesmo com a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), um casal homossexual não pode ser considerado como família.

Um dos pressupostos do casamento é a formação da família. Segundo o advogado Ives Gandra Martins, 76, professor emérito da Universidade Mackenzie, um casal homossexual deve ter seus direitos assegurados, mas não pode ser considerado como uma unidade familiar pois não pode gerar descendentes.

Folha - Como o senhor avalia a decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) ?Ives Gandra Martins - Os pares gays têm todo os direitos, mas o que eles não são é família. Segundo a Constituição, não são porque não podem gerar prole. Qualquer que seja a decisão do STF ou do STJ, do ponto de vista doutrinário não são família.

O sr. é favorável a uma mudança na Constituição? Não. A família é a base da sociedade. Se todo mundo for gay acabam o Estado e a sociedade.

O sr. acha que as pessoas entendem sua postura?Não sei, mas está na Constituição e é a minha posição. A família, que cria valores e é o primeiro berço do cidadão, só pode ser heterossexual. Não tenho preconceito, reconheço que têm todos os direitos, só não são família.

A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou nesta terça-feira, por maioria de 4 votos a 1, o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, ignorando a Constituição brasileira que prevê casamento entre homem (gênero masculino) e mulher (gênero feminino).

A Corte rejeitou decisão anterior do Tribunal de Justiça gaúcho e permitiu que duas mulheres deem o primeiro passo no processo para o casamento -chamado habilitação. Ainda cabe recurso.

REAÇÃO NEGATIVA
Desde a semana passada, circulam pelas redes sociais apelos de lideranças religiosas contrárias à autorização para casais do mesmo sexo.

O pastor Silas Malafaia, do Rio de Janeiro, lançou campanha na internet em que repudiava a ideia do casamento homoafetivo e orientava os fiéis a enviar e-mails aos ministros do STJ protestando contra a eventual decisão.

Fonte: Folha de São Paulo, Verdade Gospel e Folha.com

Campanha Polêmica da Colors of Bennetton

A United Colors of Bennetton, lançou nesta quarta-feira (16) uma campanha polêmica em que simula em fotomontagens cenas de beijos em que líderes políticos e religiosos trocam amistosos beijos na boca. Barack Obama e o líder chinês Hu Jintao; o Papa Bento XVI e Ahmed Mohamed el-Tayeb, imã da mesquita de AL-Azhar no Cairo, estão entre os protagonistas das cenas simuladas.
As imagens da campanha foram divulgadas também em outdoors.

EU ACHEI ISSO UMA CAMPANHA SEM CRIATIVIDADE E APELATIVA.

BOICOTE TOTAL E ESSA EMPRESA.

VIA GRITOS DE ALERTA

Perfil do corrupto

Manifestações públicas em várias cidades exigem o fim do voto secreto no Congresso; o direito de o CNJ investigar e punir juízes; a vigência da Ficha Limpa nas eleições de 2012; e o combate à corrupção na política.

Por que há tanta corrupção no Brasil? Temos leis, sistema judiciário, polícias e mídia atenta. Prevalece, entretanto, a impunidade – a mãe dos corruptos. Você conhece um notório corrupto brasileiro? Foi processado e está na cadeia?

O corrupto não se admite como tal. Esperto, age movido pela ambição de dinheiro. Não é propriamente um ladrão. Antes, trata-se de um requintado chantagista, desses de conversa frouxa, sorriso amável, salamaleques gentis. Anzol sem isca peixe não belisca.

O corrupto não se expõe; extorque. Considera a comissão um direito; a porcentagem, pagamento por serviços; o desvio, forma de apropriar-se do que lhe pertence; o caixa dois, investimento eleitoral. Bobos aqueles que fazem tráfico de influência sem tirar proveito.

Há vários tipos de corruptos. O corrupto oficial se vale da função pública para extrair vantagens a si, à família e aos amigos. Troca a placa do carro, embarca a mulher com passagem custeada pelo erário, usa cartão de crédito debitável no orçamento do Estado, faz gastos e obriga o contribuinte a pagar. Considera natural o superfaturamento, a ausência de licitação, a concorrência com cartas marcadas.

Sua lógica é corrupta: “Se não aproveito, outro sai no lucro em meu lugar”. Seu único temor é ser apanhado em flagrante. Não se envergonha de se olhar no espelho, apenas teme ver o nome estampado nos jornais e a cara na TV.

O corrupto não tem escrúpulo em dar ou receber caixas de uísque no Natal, presentes caros de fornecedores ou patrocinar férias de juízes. Afrouxam-no com agrados e, assim, ele relaxa a burocracia que retém as verbas públicas.

Há o corrupto privado. Jamais menciona quantias, tão somente insinua. É o rei da metáfora. Nunca é direto. Fala em circunlóquios, seguro de que o interlocutor sabe ler nas entrelinhas.

O corrupto “franciscano” pratica o toma lá, dá cá. Seu lema: “quem não chora, não mama”. Não ostenta riquezas, não viaja ao exterior, faz-se de pobretão para melhor encobrir a maracutaia. É o primeiro a indignar-se quando o assunto é a corrupção.

O corrupto exibido gasta o que não ganha, constrói mansões, enche o pasto de bois, convencido de que puxa-saquismo é amizade e sorriso cúmplice, cegueira.

O corrupto cúmplice assiste ao vídeo da deputada embolsando propina escusa e ainda finge não acreditar no que vê. E a absolve para, mais tarde, ser também absolvido.

O corrupto previdente fica de olho na Copa do Mundo, em 2014, e nas Olimpíadas do Rio, em 2016. Sabe que os jogos Pan-americanos no Rio, em 2007, orçados em R$ 800 milhões, consumiram R$ 4 bilhões.

O corrupto não sorri, agrada; não cumprimenta, estende a mão; não elogia, incensa; não possui valores, apenas saldo bancário. De tal modo se corrompe que nem mais percebe que é um corrupto. Julga-se um negocista bem-sucedido.

Melífluo, o corrupto é cheio de dedos, encosta-se nos honestos para se lhe aproveitar a sombra, trata os subalternos com uma dureza que o faz parecer o mais íntegro dos seres humanos.

Enquanto os corruptos brasileiros não vão para a cadeia, ao menos nós, eleitores, ano que vem podemos impedi-los de serem eleitos para funções públicas.

Frei Betto é escritor e assessor de movimentos sociais, autor do romance “Minas do Ouro” (Rocco), entre outros livros. twitter: @freibetto.

Lula se antecipa a efeito da quimioterapia e raspa barba e cabelo

Lula sem cabelo e barba 2 (Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula)Ex-primeira-dama Marisa Letícia raspou barba e cortou cabelo do marido.
Ex-presidente da República faz tratamento contra um câncer na laringe.
O Instituto Lula informou na tarde desta quarta (16) que a ex-primeira-dama Marisa Letícia raspou a barba e cortou o cabelo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que faz tratamento contra um câncer na laringe.

A mulher de Lula, Marisa Letícia, faz a barba do marido (Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula)

Com a decisão de raspar barba e cabelo, Lula se antecipou aos efeitos da quimioterapia, que provoca a queda de pelos. O ex-presidente cultivava a barba, que se tornou uma marca pessoal, desde quando era sindicalista, nos anos 1970.

INFORMAÇÕES SITE G1

Cazaquistão – novas leis dificultam a vida dos cristãos no país

O governo do Cazaquistão aprovou, no dia 24 de outubro, duas novas leis restringindo ainda mais a liberdade religiosa. Essas leis obrigam todas as igrejas já registradas a fazerem um recadastramento com o governo obedecendo a novos critérios dispostos nas leis.
Esse recadastramento sob um sistema tão rigoroso chamou a atenção de organizações e de defensores dos direitos humanos em todo o mundo. Jens Eschenbaecher, porta-voz do Gabinete das Instituições Democráticas e Direitos Humanos, disse à agência de notícias Forum 18: “A legislação restringe, desnecessariamente, a liberdade de religião ou crença no Cazaquistão. Os documentos pedidos são praticamente impossíveis de serem conseguidos, uma vez que são cedidos pelo próprio governo”.
A primeira lei trata das atividades e associações religiosas. Fica proibido o funcionamento de qualquer igreja que não tenha o seu registro oficial cedido pelo governo. Essa lei também proíbe que qualquer igreja seja construída, reformada ou mudada de lugar sem a prévia autorização governamental.
A segunda lei altera nove leis já existentes. Uma das disposições proíbe convidar crianças para participar de atividades religiosas, especialmente sem o consentimento dos pais.
Essas leis trouxeram muita preocupação para os moradores do país, até mesmo para a polícia. Nazgul Yergalieva, chefe do Centro de Pesquisas Legais da Polícia, demonstra sua preocupação: “A regulamentação rigorosa e as limitações dos direitos religiosos em outros tempos já provaram ser um caminho perigoso, levando a tensão social e ao ressentimento”.
É tempo de nos lembrarmos do Cazaquistão em nossas orações.

OS MUÇULMANOS ACHAM QUE SOMOS IDIOTAS ?

VEJA COMO OS MUÇULMANOS SE DIRIGEM  A NÓS.

 

Como debater e frustrar os infiéis

por Ayesha Ahmed

Queridos irmãos e irmãs no islão:

Vivemos num país kuffar e como tal diariamente temos que enfrentar infiéis que criticam o islão e o nosso profeta. Se estivéssemos numa país islâmico tudo o que teríamos que fazer é declarar em alta voz o que ele havia dito e esperar que uma turba mal intencionada "resolvesse" o assunto. O crítico seria alvo de um linchamento imediatamente, Fim da história.Infelizmente, aqui no ocidente nós os muçulmanos não temos esse luxo. Inshallah, num futuro próximo, depois de termos crescido em número através da conversão de idiotas e criminosos, através da imigração legal e ilegal e principalmente através da procriação, haveremos de nos tornar numa maioria.
Quando essa altura chegar, não teremos mais que enfrentar este problema diariamente.
No entanto, enquanto esse tempo não chega, fica aqui uma pequena sugestão em como lidar como os ataques. Jazakallah Khair. Inshallah, o verme vai ficar bem longe de ti no futuro.
1. Uma questão popular é "porque é que o islão ensina a morte dos críticos e dos apóstatas?" Se eles te perguntarem isto, responde que a informação que ele recebeu é falsa. Cita a aya que diz "para ti a tua religião, para mim a minha".
2. Para responder à crítica que alega que "o islão foi propagado através da espada", diz que isso é uma mentira disseminada pelos Judeus e pelos hindus, e que o Alcorão claramente diz "não há compulsão na religião".
3. Se alguém citar ayas violentas do Alcorão, acusa-o de citar ayas fora do seu contexto.
4. Se ele citar ayas inteiras, umas a seguir as outras, demonstrando de forma clara o contexto, insiste que a sua tradução está errada.
5. Se ele mostrar dez traduções distintas, diz que o entendimento correcto só pode ser assimilado se o Alcorão for lido em arábico.
6. Se por acaso ele for bem versado na língua árabe, então insiste que essas ayas não significam o que elas parecem significar uma vez que elas têm um sentido alegórico.
7. Se ele estiver determinado, então diz que tu não entendes essas ayas sem ler as hadith [tradições do profeta] e as siras [biografias].
8. Se ele vier com hadiths e siras selecionadas e justificar o contexto das passagens violentas ao referenciar as violações, furtos, assassínios e genocídios do profeta, então insiste que todas as hadiths e siras são escritos passados de boca em boca, e que só o Alcorão tem toda a verdade.
9. Se ele disser que o Alcorão é um documento feito por mãos humanas e exigir algum tipo de evidência em favor da sua inspiração, mostra-lhe a ciência do Alcorão e o livro escrito pelo Dr. Bucaile confirmando as ciências presentes no nosso livro santo. Podes também dizer que Mahatama Gandhi lia o Alcorão diariamente e falava de modo favorável dele.
10. Se ele disser que Bucaile era pago pelos sauditas e que nem ele nem Ghandi alguma vez mudaram as suas convicções religiosas (e que Bucaile foi confrontado e refutado por muitos peritos), desafia-o a debater islamitas como Zakir Naik.
11. Se esta peste ainda se mantiver por perto, então muda de assunto e encontra problemas nas outras religiões e nos seus livros sagrados.
12. Se ele continuar com as suas críticas ao islão, então usa ataques pessoais e insulta-o chamando de "palhaço judeu", "porco chinês", "cão hindu" ou "homossexual".
13. Se isso não o frustrar, pergunta o quanto é que os Judeus lhe pagam para criticar o islão.
14. Se isso não o demover, então dirige-te à sua mãe e à sua irmã e usa de linguagem obscena.
15. Se ele for realmente teimoso, amaldiçoa-o com expressões como "Vai arder no inferno! Vais-te arrepender no Último Dia. Allah vai-te apanhar no túmulo!" etc etc
16. Se tudo o que foi dito em cima falhar, ameaça-o com violência física e termina o debate anunciando que venceste facilmente porque o Alcorão é a palavra de allah.
17. Se for possível, anuncia o debate num site islamita e certifica-te de dizer que venceste em toda a linha. Tais anúncios produzem resultados fantásticos na fé dos muçulmanos que acompanham os sites maometanos, e nos movimentos de conversão que são levados a cabo nas prisões.


QUE JESUS CRISTO OS LEVE A VERDADE  , POIS SOMENTE JESUS CRISTO É O SENHOR DOS SENHORES E PRINCIPE DA PAZ.
RAIZ DE DAVI , ESTRELA DA MANHA .
JESUS CRISTO É O UNICO SALVADOR.

Turquia converte igreja histórica em mesquita

 

A igreja onde se realizou o histórico Concílio de Niceia, que tem sido um museu há quase 100 anos, foi recentemente convertida num sítio para a adoração de Alá, o deus árabe.
A Aghia Sofia em Niceia (não confundir com a Hagia Sofia em Constantinopla) foi ocupada pelos maometanos no século 14.
Em 1920 o governo secular turco transformou o edifício num museu. Agora, o ministério pelos assuntos religiosos turco declarou o edifício como uma mesquita.

Sem ser a sua intenção, os maometanos vão mostrando aos ocidentais o caminho que estes devem seguir para preservar a sua superior civilização Judaico-Cristã: impedir a construção de templos pagãos onde o deus islâmico é adorado.
Se eles não respeitam o Judaísmo e o Cristianismo, porque é que os Judeus e os Cristãos haveriam de respeitar a sua fé?
(Gostei da forma como o site de onde esta notícia foi extraída usou o nome "Constantinopla" e não "Istambul".)

Três cristãos são mortos em ataques de muçulmanos na Nigéria


Três cristãos são mortos em ataques de muçulmanos na Nigéria
Gangue extremista ataca vilarejo e agride cristãos

Tudo aconteceu um pouco antes das dez horas da noite, quando o som de disparos de arma interrompeu o culto sereno da Igreja Católica de St. Joseph, perto de Zonkwa, estado de Kaduna. Quando o caos terminou, descobriram que 2 mulheres estavam mortas e 12 pessoas, feridas.

O ataque de uma gangue de extremistas muçulmanos a uma aldeia em Tabaka, na quinta-feira (3 de novembro), destruiu a paz que por muito tempo os cristãos tinham por lá. Na noite seguinte, quase no mesmo horário, a quadrilha invadiu outra comunidade cristã em Zonkwa, matando um cristão e ferindo outro.

Enquanto o grupo extremista islâmico Boko Haram tem sido responsável por diversos ataques, que mataram pelo menos 150 pessoas em Borno, no nordeste da Nigéria e em outros estados, o ataque contra os cristãos em Zonkwa parece ter vindo de outro grupo extremista islâmico do país.

As duas mulheres mortas foram Justina Zugwai Isaac, 28 anos, e Hassana Luka, 39 anos. As duas frequentavam uma igreja católica. O seminarista Emmanuel Mallam, que estava liderando o louvor, disse que foi um milagre apenas as duas mulheres terem sido mortas.

Sem saber que os criminosos estavam escondidos em arbustos próximos ao templo, as duas mulheres estavam fora do prédio quando foram baleadas, disse Mallam. Ele havia pedido ao líder da paróquia, Júlio Jacob, para fazer as observações finais, quando o tiroteio começou.

Mallam disse que a igreja suspendeu as reuniões do domingo de manhã e da noite, com medo de outros ataques. “Parece que não há governo na Nigéria”, disse ele. “O governo não é capaz de parar com esta carnificina?”

Ishaku Luka,chefe da aldeia de Tbaka, disse à Compass que o povo da região vivia em paz e tranquilidade, e nunca houve qualquer conflito com os muçulmanos da área.

O outro cristão assassinado pelos extremistas é Hassan Peter, que foi baleado na cabeça e morreu instantaneamente. Seu irmão, Sunday Bayil, também foi atingido nas pernas. Eles foram baleados enquanto estavam conversando na frente da casa de um amigo.


Fonte: Portas Abertas

Serginho Groisman será o apresentador do Festival Promessas

Open in new windowA produção para o Festival Promessas estão a todo vapor, essa semana a Rede Globo informou que o apresentador do evento de música gospel será Serginho Groisman.

O Festival será gravado no dia 10 de dezembro no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro, e deve receber 200 mil pessoas.

O evento terá apenas cantores evangélicos e será transmitido no dia 18 de dezembro como um dos especiais do fim de ano. Os artistas convidados para essa festividade são: Diante do Trono, David Sacer, Fernanda Brum, Fernandinho, Regis Danese, Damares, Ludmila Ferber, Eyshila e Pregador Luo.

De acordo com a direção da emissora o evento acontecerá entre as 14h e 22h, mas será condensado em apenas 70 minutos de duração. A escolha de fazer um programa voltado para evangélicos foi explicada dizendo que hoje a música gospel faz parte da cultura nacional e por isso, não deve ser ignorada.

Fonte: Gospel Prime com informações Portal DT

Prática do "cair no Espírito" gera controvérsias entre evangélicos ...

A prática de “cair no espírito”, presente em diversas igrejas evangélicas no Brasil e no mundo, descrita na série “Grandes Reportagens” do programa Domingo Espetacular, da Record provoca controvérsias entre os próprios evangélicos.

Enquanto alguns apoiam a iniciativa, justificando o “cair” como maneira de ficar em plena comunhão com o divino, outros condenam a prática, classificando-a como modismo teológico.

De acordo com o apologista Johnny T. Bernardo, fundador do Instituto de Pesquisas religiosas (INPR Brasil), a prática não é aceita de forma unânime nas igrejas adeptas do fenômeno e mesmo nas igrejas petencostais. “São características esporádicas, presentes em igrejas de pouca formação teológica e que supervalorizam o ‘místico’ e o ‘sobrenatural’”, diz.

Segundo o estudioso, muitas pessoas, tanto latinas como de origem anglo-saxônica são facilmente atraídas por modismos teológicos e religiões de poder. “São características individuais e que variam de igreja para igreja e de país para país”.

é possível encontrar por, exemplo, igrejas em Nova York que induzem seus membros ao “cair no espírito”, mas também outras que optam por uma liturgia mais leve, com ministração de louvor e estudo bíblico. “Trata-se, pois, de um fenômeno global, e não apenas regional”.

História

O “cair no espírito” é uma prática adaptada pelas igrejas em célula e sua origem está na visão de Bogotá (G12).

Segundo Bernardo, o fenômeno passou a ser visto também como uma demonstração de que o crente está em plena comunhão com o divino.

Uma das igrejas pioneiras na prática é a Comunidade Cristã do Aeroporto, de Toronto, Canadá que, além do “cair no espírito”, tornou-se mundialmente conhecida pela “unção do riso” – experiência segundo a qual o crente começa a rir descontroladamente, seguido pelo “cair no espírito”. Outro “fenômeno” é o dente de ouro, prática comum em algumas igrejas pentecostais brasileiras, durante a década de 80.

A unção de Toronto passou a ser usada nas chamadas “ministrações”, reuniões de êxtase “espiritual” induzida por ministradores – pastores ou líderes de células – em ocasião de congressos e encontros.

Open in new windowUm dos primeiros a introduzir a prática no Brasil foi o casal César e Cláudia Castelhanos, autores e líderes internacionais da igreja em células. Presentes no 1º Congresso Nacional de Igrejas em Células no Modelo dos 12, realizado em junho de 2000, em Sumaré, SP, o casal ministrou a unção de Toronto, diante dos quais diversas pessoas, entre pastores e líderes, foram ao chão.

O crescimento exponencial do Protestantismo, que chega atualmente a cerca em torno de 590 milhões de seguidores, produziu uma igreja com diversas faces e formas de atuação, explica o apologista.

“é um fenômeno natural, mas que precisa de acompanhamento bíblico e eclesiástico. Os casos de Paulo e João que subiram ao céu por meio de um arrebatamento são fatos bíblicos que comprovam a atuação divina sobre o homem.”, diz Bernardo.

O estudioso acredita que a forma como algumas igrejas interpretam tal fenômeno foge à reta ortodoxia e constitui-se num prejuízo ao Evangelho.

“A virtude do Espírito é dada à Igreja como uma forma de “dunamis” (poder, impulso) para que esta realize a obra de Deus (Atos 1.8). é mais um sinal interno do que externo.”, conclui Bernardo.

Fonte: The Christian Post

Comemorações do Centenário das Assembleias de Deus no Brasil foram destaque no Jornal Nacional


As comemorações do Centenário da Igreja Assembleia de Deus no Brasil que ocorreram ontem, 15/11, foram destaque no Jornal Nacional.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
A reportagem colheu depoimentos de fieis e líderes que participaram das comemorações no Estádio do Pacaembu, na capital paulista e na Arena Barueri, na Região Metropolitana de São Paulo.
No estádio do Pacaembu, o evento correu risco de não ser realizado, devido a uma disputa judicial entre os moradores do bairro e a Prefeitura, que liberou o evento.
Embora o feriado da Proclamação da República tenha sido chuvoso em São Paulo, milhares de fieis de todos os ministérios participaram das festas. O Pastor Prince Guneratnam, que em Agosto foi eleito Presidente do Comitê Mundial das Assembleias de Deus e do Concílio Geral das Assembleias de Deus nos Estados Unidos participou da cerimônia em São Paulo.

Em resposta à reportagem do Domingo Espetacular, Pastor Silas Malafaia afirma que Universal investiu R$ 1 bilhão na Record para a glória de satanás

Em resposta à reportagem do Domingo Espetacular, Pastor Silas Malafaia afirma que Universal investiu R$ 1 bilhão na Record para a glória de satanásEm resposta à matéria exibida pela TV Record sobre o fenômeno “cair no espírito”, o Pastor Silas Malafaia postou um vídeo no site Verdade Gospel, em que critica “a nova palhaçada do Edir Macedo”.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Silas começa sua fala citando a carta do Apóstolo Paulo aos Coríntios, quando ele proíbe os irmãos de interagirem “com aqueles que se dizem irmãos mas tem atitudes de ímpios”.
Referindo-se às críticas da reportagem do programa Domingo Espetacular, que veiculou depoimentos de pessoas que disseram ir à reuniões e cultos pentecostais e não terem sentido nada nos momentos do “cair no espírito”, Malafaia afimou: “Quanta gente já fez fogueira santa, corrente dos 318, arruda, e não aconteceu nada? Quanta gente lá na Universal participou de campanhas e nunca aconteceu nada?”
“Não to aqui pra falar mal de igrejas, porque lá na Universal tem gente salva, que teme a Deus”, disse Malafaia, que numa menção aos crentes da Igreja de Beréia, que consultavam as escrituras em cada situação disse que “você não pode engolir o que um líder fala, porque ele não é absoluto”.
O Pastor Silas Malafaia afirmou na sequência que a emissora do Bispo Edir Macedo foi comprada com dinheiro dos fiéis. “A Record foi comprada com dinheiro de dízimos e ofertas. Nos últimos quatro anos a Universal investiu mais de R$ 1 bilhão na Record, para que ela crescesse, fosse grande. Agora me diz: quando foi que você viu na Rede Record, em horário nobre, às 22h00, uma programação para exaltar a Deus?”, questiona Malafaia.
Do ponto de vista do Pastor, a atitude da emissora pode ter sido um tiro no pé dos líderes da IURD: “Eles ridicularizam o movimento pentecostal, mas vão acabar sendo atingidos de tão trouxas que são”.
“O que é que tem nessa TV? Lascívia, homossexualismo, adultério, prostituição, safadeza, roubalheira, mau-caratismo… Esses caras estão loucos!”, esbraveja Silas Malafaia.
Inconformado com a reportagem, ele se dirige aos fiéis da IURD questionando o destino dos dízimos e ofertas: “Como você pode dar dízimos e ofertas num lugar que o dinheiro está sendo usado para fazer uma TV para profanar? Como pode uma igreja ter uma emissora de televisão para a glória de Satanás?
Segundo Malafaia, Edir Macedo tomou essa atitude para evitar que os fiéis da Universal não saiam da denominação. “Ele fez isso porque está desesperado. Tá com medo de perder o povo dele para as igrejas neo-pentecostais. Macedo não é inocente”, encerra o Pastor Silas.
Assista ao vídeo na íntegra:


VIA GRITOS DE ALERTA
FONTE - GOSPEL +

Prática do 'Cair no Espírito' Gera Controvérsias, 'É um Fenômeno Natural' Diz Apologista

evangélicosA prática de “cair no espírito”, presente em diversas igrejas evangélicas no Brasil e no mundo, descrita na série “Grandes Reportagens” do programa Domingo Espetacular, da Record provoca controvérsias entre os próprios evangélicos.
(Foto: noticias.r7.com)
Foto de tela do vídeo da Grande Reportagem sobre o "Cair no Espírito" transmitido pela Rede Record.
Enquanto alguns apoiam a iniciativa, justificando o “cair” como maneira de ficar em plena comunhão com o divino, outros condenam a prática, classificando-a como modismo teológico.
 
De acordo com o apologista Johnny T. Bernardo, fundador do Instituto de Pesquisas religiosas (INPR Brasil), a prática não é aceita de forma unânime nas igrejas adeptas do fenômeno e mesmo nas igrejas petencostais. “São características esporádicas, presentes em igrejas de pouca formação teológica e que supervalorizam o ‘místico’ e o ‘sobrenatural’”, diz.
Segundo o estudioso, muitas pessoas, tanto latinas como de origem anglo-saxônica são facilmente atraídas por modismos teológicos e religiões de poder. “São características individuais e que variam de igreja para igreja e de país para país”.
é possível encontrar por, exemplo, igrejas em Nova York que induzem seus membros ao “cair no espírito”, mas também outras que optam por uma liturgia mais leve, com ministração de louvor e estudo bíblico. “Trata-se, pois, de um fenômeno global, e não apenas regional”.
História
O “cair no espírito” é uma prática adaptada pelas igrejas em célula e sua origem está na visão de Bogotá (G12).
Segundo Bernardo, o fenômeno passou a ser visto também como uma demonstração de que o crente está em plena comunhão com o divino.
Uma das igrejas pioneiras na prática é a Comunidade Cristã do Aeroporto, de Toronto, Canadá que, além do “cair no espírito”, tornou-se mundialmente conhecida pela “unção do riso” – experiência segundo a qual o crente começa a rir descontroladamente, seguido pelo “cair no espírito”. Outro “fenômeno” é o dente de ouro, prática comum em algumas igrejas pentecostais brasileiras, durante a década de 80.
A unção de Toronto passou a ser usada nas chamadas “ministrações”, reuniões de êxtase “espiritual” induzida por ministradores – pastores ou líderes de células – em ocasião de congressos e encontros.
Um dos primeiros a introduzir a prática no Brasil foi o casal César e Cláudia Castelhanos, autores e líderes internacionais da igreja em células. Presentes no 1º Congresso Nacional de Igrejas em Células no Modelo dos 12, realizado em junho de 2000, em Sumaré, SP, o casal ministrou a unção de Toronto, diante dos quais diversas pessoas, entre pastores e líderes, foram ao chão.
O crescimento exponencial do Protestantismo, que chega atualmente a cerca em torno de 590 milhões de seguidores, produziu uma igreja com diversas faces e formas de atuação, explica o apologista.
“é um fenômeno natural, mas que precisa de acompanhamento bíblico e eclesiástico. Os casos de Paulo e João que subiram ao céu por meio de um arrebatamento são fatos bíblicos que comprovam a atuação divina sobre o homem.”, diz Bernardo.
O estudioso acredita que a forma como algumas igrejas interpretam tal fenômeno foge à reta ortodoxia e constitui-se num prejuízo ao Evangelho.
“A virtude do Espírito é dada à Igreja como uma forma de “dunamis” (poder, impulso) para que esta realize a obra de Deus (Atos 1.8). é mais um sinal interno do que externo.”, conclui Bernardo.

VIA GRITOS DE ALERTA
INF. CRISTIAN POST

Vidas são transformadas no deserto do Atacama


Vidas são transformadas no deserto do Atacama Missionários caminham à beira de precipícios e enfrentam mudanças bruscas de temperatura para levar o Evangelho

O casal missionário pastor Claudinei e Priscila Godoi enfrentam situações extremas para anunciar o Evangelho às comunidades isoladas do deserto do Atacama, na localidade de Arica, no Chile. Os missionários caminham à beira de precipícios e enfrentam mudanças bruscas de temperatura. Mas apesar da aridez do deserto, eles têm visto vidas serem transformadas, e isso os encoraja a prosseguir anunciando Cristo naquele lugar.

Em Arica, um senhor chamado Paulo tem impressionado os obreiros por sua sinceridade e desejo de ser tocado por Deus. Paulo era uma pessoa rancorosa e que não conseguia segurar seus impulsos quando se sentia ofendido. Hoje é uma nova pessoa.

“As visitas me fazem bem, tocam o meu coração e sou confrontado com a verdade da Palavra de Deus”, disse Paulo, por quem os missionários pedem oração.

O casal também conta o caso de Anita, crente em Jesus Cristo, mas que luta para sobreviver. Ela mora com o marido e os dois filhos em uma casa simples, com duas horas de energia elétrica por dia e pouca comida na geladeira.

“Deus nos escolheu não apenas para sermos recebedores de sua graça, mas para levá-la a outras pessoas”, diz o missionário. “Não posso acumular o consolo e os benefícios que recebi como uma espécie de relíquia espiritual, pois fomos chamados para compartilhar o que recebemos”, acrescenta.

Os missionários também pedem oração pela irmã Ruth, da Igreja do vale de Caleta Vitor. Ruth tem um problema de saúde que, se não for tratado, pode matá-la. Seu estado emocional é frágil e ela chora facilmente.

“Interceda por Ruth e sua família, mas também por Rojelio e Zita, missionários locais, pois com grande sacrifício e dedicação, estão sempre ao lado dos camponeses e sofrem com eles suas angústias”, conta o Pr. Claudinei.

Nesta semana, a missionária Priscila Godoi recebeu a notícia do falecimento de seu pai, o irmão Arvido Karklis, homem temente a Deus e que se empenhou arduamente na expansão do Evangelho.

“Sentimos sua falta, contudo fica o grande exemplo e as memórias dos preciosos dias de outrora”, lamenta pastor Claudinei. “Devemos caminhar firmes nos propósitos de Deus, certos de que a bênção de Cristo se faz presente quando somos privados daqueles que amamos”, acrescenta.

Pastor Claudinei pede oração por sua esposa e familiares, para que Deus conforte seus corações.

Fonte: Junta de Missões Mundiais