sexta-feira, 15 de outubro de 2010

DEPUTADOS FEDERAIS EVANGÉLICOS ELEITOS EM 2010



Recebi do pastor Sóstenes Cavalcanti, por e-mail, informações sobre os candidatos evangélicos eleitos para Deputado Federal.

Dessa forma, a bancada evangélica que era composta por 40 Deputados, subiu para 68.


DEPUTADO FEDERAL PARTIDO ESTADO CONDIÇÃO IGREJA / MINISTÉRIO ELEIÇÃO
ANTONIA LUCIA PSC AC titular Assembléia de Deus eleito
HENRIQUE AFONSO PV AC titular Presbiteriana reeleito
SABINO CASTELO BRANCO PTB AM titular Assembléia de Deus reeleito
SILAS CAMARA PSC AM titular Assembléia de Deus reeleito
FATIMA PELAES PMDB AP titular Assembléia de Deus reeleito
ERIVELTON SANTANA PSC BA titular Assembléia de Deus eleito
MÁRCIO MARINHO PRB BA titular Universal do Reino de Deus reeleito
SERGIO BRITO PDT BA titular Batista reeleito
RONALDO FONSECA PR DF titular Assembléia de Deus eleito
LAURIETE PSC ES titular Assembléia de Deus eleito
MANATO PDT ES titular Maranata reeleito
SUELI VIDIGAL PDT ES titular Batista reeleito
AUDIFAX BARCELOS PSB ES titular Batista eleito
DONA IRIS DE ARAÚJO PMDB GO titular A confirmar reeleito
JOÃO CAMPOS PSDB GO titular Assembléia de Deus reeleito
CLEBER VERDE PRB MA titular Assembléia de Deus reeleito
ZÉ VIEIRA PR MA titular Assembléia de Deus reeleito
EDVALDO HOLANDA JR PTC MA titular Batista eleito
LOURIVAL MENDES PT do B MA titular Batista eleito
PROFESSOR SETIMO PMDB MA titular A confirmar reeleito
GEORGE HILTON PRB MG titular Universal do Reino de Deus reeleito
GILMAR MACHADO PT MG titular Batista reeleito
LEONARDO QUINTAO PMDB MG titular Presbiteriana reeleito
LINCON PORTELA PR MG titular Batista renovada reeleito
MARIO DE OLIVEIRA PSC MG titular Evangelho Quadrangular reeleito
DR. GRILO PSL MG titular Igreja Internacional da Graça eleito
WALTER TOSTA PMN MG titular Igreja Batista Getsemani eleito
JOSUE BENGTSON PTB PA titular Evangelho Quadrangular eleito
ZEQUINHA MARINHO PSC PA titular Assembléia de Deus reeleito
PASTOR EURICO PSB PE titular Assembléia de Deus eleito
ANDERSON FERREIRA PR PE titular Assembléia de Deus eleito
AGUINALDO RIBEIRO PP PB titular A confirmar eleito
ANDRÉ ZACHAROW PMDB PR titular Batista reeleito
DELEGADO FRANCISCHINI PSDB PR titular Assembléia de Deus eleito
EDMAR ARRUDA PSC PR titular Presbiteriana eleito
TAKAYAMA PSC PR titular Assembléia de Deus reeleito
ANDREIA ZITO PSDB RJ titular Maranata reeleito
AROLDE DE OLIVEIRA DEM RJ titular Batista reeleito
BENEDITA PT RJ titular Assembléia de Deus eleito
Dr. ADILSON SOARES PR RJ titular Igreja Internacional da Graça reeleito
EDUARDO CUNHA PMDB RJ titular Sara Nossa Terra reeleito
FILIPE PEREIRA PSC RJ titular Assembléia de Deus reeleito
GAROTINHO PR RJ titular Presbiteriana eleito
LILIAM SÁ PR RJ titular Assembléia de Deus eleito
NEILTON MULIM PR RJ titular Batista reeleito
VITOR PAULO PRB RJ titular Universal do Reino de Deus eleito
WALNEY ROCHA PTB RJ titular Metodista eleito
AUREO PRTB RJ titular Metodista eleito
WASHINGTON REIS PMDB RJ titular Igreja Nova Vida eleito
LINDOMAR GARÇON PV RO titular Evangelho Quadrangular reeleito
MARCOS ROGÉRIO PDT RO titular Assembléia de Deus eleito
NILTON CAPIXABA PTB RO titular Assembléia de Deus eleito
JONATHAN DE JESUS PRB RR titular Universal do Reino de Deus eleito
RONALDO NOGUEIRA PTB RS titular Assembléia de Deus eleito
ONYX DEM RS titular Luterana reeleito
HELENO PRB SE titular Universal do Reino de Deus eleito
LAERCIO OLIVEIRA PR SE titular Presbiteriana eleito
ROBERTO DE LUCENA PV SP titular O Brasil para Cristo eleito
ANTONIO BULHÕES PRB SP titular Universal do Reino de Deus reeleito
BRUNA FURLAN PSDB SP titular Igreja Cristã do Brasil reeleito
JEFFERSON CAMPOS PSB SP titular Evangelho Quadrangular eleito
JORGE TADEU DEM SP titular Igreja Internacional da Graça reeleito
MARCELO AGUIAR PSC SP titular Renascer reeleito
MARCO FELICIANO PSC SP titular Avivamento da Fé eleito
MISSIONÁRIO JOSÉ OLIMPIO PP SP titular Assembléia de Deus eleito
OTONIEL LIMA PRB SP titular Universal do Reino de Deus eleito
PASTOR PAULO FREIRE PR SP titular Assembléia de Deus eleito
NEWTON LIMA PT SP titular Assembléia de Deus eleito

Ajude-nos a atualizar ou a corrigir esta relação.

Pastor Paulo Freire é eleito deputado federal por SP com 161.083 votos

O mais novo deputado federal comprovou seu carisma nas urnas
O dia mais importante na vida política do pastor Paulo Freire começou ao lado do seu neto, Paulo Rogério votando em Campinas.
No período da tarde, ele atendeu diversos telefonemas e fez projeções.
A noite no templo da Assembléia de Deus, em Campinas, cultuou a Deus e recebeu diversos pastores. Ao chegar ao templo já tinha em seu coração a esperança da vitória. No final do culto a vitória já era certa, 161.083 votos, o faz o mais novo deputado federal de Campinas e representante dos evangélicos na Câmara dos Deputados, principalmente da Assembléia de Deus.
Para encerrar a noite, fogos de artifício e os braços do povo que o levou para as urnas o carrega para uma comemoração.
Feliz e satisfeito pastor Paulo Freire emocionado agradeceu a todos garantindo que fará o melhor para representar seus eleitores na câmara federal.

“Pastor Marco Feliciano é Eleito à Deputado Federal”

Porque para Deus nada é impossível. (Lucas 1:37)
O Pastor Marco Feliciano foi o candidato mais votado do PSC a deputado federal por São Paulo. Ficou em 12º lugar na apuração total, com 211.773 votos.
Pr. Marco 
Feliciano II
 "Minha política foi feita com o coração" (Marco Feliciano).
Que Deus ilumine o pastor Marco Feliciano. Que ele seja um deputado digno de seus eleitores.

O CRISTÃO E A POLÍTICA

GAssi - GAssiGostaria de compartilhar algumas idéias que perturbam minha cabeça nas épocas de eleições em nosso País. Hoje, o cidadão brasileiro tem o famoso direito de voto. Que maravilha! Afinal de contas, nossa República passou por turbulentos anos debaixo de repressão e incertezas (pra onde ninguém quer voltar). Então, gostaria de repartir o que entendo ser uma sábia posição do cristão sobre este assunto.
O apóstolo Paulo, escrevendo aos cristãos que ainda viviam sob o domínio romano, nos ensina sobre o relacionamento com as autoridades políticas (leia Rm 13.1-7 abaixo). Ele afirma que toda autoridade é instituída por Deus debaixo de Seu plano para cada sociedade e, por esta razão, todo filho de Deus deve ser submisso a esta instituição. Também nos mostra que não devemos temê-la quando agimos bem, mas devemos respeitar seu poder de justiça quando agimos mal.
palacio 7 - palacio 7
Analisando superficialmente, você pode pensar que esta verdade bíblica não deve ser praticamente aplicada. Como poderia um cristão vivendo no Oriente Médio submeter-se aos duros governos islâmicos? Ou como exercer cidadania debaixo das idólatras nações asiáticas? Estranho, mas muito interessante. Lembra-se da história quando os três amigos de Daniel desobedeceram à lei e não adoraram a estátua de Nabucodonosor? Os três desobedeceram a uma lei política da Babilônia e pagaram o preço sendo lançados na fornalha. Justíssimo aos olhos dos babilônicos. Mas, por não desobedecerem à lei moral do Senhor (que abomina a idolatria) foram salvos e livrados milagrosamente da morte, proclamando o poder do Deus verdadeiro. Aí está uma distinção. Estamos livres para desobedecer à esfera política quando esta vai contra a lei moral de Deus, mesmo que custe nossa vida.
Outra história. Lembra-se quando o povo era governado pelos Reis de Israel? (veja o livro dos Reis). Quando um rei fazia “o que era mal perante o Senhor” todo o povo caía em pecado. Porém, quando outro rei “agradava ao Senhor”, o povo era motivado a derrubar os postes-ídolo voltando o coração a Deus. E olha que nesta época, o povo escolhido estava debaixo da lei política, moral e cerimonial entregue diretamente pelo Senhor.
Mas o que isto tem a ver com a nossa vida política hoje? E pior, nem somos de Israel, mas brasileiros! Já sabemos o primeiro ponto: devemos obedecer às autoridades quando estão de acordo com a lei moral de Deus.
No entanto, quero mostrar-lhe uma coisa que talvez você nunca tenha dado valor. Graças ao nosso bom Deus, hoje vivemos numa república democrática! Não temos mais que viver sob ditaduras perversas, autoritarismos cegos, mas podemos eleger nossos governantes dentro do próprio povo. Agora pense, seria ótimo se nosso governo fizesse “o que é bom perante o Senhor”, concordando sua lei política à lei moral e conduzindo o povo num caminho mais correto. O Senhor nos deu a benção da democracia junto com os princípios cristãos para uma vida em sociedade. Está evidente! Se quisermos viver numa lei política mais próxima à lei moral, devemos eleger governantes que vivam os princípios cristãos! Dá até pra imaginar Deus nos cobrando: “Cristãos do Brasil, eu vos abençoei com a democracia, por que os servos com meus princípios ainda não estão no governo?”.
Pois é, hoje penso que muitos crentes têm medo de política. Há quem pense: “Crente nem deve se aproximar destas coisas. Isto é terreno sujo, corrupto, vai acabar se perdendo!”. Mas entendo que não devemos ter aversão à política, mas sim aos maus políticos! Estes não podem ficar onde estão. Ou você acha que eles estão agradando a Deus liderando o povo para o pecado!? Vamos usar a democracia, é bênção do Senhor na esfera política para nosso povo.
Daí você pergunta: “Então devemos sair elegendo todo mundo que se diz cristão?” E eu respondo: “Você pode diferenciar o joio do trigo?” Como fazer então para eleger um cristão autêntico se somente o Senhor conhece o coração! A única coisa que podemos avaliar são as evidências: um cristão verdadeiro teme a Deus, e resplandece uma vida cheia do Fruto do Espírito! – veja Gl 5.19-25. Acho sim, que devemos eleger cristãos autênticos e vocacionados, guiados pelas evidências do Fruto do Espírito, participando da bênção da política brasileira para abençoar nosso povo e engrandecer nosso Pai.
Por tudo isso, entendo que nossa pacata e acomodada posição fica perturbada por estas verdades. Percebo que é papel do cristão educar seus filhos sobre a realidade brasileira e ensiná-los que “feliz é a nação cujo Deus é o SENHOR”. Também é papel do cristão estimular a vida política de seus irmãos vocacionados, zelar por seu trabalho, suportá-los nas horas de dificuldades e comemorar nos momentos de alegria. Devemos orar intercedendo a Deus para que eles não se corrompam na vida pública; não se envergonhem do Evangelho nem envergonhem o Evangelho que defendem; atuem com justiça para com toda a sociedade; honrem o nome de Deus e o façam bem conhecido e admirado e governem sempre com os princípios da lei divina. Também devemos orar para que seu mandato não seja insignificante, tornando-se mais um que entra e logo sai sem deixar saudades, mas que faça diferença com atitudes, propostas e ações; para que eles mesmos não sejam engrandecidos por vaidade; que o povo usufrua da bondade divina pelas boas obras de suas mãos; para que não representem os interesses de igrejas e denominações, mas sejam servos da sociedade e servos da Verdade. Enfim, para que “brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus” (Mt 5.16).
Finalizando, eu quero usar a bênção da democracia para mudar os princípios que regem nosso país. Não quero ter que desobedecer a lei política por estar distante da lei moral. Quero irmãos vocacionados e dedicados influenciando nossas autoridades e quero o nome de Deus exaltado pelo bom trabalho deles. Peço para que o Espírito Santo esclareça esta mensagem no seu coração. E que o seu fruto seja uma nova atitude frente a nossa sofrida situação política brasileira. Que o Senhor nos abençoe, para o bem do Brasil e para Sua glória. Cristão brasileiro, não menospreze esta bênção! Seja firme em atitudes agindo com cidadania e fé.
Abraços,
Gustavo Assi
Gustavo Assi é membro da I. P. Ebenézer de São Paulo. Atualmente, serve como presbítero na London City Presbyterian Church em Londres (www.londonfreechurch.org.uk)

Pastor é sequestrado e queimado vivo com as mãos amarradas, na África

Martin Beneke, de 45 anos, era pastor sênior e fundador da Life in Christ Network. O corpo de um pastor sul-africano foi encontrado tot...