sábado, 31 de agosto de 2013

VERGONHOSO - Articulação de evangélicos impediu a cassação de Natan Donadon

Open in new windowA não cassação de Donadon aconteceu por uma articulação entre as bancadas evangélicas, do PT e do PMDB.

Condenado a 13 anos de prisão por peculato e formação de quadrilha, o deputado Natan Donadon (sem partido – RO) foi julgado na Câmara na última quarta-feira (28) no processo de cassação onde 233 deputados votaram a favor e 131 contra.

De acordo com o jornal O Estado de São Paulo a não cassação de Donadon aconteceu por uma articulação entre as bancadas evangélicas, do PT e do PMDB. Dos 513 deputados, 108 não participaram da votação e cassação não aconteceu por uma diferença de 24 votos.

Dos deputados presentes, 41 se abstiveram da votação que acabou beneficiando o deputado-preso desde 28 de junho em um presídio no Distrito Federal.

Ao saber da decisão da Câmara, Donadon, que é pastor evangélico, se ajoelhou no plenário e juntou as mãos em sinal de agradecimento a Deus. Antes que os deputados votassem, ele chegou a se declarar inocente dizendo em nome de Deus que nunca cometeu os crimes pelos quais foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal.

“Não fiz pagamentos ilegais, não desviei um centavo, pelo amor de Deus, façam justiça senhores deputados!”, disse o ex-peemedebista. “Não sou ladrão, nunca roubei nada, é uma acusação injusta!”.

Com a decisão de não cassação, Natan Donadon ficará afastado do mandato durante todo o período que permanecer preso. A decisão partiu do presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) que informou que durante este período o deputado-preso não terá qualquer benefício do Congresso, nem mesmo o salário de R$26,7 mil.

Além dessa decisão, Henrique Alves também decidiu que os próximos processos de cassação só serão realizados com voto aberto, onde os deputados falam abertamente se são a favor ou contra a cassação de condenados.

A decisão do caso de Donadon pode beneficiar três deputados que aguardam a decisão final do STF sobre o mensalão, eles são: João Paulo Cunha (PT-SP), Pedro Henry (PP-MT) e Valdemar Costa Neto (PR-SP) que não votaram nesta quarta.



FG

Parte de teto de igreja desaba após chuvas e vento no interior da Bahia

Apesar do susto, ninguém se feriu, segundo a polícia (Foto: Giro em Ipiaú)
Apesar do susto, ninguém se feriu, segundo a polícia (Foto: Giro em Ipiaú)
Parte do teto da Igreja Batista Independente de Ibirataia, a cerca de 350 km de Salvador, desabou na madrugada desta sexta-feira (30). Segundo as informações da polícia, apesar do susto, ninguém se feiru. A PM informou ainda que as primeiras informações indicam que a chuva e o vento forte teria causado o acidente.
De acordo com as informasções do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a mínima em Ibirataia nesta sexta pode chegar aos 19º, com possibilidades de chuva a qualquer momento do dia.

G1