segunda-feira, 23 de abril de 2018

Irã diz que está pronto para atacar Israel a qualquer momento: “Os dedos estão no gatilho”

Caminhão militar transportando mísseis diante do retrato do líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei. (Foto: Getty Images)
Caminhão militar transportando mísseis diante do retrato do líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei. (Foto: Getty Images)
O vice-comandante da Guarda Revolucionária Iraniana ameaçou destruir Israel última na sexta-feira (20), momentos antes de iniciar as orações islâmicas em Teerã, capital do Irã.
O General de brigada Hossein Salami afirmou que “o dedo está no gatilho e os mísseis estão prontos”. Ele ainda alertou: “A qualquer momento que o inimigo conduzir algo contra nós, nós os lançaremos”.
Se dirigindo a Israel, Salami prosseguiu em seu discurso: “Nós te conhecemos muito bem. Você está exposto a um grande dano porque você não tem profundidade, você está cercado em todas as direções e não tem para onde fugir, a não ser para cair no mar. Não confie em suas bases militares porque elas estão no campo de tiro e podemos atacá-las e impedi-las [de operar]”.
“A resistência hoje é muito mais forte do que era no passado. Não pense que as novas guerras serão como a Segunda Guerra do Líbano”, Salami acrescentou. “Não coloque sua esperança nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha. Quando eles chegarem, você já terá desaparecido, portanto, não faça cálculos incorretos”.
Referindo-se à presença americana na Síria, Salami observou que o Irã aprendeu como superar o inimigo e prejudicar seus interesses estratégicos. Os Estados Unidos foram derrotados na Síria porque os americanos não tinham uma política clara, e cada ação que tomam faz com que pareçam ridículos, como a operação que fizeram há alguns dias, porque não têm estratégia. Hoje estamos muito mais fortes do que nunca em todas as áreas”.
Em resposta às ameaças do Irã, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu se pronunciou durante um evento em homenagem aos 70 anos de Israel, em Tel Aviv. “Estamos certos de nossas capacidades para nos proteger com nosso próprio poder”, destacou.
Conflitos
O discurso de Salami acontece uma semana depois que Israel atacou um avançado sistema de defesa aérea iraniano e uma instalação de drones na Síria. O ataque visou armamentos que poderiam ter reduzido a liberdade de ação da Força Aérea de Israel no espaço aéreo sírio.
“Foi a primeira vez que atacamos alvos iranianos ativos, tanto instalações quanto pessoas”, disse uma fonte militar israelense, segundo Thomas Friedman, colunista do New York Times.
Os sete iranianos mortos no ataque são membros da Força Quds, um ramo da Guarda Revolucionária que supervisiona operações no exterior, e um deles como comandante de uma unidade de drones, segundo Friedman.

Líder muçulmano se entrega a Jesus após comparar Bíblia e Alcorão

Líder muçulmano se entrega a Jesus após comparar Bíblia e Alcorão
Durante a gravidez de sua mãe, os médicos queriam abortá-lo devido a uma infecção no útero dela, mas como muçulmana devota ela se recusou a fazê-lo.
“Os médicos queriam que ela matasse o bebê (eu), mas ela era uma devota muito fervorosa de Alá. Então ela não aceitou o conselho deles”, explicou Mario Joseph à HM Television.
No momento da crise da gravidez de sua mãe ela orou: “Alá, a vida pertence a você, então eu sei que você pode dar a vida. Se você der vida a este bebê, eu entregarei este bebê a você.
Joseph foi levado a acreditar que seu nascimento foi um milagre, mas o voto de dedicação de sua mãe ao Islã acarretou consequências indesejadas. “Como eu havia sido consagrado a Alá, meus pais não me mandaram para a escola. Minha infância foi muito ruim”, contou ele.
Aos oito anos, eles o enviaram para um colégio árabe-muçulmano para que ele pudesse se preparar para se tornar um imã [líder islâmico]. Notavelmente, após 10 anos de estudo, ele cumpriu esse objetivo.
Trabalhando como um mestre islâmico, ele pregava que “Jesus Cristo não é Deus”. “Para mim, Deus era apenas Alá e eu acreditava que Alá nunca se casou, então não haveria possibilidade dele ter filhos. Então eu pregava que ‘Jesus não é Deus”.
Então alguém perguntou a ele um dia: “Mas quem é Jesus?”
Enquanto ele estava certo de que “Jesus não era Deus”, ele não tinha certeza de como responder à pergunta.
Ele estudou o Alcorão exaustivamente, buscando por uma resposta. “Quando o li, eu encontrei o nome do profeta Maomé no Alcorão em quatro passagens, mas o nome de Jesus eu encontrei em 25 passagens”, disse ele à HM Television.
Ele começou a se perguntar: Por que o Alcorão dá mais preferência ao nome de Jesus que a Maomé?
O que ele achou ainda mais estranho, é que o único nome de uma mulher que citado no Alcorão é “Mariam”, que se refere a Maria, a mãe de Jesus.
Em outros lugares no Alcorão ele encontrou Jesus referido como a “Palavra de Deus” e o “Espírito de Deus”.
Outro apontou para seu título: "Jesus Cristo".
“O Alcorão diz que Jesus curou um cego de nascença e um homem com lepra. Curiosamente, o mesmo Alcorão diz que Jesus ressuscitou mortos, que Jesus foi para o céu, que ele ainda está vivo e ele virá novamente”.
Mario então percebeu que Maomé nunca curou pessoas doentes e nunca ressuscitou mortos. “Ele morreu e, de acordo com o Islã, ele não está mais vivo e também não voltará”.
O então líder muçulmano descobriu muitas diferenças entre Jesus e Maomé. Como resultado de seu estudo, ele ainda não estava pronto para chamar Jesus de Deus, mas lentamente começou a perceber que Jesus poderia ser um “profeta” maior do que Maomé.
Um retorno ao colégio
Ainda em sua investigação sobre Jesus, Joseph procurou seu professor no colégio árabe e perguntou-lhe: "Mestre, como Deus criou o universo?".
"Deus criou o universo através da palavra", respondeu o homem.
“A palavra é o criador ou a criação?”, Joseph perguntou. Enquanto aguardava a resposta, Joseph pensou: “Se meu professor disser que a Palavra é o Criador, então Jesus é o Criador, e os muçulmanos devem se tornar cristãos. Se ele disser que a palavra é a criação, então como Deus criou a palavra?”.
Seu instrutor começou a se irritar, percebendo que estava preso pela lógica de Joseph. “Ele estava muito bravo. Ele me empurrou para fora de sua sala e disse: "A palavra não é o Criador nem a criação, agora saia daqui".
Eles se encontraram mais tarde e o professor lhe disse: “Se há um filho de Deus, devo mostrar-lhe a esposa de Deus. Sem uma esposa, não há chance de ter um filho ”.
Então José mostrou-lhe uma porção do Alcorão. “O Alcorão diz que Deus pode ver sem olhos, Deus pode falar sem língua, Deus pode ouvir sem ouvidos. Se for esse o caso, ele pode ter um filho sem esposa”.
Depois de discutir com o homem, Joseph saiu, foi para casa e abriu o Alcorão aleatoriamente. Ele se abriu ao capítulo 10, versículo 94, que diz: "Se você tiver alguma dúvida sobre este Alcorão que eu dou a você, vá e leia a Bíblia ou pergunte a quem lê a Bíblia".
Joseph colocou o Alcorão em seu peito e disse: “Alá, diga-me o que devo fazer, porque seu Alcorão diz que Jesus ainda está vivo e que Maomé está morto. Em quem devo acreditar?”
Estudando a Bíblia
“Eu decidi estudar a Bíblia e fui a um centro de retiro chamado Centro de Retiro Divino na Índia.” Ele leu João capítulo um: “No princípio era a Palavra e a Palavra estava com Deus e a Palavra era Deus…”
“Então meu santo Alcorão diz que Jesus é a Palavra de Deus, agora a Bíblia Sagrada também diz que Jesus é a Palavra de Deus.” Ele vacilou em seus pensamentos, pensando que ele era um muçulmano um dia e no outro que ele poderia se tornar um cristão.
A passagem de João 1:12 teve um grande impacto sobre ele. “Foi uma palavra tão linda para mim. Diz que se alguém recebe Jesus, Ele dá a essa pessoa o poder de se tornar filha de Deus ”.
Ele também foi atingido pelo ensinamento de Jesus sobre a oração, que começa com a palavra Abba. "Não posso expressar minha alegria sempre que chamo meu Deus de pai e sempre que penso que o Criador do universo é meu pai, tenho uma espécie de alegria que não posso expressar ... está além da minha experiência ... uma experiência que não posso explicar."
O poder da Palavra e do Espírito Santo tocou seu coração e ele exclamou: “Eu preciso de Jesus porque quero ser um filho de Deus e chamar meu Deus de 'Aba pai'.
Ele nasceu de novo!
"Eu já tinha ido há muito tempo e estava desaparecido da minha casa", Joseph contou. “Meus pais achavam que eu estava na mesquita e as pessoas da mesquita pensavam que eu estava na minha casa. Então eles se comunicaram e procuraram por mim em todos os lugares. ”
Quando seu pai soube que ele estava no centro de retiro, um local cristão, ele entrou em fúria. “Meu pai chegou lá e me espancou. Eu estava sangrando pelo nariz e estava inconsciente. Então ele me levou para casa”.
Quando Joseph recuperou a consciência, ele se viu em uma pequena sala sem qualquer roupa. “Eu estava completamente nu e minhas mãos e pernas estavam presas com muita força e eu nem conseguia falar porque havia pimenta na minha boca, nariz, olhos e onde quer que tivesse feridas para causar ainda mais dor”
Seu pai achava que com aquelas torturas, ele estava obedecendo à lei do Alcorão, que aplica punições duras para aqueles que rejeitam o Islã.
“Eles não me davam comida nem água. Dentro de alguns dias eu fiquei desitratado e com meus lábio rachados. Eu estava tentando lamber um pouco de sangue para molhar a minha garganta, então meu irmão veio e passou urina na minha boca. Ele disse que ‘é o castigo para quem acredita em Cristo ”.
Após 20 dias confinado no pequeno quarto, José desmaiou e permaneceu inconsciente.
“Meu pai veio ao quarto e removeu a corrente e eu não estava acordado. Ele me enforcou com bastante força para saber se ainda havia vida em meu corpo. Quando ele fez isso, eu não consegui mais respirar. Então eu abri meus olhos e pude ver uma grande faca na mão dele”.
"É o seu último momento", disse o pai ao rapaz. “Se você disser que precisa de Alá, eu vou permitir que você viva. Se você disser que precisa de Jesus eu vou te matar”.
Jospeh conhecia seu pai bem o suficiente para saber que aquilo não era apenas uma ameaça. Então algo estranho e inesperado aconteceu.
“De repente, uma luz caiu na minha testa, como a luz da lua. Algo caiu em mim e houve uma espécie de choque elétrico e algo passou por minhas veias. De algum lugar a energia fluiu pelo meu corpo. Eu não conseguia me controlar, havia tanta energia em meus ossos. Eu puxei a mão do meu pai e gritei "Jesus!"
Quando Joseph clamou por "Jesus", seu pai caiu no chão - em cima da faca. "Havia uma grande ferida no peito e havia sangramento, e algum tipo de espuma estava vindo de sua boca e ele estava gritando".
Sua mãe, irmãos e irmãs não sabiam o que estava acontecendo. “Eles achavam que meu pai já estava morto, então eles o levaram e correram para o hospital. Quando correram para o hospital, esqueceram de trancar meu quarto do lado de fora.
Com uma explosão de energia sobrenatural vinda do alto, Jpseph saiu da sala, vestiu as roupas de seu pai, correu para fora e chamou um táxi.
O taxista que o pegou era um cristão! Ele comprou um pouco de suco e comida para Joseph e o levou para outra cidade.
“Naquele dia eu entendi que Jesus está vivo, mesmo agora. Eu sei que ele está presente em todos os lugares ”, disse ele à HM Television.
Depois da minha conversão, há 18 anos, nunca pensei que os muçulmanos me permitissem viver. Eu tenho pregado no Oriente Médio. Meu Jesus está vivo e ele está me protegendo.
Mais tarde, seus pais conduziram um serviço fúnebre falso para seu filho. "Na minha cidade natal eu tenho meu próprio túmulo", observou ele.
“Se você me perguntar quem me fez cristão, não é nenhum pai; não é nenhuma irmã; não são bispos; não são cardeais; nem é o papa; mas o santo Alcorão me converteu ao cristianismo ”.

Poluição do ar afeta 95% da população mundial

Poluição do ar afeta 95% da população mundial
Um relatório da ONG norte-americana Health Effects Institute apontou que 95% da população mundial está exposta a taxas de poluição superiores as indicadas pelas linhas da Organização Mundial da Saúde (OMS).
A pesquisa ainda revelou que em 2016 o problema da poluição do ar ocasionou 6,1 milhões de mortes.
China e Índia
Ainda segundo o relatório, o problema é mais grave no continente asiático, com a Índia e a China respondendo por metade dos mortos estimados, embora Pequim esteja trabalhando para reduzir as taxas de poluição do país.
Segundo estimativas, apenas 7 milhões de pessoas vivem em áreas nas quais as partículas ultrafinas (pm 2,5) excedem os limites de 10 microgramas por metro cúbico indicados como ótimos pelas linhas da OMS. Já 60% da população mundial vive onde as partículas excedem os limites impostos pela entidade, que são de 35 microgramas por metro cúbico.
Poluição do ar causa mortes prematuras
"A poluição torna mais difícil para aqueles que tem problemas pulmonares para respirar, causa hospitalizações e mortes prematuras", explicou Bob O'Keefe, um dos autores do relatório.
Além de causar danos aos pulmões e no sistema cardiorrespiratório, que geram ataques cardíacos e derrames, a poluição do ar sempre é relacionada a outras doenças em pesquisas.
De acordo com um estudo publicado no jornal "Environmental Research", por exemplo, a progressão do Alzheimer depende, além da genética e da idade, também da exposição a partículas emitidas pela poluição do ar.

Igreja evangélica é atacada com bomba durante culto em MG

Igreja evangélica é atacada com bomba durante culto em MG
Fiéis da Igreja Cristã Maranata, em Joanésia, no Vale do Aço, no Leste de Minas Gerais, levaram um susto na noite desse domingo (15), quando o local onde era realizado um culto foi atingido por uma bomba.
O telhado do imóvel ficou danificado em diversas partes, três vidros de uma janela se quebraram e um banco, um livro e uma bíblia foram perfurados por estilhaços de chumbo. Apesar dos estragos, a explosão não deixou feridos.
“A igreja estava bem cheia, tinha aproximadamente 80 pessoas no momento do culto. Deus nos deu um grande livramento porque ninguém ficou ferido com os fragmentos da bomba, mas foi um grande susto. Jamais esperávamos que isso fosse acontecer”, afirmou uma pessoa nesta segunda-feira (16), que estava no local no momento do ataque e pediu para não ser identificada.
Segundo a Polícia Militar (PM), os danos estão concentrados na parte da frente da igreja. A corporação acredita que a bomba foi arremessada do lado de fora numa rua que dá acesso à entrada principal da igreja. Esta seria a segunda vez que o local é alvo de artefato explosivo. Um outro caso foi registrado em 2016 e causou estragos na estrutura, mas sem vítimas.
Os fiéis e vizinhos do imóvel não conseguiram ver quem jogou o explosivo. Nenhuma câmera de segurança nas imediações registrou o momento do ataque.
Representantes da Igreja Maranata informaram à PM que desconhecem qualquer ameaça a algum dos fiéis e garantiram que a instituição religiosa não tem qualquer desavença na cidade.
“Conversamos com membros da igreja sobre o ocorrido e eles disseram que não existe atrito com ninguém e que não tem conhecimento de que algum membro da igreja tenha sofrido ameaças”, explicou o capitão Anselmo Pedrosa.
      
“Isso tudo para nós é um grande mistério. Não temos a identificação de nenhuma pessoa que possa ser contra a igreja. Então esses ataques são um verdadeiro enigma”, comentou uma testemunha.
A PM e a Polícia Civil de Joanésia agora tentam identificar o autor do novo crime. Os militares que estiveram no imóvel recolheram alguns pedaços de chumbo. O material foi encaminhado para a perícia.