quarta-feira, 29 de junho de 2011

Temperaturas ficam amenas no Sul, mas gelo permanece em SC Inmet registrou 0,2ºC em Urubici (SC) e 0,6ºC em Bom Jesus (RS). Após - 8,8ºC nesta terça, Urupema tem 5ºC e cachoeira segue congelada.

Após registros de temperaturas negativas nesta terça-feira (28), os termômetros de centros e institutos meteorológicos do Sul do país apontaram medições mais amenas nesta quarta-feira (29). O Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Epagri/Ciram) registrou 5ºC às 6h desta quarta-feira, em Urupema (SC). Apesar de estar menos frio, os lagos e cachoeiras da cidade ainda permanecem congelados desde os  8,8ºC negativos registrados nesta terça-feira.
Cachoeira em Urupema permanece congelada nesta quarta-feira 
após temperatura ficar mais amena (Foto: Divulgação/Marília de 
Oliveira/Prefeitura Municipal de Urupema)Cachoeira em Urupema permanece congelada nesta quarta-feira após temperatura ficar mais amena (Foto: Divulgação/Marília de Oliveira/Prefeitura Municipal de Urupema)

ORGULHO HÉTERO - Após evento gay, Câmara aprova projeto para novo evento em SP

   Logo após a Parada do Orgulho LGBT, realizada no último fim de semana, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou a inclusão do projeto que cria o Dia do Orgulho Heterossexual para ser votado em segunda discussão. Ele deve entrar em votação ainda nesta tarde. O texto é do evangélico Carlos Apolinário (DEM), que há três anos é contra a realização da Parada do Orgulho LGBT na Avenida Paulista.
   O projeto que cria o Dia do Orgulho Heterossexual, a ser comemorado em todo terceiro domingo de dezembro, tem o apoio de lideranças evangélicas e entrou em regime de urgência para ser votado com o apoio de 28 vereadores. Ítalo Cardoso, líder do PT, se posicionou contra o projeto e pediu a suspensão da sessão.

Diplomata chamou Câmara do DF de 'refúgio de canalhas', diz Wikileaks Documento vazado por site traz mensagem de John Danilovich em 2004. Ex-embaixador avaliava cassação de deputado acusado de assassinato.

Reprodução de página onde e-mail do ex-embaixador foi 
divulgado (Foto: Repodução)Reprodução de página onde mensagem do
ex-embaixador foi divulgado (Foto: Repodução)
O Wikileaks divulgou na terça-feira (28) em sua página da internet uma correspondência diplomática de 10 de agosto de 2004 na qual o ex-embaixador americano John Danilovich descreve a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) como um “refúgio de canalhas”.

O texto faz parte de um conjunto de relatórios sigilosos da diplomacia americana referentes ao período entre 2006 e 2010 que foram vazados pelo site a partir de dezembro.
Com o título “Um trapaceiro a menos na galeria; político acusado de homicídio é expulso do legislativo de Brasília”, o relato tem como tema principal a cassação do deputado distrital Carlos Xavier, ocorrida em 5 de agosto de 2004. O deputado foi acusado de ser o mandante do assassinato de um adolescente identificado como o suposto amante de sua mulher.
Xavier disse que tomou conhecimento da mensagem pelo G1 e que irá conversar com seu advogado para decidir quais medidas serão tomadas. Ele reforçou que não é um "canalha e, sim, um pai de família". "Todo mundo tem o direito de errar, cabe à Justiça cuidar disso. Nunca pisei numa delegacia e há sete anos estou lutando pela minha inocência, já que foi tudo uma montagem, uma armação diabólica para me tirarem da Câmara Legislativa", declarou.
O ex-distrital, que atualmente é servidor público do governo federal, afirma não ter intenção de voltar para a vida política. "Tudo que passei durante aqueles anos foi muito dolorido, mas acredito que a Câmara tem contribuído muito para a sociedade", disse.
O G1 entrou em contato com a embaixada americana, que disse que não comenta os casos divulgados pelo Wikileaks. A assessoria da Câmara Legislativa, por sua vez, disse que aguarda uma posição da presidência sobre se a Casa irá divulgar uma nota oficial ou se os deputados vão se manifestar em plenário.
Na mensagem com oito tópicos, Danilovich diz que o precedente aberto pela cassação de Carlos Xavier, a primeira da CLDF, deve ter causado preocupação em outros parlamentares da Casa formada por 24 membros. Isso porque, para ele, a CLDF “ainda abriga meia dúzia de deputados suspeitos de vários crimes”. Na lista de suspeitos, o ex-embaixador indica o nome de nove políticos.

O então representante dos Estados Unidos no Brasil critica ainda a qualidade do trabalho da Câmara Legislativa ao citar projetos como o que criava uma lagoa para que os desempregados pudessem pescar suas refeições. Também chamou atenção do ex-embaixador a proposta que criava banheiros públicos exclusivos para gays.
No texto, Danilovich diz duvidar que a saída de Xavier seja o início de uma “limpeza” na Câmara Legislativa, visto que a cassação foi aprovada pelo quórum mínimo – 13 parlamentares – e que os eleitores de Brasília “têm memória extremamente curta”, quando o assunto é corrupção.
O diplomata finaliza a mensagem com o comentário: “Não está claro se o caso (do deputado cassado) é um golpe contundente contra a impunidade dos políticos brasileiros, um pequeno passo na direção certa, ou apenas serve para desenhar uma linha vermelha trêmula: a de que assassinos, pelo menos, não serão tolerados na legislatura em Brasília".


FONTE   G1

Técnica de seleção feminina de futebol recorre a pastores para combater homossexualismo na equipe: “é algo sujo”

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel “O homossexualismo é algo sujo. Espiritualmente e moralmente, é algo muito, muito equivocado”, comentou Ngozi Eucharia Uche , em declarações publicadas no jornal popular Bild. Nesta semana, a Parada do Orgulho Gay aconteceu nas ruas de Berlim, capital da Alemanha, um das sedes do mundial.
Uche afirmou que já tinha contado com o auxílio de pastores e conselheiros religiosos para evitar a presença de homossexuais no seu vestiário através de orações.
No futebol feminino, diversas jogadoras já assumiram seu homossexualismo publicamente. No mês de dezembro, a goleira alemã Nadine Angerer anunciou que era bissexual.



Fonte: Yahoo

Senadora Marta Suplicy disfarçará PLC 122 mudando nome e número para facilitar aprovação

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel “Estou tentando fazer um acerto para que não tenhamos tantos opositores ao projeto, mesmo que isso acarrete em algumas mudanças que não são boas. Estamos pensando em como fazer passar o conteúdo do PL 122, sem o número 122″, disse.
Segundo a senadora, a mudança do nome ajudaria a tirar a “imagem demonizada” que foi associada ao projeto. “O nome ficou muito complicado de se aprovar, o que, no conteúdo, não é mais complicado. Temos um conteúdo mais ou menos acordado. O que está difícil de acordar é o que fazemos com esse número, porque demonizaram tanto que eles não sabem o que fazer agora para dizer que o demônio não é mais demônio”, declarou Marta Suplicy, referindo-se aos opositores do projeto. No conteúdo, a senadora explicou que a principal mudança prevista será no texto do Artigo 20 do PL. “Antes era bem complexo. Conseguimos um meio termo”, disse.
Para que o projeto seja aprovado, ela acredita que a luta não deve se concentrar na tentativa de convencer a bancada religiosa a mudar suas convicções, mas em atrair uma parte do Congresso Nacional que ainda não se manifestou sobre o PL 122. “É essa parcela do Congresso Nacional que tem que ser conquistada”. A aprovação do projeto de lei é o principal tema da 15ª Parada do Orgulho LGBT que ocorreu hoje na avenida Paulista, em São Paulo.


Fonte: Terra

Dedé Santana, ex Trapalhões, fala sobre sua conversão, testemunho e sua recente internação

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel Após deixar o UTI e se ver livre de um diverticulite – doença que teria matado o (quase) ex presidente Tancredo Neves – Dedé Santana voltou ao Projac onde grava o programa “A Turma do Didi” e concedeu uma entrevista ao UOL falando desde a igreja que congrega, ao porquê de se converter.
O eterno trapalhão revela que se converteu após uma outra internação a quase 20 anos atrás, em 1995: “me converti por problemas cardíacos. Fiz todos os exames agora no hospital e meu coração não tem nada” e completa: “me converti também porque eu era muito maluco, muito mulherengo e tal. Agora isso mudou. Sou uma pessoa totalmente dedicada à minha família”, afirma o humorista.
Dedé antes frequentava a Assembléia de Deus mas hoje pertence a Igreja Quadrangular e trilha um caminho diferente de muitos famosos que se convertem, não deseja ser pastor futuramente: “ser pastor é um chamado especial de Deus e eu não tive esse chamado” e atribui à orações a sua reabilitação e volta ao trabalho: “minha saída do hospital fui fruto de muita oração. Tinha muita gente orando por mim. Aliás, gostaria de agradecer porque não pensei que eu fosse tão querido assim…”, emociona-se.
Quando perguntado sobre o que pediria a Deus, Dedé revela: “Queria viver mais um pouquinho. Minha filha Yasmin tem 14 anos e queria vê-la chegar aos 20″, disse.
Sobre seu recente tempo internado o humorista lembra da agonia que passou na UTI: “No começo estava inconsciente porque fiquei com anemia. Mas é horrível estar consciente porque você não pode se mexer. Fiquei sem comer e sem beber água por dias. Apenas molhavam a minha boca com um algodão. Quando eu lembro, me dá até sede. Ficar consciente é ruim porque a gente vê muita coisa. Vê gente morrendo… Mas também me emocionei porque tinha um senhor que me viu e falou com a enfermeira: “Puxa… O Dedé… Meu Deus… Eu vou orar por ele”. E ele estava muito pior do que eu, com câncer em estágio terminal. Quando fui fazer exames, ele disse pra enfermeira: “Graças a Deus o Dedé saiu…”. E a enfermeira respondeu que eu só estava indo fazer um exame e já ia voltar”, relata Dedé Santana.



Fonte: Gospel+

Aline Barros participa do programa da Hebe na Rede TV


Cantora participa do programa que irá ao ar hoje às 22h na Rede TV!
Aline Barros participa do programa da Hebe na Rede TV
Irá ao ar hoje, 28, o Programa da Hebe que terá a participação da cantora Aline Barros. O programa foi gravado ontem, quando a cantora evangélica esteve na cidade de São Paulo especialmente para esta apresentação.
De acordo com o site da MK Music, a produção do programa esteve na última quinta-feira, 22, no Rio de Janeiro acompanhando o dia da cantora, eles filmaram até mesmo a consagração do CD da Comunidade Internacional da Zona Sul, a igreja que Aline Barros frequenta e também participa do grupo de louvor.
Em seu Twitter a cantora anunciou que no palco da Hebe ela cantou a canção “Ressuscita-me” e também encerrou a atração. O Programa da Hebe será transmitido hoje, às 22h pela Rede TV!.
Confira mensagem gravada pela cantora antes da gravação:
Fonte: Gospel Prime

Surfista é atacado por tubarão na praia do Pina hoje de manha .

Recife voltou a registrar ataques de tubarão na orla da Capital, na manhã desta quarta-feira (29). Por volta das 10h30, deu entrada no Hospital da Restauração (HR) um surfista com a perna direita estraçalhada por um animal de espécie ainda não identificada.
De acordo com o taxista que socorreu a vítima até a unidade hospitalar, o rapaz identificado como Marlison Danilo Lima de França, 21, surfava com um grupo de cerca de 10 pessoas na localidade conhecida como Buraco da Véia (ver mapa abaixo), na Praia do Pina, Zona Sul do Recife, quando foi atacado pelo animal.

O taxista José Pedro Pilar da Silva, em entrevista ao NE10, contou que quando viu, o rapaz já estava saindo da água pedindo ajuda. Ele não soube informar se outras pessoas ficaram feridas ou viram o tubarão.
A assessoria de imprensa do Hospital da Restauração (HR) informou que a mordida do tubarão atingiu perna e coxa do rapaz, mas não chegou a fraturar nenhum osso. O estado de saúde dele é estável. Marlison Lima de França foi submetido ao primeiro curativo, feito no setor de emergência do hospital, e seguirá para o bloco cirúrgico. Ele não corre risco de morte, mas a equipe médica ainda não se posicionou se o rapaz terá ou não a perna amputada.

ne10.uol.com.br

ÁSIA/MIANMAR - O Bispo ao povo kachin, no meio do conflito: "Confie em Deus, pequeno rebanho"

Myitkyina (Agência Fides) - A guerra não dá trégua no Estado de Kachin, no norte da Mianmar. Como a violência continua, fazendo forte pressão sobre a população civil, tem início, través da Caritas Mianmar (Karuna) a solidariedade para com a população da etnia kachin (um milhão de pessoas com uma grande maioria cristã).
Pedindo anonimato por razões de segurança, um sacerdote da diocese de Myitkyina (que abrange o território do Estado Kachin) conta à Fides a difícil situação em que vivem os fiéis. "A violência e os bombardeios continuam. O problema para os deslocados é abandonar as suas colheitas, pois isso significa fome, sofrimento, trabalho perdido e sacrifício de um ano. As igrejas estão abertas para o acolhimento, a Caritas se mobilizou e todas as dioceses estão organizando a ajuda para a diocese de Myitkyina, afetada pelo conflito. As notícias são fragmentárias, mas sabemos que os sofrimentos dos civis e pessoas deslocadas continuam aumentando, são mais de 10 mil. Tudo isso se torna mais difícil por causa da estação das chuvas". Atualmente, informa o sacerdote, há pelo menos 800 pessoas deslocadas acampadas em Myitkyina: 220 pessoas deslocadas na igreja católica de São José, 330 na igreja batista, e outros em templos budistas e nos povoados vizinhos.
Para alcançar os refugiados e os civis que se encontram nas áreas de conflito, isolados da comunicação, são as ondas da Rádio Veritas e da Radio Free Ásia. Rádio Veritas visa encorajar os deslocados e também informá-lo sobre os combates, por vezes convidando-os a deixar os territórios para sua segurança.
Conforme relatado pela Igreja local à Agência Fides, por Dom Francis Daw Tang, Bispo de Myitkyina, muito preocupado com a situação dos fiéis kachin, falou à Rádio Veritas lançando um apelo para as pessoas e dizendo: "Eu rezo para vocês, meu pequeno rebanho, e não o deixarei sozinho. A Igreja está pronta para ajudá-los, nossas igrejas e fiéis vão acolhê-los de braços abertos, para enxugar suas lágrimas e consolar a sua dor. Permanecei unidos, carreguem os pesos de cada um, o Senhor está próximo. Confiai nele, todos nós continuaremos a rezar pela paz".
Enquanto isso, no resto do Miamnar circulam notícias sobre o conflito em andamento no Norte. O jornal oficial do regime não fala ou quando o faz, dá a culpa da violência aos rebeldes kachin. A pressão internacional, no entanto, está aumentando: o governo dos EUA pediu o fim das hostilidades e uma investigação da ONU por violações de direitos humanos que ocorrem no conflito. (PA) (Agência Fides 27/6/2011)

AMÉRICA/ARGENTINA - "Escolher a vida e não a droga": a Igreja convida os jovens a refletir

Lujan (Agência Fides) - A Igreja na Argentina denunciou que "o flagelo do uso de droga está se expandindo", e pediu às autoridades para implementar políticas destinadas a ajudar aqueles que sofrem de dependência de droga. Cerca de oito meses atrás, os bispos advertiram que o uso de drogas na Argentina começa agora com a idade de oito anos, e agora a Comissão Nacional de Pastoral para os dependentes de droga, liderada por Dom Jorge Lozano, bispo de Gualeguaychú, advertiu que "há uma maior disponibilidade de substâncias, que podem ser compradas com muita facilidade", e está se verificando um aumento do tráfico de droga.
Segundo o último Relatório Mundial sobre Drogas 2011, publicado pelas Nações Unidas há poucos dias, 7,2% da população entre 15 e 64 anos usaram maconha pelo menos uma vez no ano passado. E o número sobe para 7,6% entre os jovens 13 a 17 anos. "Existe uma oferta, se difunde a idéia de que a droga seja igual a um cigarro que não faz mal, e as autoridades políticas não transmitem mensagens claras", disse Dom Lozano numa coletiva de imprensa, também reiterou que a Igreja é cada vez mais consultada por famílias e jovens afetados pelo vício em drogas.
Durante um encontro de três dias, que terminou no dia 26 de junho, o que levou a Lujan os responsáveis pastorais de todas as dioceses da Argentina, a Comissão Nacional de Pastoral para os dependentes de droga atribuiu a expansão do uso de drogas ao crescente do tráfico de drogas. Este grave problema social é "o resultado de menos controle, um maior número de subornos, ameaças e ao fato de que a soberania foi deixada gangues mafiosas, que dominam bairros inteiros".
Após o encontro, que terminou com uma missa presidida por Dom Lozano na Basílica de Luján, foi emitido um comunicado que pretende sensibilizar o público sobre o crescente flagelo das drogas. O documento é intitulado "Escolher a vida é melhor" e liga este "trágico crescimento", a combinação de quatro elementos: crime, corrpução, impunidade e tolerância social.
O relatório da ONU confirma que a Argentina é o primeiro país na América do Sul no o uso de maconha e em segundo lugar no uso de lugar no consumo de cocaína, depois do Brasil. Para a Igreja, o problema vai muito além das estatísticas e reforça a percepção de que a Argentina deixou de ser um país de trânsito de droga, mas agora é país de consumo. (CE) (Agência Fides, 27/06/2011)

Cristãos planejam novas estratégias missionárias no país


   
 
Miséria na Coréia do Norte  
 Por dez anos, de 1995 a 2004, as igrejas da Coreia do Sul enviaram um total de 270 milhões de wons (moeda sul-coreana) para auxiliar a Federação Cristã da Coreia do Norte no financiamento de projetos, incluindo a construção de um orfanato.

Esse dinheiro representava 77% de todas as doações privadas que foram enviadas à Coreia do Norte no mesmo período. No entanto, a verdade é que ninguém sabe como o dinheiro foi gasto ou quem o gastou.

O apoio, motivado pelos resultados da Federação Cristã, não foi apenas um problema para o trabalho missionário de outro, mas também prolonga o sofrimento do povo norte-coreano, de acordo com Yoo Suk Ryul, diretor da Igreja Cornerstone, que tem um ativo trabalho missionário ao longo da Coreia do Norte até a fronteira chinesa. Ele acabou de lançar um livro chamado “O colapso do regime de Kim Jong Il e a obra missionária norte-coreana.”

“Não é possível afirmar que a ajuda dada pelas igrejas sul-coreanas à Coreia do Norte vá colher alguma recompensa”, admite Yoo, que afirma: “O problema é não esperar nada da Federação Chosun ou do governo norte-coreano.”

No livro, há uma referência a um relatório de uma base britânica cristã de direitos humanos, a Release Internacional, e Yoo ressalta: “Na Coreia do Norte, o fracasso da reforma monetária e a escassez crônica de alimentos conduziram a controles ainda mais restritos e perseguição aos cristãos em grande escala.”

“A reconstrução da igreja não deve ser feita através de organizações afiliadas ao governo de Kim Jong Il ou aos trabalhadores de Chosun”, afirma Yoo. Ao invés disso, ele acredita que o dinheiro deve ser investido nas igrejas subterrâneas norte-coreanas, para que o evangelho possa ser propagado de baixo para cima.

Yoo tem investido muito tempo e esforço para persuadir as igrejas da Coreia a terminar o trabalho missionário já existente na Coreia do Norte e seguir um caminho. “O trabalho missionário na Coreia do Norte não é algo que pode ser realizado com uma estratégia que apenas tenha paixão”, ele escreve. “Esta estratégia missionária não capta a essência do sistema norte-coreano, é um castelo de cartas.”

Tradução: Lucas Gregório



Fonte: Persecution
 

Loucura da diversidade sexual: pré-escola da Suécia proíbe que crianças sejam tratadas como meninos e meninas


ESTOCOLMO, Suécia, 27 junho de 2011 (Notícias Pró-Família) — Em conformidade com um currículo escolar nacional que busca combater a “estereotipação” dos papéis sexuais, uma pré-escola do distrito de Sodermalm da cidade de Estocolmo incorporou uma pedagogia sexualmente neutra que elimina completamente todas as referências ao sexo masculino e feminino.
Os professores e funcionários da pré-escola “Egalia” evitam usar palavras como “ele” ou “ela” e em vez disso se dirigem aos mais de 30 meninos e meninas, de idades variando entre 1 e 6 anos, como “amigos”.
“A sociedade espera que as meninas sejam garotinhas gentis e elegantes, e que os meninos sejam viris, duros e expansivos”, Jenny Johnsson, uma professora de 31 anos na escola que é sustentada por impostos dos trabalhadores suecos, disse para o jornal Daily Mail. “Egalia lhes dá uma oportunidade fantástica de ser quem quer que eles queiram ser”.
A diretora Lotta Rajalin disse para a Associated Press que a escola contratou um “pedagogo de diversidade sexual” para ajudar os professores e funcionários a remover as referências masculinas e femininas na linguagem e conduta, indo ao ponto de garantir que os jogos infantis de blocos Lego e outros brinquedos de montagem sejam mantidos próximos aos brinquedos de utensílios de cozinha a fim de evitar que algum papel sexual tenha preferência.
Os pronomes suecos “han” e “hon” (ele e ela), por exemplo, foram substituídos na escola pela palavra sexualmente neutra “hen”, um termo inventado que não existe em sueco, mas é amplamente usado pelas feministas e homossexuais.
“Nós usamos a palavra ‘Hen’ por exemplo, quando um médico, policial, eletricista ou encanador, etc., está vindo à pré-escola”, disse Rajalin. “Nós não sabemos se é ele ou ela. Por isso, dizemos: ‘Hen está vindo aqui lá pelas 14h’. Então as crianças poderão imaginar tanto um homem quanto uma mulher. Isso amplia a perspectiva delas”.
Além disso, não há livros infantis tradicionais como Branca de Neve, Cinderela ou os contos de fadas clássicos, disse Rajalin. Em vez disso, as prateleiras têm livros que lidam com duplas homossexuais, mães solteiras, filhos adotados e obras sobre “maneiras modernas de brincar”.
“Um exemplo concreto poderia ser quando as meninas estão brincando de casinha e o papel de mãe já foi pego por uma e elas começam a disputar”, disse Rajalin. “Então sugerimos duas ou três mães e assim por diante”.
Contudo, nem todos os pais suecos estão apoiando a agenda de seu país que está eliminando os papéis sexuais.
“Diferentes papéis sexuais não são problemáticos enquanto têm valor igual”, Tanja Bergkvist disse para a Associated Press, denunciando o que ela chamou de “loucura da diversidade sexual” na Suécia.
Bergkvist comentou que aqueles que estão promovendo a igualdade entre os sexos com iniciativas que demolem os papéis sexuais “dizem que há uma hierarquia onde tudo o que os meninos fazem recebe importância mais elevada, mas fico pensando: quem é que decide o que é que tem valor mais elevado? Por que há um valor mais elevado em brincar com carros?”
Bergkvist, que é uma crítica eloquente da promoção que o Estado faz de uma estrutura sexualmente neutra nas escolas e de ambientes acadêmicos focados em estudos de diversidade sexual, comentou em seu blog como exemplo da “loucura da diversidade sexual” no país que o Conselho de Ciências da Suécia, que é sustentado pelo governo, deu uma verba de 80 mil dólares para bolsas de estudos de pós-doutorado para pesquisas no “trompete como símbolo de diversidade sexual”.
Artigos relacionados:
Traduzido por Julio Severo
Fonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com

ESTA CHEGANDO O TEMPO EM QUE A COSTITUIÇÃO BRASILEIRA NÃO VAI VALER NADA , POIS O PRÓPRIO SUPREMO NÃO ESTA ZELANDO POR ELA.

O casamento gay no Supremo. Ou: O dia em que o órgão genital virou um “plus”, um “bônus”, um “regalo”. Ou: O Supremo vai tomar o lugar do Congresso?


O Supremo Tribunal Federal começou a decidir nesta quarta — e o julgamento será retomado nesta quinta — a constitucionalidade da tal “união homoafetiva”, um nome, assim, bastante dessexualizado para “casamento gay”. Qual é o problema dessa gente com as palavras? Para mais detalhes sobre o caso, clique aqui. O relator do caso é o ministro-poeta Calos Ayres Britto, que já leu o seu voto. Também se posicionaram o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams. Todos são favoráveis. Já chego lá. Antes, algumas considerações.
Para surpresa de alguns, de um e de outro lado do debate, sou favorável ao casamento gay e não me oponho, sob certas circunstâncias, à adoção de crianças por casais do mesmo sexo. Mas eu também cobro “circunstâncias adequadas” dos héteros. O debate é longo, complicado. No arquivo, vocês encontram argumentos às pencas, inclusive de quem discorda de mim. A coisa a que eu me oponho, aí sim, é à violação da Constituição e à argumentação capenga. A Constituição é omissa ou explícita em relação ao casamento? É explícita. Assim:
Art. 226. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.
§ 3º - Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.
§ 4º - Entende-se, também, como entidade familiar a comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes.
§ 5º - Os direitos e deveres referentes à sociedade conjugal são exercidos igualmente pelo homem e pela mulher.
O Parágrafo 3º é regulamentado pela lei 9.278/96, que define a união estável, a saber:
O  PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1º É reconhecida como entidade familiar a convivência duradoura, pública e contínua, de um homem e uma mulher, estabelecida com objetivo de constituição de família.
Vamos lá
Pouco importa o que eu, Britto, Gurgel, Adams e a torcida do glorioso Corinthians achemos, temos, como se vê, uma Constituição e uma lei que tratam do assunto. Ou elas são mudadas, ou o casamento gay só pode ser “aprovado” pelo Supremo se o tribunal decidir ignorar a Constituição e se comportar como legislador, usurpando uma prerrogativa do Congresso. Por que os senhores parlamentares ditos progressistas não apresentam uma emenda à Constituição para mudar a definição de família? É receio de que seja rejeitada? Mas, se for, não será a democracia em pleno funcionamento? Ou, nesse caso, para driblar uma eventual vontade do povo, apela-se ao Supremo para que ele casse a prerrogativa do Congresso?
Não dá! Das duas, uma: ou se muda o que vai nos textos legais ou se opta pela inconstitucionalidade. É simples assim. O ministro Ayres Britto é chegado a larguezas interpretativas. Ontem mesmo, não entendi se ele tentou ser cartorial, fescenino ou bíblico ao definir os órgãos genitais, mas não há poesia que consiga mudar a gramática hormonal desta tautologia — atenção para o sujeito, o verbo de ligação (também chamado “cópula” nas antigas gramáticas) e o predicativo destas duas frases: “homem é homem; mulher é mulher”. Homem tem bingolim, não importa que destinação dê a ele; mulher tem borboletinha, idem para a destinação. O casamento da Constituição ou a união estável da Lei 9.278 é a união do bingolim com a borboletinha. Sem apelo. Ou que se mudem os textos, caramba!
No seu voto, sempre looooongo, o ministro Britto foi a altitudes esplendorosas e cometeu o seguinte assassinato da Lei da Evolução:
“O órgão sexual é um plus, um bônus, um regalo da natureza. Não é um ônus, um peso, em estorvo, menos ainda uma reprimenda dos deuses”.
É um daqueles casos em que Didi Mocó indagaria: “Cuma?” Vou, só para mostrar que sou uma pessoa do diálogo, concordar com aquilo que o ministro acha que o sexo “não é”. Mas, no que é, ele está erradíssimo. Ministro: a vocação de toda espécie é perpetuar-se; a do indivíduo de cada espécie é reproduzir-se. O dito “órgão” não é regalo, não!, um presentinho da natureza! É a essência do negócio, o senhor entende? Como poesia, a constatação é ruim; como ciência, é uma grande batatada. Se o órgão sexual fosse um bônus, a natureza teria inventado meios mais eficazes de garantir a reprodução.  Ela é assexuada só em formas mais primitivas de vida. Muito antigamente, havia a crença popular de que o vento inseminava os urubus. Bem, não somos urubus que ganharam um “regalo”…
“Ah, mas os humanos não fazem sexo só para reprodução; também fazem por gostosura!” Eu sei. Ainda bem, né? Mas isso não confere cientificidade à fala do ministro. Ademais, as palavras a que ele recorre não deixam de ser engraçadas. Freudianos ortodoxos talvez concordassem, no terreno dos símbolos, que o bingolim é um “plus”. Já a borboletinha… A diferença gerou uma questão polêmica: “Mas o que querem as mulheres?” Convenham: o Brasil pede cada vez mais senso de humor.
Aí alguém dirá: “Pô, Reinaldo, o ministro não estava falando como cientista”. Entendo! Então era como jurista, doutor em direito? Repito a frase: “O órgão sexual é um plus, um bônus, um regalo da natureza. Não é um ônus, um peso, em estorvo, menos ainda uma reprimenda dos deuses”. Que saber é esse? Direito é isto aqui: “Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.” O resto é poesia ruim.
Roberto Gurgel, procurador-geral da República também falou, a saber:
“Os homossexuais devem ser tratados com mesmo respeito e consideração que os demais cidadãos, e a recusa estatal em reconhecer uniões implica não só privá-lo de direitos como também importa em menosprezo a sua própria dignidade”.
Concordo, claro! Mas o que isso tem a ver com o que esta escrito na Constituição? Aí ele avança:
“Esta ausência de referência [de casais do mesmo sexo na Constituição e na lei] não significa, de qualquer modo, o silêncio eloquente da Constituição Federal. Não implica, necessariamente, que a Constituição não assegure o seu reconhecimento.”
Isso é puro opionismo. Então ele precisa provar. Em algum lugar, há de estar ao menos sugerido o casamento gay. E eu lhes asseguro (a Constituição e a lei são de domínio público): não está!
Aí foi a vez de Luis Inácio Adams, advogado-geral da União:
“Esse reconhecimento que vem acontecendo mostra que o primeiro movimento de combate à discriminação é a partir do Estado. Temos visto, na nossa sociedade, violentas manifestações de agressão às relações homoafetivas, mas que só serão passíveis de rejeição à medida que o Estado for o primeiro a rejeitar essa discriminação.”
Não acho uma opinião imune a um debate conceitual sobre o papel do estado, mas deixarei isso pra lá agora. Pergunto ao sr. advogado-geral se ele considera que o Poder Legislativo é ou não parte integrante do Estado. Em sendo — e ele sabe que é —, pergunto-lhe também se cabe ao Supremo zelar pela Constituição ou lhe emprestar o sentido que der na telha de um ministro porque, afinal, se quer fazer justiça… Pior: ao fazê-lo, cabe usurpar a prerrogativa de um outro poder ou mudar o sentido das palavras?
Tendência
O pior é que acho que o Supremo tende a votar com Britto porque o lobby gay é poderoso, como vimos não faz tempo. Consegue satanizar as pessoas em três tempos e conta com amplo apoio da imprensa. Já os defensores da Constituição são mais discretos e menos influentes. É possível que os ministros não queiram a pecha de homofóbicos só porque entendem que o “homem”, de que fala a Contituição, é o que tem bingolim, e a mulher, a que tem borboletinha, pouco importando, como diria Britto, como cada um se regala com o seu “plus”, com o seu “bônus”.
Se o Supremo ficar livre para redefinir os conceitos de “homem” e “mulher”, essa questão, assim, tão primitiva, então ficará livre para dar o sentido que quiser a qualquer outra palavra. Sempre que alguma questão for influente e contar com grupos organizados de pressão, o tribunal corre atrás. Eu estou pouco me lixando para aquilo que cada um faz com o seu “plus” desde que não envolva crianças, não seja forçado e exclua animais… Acho que os gays podem e até devem lutar por aquilo que acham justo. Mas a Constituição e a lei existem. Se elas não mudarem, o Supremo só tem uma coisa a fazer se sua referência é a Constituição. E é rejeitar o casamento enquanto a Constituição não mudar.
Ou, por outra, vejam que fabuloso: o João e o João ou a Maria e a Maria estarão abrigados pelo seguinte texto:
“(…) é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar”.
PS - O texto acima foi publicado às 23h40 desta quarta. Eu já sei que, para alguns, sou mau como um pica-pau tanto por não ver problemas no casamento gay quanto por sustentar que ele é inconstitucional. Um já defendeu a minha excomunhão; outro já me chamou de homofóbico, e outro ainda, de “veado enrustido”. Eu já conheço todas as ofensas. Eu estou tratando de uma questão legal e constitucional. E sei que o Supremo vai acabar concordando com a teoria do “plus” e do “regalo”. Talvez seja intelectualmente mais honesto buscar o caminho da, bem…, da “poesia” do que tentar encontrar fundamentação jurídica, não é mesmo? Perigosamente mais honesto. Nos comentários, peço que os exaltados não percam tempo com os xingamentos que já conheço.
PS2 - Ah, sim: todos são iguais perante a lei e tal. Mas essa igualdade não muda a natureza do casamento definido na Constituição e na lei.
Por Reinaldo Azevedo

Sonho de qualquer traficante é a maconha liberada, diz procurador

Para o procurador de Justiça Marcio Sergio Christino, tráfico poderá lavar o dinheiro do comércio de outras drogas.

O procurador de Justiça de São Paulo Marcio Sergio Christino, um dos principais especialistas do país em crime organizado, diz que a eventual liberação da maconha no país fortalecerá ainda mais as facções criminosas.

Segundo ele, os traficantes poderão usar empresas legais para lavar o dinheiro da venda de outras drogas e ter livre acesso aos usuários.
O assunto voltou a repercutir após o STF (Supremo Tribunal Federal) decidir que não há impedimento legal às manifestações a favor da descriminalização da maconha.

Folha - O que a liberação da maconha poderá provocar?
Marcio Sergio Christino - Se você está dizendo que todos podem consumir, está dizendo que todos podem comprar. Está, então, admitindo que alguém vai ser o fornecedor. Qual é a consequência? Você cria um mercado cativo, fixo, sem ter o fornecedor. Isso vai intensificar a venda.
Significa dizer que o tráfico, da forma como existe hoje, vai se fortalecer e se expandir. Porque o traficante que vende a maconha é o mesmo que vende a cocaína, o crack, as outras drogas.
Então, na prática, liberar o consumo fortalecerá o tráfico. E todo ele, não apenas o das chamadas drogas leves. Isso é o sonho de consumo de qualquer traficante.

E se houver um controle rigoroso da venda? Vamos utilizar o modelo holandês? Português? Nenhum deles é compatível com o nosso. São países pequenos e muito distantes dos mercados produtores. Nossa realidade é diferente. Tem muita plantação na região Nordeste, e não conseguimos fazer um controle como eles.
Você só poderia falar em acabar com o tráfico se tivesse uma rede de fornecimento de maconha que permitisse a entrega gratuitamente.
Como se destrói o tráfico? São os princípios econômicos. Você vende um produto melhor com um preço mais baixo. O Estado vai assumir esse papel de vender entorpecente por preço mais baixo em larga escala a toda a população? É viável isso? Não num país como o nosso.

Lojas legais poderiam ser utilizadas pelos traficantes?Eles utilizarão a própria loja que vende maconha para lavar o dinheiro das outras drogas. O traficante vende de tudo, é um princípio de economia. Não é um raciocínio criminoso. É um raciocínio de empresário.
Isso é o sonho de qualquer traficante. Vou vender pra caramba, todo mundo vai consumir, consumir não é crime, ninguém vai reprimir e vou vender à vontade.

O que pode ocorrer com os outros tipos de crimes, como os roubos e os furtos? Tendem a aumentar. Por quê? Vai expor a sociedade e sem nenhuma salvaguarda. Se você tem cinco pessoas usando [maconha] hoje, terá dez. Só que você não tem a conclusão automática de que as novas cinco pessoas serão consumidoras conscientes.

E a legislação atual? A nova legislação é esquizofrênica. Devido a alguns critérios de redução de pena, temos a menor pena de tráfico de drogas do mundo. É a velha ideia de que o preso custa caro, de que o tráfico não é visto como crime violento. Nossa legislação quer punir, mas não pune. Quer proteger, mas não protege.

Como deveria ser? O que o país precisa encontrar é uma pena dura o suficiente para servir como elemento de intimidação, de punição e também de recuperação. Não é o que temos hoje.

E internações compulsórias? O usuário só pode ser internado quando constitui um perigo à sociedade. O indivíduo que é socialmente perigoso precisa sofrer algum tipo de restrição.

Fonte: Folha de São Paulo

EU ACHO QUE ESSES GOVERNOS QUEREM LIBERAR A MACONHA PARA SER MAIS UMA FONTE DE IMPOSTO , POIS COMO BOLSO SEM FUNDO ELES QUEREM MAIS DINHEIRO .

VAMOS LÁ AO RACIOCÍNIO.


COMO O GOVERNO NÃO GOSTA DE CONCORRÊNCIA COM  ELE...

LIBERA A MACONHA.
ASSUME A DISTRIBUIÇÃO E PLANTIO.
VENDE POR UM PREÇO RAZOÁVEL.
COBRA IMPOSTOS BEM CARO .
E ENCHE OS BOLSOS COM ESSE DINHEIRO .
E GASTA DA FORMA QUE QUEREM.


O GOVERNO LIBERA A MACONHA PARA TER UMA NOVA FONTE DE IMPOSTOS .
E A POPULAÇÃO ?  QUE MORRA.

Cidade da Califórnia pode liberar completamente o plantio de maconha

Favoráveis à medida argumentam que ela gera arrecadação e empregos.
Legislação ainda deve passar por nova votação.

Da AP

A cidade norte-americana de Oakland, na Califórnia, pode ser a primeira do país a autorizar completamente o cultivo de maconha.

O conselho da cidade aprovou por 5 votos a 2, com uma abstenção, um plano que licencia plantações de marijuana, onde a erva seria também processada e embalada.

A votação ocorreu depois de mais de duas horas de debate público.

Os parlamentares contrários à medida disseram que ela iria "quebrar" os produtores de maconha medicinal. Os favoráveis argumentaram que ela geraria milhões de dólares à cidade em impostos, movimentaria o comércio e criaria centenas de empregos.

As plantações não teriam limitação, mas seriam pesadamente taxadas e reguladas.

Desenho da empresa Gropech mostra projeto para cultivo e processamento industrial de maconha para usos médicos na cidade de Oakland. (Foto: AP)

Uma licença custaria US$ 211 mil anuais e mais 8% de impostos sobre as vendas seriam cobrados.

Os defensores da medida também disseram que há a possibilidade de Oakland se tornar a capital nacional da maconha, especialmente se os eleitores do estado da Califórnia aprovarem, em novembro, o uso recreacional da substância.

Jeff Wilcox, negociante local, disse ser contra por temer que a cidade vire o "vale do silício" da maconha.

A conselheira Nancy Nadel se disse preocupada com a qualidade do produto e com as questões ambientais envolvidas.

A medida ainda deve ser votada mais uma vez, mas a expectativa é de que seja aprovada.

Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/07/cidade-da-california-pode-liberar-completamente-o-plantio-de-maconha.html

Yeshua, Jesus no Talmude! A história não nega!

Apologia Judaica
Querem prova maior da existência histórica de Jesus que o próprio cristianismo???....O cristianismo existe ,porque Jesus é Historicamente uma realidade irrefutável,mesmo que os inimigos da cruz de Cristo queiram dizer que não!

Quanto aos Judeus eles deveriam ficar calados e não levantar dúvidas sobre a existência de Jesus, pois não existe prova alguma fora da Bíblia que Jacó, Jo, Issaque, e outros existiram, pois somente o Tanach fala deles.Entretanto, os Judeus não questionam a existência desses personagens Bíblicos, mesmo sem terem provas arqueológicas!

Mas em relação a Jesus há documentos que falam dele.

Sobres as fontes não cristãs utilizadas no estudo do Jesus Histórico,a mais importante destas fontes é justamente Flavio Josefo.

Há citações sobre Jesus em "A Guerra dos Judeus". No entanto, há um consenso na historiografia que estas citações são todas elas interpolações, que inclusive são encontradas tão somente na versão conhecida como "eslavônica", em russo antigo, que sobreviveu em manuscritos russos e romenos.

Há outras duas citações sobre Jesus em outra obra de Josefo, "Antiguidades Judaicas". Há uma passagem curta(livro XX),cujo foco está na figura do Sumo Sacerdote Hananias, que convoca o Sinédrio para condenar um inimigo. O texto diz:

"Sendo portanto este tipo de pessoa [isto é, um saduceu desalmado],Hananias, pensando ter uma oportunidade favorável, pois que Festo havia morrido e Albino ainda estava a caminho, convocou uma assembléia de juízes e colocou diante dela o irmão de Jesus, que é cognominado o Messias, de nome Tiago, e alguns outros. Acusou-os de terem transgredido a Lei e os entregou para serem apedrejados".

Há uma probabilidade enorme desta passagem ser autêntica, segundo os especialistas do tema. Ela é encontrada, sem nenhuma variação importante, na principal tadição do manuscrito grego de "Antiguidades Judaicas". Além disto, a menção de Jesus, e mesmo de Tiago, é acessória ao tema de Josefo, que visava falar apenas de uma execução ilegal que provocou a deposição posterior de Hananias.

A forma com a qual é identificado Tiago, sem grande reverência - "irmão de Jesus chamado o messias", forma de se referir a Tiago que não está em concordância com a utilizada nem no Novo Testamento nem na Patrística, em que se encontram palavras e expressões bem mais respeitosas, tais como "irmão do Senhor", ou "irmão do Salvador" - também aponta para a fonte não cristã do texto. Por outro lado, a descrição de Josefo sobre a morte de Tiago difere da descrição cristã de Hegesipo, tanto quanto a forma como que ela ocorreu, quanto a data. A maior parte da historiografia considera esta passagem como autêntica.

A segunda passagem é bem mais polêmica, o famoso Testimonium Flavianum. A maior parte dos historiadores, principalmente os mais recentes, acredita que a passagem nao é toda ela uma interpolação. Seria uma passagem originalmente escrita por Josefo que sofreu interpolações. O texto é o seguinte:

"Por este tempo apareceu Jesus, um homem sábio, se na verdade se pode chamá-lo de homem. Pois ele foi o autor de feitos surpreendentes, um mestre de pessoas que recebiam a verdade com prazer. E ele ganhou seguidores entre muitos judeus, como entre muitos de origem grega. Ele era o messias. E quando Pilatos, por causa de uma acusação feita pelos nossos homems mais proeminentes,condenou-o à cruz, aqueles que o haviam amado antes não deixaram de amá-lo. Pois ele lhes apareceu no terceiro dia, novamente vivo, exatamente como os profetas divinos haviam falado deste e de incontáveis outros fatos assombrosos sobre ele. E até hoje a tribo dos cristãos, que deve este nome a ele, não desapareceu".

Levando-se em conta as expressões que interrompem o fluxo de pensamento do texto, e ao mesmo tempo retirando as palavras nada frequentes no texto de Josefo, e presentes nesta passagem, John P.Meier, em "Um judeu marginal", chegou a conclusão de que o texto original de Josefo ficaria próximo do seguinte(note que esta é uma, dentre outras, tentativas de se remontar a passagem original. Não é conclusiva, estou citando-a a título de exemplo):

"Por este tempo apareceu Jesus, um homem sábio. Pois ele foi o autor de feitos surpreendentes, um mestre de pessoas que recebiam a verdade com prazer. E ele ganhou seguidores entre muitos judeus, como entre muitos de origem grega. E quando Pilatos, por causa de uma acusação feita pelos nossos homems mais proeminentes,condenou-o à cruz, aqueles que o haviam amado antes não deixaram de amá-lo. E até hoje a tribo dos cristãos, que deve este nome a ele, não desapareceu".

O Testimonium está presente em todos os manuscritos gregos e em todos da tradução latina, além de em versões variantes em árabe e siríaco. Esta passagem é do livro XVIII, e esclarece a menção mais enxuta da passagem anterior ("Jesus cognominado o Messias"), que é do Livro XX. Nesta, Josefo, para identificar Tiago, acha o suficiente identificá-lo a Jesus, sem maiores explicações, o que indica uma menção anterior deste. Outro argumento a respeito da autenticidade da passagem é o de que sua linguagem, vocabulário e gramática se coadunam a todo o texto das "Antiguidades Judaicas" e a nada do Novo Testamento. Mesmo alguns vocábulos considerados interpolações aparecem somente uma vez no Novo Testamento, e com mais frequência em Josefo. Há outras características na passagem que indicam sua autenticidade, tais como as diferenças entre a interpretação cristã da morte de Jesus, e a afirmação, quase que surpresa, de que a "tribo" dos cristãos ainda não havia desaparecido.

Outra fonte a respeito é Tácito, na sua obra "Anais". Não existem resgistros encontrados dos anos 29 a 32 d.C. desta obra(alguns livros dos "Anais" estão perdidos), e portanto não há como saber se Tácito citou Jesus ao falar destes anos. No entanto, há uma outra referência retrospectiva quanto ao incêndio de Roma sob Nero:

"Assim, para fazer calar o rumor, Nero criou bodes expiatórios e submeteu às torturas mais refinadas aqueles que o povo chamava de "cristãos", [um grupo] odiado por seus crimes abomináveis. Seu nome deriva de Cristo, que, durante o reinado de Tibério, tinha sido executado pelo procurador Pôncio Pilatos. Sufocada por um tempo, a superstição mortal irrompeu novamente, não apenas na Judéia, terra onde se originou este mal, mas também na cidade de Roma, onde todos os tipos de práticas horrendas e infames de todas as partes do mundo se concentram e são fervorosamente cultivadas".

Há quase que um consenso atualmente de que a passagem é genuína, até pelo tom anticristão do texto. A importância dele está em afirmar a data da execução de Jesus, durante o reinado de Tibério e o governo de Pôncio Pilatos; além de sugerir que o movimento de Jesus existia antes de sua execução ("sufocada por um tempo"....).

Quanto às outras fontes não cristãs apenas oferecem relatos do que os primeiros cristãos faziam ou diziam, não podendo ser considerados testemunhas independentes. A passagem de Suetônio, na sua biogafia sobre o Imperador Cláudio, "Claudius", fala de judeus cristãos pregando nas sinagogas na década de 40 do primeiro século, mas não sobre o Jesus Histórico: "Como os judeus estavam constantemente causando distúrbios por instigação de Cresto, ele[Cláudio], os expulsou de Roma". A opinião majoritária é que o Cresto mencionado seja Jesus.

Plínio, o Jovem, descreve para o Imperador Trajano como lidava com os cristãos que lhe são denunciados, mas nada exatamente sobre o Jesus Histórico. Luciano de Samosata, em uma biografia irônica de um converso ao cristianismo que se tornou apóstata(escrita em meados do segundo século), "A passagem do peregrino", diz que os cristãos reverenciavam "o sofista" como a um deus. Cita sua morte na Palestina por meio da crucificação. Ms, quase que certamente, Luciano expressava opiniões correntes à época.

Portanto, as única fontes não cristãs independentes são Josefo e, provavelmente, Tácito. Mas estes autores são fundamentais por servirem de evidência externa aos próprios Evangelhos, hoje considerados a mais importante fonte de pesquisa a respeito do tema.

Claro que estes documentos não visavam fazer um estudo biográfico ou jornalístico, tais como o entendemos hoje, dos fatos ocorridos. No entanto, apesar de seres escritos teológicos, as evidências externas e internas presentes nos Evangelhos, e os estudos filológicos históricos, conferem a eles um grau de confiabilidade mais do que suficiente para servirem de tentativa de reconstrução do Jesus Histórico.

Outras fontes secundárias para a pesquisa deste tema é a reconstrução do ambiente cultural, social, político e econômico da Palestina e da Galiléia do primeiro século. Um resumo pra lá de sucinto das pesquisas recentes: Jesus teria sido provavelmente um camponês nascido na Galiléia. Esta era uma região com formas religiosas distanciadas do Judaísmo do Templo(dai o menosprezo na expressão "Galiléia dos gentios"); emergiam nela algumas práticas sincréticas e, principalmente, um judaísmo voltado para figuras carismáticas e curandeiras. Em algum momento, Jesus se ligou a João Batista, quase que certamente como discípulo deste. Depois se afastou do mesmo e iniciou um movimento próprio que percorreu várias pequenas vilas da Galiléia(considera-se que Jesus evitava a pregação em grandes centros, talvez pelo fracasso ocorrido em alguma grande cidade). As características principais do movimento eram a liderança de um pregador peregrino, visto como curandeiro, e com uma doutrina escatológica. Um forte diferencial que os historiadores inferem existir no movimento de Jesus é seu repúdio explícito a autoridade do Judaísmo do Templo.


Uma pequena bibliografia. O segundo livro é muito interessante, pois elenca as principais teses atuais sobre o Jesus Histórico:

1)"O Jesus Histórico, Um manual", Theissen, G., Merz, A., São Paulo:
Loyola, 2002.

2)"Jesus as a figure in history. How modern historians view the man
from Galilee", Powell, M.A. Louisville: Westminter John Knox Press,
1998.

3)"Judaism and Hellenism. Studies in their encounter in Palestine
during the early hellenistic period", Hengel, M., London: SCM PRESS,
1974.

4)"A Galiléia, Jesus e os Evangelhos Canônicos. Enfoques Literários
e Investigações históricas", Freyne, S. , São Paulo: Loyola, 1996.

5)"Um Judeu marginal, Repensando o Jesus Histórico", Meier, J.R.,
Rio de Janeiro: IMAGO, 1992.

6)"O Jesus Histórico. A vida de um camponês judeu no mediterrãneo",
Crossan, J.D., Rio de Janeiro: Imago, 1994

7)"Jew and Gentile in the ancient world. Attitudes and interactions
from Alexander to Jutinian", Feldman, L. H., Princeton: Princeton
University Press, 1993.

8)"Bandidos, Profetas e Messias. Movimentos populares no tempo de
Jesus", Horsley, R. A., Hanson, J. S., São Paulo: Paulus, 1995.

9)"Arqueologia, História e sociedade na Galiléia. O contexto social
de Jesus e dos Rabis", Horsley, R., São Paulo: Paulus, 2000.

10)"Movimentos messiânicos no tempo de Jesus. Jesus e outros
Messias", Scardelai, D., São Paulo: Paulus, 1998.

Vc pode encontrar as obras de Josefo em:

Os Anais de Tácito podem ser encontrados em:



Talmude coleção de doutrinas e comentários acerca da lei ,que foi elaborada a partir dos séculos II e IV por rabinos que aproveitaram tradições orais antigas que existiam antes de Cristo, que vinham sendo transmitidas verbalmente pelos judeus , de geração em geração .

Em meio a esse escritos rabínico, existem várias referências a Jesus !

Sendo a codificação tardia de tradições e de fato , de interpretação e sentenças apaixonadas de muitos rabinos , o talmude, tanto na edição de Jerusalém como na da Babilônia , faz muitas referências a Yeschua , tratando-o , porém , quase sempre com preconceito , mentiras ou hostilidade . Todavia . apesar de todos esses sentimentos contra Jesus Cristo , sempre reconhecem sua existência histórica . Vejamos duas destas narrativas do TALMUDE:

1º A mais famosa dessas referências rabínica a Jesus Cristo está ligada ao nome de Eliezer bem Hyrcano um dos mais ilustres rabinos entre os Tanains.

Eliezer foi preso acusado de heresia. Depois de haver passado alguns dias na prisão libertaram-no. Porém no caminho de sua casa encontrou com seu amigo Akiba, e este que estava mais ou menos informado sobre o caso, quis saber mais detalhes sobre o motivo da sua prisão. Eis como o Talmude registra o diálogo:

"Mestre, tu deves ter ouvido uma palavra de Minuth ( heresia ); essa palavra de-te prazer, foi por isso que foste preso. Ele (Eliezer) responde: Akiba, tu fizeste-me recorda o que passou. Um dia que percorria o mercado de Séfoeres, encontrei lá um dos discípulos de Jesus de Nazaré; Tiago de Kefar Sehanya era seu nome. Ele disse-me: Está escrito na vossa lei: "Não trarás salário de prostituição nem preço de sodomia à casa do Senhor teu Deus por qualquer voto..." Que fazer dele? Será permitido usa-lo para construir uma latrina para o Sumo Sacerdote? E eu não respondi nada. Disse-me ele: Jesus de Nazaré ensinou –me isto: o que vem de uma prostituta, volte à prostituta volte à prostituta; o que vem de um lugar de imundícies, volte a imundícies. ‘ E esta palavra agradou-me , e foi por causa dela que foi preso como Minuth.( citado por Jaques de Bivort, no livro Deus , o Homem e o universo .Livraria Torres Martins.Porto 1957. p 388).

Essa é uma referência histórica de Jesus no Talmude.

Jesus andou entre os Homens atè os judeus admitem isso.

Sendo a codificação tardia de tradições e de fato , de interpretação e sentenças apaixonadas de muitos rabinos , o talmude, tanto na edição de Jerusalém como na da Babilônia , faz muitas referências a Jesus , tratando-o , porém , quase sempre com preconceito , mentiras ou hostilidade .
Todavia apesar de todos esses sentimentos contra Jesus Cristo , sempre reconhecem sua existência histórica. Além do mais , qualquer historiador competente sabe que no século I o mundo grego romano estava infestado de cristãos, uma prova disso é Nero que reinou no I século da era cristã e acusou os cristãos de terem incendiado Roma. Um mito surgido em uma pequena província romana, não teria em tão pouco tempo conseguido tantos conversos em vasto império Romano, principalmente na capital desse império , Roma, onde o politeísmo era muito forte . Os próprios imperados consideravam-se deuses e exigiam veneração e adoração . Mas, os cristãos não aceitavam chamar César de senhor e adorá-lo, porque para eles o único Senhor era (é) Jesus Cristo.Com certeza, um mito não conseguiria tal proeza e uma sociedade tão politeísta.

Afirma que JESUS CRISTO é um mito , uma invenção que surgiu nos séculos II ou III é uma verdadeira falácia e revela falta de conhecimento histórico e uma pobreza de intelecto.

O escritor Russel Norman Champlin, escrevendo sobre a historicidade dos evangelhos ( no Livro O Novo Testamento interpretado versículo por versículo .Milenium .1983.VOL.1. PP 168-173) chama nossa tenção para um fato curioso . "Se Cristo não tivesse sido um ser real em todos os sentidos ( isto é alguém que viveu verdadeiramente entre os homens ) ou se ele não tivesse sido conforme os evangelhos nos apresentam , mas si m um mito ,uma lenda ,segundo apresenta os materialistas , qual teria sido então a causa, a origem do súbito aparecimento dessa farta documentação cristã a seu respeito , dessa verdadeira explosão literária em torno da pessoa de JESUS CRISTO , constituída de livros canônicos , extracanônicos e seculares ? Um mito ,uma lenda , levam séculos , até milênios para serem formados na tradição histórica da humanidade . Jamais surgem no espaço de poucos anos" .Além do mais , uma pessoa que nunca existiu não levaria os evangelista e os demais escritores do novo testamento a escreverem todos esses documentos ; autores cristão não teriam deixado tantos testemunhos, e já mais os milhões cristãos da igreja teriam se reunido torno de sua pessoa , de sua memória e de sua mensagem , dispostos a, se necessário , morrerem em defesa da fé nele.

O fato que mencionarei a seguir não ocorre com relação a nenhum livro secular antigo ; só com os livros que compõem o Novo Testamento : graças à quantidade de cópias manuscritas, escritas a partir do II século da era cristã ( existem quase 5000 manuscritos gregos do NT, aproximadamente 8000 cópias manuscritas da vulgata latina – tradução do NT grego para o latim - , e um 1000 manuscritos compondo a coleção das versões primitivas , perfazendo assim cerca de 14000 cópias manuscritas do novo testamento ); graças às citações que os mais antigos escritores da igreja Primitiva fizeram dos 27 livros neotestamentários , seria possível reconstituirmos hoje integralmente todo Novo Testamento a partir dos versículos e passagem inteiras citadas pelos primeiros escritores da igreja primitiva .Diante desses dois fatores ,podemos ter certeza de que os livros do novo testamento lidos correspondem fielmente àqueles que foram escritos pelos apóstolos e discípulos de Jesus.

Se comparamos hoje o grau de confiabilidade que os manuscritos do NT oferecem em relação aos manuscritos da chamada literatura clássica da antiguidade , veremos o quanto o Novo Testamento é superior .Os eruditos e críticos literários aceitam como verdadeiros os textos de obras de autores gregos romanos , como Heródoto, Demóstenes ,Sófocles, Virgílio,Tácito e Suetônio,e muitos outros. Ora, o fato é que hoje muitos desses eruditos e críticos são capazes da colocar em dúvida a autenticidade do NT , mas eles ficariam envergonhados se soubessem que nenhuma obra da literatura clássica grego-romana tem a mínima condição de competir em número da provas de sua autenticidade com o Novo Testamento!Enquanto existe cerca se 14 mil cópias manuscritas reproduzido fielmente o texto original do NT , dos livros seculares da Antiguidade só existem 10, 20, 100 e no máximo 200 cópias , como ocorre com o discursos do maiores oradores gregos,Demóstenes, por exemplo, , seus discursos foram escritos entre os anos 350 a 332 antes de Cristo. A cópia mais antiga que temos hoje de um desses discursos data do ano 1.100 D.C .Portanto , entre o manuscrito original e a cópia mais antiga mais próxima que temos dele hoje existe um espaço de tempo de 1.400 anos um verdadeiro abismo! Mas, nenhum crítico põe em dúvida a autenticidade de Demóstenes.

Vejamos ainda a situação das obras de outros escritores .

ARISTÓTELES ( 384-322 a .c )

Não sabemos exatamente quando o filósofo grego Aristóteles começou escrever suas obras: portanto, os pontos de referência a que nos reportamos são as datas do seu nascimento e de sua morte . Hoje , são conhecidas cinco cópias manuscritas, em grego , de algumas obras do criador do aristotelismo. Elas datam do ano 1.100 depois de Cristo, existindo , portanto, o mesmo abismo de separação de 1.400 anos entre as cópias originais , conforme ocorre com Demóstenes. E também no caso de Aristóteles, os críticos não criam nenhuma dificuldade em aceitar suas obras como autênticas.

TÁCITO ( 55-120 D.C )

O Famoso livro de história de autoria do escritor romano Cornélio Tácito , intitulado Anais, foi escrito por volta do ano 100 d.c. A mais antiga cópia que temos do manuscrito original desse livro (ao todo existem 20 cópias manuscritas ) é do ano 1000 D.C ; portanto 1000 anos separa do manuscrito sobre o qual Tacto deslizou suas mãos . E todos os historiadores hoje lêem confiadamente os Anais de Tácito.

SUETÔNIO ( 69 – 141 D. C )

Copia mais antiga que temos hoje da Vida dos doze Césares foi escrita no não 950 D.C. Entre essa cópia e a época em que foi escrita há um espaço de 800 anos . Mas, ninguém põe dúvida sobre a autenticidade do livro de Suetônio.

E quanto ao Novo testamento , que espaço de tempo separa os manuscritos originais de sua cópias mais antigas ?Par responder está pergunta , e demonstrar o quanto as cópias manuscrita do NT superam em número e antiguidade as cópias dos livros de literatura clássica grego- romana , é necessário tecer um breve comentário sobre os mais famosos documentos do NT, guardado atualmente nos grandes museus e bibliotecas do mundo .

A mais antiga cópia manuscrita do Novo Testamento data do ano 130 D.C. Incompleta, ela contém parte do evangelho de João, e sua descoberta no início deste século foi importância capital para desmentir a teoria do professor de Tubingen, na Alemanha , Ferdinand Christian Baur, que dizia que o quarto evangelho tinha sido composto por volta do não 200 D.C .Porém, está confirmado hoje que João concluiu seu Evangelho antes do ano 100 D.C .Esse fragmento do quarto Evangelho é conhecido como Manuscrito John Ryland, por se encontrar guardado na Biblioteca Jhn Ryland, em Msnchester , Inglaterra .A partir desse documento é possível verificar o quanto o Novo Testamento lido hoje por nós é fiel .

A autenticidade e confiabilidade do Novo Testamento pode ser também confirmado comparado-se o texto que lemos hoje em nossas bíblias , com o Papiro Chester Beaty – uma cópia incompleta do NT , datada do ano 200 D.C .

Nenhum livro secular dispõe de cópias escritas em cima da época tão próxima a do ano em que foi escrito o seu manuscrito original .´´O erudito cristão Sir Frederic Kenyon afirma que nenhum livro antigo dispõe do testemunho da autenticidade do seu texto , tão abundante e tão próximo ao original, conforme dispõe o Novo Testamento . Nenhum estudioso honesto negará que o texto do NT chegou até nós substancialmente íntegro e fiel aos manuscritos originais" .

O Papiro Chester encontra-se hoje guardado na Universidade Chester Beattty, em Dubilin , capital da Irlanda .

Por volta do ano 160 d.c. , o escritor Taciano , um assírio convertido ao cristianismo , escreveu uma obra intitulada Diatesarão , que em grego significa " uma harmonia de quatro partes". Hoje , essa obra é conhecida como " harmonia dos quatro evangelhos." Através dela também podemos comprovar a fidelidade dos evangelhos .

Em 1844, o pesquisador alemão Tischendorf estava manuseando alguns velhos papéis que ele encontra junto com outros destinados ao lixo , no Mosteiro de Santa Cantarina do Monte Sinai , quando de repente se deparou com uma relíquia: ele encontrara o Códice Sinaítico ! Esse manuscrito contém quase todo Novo Testamento ( falta apenas Mc 16.9-20 e João 7.53-8.11), e foi escrito por volta do ano 350 d.c .O responsável pelo mosteiro dôo esse documento ao Czar da Rússia em 1859, mas no Natal de 1953, a Inglaterra o comprou por 100.000 Libras . Atualmente , ele se encontra guardado no museu Britânico.O Códice Sinaítico constitui-se em mais instrumento através do qual é possível hoje verifica-se a fidelidade do texto do Novo Testamento .

Além dos documentos citados aqui , existem outros : eles são o Códice Vaticano, escrito por volta do não 325 d.c . , que contem quase toda a bíblia em grego ( está guardado na biblioteca do Vaticano ); o Códice Alexandrino ( escrito por volta de 400 d.c ) , guardado no museu Britânico .

O que se conclui de ante de tudo isso , é que nenhum outro livro está tão bem respaldado bibliograficamente como Novo Testamento . A abundância de testemunho dessa fidelidade chegados até nós colocam o Novo Testamento acima de qualquer outro livro no mundo .

Ora, os eruditos e críticos aceitam como dignos de confiança os livros da literatura clássica, mesmo sabendo que as cópias manuscritas mais antigas desses livros estão mais de mil anos distante da época em que foram escritos originalmente por seus autores . EM muito casos o número de manuscritos existente é muito pequeno..Diante disto , podemos ver o quanto o Novo Testamento , com suas quase 14000 cópias manuscritas , muitas delas escritas em época bem próxima aos manuscrito originais, é digno de confiança !

Certa vez o erudito inglês e estudioso da Bíblia ,Sir David , resolveu buscar resposta para seguinte pergunta : " Suponhamos que o NT tivesse sido destruído , e no final do terceiro século ,toda as cópias manuscritos tivessem desaparecido : seria possível reconstruir o Novo Testamento baseando-se nos escritos dos Pais da igreja que viveram no segundo e terceiro século. Portanto, um mito não seria capaz de dar origem a uma farta documentação cristã a seu respeito , uma verdadeira explosão literária em torno da sua pessoa .

Como já foi dito um mito , uma lenda , levam séculos , até milênios para serem formados na tradição histórica da humanidade . Jamais surgem no espaço de pouco anos.

Raciocine !!!!.... Se Jesus Cristo não existiu ; Sócrates , Aristóteles , Platão , Pitágoras , Heródoto , Xenofonte filósofo grego, Flávio Josefo também não existiram .Mas , ninguém questiona a existência histórica desses homens, apesar das provas de suas existências serem pequenas .
BENDITO SEJA O NOME DE JESUS CRISTO  ,  YESHUA HAMASHIACH ! AQUELE QUE FOI UNGIDO PARA SER NOSSO SALVADOR!
 
GLÓRIAS A DEUS POR TER ENVIADO NOSSO SENHOR E SALVADOR , JESUS  O  CRISTO  DE DEUS , O NOSSO SALVADOR.

VEM AI - PRIMEIRO CONGRESSO DE MISSÕES NA IGREJA PODER DA FÉ EM JAGUARIÚNA - COM A PRESENÇA DO MISSIONÁRIO PRESIDENTE JOÃO CORDEIRO.

ÁSIA/ÍNDIA - Os jovens cristãos promotores da paz no Nordeste da Índia

Kohima (Agência Fides) – Os jovens cristãos no Nordeste da Índia amam a paz e querem ser promotores de paz, em uma área tumultuada por conflitos étnicos e tensões sociais. Na diocese de Kohima (no estado de Nagaland), graças à iniciativa de um sacerdote local, padre C. P. Anto, atua o movimento católico "Peace Channel", que pretende envolver os jovens na "construção de uma cultura de paz" na região. Os jovens da "Peace Channel" agem como autênticos "mensageiros de paz", nas famílias, nas escolas, nos colégios, nas comunidades, nos vilarejos. A sua missão e o seu empenho é "serem profetas de paz na sociedade".
O movimento, explica à Fides pe. Anto, nasceu "depois de ter visto perto, na região de Nagaland, a violência e a morte, com a perda de muitas vidas inocentes". Por isso, surgiu a ideia de reunir os jovens, portadores de grandes ideais e de tanta boa vontade, "e de torná-los protagonistas na promoção da paz e da harmonia no território, sensibilizando os que lhes estão próximos, de todas as etnias e religiões, em nome de valores como paz, reconciliação, igualdade, fraternidade".
Os jovens da "Peace Channel" participam de encontros de formação a fim de se aprofundar na situação do contexto em que vivem, sobre as diferenças culturais, étnicas, tribais e religiosas, para depois implementarem estratégias adequadas para "construir pontes", também apoiando iniciativas de desenvolvimento social, econômico, cultural, no campo da educação e da educação ambiental.
"Peace Channel" organiza encontros de oração, vigília pela paz, seminários e congressos, e também é atuante no campo do diálogo inter-religioso, considerado como via eficaz na construção da paz. Os jovensi - conclui pe. Anto - fazem-se "embaixadores de paz" nas situações de tensão como em micro-conflitos entre grupos tribais na região do nordeste da Índia, principalmente envolvendo seus coetâneos e "contagiando-os com o valor da paz". (PA) (Agência Fides 6/2011)

Silas Malafaia desmente candidatura à presidência em 2014

Na Marcha para Jesus um cartaz pedia a candidatura do pastor Malafaia para a presidência em 2014.

Durante a Marcha para Jesus na última quinta-feira, dia 23, em São Paulo, um cartaz chamou atenção. Nela um fiel pedia a candidatura do pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Silas Malafaia, à presidência da república em 2014. Considerado um líder influente e de opinião, o carioca logo desmentiu e brincou: “A pessoa que fez este cartaz tem que fazer humor”, brincou.

Durante a caminhada ao ver o cartaz, do trio elétrico, no exato momento em que o apóstolo Estevam Hernandes pedia oração pela nação, Silas pediu que a pessoa guardasse a faixa. O CREIO não conseguiu localizar o autor da faixa, mas conseguiu registrar o cartaz.

Silas, após fazer duras críticas ao STF no palco da marcha e declarar que Igreja ‘não é curral eleitoral’, foi questionado sobre o cartaz. Sem pestanejar respondeu: “Esta pessoa tem que fazer Zorra Total, show do Tom. É uma piada. O pastor que entra na política deixe de atender o todo para ser parte.”

Fonte: Creio

Magno Malta denuncia à PF invasão de hackers a seu site

Senador Magno Malta (PR-ES) afirmou que site foi atacado no domingo. Assessoria diz que ele prevê apresentar projeto sobre crimes cibernéticos.

O senador evangélico Magno Malta (PR-ES) informou no plenário do Senado, nesta terça-feira (28), que foi à superintendência Regional da Policia Federal no Espírito Sando para denunciar invasão de hackers a sua página na internet na madrugada de domingo (26). A PF confirmou que recebeu o pedido de investigações.

A mensagem deixada pelos invasores, segundo imagem divulgada pela assessoria do senador, faz referência ao trabalho de Magno Malta na CPI da Pedofilia. "Magno Malta é apenas um pastor homofóbico que se diz contra a pedofilia não porque realmente se preocupa com as crianças brasileiras, mas para mascarar o ladrão que é, enganando o povo para continuar na política!"

Segundo a assessoria, o senador estuda a apresentação, ainda nesta semana, de projeto de lei que torna crime hediondo a invasão de hackers em sites.

Open in new window















Em imagem do site invadido, encaminhada pela assessoria, os invasores afirmam que "Magno Malta é um de muitos outros que ainda virão a ser atacados na onda de ataques a sites brasileiros".

Sobre a identidade do grupo, a mensagem diz: "Nós somos pessoas comuns que, ao contrário de muitos brasileiros, se revoltaram com tanta corrupção e conformismo nesse país! Nós somos pessoas que temos conhecimentos suficientes para extrair dinheiro de muitas contas bancárias nesse país, mas preferimos usá-los para protestar contra vocês!"

Fonte: G1

Sede da Igreja Universal do Reino de Deus é incendiada no Senegal

A sede da Igreja Universal do Reino de Deus em Dacar foi incendiada por um grupo de manifestantes durante protestos contra os cortes de eletricidade na capital senegalesa.

De acordo com informações apuradas pela Agência Efe, a sede da comunidade evangelista situada no bairro popular de Grand Dacar foi completamente destruída pelas chamas.

Após um primeiro ataque, na noite de segunda-feira, que atingiu parte da sede, os manifestantes voltaram nesta terça-feira para mais uma vez atear fogo no interior do local e queimaram cadeiras e mesas que haviam resistido ao primeiro incêndio.

No domingo passado, dezenas de jovens muçulmanos atacaram um lugar de oração da comunidade de testemunhas de Jeová em Yoff, próximo a Dacar. Os autores consideram "inaceitável" a presença na cidade, de maioria muçulmana, da comunidade de testemunhas de Jeová.

"Estamos travando uma dura batalha para dizer não às más práticas em Yoff. Nunca aceitaremos a construção de uma casa de Jeová", afirmaram os agressores.

Fonte: EFE

É AMANHÃ A INAUGURAÇÃO DA RENASCER JARDINS, transmitido "AO VIVO" 20:30 pela REDEGOSPEL - Levando você mais perto de DEUS

b1dys.jpg

ÁSIA/ÍNDIA - Garota cristã estuprada e assassinada em Orissa, os cristãos em estado de choque: "o massacre continua"

Bhubaneshwar (Agência Fides) - Um assassinato seletivo contra a comunidade cristã em Orissa: Banita Pradhan, garota cristã de 17 anos, foi estuprada e assassinada. Segundo os cristãos, os responsáveis pelo assassinato são os grupos extremistas hinduístas que continuam agindo com violência contra as minorias cristãs no estado. O corpo de Banita Pradhan, estudante universitária, foi encontrado no dia 15 de maio, pela polícia, com sinais de feridas e golpes, o rosto desfigurado, perto de G Udayagiri, no distrito de Kandhamal, teatro de violência anticristã em 2008. A garota foi seqüestrada em 9 de maio e a família estava muito preocupada. Segundo o pai da vítima, as suspeitas caem sobre o ativista hinduísta Dinesh Naik e outros militantes, que primeiro estupraram e em seguida mataram a garota. "Há um grande medo entre a população. O massacre dos cristãos continua e existe o terror que se possa repetir a violência em massa. Hoje, rezamos e invocamos a proteção de Deus. Pedimos uma investigação séria da polícia, que prometeu verbalmente um compromisso, mas até agora não deu resultado", disse à Fides Asit Mohanty, delegado regional do "Global Council of Indian Christians" (GCIC) em Orissa, organização não-governamental que trabalha na defesa dos direitos dos cristãos. Segundo o GCIC, por trás do assassinato estão os mesmos grupos fundamentalistas hinduístas responsáveis pelo massacre de 2008, mas é preciso uma investigação que prove isso e puna os culpados: "Se a polícia e as autoridades civis não se comprometerem - por razões bem conhecidas de conluio com os extremistas - este assassinato também ficará impune", disse Mohanty à Agência Fides. O delegado recorda que, nos últimos anos, os casos de jovens cristãs sequestradas, violentadas e mortas estão em aumento, e o fenômeno constitui uma forma não declarada de intimidação contra a comunidade cristã. O GCIC escreveu uma carta ao Primeiro-Ministro de Orissa, lançando um apelo às autoridades federais indianas para que façam respeitar a lei do Estado, “onde a ilegalidade e a impunidade condenam as minorias cristãs à perseguição”. Os cristãos recordam ainda outro misterioso homicídio: o do Pastor Saul Pradhan, encontrado morto em janeiro de 2011, no mesmo distrito. Atualmente, dois extremistas hinduístas, que são suspeitos do assassinato, foram detidos. Alguns meses atrás, a Igreja local de Orissa denunciou a Fides a existência de “alarmantes notícias de exploração de jovens mulheres em larga escala em Orissa. As vítimas são principalmente jovens cristãs. As violências de 2008 contra os cristãos deram a oportunidade a grupos criminosos de encontrar fáceis predas entre os refugiados e os pobres”. Banita Pradhan poderia ter sido alvo de grupos criminosos, que traficam seres humanos. (PA) (Agência Fides 2011)