sexta-feira, 21 de março de 2014

Vaticano promove conferência científica para discutir a busca por vida extraterrestre


O Observatório do Vaticano, instituição astronômica da Santa Sé, está promovendo desde terça-feira (18) uma conferência para discutir a busca por vida extraterrestre.

Tendo como tema “A Busca por Vida Além do Sistema Solar. Exoplanetas, Bioassinaturas e Instrumentos”, a conferência científica deve reunir mais de 200 cientistas para discutir sobre temas relacionados à possibilidade de outros planetas suportarem a vida, bem como a busca por esses supostos locais.

Para compor as discussões durante a conferência, foram convidados cientistas renomados da astrobiologia, como Steven Benner, que estuda a origem da vida, e Sara Seager, cujos estudos são voltados para investigar a possibilidade de detectarmos sinais de uma biosfera alienígena em planetas fora do Sistema Solar.

Estarão presentes também no evento a astrofísica Jill Tarter, grande campeã da pesquisa SETI (Busca por Inteligência Extraterrestre), e o astrônomo brasileiro Eduardo Janot Pacheco, da Universidade de São Paulo, que irá falar sobre a chamada “zona habitável”.

Tema da palestra do cientista brasileiro, a zona habitável é região em um sistema planetário em que, segundo os cientistas, um planeta recebe a quantidade certa de radiação da estrela para permitir a existência de água líquida em sua superfície, proporcionando assim condições para a vida. Em sua tese, Pacheco afirma que esse conceito é limitado e desenvolve o conceito sobre criaturas capazes de sobreviver em ambientes extremos, podendo evoluir e proliferar.

A promoção desse evento pelo Vaticano chamou a atenção de muitos cientistas, sobretudo pelo histórico de perseguição da Igreja Católica a cientistas como Giordano Bruno, queimado na fogueira pela inquisição e Galileu Galilei, condenado à prisão perpétua, ambos por proporem paradigmas novos para a astronomia. Entre as afirmações que levaram Bruno a ser condenado está a de que cada estrela no céu era um sol como o nosso, com sua própria coleção de planetas girando ao redor dela; planetas esses que seriam habitados, segundo o filósofo.

Fonte: Gospel+

Projeto de lei que pode legalizar casamento aos 9 anos provoca polêmica no Iraque


Um projeto de lei que, segundo seus opositores, legaliza o casamento de meninas e o estupro conjugal provocou uma polêmica no Iraque, semanas antes de eleições previstas para o fim de abril.

Os opositores ao projeto - que, segundo analistas, tem poucas chances de ser adotado - afirmam que representa um retrocesso em matéria de direitos da mulher e que pode agravar as tensões entre diferentes confissões do país.

Open in new windowSeus opositores ressaltam que um de seus artigos permite que as crianças se divorciem a partir dos nove anos, o que significa que podem se casar antes desta idade, e que outro prevê que uma mulher seja obrigada a ter relações sexuais com seu marido quando ele pedir.

Segundo um estudo de 2013 do grupo de pesquisa americano Population Reference Bureau (PRB), um quarto das mulheres no Iraque se casam com menos de 18 anos.

"Este projeto de lei é um crime humanitário e uma violação dos direitos das crianças", declarou Hanaa Edwar, que dirige a associação Al-Amal (esperança , em árabe).

Cabeleireiro é preso por cortar cabelo de mulheres na Arábia Saudita

Os partidários do projeto de lei afirmam que o texto apenas regula práticas que já existem.

"A ideia da lei é que cada religião regule e organize a condição jurídica pessoal em função de suas crenças", estimou Ammar Toma, um parlamentar xiita do partido Fadhila.

No entanto, analistas consideram muito improvável que o parlamento iraquiano vote este projeto e afirmam que se trata de uma manobra política.

Assim, o primeiro-ministro xiita Nuri al-Maliki pode estar tentando deixar aberta a possibilidade de uma aliança com Fadhila após as eleições, que, acredita-se, não fornecerão maioria parlamentar absoluta a nenhum partido.

Fonte: Midia News

Deputado evangélico sofre pressão de mulher que teria gravado assédio sexual


Um deputado estadual de Rondônia, casado, com filhos e membro de uma igreja evangélica conservadora, estaria sofrendo pressão de uma ex-assessora que gravou o suposto assédio sexual.

O aparente clima de calmaria esconde mais um escândalo envolvendo um deputado estadual. Desta vez, não se trata de um envolvimento em negociatas ou outra operação para desnudar casos de corrupção. Trata-se de um crime comum, mas abominável pela sociedade: o assédio sexual.

Segundo fontes do Rondonoticias, um deputado estadual, casado, com filhos e membro de uma igreja evangélica conservadora, estaria vivendo momentos de terror com uma suposta pressão por parte de uma mulher, que foi assessora em seu gabinete, que gravou as conversas desinibidas do parlamentar, que a teria assediado sexualmente de forma descarada.

Com uma caneta que permitiu gravar áudio e vídeo, a mulher agora estaria cobrando uma boa quantia para não divulgar as imagens do “homem de Deus” a assediando. Ela já teria feito dezenas de cópias em DVD’s e ameaça distribuir o material comprometedor, que pode arruinar a carreira política do assanhado parlamentar.

Em ano de eleição, um estrago desse tamanho pode acabar com o sonho de reeleição de qualquer um. O deputado não sabe o que faz: se paga o que lhe cobram ou se denuncia à polícia o caso, passando de réu à vítima.

Segundo informações, o deputado evangélico, como era de esperar, seria um fervoroso defensor do casamento.

Fonte: Rondonoticias

Gideões Missionários da Última Hora chega a sua 32ª edição

Camboriú está pronta para a 32ª edição do Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora um dos eventos mais aguardados pelos pentecostais, que reúne todos os anos milhares de evangélicos em Santa Catarina.
As ministrações acontecerão entre os dias 26 de abril e 5 de maio no Ginásio Irineu Bornhausen e no Pavilhão dos Gideões que espera receber mais de 170 mil pessoas vindas de todas as partes do país.
O tema do congresso em 2014 é “Gideões: Não virem as costas para o clamor do mundo em agonia!” abordando o crescente número de cristãos mortos em todo o mundo e as recentes manifestações populares. Além de pregadores, os cantores evangélicos de maior destaque no cenário pentecostal também estarão presentes.
Os Gideões Missionários da Última Hora é um ministério com o objetivo missionário criado pelo pastor Cesino Bernardino, da Igreja Assembleia de Deus de Camboriú, que sustenta cerca de 1.300 famílias missionárias tanto no Brasil como em outros países do mundo.
O site do Gideões já mostra uma contagem regressiva e dá detalhes de como participar através de caravanas, onde se hospedar e outras informações necessárias. O portal Gospel Prime sempre disponibiliza do Gideões 2014 ao vivo.
Cartaz do Gideões 2014:
32-congresso-dos-gideoes-2014
GP/GIDEÕES

Deputado evangélico estará em comissão sobre a legalização da prostituição


O deputado Arolde de Oliveira (PSD-RJ), integrante da bancada evangélica, fará parte desta comissão.

O projeto PL 4.211/2012 de legalização da prostituição criado pelo deputado federal e ativista gay Jean Wyllys (PSOL-RJ) será analisado pela Câmara dos Deputados numa comissão especial, e o deputado Arolde de Oliveira (PSD-RJ), integrante da bancada evangélica, fará parte do colegiado.

O parlamentar evangélico pediu para participar da comissão, que terá 20 membros, como forma de garantir que o debate seja feito de forma a abranger todos os pontos de vista.

Open in new windowOliveira afirma que a legalização de uma atividade como a prostituição contraria o desejo da maioria dos cidadãos: “Profissão decorre de uma atividade que agrega valor à sociedade e da qual a sociedade necessita. Prostituição agrega valor à sociedade?”, questionou o deputado, segundo informações de seu site.

Ainda segundo o deputado, o apelo sexual não é uma demanda social, e sim individual, e deve ser tratada como questão de foro íntimo, sem intervenção do Estado: “O motor da prostituição é o apelo sexual. No reino vegetal não existe tal apelo. No reino animal a motivação é cíclica. Entre os seres humanos o apelo sexual é voluntário e contínuo. Porém, a satisfação desse apelo não pode se fazer através do comércio legalizado”, pontuou.

O deputado Jean Wyllys, um dos principais opositores da bancada evangélica, apelidou o projeto de Lei Gabriela Leite, em alusão à socióloga que foi prostituta e que faleceu em outubro de 2013. O texto prevê a transformação das pessoas que vendem o corpo em profissionais liberais, com acesso à aposentadoria e programas sociais do governo.

Arolde de Oliveira levantou questionamentos sobre o assunto: “Uma atividade profissional demanda treinamento em escolas profissionalizantes, em universidades, em cursos de pós-graduação. Como vamos estabelecer as regras de treinamento de prostitutos e prostitutas no país?”.


Fonte: Gospel+

PORQUE EU NÃO VOTO NO PT ? ACORDA POVO DO BRASIL -

ESCÂNDALOS -  PETROBRAS -REFINARIA NOS  ESTADOS UNIDOS  -  MENSALEIROS -  ROUBOS- FACILITAÇÕES - ENRIQUECIMENTO ETC , ETC ,ETC 


Não posso assistir meu povo ser enganado, iludido, ludibriado, comprado com esmolas. Não aceito nossos idosos morrendo em filas do INSS, atrás de uma aposentadoria que não conseguem. Doentes se arrastando de muletas e tendo seus benefícios negados, ou outros ainda, morrendo em casa porque nem conseguem ir às perícias. Violência, drogas, corrupção, bandalheira. Fome, pobreza, miséria, doenças, desemprego, filas nos hospitais, falta de remédios, desrespeito à natureza, morte de animas por vacina contaminada, dengue, febre amarela. E com tudo isso, nosso presidente sorri, se vangloria, como o maior, o melhor, O CARA! O cara de pau isso sim. Megalômano que acha que é Deus. Onde foi parar sua humildade?
Não posso me orgulhar de um governo que rouba, que manipula, que oprime, que ameaça. Não posso me orgulhar de ter um presidente que não estudou porque teve dificuldades. Eu tive, muitas, e estudei, ralei, batalhei e ainda batalho para sobreviver. Disso sim eu me orgulho.
Invasões de terras, violência em nome de quê? Nunca ninguém me deu nada! Sou pobre, nasci pobre, lutei, estudei, trabalhei muito para conseguir o pouco que tenho. Não acho que tenho que ser sustentado pelo governo. Tenho sim que ter a contrapartida dos meus altíssimos impostos, isso sim.
Também não acho que quem é rico é obrigado a dar a quem é pobre. Existem ricos honestos, que conquistaram seus patrimônios trabalhando muito, assim como existem pobres desonestos. Desonestidade não depende de ser rico ou pobre, é uma questão de caráter.
Este pensamento é antigo, mas muito apropriado no momento politico em que vivemos atualmente. 
"É impossível levar o pobre à prosperidade através de legislações que punem os ricos pela prosperidade.Por cada pessoa que recebe sem trabalhar, outra pessoa deve trabalhar sem receber.O governo não pode dar para alguém aquilo que não tira de outro alguém.Quando metade da população entende a idéia de que não precisa trabalhar, pois a  outra metade da população irá sustentá-la, e quando esta outra metade entende  que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira metade, então chegamos ao começo do fim de uma nação.
É impossível multiplicar riqueza dividindo-a."
Adrian Rogers, 1931
Temos que multiplicar a riqueza diminuindo a corrupção, a roubalheira, o desperdício.
Não quero mais dar meu suado dinheirinho para cuecas, malas sujas, aviões particulares, viagens de férias, festas, e sonhos megalômanos de um lunático que ainda faz doações a outros países com o nosso dinheiro, como se fosse dele, só pra ficar com a fama de humanitário. E o povo que ele devia cuidar?
Prometem, prometem, prometem, mas tiveram a oportunidade de fazer por 8 anos e nada! Tudo que conseguiram foi apropriado do governo anterior. Os projetos deles? O Fome Zero, sumiu, ninguém sabe, ninguém viu. E ficam confundindo a população como se vivessemos no Pais das Maravilhas. Acorda Alice!
Agora vem uma senhora do nada e quer ser presidente do meu país. Do nada não, uma pessoa que diz ter lutado pela liberdade, armada. E tem gente que se orgulha disso. Políticos que têm uma carreira, trabalhos realizados em prol do Brasil, também lutaram pela liberdade, mas não o fizeram com armas de fogo.
Como pode ela ser promovida a presidente sem ter sido vereadora, deputada, senadora, prefeita, governadora? Nada! Tinha que ser obrigatório isso. E, como aprendeu com seu mestre, que já se comparou a Jesus Cristo, agora ela se compara a Indira Gandhi, Madre Tereza de Calcutá, Anita Garibaldi e Joana D´arc. Não se enxerga não? Se comparar a heroínas, santas, martíres. Baseada em quê? Fez o quê pra isso?
Ficam gerando discórdia entre o povo brasileiro com mentiras, com boatos, colocando uns contra os outros e depois responsabilizando o oponente por isso. Não dá pra aguentar calado!
Criei este espaço para que desabafemos, com respeito, e mostremos o que pensamos com relação ao que se passa em nosso país.
Escrevam, coloquem seus motivos, me enviem fotos que acharem relevantes. Todos os comentários serão moderados porque nossos amigos petistas têm por hábito invadir os espaços com palavrões e agressões. Opiniões educadas, mesmo deles, serão publicadas, mas a falta de educação de ninguém será tolerada.
Não sou vermelho! Sou verde amarelo! Sou Brasil!

BISPO RO
INF . PORQUE NÃO VOTO NO PT 


“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...