terça-feira, 19 de agosto de 2014

Será o fim? Asteroide com mais de 1 km está vindo em direção à Terra e astrônomos não sabem como desviá-lo

A data do possível, porém improvável impacto, é 16 de março de 2880.
Os pesquisadores, que estudam a rocha, dizem que ela gira tão rápido que deveria ter se quebrado, mas por uma estranha razão permanece intacta em sua trajetória em direção ao planeta Terra.
Astrônomos acreditam que ela permaneça sólida por forças de coesão, conhecidas como Van der Waals. Embora isso seja um grande avanço na pesquisa sobre os asteroides, os cientistas admitiram que não sabem ainda como pará-lo ou desviá-lo.
A descoberta foi feita por pesquisadores da Universidade do Tennessee. Pesquisas anteriores mostraram que asteroides são, na verdade, diversas “pilhas” de material rochoso soltos, porém unidos fortemente pela gravidade e pelo atrito. No entanto, a pesquisa da universidade mostrou que o asteroide denominado 1950 DA gira tão rápido que desafia essas forças.
Com 1.000 metros de diâmetro, ele gira rápido demais para seu tamanho. Esse ritmo deveria fazer a rocha se despedaçar, mas ela não demonstra nenhum sinal que isso irá ocorrer.
Com base nos dados que os cientistas conseguiram coletar, até o
 momento, a chance de impacto com a Terra é de 1 em 300, algo assustadoramente considerável, tornando-se uma chance real de 
colisão.
Nós descobrimos que 1950 DA está girando mais rápido do que o limite de ruptura para sua densidade. Então, se apenas a gravidade estivesse segurando este monte de pedras em conjunto, como geralmente se supõe, elas voariam uma das outras. Portanto, forças de coesão devem estar segurando-as”, disse Joshua Emery, professor assistente no Departamento de Ciências da Terra e Planetária da universidade.
Na verdade, sua rotação é tão rápida que em seu equador ele tem a chamada ‘gravidade negativa’. Se um astronauta tentasse ficar em sua superfície, seria sumariamente arremessado para o espaço.
Algumas teorias acreditavam que os asteroides pudessem ter forças de coesão, mas até o momento isso não havia sido observado em nenhum. O estudo sobre 1950 DA foi publicado na revista Nature, despertando um interesse maciço dos cientistas em encontrar maneiras potenciais para defender a Terra.
O asteroide em questão poderá ser observado com mais detalhes a partir de 2032. Apesar do certo receio, existem vários aspectos que podem alterar sua trajetória: taxa de rotação, composição química, massa, interações gravitacionais com outros pequenos objetos cósmicos, etc.
Além disso, o chamado efeito Yarkovsky – uma pequena força, porém importante, que age sobre os asteroides – poderia nos salvar. Essa
 força é um tipo de “empurrão” térmico. Ao receber energia solar, o 
asteroide acaba liberando um pouco dessa energia para o espaço, o
 que pode mudar ligeiramente seu percurso que, ao longo de centenas de anos, fará um desvio considerável de sua rota.
Saiba mais!
O asteroide 1950 DA viaja a mais de 15 km por segundo e gira uma vez a cada duas horas e seis minutos.
Os cálculos preliminares mostram que, se o impacto ocorrer, ele deve cair no Oceano Atlântico a 6,1 milhões de Km/h, o que geraria um impacto de 44.800 megatoneladas de TNT.

Fonte: Discovery / DailyMail Foto: Reprodução / DomínioJovem / ArquivoUFO / DailyMail

QUARTA FEIRA ESTAREI NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA SP ONDE O SITE GRITOS DE ALERTA SERÁ HOMENAGEADO NO LANÇAMENTO DO 3° SALÃO INTERNACIONAL GOSPEL


Encontro Nacional de Mulheres +QV tem inscrições disponíveis







Bispa Sonia e Bispa Fernanda Hernandes Rasmussen anunciaram que o próximo encontro nacional do projeto Mais que Vencedoras (+QV) acontece no próximo dia 13 de setembro, na Estância Árvore da Vida, em Sumaré (SP).
 
O evento será realizado das 9 às 16 horas. Os convites já estão disponíveis na loja virtual Gospel Bay, no valor de R$ 60,00.
 
Confira algumas fotos do local:
 
 
Além das ministrações, haverá o lançamento dos desafios da segunda etapa do +QV.  
 
Sobre o projeto
 
Baseado no livro de Romanos 8:37 "Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou", o projeto Mais que Vencedoras (+QV) foi desenvolvido para revolucionar o ministério feminino no Brasil.
 
A iniciativa, acima de tudo, promove comunhão e acompanhamento pessoal. O +QV também é composto por desafios semanais. As atividades são divididas em áreas específicas: relacionamentos, vida profissional, financeira, espiritual, ministerial, saúde e tudo o que envolve o universo feminino contemporâneo.
 
 
Veja quais foram os desafios da primeira etapa do +QV
 
#Desafio1 Ler um Salmo por dia e escrever em um post-it o versículo que mais te marcou. A participante de entregá-lo para alguém que precisa de uma palavra edificante.
 
#Desafio2 Compartilhar o amor através do abraço.
 
#Desafio3 Organização completa do guarda-roupa, de acordo com o vídeo explicativo publicado no site da Bispa Fernanda Hernandes.
 
#Desafio4 Planejamento do tempo. Fazer uma agenda com todas as atividades do dia e reservar espaço para novas atividades.
 
#Desafio5 Reconhecer as virtudes das pessoas que você ama.
 
#Desafio6 Enfrentar alguma situação que te dá medo.
 
#Desafio7 Abençoar a família (passar um tempo com eles, orar, ungir...)
 
#Desafio8 Atitudes de gratidão durante todos os dias
 
#Desafio9 Fazer uma aliança de oração.
 
#Desafio10 Fazer um estágio (conhecer) em três ministérios diferentes da igreja.
 
#Desafio11 Orar e pedir para que o Senhor te lembre de todas as pessoas que você precisa liberar perdão. Durante a semana, você vai buscar perdoar cada uma.
 
#Desafio12 Evangelizar, pelo menos, uma vida.
 
No último dia 12 de julho, aconteceu no Renascer Hall, a formatura de todas as mulheres que cumpriram os 12 desafios citados acima. Vamos relembrar?
 
 
Serviço:
Encontro Nacional do projeto +QV
Data: 13 de setembro
Horário: das 9 às 16 horas
Local: Estância da Árvore da Vida
Endereço: Estrada Granja Portão Pesado s/n (Sumaré/SP)
Convites à venda no www.gospelbay.com.br 
Valor do convite: R$ 60, 00 (com direito ao almoço)
Informações: (11) 3500-1222
 
 
Redação iGospel

Grupo radical Estado Islâmico diz ter decapitado jornalista dos EUA

  • GlobalPost/AP
    O jornalista americano James Foley, em foto de abril de 2011
    O jornalista americano James Foley, em foto de abril de 2011
Insurgentes do grupo EI (Estado Islâmico), que controla parte dos territórios de Iraque e Síria, divulgaram um vídeo nesta terça-feira (19) que supostamente mostra a decapitação do jornalista norte-americano James Foley, que havia desaparecido na Síria há quase dois anos.
O vídeo, intitulado "Uma mensagem aos Estados Unidos", foi publicado em sites de mídia social. 
Após poucos minutos da publicação, o site Youtube desabilitou o vídeo e o perfil que o publicou foi suspenso. No vídeo, do qual não foi possível verificar a autenticidade, ele aparece no deserto de joelhos, com uma roupa laranja, e com um terrorista vestido de preto colocando uma faca em seu pescoço.  
Reprodução
Estado Islâmico divulgou vídeo em que supostamente decapita jornalista americano
Foley era um jornalista freelancer que trabalhava para a agência francesa France Presse (AFP). Ele foi visto pela última vez em 22 de novembro de 2012.  
O grupo extremista EI, que foi expulso da Al Qaeda por ser considerado muito radical, tenta criar um califado, um Estado Islâmico regido por um califa (guia espiritual e político), que neste caso será o Abu Bakr al-Baghdadi, na região da Síria e do Iraque. O intuito é formar um governo único, sem fronteiras, do Mediterrâneo ao Golfo Pérsico, do qual o Líbano faz parte, como existia nos tempos medievais.
Os militantes sunitas do EI têm perseguido e executado cristãos iraquianos e outras minorias religiosas, obrigando-os a deixarem seus lares. 
Desde o começo do mês, os Estados Unidos estão bombardeando alvos ligados aos jihadistas, mas o presidente Barack Obama descartou a possibilidade de enviar tropas ao país.

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/reuters/2014/08/19/grupo-radical-estado-islamico-diz-ter-decapitado-jornalista-dos-eua.htm

Congresso reúne líderes engajados na evangelização do sertão nordestino

A cidade de Juazeiro do Norte (CE) sediará o 2º Congresso Nacional de Evangelização do Sertão Nordestino. O evento vai acontecer entre os dias 25 e 28 de agosto no Espaço Boulevard atraindo líderes de diversas denominações que tenham como objetivo levar a mensagem do Evangelho para o Nordeste brasileiro.
Para os três dias de ministrações e palestras estão confirmadas as participações de líderes que estão à frente de projetos missionários na região, entre eles o cantor Juliano Son, da banda Livres que está atuando na Missão Livres em Teresina, no Piauí.
Além de Juliano outros pastores foram chamados para ministrar aos interessados em evangelizar o Sertão, entre eles: José Rodrigues (Presidente do MCM), o missionário Nei Roriz (Jocum do Cariri/CE), Gerson Cardoso (Igreja Nazareno de Natal), Pastor Carlos Gomes (Igreja Batista do Povo de São Paulo/SP), Armando Bispo (Igreja Batista Central de Fortaleza), Jonathan Santos (Presidente do Movimento Nacional de Evangelização do Sertão Nordestino).
Para saber mais a respeito do evento e fazer sua inscrição para acompanhar de perto é preciso acessar o site oficial: www.congressoevangelizasertao.org.br.
Informações
Evento: 2º Congresso Nacional de Evangelização do Sertão Nordestino
Data: 25 a 28 de agosto de 2014
Local: Juazeiro do Norte | Ceará
Contato: (88) 3085-2845 ou São Paulo Vale da Bênção | (11) 4136-4773 | 4204-1176
Valor da inscrição para os três dias de evento: R$ 100,00
Inscrição pelo site: www.congressoevangelizasertao.org.br
E-mail: congresso@movimentoevangelizasertao.com.br

Acidente: ônibus invade entrada do Templo de Salomão

O acidente envolvendo um carro e um ônibus acabou danificando uma parte do portão do Templo de Salomão na madrugada desta terça-feira (19) em São Paulo.
Acidente: ônibus invade entrada do Templo de SalomãoDepois do impacto com um carro de passeio o ônibus atingiu a grade da mega igreja da Igreja Universal na Avenida Celso Garcia. Mais da metade do veículo chegou a entrar na área que pertence ao Templo, o restante do ônibus ficou na calçada.
(Foto: Vinicius Gonçalves/Futura Press/Estadão Conteúdo)
De acordo com o G1, o motorista do carro se feriu e foi encaminhado ao Pronto-Socorro de Vila Alpina. Por volta das 8h30 o ônibus já havia sido retirado e o corredor de ônibus avenida estava liberado no sentido Centro.
Além do motorista do carro, nenhuma outra pessoa se feriu neste acidente que chegou a bloquear a avenida, uma das principais, que liga a zona Leste da capital paulista com o Centro. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) chegou a montar uma faixa reversível para liberar o trânsito, mas assim que os veículos foram retirados, o fluxo de carros foi normalizado.
O Templo de Salomão foi inaugurado no dia 31 de agosto em uma cerimônia exclusiva para convidados. Entre bispos e pastores da própria Universal, estavam também autoridades políticas como a presidente Dilma Rousseff; o governador de São Paulo Geraldo Alckimin, o prefeito da cidade de São Paulo Fernando Haddad e outros. Artistas da Rede Record também estavam presentes.

gp

AGORA A MUDANÇA DO BRASIL TEM NOME - #PASTOREVERALDO20

EU VENHO AQUI PEDIR SEU VOTO AO PASTOR EVERALDO 20.
ELE REPRESENTA A MUDANÇA QUE O BRASIL PRECISA.
VOTE PELA VIDA - VOTE PELA FAMÍLIA - VOTE 20
PASTOR EVERALDO , A MUDANÇA QUE FAZ BEM AO BRASIL

AGORA A MUDANÇA DO BRASIL TEM NOME - #PASTOREVERALDO20  https://www.youtube.com/watch?v=6cB5DpKXk6A

DESCULPEM , MAS NÃO PODERIA PASSAR EM BRANCO .KKKKKKK


PASTOR EVERALDO 20- O CANDIDATO QUE VAI TRAZER O VERDADEIRO CRESCIMENTO AO BRASIL. PASTOR EVERALDO 20 .

Chato para a tropa da desqualificação: o conservador Pastor Everaldo fala coisa com coisa!

Pastor Everaldo: até agora, dizendo as coisas certas e, sem temer a patrulha politicamente conveniente
Pastor Everaldo: até agora, dizendo as coisas certas e sem temer a patrulha politicamente conveniente
Amplos setores da imprensa brasileira estão acostumados a tratar religiosos, especialmente evangélicos, como seres primitivos e folclóricos. A Lei 7.716 pune também o preconceito religioso, no mesmo artigo que trata de outras discriminações: de raça, cor e procedência nacional. Mas não é levado muito a sério por ninguém nesse particular. A afirmação nunca é frontal, mas são muitos os subterfúgios para sugerir que o crente — em especial o cristão, de qualquer denominação — é meio idiota, apatetado ou pilantra. A menos que se trate de um desses padres da “Escatologia da Libertação”. Se for desafiado por alguém, provo. Não é preciso ir muito longe: tentaram tirar Marco Feliciano (PSC-SP) da presidência da Comissão de Direitos Humanos na marra. Não! Eu não concordava com suas teses. Deixei isso claro. E daí? Queriam defenestrá-lo, no entanto, com base em que lei, em que código? Não havia. Era só o cerco politicamente conveniente (que não chamo mais “correto” porque, de correto, nada tem). Afinal, se é para punir alguém de quem não gostam, que mal há em transgredir a lei não é mesmo?
Muito bem! Por que essa introdução? Porque esses mesmos setores estão quebrando a cara com o Pastor Everaldo, candidato do PSC à Presidência da República. É inteligente, articulado, fala coisa com coisa e não tem receio de parecer o que é: um conservador — no melhor sentido, até agora ao menos, que essa palavra possa ter. Conheço, deixo claro, pouco de sua trajetória. Prometo tentar saber mais. Falo sobre o que leio e ouço do credo político que tem externado. Está tudo no lugar. Nos EUA, só para ter uma referência, integraria alguma ala moderada do Partido Republicano. Por aqui, ainda é tratado com certa suspicácia. Sabem como é… O homem é um cristão!!! E isso pode ser muito perigoso, né? Quando veio à luz o escândalo Luiz Moura, o deputado estadual petista que se reuniu com membros do PCC, fui ler as reportagens que haviam saído sobre ele quando apenas candidato. Foi tratado como um exemplo de recuperação! De um cristão, no entanto, convém suspeitar sempre, certo? Se um adepto do consumo de drogas se candidata, isso enriquece a democracia. Se é um pastor, há quem veja nisso grande perigo.
Everaldo esteve nesta quinta em Salvador, na convenção do PSC que oficializou o apoio à candidatura de Paulo Souto (DEM) ao governo da Bahia. Segundo informa Aguirre Talento, na Folha, afirmou:“Defendemos a vida do ser humano desde a sua concepção, defendemos a família como está na Constituição brasileira, sem discriminar ninguém. A pessoa mais democrática e liberal é Deus, que deu livre arbítrio para o homem fazer o que bem entende de sua vida. Não é o Estado que vai dizer como vai o cidadão se comportar”.
É um repúdio ao aborto — e, em todo o mundo democrático, há partidos plenamente integrados à democracia, é evidente, que têm essa pauta (só no Brasil é que se tenta criminalizar moralmente essa escolha). Deixa claro que defende a manutenção da família nos termos da Constituição, formada por homem, mulher e filhos. Mas condena discriminações ao, com acerto, afirmar que não cabe ao estado definir certos comportamentos e escolhas. Notem: um partido tem o direito de ter uma opinião sobre o que deve ser a família legalmente constituída. Tal tese, de resto, no que concerne ao estado brasileiro (e contra a Constituição), está vencida. Mas só os autoritários, fascistoides mesmo, ambicionariam impedir a expressão de uma opinião.
Gosto da coragem que tem  Everaldo de dizer coisas nas quais acredita, sem ligar para a patrulha: “Graças a Deus, estamos numa democracia, e vou repetir sempre isto; aqui não é Cuba nem Venezuela”. Na mosca! Fez, mais uma vez, uma defesa de um estado enxuto, com redirecionamento dos gastos públicos para saúde, educação e segurança pública. Está certo! No programa nacional do partido, no horário político gratuito, enfrentou a “doxa” e mandou ver: defendeu a privatização de estatais. É capaz de falar com propriedade sobre esses assuntos.
Sem máquina, sem governos de estado, dirigente de um partido pequeno, sem aparecer na televisão, sem ter a simpatia de jornalistas (muito pelo contrário), Everaldo surge com 3% ou 4% nas pesquisas de intenção de voto. E pode, escrevo de novo aqui, fazer diferença num segundo turno. Os petistas acompanham com temor a sua candidatura por motivos óbvios.
Por Reinaldo Azevedo

PERIGO -No Brasil, mortes por depressão crescem 705% em 16 anos

No Brasil, mortes por depressão crescem 705% em 16 anos
Em 16 anos, o número de mortes relacionadas com depressão cresceu 705% no Brasil, mostra levantamento inédito feito pelo jornal O Estado de S. Paulo com base nos dados do sistema de mortalidade do Datasus.
Estão incluídos na estatística casos de suicídio e outras mortes motivadas por problemas de saúde decorrentes de episódios depressivos.
Foi a depressão, somada à dependência química, o que provavelmente levou o ator americano Robin William, de 63 anos, a se matar, no último dia 11.
Os dados mostram que, em 1996, 58 pessoas morreram por uma causa associada à depressão. Em 2012, último dado disponível, foram 467.
O número total de suicídios também teve aumento significativo no Brasil. Passou de 6.743 para 10.321 no mesmo período, uma média de 28 mortes por dia.
As taxas de suicídio são muito superiores às mortes associadas à depressão porque, na maioria dos casos, o atestado de óbito não traz a doença como causa associada.
No Brasil, a faixa etária correspondente à terceira idade é a que reúne as estatísticas mais preocupantes. No caso de mortes relacionadas à depressão, os maiores índices estão concentrados em pessoas com mais de 60 anos, com o ápice depois dos 80 anos.
No caso dos suicídios, embora os números absolutos não sejam maiores entre os idosos, a maior taxa de crescimento no período analisado ocorreu entre pessoas com mais de 80 anos. Entre 1996 e 2012, o suicídio cresceu 154% nesta faixa etária.
Causas
Segundo especialistas, o aumento de suicídios e de mortes associadas à depressão está relacionado com dois principais fatores: o aumento das notificações e o crescimento de casos do transtorno.
"Como o assunto é mais discutido hoje, há maior procura por atendimento médico e mais diagnósticos. Mas também está provado, por estudos epidemiológicos, que a incidência da depressão tem aumentado nos últimos anos, principalmente nos grandes centros", disse Miguel Jorge, professor associado de psiquiatria da Unifesp.
Jorge explica que, além do componente genético, que pode predispor algumas pessoas à doença, fatores externos da vida atual, como o estresse e a grande competitividade profissional, podem favorecer o aparecimento da doença.
No caso dos idosos, a chegada de doenças crônicas incuráveis, o luto pela perda de pessoas próximas e a frustração por não poder mais realizar algumas atividades os tornam mais vulneráveis à depressão e ao suicídio.
"Um estilo de vida estressante, o uso de drogas e álcool e insatisfação em diversas áreas são fatores de risco para a doença. Fazer escolhas pessoais e profissionais que ajudem a controlar esses fatores é uma forma de prevenir a depressão", diz o especialista.

CPAD

Casamento entre muçulmano e judia convertida reflete tensões em Israel


Mahmoud Mansour e Morel Malcha, no dia de seu casamento  (Foto: AFP Photo/Daniel Bar-On)Mahmud e Morel não imaginaram que o dia mais feliz de suas vidas seria ofuscado pelos gritos de ódio de manifestantes da extrema-direita israelense contrários a este casamento entre um muçulmano e uma judia convertida.Centenas de manifestantes atenderam no domingo (17) ao apelo da organização ultradireitista Lehava, que milita contra "a assimilação de judeus e os casamentos mistos". Vestidos com camisas exibindo lemas racistas, fortalecidos por mais de um mês de guerra na Faixa de Gaza, os manifestantes passaram a noite entrando em confronto com centenas de policiais, tentando se aproximar dos convidados para insultá-los e trocando xingamentos com dezenas de pessoas comovidas pela história de Mahmud e Morel.
Os defensores do casal distribuíram rosas e carregaram cartazes que proclamavam: "O amor é mais forte que tudo" ou "Judeus e muçulmanos se negam a ser inimigos".
"Morte aos árabes" ou "nunca terão minha irmã", gritavam em resposta manifestantes que carregavam bandeiras israelenses.
Os incidentes foram transmitidos ao vivo pela televisão.
Membros da organização radical Lehava carregam cartaz que diz ‘Assimilação é o genocídio do povo judeu’ em protesto contra o casamento de Mahmoud Mansour e Morel Malcha, na cidade israelense de Rishon Letzion (Foto: AFP Photo/Gali Tibbon)Membros da organização radical Lehava carregam
cartaz que diz ‘Assimilação é o genocídio do povo
judeu’ em protesto contra o casamento de
Mahmoud Mansour e Morel Malcha (Foto: AFP
Photo/Gali Tibbon)
O casal "Romeu e Julieta" israelense - ele empresário de 26 anos, ela professora de 23 - se conheceu há cinco anos. Morel Malka, judia, se converteu ao Islã. Morel e Mahmud Mansur pensavam que sua união teria consequências nas relações familiares, mas não imaginaram que isso seria um reflexo das tensões do país, exacerbadas pela guerra em Gaza.
A situação escapou totalmente ao seu controle depois que publicaram o convite de seu casamento no Facebook. Com isso, a organização Lehava convocou uma manifestação em frente ao salão de recepção.
"Nada nos afetará, teremos um casamento lindo, o mais bonito que se pode imaginar", dizia o noivo sorridente antes da cerimônia.
Quatro horas antes da recepção, no pequeno apartamento da família Mansur em Jaffa, um bairro popular de Tel Aviv conhecido pela coexistência pacífica entre judeus e árabes israelenses, a família decorava o salão e dispunha os aperitivos nos pratos.
Nada a celebrar
O pai da noiva não estava lá. Ele havia anunciado pela televisão que não iria ao casamento de sua filha com um árabe.
Já o noivo passou boa parte do domingo no tribunal de Rishon Lezion para tentar fazer com que a manifestação prevista para a noite fosse proibida.
Seu advogado argumentou que o casal tinha sido vítima de intimidação e perseguição. Mas o juiz autorizou a concentração, sob a condição de que ocorresse a 200 metros do salão de recepção.
O caso, muito acompanhado pela imprensa local, chegou aos ouvidos do presidente israelense, Reuven Rivlin, que disse temer que uma linha vermelha fosse cruzada com esta manifestação.
A ministra da Justiça, Tzipi Livni, se disse envergonhada pela ação dos ultradireitistas, que semeia o ódio. "Este tipo de extremismo é insuportável", afirmou na rádio.
Os noivos tiveram que contratar guarda-costas para proteger os convidados. Às 20 horas, na zona industrial de Rishon Lezion, os centenas de convidados precisaram abrir caminho entre os manifestantes.
"É um casamento, mas não há nada a comemorar, já que a assimilação (o casamento de judeus com pessoas não judias) é uma calamidade", explicou o integrante da organização Lehava Bentzi Gopstein, conhecido por suas declarações racistas.

G1

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...