segunda-feira, 20 de junho de 2011

ESTAREMOS EM BREVE COM NOSSA WEB RÁDIO FUNCIONANDO PERFEITAMENTE , E O PROGRAMA DA IGREJA PODER DA FÉ SERÁ AO VIVO , TODOS OS DIAS - www.gritosdealerta.com

FESTIVAL GOSPEL DE JAGUARIÚNA , SEXTA EDIÇÃO , COM A PRESENÇA DE DAVID QUINLAN E BANDA

Será no dia 20 / 07 /  2011

FESTIVAL GOSPEL DE JAGUARIÚNA , 6° EDIÇÃO COM A PRESENÇA DE DAVID QUINLAN

Juiz que cancelou união gay diz que STF 'ultrapassou limites'

O juiz Jeronymo Pedro Villas Boas, que cancelou na última sexta-feira (17) um dos primeiros contratos de união civil entre homossexuais do país, disse que não tomou a decisão por discriminação.
OAB repudia decisão de juiz que anulou união gay em Goiânia
Ele anulou o registro de união estável do jornalista Liorcino Mendes, 47, com o estudante Odílio Torres, 23. Foi o primeiro caso em Goiás após o Supremo Tribunal Federal reconhecer a união entre casais do mesmo sexo como entidade familiar.
Segundo Villas Boas, da 1º Vara da Fazenda Pública de Goiânia, a decisão do STF "ultrapassou os limites" e é "ilegítima e inconstitucional".
Ele argumentou que o direito à união homossexual "inexiste no sistema constitucional brasileiro". Ele afirmou que não quis confrontar o Supremo, mas "só seguir a Constituição".
Liorcino Mendes, 47, e Odílio Torres, 23, que vivem juntos há mais 
de um ano, no dia em que registraram sua união estável O juiz afirmou ainda que defende que os homossexuais sejam livres para ter qualquer tipo de relação, mas "essas pessoas não podem querer a aceitação dos demais membros da sociedade como se fosse natural".
Sobre possíveis sanções por descumprir ordem do STF, ele disse que "um juiz não pode temer isso e tem que exercer suas decisões de forma independente".

Arquivo pessoal-9.mai.11
Liorcino Mendes, 47, e Odílio Torres, 23, no dia em que registraram sua declaração de união estável
DE OFÍCIO
Além de cancelar o registro do casal, o magistrado também determinou que os cartórios de Goiânia não realizem mais a união entre gays. Ele tomou a decisão de ofício, ou seja, sem ser questionado a respeito.
A conclusão do STF teve efeito vinculante, o que significa que deve ser seguida pelas instâncias inferiores --Villas Boas é juiz de primeira instância.
Mendes, que preside o grupo Articulação Brasileira de Gays, disse que a decisão do juiz é um desrespeito às regras do Estado democrático. "Vejo-me frustrado agora por desacreditar nas instituições. Pago imposto para pagar o salário de um juiz que me discrimina", disse.
Mendes afirmou que sua advogada vai recorrer ao Tribunal de Justiça de Goiás e protocolar uma reclamação no STF por Villas Boas ter descumprido a ordem da instância máxima do Judiciário.
Ontem (19), o presidente em exercício da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Miguel Cançado, divulgou nota repudiando a decisão judicial, que classificou como "um retrocesso moralista".




FONTE :  http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/932283-juiz-que-cancelou-uniao-gay-diz-que-stf-ultrapassou-limites.shtml

NÃO DEIXE SEU FILHO SOZINHO NA VARANDA ,PODE SER PERIGOSO , VEJA AS FOTOS.


Um menino de três anos caiu da varanda de um apartamento no oitavo andar em prédio de Pequim e, milagrosamente, ficou preso no espaço entre a parede e um ar-condicionado. A criança havia sido deixada sozinha em casa pelos pais.
O resgate foi feito por moradores do edifício. Os vizinhos ouviram o menino gritar e resolveram agir antes da chegada dos bombeiro, pois a criança já estava escorregando. Veja:

VOCÊ QUER O RADICALISMO ISLÂMICO NO BRASIL , ENTÃO SE PREPARE PARA ISSO - CENAS FORTES .

Autor do massacre em escola de Realengo se interessava
por assuntos ligados ao terrorismo 

 

















A 
realidade dos ataques covardes
A realidade dos ataques covardes
Ataques
 contra inocentes, não contra governos
Ataques contra inocentes, não contra governos
Pessoas inocentes mortas pelos covardes suicidas
Pessoas inocentes mortas pelos covardes suicidas
















 
Poderia postar muito mais fotos , mas meu coração chora agora por meus irmãos que estão sendo mortos e perseguidos pelo mundo a fora.


VAMOS ORAR POR ELES.

Cristão foi assassinado com outros três cristãos em uma livraria evangélica na cidade de Malatya, na Turquia.

Entre os países da janela 10/40 está a Turquia um país musçumano que ocupa posição alta no grau de perseguição ao cristianismo, neste país um cristão foi assassinado com outros três cristãos em uma livraria evangélica na cidade de Malatya, na Turquia, Em um terrível ataque contra uma pequena comunidade de cristãos na Turquia, cinco jovens muçulmanos turcos cortaram a garganta de três cristãos protestantes. O crime aconteceu em uma livraria cristã, no sudeste da província de Malatya, no dia 18de abril.

Duas das vítimas, Necati Aydin, pastor de 36 anos, e Ugur Yuksel, de 32 anos, eram muçulmanos turcos que se converteram ao cristianismo. O terceiro homem,Tilmann Geske, de 46 anos, era cidadão alemão.

Sua família muçulmana liberou para a imprensa turca uma carta, escrita por ele pouco antes de sua morte. Relembre!

Meus queridos pai, mãe, irmãos e irmãs,

Em primeiro lugar, eu os saúdo no nome Todo-Poderoso de Jesus Cristo, e os beijo.

Após toda a confusão e conflito pelos quais passamos, decidi me separar de vocês para conseguir manter e viver minha fé em Cristo Jesus, guardando esta verdade até o fim.

Esta decisão não está baseada em nenhum tipo de temor nem em algo que eu deseje ou almeje. É a minha própria decisão a que cheguei após muita ponderação e argumentos comigo mesmo. Então, por favor, não culpem a ninguém. Não esgotem suas mentes com todos os tipos de teorias.

Eu retornei ao lugar ao qual pertenço, a Jesus e Seu povo. Da mesma forma que vocês são minha família física, eu também tenho uma família espiritual. Por favor, não estejam com medo ou preocupados por eu deixá-los. Não se aborreçam. Pois eu não fui salvo por nenhuma perda de minha parte, mas por um ganho eterno. Vocês agora têm um filho que foi salvo. Regozijem-se nisto.

Eu recebi esta salvação pela fé em Jesus, e não há ninguém, nem pobreza, nem dificuldade, nem doença, nem mal, nem morte que tenha o poder de desviar minha fé da salvação.

A força e as veias que me dão vida e salvação estão atadas em Jesus pela fé. Viver sem Ele significaria merecer a morte eterna e a destruição.

Em nosso relacionamento a partir de agora, eu ainda os amarei como filho e irmão. Estarei em contato constante com vocês e orarei para que sejam salvos.

Por agora, peço-lhes que não nos telefone ou tente entrar em contato conosco, mas que esperem pacientemente para que o ódio em vocês seja removido e que substituam esses sentimentos por amor, compaixão e compreensão.

E, sobretudo, quero que conheçam Jesus Cristo como “o caminho, a verdade e a vida”, que, ao colocarem sua fé nEle, vocês também ganharão a salvação eterna.

Eu amo vocês.

Que o meu Senhor mostre-lhes Sua verdade. Amém.

Rana Necati Aydyn

Fonte: Compass Direct


MARCHA PARA JESUS - 2011 - VAI ABALAR GERAL

marcha_para_jesus_2011
ORIENTAÇÕES GERAIS MARCHA PARA JESUS 2011 
DATA: 23 DE JUNHO DE 2011
SAÍDA: Metrô Tiradentes (São Paulo / SP) às 10 horas
  1. Ponto de encontro:  de preferência não deve ser na porta do metrô para não atrapalhar a passagem das pessoas;
  2. Identificar crianças com crachá contendo nome, endereço e 2 telefones celular de acompanhantes.
  3. Não levar objetos cortantes;
  4. Tenha uma alimentação saudável antes do percurso;
  5. Caso não se sinta bem, dirija-se ao ambulatório;
  6. Use roupas  calçados confortáveis;
  7. Se perder algo, vá até o setor de achados e perdidos, que ficará próximo ao ambulatório;
  8. Orientamos os idosos a Marcharem na frente, juntamente com a Marcha Kids que inicia as 9h45.
  9. A SPTrans vai disponibilizar a Van Atende para transportar os deficientes fisicos até a concetração. A Van começa a rodar a partir das 10 horas do metrô Tiete
DICAS IMPORTANTES
  • Durante o show procure não fazer brincadeiras que possam machucar você e outras pessoas;
  • Em caso de chuva, não leve guarda-chuva, pode ferir outras pessoas, prefira uma capa.
  • Tome um café da manhã reforçado;
  • Use boné ou chapéus;
  • Leve troca de roupa para as crianças,
  • Use protetor solar, mesmo que esteja frio e nublado;
  • Beba muita água;
  • Leve lanche para as crianças: frutas, suco, biscoito salgado;
  • Identifique seus filhos: coloque um crachá com o nome da criança, nome da mãe e telefone para contato;
  • Mantenha seus filhos sempre por perto;
  • Os oficiais do Kids não estão autorizados a ficar com crianças. Todos marcharão  juntos, porém cada pai com seu filho.

Perseguição e morte em todo o mundo – Acorda Igreja de Jesus!



"Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo". Apocalipse 1:3
Meus irmãos, a Palavra de Deus se cumpre fielmente dia-a-dia. Quero compartilhar com vocês um texto relatando fatos que acontecem pelo mundo todo. Recentemente a Iraniana, Dra. Shirin Ebadi esteve no Brasil, ela é Nobel da Paz, um merecido reconhecimento pelo seu trabalho em defesa dos Direitos Humanos e das minorias do regime de Mahamoud Armadinejad, e ficamos sabendo que cerca de 60 pastores, entre eles 2 brasileiros estão à espera da execução da sentença de morte nauele país, por haverem pregado a Palavra da Salvação.
Leia o texto a seguir e me diga, o que você fará daqui por diante? O que a igreja de Cristo Jesus deve fazer?
“Ontem estive em uma conferência com um dos grandes lutadores do evangelho no mundo, o representante da organização “Open Doors” na Alemanha, uma instituiçao mundial que dá suporte aos cristãos perseguidos no mundo.
Em números conservadores, existem hoje mais 100 milhões de cristãos diariamente perseguidos no mundo hoje. Os perseguidores se baseiam em diferentes crenças ou filosofias para justicar o massacre de crianças, mulheres e homens que se comportam pacificamente, porém são homens, mulheres e crianças, que mesmo diante da morte NÃO NEGARAM O NOME DE CRISTO! Não tiveram ou não tem medo de proclamar o nome do Senhor.
As razões dos perseguidores:
-Seguidores do budismo
-Seguidores do hinduismo
-Seguidores do islamismo
-Países e governos comunistas
-Castas sociais na Índia
-Outros grupos..
A declaração de que somos salvos pela graça, E TODOS SEM DISTINÇÂO PODEM SER SALVOS, PERDOADOS DE TODOS OS SEUS PECADOS, e não por obras, o que nos difere de todas as demais religiões QUE PREGAM A PENITÊNCIA, OS RITUAIS, AS OFERENDAS, SACRIFÍCIOS, BOAS OBRAS, etc, para se chegar a Deus. A declaração de que em Cristo somos livres e somos todos iguais, sem diferenças de raça, classe social, idade, sexo, choca com muitos princípios religiosos, filosóficos e políticos.
Existe hoje em torno de 70 mil pessoas em campos de trabalhos forçados na Corea do Norte por terem confessado ou foram denunciados por serem cristãos;
- Na Índia milhões que se convertem todos os dias, são duramente perseguidos e mortos. O motivo: as religiões hindus e o sistema de castas sociais que não permite que uma pessoa que nasce em uma casta social inferior nem sequer toque em uma pessoa da casta superior, muito menos que eles digam que são filhos de Deus e que tem o mesmo direito das castas superiores: são sumariamente condenados à morte;
- No Afeganistão milhares são lançados em “prisão de morte”, sem chance de se defenderem;
- Colômbia: as guerrilhas obrigam os cristãos aos treinamentos militares, os que se recusam são sumariamente mortos;
- Milhares de crianças são deixadas órfãs por terem os pais condenados à morte;
- China: milhares estão em subterrâneos, presos a dezenas de anos sem chance de serem encontrados ou libertos. E tantos outros, onde os direitos são cassados e jogados à margem das cidades, como no Egito, Nigéria, ou perseguidos até à morte.
A única esperança destas pessoas são as orações dos santos pelo mundo, ou o envio de Bíblias, ou palavras de conforto, para que eles possam resistir às duras penas. Os países com o maior número de perseguição, em ordem de número de pessoas e intensidade de perseguição: Corea do norte; Irã, Afeganistão, Arábia Saudita, Somália, Maldívia, Iemen, Iraque, Usbesquistão, Laos, Paquistão, Eritreia, Mauritania, Turkmenistão, China, Catar, Vietinã, Egito, Tchechenia, Komoren, Algéria, Nigéria, Aserbaijão, Líbia, Oman, Burna, Kuwait, Brinei, Turquia, Marrocos, Ìndia, Tadjiquistão, Emirados Árabes, Sudão, Sansibar, Tunísia, S´-iria, Djibuti, Jordânia, Cuba, Rússia, Etiópia, Palestina, Barain, Kirguistão, Bangladesh, Indonésia, Sri Lanka, Malásia.
Estes países são os que tem o maior número e a maior intensidade de perseguição, mas hoje inúmeros grupos são atacados em diversos países e regiões, mesmo em muitos que sempre foram considerados tradicionalmente cristãos. Pessoalmente, ja falei com diversas pessoas que fugiram destes países e que já passaram por perseguições e também ja ouvi outros seminários e palestras relatando fatos inacreditáveis.  Muitas vezes as notícias oficiais não mostram a realidade dos fatos.
A “revolução” que está acontecendo no mundo árabe hoje piorou e muito a situação dos cristãos. Aumentou a perseguição principalmente no Egito.
Acorda igreja de Jesus! Precisamos intensificar nossa vida de oração e intyercessão, bem como evangelizar, levar a Palavra da Salvação aos homens. O mundo mudou e o fim dos tempos é chegado.”
“Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às Igrejas”…



Bispo Rodovalho

Ataques contra cristãos no mundo islâmico causa preocupação

Um bando de cerca de dez atiradores irrompeu no meio da manhã nos escritórios da ONG cristã de ajuda humanitária World Vision em Mansehra, um distrito ao norte de Islamabad, e abriu fogo contra os funcionários que estavam ali. Seis deles morreram, outros sete ficaram feridos. O acontecimento é o episódio mais recente de uma série de atos de violência e perseguição contra cristãos que começaram há alguns meses com uma frequência inquietante em vários lugares do mundo.No fim de semana passado, o governo marroquino expulsou 26 cristãos do país, a maioria evangélicos, acusados de proselitismo. Ao mesmo tempo, na Nigéria, centenas de cristãos morreram a golpes de pistola e facadas pelas mãos de muçulmanos na explosão mais recente da violência étnico-religiosa crônica que afeta o centro do país africano. Na região de Mosul, no Iraque, pelo menos oito cristãos foram assassinados em diferentes ataques em fevereiro. E quase não restam famílias cristãs em Mosul: todas fugiram. No Egito, oito cristãos coptos morreram a tiros ao sair da missa num domingo de janeiro. Fora do mundo muçulmano, na Índia, também acontecem episódios de violência contra os cristãos. A lista poderia continuar.
Cada uma dessas histórias tem uma motivação específica, com frequência local. O caso nigeriano é particularmente diferente, porque a violência entre grupos é recíproca. Mas em todos os demais há um denominador comum: indícios perturbadores de uma crescente intolerância e, em alguns casos, perseguição. As coisas parecem estar piorando. É o que acredita Angela Wu, diretora internacional do departamento legal do Fundo Becket para a Liberdade Religiosa, com sede em Washington, que defende seguidores de todas as religiões.
“Embora tenha surgido no Oriente Próximo, o cristianismo é visto como um influência estrangeira, ocidental, em muitos lugares do mundo. Isso se deve, em parte, ao legado do colonialismo. Mas agora, a situação foi exacerbada pelas guerra do Iraque e Afeganistão e pelo episódio das caricaturas de Maomé publicadas na Dinamarca. Esta retórica afeta cada vez mais as minorias cristãs”, comentou Wu, numa conversa por telefone desde os EUA.
Em alguns casos, a perseguição é governamental, em outros, a violência é exercida pelos vizinhos. Com frequência, esses dois fatores estão relacionados. Wu destaca que em muitos casos a aplicação cada vez mais rígida de leis contra a blasfêmia e a falta de proteção às minorias acaba desencadeando uma espiral perversa.
“O principal problema com as leis de blasfêmia não é só a sua aplicação por parte dos Estados, mas sim o clima social que elas criam, no qual até mesmo um discurso pacífico é percebido como ilegal. Com frequência, são as pequenas disputas locais que motivam os ataques, mas a blasfêmia se transforma numa desculpa fácil, os rumores se propagam, e a violência irrompe. A impunidade em relação a esses crimes faz o resto”, observa Wu.
No Ocidente, onde o cristianismo e suas instituições são vistos com frequência como parte integrante do sistema de poder, a ideia de minorias cristãs perseguidas pode parecer surpreendente e distante, associada a tempos passados. Entretanto, dos mais de 2 bilhões de fieis que vários estudos atribuem ao cristianismo, pelo menos várias dezenas de milhões – numa estimativa prudente – vivem em situação de opressão ou com severas limitações.
Um recente estudo da ONG cristã Open Doors situava o número ao redor de 100 milhões, a maior parte em países de maioria islâmica. A ONG, entretanto, atribuiu a posição de país mais hostil ao cristianismo à Coreia do Norte, onde acredita-se que milhares de cristãos estejam presos em campos de trabalho forçado.
O sofrimento de muitos cristãos é apenas mais uma faceta da perseguição a que as minorias religiosas em geral são submetidas em muitos países. Um recente estudo do Pew Forum sobre religião e vida pública afirmou que 70% dos 6,8 bilhões de habitantes da terra vivem em países com “restrições notáveis” à liberdade religiosa. Casos de discriminação, e até de perseguição, não faltam até mesmo nos países nos quais as liberdades civis estão mais arraigadas.
do El País/ 24 News

VOCÊ QUER ISSO AQUI NO BRASIL ? Jovem mutilada no Afeganistão será operada na Califórnia

http://www.almacarioca.net/wp-content/uploads/2010/08/time.jpg
LOS ANGELES – Uma jovem afegã de 18 anos, que posou para a controversa capa da revista Time deste mês, exibindo o nariz e as orelhas mutiladas como forma de denunciar a crueldade dos talibãs contra as mulheres, será operada na Califórnia, oeste dos Estados Unidos.

Segundo a publicação, Aisha foi mutilada pelo marido como punição por ter fugido de casa. A jovem, que se casou ainda adolescente e fugiu de casa por causa dos maus-tratos que sofria do marido, disse que seu castigo foi aplicado com a aprovação de um comandante talibã, regime que aceita este tipo de punições contra as mulheres que se rebelam contra as suas leis.

A moça, que encontrou refúgio em uma organização não-governamental, viajou aos Estados Unidos para ser operada, confirmou à AFP a presidente da Fundação The Grossman Burn, Rebecca Grossman.

"A intervenção foi doada pelo cirurgião plástico e reconstrutivo Peter Grossman e pela equipe do centro The Grossman Burn, situado no Hospital West Hills", em Los Angeles, informou Grossman, sem dar maiores detalhes sobre a operação.

A foto do rosto desta jovem mulher, publicada na capa da edição da primeira semana de agosto da revista americana, acompanhada do título "What happens if we leave Afghanistan" (O que acontece se deixarmos o Afeganistão), causou polêmica.

O título serviu de gancho para uma reportagem com fortes implicações políticas sobre a permanência militar dos Estados Unidos no país asiático, com enfoque na situação das mulheres que vivem sob o domínio do regime talibã.

O chefe de redação da Time, Richard Stengel, escreveu um editorial para este número, explicando a escolha da capa.

Fonte: Jornal do Brasil Online

VOCÊ QUER ISSO AQUI NO BRASIL ? Depois que der a luz será apedrejada






Acusado de adultério é apedrejado até a morte na Somália.
Um homem acusado de adultério foi apedrejado até a morte nesta sexta-feira no sul da Somália acusado de adultério, segundo declarou o grupo islâmico que controla a região.
O grupo al-Shabab afirmou que Abas Hussein Abdirahman, de 33 anos, foi morto em um frente a uma multidão de 300 pessoas na cidade portuária de Merka.
De acordo com o grupo, a amante de Abdirahman também será apedrejada, mas apenas após ela dar a luz.
O correspondente da BBC na capital somali, Mogadíscio, disse que, se a mulher for mesmo apedrejada, a criança será entregue a parentes.
O xeque Suldan Aala Mohamed, porta-voz do al-Shabab, disse que o homem confessou o adultério perante uma corte islâmica.
Uma testemunha disse à BBC que o condenado demorou cerca de sete minutos para morrer.
Roupas
A execução foi condenada pelo presidente da Somália, Sharif Sheikh Ahmed, que acusou o grupo de prejudicar a imagem do Islã e perseguir mulheres.
“Suas ações não têm nada a ver com o Islã. Eles forçam as mulheres a usarem roupas pesadas, dizendo que é para não expor partes do corpo, mas sabemos que existe um interesse econômico, já que eles mesmos vendem as roupas”, disse Ahmed, chefe do governo apoiado pela ONU mas que atua apenas em partes de Mogadíscio.
Grupos islâmicos controlam a maior parte da Somália. Esta foi à terceira vez que uma pessoa é apedrejada desde o ano passado.
No mês passado, dois homens foram apedrejados por espionagem. No ano passado, uma garota de 13 anos foi morta por apedrejamento, acusada de adultério, embora grupos de defesa dos direitos humanos digam que ela foi estuprada.


Fonte BBC

Calvário cristão no reino Islâmico



O verdadeiro calvário em que, cada vez de forma mais evidente, se transformou a vida dos cristãos que vivem no imenso reino islâmico está a assumir proporções crescentemente alarmantes, ao ponto de estarem já a mobilizar as atenções de organizações internacionais habitualmente vocacionadas para lidar com questões que se prendem com a guerra e a paz.
Os recentes casos ocorridos no Egipto, que não se resumem ao ataque à bomba contra uma igreja cristã de Alexandria, mas estendem-se a outros incidentes que, por terem um saldo menor em vidas humanas, não têm merecido grande destaque, são apenas a ponta de um imenso iceberg que vem ganhando uma dimensão cada vez mais alarmante que abrange os principais países islâmicos.
Em Marrocos, a liberdade de culto está garantida por lei, mas existe uma enorme e violenta cruzada que impede os islâmicos de se converterem ao cristianismo. Recentemente, uma dezena de cristãos estrangeiros foi expulsa do país sob a acusação de liderar acções de incentivo à conversão de cidadãos islâmicos. Durante o Ramadão, mesmo os cristãos, são obrigados a cumprir os preceitos impostos pelo islamismo.
Na Argélia, existe, igualmente, uma lei que proíbe os islâmicos de se converterem ao cristianismo, sendo os protestantes habitualmente condenados a pesadas penas de prisão. Apesar da celebração do culto ser permitida, a verdade é que é não é aconselhável o transporte de uma bíblia debaixo do braço, pois isso funciona como um estigma e permite identificar um potencial futuro alvo da ira islâmica. Em Dezembro, o pastor Mahmoud Yahou foi condenado a três meses de prisão por ter cometido o “crime” de abrir uma bíblia num transporte público.
Na Turquia, país laico, os religiosos cristãos são frequentemente mortos a tiro. Em 2006, o padre Andrea Santoro foi abatido no altar, quando presidia a um culto. No ano seguinte foi o padre Pierre Brunissen a conhecer o mesmo triste destino.
No ano passado, outros religiosos que foram igualmente mortos quando organizavam uma cerimónia conjunta.
Um denominador comum de todos estes crimes: nunca foram detidos os agressores.
No Egipto, é aquilo que a imprensa internacional recentemente tem destacado. Os cristãos coptas, aceites pela lei e com o seu líder e ter honras de protocolo oficial, estão completamente à margem das principais estruturas dirigentes do país, nem mesmo da Polícia, sector diplomático ou das forças armadas apesar de representarem cerca de 10 por cento do total da população.
Na Síria, o Estado laico protege as minorias cristãs que representam 5 por cento da população. Não há registo de qualquer incidente em que tenham sido o alvo. Um verdadeiro oásis num imenso deserto de perigos. O Líbano é, talvez, o país islâmico onde os religiosos tem uma vida quase que normal. Constituindo um pouco menos do que metade de uma população de quatro milhões, os cristãos beneficiam do facto da Constituição lhes garantir uma representação paritária em todas as instituições do Estado. A lei fundamental do país estabelece que o Presidente da República tenha de ser cristão. Por vezes, são alvo de grupos radicais, como o Hezbollah, mas mais por motivos políticos do que religiosos.
Em Belém, que por tradição é a capital do cristianismo, a população é maioritariamente de origem muçulmana, sendo muito difícil a um cristão poder ali adquirir uma casa ou um terreno, uma vez que existe uma “lei” localmente imposta pelos israelitas que impede a “cedência de terra do Islão a um cruzado”.
Em toda a cidade existe uma única livraria cristã, cujo fundador, Rami Ayyad, quando tinha 31 anos foi preso e torturado até à morte. Actualmente, a livraria apenas vende jornais estrangeiros.
O Iraque, que todos sabem não ser um paraíso de tranquilidade para ninguém – seja cristão ou muçulmano – tem conhecido um verdadeiro êxodo de todos aqueles que não sejam islâmicos. Entre Outubro e Dezembro de 2010, diversos alvos cristãos, em todo o país, foram alvo do radicalismo islâmico que mais não fez do que acelerar a fuga desta imensa minoria. O problema é que, com a fuga dos cristãos, o país vai ficando privado de quadros fundamentais para o futuro, como médicos, engenheiros e professores.
A Arábia Saudita é um território todo ele considerado uma enorme mesquita por ser lá que se encontram os dois templos sagrados do islamismo: Mecca e Medina. Toda a prática religiosa, que não seja o islamismo é interdita, sendo frequentes as condenações pela violação a essa prática decidida pela família real.
No último Natal, um padre e fiéis filipinos foram presos e expulsos por estarem a celebrar uma missa na sede da petrolífera norte-americana Aramco. Não obstante a companhia ter autorizado o culto, não conseguiu impedir o “cumprimento da lei”.
No Paquistão as coisas estão muito mais claras: quem ousar ser cristão é morto sem qualquer tipo de hesitação. A lei anti-blasfémia permite que os radicais islâmicos, impunemente, se dediquem a exercitar a “caça aos cristãos”, que depois são queimados vivos em plena praça pública.
Como se pode ver, o Egipto está longe de ser o único alvo islâmico para abater a fé cristã. A única grande diferença é que as autoridades do Cairo têm prometido não dar tréguas até encontrarem os autores desses sangrentos actos, pois nos outros países o silêncio governamental tem sido de ouro para esses grupos terroristas.
 

Jornal
 de Angola Online

Pesquisa: Maioria é contra casamento gay nos EUA


Pesquisa:
 Maioria é contra casamento gay nos EUA Estudo foi realizado em 31 estados entrevistando milhões de americanos
Uma pesquisa nacional encomendada pela união de um grupo jurídico conservador descobriu que 62 por cento dos americanos acreditam que o casamento deve ser definido somente como a união entre um homem e uma mulher. Segundo o diretor de pesquisa, os números são espelhos dos milhões de americanos em 31 estados que votaram a favor da Constituição sobre casamento, sem alterações.

Apesar de várias outras pesquisas mostrarem que a opinião nacional está tendendo para favorecer a legalização do casamento gay, este estudo patrocinado pelo Fundo de Defesa da Aliança mostra exatamente o oposto - os americanos ainda apóiam fortemente o casamento tradicional, como Deus concebeu.

A pesquisa simplesmente perguntou aos entrevistados se eles concordavam fortemente ou não com a declaração: "Acredito que o casamento deve ser definido apenas como uma união entre um homem e uma mulher." A enquete foi feita a 1.500 adultos com idades a partir dos 18 anos em diferentes estados.

O resumo do inquérito afirma que 62 por cento concordam com a afirmação e apóiam uma definição tradicional do casamento. Apenas 38 por cento dos entrevistados discordaram.

Gene Ulm, diretor da pesquisa, disse que o apoio esmagador nacional para o casamento tradicional "não é surpreendente." Ao contrário das outras pesquisas nacionais, Ulm disse que esta pesquisa reflete os próprios eleitores.

"Mais de 63 milhões de americanos em 31 eleições estaduais votaram para decidir sobre fazer, ou não, alterações na Constituição com relação ao casamento. Quarenta milhões de americanos votaram em todas para afirmar o casamento como uma união somente entre um homem e uma mulher", disse ele em um comunicado.

Outras pesquisas mostram uma mudança no apoio ao casamento gay surgiu depois que o presidente Barack Obama anunciou em fevereiro que seu governo deixará de afirmar a constitucionalidade da Lei de Defesa do Casamento

A lei federal 1.996, promulgada sob a administração Clinton, define o casamento como uma união legal entre um homem e uma mulher para fins de todas as leis federais, e prevê que os estados não são obrigados a reconhecer “casamentos” entre pessoas do mesmo sexo.

O Dr. Albert Mohler, presidente do Seminário Teológico Batista do Sul disse: "Eu acho, infelizmente, que o casamento homossexual vai acabar sendo legalizado... É hora de os cristãos começarem a pensar sobre como lidar com isso, à luz da Bíblia."

Esta última pesquisa dá esperança, porque os líderes conservadores da ADF disseram que os eleitores acreditam realmente no casamento.

"Os americanos afirmam fortemente que a vida fiel entre um homem e uma mulher é a pedra fundamental da civilização", disseram.

Dentre os entrevistados, 43 por cento tinham menos de 45 anos. Setenta e oito por cento dos entrevistados eram brancos, 11 por cento são afro-americanos e 11 por cento eram hispânicos ou de origem espanhola de fundo.

Fonte: Christian Post

Ataques geram enfraquecimento de Igrejas

   Ataques 
geram enfraquecimento de Igrejas

Multidão de muçulmanos extremistas destruiu casas e expulsou os cristãos de uma vila nigeriana
Em uma vila fora do Estado de Bauchi, na Nigéria, com população predominantemente muçulmana, uma comunidade cristã desapareceu.

Em março, os camponeses da aldeia cristã de Mdandi, em Tafawa Balewa, estavam ocupados com a colheita e se preparavam para a nova temporada de plantação. Uma multidão de muçulmanos extremistas desceu para a cidade de Mdandi, destruindo casas e expulsando os cristãos que moravam ali.

O ataque a Mdandi foi precedido por uma investida feita no mês anterior, quando muçulmanos entraram em conflito com jovens cristãos. Alguns dos cristãos que estavam presentes nesse dia foram feridos.

“No primeiro ataque, tentamos proteger a nós mesmos e a nossas famílias”, disse Luka Zafi, pastor da Igreja de Cristo na Nigéria (COCIN). “Eles perceberam que não conseguiriam nos expulsar, então desistiram. Nós pensamos que não seríamos atacados novamente, mas eles saíram e retornaram mais uma vez, e todos armados com metralhadoras. Nós não poderíamos lutar, já que não tínhamos o mesmo armamento que eles. Então fugimos da aldeia e eles destruíram nossas duas igrejas e nossas casas”, disse ele.

O pastor Zafi, cuja casa foi demolida, disse que o edifício de sua igreja foi incendiado. Muitos cristãos tiveram de ser deslocados para outras regiões do país.

O pastor Zafi ainda disse que sua igreja tinha cerca de 50 membros, que agora foram dispersos por várias aldeias. Ele lamenta que as vítimas do ataque ainda não recebam nenhuma assistência do governo federal ou estadual. “Se nada for feito com relação a essa situação, receio que os cristãos nesta parte do país sejam extintos”.

Uma das razões para a lentidão do governo em investigar as ações islâmicas, além do descaso de agências de notícias ocidentais, é que eles são acusados de roubar o gado da população muçulmana nômade, relatam os cristãos.  Mas segundo os próprios cristãos, nem todas as pessoas da região sabem que os agricultores cristãos possuem gado.



Fonte: Compass Direct /Missão Portas Abertas

Resposta a todos que estão caindo na armadilha chamada sexo

Recebi muitos e-mails angustiados por conta do último texto da minha coluna: Uma armadilha chamada sexo. Essencialmente, todos confessavam as mesmas fraquezas e ansiedades. As fraquezas focavam no conhecimento e aceitação do plano de Deus de sexo apenas para casados e, mesmo assim, continuarem seguindo numa prática sexual a margem do caminho, nas sombras, nos motéis, nos ocultos, com pessoas e situações proibidas. As ansiedades clamavam e clamam por um conselho: O que faço para vencer minhas fraquezas e sair deste ciclo destruidor?
Embora óbvio, quero que você saiba o perfil do público que me enviou e-mails: pastores, seminaristas, líderes de louvor, crentes antigos, líderes jovens, diaconisas, enfim, homens e mulheres com idades e posições diferentes, porém, com uma fé comum, gente das mais diferentes denominações lutando contra o mesmo gigante, as indomáveis paixões da carne.
Quando nossa consciência já não se incomoda com o pecado é sinal que Deus já não está mais falando conosco, diz um confortante pensamento. O perfil do público que me escreveu não me desanima, ao contrário, me anima. São irmãos como eu e você, suportando a cada dia a luta contra o pecado. É gente incomodada e inconformada. É gente buscando ajuda, consciente do erro e sofrendo com a fraqueza. Gente para quem o pecado ainda não se tornou normal, natural ou indiferente. Gente que até pode estar afogada e engolida pelo pecado, mas como Jonas, quando em lugar e situação improváveis, não abandona o recurso do clamor ao Senhor.
Pecados repetitivos são asfixiantes, vão diminuindo pouco a pouco nossas forças. O ciclo segue um padrão já conhecido, me arrependo no culto, prometo a Deus me santificar, a semana começa, a rotina se impõe, a tentação se apresenta, o pecado se repete, a vergonha se apodera, a moral vai lá embaixo, a fraqueza toma conta. Nesse ponto bate o desespero que leva a desistências. Vou desistir do seminário, do pastorado, do casamento, do noivado, do namoro, da fé, de Cristo. Não desista, se você não enxerga outro ângulo para os seus dilemas, Jesus enxerga. Foi pelo ângulo do amor que Ele olhou para o moço rico, para Zaqueu e para Pedro quando este o traiu. Foi pelo ângulo de um amor surpreendente que Ele olhou para a mulher pega em adultério, para a mulher samaritana, para o bandido crucificado na cruz ao lado da sua. Foi pelo ângulo do amor que o pai esperou muito tempo o dia que o ciclo de pecado terminaria e o pródigo voltaria.
Se é para desistir, desista do seu eu. Nossas justiças são comparadas na Bíblia a trapos de imundícia. Ciclos de pecado ganham músculos sempre que criamos nossos auto-sacrifícios, vou fazer sete isso, sete aquilo, triplicarei dízimos, ofertarei mais, quem sabe assim aplaco a ira de Deus. Desista, Cristo não é um ídolo, Ele é teu médico, amigo e salvador. Não me entenda mal, sacrifícios de louvor, adoração e santificação são disciplinas espirituais excelentes, alimentam a alma e fortalecem o caráter dos filhos de Deus, mas é a consciência da Graça e misericórdia garantidas na cruz como presente de amor a toda raça humana que nos coloca na perspectiva de uma vida equilibrada.
Continue lutando, fuja do erro com todas as suas forças. Peça a Deus e encontre um bom conselheiro. Compartilhe, desabafe, confesse. As mesmas lutas que você está enfrentando estão se cumprindo na vida dos nossos irmãos no mundo inteiro.
Paulo, aos Romanos no capítulo sete, declarou sua luta pessoal e com palavras claras fez a gente entender nossas próprias lutas: Assim sei que é isto que acontece comigo: quando quero fazer o que é bom, só sou capaz de fazer o que é mau. Como sou infeliz! Quem me livrará deste corpo que está me levando para a morte?, versículos 21 e 24 na linguagem de hoje.
Perto da morte, Paulo usou as palavras certas, combati o bom combate. Combate é palavra de guerra, guerreiros vivem em combate. Paulo teve a noção exata que a vida é uma constante batalha, não podemos baixar a guarda, lutar e resistir é preciso. Apesar de todas as fraquezas e debilidades confessadas, Paulo não desistiu, e você, vai desistir? Levante-se, se aproxima o dia daqueles que amam a vinda do Senhor. II Timóteo 4. 6-8.
Paz!
pr. Edmilson Mendes

Marcha da Liberdade: 'Jovens Tem que Se Manifestar Contra a Maconha’

Depois da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de legalizar a Marcha da Maconha, Raymundo Damasceno, urgiu aos jovens se mobilizarem para promover “Marchas contra a maconha”.

O presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) destacou um ponto importante que a legalização pela marcha da maconha trouxe à tona: todos têm direito de realizar uma marcha em protesto ou em prol de algo, dado os direitos de liberdade de expressão.
Um deputado estadual de Santa Catarina, Ismael do Santos afirmou em declarações anteriores “essa liberdade não pode vir em detrimento da saúde e segurança da sociedade”.
Até que ponto vai a liberdade de expressão?
Raymundo Damasceno, o presidente da CNBB, disse na sexta-feira, um dia antes da Marcha para Liberdade, que a decisão do STF “não faz apologia ao uso da maconha”, mas permitiu a manifestação em favor da “descriminalização do dependente da maconha”.
As ruas tem sido palco, por exemplo, de manifestações de diversas bandeiras, além da Marcha da Maconh, como a “Marcha das Vadias,” que tomou conta das ruas de Brasília, em protesto contra a violência contra a mulher e o machismo.
Dada a liberdade de expressão, Damasceno motiva que a sociedade tenha um senso crítico e se manifeste. “As pessoas que se opõem ao uso da droga devem ter também uma posição clara e que se manifestem também. Não se trata de manifestar só a favor da descriminalização da maconha, trata-se de, quem é contra a maconha, se manifestar contra", declarou ele.
Ele mencionou ainda que não quer jovens “anestesiados, indiferentes a situações que vivemos e não concordamos. "Estas pessoas deveriam aproveitar para fazer manifestações contrárias ao uso das drogas. é isso que queremos", afirmou.
O cardeal ainda ressaltou que "a Igreja [Católica] se opõe ao uso de qualquer tipo de droga, a não ser em casos terapêuticos, quando cabe ao médico decidir se usa ou não determinada droga". Ironicamente, isso não é refletido por uma sociedade que é considerada a maior população cristã católica do mundo.
Na opinião da psicóloga Marisa Lobo, que participou recentemente de uma audiência pública na Câmara de Curitiba contra a legalização da maconha, a decisão do STF é uma oportunidade para colocar a discussão sobre as drogas nas ruas.

Saiba como foram as comemorações do Centenário da Assembléia de Deus do Brasil

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel Cerca de 60 mil pessoas estiveram presentes para festejar essa importante data da história do evangelho no país. Caravanas vindas de todas as regiões brasileiras participaram deste culto que teve como convidado o pastor Silas Malafaia da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo.
Malafaia fez uma pregação criticando a atitude de alguns crentes que colocam os usos e costumes no mesmo patamar das doutrinas bíblicas.
O bispo Manoel Ferreira, da Assembleia de Deus Ministério Madureira (Rio de Janeiro) também esteve presente, apresentando o filho e o neto de Gunnar Vingren.
Antes do encerramento do culto o Pastor Abner Ferreira, filho do Manoel Ferreira, pegou o microfone para mandar um recado aos participantes da festa. “A única igreja mãe das Assembleias de Deus no Brasil é Belém do Pará, o resto é tudo filha da mãe”.
Os cantores Bruna Karla, Jairinho, Elaine de Jesus, Mara Lima, Nando Menezes e Marco Feliciano continuaram a festa depois do culto, cantando e louvando ao Senhor.

Último dia

Na noite deste sábado, 18 de junho, o Estádio Olímpico do Mangueirão, em Belém do Pará, recebeu cerca de 150 mil pessoas que participaram do terceiro dia de comemorações do Centenário das Assembleias de Deus.
Mais uma vez muitas autoridades políticas e religiosas estiveram presentes como o governador do Pará Simão Janete, o senador Flexa Ribeiro e até o Dom Alberto Taveira, arcebispo de Belém.
A palavra principal da noite foi ministrada pelo pastor americano Reinhard Bonnke. “Jesus não foi levado a cruz para melhorar nossa qualidade de vida,(…) Jesus foi a cruz para buscar e achar os que estavam perdidos,” disse Pr.Bonnke que também lembrou os participantes que Cristo quer marcar o nossos corações com a imagem de Deus.
Após o culto aconteceu a apresentação de cantores evangélicos, o pastor Marco Feliciano, Elaine de Jesus, Mara Lima, Roberto Marinho, Jairinho e outros se apresentaram mais uma vez para o público presente.
Às 23h deu-se inicio ao “vigilhão” evento que aconteceu no Centenário Centro de Convenções que fica próximo ao Mangueirão. Milhares de pessoas estiveram presentes.

Grande batismo coletivo

Neste domingo, 19 de junho, cerca de cinco mil pessoas se batizaram na Praia de Outeiro, em Belém do Pará em um grande batismo organizado como parte das comemorações do Centenário das Assembleias de Deus no Brasil.
O Batismo em Águas aconteceu às 10h e foi celebrado por uma comissão formada pelos pastores Eurípedes Moraes, Joel Jardim e André Luis. O Pr. Samuel Câmara, presidente da Assembleia de Deus no Pará, também batizou alguns fieis e participou da evangelização na praia.
Para o trabalho de evangelismo na praia a AD de Belém alugou um trio elétrico que percorreu a orla da praia antes do começo do batismo.
Várias pessoas acompanharam o Grande Batismo e Marinha do Brasil prestou apoio durante o evento na praia. Todas as pessoas que foram batizadas nesta manhã receberam o certificado de batismo.
Fonte: Gospelprime

ESCANDALO - Missionária Lanna Holder, hoje pastora gay, afirma: “estou apta para exercer o ministério de Deus”

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel Para Lana Holder e sua companheira, a também pastora, Rosania Rocha, a semana foi atribulada, foram inúmeras entrevistas para grandes veículos de imprensa como Globo e Folha, além de mídias evangélicas variadas. Quando questionada sobre as pregações e testemunhos que dava contra o homossexualismo que se contrasta com a realidade de hoje a pastora reconhece que “tudo aquilo que eu preguei não correspondia à verdade” e completa: “minha sexualidade não mudou. Mas, mesmo assim, me acho apta para exercer o ministério de Deus na minha vida”, acredita. Lanna afirma que agora volta aos púlpitos sem usar máscaras: “Eu sempre aprendi que o homossexualismo era possessão demoníaca e, mesmo depois de convertida, não entendia porque mesmo sendo usada com o dom da Palavra eu ainda continuava sentindo desejos homossexuais”, disse.
Sobre a igreja que fundou, Lanna garante não ser apenas uma igreja para “todos os que foram escorraçados pela intolerância”, como afirma a Folha, mas também uma igreja aberta a qualquer um: “Quando falamos sobre homossexualismo, prostituição e drogas a nossa abordagem é diferente. Iremos acolher uma prostituta, alcoólotra ou drogado, vamos tentar que eles mudem sua conduta de vida”, defende.
A líder da Cidade de Refúgio critica às igrejas evangélicas por se oporem ao homossexualismo, “o Evangelho não é nada disso que está se pregando, não é essa aversão, essa exclusão”, acredita. “Eles [pastores] dizem que não concordam com a gente, não entendem nosso ministério, mas que não sabem como ajudar os homossexuais e que vão mandá-los para a nossa igreja” afirma. Segundo ela os gays se sentem discriminados pelos cristãos e por isso são hesitantes e agressivos quando evangelizados. Lanna diz que muitos versículos bíblicos são mal utilizados para abominar o homossexualismo: “Existe um contexto em que não posso retirar um texto para fazer um pretexto”, enfatiza.
Apesar da ex-missionária acreditar que a homossexualidade não é um opção de cada pessoa, mas sim uma orientação que pode ser de nascença, Lanna afirma que o homossexualismo pode ser revertido em alguns casos e revela: “Se eu pudesse escolher, jamais seria lésbica”, disse a líder gay que em breve estará também na TV falando sobre sua crença e opinião.


Fonte: Gospel+

Juiz anula primeiro contrato de união estável entre homossexuais

O juiz da 1º Vara da Fazenda Pública de Goiânia, Jeronymo Pedro Villas Boas, determinou nesta sexta-feira (18), de ofício, a anulação do primeiro contrato de união estável entre homossexuais firmado em Goiás, após decisão do Supremo Tribunal Federal de reconhecer a união entre casais do mesmo sexo como entidade familiar.
Para Villas Boas, o Supremo "alterou" a Constituição, que, segundo ele, aponta apenas a união entre homem e mulher como núcleo familiar. "Na minha compreensão, o Supremo mudou a Constituição. Apenas o Congresso tem competência para isso.

O Brasil reconhece como núcleo familiar homem e mulher", afirmou. O magistrado analisou o caso de ofício por entender que se trata de assunto de ordem pública.
Além de decidir pela perda da validade do documento, Villas Boas determinou a todos os cartórios de Goiânia que se abstenham de realizar qualquer contrato de união entre pessoas do mesmo sexo. De acordo com o magistrado, os cartórios só podem providenciar a escritura se houver decisão judicial que reconheça expressamente o relacionamento do casal.
O contrato anulado pelo juiz é o que atesta a união estável entre o estudante Odílio Torres e o jornalista Leo Mendes, celebrado no dia 9 de maio. Na decisão, Villas Boas argumentou que é preciso garantir direitos iguais a todos, independentemente "de seu comportamento sexual privado", mas desde que haja o "cumprimento daquilo que é ordenado pelas leis constitucionais".

 
O magistrado afirmou ainda que o conceito de igualdade previsto na legislação brasileira estabelece que os cidadãos se dividem quanto ao sexo como "homens e mulheres, que são iguais em direitos e obrigações".
"A ideia de um terceiro sexo [decorrente do comportamento social ou cultural do indivíduo ], portanto, quando confrontada com a realidade natural e perante a Constituição Material da Sociedade (Constituição da Comunidade Política) não passa de uma ficção jurídica, incompatível com o que se encontra sistematizado no Ordenamento Jurídico Constitucional", disse o juiz na decisão.
Em entrevista por telefone, Villas Boas afirmou que a decisão do Supremo está fora do "contexto social" brasileiro. De acordo com ele, o país ainda não vê com "naturalidade" a união homoafetiva.
"O Supremo está fora do contexto social, porque o que vemos na sociedade não é aceitação desse tipo de comportamento. Embora eu não discrimine, não há na minha formação qualquer sentimento de discriminação, ainda demandará tempo para isso se tornar norma e valor social", afirmou.

Fonte: Gazeta On Line

Sequestro de jovens cristãs causa tensão religiosa

Este mês, a polícia de Sheikhupura (Paquistão) prendeu uma jovem cristã para que ela revele o paradeiro da equipe jurídica que ajudou a família, depois que uma influente família muçulmana sequestrou sua irmã e ela.

A polícia também ajudou essa família muçulmana a atacar os parentes da jovem cristã e o grupo de advogados que está tentando ajudar a família dela.

A Iniciativa de Comunidade de Desenvolvimento (CDI) foi prestar sua assistência jurídica à família de Sajid Ashraf Masih, que fugiu com uma jovem da família Gujjar, no mês passado, e isso levou os muçulmanos influentes a sequestrar as irmãs Masih, disse Asif Aqeel, diretor executivo da CDI.

A CDI ajudou a negociar a libertação das duas irmãs cristãs e também no regresso do casal de fugitivos, para evitar conflitos religiosos na aldeia de Ghazi Minara. Aqeel e outros temiam que as tensões religiosas colocassem em risco a vida de 70 famílias cristãs que moram na região.

Aqeel disse que os Gujjars apresentaram uma queixa à polícia sobre o rapto de sua filha, Saleha, e nomearam Rakhel Ashraf e outros três homens como os mandantes do crime, como tática de pressionar a polícia a recuperá-la.

“A CDI não oferece suporte a qualquer cristão que foge com uma garota muçulmana à custa de lutas populares, mas, nesse caso, foram apenas representados Rakhel e seu primo Inderyas Masih, que tinha sido acusado falsamente pelo Gujjars”, disse Aqeel.

Ele disse que a CDI conseguiu encontrar o casal que fugiu, que já haviam marcado o casamento, e os convenceram a retornar para Lahora, a fim de ajudar a resolver as tensões interreligiosas.

“Os Gujjars são uma família muito influente na região, e eles vinham ameaçando repetir a carnificina que ocorreu em Gojra se a filha deles não fosse devolvida”, disse Aqeel. “Essa era uma situação grave para a família cristã e os outros cristãos da região.”

Fonte: Missão Portas Abertas

VOCÊ QUER ISSO AQUI NO BRASIL ? Ataques geram enfraquecimento de Igrejas CRISTÃS

Em uma vila fora do Estado de Bauchi, com população predominantemente muçulmana, uma comunidade cristã desapareceu.

Em março, os camponeses da aldeia cristã de Mdandi, em Tafawa Balewa, estavam ocupados com a colheita e se preparavam para a nova temporada de plantação. No dia 27 de março, uma multidão de muçulmanos extremistas desceu para a cidade de Mdandi, destruindo casas e expulsando os cristãos que moravam ali.

O ataque a Mdandi foi precedido por uma investida feita em 10 de fevereiro, quando muçulmanos entraram em conflito com jovens cristãos. Alguns dos cristãos que estavam presentes nesse dia foram feridos.

“No primeiro ataque, tentamos proteger a nós mesmos e a nossas famílias”, disse Luka Zafi, pastor da Igreja de Cristo na Nigéria (COCIN). “Eles perceberam que não conseguiriam nos expulsar, então desistiram. Nós pensamos que não seríamos atacados novamente, mas eles saíram e retornaram mais uma vez, e todos armados com metralhadoras. Nós não poderíamos lutar, já que não tínhamos o mesmo armamento que eles. Então fugimos da aldeia e eles destruíram nossas duas igrejas e nossas casas”, disse ele.

O Pastor Zafi, cuja casa foi demolida em 27 de março, disse que o edifício de sua igreja junto com o templo de uma igreja católica foram incendiados. Muitos cristãos tiveram de ser deslocados para outras regiões do país.

O Pastor Zafi ainda disse que sua igreja tinha cerca de 50 membros, que agora foram dispersos por várias aldeias. Ele lamenta que as vítimas do ataque ainda não recebam nenhuma assistência do governo federal ou estadual. “Se nada for feito com relação a essa situação, receio que os cristãos nesta parte do país sejam extintos.”

Uma das razões para a lentidão do governo em investigar as ações islâmicas, além do descaso de agências de notícias ocidentais, é que eles são acusados de roubar o gado da população muçulmana nômade, relatam os cristãos. Mas segundo os próprios cristãos, nem todas as pessoas da região sabem que os agricultores cristãos possuem gado.

Fonte: Missão Portas Abertas

VOCÊ QUER ESSES RADICAIS AQUI NO BRASIL ? Clérigo é preso por comandar ataque contra igreja cristã

Um tribunal da Indonésia condenou, nessa terça-feira, um clérigo a um ano de prisão por incitar centenas de pessoas a queimar igrejas e atacar a polícia.

Em fevereiro, uma multidão de cerca de 1500 muçulmanos saqueou igrejas e um terço da cidade de Temanggung, na ilha de Java, pois queriam condenar um homem cristão à morte por ter insultado o Islã.

Syihabudin, de 46 anos, foi condenado a castigo físico por chicotadas. A multidão dentro do tribunal começou a gritar e atiraram pedras contra os policiais.

“Nós consideramos a sentença de um ano de prisão apropriada, porque ele foi considerado o incitador”, disse o juiz Edy Tjahyono.

Tjahyono disse que a punição seria reduzida, porque ele já teria vários meses de reclusão antes da sentença final. O clérigo disse que irá recorrer da decisão ao tribunal. Após o jugamento, Syihabudin disse a seus companheiros que fossem para suas casas em paz.

“Eu não estou aqui porque sou ladrão, eu estou aqui porque sou um defensor da religião. Por favor, não tomem esse veredito com algo ruim”, disse Syihabudin. Na semana passada, os juízes de Semarang condenaram 17 muçulmanos que tiveram conexão com a violência. As penas variaram entre 5 e 16 meses de prisão.

A constituição da Indonésia garante a liberdade religiosa, mas os grupos de direitos humanos dizem que a violência contra as minorias, incluindo os cristãos, não deixa de existir.

Fonte: Missão Portas Abertas

ABERRAÇÃO EM FORMA DE FÉ - Igreja anglicana da Inglaterra autorizará bispos homossexuais

A ordenação de mulheres e de bispos homossexuais na Igreja da Inglaterra divide profundamente os anglicanos.

A Igreja anglicana da Inglaterra se prepara para autorizar que sacerdotes homossexuais sejam ordenados bispos, segundo um documento que deve ser publicado nesta segunda-feira para traçar as diretrizes do próximo sínodo da Igreja em julho.

O documento, que tem como título "Escolher bispos, a lei sobre a igualdade de 2010", insiste no fato de que a orientação sexual não deve ser levado em consideração na promoção de um clérigo ao cargo de bispo.

Mas o texto recomenda que a hierarquia da Igreja tenha a possibilidade de bloquear uma nomeação caso esta "provoque divisão e desunião na diocese" envolvida.

A Igreja anglicana teve que explicar sua posição sobre a ordenação de bispos homossexuais depois que Jeffrey John, sacerdote solteiro e homossexual casado com outro religioso, foi obrigado a renunciar ao arcebispado de Reading em 2003.

A Igreja voltou a retirar em julho de 2010 a candidatura de Jeffrey John ao cargo de bispo da diocese londrina de Southwark.

Jeffrey John, superior de St Albans, estabeleceu uma união civil com outro sacerdote, mas garantiu que vivia em celibato.

Em setembro do ano passado, o arcebispo de Canterbury, Rowan Williams, líder dos anglicanos, afirmou que não havia problemas com o fato de um bispo ser homossexual desde que permanecesse celibatário.

A ordenação de mulheres e de bispos homossexuais na Igreja da Inglaterra divide profundamente os anglicanos.

Muitos líderes e fieis anglicanos, em particular na África, criticam tais possibilidades.

EXPO MUSIC GOSPEL - DEPOIS DE MAIS DE 30 ANOS DE PROCURA O RAPPER BREAKDOWN REENCONTRA FAMÍLIA E ACREDITA NUM FUTURO MELHOR


 

 
 
Foi na cidade de Mongaguá, litoral de São Paulo, que Milton da Silva, o Rapper Breakdown, depois de mais de 30 anos de procura reencontrou a mãe e irmãos, amparado pela MR1 Black House, divisão da agência MR1 , recuperando grande parte da história do seu passado. Separado da família com apenas seis anos de idade, Milton, que já foi até morador de rua, passou a maior parte de sua vida à procura de seus parentes. Do outro lado, Dona Marly Silva (mãe de Milton) e Jaciara (irmã do rapper) também o procuravam, porém nunca tiveram nenhum sucesso na busca. Foi através de um site chamado "Desaparecidos.org" que uma pessoa que não quis se identificar deixou algumas dicas do paradeiro da família de Breakdown. São de Dona Marly as palavras: "Sempre senti que ele estava vivo e que um dia eu ia reencontrá-lo e, graças à Deus, isso aconteceu agora".
O mano começou a rimar em 1999, tendo como referências musicais Racionais MCs, Athalyba e a Firma, Thaíde e DJ Hum, entre outros. Escreveu o rap "Já é de madrugada", que conta o sofrimento e a luta na busca da família. Bem emocionado, declarou: "No momento que vi minha mãe tive medo, a emoção foi muito grande, vi um filme passar na minha cabeça... Me senti a pessoa mais privilegiada do mundo por Deus ter se lembrado do meu sofrimento e ter permitido que eu encontrasse minha família. Hoje me sinto completo, tenho pessoas para compartilhar minha experiência e minha vida". Mesmo depois de tantos anos de luta, os desafios de Milton não acabam por aí. Seu próximo passo é conseguir um lugar para sua mãe morar, uma vez que ao conhecer o local onde ela se encontra atualmente se deparou com um lugar subumano, sem água, no meio de um lixão. O rapper, que já tem uma proposta de uma multinacional para transformar sua história num filme, está à procura de empresas e patrocinadores que se interessem pela sua causa e possam unir suas marcas, o ajudando principalmente a conseguir uma nova casa para Dona Marly, fazendo parte desse documentário.
 
Interessados podem entrar em contato

Eles estão tramando!


2010, ano de grandes acontecimentos, é essa a cartilha dos iluminati, ou seja, os senhores do mundo que dominam basicamente todo o império da mídia (radio, televisão, jornais, revistas e etc.), também são eles que tem o domínio de toda a alimentação que eu e você devemos comer, por exemplo, é dito que o sal faz mal, enquanto muitos médicos sabem que a falta dele é que nos faz vulneráveis as doenças. Eles tem como seu grande aliado na área de saúde a OMS (Organização mundial da saúde), são eles também que determinam toda a causa no ofício de um advogado através da OAB (ordem dos advogados do Brasil,outra aliada dos senhores do mundo e é bem verdade que se algum processo vai contra alguma instituição que tem ligação ou fazem a vontade deles,com certeza esse processo jamais será ganho pois eles vencerão pelo cansaço.
Outro absurdo dos senhores do mundo é a forma como eles manipulam as informações que chega até as nossas casas através da televisão, e a pioneira com certeza é a rede globo que ainda insisti em continuar alimentando essa grande mentira de que o homem foi à lua, como se todo o mundo fosse engolir essa grande mentira que eles tentam engrandecer a NASA.
Já estão infiltrados em todas as instituições do mundo todo, inclusive aqui no Brasil, já estão dentro das principais igrejas evangélica, na católica e principalmente na maçonaria que serve a eles com toda a lealdade. Exemplo disso é que todas a as igreja que estão hoje na televisão jamais poderão pregar sobre apocalipse 13, pois os donos do mundo, os iluminati, não deixa,e o interessante é que todos os pastores lideres sabem disso,mas o povo não sabem.
Qual é a intenção deles afinal, trazer uma síntese, uma nova ordem mundial e ela já está aqui, ela já chegou, com direito ao deus Gadu e tudo.
Esta é a cartilha dos senhores do mundo:
• UM ÚNICO MERCADO
• UMA UNICA MOEDA
• UMA UNICA RELIGIÃO
• UM ÚNICO GOVERNO
Eles também tem incluído na sua cartilha, o extermínio de 80% da população pobre, com terremoto que eles mesmos hão de produzir, tempestade de areia, arma virais, e o domínio daqueles que eles querem dominar através da implantação de um dispositivo que a própria MOTOROLA, financiada pelo sistema MONDEX e o cartão VISA.
Eles também dominam todo o ensino através de outra grande aliada, o MEC, nós só aprendemos aquilo que eles querem que nós aprendamos,tem muitas informações trocadas, muita coisa por debaixo dos lençóis que eles tamparam e nos deram mentiras, exemplo de que o homem veio do macaco, big bang, o mentiroso descobrimento do Brasil, e muita coisa que se formos mexer vai feder demais.
Eles tem também em sua cartilha, a terceira guerra mundial que acontecerá no oriente médio e tem que ser lá, eles não podem quebrar suas próprias regras. Eles escondem segredos de discos voadores e alienígenas que é tão pouco falado nos filmes mas sempre estão presente nos desenhos,aliás você quer ver aonde estão incutidas as sua verdades,nos desenhos que nossas crianças assistem no dia a dia.em quase todos os desenhos animados falam sobre seres de outro planeta, e eles sabem que ninguém leva a sério qualquer desenho que seja.
Na cartilha dos iluminati Também está incluída a vacina contra a gripe suína que eu peço quase de joelho, não tomem esta vacina porque ela está inclusa na regra da cartilha para o extermínio dos 80 % da nação pobre, o fim da América e a farsa do aquecimento global, também estão em sua cartilha. Acesse no Google sobre os iluminati, os Bilderberg, a nova ordem mundial e muito outros blog de pessoas que estão a par destes acontecimentos, eu sou EDSON ROMUALDO, e já pesquiso há bastante tempo sobre esses assuntos e amigos meu na Alemanha também fazem parte desse grupo de pesquisadores. Uma das verdades que os iluminati não suportam é que o único SENHOR É JESUS CRISTO, um abraço a todos.


FONTE . O QUE OS SENHORES DO MUNDO ESTÃO TRAMANDO .