terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Famílias cristãs falam sobre o cotidiano de perseguição na Colômbia


Famílias cristãs falam sobre o cotidiano de perseguição na Colômbia
O Centro Infantil sustentado pela Portas Abertas na Colômbia se despediu de mais seis formandos, no final do ano passado. Um deles foi Sofia*, que partilhou o seu testemunho.
Os seis adolescentes chegaram ao Centro Infantil fugidos de uma situação de perigo e medo por causa de sua fé. São seis jovens cristãos de diferentes partes do país, com diferentes famílias e diferentes histórias, mas todos eles têm algo em comum: são perseguidos por sua identificação com Cristo.
Seus pais foram sequestrados e mortos, as famílias foram desalojadas e expulsas de suas comunidades. Nos anos em que estudaram e viveram no Centro Infantil, os alunos cresceram juntos e se tornaram uma nova família. Enquanto isso, seus pais também foram impactados pelo fato de terem seus filhos vivendo em um lugar seguro.
Antes da formatura, muitos pais também estiveram no Centro Infantil para participar de um workshop de dois dias. Durante o evento, alguns deles compartilharam sobre suas vidas e sobre o motivo de seus filhos viverem no Centro Infantil. Um deles é o pai do formando David*, de 18 anos: "Foi muito difícil deixar meus filhos, mas eu sabia que eles estavam mais seguros aqui do que na minha casa. Eu não precisava mais me preocupar. Na região onde moro, muitas pessoas sofrem por causa da violência. Saio para evangelizar. Faço isso com medo. Já fui pego por guerrilheiros. Mas Deus cuida de mim. Busco em primeiro lugar o reino de Deus e todas as outras coisas são acrescentadas”.
O reino de Deus é, em muitos aspectos, totalmente oposto à forma de pensar e agir do mundo. O que foi feito para destruir e matar os cristãos, Deus usou para o bem deles e para a sua glória. A um passo de um novo tempo em suas vidas, os seis formandos estão convencidos de que só por Jesus há uma esperança e um futuro. "O que vai acontecer no futuro, eu não sei. Eu só sei que vou adorar a Deus todos os dias", afirma Sofia.
Pedidos de oração
• Agradeça a Deus pelos seis formandos que deixaram o Centro Infantil com esperança e entusiasmo. Mas eles também têm seus medos e dúvidas. Ore pelas crianças que enfrentam resistência em sua própria família por causa de sua fé.
• Estudar na Colômbia não é fácil. Para muitas famílias, o dinheiro é um grande obstáculo, não permitindo que os adolescentes estudem o que desejam. Peça para que Deus abra as portas para estes seis formandos.
• Muitas vezes, os pais e as famílias continuam trabalhando e vivendo no mesmo lugar de quando seus filhos saíram para estudar no Centro Infantil. Ore para que, ao voltarem para casa, esses formandos estejam firmes na fé para enfrentarem a perseguição que possa surgir.
*Nomes alterados por motivos de segurança. 

Prefeito reconhece as bênçãos de Deus sobre a cidade e é processado


Prefeito reconhece as bênçãos de Deus sobre a cidade e é processado
O prefeito da pequena cidade Winfield, no Alabama, EUA, tem sido fortemente criticado por grupos ateístas depois que aprovou uma proclamação que reconhece as bênçãos de Deus sobre a cidade e expressa o desejo de ter orientação divina, em dezembro do ano passado.
A cidade recebeu diversas cartas de condenação dos institutos União da Liberdade Civil Americana e Liberdade de Religião, condenando a violação da separação entre Igreja e Estado.  
Com palavras duras, a carta da Liberdade de Religião sugeriu que Deus é "amigo imaginário" do prefeito e que, se Deus existisse, provavelmente não se preocuparia com uma pequena cidade de Alabama.
"A cidade de Winfield optou por manter uma tradição que acontece há anos de reconhecer a Deus e buscar Sua orientação para as bênçãos continuarem. A União da Liberdade Civil Americana e a Liberdade de Religião podem soprar e bufar, mas não podem reescrever a nossa história. Esta proclamação não obriga ninguém a fazer qualquer coisa. Como acontece com qualquer ação governamental, nem todo mundo vai gostar, mas isso não torna a proclamação inconstitucional", comentou Brad Dacus, presidente do Instituto Justiça do Pacífico.
Nos últimos anos, a Liberdade de Religião perdeu uma causa na justiça que era contra o Dia Nacional da Oração, que inclui o pronunciamento do presidente Obama, e a União da Liberdade Civil Americana perdeu uma causa em que havia processado uma divisa do estado de Ohio, com o letreiro "Com Deus todas as coisas são possíveis."

Hoje Jean Wyllys impede curso para pastores, amanhã mandará fechar igrejas

 
Imagem inline 2         A tentativa do deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) de impedir um curso para pastores ministrado pelo ex-homossexual Claudemiro Ferreira é uma mostra absurda da ditadura ideológica que o parlamentar está disposto a impor caso mantenha sua influência sob o Governo.
         O curso previsto para acontecer entre os dias 19 e 23 do presente mês foi interrompido pela Justiça após o parlamentar – homossexual assumido e principal opositor da cultura judaico-cristã no país – ter denunciado ao Ministério Público do Distrito Federal (MP-DF) que o curso tratava a homossexualidade como “doença”.
Os palestrantes Airton Williams e Claudemiro Soares foram intimados pelo Ministério Público a comparecer no Núcleo de Enfrentamento a Discriminação durante o evento em Brasília. Contra eles, foi feita por Wyllys uma acusação sobre “charlatanismo”. Uma denúncia absurda, já que o tema do evento não tem qualquer perspectiva de ter discurso de intolerância ou homofobia.
          Wyllys está agora disposto a tudo para impedir e influenciar nos trabalhos das igrejas cristãs. Talvez seja por isso que o parlamentar seja favorável ao ensino do islamismo nas escolas públicas do Brasil. Se as lideranças não reagirem agora ninguém poderá impedi-los de interromper outras reuniões para intimar pastores a depor.
         O fato é que há movimentos querendo impedir que a verdade seja pregada no Brasil. O cartaz do evento dizia somente: “Homossexualismo: ajudando, biblicamente, a prevenir e tratar aqueles que desejam voltar ao padrão de Deus para sua sexualidade”. Agora é crime no Brasil ensinar que a homossexualidade é pecado? É justamente o que o deputado deseja, que a opinião contra a prática seja criminalizada, instaurando uma ditadura moral.
Wyllys, por exemplo, sente-se no direito de defender a prostituição como prática exemplar para a sociedade, inclusive apresentou um projeto para que as prostitutas tenham os mesmos direitos de trabalhadores comuns. Mas os cristãos não tem o direito de se posicionar contra a homossexualidade? Isso é revoltante. Mordaça, ditadura ideológica, autoritarismo e imposição é coisa de nazistas.
         Não aceito ditadura ideológica, mordaça ou gueto, nem para mim nem para ninguém, nem para o crente nem para o ateu, nem para o heterossexual nem para o homossexual. Se qualquer pessoa tem o direito de defender o aborto, o uso de drogas, práticas criminosas, tem gente até favorável a pedofilia, e o Ministério Público não interfere, nós cristãos temos o direito de oferecer ajuda para homossexuais que queiram deixar essa prática.
O deputado gosta de acusar os cristãos de preconceituosos e fundamentalistas. Lenin quem disse: “Xingue-os do que você é, acuse-os do que você faz.” Wyllys é um oportunista que tenta  manter seu nome em alta as custas de perseguir e intimidar cristãos Brasil a fora.
          Se nos calarmos agora, se os cristãos aceitarem essa imposição ideológica, devem estar preparados para verem pastores e padres sendo presos acusados de homofobia por pregar contra o pecado da prática homossexual em suas igrejas. Temos que dar uma resposta à altura a esse episódio.
          O Ministério Público recuou na denúncia, decidiu arquivar o caso por não haver indício de discriminação após o depoimento de um dos palestrantes, que levou o promotor a conclusão óbvia: o curso é voltado para lideranças evangélicas interessadas em acolher homossexuais.
         Nós cristãos precisamos aprender a enfrentar a apostasia e lutar contra a influência do mal na sociedade moderna. Precisamos nos posicionar em defesa do evangelho. Em Salmos 2:8 diz: “Pede-me, e te darei as nações como herança e os confins da terra como tua propriedade”. Deus está disposto a nos entregar essa nação, para que o mundo testemunhe da sua glória, mas precisamos estar dispostos a nos posicionar contra a apostasia, o pecado, a depravação moral, o anti-cristo.
        O que se insinua é que as pessoas podem escolher agir por qualquer motivo, menos pela fé. Isso é puro preconceito, intolerância religiosa, perseguição, cristofobia, violação dos direitos humanos, dos direitos constitucionais que nos garantem a livre manifestação de culto. O cristão deve ser sal e luz para o mundo e deve apontar o temor do Senhor e seus mandamentos como dever de todo o homem (Eclesiastes 12:13).
Ateus tem o direito de se manifestar contra a fé, mas não de tentar impedir a manifestação de culto. Se aceitarmos essa imposição ideológica, em breve nossas escolas de obreiros e escolas bíblicas dominicais serão fiscalizadas por órgãos públicos para ter seu conteúdo aprovado.

Por Joel Engel

BENNY HINN NA ESCOLA PROFÉTICA EM CAMPINAS

 

Imagem inline 1



Faça sua inscrição pelo site:  bennyhinncampinas.com.br
Este é o Ano do Favor. Para mim tem sido uma honra caminhar com o Profeta Joel Engel. Ele tem sito um dos grandes protagonista da chuva de avivamento que tem tocado o solo da nossa nação. Deus o levantou para juntos acolhermos um dos mais significativos eventos do nosso tempo. Deus nos abriu a porta para trazermos juntos o Pr Benny Hinn como parte da Escola Profética em Campinas, no dia 19 de fevereiro de 2015.
O Ministério Engel se uniu a nós exclusivamente para patrocinar e viabilizar este tempo de transferência de unção para centenas de pastores, líderes e irmãos amados que anseiam por mais de Deus. Sonhamos juntamente com o Ap Edilson Silva, pastor da Igreja Batista Nova Sião, de Vitória da Conquista, com Um Milhão de pessoas mergulhando na Presença, impactadas com a Unção de Elias. O Profeta Joel Engel tornará possível através da Escola Profética e da sua equipe extraordinária, juntamente com os pastores aliançados, torná possível o acesso a essa unção a milhões de pessoas em todo mundo. Trata-se de uma visão magnífica para transformar nações inteira com o avivamento. Benny Hinn tem sido usado pelo Senhor para transferir uma unção extraordinária que tem provocado tempos de avivamento em muitos lugares por onde ele passa. O evento será realizado em Campinas, tendo a colaboração do Pr Rafael Borges, que cedeu o templo da Igreja Batista Amoreiras com sua maravilhosa equipe, da Igreja Batista Rhema, do Ibicamp e do Ministério Semeadores de Avivamento. Este evento marcará a nossa geração.
Essa Escola Profética impactará  a sua vida poderosamente. Todo empenho do Profeta Engel a frente deste evento com Pr Benny Hinn, pois, mudará para sempre a história da sua vida.                              
Pr Edino Melo e Pr Matheus Melo

Escola Profética Unção de Elias
Data: 19/02
Horário: 16h
Endereço: Avenida das Amoreiras, 3370, Jardim do Lago - Campinas (SP)
Mais informações: (55) 9974-8874 / 99354460 / 3217-4744 
Vagas limitadas
 
Faça sua inscrição pelo site: