quarta-feira, 30 de maio de 2012

Prefeito segura repórter pelo pescoço em Mato Grosso

O prefeito de Barra do Bugres (150 km de Cuiabá), Wilson Francelino (PSD), segurou pelo pescoço uma repórter de TV que tentava entrevistá-lo.
A agressão foi cometida contra a repórter Elissa Neves, da TV Independência (afiliada à Rede Record).
O vídeo do episódio, ocorrido na sexta passada (18) durante um evento esportivo promovido pelo município, foi postado no You Tube e já teve mais de 15 mil acessos.
As imagens mostram quando o prefeito, que é conhecido na cidade como "Wilson Pescador", pressiona o pescoço da jornalista, enquanto fala ao seu ouvido.
Após ser solta, a repórter se queixa da violência, mas o prefeito sorri e adota um tom irônico. "Eu não estou sendo agressivo com você", diz, em um trecho.
A reportagem não conseguiu contato com a repórter. O diretor de jornalismo da TV, Cristiano Rodrigues, disse que foi registrado um boletim de ocorrência por agressão.
"Na hora, ela ficou sem reação, sem saber o que fazer. O prefeito não tinha o direito nem de tocar nela, quanto mais apertá-la no pescoço daquele jeito", disse.
À repórter, segundo o diretor, o prefeito disse que só daria entrevista com o microfone desligado ou em uma participação ao vivo no jornal local.
Rodrigues atribui a reação à "cobertura investigativa" que, segundo ele, a TV vem fazendo da administração municipal. "Estamos acompanhando tudo e ele está irritado com isso", disse.
Em nota, o Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso qualificou o episódio como uma "agressão covarde e sem justificativa".
"A violência no trato com a colega da profissão deixou a diretoria do sindicato e a categoria indignados", diz a nota.
Também em nota, o prefeito negou que tenha agredido a repórter. "O prefeito aproximou-se da entrevistadora com o fim único de falar-lhe ao ouvido que naquele momento não poderia dar a entrevista", disse, em um trecho.
Ainda segundo a nota, o toque no pescoço teria se dado de forma acidental. "Ao levar as mãos aos ombros da entrevistadora, acabou por alcançar seu pescoço sem a intenção de lhe causar algum mal, o que pode ser conferido nas próprias imagens."
O prefeito acusou a emissora de fazer "oposição explícita" à sua gestão. "As imagens são claras e demonstram que a entrevistadora se manteve tranquila e ouvindo normalmente os argumentos do chefe do Executivo."

FOLHA.COM

O que a Bíblia Ensina

Sobre a Organização da Igreja?

A divisão e a confusão que existem no mundo religioso em nossos dias são contrárias à oração de Jesus na noite anterior à sua morte (João 17:20- 21). Há centenas de denominações ensinando e praticando coisas diferentes. Sabemos que Deus não criou essa confusão. O modelo que ele dá na Bíblia não é difícil de entender, nem impossível de praticar. O problema é que séculos de "modificações", "tradições" e "melhoramentos" humanos anuviaram nossa visão da simplicidade do plano original revelado pelo Espírito Santo no Novo Testamento. Em lugar nenhum isto é mais evidente do que na diversidade dos planos de organização de igrejas. Neste artigo, quero desafiar cada leitor a tentar deixar de lado tradições humanas e idéias pré-concebidas para ver claramente a simplicidade do padrão do Novo Testamento de organização de uma igreja. Tão certamente quanto os primitivos cristãos foram capazes de organizar-se em agrupamentos que funcionam, conhecidos como igrejas locais, sinceros seguidores de Jesus podem fazer o mesmo hoje em dia. Mas como? Como em todas as outras facetas da vida, precisamos pôr de lado nossas preferências, opiniões e políticas, para humildemente etudar e aplicar o ensinamento das Escrituras (Tiago 1:21-25).
O Modelo de Organização de
Igrejas Locais no Novo Testamento

Precisamos começar por um entendimento básico da idéia bíblica de uma igreja. No Novo Testamento, uma igreja é simplesmente um grupo de cristãos que seguem a Cristo. A palavra pode ser usada para falar de todos aqueles que servem ao Senhor, não importa onde estejam (Hebreus 12:22-23). É freqüentemente usada para descrever grupos locais de discípulos que se encontram para adorarem, para edificarem uns aos outros e para proclamarem o evangelho de Jesus. É neste sentido que lemos sobre a igreja em Antioquia da Síria (Atos 13:1), sobre as igrejas em Listra, Icônio e Antioquia da Pisídia (Atos 14:21-23), sobre a igreja em Éfeso (Atos 20:17), a igreja em Corinto (1 Coríntios 1:1; 2 Coríntios 1:1), as igrejas na região da Galácia (Gálatas 1:2) e a igreja dos tessalonicenses (1 Tessalonicenses 1:1; 2 Tessalonicenses 1:1). É neste ambiente de igrejas locais que encontramos homens escolhidos para supervisionar e guiar. Os sistemas comuns de superestruturas de denominações, de ligas internacionais de igrejas e de hierrquias que ligam e até governam milhares de igrejas locais, são invenções do homem. Não há modelo bíblico de tais arranjos. No Novo Testamento, os cristãos serviam juntos em congregações locais. Eles eram gratos pelos seus irmãos em outros lugares, mas não tentavam criar algum laço de organização onde os cristãos de um lugar pudessem dirigir ou governar o trabalho de discípulos de outro lugar. Veremos este modelo mais claramente quando considerarmos o ensinamento específico sobre a organização de uma igreja local.
A Formação de Igrejas Locais
Conforme se espalharam pelo mundo, partindo de Jerusalém, cada cristão levou o evangelho a outras pessoas. A semente (a palavra S Lucas 8:11) foi plantada e produziu fruto (cristãos S Lucas 8:15; 1 Coríntios 3:7). Estes novos discípulos começaram a adorar e a trabalhar juntos no serviço de Deus (Atos 2:44; 16:40). Em cada cidade onde homens e mulheres obedeciam ao evangelho, as igrejas eram formadas (Atos 14:21-23). As igrejas se reuniam regularmente para participar da Ceia do Senhor (Atos 20:7; 1 Coríntios 11:20-34), para servir a Deus e edificarem uns aos outros (1 Coríntios 14:26; Hebreus 10:23-25). Os membros destas igrejas locais contribuíam voluntariamente para a obra que Deus incumbiu à congregação (1 Coríntios 16:1-2; 2 Coríntios 9:7).
A Supervisão da Igreja Local
Quando estas congregações se formaram, eram grupos de recém-convertidos que tinham que crescer (1 Coríntios 3:1-2). Quando amadureciam, desenvolviam-se homens que satisfaziam às qualificações exigidas por Deus para prover supervisão a essas congregações. Esses homens eram selecionados para servirem como presbíteros (Atos 14:23). A Bíblia também usa a palavra bispo para descrever os mesmos homens, e diz que o seu papel é pastorear (Atos 20:17, 28; 1 Pedro 5:1-2). A distinção que muitos grupos religiosos fazem entre pastores, bispos e presbíteros não é baseada na Bíblia. Estes presbíteros serviam na igreja local para pastorear "o rebanho de Deus", no meio do qual estavam (1 Pedro 5:1-2). Sua responsabilidade e autoridade para supervisionar não iam além do rebanho local. Não há nenhuma base bíblica para presbíteros de um local supervisionarem uma igreja em outro local. É também interessante e importante observar que as passagens que falam de bispos, presbíteros ou pastores nunca falam de apenas um servindo numacongregação. O modelo do Novo Testamento é ter uma pluralidade de bispos numa igreja local (Filipenses 1:1). Deus não autorizou nenhum homem a supervisionar sozinho uma igreja local.
Qualificações de Presbíteros/Pastores/Bispos

Duas passagens indicam claramente as qualificações que um homem tem que possuir para servir como bispo (1 Timóteo 3:1-7; Tito 1:5-9). Nenhum homem que não possua todas estas qualificações deverá ser selecionado para servir como presbítero/pastor/bispo. Antes de selecionar seus pastores, os membros da igreja local deverão estudar cuidadosamente estas listas para estarem certos de que tenham dois ou mais homens verdadeiramente qualificados. Paulo falou de qualificações familiares: esposo de uma só mulher, governa bem a própria casa, tem filhos crentes que não são acusados de dissolução, nem são insubordinados. Ele deu uma extensa lista de exigências espirituais e morais: irrepreensível, temperante, domínio de si, sóbrio, modesto, hospitaleiro, tem bom testemunho dos de fora, não dado ao vinho, não violento, cordato, inimigo de contendas, não avarento, não arrogante, não irascível, amigo do bem, justo, piedoso. Um bispo precisa também ter experiência e capacidade para ensinar: apto para ensinar, não neófito, apegado à palavra fiel, que é segundo a doutrina, de modo que tenha poder tanto para exortar pelo reto ensino como para convencer os que o contradizem. É claro que Deus quer homens espiritualmente maduros que se dedicarão aos seus irmãos para servir como presbíteros. Este não é o trabalho dos jovens, dos novos convertidos, ou homens que ainda não aprenderam a guiar suas próprias famílias, nem é papel atribuído a mulheres. Estas qualificações não se adquirem recebendo diplomas de cursos de seminários, mas dedicando-se ao serviço do Senhor.
Outros Servidores
Diáconos são homens especialmente qualifi-cados e escolhidos para servir sob a supervisão dos presbíteros. Suas qualificações são encontradas em 1 Timóteo 3:8-12: "Quanto a diáconos, é necessário que sejam respeitáveis, de uma só palavra, não inclinados a muito vinho, não cobiçosos de sórdida ganância, conservando o mistério da fé com a consciência limpa. Também sejam estes primeiramente experimentados; e, se se mostrarem irrepreensíveis, exerçam o diaconato.... O diácono seja marido de uma só mulher e governe bem seus filhos e a própria casa."

Evangelistas ou pregadores são homens que proclamam as boas novas de Jesus Cristo. Eles não têm papéis de autoridade ou supervisão na igreja. Eles servem o Senhor como seus ministros e têm que ser completamente fiéis a sua palavra (2 Timóteo 4:1-5). A prática comum de chamar um pregador de "o pastor" e de lhe dar autoridade para governar uma igreja não tem base nas Escrituras.

A Simplicidade do Plano de Deus
Numa era quando muitas igrejas se assemelham a corporações multinacionais, o plano simples de Deus de organização de igreja parece muito simples. Seguindo este plano, qualquer grupo de crentes biblicamente batizados pode começar a adorar a Deus e a trabalhar unido como uma igreja local. Não precisam de treinamento em algum seminário. Não precisam de permissão de nenhuma diocese ou convenção. Não precisam filiar-se a nenhuma denominação ou liga de igrejas. Não precisam esperar que algum corpo eclesiástico lhes envie um padre ou pastor. Eles precisam é de um inabalável respeito à Palavra de Deus, e uma determinação a fazer tudo o que ele exige, e nada do que ele não autorizou. Que possamos amar bastante a Deus para retornarmos ao seu modelo!

Pastores Aprovados por Deus



Há pastores na maioria das igrejas. Muitas pessoas almejam o cargo de pastor. Biblicamente, a função dos pastores é cuidar do rebanho (igreja) de Deus (veja 1 Pedro 5:1-2; Atos 20:28). Como servos de Deus, os verdadeiros pastores mostrarão a sua preocupação com a vontade do Senhor, fazendo e ensinando o que ele diz.

Nosso estudo de pastores, necessariamente, se baseia na Bíblia. Antes de entrar no estudo, quero explicar meus motivos. Estou escrevendo este artigo para ajudar pessoas honestas a servirem ao Senhor. Conforme o padrão bíblico, eu faço parte de uma congregação local, onde sirvo ao Senhor junto com outras pessoas. Não mantemos nenhum tipo de laço com nenhuma denominação. A nossa responsabilidade é de fazer a vontade de Deus, e aceitamos a Bíblia como a única fonte de informações sobre a vontade dele. Eu não tenho nenhum motivo para defender nem atacar qualquer pessoa ou organização religiosa. Meu propósito é bem simples: servir a Deus e ajudar outras pessoas a fazerem o mesmo.

Sem dúvida, este artigo não agradará a todos. Da mesma maneira que o ensinamento de Jesus desafiou os líderes religiosos de sua época, a palavra dele exige mudanças radicais por parte dos líderes de muitas igrejas hoje. Não podemos forçar ninguém a mudar, mas podemos e devemos avisar sobre o perigo de seguir a sabedoria humana (leia Provérbios 14:12; Isaías 55:6-9; Jeremias 10:23; Ezequiel 3:18-21). Eu sei, de antemão, que este estudo vai contrariar os ensinamentos e as práticas de muitos pastores e de muitas igrejas. Mas, eu não posso servir a Deus e agradar a todos os homens (Gálatas 1:10). Apresento este artigo depois de anos de estudo e oração, com o único propósito de divulgar e defender a palavra pura do Deus santo. Peço que você aborde o assunto com mansidão e o desejo de aprender a aplicar a palavra do Senhor. "Portanto, despojando_vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma. Tornai_vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando_vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha_se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência. Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem_aventurado no que realizar" (Tiago 1:21-25).

Pastores/anciãos no Velho Testamento

Sabemos que o Novo Testamento, o evangelho de Cristo, fornece o padrão para a igreja de hoje (veja João 12:48-50; Hebreus 8:6-13; 2 João 9; Colossenses 3:17). Mas o Antigo Testamento contém exemplos instrutivos que ajudam para entender a vontade de Deus (1 Coríntios 10:1-13; Romanos 15:4). No Velho Testamento, encontramos líderes entre o povo de Israel chamados, às vezes, anciãos (o sentido da palavra presbítero no Novo Testamento). Os anciãos das cidades israelitas resolveram problemas que surgiram entre as pessoas (Deuteronômio 21:2,19; 22:15-17; Rute 4:1-11). Quando não conduziram o povo no caminho de Deus, ele cobrou: "O Senhor entra em juízo contra os anciãos do seu povo e contra os seus príncipes. Vós sois os que consumistes esta vinha; o que roubastes do pobre está em vossa casa. Que há convosco que esmagais o meu povo e moeis a face dos pobres? —diz o Senhor, o Senhor dos Exércitos" (Isaías 3:14-15). Deus condenou os pastores gananciosos que não compreenderam a vontade dele e conduziram o povo ao pecado (Isaías 56:9-12). Jeremias transmitiu as palavras do Senhor sobre pastores maus: "Porque os pastores se tornaram estúpidos e não buscaram ao Senhor; por isso, não prosperaram, e todos os seus rebanhos se acham dispersos" (Jeremias 10:21). "Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto! —diz o Senhor. Portanto, assim diz o Senhor, o Deus de Israel, contra os pastores que apascentam o meu povo: Vós dispersastes as minhas ovelhas, e as afugentastes, e delas não cuidastes; mas eu cuidarei em vos castigar a maldade das vossas ações, diz o Senhor" (Jeremias 23:1-2).

Pastores nas igrejas do Novo Testamento

No Novo Testamento, encontramos muitas referências aos pastores/presbíteros/ bispos. Descobrimos em Atos 20:17 e 28 que esses três termos se referem aos mesmos homens (veja, também, 1 Pedro 5:1-2, onde os presbíteros pastoreiam). Não temos nenhuma base bíblica para usar o termo "bispo" para descrever um cargo, "pastor" para outro e "presbítero" para ainda outro. Pastores, bispos e presbíteros são os mesmos servos. Lendo o livro de Atos, achamos vários versículos que mencionam presbíteros: na Judéia (11:30); em cada igreja na Ásia Menor (14:23); em Jerusalém (15:2,4,6,22,23; 16:4); da igreja em Éfeso (20:17,28) e, mais uma vez, em Jerusalém (21:18). As epístolas, também, se referem aos homens que pastoreavam as igrejas: "pastores e mestres" (Efésios 4:11); "bispos" em Filipos (Filipenses 1:1); "o presbitério" (1 Timóteo 4:14); "presbíteros que há entre vós" (1 Pedro 5:1; aqui aprendemos que Pedro era presbítero, um dos dois apóstolos assim identificados—veja 2 João 1 e 3 João 1).

O trabalho dos presbíteros inclui várias funções importantes: pastorear (Atos 20:28; 1 Pedro 5:2); ensinar (Efésios 4:11-16; Tito 1:9); ser modelos (1 Pedro 5:3); presidir (1 Timóteo 5:17); vigiar (Atos 20:31); velar por almas (Hebreus 13:17); guiar (Hebreus 13:17); cuidar/governar (1 Timóteo 3:5); ser despenseiro de Deus (Tito 1:7); exortar (Tito 1:9); calar os enganadores (Tito 1:9-11); etc.

Observamos em todos os exemplos bíblicos que as igrejas que tinham presbíteros sempre tinham mais de um. Seja em Jerusalém, Éfeso, Filipos ou outro lugar, sempre fala dos presbíteros no plural. A prática comum nas igrejas de hoje, de ter um só pastor numa congregação, não tem nenhum fundamento bíblico.

As qualificações bíblicas de pastores/presbíteros/bispos

Paulo cita as qualificações dos bispos/presbíteros em duas cartas (1 Timóteo 3:1-7; Tito 1:5-9). A linguagem dele deixa bem claro que ele não está dando meras sugestões, e sim requerimentos. Em 1 Timóteo 3:2 ele diz: "É necessário, portanto, que o bispo seja...."
Tito 1:7 diz: "Porque é indispensável que o bispo seja...." Antes de examinar as qualificações em si, vamos entender bem esse ponto. Os requerimentos que encontramos nesses dois trechos são qualidades que o Espírito Santo revelou, através de Paulo, como exigências. Para servir como presbítero, um homem precisa de todas essas qualidades. Ninguém tem direito de apagar nenhum "i" ou "til" do que Deus falou aqui.

Agora, vamos ler o que o Espírito falou nessas duas listas paralelas (bem semelhantes, mas não exatamente iguais).

"Fiel é a palavra: se alguém aspira ao episcopado, excelente obra almeja. É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher, temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar; não dado ao vinho, não violento, porém cordato, inimigo de contendas, não avarento; e que governe bem a própria casa, criando os filhos sob disciplina, com todo o respeito (pois, se alguém não sabe governar a própria casa, como cuidará da igreja de Deus?); não seja neófito, para não suceder que se ensoberbeça e incorra na condenação do diabo. Pelo contrário, é necessário que ele tenha bom testemunho dos de fora, a fim de não cair no opróbrio e no laço do diabo" (1 Timóteo 3:1-7).

"Por esta causa, te deixei em Creta, para que pusesses em ordem as coisas restantes, bem como, em cada cidade, constituísses presbíteros, conforme te prescrevi: alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher, que tenha filhos crentes que não são acusados de dissolução, nem são insubordinados. Porque é indispensável que o bispo seja irrepreensível como despenseiro de Deus, não arrogante, não irascível, não dado ao vinho, nem violento, nem cobiçoso de torpe ganância; antes, hospitaleiro, amigo do bem, sóbrio, justo, piedoso, que tenha domínio de si, apegado à palavra fiel, que é segundo a doutrina, de modo que tenha poder tanto para exortar pelo reto ensino como para convencer os que o contradizem" (Tito 1:5-9).

Leia esses trechos com bastante atenção. Os pastores na sua igreja têm todas essas qualificações? São homens? Casados? Pais de famílias? Com filhos crentes? Conhecedores da palavra? Hospitaleiros? Respeitados por todos? Irrepreensíveis? Professores capazes? Amigos do bem? Têm todas as outras qualidades citadas aqui? Homens com todas essas qualificações são uma grande bênção ao povo de Deus, e serão extremamente úteis nas igrejas locais onde servem como presbíteros. Mas, pessoas que não têm essas qualificações não são autorizadas por Deus a serem pastores. A igreja que escolhe pessoas não-qualificadas como bispos está desrespeitando a palavra de Deus. Pessoas não-qualificadas que aceitam o cargo de pastor estão agindo contra o Supremo Pastor. Presbíteros não-qualificados que continuam nesse papel estão violando a palavra de Deus.

É notável que essas passagens não falam nada sobre escolaridade, cursos superiores, cursos de teologia, diplomas, certificados de seminários, etc. Muitas igrejas têm colocado tais coisas como seus próprios requerimentos, deixando de lado as exigências de Deus.

Desafios atuais

Não é possível, num pequeno artigo como este, elaborar um estudo completo sobre pastores. O propósito deste artigo é desafiar cada leitor a estudar mais, procurando entender bem o que Deus revelou sobre liderança na igreja. Mas, não é o bastante ouvir a palavra. Tem que praticá-la (Tiago 1:22-25). Se você, ou a igreja onde você congrega, esteja agindo de forma errada, há uma solução só: arrepender-se e começar a obedecer ao Senhor. Pastores não-qualificados devem renunciar ou serem removidos do cargo, para não trazer a ira de Deus sobre a igreja. E se sua igreja insiste em manter pastor(es) não aprovado(s) de Deus, você terá que escolher entre Deus e os homens (Mateus 15:9; Josué 24:15). Tal igreja está desordenada (Tito 1:5) e não procede como deve (1 Timóteo 3:15). Igrejas que ainda não têm presbíteros devem encorajar todos os homens a se desenvolverem espiritualmente para serem qualificados, se possível, no futuro.

É bem provável que alguns leitores, especialmente os que fazem parte da liderança de algumas denominações, não gostarão deste artigo. Não aceite nada que vem de mim ou de qualquer outro homem; mas não rejeite nada que vem de Deus. "Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo" (Gálatas 1:10).

VIA GRITOS DE ALERTA

Por que o Aborto e o Homossexualismo estão sendo propagados pelo Mundo todo?


A Resposta é simples, como você poderá ver neste Artigo.
“Mas vem a hora em que todo o que vos matar julgará com isso tributar culto a Deus. Isto farão porque não conhecem o Pai, nem a mim.” João 16:2,3

Em números aproximados, as publicações que dão conta do número de abortos praticados pelo mundo afora mostram a seguinte situação:
-Abortos por ano no mundo todo: 50 milhões de fetos mortos
-Abortos por dia no mundo todo: 150 mil fetos mortos

Se você acha que estes dados são estarrecedores, você ainda não viu nada!

Mesmo diante dessa carnificina global, com uma quantidade de sangue derramado que daria para encher de carne e sangue humanos gigantescos vales e lagos, por que as pessoas não somente nada fazem a respeito, mas ainda aderem a essas campanhas assassinas?
E o que tem a ver a campanha mundial pelos chamados direitos dos homossexuais (o de casar em Igrejas, inclusive, como se fossem um casal verdadeiro) a ver com isso? É o que você verá logo a seguir.

Ecologia, Meio Ambiente, a Salvação do Planeta e o Fim da Pobreza

Todos os dias, pipocam pelas mídias, no mundo inteiro, notícias sobre o efeito estufa, sobre a escassez de recursos naturais, sobre extinção de espécies (sutilmente inserido aqui o risco de extinção da própria humanidade, se nada for feito), a necessidade de haver maior redistribuição de renda, enfim, todos os dias as vozes de ambientalistas, de socialistas, comunistas, de movimentos pró-aborto e de defesa dos direitos homossexuais são transmitidas em todo o mundo.

As diretrizes de ação para que as nações se empenhem, o mais rapidamente possível, na confecção de leis com vistas à legalização do aborto, bem como para a promoção do homossexualismo vêm, todas elas, do mesmo lugar, a saber, da Organização das Nações Unidas (ONU), cujos braços mais ativos nessa missão são a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a UNICEF (United Nations Children's Fund - O Fundo das Nações Unidas para a Infância). E é por esta razão que as semelhanças entre o modo de ação e de propagação desses movimentos pelo mundo são completamente evidentes, possuem o mesmo formato, o mesmo discurso e as mesmas técnicas de propagação.

Não somente isto, mas também montanhas de dinheiro estão sendo dadas como incentivos às nações cumpridoras de seus deveres para com estas tais diretrizes, juntamente com apoio de logística e de inteligência a fim de levar a cabo os dois sumários de todos esses movimentos: a salvação do planeta e a construção de um mundo melhor.
E você vê isto tudo acontecendo, na prática, todos os dias, diante de seus olhos.

Embora muita gente já saiba da existência de uma Elite Global e já esteja assistindo a plena execução da construção de um novo Governo Mundial, a esmagadora maioria das pessoas não faz a menor idéia do porquê de estas coisas estarem acontecendo. Ou seja, intelectual e racionalmente entendem a mecânica superficial do processo, mas ignoram seus mentores e quem e o que está, de fato, por trás desses movimentos, no mínimo esdrúxulos e bizarros.

Para os que realmente acreditam que a terra corre até mesmo risco de extinção, que o efeito estufa é um fato e que em breve não haverá nem espaço e nem recursos naturais suficientes para uma população que já ultrapassa os 7 bilhões de habitantes, abraçar a causa ecológico ambientalista abortista pode até mesmo parecer algo intelectualmente aceitável. Daí o surgimento de um impressionante número de Organizações não Governamentais (ONGs) ambientalistas, pró-aborto, antifumo, em defesa disto ou daquilo (patrocinadas pela ONU - e lá estão todas listadas, e por Governos com dinheiro público), o que, aliás, financeiramente é um grande negócio para elas.

Para os que são um pouco mais críticos, a explicação para a súbita e intrigante explosão desses movimentos e organizações tratar-se-ia de um mero projeto de dominação mundial por parte da Elite Global, a Nova Ordem Mundial, cujos objetivos são os já bem conhecidos: Dinheiro, poder político e militar e dominação global. E embora estejam, em parte, corretos, a explicação para o fato de a Organização das Nações Unidas e suas filhas (OMS, UNICEF, dentre muitas outras) estarem tão engajadas nessa história tem uma explicação bem mais aterradora do que conclusões meramente racionais.

O Embuste Satânico por trás do Globalismo, do Ambientalismo, do Abortismo e do Homossexualismo

No início deste artigo, dissemos que a respostas a esses intrigantes e aterradores movimentos é simples. E é, pelo menos para quem conhece as Escrituras de Deus, a Bíblia. Veja, a seguir, como a coisa toda funciona:

Como já temos afirmado, há anos, neste Ministério, o maior dentre todos os objetivos de Satanás para com a história humana é seu obsessivo desejo de se vingar de Deus, por quem Satanás, Lúcifer, a Serpente, também conhecido como Diabo, nutre um sentimento de rancor e ódio inimaginável para a mente humana.

Como ele possui uma poderosa influência e uma grande medida de autoridade sobre este mundo, o que só foi possível devido à derrota do original e primeiro senhor do mundo, a saber Adão, passou o diabo a buscar, de todas as formas e por toda a História, meios e modos de assassinar o maior número possível de pessoas, o que só não pode ultrapassar os limites de atuação que possui, limites esses impostos pelo único verdadeiro Senhor e Deus dos céus e da terra, cujo nome é Jesus Cristo.

“Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus, o qual a si mesmo se deu por nós, a fim de remir-nos de toda iniqüidade e purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente seu, zeloso de boas obras.” Tito 2:11-14

Desde o princípio dos tempos, quando Adão foi derrotado por Satanás, suas atividades têm se concentrado em matar. Notemos no versículo bíblico seguinte que, como dissemos, isto tem acontecido desde o princípio.
Dirigindo-se aos seus perseguidores, o Senhor Jesus Cristo afirmou:

“Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira.” João 8:44

Satanás tem perseguido e assassinado muitos desde o princípio, mas seu ódio sempre foi mais intenso contra o Povo de Deus, os judeus na Antiga Aliança e hoje os cristãos na Nova Aliança.

Neste artigo não trataremos do que Satanás já fez para matar multidões no passado, mas concentremo-nos no que ele está planejando e fazendo, hoje, com toda essa estória embusteira e mentirosa de Globalismo, Ambientalismo, Abortismo e Homossexualismo.

A atual estratégia de Satanás para a perseguição, prisão e morte de Cristãos é a seguinte:

1- Criar a mentirosa idéia de que o planeta corre riscos e perigos em função das atividades industriais e econômicas dos homens, os quais estariam em vias de destruir a terra por uma ação depredatória.

2- Incutir na mente das pessoas que elas precisam fazer algo a respeito, e esse algo é a redução da população mundial.

3- A redução da população passa, obrigatoriamente, pela aceitação e pela adesão à promoção do aborto e do homossexualismo.

4- Incutir na mente das populações que quem for contra o aborto e o ambientalismo é contra a sobrevivência do planeta.

5- Efetivar todo esse embuste em forma de legislações em quantas nações for possível.

6- Proibir a pregação da Palavra de Deus, a única resistência possível a essa estratégia diabólica.

7- Perseguição popular, midiática e governamental a todos os insubordinados, principalmente os judeus e os cristãos.

8- Perseguir, multar, prender e matar o maior número de cristãos possível através de leis e da força policial e militar das nações.

9- Mobilizar todo o mundo Islâmico a fim de destruir os judeus.

10- Usar como forma de controle das massas as ideologias e técnicas de controle e opressão do Comunismo e do Socialismo.

E todas estas coisas estão acontecendo, hoje, bem diante dos nossos olhos.

Para quem gosta de ciências, toda a argumentação dos Ambientalistas e Abortistas pode ser tão facilmente aniquilada como quando se esmaga uma barata debaixo dos pés. E por que isto não é feito?

Em primeiro lugar porque a maioria das pessoas está entrando pela porta larga que conduz à perdição, desprezando as advertências de Deus, acomodadas em seus prazeres e pecados, completamente alheias às coisas espirituais, exageradamente focadas na aquisição de bens materiais e obedientemente atentas e submissas ao que diz a mídia mentirosa em todo o mundo, sendo sistematicamente doutrinadas pela televisão e pelos jornais. E por desprezarem a Deus e a sua Palavra, tornam-se em presas fáceis do Diabo, por ele escravizadas e postas para cumprir a sua vontade. Mas Deus não as deixará impunes, a menos que se arrependam e se convertam ao Evangelho do Filho de Deus.

“E alguém lhe perguntou: Senhor, são poucos os que são salvos? Respondeu-lhes: Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão. Quando o dono da casa se tiver levantado e fechado a porta, e vós, do lado de fora, começardes a bater, dizendo: Senhor, abre-nos a porta, ele vos responderá: Não sei donde sois.” Lucas 13:23-25

O dia quando o dono da casa se levantar para fechar a porta é o dia do Juízo de Deus.

O que tem o Homossexualismo e Sodoma e Gomorra a ver com isso?

Quando o Senhor Jesus Cristo falava a respeito de sua volta, com grande poder e glória, e sobre o juízo de Deus, ele se referiu a dois momentos específicos da História: a destruição do mundo antigo pelo dilúvio, e à destruição de um grupo de cidades circunvizinhas cujas principais e mais ricas eram Sodoma e Gomorra.

“Assim como foi nos dias de Noé, será também nos dias do Filho do Homem: comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e destruiu a todos. O mesmo aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; mas, no dia em que Ló saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre e destruiu a todos. Assim será no dia em que o Filho do Homem se manifestar.” Lucas 17:26-

Quanto aos dias de Noé, nesse tempo os homens se encontravam em uma terrível situação de indiferença e de desprezo para com Deus. Viviam para si mesmos, sem misericórdia para com o próximo, pecadores insaciáveis e zombavam das advertências de Deus, e foram todos destruídos, tendo sido salvos apenas e tão somente os que deram ouvidos a Noé, um profeta de Deus. E hoje as coisas estão bem piores e muito mais graves do que nos dias de Noé.

No que diz respeito à Sodoma e Gomorra, famosas por suas práticas homossexuais, a Bíblia nos afirma que eram egoístas e presunçosos, arrogantes e atrevidos, profundamente maus e perversos.

Diante da apostasia dos filhos de Israel, os judeus, Deus os comparou ao procedimento dos moradores de Sodoma, e lhes trouxe à lembrança a lastimável situação daquelas cidades.

“Eis que esta foi a iniqüidade de Sodoma, tua irmã: soberba, fartura de pão e próspera tranqüilidade teve ela e suas filhas; mas nunca amparou o pobre e o necessitado. Foram arrogantes e fizeram abominações diante de mim; pelo que, em vendo isto, as removi dali. Também Samaria não cometeu metade de teus pecados; pois tu multiplicaste as tuas abominações mais do que elas e assim justificaste a tuas irmãs com todas as abominações que fizeste.” Ezequiel 16:49-51

“Ora, os homens de Sodoma eram maus e grandes pecadores contra o SENHOR.” Gênesis 13:13

Quanto ao homossexualismo em Sodoma, Gomorra e nas cidades circunvizinhas, e a posterior destruição de todas elas, por Deus, com fogo e enxofre, este é um sinal profético, pois que o mundo de hoje, antes de sua destruição, estaria imerso nessa prática. A menção do homossexualismo naquelas cidades é um sinal de Deus para os dias de hoje, pois o mundo agora se encontra em uma situação bem mais grave do que nos dias de Noé e do que nos dias de Ló. E por ter sido daquela forma, naquele tempo, com a destruição que se seguiu, quão mais terrível e definitiva será a destruição deste mundo presente, pois o mundo permaneceu mesmo após a destruição daqueles povos, mas desta vez, não mais subsistirá. Por isso esta é a última advertência, pois que foi feita pelo próprio Filho de Deus, o Senhor Jesus Cristo, tendo o Senhor Deus falado que o mundo já foi definitivamente advertido pelo Filho nestes últimos dias.

“Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo.” Hebreus 1:1,2

“Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento. Virá, entretanto, como ladrão, o Dia do Senhor, no qual os céus passarão com estrepitoso estrondo, e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela existem serão atingidas. Visto que todas essas coisas hão de ser assim desfeitas, deveis ser tais como os que vivem em santo procedimento e piedade, esperando e apressando a vinda do Dia de Deus, por causa do qual os céus, incendiados, serão desfeitos, e os elementos abrasados se derreterão. Nós, porém, segundo a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, nos quais habita justiça.” 2 Pedro 3:9-13

A Inclusão da Promoção do Homossexualismo na Agenda de Destruição de Satanás

Acrescente à sua compreensão dos planos do Diabo para perseguir e matar a quantos cristãos possa, a chamada Agenda Gay, também conhecida como Luta pelos Direitos dos Homossexuais e também por Campanha contra a Homofobia.
A aprovação do “casamento” de homossexuais é um evidente deboche e ultraje à Palavra de Deus e um movimento de evidente rebelião contra Deus, pois está escrito:

“Vieram a ele alguns fariseus e o experimentavam, perguntando: É lícito ao marido repudiar a sua mulher por qualquer motivo? Então, respondeu ele: Não tendes lido que o Criador, desde o princípio, os fez homem e mulher e que disse: Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne? De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.” Mateus 19:3-6

A estratégia de Satanás tem também o objetivo de buscar legalizar a união civil e religiosa entre homossexuais a fim de que, em razão dessas legislações, aqueles que contra essas leis se opuserem sejam perseguidos, multados e presos. São o oposto dos chamados “politicamente corretos”, estes últimos já profundamente doutrinados pela mídia prostituída e escravizados a Satanás.

No Brasil, esta estratégia satânica está em pleno curso com o PLC - PROJETO DE LEI DA CÂMARA, Nº 122 de 2006, de autoria da deputada Iara Bernardi e que tem hoje como ferrenha defensora a serviçal do Diabo chamada de Marta Suplicy, ambas do igualmente serviçal de Satanás, o Partido dos Trabalhadores, cujas ações nesse sentido são, todas elas, e como já dito, oriundas da Organização das Nações Unidas, o quartel general da Maçonaria Internacional e também a mesa de reuniões onde têm sido formadas as alianças entre os principais grupos através dos quais Satanás está pondo sua agenda de perseguição contra os cristãos em prática. Esses grupos são: a Maçonaria Internacional (Bilderbergs, Illuminati), o Islã e os líderes de governo da China e da Rússia. Todos estes ferrenhos opositores e inimigos declarados de Cristo.

Se você é cristão, prepare-se, pois dias de muito sofrimento nos aguardam pela frente. Mas confie em Deus de todo o seu coração!

“Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo. Não se vendem dois pardais por um asse? E nenhum deles cairá em terra sem o consentimento de vosso Pai. E, quanto a vós outros, até os cabelos todos da cabeça estão contados. Não temais, pois! Bem mais valeis vós do que muitos pardais. Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus; mas aquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus.” Mateus 10: 28-33


VIA GRITOS DE ALERTA

VIRUS INFORMÁTICO "FLAME" QUE ATACOU O IRÃO É PIOR QUE O "STUXNET"



Os peritos de segurança iranianos confirmaram que o virus que atacou os sistemas dos computadores no país é muito mais perigoso que o anterior Stuxnet.
Apelidado de "Flame" (chama), o virus não atacou apenas o Irãn, mas também outros países inimigos de Israel.
A empresa de segurança da internet Kaspersky classificou o virus Flame (que rouba informações) como "a mais sofisticada arma cibernáutica jamais utilizada" e calcula que pode ter sido criada pelos mesmos autores do virus Stuxnet.
O virus Flame atacou pelo menos 600 sistemas específicos de computadores no Irãn, Síria, Líbano, Egipto, Sudão, Arábia Saudita e Autoridade Palestina, todos cruéis inimigos de Israel. Vitaly Kamluk, perito da empresa Kaspersky disse à BBC que este virus já devia  funcionar discretamente há uns dois anos.
"Este virus é mais poderoso que o seu antecessor" - afirmou o perito, acrescentando: "É um tipo de virus que só poderia ter sido criado por um estado ou outra grande entidade."
Os problemas com os sistemas de informáção iranianos continuam a vir à tona, ainda relacionados com o virus Stuxnet de 2010. O virus atacou e desmantelou com sucesso os computadores que operavam as instalações iranianas para o enriquecimento do urânio. Mais de 16.000 das centrifugadoras das instalações de Natanz foram destruídas como resultado do ataque cibernético.
O virus Flame é tão poderoso, que uma agência das Nações Unidas que apoia as nações membras na segurança das suas infraestruturas nacionais prepara-se para avisar as nações membras sobre os riscos apresentados pelo virus.
Um repórter do jornal Herald Sun, que estimou que o Flame é 20 vezes mais poderoso do que qualquer outro antes conhecido, comentou ironicamente que o virus pode "pôr o mundo de joelhos".
Segundo a empresa russa Kaspersky, o pacote do software do Flame totaliza quase 20 Mb em tamanho quando plenamente aplicado.
"Este é um ataque com um alvo específico" - afirmou Bencsath, acrescentando: "Esta ferramenta é usada para ataques específicos, o que significa que os computadores caseiros não deverão correr qualquer risco."
Esses comentários confirmam os de Greg Hughes, o CEO da israelita Symantec, que comentou que o virus Flame descoberto no Irão é um ciberataque equivalente a "assassinato de alvos específicos".
O virus Flame é então descrito como um "virus ladrão de informações" e "virus de espionagem cibernáutica" preparado para guardar e apagar informação sensível, fazer capturas de écran, descarregar aplicações, gravar movimentos das teclas e copiar arquivos guardados em sistemas.
O Irãn - que acusou abertamente Israel de lançar o Flame - afirma ter neutralizado o virus e que os seus criadores não tiveram sucesso.
No entanto, no passado, os reponsáveis iranianos também alegaram ter liquidado o menos poderoso virus Stuxnet por variadas vezes antes de o terem conseguido erradicar quase dois anos depois de o terem descoberto...
Representantes israelitas recusaram-se a confirmar se o Flame foi "apadrinhado" por Jerusalém, mas o Ministro para os Assuntos Estratégicos, Moshe Yaalon disse no entanto o seguinte: "Quem quer que veja a ameaça iraniana como uma ameaça séria, é razoável que venha a tomar várias medidas sérias, incluindo esta."
Para os iranianos, esta foi a "confissão" de que Israel está por detrás deste ataque. Seja ou não Israel, Deus queira que este engenhoso processo de recolha e destruição de informação sensível consiga atrasar, danificar ou até destruir por completo toda a programação iraniana que visa a fabricação de engenhos nucleares cujo objectivo claro é a destruição do estado de Israel. Se assim for, estão de parabéns os autores da "façanha"!
Shalom, Israel!

Blogueiros criticam Silas Malafaia por desafio teológico

Blogueiros criticam Silas Malafaia por desafio teológico
O desafio proposto pelo pastor Silas Malafaia, no último dia 19, para que sites e blogs, que costumam acusá-lo de estar pregando a “Teologia da Prosperidade”, assistam aos programas dos dias 2 e 9 de junho e encontrem em suas pregações erros teológicos, tem gerado crítica de diversos blogs.
O desafio é bastante simples, trata-se de uma mensagem gravada em um culto especial que realizou com a igreja que pastoreia, Assembleia de Deus Vitória em Cristo, no Rio de Janeiro. Ele reuniu as pessoas na Arena HSBC para pregar o sermão intitulado “Uma vida de prosperidade”.
Na ocasião, embora reconheça que existem muitos sites e blogs cristãos que apresentam notícias sérias, o pastor Silas Malafaia afirmou que alguns pertencem a “bandidos travestidos de evangélicos”.
O pastor Ciro Zibordi, autor de uma série de livros para pregadores e líderes, criticou a postura do pastor. Sem citar o nome, Ciro escreveu em sua página no Twittter que não tem tempo “para aceitar desafios de telepastores”.
“Já fui desafiado por Jesus a segui-lo e fazer sua vontade. Isso sim é nobre!”, escreveu o pastor.
Além do pastor Ciro, outros blogueiros resolveram dar uma resposta antecipada ao desafio proposto pelo pastor. Vera Siqueira, do blog “Uma estrangeira no mundo” é uma.
Vera participou da Marcha para Jesus no Rio de Janeiro, no mesmo dia em que foi transmitido o programa do desafio, dia 19, e afirmou que na esquina da Avenidas Rio Branco e Almirante Barroso estavam blogueiros do “Pedras Clamam”, “Voltemos ao Evangelho” e “Esse Mundo Jaz no Maligno”. Segunda ela, ao ver as faixas dos blogs, Silas Malafaia teria desviado o olhar.
“No vídeo, o Malafaia está bem corajoso, confiante, cheio de si. No vídeo, cercado apenas por seus empregados, o Malafaia demonstra até uma certa prepotência e arrogância, parecendo não temer os ‘bandidos’, como ele se refere a quem o critica (sic)”, escreveu em seu blog.
Não é a primeira vez que Silas Malafaia se queixa publicamente do que é escrito sobre ele na internet.
Assista ao vídeo:


VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. GOSPEL PRIME

Bispo Manuel Ferreira, líder da Assembleia de Deus Ministério Madureira completa 80 anos


Bispo Manuel Ferreira, líder da Assembleia de Deus Ministério Madureira completa 80 anosNesta quarta-feira (30) o Bispo Manuel Ferreira, presidente da Assembleia de Deus Ministério Madureira, completa 80 anos de vida. Ministério fundado na década de 1930 pelo pastor Paulo Leivas Macalão e que, em 1958, serviu de base para a estruturação nacional do Ministério por ele presidido, até a sua morte, no final de 1982.
Em sua trajetória Manuel Ferreira expandiu o Ministério e contribuiu para o crescimento do evangelho no Brasil. Hoje com dois filhos na vice-presidência da Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil, Ministério de Madureira (CONAMAD), pastor Samuel Ferreira e pastor Abner Ferreira, Manuel tornou-se um dos mais bem sucedidos evangelistas do Brasil.
Para o deputado federal, Pastor Marco Feliciano, “com tanto dinamismo e disposição, o tempo não lhe tem pesado, sendo difícil aos mais jovens acompanhar seu ritmo de trabalho com tanta atuação em todo o Brasil e também no exterior, onde seu Ministério não para de crescer” comentou em discurso na Câmara dos Deputados.
“Falar de sua trajetória de vida é escrever um capítulo na história do Evangelismo no Brasil, homem simples, Pastor de Igreja galgou todos os degraus da hierarquia eclesiástica provando seu valor desde a juventude. Ao chegar ao mais alto posto da Igreja Assembleia de Deus, Ministério Madureira, na cadeira do Pastor Paulo Leivas Macalão, manteve a unidade ministerial, administrando como Pai e amigo conquistando o coração de todos e com certeza o coração de Deus” comentou o parlamentar.
O Ministério de Madureira (Conamad), que tem no campo do Brás, na capital paulista, a sua maior expressividade, que, por anos, foi presidido pelo pastor Lupércio Vergniano e hoje está sob as ordens do Pastor Samuel Ferreira. Possuia em 2005 cerca de 2 milhões de membros no Brasil e exterior.

VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. OVERBO

Marco Feliciano protesta na Câmara contra descriminalização do uso de drogas; Marisa Lobo afirma que proposta se dá por “incompetência” do governo


Marco Feliciano protesta na Câmara contra descriminalização do uso de drogas; Marisa Lobo afirma que proposta se dá por “incompetência” do governoA elaboração de um novo Código Penal por uma comissão de juristas formado pelo Senado, propôs a descriminalização do plantio, cultivo e porte de drogas para uso próprio.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Em protesto, o pastor e deputado federal Marco Feliciano discursou na tribuna da Câmara dos Deputados e afirmou ser “o começo da tragédia”.
De acordo com o deputado, a iniciativa premia o traficante: “Veremos o pequeno tráfico aumentar consideravelmente, frente a uma policia impotente, sem nada poder fazer, pois ao efetuar a prisão do pequeno traficante, este alegará que porta uma quantidade apenas para consumo, sendo premiado o criminoso”.
O pastor inclusive sugeriu que a comissão responsável pela elaboração do novo Código Penal ouvisse policiais e delegados que trabalham na repressão ao tráfico de drogas para que uma opinião diferente fosse levada em consideração, de acordo com informações de seu blog.
-Seria de bom alvitre que se consultasse quem opera no combate, ou seja, as autoridades policiais, que com sua longa experiência muito contribuiria para o exato cumprimento dos anseios e necessidades do povo que no final é o mais interessado no equilíbrio nas relações dos cidadãos com o Estado – afirmou Feliciano.
O deputado ressaltou as consequências do uso de drogas: “Enfatizo que além de saúde pública as drogas também têm efeito social negativo, pois, causam transtorno não só ao usuário, mas a todos os familiares que de uma forma ou de outra tornam refém indiretos de traficantes”.
O deputado federal e presidente da Frente Parlamentar Evangélica João Campos (PSDB-GO) afirmou que se o uso de drogas for descriminalizado, “poderemos implantar de vez o caos das drogas em nossa sociedade”.
João Campos pediu que os eleitores protestem junto aos senadores para que a proposta não siga adiante: “Todavia, sugiro que cada cidadão ligue para o Senador de seu estado pela não aprovação do referido anteprojeto em relação descriminalização do uso de drogas. Afirmo-lhes que, se for aprovado no Senado, aqui na Câmara farei o possível para rejeitá-lo nessa parte”.
A psicóloga Marisa Lobo participou de um debate na rádio CBN sobre a descriminalização do uso de drogas e afirmou que “o povo não quer legalização de drogas, e isso deve ser levado em consideração”.
Lobo ressaltou que a sugestão dos juristas se dá “para desafogar, por incompetência administrativa, de saúde pública, incompetência do nosso país”, para lidar com o assunto.
Ouça neste link a participação da psicóloga Marisa Lobo no debate promovido pela rádio CBN.

VIA GRITOS DE ALERTA.
INF G+

Teologia da Prosperidade provoca divisões entre pastores evangélicos no Brasil

Em entrevista à revista Igreja, o pastor Silas Malafaia (foto) chamou de "idiota" aquele que o acusa de estar promovendo a teologia da prosperidade.

Pregações de diferentes teologias e estilos diferentes de pregar, estão provocando conflitos entre evangélicos brasileiros.

Recentemente, pastores e líderes evangélicos entraram em conflito na questão da teologia pregada pelo conhecido pastor Silas Malafaia. Segundo eles, Malafaia, que era contra a teologia da prosperidade, estaria promovendo agora tal teologia depois de mostrar alguns convidados em seu programa, como Morris Cerrullo e Mike Murdock que são pregadores dessa teologia.

Em entrevista à revista Igreja, quando questionado sobre qual seria a sua resposta quanto às acusações de que ele estaria promovendo a teologia da prosperidade, Silas Malafaia negou veementemente as afirmações.

“Primeiro quem fala isto é um idiota! Desculpe a expressão, mas comigo não tem colher de chá! Por que quando é membro eu quebro um galho, mas pastor não: é um idiota. Deveria até mesmo entregar a credencial e voltar a ser membro e aprender”, disse ele à revista.

Malafaia alega que há radicalismo e confusão em torno do tema. “Finanças é um dos maiores assuntos da Bíblia. Quando chega nesta parte, muitos pastores, às vezes porque eles mesmos não dão dízimo e nem oferta e, portanto não tem autoridade para falar do assunto, querem bater em quem fala”.

Diversos pastores se sentiram ofendidos com a maneira em que Silas Malafaia deu sua resposta e também responderam a ele através de seus blogs.

“Estou estupefacto com a entrevista de Silas Malafaia quer dizer então que aqueles que combatem essa maldita teologia são idiotas? Quer dizer então que a prosperidade ensinada pelos teólogos da prosperidade é bíblica?”, escreveu o Pr. Renato Vargens.

Segundo Renato Vargens, Malafaia teria mudado radicalmente a sua atitude nos últimos tempos, estando promovendo, por exemplo, a venda da unção da prosperidade por R$ 900.

“Caro (bota caro nisso) Silas Malafaia, diante de sua afirmação gostaria de lhe dizer que eu me encaixo no quadro dos idiotas. Gostaria de lhe dizer que não desejo a sua unção financeira. Eu não almejo essa espúria unção da prosperidade. Eu não quero esse evangelho manipulador que tira dinheiro do bolso dos meus irmãos”, escreveu ele.

Recentemente, pastor Ciro Sanches Zibordi, apesar de ser também pastor da Assembleia de Deus, mostrou descontentamento com a atitude de Silas Malafaia, criticando-o por pregar a teologia da prosperidade e por “não economizar nos impropérios”.

Malafaia, entretanto, se defendeu fazendo um desafio a todos a apontarem biblicamente onde é que se encontram as falhas teológicas em sua pregação que fará no dia 2 e 9 de junho no seu programa, cujo tema será “Uma vida de prosperidade”.

“Eu vou desafiar você a apontar qual é o meu erro teológico na mensagem”.

Fonte: The Christian

16º Congresso Fogo para o Brasil acontece em julho

16º Congresso Fogo para o Brasil acontece em julho
Entre os dias 24 e 28 de julho acontecerá na cidade de Serra Negra, interior de São Paulo, o 16º Congresso Pentecostal Fogo para o Brasil. O evento é organizado pela Associação Vitória em Cristo em parceria com a Talli Eventos.
Entre os pastores confirmados para esse grande congresso estão: Silas Malafaia, Elizete Malafaia, Marcus Gregório, Jorge Linhares, Elson de Assis, Jabes de Alencar, Josué Brandão, e o conferencista internacional, Dr. Samuel Chand.
E além das pregações também acontecerá momentos de louvor com artistas evangélicos como Eyshila, Jozyanne, Nani Azevedo, Danielle Cristina, Tatiana Malafaia, Jotta A, Marquinhos Menezes e Lilian, Dayan de Alencar e Raquel Mello.
As inscrições para esse evento já estão abertas assim como a venda de pacotes para hospedagem e também a parceria com a TAM Viagens que oferece passagem aérea e transfer dos aeroportos de São Paulo e de Campinas para o hotel de Serra Negra onde acontecerá o congresso.
O evento Fogo para o Brasil acontece desde 1997 sendo um dos principais congressos brasileiros para despertamento espiritual. Além disso, as atividades promovem a comunhão entre irmãos de diversas denominações.
Para saber mais acesse o site do evento que é o www.fogoparaobrasil.com.br.


Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/16o-congresso-fogo-para-o-brasil-acontece-em-julho/#ixzz1wNkhticy

Pastor Evangélico manda matar jornalista e paga pistoleiro com dinheiro do dízimo


Um pastor da Igreja Batista de Caicó (RN), Gilson Neudo Soares do Amaral, está preso em Natal, por integrar um consórcio de quatro pessoas, entre elas um advogado, um comerciante e um coronel da reserva da PM, como sendo os mandantes do assassinato do jornalista e radialista Francisco Gomes de Medeiros, 48, o F. Gomes, morto a tiros  em Caicó.

A Polícia descobriu tudo, após grampear o telefone do advogado do pistoleiro que cobrava do bando, o restante do pagamento de um total de R$ 8 mil.

PAGAMENTO COM DINHEIRO DO DÍZIMO

O que mais chamou atenção da Policia, foi descobrir que, a contribuição do pastor para pagar o crime saíu do dízimo dos fiéis da Igreja por ele comandada. Foram mil reais entregues ao pistoleiro.

Fonte: 180graus

“Errei e agora?” - por Bispa Fernanda Hernandes


Sabe, fico impressionada com a intolerância que hoje se impõe ao erro, quando na verdade “errar é humano”. Parece que atualmente não existe nada mais dramático que o erro.
O erro é inerente a natureza humana, e, muitas vezes, é ele que nos conduz aos nossos maiores acertos. Tudo se define em como você reage ou age diante dele (1João 1:8).
Você pode fingir que ele nunca aconteceu, ignorá-lo, mas ele se tornará seu mais cruel acusador. Talvez ele cresça dentro de você e te leve a cometer erros maiores para esconder o anterior.
Talvez você possa fazer dele o teu melhor amigo. Aquele que vem te visitar sempre e fazer dos teus erros “traços da sua personalidade”. Quem sabe assim você continuará errando nas mesmas situações (1 João 5:18).
Você pode fazer do erro o álibi da sua acomodação e nunca mais tentar, ousar, sonhar, porque você está muito envolvido e frustrado com ele.
Para mim, a melhor postura que podemos adotar diante de um erro é fazer dele uma grande lição, uma experiência, um Know How. O erro pode ser uma grande lição, quando estamos dispostos a fazer dele a força motriz dos nossos acertos.
A partir do momento que conseguimos lidar com os nossos erros, aprender com eles e superá-los, estamos prontos para novas experiências. Posso até ser perfeccionista, mas na verdade o perfeccionismo não tira a possibilidade de erros. Afinal, o que seria de nós sem eles?
Quando abraçamos nossas missões na terra como pais, mães, pastores, amigos, filhos e profissionais; não estamos nos candidatando à perfeição, mas sim à dedicação absoluta para aquilo que amamos, acreditamos e nos faz feliz.
Não estou aqui fazendo nenhuma apologia e nem te incentivando a cometer erros, pois eles nos consomem muito, roubam oportunidades e comprometem o futuro. Existem erros irreversíveis.
O que quero trazer de reflexivo para este texto é que devemos admitir que cometemos erros e que precisamos compreender que por mais que as pessoas sejam talentosas, não são perfeitas.
Hoje, quero apenas te lembrar que ao invés de se consumir com seus erros e mergulhar nas águas profundas da culpa, você possa “Andar de acordo com o alcançou”, conforme está escrito em Filipenses 3:16. Que hoje você encontre o caminho do arrependimento e do perdão e torne sua vida mais leve.


Por Bispa Fernanda

VIA GRITOS DE ALERTA

Gospel in Rio terá Thalles Roberto e Fernanda Brum


Dia 13 de julho vai ser dia de muito música na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Thalles Roberto, Fernanda Brum, Gabriela Rocha e Bruna Karla já são presenças confirmadas no Gospel in Rio.

O evento será às 19hs, no Clube Luso Brasileiro, na Estrada do Campinho, nº 881, Campo Grande/RJ.

Além das presenças já citadas, o evento também contará com o DJ Marcelo Araújo.

Ingressos:
Pista
1º- Lote - R$ 10,00
2º- Lote - R$ 15,00
3º- Lote - R$ 20,00
4º- Lote - R$ 25,00

Pista VIP (Frente ao palco)
1º- Lote - R$ 20,00
2º- Lote - R$ 25,00

Camarote (Com sala de games e televisão)
1º- Lote - R$ 30,00
2º- Lote - R$ 35,00

Postos de venda:
Ingresso Mais
Lojas South - Principais Shoppings
Lojas Central Gospel - Bangu e Campo Grande
Lojas Mania de Fã - Bangu e Campo Grande
Escolas Seven Computação Gráfica - Campo Grande / Cascadura / Madureira / Centro / Duque de Caxias.


Para mais informações, ligue: 7868-2593 - 7822-5838

VIA GRITOS DE ALERTA

DEUS DEU O LIVRAMENTO - NIGÉRIA: homem tenta explodir igreja

Um homem-bomba matou 36 pessoas e feriu outras 13 em Kaduna, em 05 de abril. O alvo era uma igreja. Porém membros que estavam lá conseguiram impedir sua entrada. Alguns metros depois, o suicida detonou sua arma em um centro comercial movimentado.
A ação, contada por Francis Markus, segurança da Igreja Boas Novas, revela que o homem-bomba estava num Honda cinza. Markus disse que ele não poderia passar, pois o culto já estava em andamento. “Diante disso, ele ficou muito zangado, voltou para dentro do carro e forçou sua passagem me jogando contra um poste”. Um membro da igreja que observava, correu para ajudar Markus e, finalmente, conseguiram fazer com que o suicida desistisse de entrar.
“Em menos de dois minutos, ouvimos o som de uma explosão do outro lado da estrada”, conta Markus. “Depois ficamos sabendo que o mesmo homem que queria entrar na igreja fora o que detonara a bomba”.
Além dos mortos e feridos, a explosão estourou janelas e portas de hotéis, igrejas e veículos próximos do ponto de ataque. Até agora nenhum grupo assumiu a autoria do ataque.

POR QUÊ "RETORNAR" A ISRAEL?


"Retornar a Israel", ou "fazer aliyah" é o s
onho de muitos judeus que vivem na Diáspora (dispersão). Quando se diz "retornar", está-se referindo ao regresso à Terra de onde os antepassados judeus foram expulsos há quase 2 mil anos atrás.
Quando em 1897 Theodore Hertzl sonhou com o regresso dos judeus dispersos pelo mundo à Terra Prometida, muitos judeus julgavam que ele estava louco. Ele no entanto profetizou que daí a 50 anos isso seria uma realidade.
 E assim foi, com a Declaração de Balfour, exactamente 50 anos depois - 1947!
E há muita razões para voltar à Eretz Israel! Transcrevo o testemunho publicado na Ynetnews de alguém que fez aliyah e que não se arrepende de o ter feito!
O seu nome é Yoel Meltzer, e ele explica por que é que para um judeu não há melhor lugar do que Israel:
"Há uns 15 anos atrás eu tomei a decisão de largar um confortável estilo de vida e ambiente familiar da América para me estabelecer e construir a minha vida em Israel.
Apesar da importância desta decisão, ela não teve nada a ver com sentimentos negativos que eu tivesse em relação aos EUA.
É exactamente o oposto, e conservo gratas recordações da América. Desde as férias como criança na região do lago George, na alta Nova York, até algumas travessias através do país nos meus vintes, até alguns anos vividos no centro de Nova York, posso realmente dizer que os EUA são um país incrível e muio belo.
Para além disso, a variedade de escolhas de qualidade disponíveis num enorme país de mais de 300 milhões tornam a vivência neste país uma experiência muito agradável.
Apesar disso, e apesar de todas as coisas boas que se podem falar da América, eu não trocaria isso um só segundo pela vida que estabeleci aqui em Israel.
Mais ainda, estou 100% convencido que não existe lugar no mundo mais ajustado para um judeu viver do que a Terra de Israel.
Para alguém que vive fora de Israel isto pode parecer uma declaração bombástica, contudo isso não diminui a veracidade da afirmação.
Gostaria de apresentar uma breve lista de razões positivas para que um judeu considere construir a sua vida em Israel:
 
1. Há uma muito maior probabilidade de conseguir uma esposa/o em Israel.
2. Estatisticamente, é em Israel que há a menor taxa de casamentos mistos (judeu com não judeu).
3. Num espaço de poucas horas, pode-se andar pelo deserto, nadar no Mediterrâneo, esquiar nos Montes Hermon ou flutuar no Mar Morto.
4. Os feriados judaicos fazem parte do ciclo de vida em Israel.
5. Não existe a época de compras de Natal em Israel.
6. O custo da educação judaica em Israel é uma fracção do que custa nos EUA.
 
7. Em Israel há um sentimento para o povo judeu de se "estar em casa".

8. Israel é o único estado judaico do mundo. Não existem outros.
9. Em Israel um judeu não tem de se integrar numa sociedade não judaica.
10. Apesar de como em todos os outros países existirem muitos problemas e dificuldades, aqui pelo menos são os nossos problemas e as nossas dificuldades.
11. A observação do mitzvah e o seu significado têm uma outra relevância em Israel.
 
12. Só existe uma Jerusalém no mundo inteiro, e ela está aqui, em Israel.
13. Depois de alguns milhares de anos, o hebraico, a língua dos profetas, é mais uma vez escutada em toda a terra de Israel.
14. Israel orgulha-se de ter a maior taxa de crescimento de judeus no mundo inteiro.
15. Após um longo distanciamento de quase 2 mil anos, Israel é uma vez mais o centro espiritual e físico do povo judeu.
16. A História está a desenrolar-se aqui à frente dos nossos olhos. Aquilo que aqui tem transparecido durante um relativamente pequeno período de tempo é assombroso.
Como tal, existe aqui uma oportunidade incrível e única disponível a qualquer judeu em qualquer parte do mundo para vir para Israel, e ter um impacto real no desenvolvimento da História.
Resumindo, a melhor casa para um judeu é a Terra de Israel!"

Tal paixão e realidade é notável não só pela veracidade do argumento, mas ainda mais pela força espiritual e profética que tal realidade demonstra, numa altura em que pela primeira vez na História recente já há mais judeus vivendo em Israel do que no resto do mundo!
Shalom,  oremos por Israel!
 
VIA GRITOS DE ALERTA

Teólogo Leonardo Boff afirma que 'humanos podem desaparecer' sobre desastre ecológico

Nesta segunda-feira (28), o teólogo Leonardo Boff adentrou a fé ao campo da ciência durante uma conferência realizada no Theatro Pedro II, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. O líder católico é conhecido por seu envolvimento com as causas sociais.

Entre os temas abordados na palestra, ele falou um pouco sobre desenvolvimento sustentável e sua tese de que o mundo está prestes a ver um grande distúrbio natural. “Pela primeira vez na história, podemos conhecer um grande desastre ecológico (...) Podemos (a espécie humana) desaparecer”, declarou ele.
Antes de se aprofundar na religião, ele mencionou sobre a linha tênue que separa a Terra de uma catástrofe. “Há milhões e milhões de anos, temos exatos 21% de oxigênio, se fosse menos teríamos morrido. O equilíbrio da Terra é sutil”, acrescentou.
Em seguida, transmitiu sua visão sobre como o ser humano deve cuidar do planeta diante dos olhos de Deus. “A ordem de Deus era cuidar e guardar o Jardim do Éden. Se não fizermos, vamos transformar a terra em um matadouro de seres vivos”, disse ele o ex-membro da Ordem dos Frades Menores, ou "Franciscanos".
Leonardo BoffO teólogo de 73 anos disse ainda que o que deixa mais claro este destino complicado é a desigualdade na distribuição desmedida de recursos. “Esse sistema funciona bem para 1,6 bilhão de pessoas, para a grande maioria (da população mundial) é um inferno”, afirmou.
Para Boff esta disparidade é exercida em função da exploração de bens considerados sagrados como a água e sementes. “Água não pode virar mercadoria. Colocaram preço em tudo aquilo que representa vida”, concluiu. Segundo ele, este seria “o último grande golpe do capitalismo” por conta de uma “crise de sensibilidade”.
Leonardo Boff defende e aborda pontos teológicos que cercam as áreas da ética, ecologia e da espiritualidade. Além de seus estudos, ele presta serviços à Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) no Brasil.

VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. CRISTIAN POST

Portas Abertas apoia treinamento e discipulado em Israel



Portas Abertas apoia treinamento e discipulado em Israel Com 12 estudantes, o 13º treinamento Lech L’cha foi o maior até agora. Durante três meses, os participantes estudaram a Bíblia diariamente. “A despeito de diferentes personalidades, foi uma bênção e uma resposta às nossas orações, vermos o amor, a unidade e a fome por comunhão e crescimento, neste grupo, desde o início”, diz um porta-voz do Lech L’cha.

Lech L’cha
Lech L'cha oferece à juventude israelense um programa intensivo de estudo bíblico, oração, comunhão e serviço prático para fortalecê-la e capacitá-la a viver como cristã, em Israel. Portas Abertas está apoiando o treinamento financeiramente. O objetivo é que estes jovens descubram o próximo passo de Deus em suas vidas, para que aprendam a viver como discípulos de Jesus e comecem também a fazer discípulos, eles mesmos.

O treinamento visa, primeiramente, o grupo crescente de jovens que, após o serviço militar, quer conhecer a vontade de Deus para sua vida. O segundo grupo são os jovens que terminaram seus estudos e querem começar a trabalhar e, por fim, outros cristãos que podem se beneficiar do programa.

O programa
O treinamento é dado parcialmente na base do Lech L’cha, mas também em localidades onde aconteceram histórias bíblicas como Jerusalém, Eilat, Arad, Galileia e o deserto. Semanalmente, ocorreram quatro dias, de estudo bíblico, cada dia com quatro lições. Além disso, os participantes leram a Bíblia sistematicamente e a estudaram individualmente. Eles tiveram seu devocional diário com tempo para oração e meditação na palavra de Deus. Uma vez por semana, eles tiveram um longo dia de caminhada.

Durante esses dias, eles discutiram um assunto bíblico. Uma vez na semana, um participante ensinava sobre o caráter de Deus. Os participantes apoiaram as igrejas locais de uma forma bem prática e fizeram evangelismo.

Testemunhos
Após o término do treinamento, no fim de fevereiro de 2012, vários participantes escreveram em algumas frases o que o treinamento havia lhes trazido. Por razões de segurança, não mencionamos seus verdadeiros nomes.

Timóteo: “Deus me conduziu a este programa porque queria me mostrar quem eu sou. Ele simplesmente operou uma mudança de 180 graus em mim e me deu muitas coisas que nunca tive antes: amigos, autoconhecimento e, através dos projetos que realizamos, Ele Se revelou a mim. Este programa é como uma garrafa de água refrescante. Percebi que Deus me deu um propósito na vida e que devo continuar nele”.

Odília diz: “Deus fez uma grande obra em minha vida! Ainda está em progresso; creio que é só o início. Mas Deus desnudou meu coração e operou nele, trazendo à luz coisas que eu havia escondido. Ainda estou lidando com elas, mas Deus está me ajudando a confiar n’Ele. Agradeço-O pelo que tem feio em minha vida e pelo que ainda vai fazer”.

“Quando cheguei ao Lech L’cha, Deus simplesmente me colocou à parte e me edificou de novo”, foi a experiência de Alice. “Não foi fácil: Percebi que tudo o que tinha sido, até então, não era o que Deus queria para mim, e tudo o que construíra ao longo dos anos, tinha que ser esvaziado. Foi difícil, mas Deus fez uma obra perfeita. Descobri um amor pelas Escrituras e um desejo de ler e aprofundar meu conhecimento nelas”.

Urias também está entusiasmado: “Este programa me ajudou a conhecer melhor Deus e compreender a Sua vontade através das Escrituras. Antes eu tinha dificuldade de ler o Velho Testamento; não conseguia entender nada. Lia apenas o Novo Testamento, porque o hebraico era mais fácil. Mas, durante o programa, aprendi também a ler o Velho Testamento. Eu tinha grandes expectativas de que viriam coisas boas; e vieram coisas boas!”.

Yones diz que conhecia a Deus antes de vir para o programa, “mas este relacionamento cresceu mais forte aqui e criou raiz, especialmente no que se refere às Escrituras. Percebi o quão pouco conhecia as Escrituras e me apaixonei por elas, mais uma vez, através do treinamento. Foi edificante e encorajador estar com amigos da mesma idade, todos cristãos e lidando com as mesmas dificuldades, pessoas com quem eu podia me relacionar e que me compreenderam. Foi encorajador conhecer mais do corpo do Messias em Israel”.

Natã: “Após ter servido o exército, quando cheguei ao Lech L’cha, vi que não era somente um ‘período legal’, mas um tempo que Deus estava verdadeiramente operando em mim. Deus revelava coisas novas, continuamente, em Sua Palavra, mesmo que eu tivesse lido algumas passagens milhares de vezes antes. Também aprendi sobre nossa comunhão como cristãos. Por sermos irmãos (e irmãs) no Messias, somos uma família”, diz ele.

“Tenho um novo entendimento sobre o Seu incrível amor”, acrescenta Cris às palavras de Natã; “isto foi o mais significativo para mim neste programa”.
Sara: “Durante este tempo, Deus me mostrou que há certas coisas em minha vida que precisam ser trabalhadas e que há sentimentos em meu coração, que preciso trazer para fora e permitir que Deus trabalhe. Deus me mostrou tantas coisas que achei difícil acreditar, mas Ele também me mostrou que devo confiar n’Ele”.

“Passei por um milhão de mudanças: Não sou mais a mesma pessoa que era, quando entrei neste programa”, diz Maria. “Deus é grande e gracioso. Ele me mostrou quem Ele é e, quem eu deveria ser, qual o meu valor e como Ele me define. Em cada lição, sentimos como se fôssemos colocados em uma mesa de operação, abertos e forçados a olhar para dentro de nós. Tive que me render a Deus e dar a Ele tudo o que sou. Foi incrível!”.

Pedido de oração
Em setembro, inicia-se um novo treinamento. “Ore para que Deus conduza os participantes certos para o treinamento. Pedimos sua oração para que recebamos sabedoria e orientação do Senhor para todos esses futuros participantes”.

Fonte: Portas Abertas

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...