segunda-feira, 4 de abril de 2011

Ecad não pode cobrar por execuções musicais em evento religioso

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) excluiu a cobrança de direitos autorais em relação a um evento religioso, com entrada gratuita e sem fins lucrativos promovido, em 2002, pela Mitra Arquidiocesana de Vitória.

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) havia determinado o pagamento ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad). A Turma seguiu integralmente o voto do relator do recurso, ministro Paulo de Tarso Sanseverino.

A ação de cobrança movida pelo Ecad diz respeito a “execuções musicais e sonorizações ambientais” quando da celebração da abertura do Ano Vocacional em Escola. O TJES considerou que o artigo 68 da Lei n. 9.610/1998 autorizaria a cobrança dos direitos autorais. A Mitra recorreu ao STJ.

Em seu voto, o ministro Paulo de Tarso Sanseverino admitiu que a leitura isolada do artigo 68 da Lei n. 9.610/98 indica a obrigação dos direitos autorais. “Mas a lei, nos artigos 46, 47 e 48 regula as limitações aos direitos autorias”, apontou. O relator destacou que entre essas limitações estão o direito à intimidade e à vida privada, desenvolvimento nacional e à cultura, educação e ciência.

Para o magistrado, negar essas limitações seria negar direitos fundamentais que, no caso, devem se sobrepor aos direitos dos autores das obras. Ele apontou, ainda, que o artigo 13 do Acordo OMC/TRIPS, do qual o Brasil é signatário, admite a restrição de direitos autorais, desde que não interfira na exploração normal da obra ou prejudiquem injustificavelmente o titular do direito. Para o relator o evento não teria magnitude o bastante para prejudicar a exploração da obra.

O ministro explicou que é preciso verificar três hipóteses em que se admite a reprodução não autorizada de obras de terceiros (a chamada “regra dos três passos”): em certos casos especiais; que não conflitem com a exploração comercial normal da obra; que não prejudiquem injustificadamente os legítimos interesses do autor.

Sanseverino acredita ser este o caso. “O evento de que trata os autos – sem fins lucrativos, com entrada gratuita e finalidade exclusivamente religiosa – não conflita com a exploração comercial normal da obra (música e sonorização ambiental), assim como, tendo em vista não constituir evento de grandes proporções, não prejudica injustificamente os legítimos interesses dos autores”. E ele completou: “Prepondera, pois, neste específico caso, o direito fundamental à liberdade de culto e de religião frente ao direito do autor”.

Fonte: Superior Tribunal de Justiça

Professor de escola islâmica é acusado de espancar até a morte aluno de 7 anos

A polícia da Malásia está investigando um professor de uma escola islâmica acusado de espancar até a morte um aluno de 7 anos.

Na quinta-feira, o estudante Saiful Syazani Saiful Sopfidee teria tido suas mãos amarradas a uma janela e teria sido espancado por duas horas, após ter sido acusado de roubar o equivalente a R$3,70 de um colega.

Na sexta-feira, o menino deu entrada em um hospital com múltiplos ferimentos na cabeça e havia sofrido uma hemorragia interna.

Após ter entrado em coma, ele foi transferido para a unidade intensiva do hospital.

No domingo, ele acabou morrendo, em decorrência dos ferimentos sofridos.

O pai da criança disse ter ficado chocado ao ver o corpo do menino, cujo rosto estava coberto por hematomas.

O professor de 26 anos se entregou para a polícia na sexta-feira e poderá ser acusado de assassinato, crime que pode ser punido com a pena de morte por enforcamento.

Os jornais da Malásia disseram que o episódio foi o maior caso de violência nas escolas nos últimos 15 anos.

Fonte: BBC Brasil

Polícia afegã mata soldados da Otan em quarto dia de protestos no país Policial 'fora da lei' atirou contra soldados que estavam em treinamento. Queima do Corão por pastor norte-americano deu início a protestos.

Boneco representando o pastor norte-americano Terry Jones é 
queimado nesta segunda-feira (4) durante protesto em Shinwar,na 
província afegã de Nangarhar. O religioso da Flórida foi novamente alvo 
de protestos, após ele ter queimado, em 20 de março, um exe (Foto: AP) Um policial de fronteira afegão "fora da lei" matou a tiros dois soldados estrangeiros que estavam em missão de treinamento nesta segunda-feira (4), e centenas de pessoas saíram às ruas em um quarto dia de protestos contra a queima do Corão por um pastor fundamentalista norte-americano.
Até mil residentes enfurecidos da cidade de Jalalabad, no leste do país, bloquearam a rodovia principal para Cabul e incendiaram efígies do pastor que organizou a queima do Corão, disse Ahmad Zia Abdulzai, porta-voz do governador provincial.
Boneco representando o pastor norte-americano Terry Jones é queimado nesta segunda-feira (4) durante protesto em Shinwar,na província afegã de Nangarhar (Foto: AP)
Centenas de pessoas fizeram protestos pacíficos nas províncias vizinhas de Laghman e Paktia. Na província de Helmand, no sul do país, moradores de Lashkar Gar estavam saindo para uma manifestação quando as ruas foram esvaziadas devido a um ataque suicida frustrado.
O gabinete do governador de Helmand informou que a polícia viu dois homens chegando de carro ao pátio central e abriu fogo contra eles.
Um dos homens ficou gravemente ferido; o outro conseguiu detonar seus explosivos, ferindo um policial e dois civis, mas não matando ninguém.
Cerca de 20 pessoas foram mortas e quase 150 ficaram feridas em três dias de protestos no norte e sul do Afeganistão que degeneraram em violência, embora grandes reuniões em outras partes do país tenham terminado pacificamente.
Doze pessoas morreram e mais de 110 ficaram feridas em Kandahar no sábado e domingo, quando manifestantes agitando bandeiras do Taliban e gritando "Morte à América" incendiaram carros, depredaram lojas e saquearam uma escola secundária para meninas.
Na sexta-feira sete funcionários estrangeiros da ONU e cinco manifestantes afegãos morreram depois que manifestantes invadiram o escritório da ONU na cidade normalmente pacífica de Mazar-i-Sharif, no norte do país.
Queima do CorãoOs protestos foram motivados por ultraje suscitado pelo pregador fundamentalista radical cristão Terry Jones, que comandou a queima de um exemplar do Corão diante de 50 pessoas em uma igreja da Flórida em 20 de março.
Líderes políticos e militares ocidentais, incluindo o presidente norte-americano Barack Obama e o comandante em chefe das forças dos EUA e Otan no Afeganistão, general David Petraeus, condenaram a queima do Alcorão e também a violência que a seguiu.
As condenações parecem ter feito pouco para aplacar a indignação ou os sentimentos antiocidentais em boa parte da sociedade afegã.
Terry Jones não manifestou arrependimento quanto à queima do Alcorão e desde então prometeu liderar um protesto anti-islã diante da maior mesquita dos Estados Unidos, este mês.
A Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), liderada pela Otan, informou nesta segunda que está investigando a morte de dois soldados mortos em uma base por um atacante que aparentemente fazia parte da força policial afegã.
"De acordo com relatos iniciais, um indivíduo em uniforme da Polícia de Fronteira afegã disparou contra integrantes da Isaf dentro de um complexo. O autor dos disparos fugiu do local", disse um comunicado da Isaf.

FONTE G1

Recuperação de restos do voo 447 deve começar em 1 mês, diz França Destroços foram localizados na véspera no oceano, segundo o BEA. Ministra de Transportes disse que restos humanos também foram achados.

A recuperação dos restos humanos  do avião da Air France acidentado em junho de 2009 sobre o Oceano Atlântico, matando 228 pessoas, deve começar em cerca de um mês, disseram nesta segunda-feira (4) em Paris os responsáveis pela investigação.
Na véspera, a BEA (Escritório de Investigações e Análises), órgão francês a cargo das investigações, anunciou ter encontrado destroços no local do acidente, não muito distantes da última posição conhecida do Airbus A330, que fazia o voo entre Rio de Janeiro e Paris.
A ministra francesa de Transportes, Nathalie Kosciusco-Morizet, disse que as operações devem começar em "três semanas ou um mês".
"Uma licitação foi aberta (para as operações de resgate dos restos e dos corpos). Deve ser respondida entes de quinta-feira. A fase para trazer à tona o avião poderá ser iniciada daqui a três semanas a um mês, assim como a recuperação dos corpos", declarou a ministra.
Ela também confirmou, nesta segunda, que foram localizados restos mortais no local do acidente.
Os investigadores revelaram nesta segunda as primeiras imagens dos destroços da aeronave localizados na véspera.
O avião que fazia o voo 447 da Air France, um Airbus 330-203, caiu no oceano quando seguia do Rio de Janeiro para Paris, matando todos os 228 passageiros e tripulantes a bordo. Uma longa busca foi incapaz até o momento de recuperar as caixas-pretas que poderiam fornecer pistas sobre a causa do acidente.
O ministro Thierry Mariani, disse que as caixas-pretas ainda não foram localizadas, e autoridades do BEA acrescentaram que é impossível prever qual possa ser a utilidade delas mesmo se forem achadas.
"Podemos apenas ficar felizes que dois anos após o acontecimento, agora exista esperança que poderemos encontrar uma explicação para o que aconteceu", disse o chefe do BEA, Jean-Paul Troadec.
A mais recente busca, a quarta desde a queda, está sendo conduzida usando um veículo de resgate equipado com submarinos não-tripulados. Uma investigação subaquática inicial também localizou partes dos destroços e corpos.
Mariani disse que as famílias das vítimas serão informadas sobre as descobertas em uma reunião no final da semana, e que maiores detalhes não serão trazidos a público antes disso.
Imagem tirada durante entrevista em Le Bourget nesta 
segunda-feira (4) nostra foto subterrânea de turbina do Airbus A330, 
localizada na véspera. (Foto: AFP) A descoberta dos restos do avião da Air France em um vasto raio de busca de quase 10 mil quilômetros quadrados renovou as esperanças de que as caixas pretas da aeronave agora possam ser encontradas.
A aeronave desapareceu após atravessartempestades sobre o Atlântico algumas horas após decolar do Rio de Janeiro. As especulações sobre a causa do acidente se concentraram no possível congelamento dos sensores de velocidade do avião, que pareceram apresentar leituras incoerentes antes de se perder a comunicação.
Imagem submarina mostrada durante entrevista em Le Bourget nesta segunda-feira (4) de turbina do Airbus A330, localizada na véspera. (Foto: AFP)
 
FONTE G1  COM AGENCIAS.

Em São Paulo, vereadores evangélicos estão entre os piores de 2010, aponta ONG

29 vereadores paulistanos receberam nota abaixo da média de 5,35 da ONG Voto Consciente; qualidade dos projetos de lei é o principal problema. Os evangélicos Marcelo Aguiar, Noemi Nonato, Carlos Apolinário e José Olimpio, aparecem na 33ª, 40ª, 52ª e 53ª posição respectivamente com nota abaixo de 5,01. O também evangélico Carlos Bezerra Junior, aparece como um dos melhores colocados com média de 7,16.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelAvaliação feita pelo Movimento Voto Consciente mostra que a atuação de mais da metade dos 55 vereadores paulistanos está abaixo da média. No total, 29 representantes tiveram nota menor do que 5,35, numa escala de 0 a 10. O mais bem avaliado foi o atual presidente da Câmara Municipal, José Police Neto (PSDB), com nota 7,50. Na outra ponta está o ex-vereador e atual deputado federal José Olímpio (PP), com 3,46.
Os voluntários do Voto Consciente fazem a avaliação desde 2004, mas os critérios variaram conforme a legislatura. Desta vez, foram avaliados projetos de lei apresentados pelos vereadores, frequência nas comissões parlamentares, presença no plenário e nas votações e a coerência no trabalho. O período foi de 2009 e 2010 e os vereadores Antônio Carlos Rodrigues (PR) e Dalton Silvano (PSDB) não foram avaliados por serem então presidente e vice da Casa.
No grupo dos 29 mais mal avaliados estão representantes de vários partidos. A maior parte levou nota baixa nos critérios “Avaliação dos Projetos de Lei”, que julga quanto os PLs apresentados pelo vereador causam impacto na cidade, e “Coerência”, que mede se as ideias e as promessas defendidas pelo representante durante a campanha estão sendo coerentes com sua atuação na Câmara Municipal.
Segundo a diretora do Voto Consciente, Sônia Barboza, a ênfase dessa pesquisa foi a qualidade das propostas apresentadas. “Em 2004, a ênfase era na presença em comissões temáticas, que era bem baixa. Agora praticamente todos têm notas altas nesse quesito. Queremos que o mesmo aconteça com a qualidade dos projetos de lei”, disse. De acordo com os rankings, porém, a média nesse critério está baixando, em vez de subir – neste, foi de 3,29, ante 4,43 em 2008.
Sônia diz que, caso um projeto de autoria de um vereador tenha sido barrado na Câmara ou vetado pelo prefeito, ele recebe nota zero. Além disso, para não interferir na avaliação, não foram considerados projetos de lei que mudam nomes de ruas e praças. “Mesmo assim, a qualidade geral é muito ruim. Você acredita que são mais ou menos 700 projetos por ano? Tivemos de ler todos eles, e a maioria é ruim e desnecessária”, afirmou.
Críticas
Na Câmara, a recepção ao ranking se dividiu: vereadores mal avaliados questionaram a metodologia, mas quem ficou no topo defendeu o estudo. Esse foi o caso do atual presidente da Câmara, Police Neto (PSDB). “Toda avaliação da sociedade é boa para o parlamento. Os critérios podem ser melhorados? Claro. Mas a avaliação é absolutamente legítima e temos visto que ela está sendo aperfeiçoada ano a ano”, disse.
Já o vereador Carlos Apolinário (DEM), o penúltimo da lista, criticou os critérios escolhidos e a subjetividade da avaliação. “Eu não me considero o melhor vereador da Câmara, mas também não sou o pior. A avaliação é subjetiva e acaba cometendo injustiças”, reclamou.
Ele citou como exemplo o fato de economizar, em média, R$ 1 milhão por ano na verba de gabinete que poderia utilizar, além de nomear menos assessores que o limite. “Cada vereador gasta esse dinheiro do jeito que é melhor, mas acho que atos como esse também deveriam ser levados em conta na avaliação.”
Fonte: Folha Renascer

Mesmo não sendo parlamentar, Missionário R. R. Soares recebe passaporte especial do Senado a pedido de Bispo da Igreja Universal

Mesmo não sendo parlamentar, Missionário R. R. Soares recebe 
passaporte especial do Senado a pedido de Bispo da Igreja UniversalO Senado pediu ao Ministério das Relações Exteriores um passaporte especial para o chefe da Igreja Internacional da Graça de Deus, pastor Romildo Ribeiro Soares, mesmo sem o evangélico exercer qualquer tipo de atividade parlamentar. O documento foi solicitado no dia 21 de dezembro, com prazo de validade de um ano, segundo o Itamaraty.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelConhecido como R. R. Soares, o pastor é cunhado do bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus. Ambos são tios do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ). A ficha de concessão do passaporte, como apurou o Estado, mostra que foi Crivella quem solicitou o documento à Coordenação de Atividades Externas do Senado (Coatex).
Procurado, o senador não quis dar explicações sobre o pedido. “Prefiro não comentar nenhum assunto deste tipo, prefiro que o Itamaraty comente”, disse. “Escreva aí que o senador prefere não comentar”, sugeriu. O bispo R. R. Soares também foi procurado, mas não respondeu à ligação.
Os portadores de passaporte diplomáticos e especial recebem tratamento diferenciado nos aeroportos e alfândegas, como a dispensa da revista. Esses documentos são cedidos gratuitamente a pessoas que viajam em missão especial de alguma esfera de governo – cidadãos comuns têm de pagar R$ 156,07 para a obtenção de passaporte.
A assessoria de comunicação do Senado confirmou a intermediação na concessão do passaporte de R.R. Soares, por solicitação de Crivella. Alega que o procedimento está previsto no decreto de 4 de dezembro de 2006, sobre documentos de viagens.
Assinado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pelos ministros Márcio Thomaz Bastos (Justiça) e Celso Amorim (Relações Exteriores), o decreto previa a cessão de passaporte especial a pessoas que, embora não relacionadas na lista de servidores e parlamentares ali citados, “devam portá-los em função do interesse do País”.
Ao contrário do que fez a Câmara dos Deputados, que liberou a relação de parlamentares favorecidos com passaporte diplomáticos, a lista do Senado permanece em sigilo. A única informação oficialmente divulgada é que, no último ano, foram requeridos “de 70 a 80 passaportes”.

Patrimônio

O pastor R.R. Soares é dono de um patrimônio milionário, que inclui, entre outros bens, gráficas, gravadoras, distribuidoras e emissoras de rádio e tevê. Ele é um dos evangélicos que mais aparece na televisão, comandando cultos semanais e de aconselhamento em redes abertas. Em 2009, o pastor foi citado em reportagens após ter comprado um avião King Air 350, com capacidade para oito passageiros.


Fonte: Estadão

Processo contra CGADB movido por ex pastores da convenção é extinto pela justiça

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelProcesso contra CGADB movido por ex pastores da convenção é extinto
 pela justiçaA ação foi proposta por pastores-membros da Convenção Geral (Confradesp, Comaderj, Ceader, Confrateres, Ceadam, Cieadep e Cemiadap), no dia 30 de maio de 2010, por entenderem que a prestação de contas da CGADB, durante a AGO em Serra (ES), de 20 a 24 de abril de 2009, omitia dos convencionais informações determinantes das contas da CPAD.
Os autores exigiam que a prestação de contas fosse efetivada de “forma detalhada e em linguagem mercantil”. Eles questionavam contratos, valores pagos sem comprovação aceitável, cheques devolvidos, acordos etc e ainda da CPAD, contas do envio de dólares aos Estados Unidos, pagamentos e contratos.

Ação, análise e sentença

Os pastores “Eraldo Cavalcante Passos, Carlos Alberto de Faria Pereira, Martinho Lutero Monteiro, Enock Pessoa da Silva, Moisés de Melo Ambrosio, Elias Santana e Heraldo Nascimento da Costa ajuizaram ação de prestação de contas em face de Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil – CGADB, representada por José Wellington Bezerra da Costa. Alegam, em síntese, que são membros da ré, uma vez que são filiados à convenções integrantes da demandada. Aduzem que receberam ´graves denúncias relativas à gestão do Presidente da Ré´ e que notificaram extrajudicialmente a demandada e a CASA PUBLICADORA DAS ASSEMBEIAS DE DEUS – CPAD, na intenção de que lhes fossem prestadas as contas da CGADB e DA CPAD, sem lograr êxito. Por fim, alegam que a administração da ré vem sendo alvo de ´atuação irregular na gestão da administração do patrimônio, das receitas e dos recursos da Ré´. Com a inicial vieram os documentos de fls. 19/102”.

A Contestação

“Contestação às fls. 10 8/124, instruída com os documentos de fls. 125/208, em que a parte ré alega, em preliminar, a impossibilidade jurídica do pedido, tendo em vista que ´exigem que ela preste contas para si mesma´ e a ilegitimidade ativa, sob o argumento de que as contas já foram prestadas para a Assembléia Geral, contando com a participação dos autores. No mérito, alega que a ação de prestação de contas não se presta a apurar ´eventual malversação de recursos e improbidade de seus administradores, inclusive o desvio de finalidade em benefício de terceiros´. Por fim, alega que os autores buscam desestabilizar a diretoria atual, uma vez que foram derrotados nas últimas eleições. Réplica apresentada às fls. 212/225”.

Análise da juíza

Na sentença a juíza diz o seguinte: “Inicialmente, afasto a preliminar suscitada pela parte ré de impossibilidade jurídica do pedido de prestação de contas, uma vez que o ordenamento jurídico não veda sua apreciação pelo Poder Judiciário. Verifica-se que na presente demanda os autores afirmam ser membros da parte ré, fato que não foi contestado pela demandada. Ao revés, a própria ré os reconhece como sendo membros de sua convenção. No entanto, deve ser acolhida a preliminar levantada para reconhecer que os autores não possuem legitimidade para propor a presente ação. A uma porque o destinatário das contas a serem prestadas pela parte ré é a Assembleia Geral, como se vê do disposto no artigo 32, I, do Estatuto da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, documento apresentado pelos próprios autores (fls. 53). A duas porquanto os membros de per si não são legitimados a exigir as contas da parte ré, mas somente a Assembleia Geral, o que não é o caso. Ademais, a indignação dos autores deve percorrer via distinta da ação de prestação de contas. Assim, verifica-se a carência acionária para a propositura desta demanda, tendo em vista a inexistência da legitimação para agir”.

Decisão

“Pelo exposto, JULGO EXTINTO O PROCESSO sem apreciação de mérito, nos termos do disposto no artigo 267, inciso VI, do CPC. Condeno os autores ao pagamento das custas processuais, taxa judiciária e honorários sucumbenciais, estes fixados em R$ 2.100,00 (dois mil e cem reais) a serem rateados entre os autores, em partes iguais. Transitada em julgado, dê-se baixa e arquivem-se. P.R.I. Rio de Janeiro, 31 de março de 2011. ANDRÉIA MAGALHÃES ARAÚJO, Juiz de Direito”.


Fonte: Fronteira Final

Participação da Cantora Gospel Damares deixa Programa da Eliana na Vice - Liderança A participação da cantora Damares no programa da Eliana exibido pelo SBT neste Domingo, 03 de Abril foi um verdadeiro sucesso, deixando o programa na Vice - Liderança isolada no horário em São Paulo segundo sites especializados.

Participação da 
Cantora Gospel Damares deixa Programa da Eliana na Vice - Liderança Damares Cantou um trecho da Canção Sabor de Mel e em Seguida Cantou a Canção Um novo vencedor, sendo simultaneamente exibidos trechos do vídeo-clipe da canção nos telões.

Damares também opinou a respeito da participação de cada candidato e contou um pouco de sua história de vida.

Como citamos no início da postagem a participação da cantora Damares no programa da Eliana foi um marco para a vida de inúmeras pessoas e de forma direta e singular conseguimos conquistar nosso objetivo que é falar do amor de cristo a milhões de corações.

Abaixo você confere os dados de audiência que destacam a vice-liderança isolada do Programa da Eliana no horário da apresentação de Damares, chegando a marcar uma média de 13,2 ás 15:00 hs e de 13,3 pontos no horário de 16:00 hs.





Com informações Min. Cantora Damares

SOMENTE IGREJA DO CAPETA FAZ CASAMENTO GAY ,POIS ESSA ATITUDE VAI CONTRA OS PRINCIPIOS BÍBLICOS - . Por Bispo Roberto Torrecilhas


DivulgaçãoCercada por polêmicas envolvendo outdoors da Igreja Cristã Contemporânea, a dupla Anne Flores, de 31 anos, e Kédma Costa, de 33, cumpre os últimos preparativos para o casamento gay, marcado para esta terça-feira, mesma data em que a igreja comemora quatro anos de existência. A cerimônia está prevista para começar às 18h, e deve receber mais de mil convidados, em caravanas vindas de Minas Gerais, São Paulo e do interior do Rio. De acordo com Anne, que trabalha como consultora comercial, as duas estão ansiosas para o evento.
— Já está quase tudo pronto, mas queremos mesmo a benção de Deus. Nós duas estaremos com vestidos de noiva. O meu será um tomara-que-caia e o dela, que tem um estilo um pouco mais esportivo, será um pouco mais fechado.
A recepção será mais reservada, apenas para convidados mais íntimos, no terceito andar do Clube Monte Líbano, no Leblon.
Anne e Kédma se conheceram em uma igreja evangélica no Mato Grosso do Sul, onde nasceram, e estão juntas há sete anos. Elas eram amigas e o primeiro beijo aconteceu em uma noite em que estavam lendo a Bíblia.
Por causa da repulsa das religiões com gays, a dupla passou por vários templos. Anne conta que, após um culto evangélico no Rio, a pastora orientou que as duas se separassem:
— Ela disse que nós estávamos endemoniadas e precisávamos de libertação.

Dificuldades e tentativa de suicídio

As duas chegaram a se separar por um tempo devido aos conflitos internos e também envolvendo familiares, que não aceitavam a relação. Em um desses momentos, Kédma, que trabalha como técnica em informática e veio de uma família de pastores do interior do Mato Grosso do Sul, conta que tentou acabar com a própria vida.
— Eu chamei a Anne no meio da noite para tirar da minha frente um canivete que estava no banheiro. Depois que ela me disse que eu a afastava de Deus, fiquei louca — lamentou Kédma.
Foi depois que Anne descobriu, na internet, um site da Igreja Contemporânea, que tem como representantes os pastores casados Fábio Inácio e Marcos Gladstone, que as duas decidiram oficializar a união. Kédma e Anne estão fazendo um curso para pastoras, para que uma nova sede seja aberta em Niterói.

Extra/Notícias Cristãs / Por Gritos de Alerta.

CUIDADO COM OS LOBOS EM PELE DE CORDEIRO - "Câncer em quem não der o dízimo" - Pastor humilha fiéis e é processado

Segundo denúncias, Pablo Jimenez induzia os fiéis a venderem os bens e doar o dinheiro para a igreja.
Pablo Jimenez, pastor da recém aberta igreja Holy Trinity Tabernacle, teria agredido verbalmente os fiéis que não davam altas doações. Após denúncias, igreja mudou de nome.
Pablo Jimenez, pastor da recém aberta igreja Holy Trinity Tabernacle, teria agredido verbalmente os fiéis que não davam altas doações. Após denúncias, igreja mudou de nome.
O pastor Pablo Jimenez é acusado de enganar e agredir verbalmente membros da igreja.
O que seriam momentos de oração e conforto acabaram se transformando em pesadelo para dezenas de brasileiros de Danbury, Connecticut. Segundo denúncias de membros da Holy Trinity Tabernacle, o pastor Pablo Jimenez da Silva, 46, teria lesado financeiramente e humilhado participantes dos cultos.
Os comerciantes Cleantes e Eliza Xavier, proprietários da Eliza’s Store, foram uns dos mais prejudicados. Segundo eles, a filha Lilian Carroll teria sofrido uma lavagem cerebral por parte do pastor. Xavier também perdeu milhares de dólares. Ele e Pablo se conheceram através de outro pastor, há cerca de 10 meses, quando o religioso se identificou como pastor missionário para os pobres, na África e na Índia.

“Um ‘profeta de Deus’”, assim Xavier definiu o pastor, que conseguiu convencê-lo da “bondade” através das palavras e orações. “Como ele se autodenominava profeta, falava o que queria, do jeito que queria, e a lei era ele praticamente”. A esta altura, o comerciante começava a perder a noção do certo e do errado, segundo ele próprio.
O prejuízo financeiro inicial de Xavier foi de cerca de $5,000, quantia que pagou uma passagem de Pablo para a Índia. O comerciante estima um total de $50,000 perdidos, usados entre outras coisas para a montagem do ministério, divulgação e pagamento de advogado. Ainda segundo o comerciante, o pastor ficava orando na casa dele até de madrugada.
Segundo Xavier, Pablo convenceu Lilian de que ela seria uma grande pregadora no mundo inteiro, e que Xavier seria o pilar dele. Pai e filha passaram a bancar tudo. Através de uma suposta revelação de Deus, Pablo ouviu que o povo de Danbury precisava dele, segundo o comerciante. Nascia assim a Holy Trinity Tabernacle, composta inicialmente por Xavier, Lilian e Pablo.
Já totalmente dominado pelo pastor, Xavier tinha sido inicialmente alertado pela esposa e viu a revolta do filho Rodrigo Henrique, pois dedicava boa parte do tempo para atividades dentro e fora da igreja. O comerciante convidou cerca de 20 pessoas para frequentar o templo. Segundo ele, Pablo fazia lavagem cerebral nas pessoas, e cobrava 10% de dízimo e 20% de oferta. “Se você não der será amaldiçoado, será ladrão de Deus”, disse o comerciante, repetindo as palavras de Pablo. “
Xavier bancou uma viagem de Pablo à África, dando ainda um extra de $2,000. O pastor tachou o comerciante de infiel. “Disse que Deus havia falado a ele para eu dar $10,000”. Na igreja, Pablo dizia ainda “com Deus não tem refresco, e quem não gostar, a porta da rua está aberta”, segundo Xavier. De acordo com Eliza, o pastor chegou a dizer “o tamanho da sua doação é o tamanho da sua bênção”.
Nos cultos, segundo o casal, o pastor dizia que tinha sido um grande empresário, e que se desfez de tudo para servir a Deus, incentivando os fiéis a vender os bens. Alguns chegaram a vender os carros e entregaram o dinheiro ao pastor. “Ele fez um estrago irreparável nas pessoas de boa fé. O prejuízo moral e espiritual é o maior, destruiu a minha família, os nossos sentimentos”.
A maior tristeza de Eliza é ver Lilian tão afetada pela situação, e desmente os boatos de que a filha teria fugido com o pastor. A comerciante só deseja justiça, e que Pablo pare de iludir pessoas de boa índole. Eliza declarou também que está muito decepcionada com Mirtes Almeida, ex-funcionária dela e tida como pessoa de extrema confiança. Segundo ela, Mirtes estaria acobertando o pastor, chegando a organizar cultos, e disse ainda que o pastor estaria morando em Ridgefield. Mirtes negou que esteja em contato com o pastor.
Segundo Olavo Magalhães, residente em Massachusetts e batizado por Pablo Jimenez numa igreja em um bairro nobre de Belo Horizonte (MG), por volta de 2002, o pastor era autoritário e chegou a expor, em pleno culto, os problemas de um casal. Olavo é amigo de Xavier e chegou a alertá-lo. “Não tem como falar que ele mudou, se regenerou, que não vai ser fácil acreditar”, disse Olavo.
Desempregada, Rosilane D’Agostino deixou um culto quando ouviu o pastor dizer que oraria para dar um câncer em quem não desse ofertas e dízimos, chocando os fiéis. “Ele me chamou de prostituta, de Jezebel, que eu ia pro inferno, que eu era drogada”, disse, clamando por justiça. “Que ele seja desmascarado”.
Também desempregado, Luis Ferreira disse que foi chamado de “bode” pelo pastor, por que não deu o dízimo e doou somente $3. Chorou ao ver o pastor humilhando um fiel. Do lado de fora da igreja, a esposa do homem desmaiou porque não suportou o que aconteceu. Aliviado por ter aberto os olhos, Luis confidenciou que está até dormindo melhor.
O brasileiro humilhado, Maurílio Lima, questionava as pregações. Segundo ele, Pablo dizia que na igreja dele não era necessário ser batizado para receber a santa ceia, chamada de hóstia pelos católicos. A igreja evangélica diz justamente o contrário. A esposa dele, Ivanete Evangelista, esclareceu que a revolta deles não é contra Deus. “Não foi Deus quem nos enganou, foi um ‘picareta’”, desabafou. Para eles, o maior prejuízo não foi a perda de cerca de $5,000, mas sim o prejuízo moral.

Conduta questionável e defesa
Boatos sobre o pastor Pablo, como problemas financeiros e de relacionamento com membros da igreja estiveram na pauta da reunião do Conselho de Pastores (Conpas), realizada na quinta-feira (4). Segundo o Pastor Marconi Cândido, Presidente do Conpas, o pastor foi convidado para as reuniões da entidade, mas nunca se manifestou.
O Pastor Marconi disse que teve um rápido contato com Pablo em Massachusetts, durante um evento de um pastor americano, e que já viu um DVD dele. “Parecia ser um pastor como muitos por aí”, disse ele, explicando que os pastores evangélicos não podem ser generalizados. “Existem aqueles que estão fazendo a coisa certa”.
O Comunidade News falou com Pablo Jimenez após um culto realizado na última quinta-feira, no motel Howard Johnson Inn. Ele disse que as atitudes impróprias denunciadas pelos entrevistados não conferem. “Prefiro me abster, deixar que Deus fale por mim”, declarou o pastor, que se recusou a dar a versão dele. “Creio que o tempo será a verdade, o tempo vai dizer, Deus é o juiz.
Questionado sobre a mudança de local dos cultos, que eram anteriormente realizados na First Congregational Church (FCC), Pablo Jimenez disse que decidiu mudar o local por obediência a Deus. “Para evitar tumulto, por respeito aos americanos, à igreja. Creio que aqui seria mais viável, e até que Deus nos oriente”. O ministério estava registrado no nome de Lilian, a qual também tem todas as contas e recibos.
Quanto ao dinheiro das ofertas, o pastor se recusou a responder. “Vou expor na hora da necessidade, se a lei me requisitar informação”. Ele negou que exista alguma investigação. “Mas se existir, estamos aí para mostrar e provar a verdade”.
Segundo Cris Carroll, marido de Lilian, a igreja estava registrada no nome de Lilian, mas disse que seria preciso contatar com um advogado para saber se continua no nome dela. Ainda segundo ele, a esposa está bem.
O Comunidade News tentou contato com a Pastora Lauren, da FCC, e com a Grace Christian Fellowship, mas não obteve retorno até o fechamento da edição.

Pastor muda nome de igreja após escândalo
Após as denúncias dos membros da igreja, o website oficial do pastor teve o nome da igreja modificado de Holy Trinity Tabernacle para Holy Trinity God Tabernacle, com contas do Banco Wachovia e Bank of America para contribuições missionárias. O cartão de visitas do pastor contém as inscrições “Profeta Pablo Jimenez” e solicita contribuições para as obras missionárias da África e Índia, contendo ainda a mesma conta bancária pessoal no Bank of America.
O Comunidade News teve acesso à carta enviada ao consulado dos EUA no Brasil solicitando a renovação do vista R-1 (visto religioso) do pastor Pablo. O documento foi emitido no dia 20 de fevereiro de 2009, pelo Pastor Delasie Dela-Seshie, da Grace Christian Fellowship de Hyde Park, Massachusetts. A correspondência declara ainda que Pabrlo trabalharia na igreja como Pastor Associado, recebendo $300/semana ou $1,200/mês, um apartamento mobiliado alugado pelo valor de mercado de $300/semana. Xavier diz que o fato do pastor Pablo não trabalhar na igreja em Massachusetts caracteriza fraude imigratória.
No dia 25 de maio último, Pablo Jimenez registrou boletim de ocorrência na delegacia local, alegando ter sido ameaçado na igreja e numa rádio local.

Denúncia formal
De acordo com Cláudia Freitas, Secretária Adjunta da Convenção Evangélica das Assembléias de Deus no Distrito Federal (CEADDIF), Pablo Jimenez é filiado à CEADDIF sob a matrícula 1425. Ela confirmou que ele foi consagrado como pastor.
O Presidente da CEADDIF, Sóstenes Apolo da Silva, disse que ele seria membro da convenção há cerca de um ano, e assistiu a alguns DVDs das supostas missões internacionais de Jimenez.
De acordo com ele, as pessoas prejudicadas por Pablo Jimenez podem formalizar as denúncias e encaminhá-las para a Comissão de Ética e Disciplina da CEADDIF, com nomes, endereços e assinaturas, para o endereço SGAS 611, Bl. E, Brasília, DF CEP: 70200-710. Segundo o pastor, as denúncias podem ter inclusive desdobramentos jurídicos.
No website do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, consta a existência de 13 processos registrados contra Pablo Jimenez. Um deles trata-se de uma ação coletiva.

Comunidade News/Notícias Cristãs

Reportagem em jornal denuncia: Lojas descontam dízimo em folha de pagamento


Em reportagem divulgada hoje (1/4) no Jornal Estadão do Norte assinada pela Jornalista Larissa Moreira mostra uma denúncia contra uma grande loja de eletrodomésticos da capital, segundo candidatos a algum cargo na empresa são obrigados a responder um questionário se são ou não evangélicos, caso a resposta seja negativa são dispensados, um dos primeiros requisitos para serem contratados e ser evangélico. O pagamento do dízimo é regra fundamental para que o funcionário se mantenha no emprego.

 
 
FONTE : Notícias Cristãs com informações do Jornal Estadão do Norte via Portal de Rondônia

Estudante Cristão Suspenso por Compartilhar sua Fé Processa Distrito Escolar


Estudante Cristão 
Suspenso por Compartilhar sua Fé Processa Distrito Escolar Um ex-aluno de uma escola no sul da Califórnia, recentemente abriu um processo contra o distrito escolar depois de ter sido suspenso por compartilhar sua fé.

Cerca de um ano atrás, Kenneth Dominguez, 16, foi disciplinado pelo Gateway East High School, em San Diego e foi impedido de levar sua Bíblia para o campus.

A ação foi ajuizada após o Grossmont Union High School District ter se recusado a reconhecer qualquer irregularidade, de acordo com Brad Dacus, presidente e fundador do Pacific Justice Institute, que está representando Dominguez.

Dominguez é um novo crente. Ele entregou sua vida ao Senhor durante as férias de Natal no ano letivo de 2009-2010.

Quando ele voltou para a escola em janeiro, ele começou a contar os seus pares sobre sua fé cristã.

Ele estava "pegando fogo" e "animado com a sua fé," compartilhando "o que aconteceu com ele e o que Deus tinha feito", explicou a Dacus.

Mas o seu período de compartilhamento de graça chegou a um impasse quando um administrador o repreendeu. O funcionário da escola disse a Dominguez que ele não tinha permissão para compartilhar sua fé por causa da "separação entre igreja e Estado".

De acordo com Dacus, Dominguez não tinha criado qualquer perturbação enquanto testemunhava sobre sua fé aos colegas. Ele não gritava ou sequer pregava em voz alta e limitou seu discurso aos intervalos de almoço e os corredores, e não a sala de aula.

Além disso, não houve registro de nenhum estudante ou qualquer outra pessoa que desse queixa, Dacus observou.

Depois de ter sido advertido pelo administrador, Dominguez continiou a discutir a sua fé e a trazer a sua Bíblia para a escola. Ele então foi avisodo de que ele não poderia trazer a sua Bíblia para o campus também. Uma suspensão de dois dias, logo se seguiu.

Defendendo o estudante, o advogado Michael J. Peffer, que dirige o escritório do PJI no sul da Califórnia, sustentou, "Nenhum aluno deve ser forçado a deixar sua fé e a Bíblia no portão quando ele entra em terreno da escola. Estamos ansiosos por esta oportunidade de reivindicar os direitos do Sr. Dominguez e proteger os alunos em toda a Califórnia."

O incidente não vem como uma surpresa para os advogados da PJI. Entre os 4.000 pedidos de assistência jurídica recebidos só no ano passado, Dacus disse que muitos deles tratam de questões de liberdade religiosa nas escolas públicas.

"Particularmente em um estado como a Califórnia, onde o sindicato dos professores tem o controle tão grande sobre o que se passa nas escolas públicas, vemos um monte de hostilidade e preconceito contra estudantes cristãos, às vezes sob o manto da "tolerância", ele lamentou.

Catherine Martin, porta-voz da Grossmont Union High School District, nao pode comentar por causa do litígio pendente.

O Grossmont Union High School District divulgou um comunicado hoje em resposta à ação:

O Conselho Diretor e de Administração do Grossmont Union High School District apoia e defende a Constituição dos Estados Unidos, em especial as disposições da Primeira Emenda que protegem o livre exercício da religião e da liberdade de expressão. É também o firme compromisso da Grossmont Union High School District (GUHSD) fornecer um ambiente seguro e ordenado de aprendizagem para todos os estudantes e funcionários que seja livre de perturbação do processo educacional em cada um dos campi.

==

Christian Post

Tradução de Nestor Sartoretto para Ogalileo

SÃO PAULO VAI GANHAR O PRIMEIRO MUSEU DE MÚSICA GOSPEL DO BRASIL ORGANIZADORES DA EXPO MUSIC GOSPEL CRIAM O PRIMEIRO MUSEU DE MÚSICA GOSPEL EM SÃO PAULO

A palavra "Gospel" é derivada do inglês antigo "God-spell" que significa good tidings ou good news, em português "boas novas," aludindo ao Evangelho Bíblico que nos narra as "boas novas ao mundo" — ou seja, a vinda de Cristo ao Mundo —, pelos livros dos Evangelhos Canônicos de Mateus, Marcos, Lucas e João.

Ainda que o termo "Música Gospel" possa abranger um campo da Música muito vasto, seus estilos, embora com nomes variados, possuem todos uma mesma essência e raiz — a música cristã negra nos Estados Unidos da América. Talvez, um dos velhos estilos da música negra que realmente se aproximou do Gospel, foi o Negro Spirituals (em Português, as canções harmoniosas dos "Espirituais dos Negros").

O foco desta breve história é a música que fluiu da igreja afro-americana e inspirou uma abundância de corais modernos, artistas do mercado Rhythm & Blues, e o atual Gospel contemporâneo, além de outros estilos musicais do gênero.

Os primeiros registros da evolução da música Gospel acontecem com Thomas A. Dorsey (1899-1993), compositor de sucessos como "There Will Be Peace in The Valley", que foi largamente versionada em Português pelos grandes expoentes da música Gospel contemporânea virando o famoso hit "Paz no Vale", e é considerado por muitos, O Pai da Música Gospel.

No início de sua carreira, ele era um importante pianista de Blues, conhecido aliás por Georgia Tom. Ele começou a escrever Gospel depois que ouviu Charles A. Tindley (1851-1933), numa convenção de músicos na Filadélfia, e depois, abandonando as letras mais agressivas de outras canções. Não abandonou, contudo, o ritmo de Jazz, tão parecido com o de Tindley. A Igreja, inicialmente, não gostou do estilo de Dorsey e não achou apropriado para o santuário, na época.

Em 1994, após o seu falecimento, a revista norte-americana Score, publicou um artigo com o título: The Father of Gospel Music (em português, "O Pai da Música Gospel"). Neste artigo, a revista declara que quando Dorsey percebeu, no início de sua carreira com o Gospel, que muita gente estava brigando contra a música Gospel, ele estava "determinado para carregar a bandeira" a favor do Gospel. Assim ele fez. Investiu em 500 cópias da canção dele, "If you See My Saviour" (em português, "Se Você Ver o meu Salvador") e enviou para diversas igrejas do país. Levou quase três anos para ele conseguir mais pedidos da música e ele quase retornou a tocar o Blues. Mas Dorsey não desistiu e com ajuda de outros bons músicos ele foi em frente. Trabalhou com as cantoras Sallie Martin (1896-1988) e Willie Mae Ford Smith (1904-1994), escreveu centenas de músicas Gospel e testemunhou a sua música subir no púlpito das igrejas, de onde por vários anos tinha sido proibida veementemente! Dorsey fundou a Convenção Nacional de Corais Gospel nos EUA, em 1932.

Nessa época, muitos outros novos nomes apareceram. Talvez fossem "prisioneiros de uma velha corrente, mas agora estavam salvos" prontos para alimentar a nova corrente do Gospel, como Mahalia Jackson, Clara Ward e James Cleveland. Mahalia Jackson (1911-1972) foi convidada para cantar no televisionado Ed Sullivan Show, minutos antes do eternizado discurso pró-liberdade negra de Martin Luther King, em que ele disse as palavras certas na hora certa: "I have a dream" (em Português, "Eu tenho um sonho"). Mahalia acabou sendo a convidada para cantar durante a cerimônia do funeral do Reverendo King. Talvez, como num toque de mágica, ela escolheu uma canção de Dorsey: Take My Hand, Precious Lord (em Português, "Segure a minha mão, Amado Pai").

Clara Ward (1924-1973) junto ao The Ward Singers, foi uma artista com presença e substância. Sua canção Surely God is Able foi comentada como o primeiro disco de platina após a Segunda Guerra Mundial. Mas esta informação não pode ser confirmada pois a Recording Industry Association of America (RIAA, em português "Associação da Indústria de Gravação da América"), mantém que Edwin Hawkins Singers foi o primeiro vencedor do disco de ouro com um Gospel, em 1968, com o famoso sucesso, "Oh, Happy Day". Mas, Ward influenciou muitos artistas com seu estilo, incluindo nomes como Little Richard e Aretha Franklin, que mantém que Ward era seu ídolo.

James Cleveland (1932-1991): se Dorsey foi aclamado, por muitos da indústria e seus seguidores, como o pai da música Gospel, o cantor Cleveland foi coroado, pelos seus admiradores, "The King of Gospel" (em Português, "O Rei do Gospel"). Ele recebeu nada menos do que quatro GRAMMYs, incluindo um póstumo pelo seu álbum "Having Church". Assim como Clara Ward, James Cleveland tinha muita presença com sua audiência. Ele não teve uma reputação de ter uma boa voz, mas conseguia agradar a todos que o ouviam. O seu grande feito foi fundar sua organização, em 1967, a "Gospel Music Workshop of America”, considerada a maior convenção de Gospel do mundo, hoje, com mais de 185 escritórios de representações.

O Gospel Moderno, em sua forma original, era geralmente interpretado por um solista, acompanhado de um coro e um pequeno conjunto instrumental. Grandes intérpretes da música norte-americana começaram assim, como cantores de Gospel nas igrejas. Foi o caso da já citada Mahalia Jackson, Bessie Smith e Aretha Franklin, além de Ray Charles e Solomon Burke.

O Gospel foi também se influenciando, assumindo formas às vezes surpreendentes em se tratando de música religiosa. É o caso dos quartetos Gospel, surgidos após a Segunda Guerra Mundial, com suas músicas gritadas, com danças e roupas extravagantes. Deste estilo foram influenciados grupos e cantores de Rock dos anos 1950, desde Bill Haley e seus Cometas, passando por Jerry Lee Lewis, até Elvis Presley na década de 1960. Nas as décadas de 80 e 90, no exterior, o destaque é para os corais e solistas, como para Kirk Franklin e Fred Hammond.

No Brasil, nesta mesma época, acontece a popularização do estilo musical. Nomes como Actos 2, Kadoshi, Banda Rara, Rebanhão, no rap DJ Alpiste e no rock Oficina G3 e Katsbarnéa, começam a quebrar tabus dentro dos templos evangélicos, provando que a adoração à Deus pode ser feita em vários estilos musicais.

Passado quase duas décadas da popularização do estilo no Brasil, a música Gospel brasileira hoje é um sucesso! Que fatura bilhões e chama atenção de mídias, gravadoras, políticos e investidores dispostos a mergulhar nesse mar de ritmos, cheio de oportunidades e grandes peixes, é fato. Pesquisas recentes revelam que esse mercado é um dos mais rentáveis no país. Segundo dados da Associação Brasileira de Produtores de Disco (ABPD), o estilo está presente entre os 20 CDs mais vendidos no Brasil.

A Música Gospel que tinha espaço apenas dentro das igrejas no início do século XIX, hoje é executada em todos os cantos do mundo. No Brasil, espalhada em hipermercados, lojas de conveniência e lojas de discos, ela é um sucesso! Acha se tratar de um exagero na hora dos cálculos? Nada disso! A verdade é que atualmente esse mercado não pára de crescer e se multiplicar, movimenta R$ 1,5 bilhão por ano e é o único segmento fonográfico que cresce em venda de discos no País.

O termômetro de tudo isso é a popularização do estilo, notado nos últimos anos nas grandes mídias: em 2007, na novela "Duas Caras", da Rede Globo, a cantora evangélica Aline Barros teve sua música "Recomeçar" incluída na trilha sonora da novela. Em 2009, o sucesso "Faz um milagre em mim", do cantor Regis Danese, virou tema até dos gols do "Fantástico". Em 2010, anúncios do Ministério Diante do Trono, Irmão Lázaro, participações de Fernanda Brum, Aline Barros e Ana Paula Valadão no "Domingão do Faustão" e muitas premiações como o prêmio Hutúz onde Dj Alpiste, rapper gospel, foi um dos premiados e até o Grammy Latino, que em anos passados premiou a cantora Soraya Moraes e esse ano Marina de Oliveira na categoria Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa, confirmam que o mercado do Senhor tem a força.

É fato que o destaque para a Música Gospel não está apenas nos números. Não faz muito tempo que foi discutido pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) o Projeto de Lei PLC 29/09, que garante à Música Gospel os benefícios previstos na Lei Federal de Incentivo à Cultura, também conhecida como Lei Roaunet (Lei 8.313/91). Contudo, para que eventos de Música Gospel recebam os benefícios de tal lei, não podem ser promovidos por igrejas. Em contraposição, pessoas físicas e jurídicas poderiam aplicar parte do Imposto de Renda devido em ações culturais de Música Gospel.

No Estado do Rio de Janeiro, a Música Gospel já é reconhecida como manifestação cultural e está inclusa na Lei 5.826, de 20 de Setembro de 2010, de autoria do Deputado Edson Albertassi, sancionada pelo Governador Sérgio Cabral. A lei cria facilidades na obtenção de patrocínios de empresas privadas para os eventos, ampliando ações e estimulando o crescimento do segmento. A iniciativa, que foi comemorada por profissionais e interessados no mercado, não deixa dúvidas que o estilo musical chegou para ficar.

Tal realidade vem atraindo diversos empresários dispostos a investir no setor. Velhas gravadoras do cenário musical estão criando selos gospel sendo exemplo desses investidores, que vêm se fixando no mercado e, com sua chegada, traz um grande acréscimo em qualidade de gravação, produção e distribuição ao mercado Gospel, além das grandes emissoras que aos poucos incluem em suas grades de programação artistas, pastores e produtos do mercado evangélico.

Exemplo recente aconteceu dentro do Programa da Eliana no quadro "Tem um Cantor Gospel lá em casa". O quadro é um concurso que dará ao vencedor a produção e a divulgação de um CD no valor de R$ 60 mil e um prêmio de R$ 5 mil. Toda semana, um artista será jurado do quadro, que já estreou em segundo lugar no IBOPE, no horário nobre das tardes de Domingo. Isso prova o reconhecimento do celeiro de talentos e oportunidades que existem nesse setor.

Outra questão, que não deve ser esquecida, é que com a popularização da Música Gospel, começa a se formar um novo tipo de público consumidor: aquele que compra porque aprecia o estilo, sem maiores comprometimentos religiosos. Um relatório da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI, na sigla em inglês), revelou que a venda de música digital cresceu 12% no mundo em 2009, representando 27% da receita do setor. Em 2008, esse patamar era de 21%. No site Sonora, um dos principais portais de download legalizado da América Latina, que pertence ao grupo Terra, cantores evangélicos se mantêm na lista dos favoritos do site, destacando-se por várias semanas consecutivas.

Só no Brasil, segundo uma matéria publicada recentemente no site do Uol, o mercado evangélico, num todo, cresce 8% ao ano, sendo mais de 45 milhões de evangélicos e anualmente são abertos 14 mil templos, sendo que a expectativa é que, até o final de 2011, este número atinja a casa das 55 milhões de pessoas, incrementando ainda mais os negócios Gospel. Luís André Brunet, pesquisador da SEPAL, prevê que em 2020 os evangélicos chegarão à marca de 109,3 milhões (52%) de um total de 209,3 milhões de brasileiros, isto obviamente se a taxa de crescimento se mantiver nos patamares anteriores, sendo metade da população brasileira formada por evangélicos, o que consequentemente também reflete no segmento da Música Gospel. Estamos diante de uma revolução musical!

De um outro lado, os cantores do universo Gospel estão se profissionalizando mais e aprendendo a usar as mídias a seu favor, para divulgação dos seus trabalhos, explorando muito bem, por exemplo, a internet, com sites e espaços em redes sociais. O crescimento dos programas de tevê, jornais, revistas, portais e sites especializados, além de um grande número de rádios apenas tocando o segmento, somam a essa expansão do mercado de Música Gospel. Outro aspecto é a demanda pela procura de assessores de imprensa e de marketing para trabalho de imagem com escritórios especializados. Essas iniciativas tornam o artista conhecido em outros segmentos. Tudo isso reverte em vendas.

Além disso, a diversidade cultural do nosso país propicia o crescimento de muitos estilos, como Rap, Funk, Pagode, Sertanejo, entre outros. O mais consumido continua sendo o estilo “Adoração”, mais ligado à pregação ou ao próprio culto. Também é muito forte o estilo “Pentecostal”, mais carregado de palavras proféticas. O "Pop Gospel" aparece em terceiro lugar e agrada muito ao público mais jovem.

Junto com esse mercado em expansão, chamado "Gospel", onde o céu parece ser o limite, outros crescimentos também são notados, como, por exemplo, o crescimento do mercado de instrumentos musicais. O Brasil importou, em 2009, cerca de US$ 170 milhões em instrumentos musicais e exportou US$ 10 milhões, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). Grande parte desse crescimento é consequência da demanda gerada pela expansão do mercado musical Gospel nas últimas duas décadas.

Em entrevista para uma revista do segmento musical, o especialista e professor de produção de som e coordenador de audiovisual da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Luiz Cláudio, relatou que "antes dos anos 90, o mercado de instrumentos e equipamentos musicais brasileiro era muito fraco. Na mesma época que a indústria automobilística se aqueceu no Brasil, no fim do século XX, também observamos a entrada de produtos musicais" – comenta Luiz Claudio. Ele lembra que o crescimento da competitividade interna influenciou o nascimento de fortes marcas brasileiras, que hoje são reconhecidas mundialmente. Além disso, o professor acredita que está havendo um maior interesse dos jovens por música. Segundo recente pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Música - entidade que reúne os principais fabricantes, importadores e distribuidores do segmento - em cada dez consumidores de instrumentos musicais e acessórios, quatro são evangélicos. A entidade estima que 40% da indústria musical seja absorvida pelos evangélicos, transformando o meio cristão no principal representante e comprador destes produtos.

De olho neste filão de mercado e atentos ao potencial consumidor dos evangélicos, empresas buscam se aproximar deste público e movimentar ainda mais um mercado que vai de vento em popa. Diversas empresas do setor de instrumentos musicais, áudio, iluminação e acessórios afirmam que o poder de compra dos evangélicos vem aumentando de forma representativa a cada ano.

Em recente matéria, a Diretora de Marketing Simone Sturino, da empresa Izzo, marca que investe pesado no segmento evangélico e que atua no mercado há 92 anos, sendo bem conhecida por sua excelência na fabricação e distribuição de grandes marcas de instrumentos e acessórios musicais, declarou: “Estimamos hoje que 60% dos compradores dos produtos da Izzo são evangélicos e a perspectiva de crescimento e aquecimento deste mercado é muito grande”.

Outra estratégia usada pela Izzo para conquistar o público evangélico é apostar no endorsement de artistas cristãos. Atualmente, a empresa patrocina artistas como: David Fantazzini, Adilson Santos, Luis Fernando (baterista do Oficina G3) e o ministério Trazendo a Arca.

Laura Bahia, gerente de marketing da Giannini, maior fabricante de instrumentos musicais da América Latina, com 110 anos de mercado, confirma os números passados por Simone e ainda acrescenta: "Todas as igrejas possuem pelo menos uma banda de música, por esse motivo estamos sempre buscando mais informações para nos adaptarmos às necessidades desse público", finaliza.

Diante desse universo de possibilidades e para eternizar toda essa história, a cidade de São Paulo foi escolhida para ser o berço e o lar do Primeiro Museu de Música Gospel Brasileira, dirigido pelos organizadores da "EXPO MUSIC GOSPEL - Feira Internacional de Artistas, Ministérios e Produtos Musicais Cristãos", maior feira Gospel da América Latina, que vai acontecer nos próximos dias, de 31 de Maio à 4 de Junho de 2011, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo.

Sobre o museu, o acervo vai ser rico em detalhes, com discografia, fotos raras e muita história que jamais foram contadas. Vão ser citados músicos populares que tiveram influências das músicas tocadas dentro das igrejas.

O Museu vai ser inaugurado no ano de 2012 e o local que já foi negociado está guardado em sigilo pela MR1, sendo divulgado apenas em 2012, segundo estratégias traçadas pelo departamento de marketing da agência. Mas, quem visitar esse ano a Expo Music Gospel vai poder conhecer e desfrutar um pouquinho de tudo que será exposto dentro do museu na Exposição "Gospel Memórias - Dias que não voltam mais".

Dentro da mesma feira, outro destaque vai ser o Espaço Hip-Hop, que vai homenagear a cultura Hip-Hop com a presença dos 4 elementos, o Break (B-Boys): que representa o corpo através da dança; o MC (Mestre de Cerimônias): a consciência, o cérebro; o DJ (Disk-Jockey): a alma, essência e raiz; e o Graffitii: a expressão da arte, o meio de comunicação. No mesmo local, vão acontecer batalhas de MC´s e DJ´s, e vai existir uma representação da Estação São Bento, para abrilhantar a festa por onde vão passar vários poetas-de-rua, além do público.

Segundo o organizador da feira e idealizador do Museu, o publicitário Marcelo Rebello, profissional reconhecido dentro e fora do Gospel que tem em seu currículo passagem por vários eventos culturais e outras feiras, o objetivo da Expo Music Gospel é oferecer ao mercado um grande evento e um presente especial para todos os que gostam de Música Gospel, que é o Museu, ambos jamais vistos antes, com toda estrutura, transparência, seriedade e preocupação em atender às normas mundiais de qualidade total.

São de Rebello as palavras: "Nossa intenção é preencher lacunas que sempre existiram dentro do mercado Gospel. Criamos um espaço totalmente dedicado à música, onde gravadoras, cantores independentes, indústrias de instrumentos musicais, lojistas, imprensa e, principalmente, o público serão muito bem-vindos. Vamos aproximar os artistas do seu público, os lojistas dos seus consumidores diretos e a imprensa da nossa feira, pois valorizamos a mídia como grandes parceiros. A Expo Music Gospel tem uma proposta totalmente inovadora e o que a torna diferente é exatamente o comprometimento com todo o mercado musical cristão, independentemente de tamanho, raça, cor, denominação ou poder aquisitivo. A feira é um grande sucesso de mídia, comercial e com certeza será de público, a marca do evento tem sido em apenas alguns meses conquistar um espaço que empreendimentos similares vêm tentando há anos sem êxito. Isto é fruto de muito profissionalismo, seriedade e, principalmente, de uma visão reta e centrada, onde a estrela maior é o Nosso Senhor Jesus Cristo. É um privilégio realizar a maior feira Gospel da América Latina e contar a história de tudo isso.", conclui.

Sobre a feira: www.expomusicgospel.com.br .

==

MR1 Comunicação & Marketing

Paula White Quebra o Silêncio sobre Processos, Divórcio e Benny Hinn


Paula White Quebra o
 Silêncio sobre Processos, Divórcio e Benny Hinn A Pastora Paula White quebrou o silêncio na noite de quinta-feira, abordando todos os escândalos que tem sido associados a ela desde seu divórcio em 2007.

"Nós estamos deixando nosso cabelo crescer," White disse a milhares de pastores na Pastors and Leadership Conference 2011, em Orlando, na Flórida. "Eu não estou aqui para parecer bonitinha ... eu vim deixar que o diabo saiba ... eu sou mais forte do que eu nunca fui."

Embora a mensagem de duas horas começou com mensagens de encorajamento e de notas de afirmação para os líderes participantes que podem estar enfrentando desafios ou oposição, até o final da noite, era evidente que a pastora carismática e popular também fora pregar para si mesma.

"Eu tenho uma palavra para aqueles que têm todas as chances contra eles", ela pregava. "Você está prestes a obter a sua revanche."

"O inimigo estrategicamente conspirou contra você, caçou voce como uma presa fácil, começou a destruí-lo, tentaram destruir sua mente, destruir seu coração, arruinar a sua família, levar o seu ministério, arruinar sua reputação ... e ele pensou que tinha vocês. Ele armou para voce e achou que é isso que iria matá-lo.

"Eu vim para colocar todos os demonios de sobre aviso... Eu estou começando o meu sonho de volta, eu estou recebendo de volta a minha profecia, eu estou recebendo a minha visão de volta, eu estou recebendo a minha unção de volta, eu estou recebendo a minha força de volta. "

White, que se refere a si mesma como "a ex menina desarrumada de Mississippi," disse ao público que ela estava "muito vulnerável e muito aberta" naquela noite.

Antes de recordar seu tumultuado passado recente, ela lhes disse: "Eu acho que é hora de pararmos de ser hipócritas no púlpito. ... Eu acho que é hora de nós tirarmos a máscara para esta geração e mostrar-lhes que temos a mesmas questões e as mesmas lutas".

"Nós (sic) iremos a público com todas as nossas coisas. Alguém tem que cair na real na igreja agora."

Ela fez exatamente isso, abrindo-se sobre as pressões que se acumulavam e as crises em sua vida que a mídia estava devassando.

Tudo começou em 2004, quando a Receita Federal iniciou uma investigação de nove anos sobre as finanças pessoais e organizacionais de White e seu então marido, Randy.

Apenas dois anos antes, em 2002, White havia escrito em seu diário: "Eu estou vivendo o céu na terra. A vida não pode ficar melhor.".

"Estou acima da luta e sob o radar. Amo meu marido e meu marido me ama. E o que fazemos. As crianças estão fazendo o bem. E milhões de dólares no banco. Não estou doente", lembra o sentimento do momento.

White subiu para proeminência como uma pregadora, palestrante motivacional, autora e personalidade de TV após a co-fundar o que hoje é Igreja Internacional Without Walls com o marido e começar seu próprio ministério.

Ela estava vivendo sua vida de sonho, como descreveu aos pastores na conferência de Orlando.

Mas depois que a investigação do IRS começou, ela passou a enfrentar desafio após desafio até o ponto em que quis e até tentou parar.

"Você pode lidar com algo que seja por um breve período. Mas como faço para louvá-Lo, quando os meus dias se transformam em semanas e as semanas se transformam em meses e meses se em anos e os meus anos se transformam em décadas?" disse ela. "Como faço para louvá-Lo sob aquela pressão contínua? Esse tipo de pressão acaba com voce."

Listando os inúmeros julgamentos que passou, White disse que sofreu uma crise de meia-idade, a fadiga da compaixão, seu amigo sendo falsamente acusado e enviado para a prisão, um acidente vascular cerebral, a dependência ao medicamento de prescrição que lhe foi dado após seu acidente vascular cerebral e problemas em seu casamento.

Continuando, acrescentou que sua equipe de funcionários da igreja dividira-se ao meio e algumas pessoas acabaram indo à mídia contra a Família White.

Ela reforçou que os artigos escritos com base em alegações da equipe antiga da igreja foi "na maior parte, totalmente infundados" e "mentiras". Os White foram acusados ​​de ser tudo sobre dinheiro e fama.

Também declarou que o pessoal se voltou contra a igreja, porque esta não poderia "fornecer ao pessoal o estilo de vida que eles estavam acostumados."

Os problemas da família foram adicionados quando White descobriu que seu filho tinha um vício de drogas e era abusado sexualmente por um funcionario de sua casa. Ela então teve que experimentar a dor de sua filha lutando contra um câncer cerebral. Sua filha, Kristen, morreu em 2008 aos 30 anos.

No meio de tudo isso, White disse que ela estava sendo pressionada para pregar e profetizar e cumprir o seu papel na igreja.

"[Bispo] Randy, Pastora Paula, me dêem uma palavra, casem-me, me enterre, pague estas contas, profetize. Porque você não está fazendo isso? Por que não é como costumava ser? Nós não gostamos da música. Temos de deixar a igreja, pois você não sabe os nossos nomes e você não veio comer lasanha conosco", disse ela, imitando as demandas e as críticas que ela foi encontrando.

White observou que foi sob "esse tipo de pressão" e "em um momento realmente fraco" que ela e o marido tomaram a decisão de se divorciar em 2007. A separação foi amigável.

Segundo White, seu marido se fechara para ela. Enquanto ela viajava pelo mundo pregando, ela ponderava: "Por que eu posso ganhar o mundo e não ir para casa e ganhar aquele que eu amo?"

Ela lembra uma vez em que Randy a levara para um quarto escuro, colocou uma máscara nela, a vez girar e disse-lhe para encontrar seu caminho para fora. Em lágrimas, White disse que ficou lá por meia hora, com medo e gritando com ele. Ele tirou a máscara e disse-lhe que era assim que ele se sentia sobre o que estava passando.

Quando os dois anunciaram sua separação, Randy havia concordado em assumir a responsabilidade. E "Deus me disse para ficar de boca fechada", disse ela.

Randy, que já não é co-pastor da Without Walls, está agora escrevendo um livro, ela observou.

Mas ela acrescentou: "Estou orgulhosa dele. Ele nunca desistiu .... de Deus ou qualquer outra coisa."

Os julgamentos continuaram mesmo após o divórcio, quando White e o tele-evangelista Benny Hinn foram fotografados no último verão pelo "National Enquirer" saindo de um hotel em Roma, de mãos dadas. Eles foram acusados ​​de ter um caso e estarem compromissados.

Na quinta-feira, White negou categoricamente que ela tenha tido um caso.

"Eles vão falar sobre você e escrever ... porque isso vende revistas ralé", disse ela. "Eles vão mentir sobre voce, mas Deus vai lhe dizer para manter a boca fechada."

Houve também o chamado inquérito Grassley. O senador Charles Grassley lançou uma investigação no Senado em 2007 em seis ministérios influentes, incluindo o de White, após denúncias de gastos opulentos e eventual abuso do estatuto de organização sem fins lucrativos.

A ação chegou ao fim em janeiro deste ano. Com pouca cooperação da maioria dos ministérios, que chamoram a investigação de um ataque à sua liberdade religiosa e aos direitos de privacidade, o escritório de Grassley foi incapaz de fazer qualquer conclusão sobre os gastos dos ministérios e não aplicou nenhuma penalidade.

White interpretou que seu ministério fora julgado inocente.

"A igreja precisa reconhecer, deve-se agradecer aos seis ministérios pelo o combate para o Corpo de Cristo e dizer 'nós não vamos deixar você ditar a nós como interpretar as Escrituras" e você não pode dizer-nos, "porque Jesus montava um burro", porque se você começar a contar-nos como interpretar as Escrituras de uma maneira, você vai nos dizer como interpretá-la em todos os sentidos", disse White em frustração. Grassley se referia à entrada humilde de Jesus em Jerusalém para fazer o ponto que os ministros de hoje realmente não precisam de Bentleys e Rolls-Royce para difundir o Evangelho.

"Eu prego em países que se eu disser que 'Jesus Cristo é o único caminho, a verdade e a vida', eles vão me prender. E não pense que a América está tão longe. A não ser que o povo da justiça se levante e diga 'nós não vamos permitir isso, porque você não pode tomar o que é o nosso direito da Primeira Emenda. Você não pode fazer isso! " White afirmou. "Nós pagamos impostos. Trabalhamos duro. Fazemo-lo através dos livros. Temos integridade. Mas você está indo fazer uma miséria pública e mexendo com isso como se algo estivesse errado!"

Sublinhando que a sua igreja doou US$ 9 milhões para a missão em janeiro de 2007, construiu centros de educação no Paquistão, financia estudantes na faculdade, alimenta milhares a cada semana, e ajudou a transformar incontáveis ​​vidas, White disse: "Você está falando sério? Quer brigar por $ 50.000 quê? Desculpe-me? "

Seu longo e emocional depoimento foi recebido com aplausos e apoio dos pastores na sala de conferência em Orlando.

Embora na época ela se perguntava se seria capaz de superar as provações, ela agora diz que o que o diabo quis para o mal, Deus virou em trabalho para o bem.

"Deus usa todos os inimigos, todas as ações, cada mentira, cada traição, todos os quebrantamentos", ressaltou.

"Não é o fim. Eu dei a minha volta por cima. Essa é a minha mensagem."

A Conferencia Pastores e Liderança, de três dias, organizada pelo Bispo TD Jakes, termina hoje.

==

Por Lillian Kwon | Reporter Christian Post

Tradução Nestor Sartoretto
Á medida que água radioativa vaza de uma usina danificada pelo sismo ao largo da costa do Japão, uma congregação local tenta tomar medidas contra desastre.
Duas semanas atrás, o Rev. Akira Sato evacuou o seu rebanho da Primeira Igreja Batista de Fukushima, três milhas de distância da usina nuclear de Fukushima Daiichi. Para a comunidade tight-knit, que abandonou o edifício da Igreja foi um golpe porque os missionários americanos tinham começado a Igreja muito antes de a usina nuclear ser construída nos anos 1960.
Japan Earthquake usina nuclear"Será que vamos ser capazes de ter um culto em nossa Igreja novamente, ou será que a cidade simplesmente vai ser abandonada?" Sato perguntou em seu diário em 13 de março. Uma vez que a jornada começou, Sato manteve um diário narrando o sofrimento do dia-a-dia de sua Igreja, que ele comparou com o relato bíblico escrito no Livro do êxodo.
(Foto: AP Photo / Ministério da Defesa do Japão)
Nesta imagem tirada de um filme lançado pelo Ministério da Defesa do Japão, o reator da Unidade 3, à esquerda, é vista danificada pelas explosões no complexo nuclear Dai-ichi Fukushima antes de caminhões de bombeiros militares pulverizarem reatores em Okumamachi, nordeste do Japão, na sexta-feira , 18 de março de 2011. à direita é a unidade do reator 4. caminhões de bombeiros militares pulverizaram reatores sexta-feira pelo segundo dia consecutivo, com toneladas de água sobre o prédio.
"Assim como os israelitas no deserto, tudo o que podemos fazer é seguir a Deus enquanto Ele nos conduz com pilares de fogo e nuvens," escreveu Sato filosoficamente da viagem de seu rebanho.
O diário de pastor online atrai a atenção, pois oferece um raro vislumbre sobre o desastre a partir de uma perspectiva cristã.
Durante dias, Sato lotou um abrigo improvisado com 50 membros de sua congregação de uma Igreja em Yonezawa, cerca de 60 quilômetros de distância. A maioria dos membros da congregação tinham optado por se instalar com amigos e família vivendo em outras partes do país.

No entanto, aqueles que ficaram no abrigo ficaram gratos pela ajuda material, que incluía comida e roupas a partir de doadores anônimos.
"Irmãos e irmãs estão nos trazendo alimentos e roupas de todo o Japão," escreveu Sato. "Eu me sinto como Elias, sustentado por Deus com alimentos transportados por um corvo."
Em 11 de março, um terremoto de 9,0 graus na escala Richter gerou um tsunami que varreu algumas comunidades costeiras ao longo da costa japonesa. De acordo com a Polícia Nacional do Japão Agência, cerca de 12.000 pessoas mortas foram confirmadas, enquanto mais de 15.400 ainda estão desaparecidas.
Em seu diário, Sato registrou histórias miraculosas de sobrevivência entre os membros de sua Igreja. Um membro da congregação do sexo masculino teve um ataque cardíaco logo após o terremoto, mas de alguma forma teve acesso a uma cirurgia que salvou sua vida. Uma mulher de sua Igreja foi atingida pelo tsunami, mas conseguiu nadar e salvar sua vida.
Outra mulher sobreviveu por afastar-se das ondas. Ao longo do caminho, encontrou um estranho, que salvou a vida de ambos, direcionando-a para em torno de rachaduras na estrada danificada. Muitos motoristas não foram tão felizes tendo seus automóveis presos.
Após o terremoto, a usina nuclear de Fukushima Daiichi foi atingida por três explosões, o que danificou os sistemas primário e de back-up usados para resfriar o combustível nuclear em seis reatores e suas respectivas poças de combustível gasto. O resultado de superaquecimento de combustível nuclear liberou material radioativo no ar, solo e água.
As partículas radioativas, que em grandes quantidades causam câncer nos seres humanos, foram registrados no espinafre e leite cru em prefeituras vizinhas, que resultou na proibição de todos os produtos agrícolas provenientes de regiões afetadas.
Em resposta à crise, o governo ordenou que 62 mil pessoas vivendo dentro de um raio de 20-30 km ficassem em casa. Um adicional de 78 mil pessoas, incluindo Sato e sua congregação, fugiram da área mais próxima ao local do desastre.
No sábado, os temores sobre a radiação no ar diminuiu o suficiente para primeiro-ministro japonês Naoto Kan fazer uma visita oficial com trabalhadores da fábrica e soldados à beira da zona de evacuação de 20 quilômetros.
No início da semana, na quinta-feira, uma concentração elevada de radiação foi descoberta em água do mar, perto da usina que provoca os medos. E o pessoal descobriu uma rachadura de 20 cm de largura em uma cova de concreto utilizado para armazenar cabos de alimentação perto do segundo reator, no sábado. No domingo, os trabalhadores vão tentar ligar a abertura com um tipo de polímero após esforços de sábado de tapar as fissuras em concreto. A origem do vazamento ainda não foi encontrado.
Recentemente, os trabalhadores descobriram os corpos de dois funcionários que desapareceram quando o tsunami varreu a usina. Os homens foram encontrados no porão do prédio número quatro das turbinas do reator.
Doença de envenenamento radioativo continua sendo um risco para trabalhadores da usina que tentam conter o vazamento. Muitos Cristãos da Igreja Sato são funcionários da fábrica.
"Dois dias atrás, um irmão que trabalha na fábrica, mas que tem estado conosco, foi chamados de volta ao trabalho," escreveu ele em 19 de março. "Nós oramos junto com sua família e o enviamos. Outros membros da Igreja estão trabalhando lá arriscando suas vidas."
No entanto, Sato escreveu que ficou maravilhado "com a força" da "fé no Senhor” dos membros da Igreja.
"Dos 160 membros que estiveram em contato, tudo que ouvi foram palavras como: “Deus é grande. Eu quero confiar nele enquanto eu andar com Ele a partir de agora. "Fico maravilhado com a força de sua fé no Senhor," escreveu ele. "Ontem, três dos que estão conosco oraram para receber Jesus em seus corações."
é incerto se o Primeira Igreja Batista Fukushima nunca mais vai retornar ao seu lar original, perto da usina. Mesmo assim, Sato continuamente visita os membros do seu rebanho espalhado por todo o Japão.

CRISTIAN POST

Quais são os Apóstolos brasileiros mais famosos? Conheça o apostolado do Brasil

Mesmo na igreja atual há pessoas chamadas de apóstolos. Eles são de várias igrejas, de denominações com visões e propósitos diferentes uma da outra. Conheça alguns apóstolos no Brasil.Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelUm dos mais famosos é o apóstolo Valdemiro Santiago, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus e dissidente da Universal. Com veia pentecostal o apóstolo segue a mesma linha que a igreja de Edir Macedo.  Em seus cultos há orações por curas e milagres, além expressões típicas da igreja pentecostal. A maioria dos membros de sua igreja vierem de sua antiga denominação e se caracteriza como uma das igrejas que mais crescem no país.
Valdemiro é figura polêmica. Com jeito simples e carismático afirma ter feito vários milagres e que Deus já deu vários livramentos. O mais famoso deles foi a sobrevivência a um naufrágio em 1996, quando pescava em alto mar em Moçambique. Ele afirma ter nadado durante oito horas e que foi resgatado por anjos.
A apóstola Valnice Milhomens da Igreja Mundial do Senhor Jesus Cristo é famosa por sua igreja no formato de células. Criada em 1994, com apenas quatro discípulos, a igreja de Valnice adotou o modelo em 1999, depois de uma visita a Bogotá, onde o também apóstolo colombiano César Castellanos criou a estratégia dos grupos de doze fiéis, ou G12, que teriam sido inspirados no número de apóstolos de Jesus Cristo. Hoje, a Igreja Mundial, com sede em São Paulo, possui sessenta congregações em todo o país, além de filiais em Portugal, Moçambique, Suíça e Japão.
Envolvido com política o apóstolo Doriel de Oliveira é presidente e fundador da igreja Casa da Bênção. Em 2009 o apóstolo quis criar um partido político, o Partido da Justiça Social, que seria 28º agremiação política no país.
Conhecido por sua igreja nada tradiconal, o apóstolo Rina, presidente da Bola de Neve, saiu da igreja Renascer para criar sua própria igreja. Com um amplo crescimento em todo o país, a igreja adota o modelo em célula. O diferencial é dizer sobre a liberdade de seguir a Jesus e a libertação dos dogmas.
Um apóstolo que ficou bastante conhecido em todo o país é Estevam Hernandes, pastor da igreja Renascer. Diante de escândalos de corrupção vários fiéis tatuaram em seu corpo o nome do apóstolo com sinal de apoio. Foi pioneiro da música gospel no país e foi um dos primeiros pastores a admitirem o rock como adoração a Deus.


Fonte: Gospel+

Declamador oficial do Alcorão no Irã aceita a Jesus. Confira o testemunho

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelQuando ele recebeu a fita com o sermão de Haik, percebeu que somente através da religião ele não poderia ser salvo. Ele estava preso a alguns pecados imorais como alcoolismo e adultério, e era uma pessoa com o temperamento muito difícil. Quando ouviu sobre a diferença entre a religião e a salvação em Jesus, o Espírito Santo falou ao seu coração. Ele foi tocado pela mensagem, e escutou a fita mais algumas vezes.
Então, ele se sentiu mais convencido de que precisava da salvação em Jesus e entregou sua vida ao Senhor. Daquele momento em diante, ele não apenas ficou livre de seus pecados, mas também da religião com a qual ele se identificava tanto.
Após essa experiência, ele ficou muito feliz. No passado, ele usava camisas pretas, e seu trabalho era fazer as pessoas nas mesquitas chorarem. Mas depois de receber Jesus em sua vida, até as cores de suas roupas ficaram mais claras! Agora, ele usa sua voz para louvar ao Senhor e compartilhar sobre Jesus em todos os lugares.
Como ele era uma pessoa muito conhecida entre os líderes religiosos muçulmanos e muitas outras pessoas, em uma noite, a polícia secreta bateu em sua porta e o levou. Duas semanas depois, eles o libertaram da prisão sob fiança, para aguardar até o momento de seu julgamento. Ele teve que pegar metade do dinheiro emprestado de seus parentes, porque ele não tinha dólares o bastante em suas economias. Ele havia perdido seu emprego como declamador do Alcorão, e não tem nenhuma fonte de renda, então está muito difícil para ele se sustentar e pagar o empréstimo para sua família.

Pedidos de oração

- Ore para que ele consiga arranjar um emprego, para poder pagar a dívida para sua família e viver de modo digno.
- Ore por segurança, para que as pessoas que o conheciam como muçulmano e agora sabem que ele é cristão não o forcem a deixar sua nova fé em troca de dinheiro.
- Louve a Deus pela fé desse irmão e peça para que ele continue firme no caminho de Cristo, falando sobre Seu amor e a verdadeira salvação.


Fonte: Missão Portas Abertas

Pastor rejeita culpa e pede ''ação contra Islã''

Na Flórida, o pastor Terry Jones (foto) exige reação do governo dos EUA e faz acusações aos islâmicos.

Apontado como instigador do atentado contra funcionários das Nações Unidas no Afeganistão, o pastor evangélico Terry Jones voltou ontem a insultar o Islã e a apelar por uma "imediata ação dos Estados Unidos". O ataque ocorreu em Mazar-i-Sharif, no norte do Afeganistão, durante manifestações contra a iniciativa de Jones de queimar exemplares do Alcorão na igreja que dirige, em março. Pelo menos 11 pessoas morreram.

Em nome de sua organização, Levante-se América Agora, Jones afirmou ontem ter chegado a hora de o Islã "prestar contas" de seus atos. "Nosso governo e nosso presidente (Barack Obama) precisam olhar de perto e de forma realista o elemento radical do Islã. O Islã não é uma religião de paz. Chegou o tempo de chamarmos essas pessoas para uma prestação de contas. Pedimos ao nosso governo que se levante e se manifeste contra esses atos. Essas pessoas têm de ser levadas à Justiça", disse Jones, por meio de uma nota.

As provocações de Jones não chegaram a ser rebatidas pelo governo americano. Por meio de declaração escrita, o presidente Obama condenou o ataque e apelou pela calma, pela rejeição à violência e em favor do diálogo. "Os homens e mulheres corajosas da ONU trabalham para apoiar o povo afegão", disse. "Seu trabalho é essencial para a construção de um Afeganistão mais forte para o benefício de todos."

Questionado sobre se Jones teria sido instigado indiretamente esse massacre, o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, afirmou não ter suficiente informação para responder. A causa do ataque, insistiu ele, ainda está sendo avaliada. O Departamento de Estado também se esquivou de relacionar os assassinatos à iniciativa de Jones de queimar exemplares do Alcorão, no dia 25.

O único aliado do governo Obama a vincular o ataque no Afeganistão a Jones foi o senador John Kerry, presidente do Comitê de Relações Exteriores do Senado. "Nós e o povo afegão temos uma dívida de gratidão para com as pessoas que arriscam suas vidas para fazer do Afeganistão um lugar melhor", afirmou, em homenagem às vítimas. "Em vez disso, uma multidão enfurecida voltou sua raiva para abnegados funcionários e inocentes, que não tinham conexão com a profanação do Alcorão por uma figura radical da Flórida."

Jones ameaçava queimar exemplares do Alcorão desde setembro, para relembrar os atentados de 2001 nos EUA. Na época, foi contido pela reação do governo americano. Mas no dia 25 ele supervisionou uma cerimônia de queima do livro sagrado do Islã pelo pastor Wayne Sapp. O Alcorão teria sido, previamente, julgado e condenado por um júri de 12 membros e voluntários da igreja. "Tivemos um processo judicial. Tentamos fazer dele o mais justo possível", justificara Jones.

Mas o ato foi condenado pelo Departamento de Estado como "desrespeitoso, intolerante e causador de divisões". "Nós somos profundamente preocupados com as tentativas deliberadas de ofender qualquer grupo religioso ou étnico", afirmou o porta-voz, Mark Toner.

A igreja Dove World Outreach tem sede em Gainesville, Flórida. Jones, autor do livro The Islan is of the Devil (O Islã é do Diabo, em tradução livre), professa a ideia de que qualquer religião que não é cristã é obra do demônio. Em 2009, distribuiu camisetas com a capa do livro impressa e iniciou uma doutrinação via internet, com a criação de um blog e adesão ao Facebook.

Pastor teme imposição da sharia nos EUA

O pastor fundamentalista Terry Jones é líder da igreja Dove World Outreach Center e autor do livro Islam is of the Devil ("O Islã é do Diabo", em tradução livre), que denuncia o islamismo como uma religião violenta. Ele trabalhou como missionário na Alemanha por 30 anos, mas foi expulso em 2008 por ter visões consideradas muito radicais.

De acordo com o pastor, os muçulmanos pretendem impor a sharia (a lei islâmica) nos Estados Unidos. No início do ano, o governo britânico proibiu a entrada de Jones no país por "razões de segurança pública". Vários líderes protestantes americanos acusam o pastor, que vive na cidade de Gainesville, no Estado da Flórida, de não proferir ideais cristãos.

Fonte: Estadão

Após crítica a deputado, site da ABGLT é hackeado

No site da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais foram colocadas passagens bíblicas

O site da ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) foi invadido por hackers na madrugada deste sábado. Os hackers acrescentaram dois textos na página de últimas notícias da associação: "Os fatos sobre a homossexualidade" e "Bolsonaro para presidente do Brasil".

No texto sobre homossexualidade, os hackers citam passagens bíblicas e o Moses (Movimento pela Sexualidade Sadia), que dizem ser "uma importante organização dedicada a ajudar homens e mulheres homossexuais durante a transição para um estilo de vida celibatário e a transição para a heterossexualidade".

No outro link, os invasores dizem ser a favor da família e contra a pederastia.

O presidente da associação foi avisado pela reportagem da Folha sobre o ataque. "É um absurdo, invadiram a nossa casa. Vamos procurar a polícia, registrar ocorrência e entrar em contato com nossos advogados para tomarmos todas as providências cabíveis", afirmou Reis.

A reportagem entrou em contato com o Moses e sua versão será incluída assim que houver manifestação.

Na sexta-feira (1º), a associação divulgou que entrou com uma representação na PGR (Procuradoria Geral da República) contra o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) pedindo a investigação criminal contra o deputado para apuração dos crimes de racismo, injúria e difamação contra mulheres, gays, bissexuais, travestis e transexuais.

"Como homofobia não é crime, queremos que ele seja investigado por racismo. Estamos perplexos diante de tanta asneira de um parlamentar destilando homofobia e racismo. Mesmo sabendo da impunidade de um parlamentar, queremos que ele seja ouvido, investigado e punido", afirmou o presidente da associação, Toni Reis, ontem à Folha.

Na quinta-feira (31), o site de Preta Gil saiu do ar após sofrer um ataque de hackers. O grupo que se autodenomina "Command Tribulation" postou uma mensagem contrária à criminalização da homofobia.

"Site hackeado. Abaixo a lei da homofobia. Abaixo a PL 122", escreveram na página, em referência ao Projeto de Lei que tramita no Congresso Nacional.

Fonte: Folha OnlineNo início da semana, em entrevista ao programa "CQC", da TV Bandeirantes, Jair Bolsonaro disse que "não viajaria em avião pilotado por cotistas nem aceitaria ser operado por médico [ex-cotista]". Em resposta à cantora Preta Gil sobre a eventualidade de um filho ter envolvimento amoroso com uma mulher negra, o deputado respondeu: "não vou discutir promiscuidade. Eu não corro esse risco e meus filhos foram muito bem-educados e não viveram em ambiente como lamentavelmente é o teu".