sábado, 23 de novembro de 2013

TRAGÉDIA LAMENTÁVEL: O cristianismo está em perigo na Síria!


Em meio à guerra que abalou a Síria, mais de 60 igrejas e mosteiros foram destruídos, e foi constatado inúmeros casos de atrocidades contra os cristãos, queixa Riad Haddad, o embaixador sírio na Rússia acrescentou.

Enquanto a guerra síria já é uma das maiores tragédias dos últimos tempos, afetando toda a população do país, parece que os cristãos sofrem mais do que outros em meio a espiral de violência.

Síria foi uma das primeiras regiões onde Paulo de Tarso começou a espalhar o cristianismo, que sempre desempenhou um papel crucial na vida cultural do país. No entanto, agora, a Síria sofre porque a herança cristã está sendo devastada, com mais de 60 mosteiros e igrejas cristãs destruídas pelos rebeldes islâmicos radicais, de acordo com a queixa Haddad. Em setembro de 2013, uma batalha feroz ocorreu por volta Ma'lula, uma cidade antiga que é considerado um verdadeiro bastião do Cristianismo, e que os seus habitantes ainda falam aramaico, a língua de Cristo. Enquanto as batalhas difíceis após os militares conseguiram desalojar os rebeldes de Ma'lula, a destruição sofrida pela cidade são muito graves.
Um mês depois, em outubro de 2013, os rebeldes profanados templos que matou 40 pessoas em uma aldeia cristã Saad. Durante este mês cristãos do subúrbios de Damasco, a capital, estão sendo abalados por fogo de morteiros e 50 granadas.
 Mas o dano ao drama herança une a tragédia humanitária. De acordo com Haddad, muitos dos 70 mil cristãos que foram forçados a deixar suas casas, se refugiaram em outros países , onde recebem apoio das comunidades cristãs de todas as fés. embaixador sírio para a Rússia fez agradecimentos em nome do seu povo e continuou com á assistência dispensada pela Igreja Ortodoxa Russa e Imperial Ortodoxa Palestina Society.

Actualidade RT

Após internação, Billy Graham se recupera e recebe alta médica


A internação do evangelista Billy Graham, 95 anos de idade, por problemas respiratórios durou apenas dois dias, e ele já está em casa novamente.

No dia 19 de novembro, Graham foi levado ao hospital, e no dia seguinte, um porta-voz da família informou que o pastor e evangelista havia sido medicado e mantido sob cuidados médicos.
O filho de Billy, Franklin, chegou a comentar que, mesmo em idade avançada, seu pai há anos não apresentava problemas graves de saúde, além dos comuns à sua faixa-etária, como déficit auditivo e visual.

Em agosto deste ano, Billy Graham chegou a ser internado por problemas respiratórios, mas sua estadia no hospital também foi breve.

O relatório médico do Mission Hospital indica que a recuperação foi completa: “Mr. Graham estava alerta e de bom humor durante sua estada. Estamos satisfeitos com os resultados da avaliação do Sr. Graham”, assinou o médico responsável pelo tratamento, doutor William R. Hathaway, diretor do hospital.

Fonte: Gospel+

Marco Feliciano diz que deputado gay é um “sub-intelectual covarde”


Os ataques feitos ao pastor Marco Feliciano (PSC-SP) por parte do deputado federal e ativista gay Jean Wyllys no Twitter não ficaram sem resposta.

Nesta quinta-feira, 21 de novembro, o presidente da CDHM respondeu aos comentários do ativista gay e ex-BBB.

Feliciano, que já havia dito que não se importava com as críticas que seriam feitas a ele por conta da aprovação de dois projetos de lei que revisam as questões em torno do casamento gay, usou sua conta no Twitter para classificar seu colega parlamentar de “covarde”.

Na quarta-feira, 20/11, Wyllys afirmou que Feliciano era ”vendilhão” e “incompetente”, e que a CDHM era uma comissão “deslegitimada” desde que o pastor havia sido eleito para presidi-la.

Open in new windowA resposta de Feliciano veio à altura, num tom bastante áspero: “Andei lendo algo sobre o que disse um deputado por aí e a conclusão é: ele é um covarde. Abandonou a CDHM porque não aguenta 5 minutos de debate. Se representasse a sua classe de verdade, estaria na CDHM pra marcar posição, defender, argumentar, mas esse sub-intelectual é covarde! Também os partidos que abandonaram a CDHM fugiram do debate. Dizem defender essas classes, mas não moveram uma palha sequer para obstruir a votação”, escreveu, referindo-se aos projetos aprovados contra o casamento gay.

Na sequência, Feliciano ainda pontuou que o envio de projetos ligados à agenda homossexual para a CDHM era uma artimanha dos parlamentares que atuam junto aos ativistas gays para que fossem aprovados sem maiores questionamentos.

“Sem esquecer que os projetos que votamos foram enviados para a CDHM de maneira estratégica, pois ali era o reduto deles e os aprovariam. Todavia a CDHM mudou de liderança. Quem foge do debate não é republicano, tampouco democrático. São apenas histéricos radicais”, criticou.

Por fim, o pastor Marco Feliciano disse que Wyllys se recusou a debater com ele num convite feito por uma revista nacional: “Minha assessoria de imprensa me informou q uma revista de circulação nacional, respeitada, queria um debate entre eu e o tal deputado… Aceitamos o convite para dias depois. Frustrada, a revista informar que o deputado não iria mais, ou seja, se acovardou”.

Fonte: Gospel+

ISRAEL SE PREPARA PARA A GUERRA NA PALESTINA: 'NOSSA RESPOSTA SERÁ DURA'

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, responsabilizará o Hamas em caso de um ataque vindo da Faixa de Gaza. Neste domingo, ...