sábado, 31 de maio de 2014

VERGONHOSO - MESMO ANTES DE SAIR DO PAPEL O TREM BALA DA DILMA JÁ CUSTA R$ 1,878 MILHÃO POR MÊS EM SALÁRIOS


Audiência realizada pelo governo federal, em 2010, para discutir o Trem-Bala. Foto: Arquivo/OVALEAudiência realizada pelo governo federal, em 2010, para discutir o Trem-Bala. Foto: Arquivo/OVALE
Valor se refere apenas aos gastos com os salários dos 167 funcionários da EPL, estatal criada pelo governo Dilma Rousseff para gerenciar o projeto do Trem-Bala; meta inicial era inaugurar ferrovia antes da Copa
Xandu AlvesSão José dos Campos
Anunciado pelo governo federal em 2005, o TAV (Trem de Alta Velocidade) ainda nem saiu do papel e a estatal EPL (Empresa de Planejamento e Logística S.A.), criada no final de 2012 para gerenciar o projeto, conta com 167 funcionários que custam mensalmente aos cofres públicos R$ 1,878 milhão em salários.
O levantamento foi feito por O VALE a partir da lista de empregados publicada no site da EPL e cruzada com os vencimentos brutos de cada servidor da estatal divulgados no Portal da Transparência do governo federal.
O custo faz parte da projeção de gastos que o governo federal terá com o Trem-Bala, que deve chegar a R$ 1 bilhão até o final do atual governo.
Os gastos com a EPL começaram em 2012, quando o governo injetou R$ 5 milhões para constituir a empresa, que se tornou sócio do Trem-Bala com participação de 45%.
A estatal consumiu mais R$ 28,2 milhões de custeio em 2012 e cerca de R$ 90 milhões, no ano passado.
São três diretores no topo da hierarquia da empresa, cujos salários somados chegam a R$ 78,8 mil, média de R$ 26,2 mil, mesmo salário da presidente Dilma Rousseff (PT).

Estrutura. Outros 164 funcionários recebem vencimentos brutos entre R$ 1.750 e R$ 29 mil, mesmo salário de um ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), fixado pela Constituição Federal como teto de remunerações do funcionalismo público no país.
Além desses gastos, a EPL gasta R$ 1,64 milhão por ano de aluguel do prédio que usa como sede, em Brasília.
“O Trem-Bala é uma situação escandalosa, que não passou de propaganda eleitoral”, disse o deputado federal Vanderlei Macris (PSDB-SP).
Membro da Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, ele disse que o Ministério dos Transportes se comprometeu a enviar, até o final de junho, a planilha com todos os gastos feitos pelo governo com o Trem-Bala até o momento, incluindo o custeio da EPL.

Sonho. Para o doutor em engenharia de transportes e professor da Universidade Federal do ABC, José Alex Sant’Anna, o Trem-Bala é um “sonho de algumas pessoas do governo que teimam em manter em andamento”.
Considerando o projeto do trem “caro demais para o país”, ele classificou a EPL de “cabide de emprego para amigos do governo”.
A empresa também foi alvo de críticas do deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB), presidente da Comissão de Viação e Transportes da Câmara, que cobrou transparência do governo.
“Ninguém sabe o quanto se gasta com esse projeto [do Trem-Bala]. O governo tem que esclarecer isso”, disse.
Em agosto de 2013, o governo federal adiou pela terceira vez o leilão do TAV, que deve ocorrer em agosto deste ano. A meta é começar as obras em 2015 e a operação, em 2020.

A novela do TAV
ProjetoEm 2005, a estatal Valec Engenharia, Construções e Ferrovias contratou a italiana Italplan Engineering para elaborar o projeto básico do TAV

GovernoEm 2007, a ANTT assumiu o projeto do Trem-Bala e contratou o consórcio Halorow Sinergia para os estudos que serviram de base para a elaboração do edital do primeiro leilão

LeilãoRealizado em maio de 2011, o primeiro leilão fracassou por falta de interessados

EditalO governo reformulou o edital e dividiu o projeto em duas fases (construção e operação)

Risco
A União também assumiu todo o risco do negócio por meio da EPL (Empresa de Planejamento e Logística), empresa estatal criada em 2012 para gerenciar o Trem-Bala

AudiênciasEm setembro de 2012, o governo realizou duas audiências públicas na região para debater o Trem-Bala. Foram escolhidas as cidades que terão estações do trem: São José (13/9) e Aparecida (14/9)

AdiamentoEm agosto do ano passado, o governo anunciou o terceiro adiamento da primeira etapa do leilão do Trem-Bala. A nova data é agosto de 2014

Segunda etapaA segunda etapa do leilão do TAV está mantida para 2015, mesmo ano da previsão de início das obras. A operação começaria em 2020




Empresa estatal evita comentar o assunto
São José dos Campos
A EPL foi procurada ontem por O VALE para comentar os gastos de custeio e o número de funcionários, além da tramitação do projeto do Trem de Alta Velocidade.
A reportagem conversou com a assessoria de imprensa do órgão e enviou um e-mail com perguntas, a pedido dos assessores, às 14h53.
Sem obter resposta, o jornal voltou a ligar para a assessoria às 18h27, que informou que as informações solicitadas não seriam dadas ontem, mas apenas na segunda-feira, por “falta de tempo de respondê-las”.

Prioridade. Embora não admita oficialmente, o Trem-Bala deixou de ser uma prioridade para o governo federal.
Antes considerado um dos grandes projetos de mobilidade para a Copa do Mundo, que ligaria as cidades de Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro, o empreendimento ainda nem saiu do papel.
O projeto vem sofrendo repetidas mudanças desde dezembro de 2010, quando o governo marcou o primeiro leilão do Trem-Bala, que foi cancelado por falta de interessados. Com 511 quilômetros de linha férrea, o Trem-Bala está orçado em R$ 35 bilhões. 


VIA  GRITOS  DE  ALERTA
INF. http://www.ovale.com.br/antes-de-sair-do-papel-tav-ja-custa-r-1-878-milh-o-por-mes-1.533606

Pastor afirma que redes sociais são inimigas da religião


Pastor afirma que redes sociais são inimigas da religiãoPastor afirma que redes sociais são inimigas da religiãoEstou ficando cada vez mais convencido de que a mídia social pode minar religião por mensagens de ‘generalistas’, colocando o valor no ‘curtir’ e ‘seguidores’ e distraindo as pessoas de um relacionamento com Deus e com seus vizinhos mais próximos”, afirmou.Para o pastor americano Henry G. Briton as redes sociais podem minar as religiões. Foi isto que ele afirmou em um artigo escrito no Huffington Post se mostrando preocupado com as relações virtuais.





Briton é pastor sênior da Igreja Presbiteriana de Fairfaz, em Virginia, e lembrou que há muitos líderes religiosos se valendo dessas ferramentas para evangelizar.
Entre os líderes citados por ele está o Papa Francisco que posta mensagens no Twitter, mas outros religiosos e igrejas que usam redes como o Facebook e o LinkedIn.
Na visão do pastor Briton, as redes sociais são “tentadoras”, mas o tempo gasto com elas deveria ser usado para criar relações com Deus e com os próximos.
“Todos nós podemos nos beneficiar ao ‘desplugar’ do mundo online por um dia ou uma temporada, e achar serenidade e crescimento espiritual em uma conexão mais forte com Deus e as pessoas perto de nós”, incentivou o presbiteriano. Com informações Terra

Dilma decidiu extinguir a democracia por decreto. É golpe!


Atenção, leitores!
Seus direitos, neste exato momento, estão sendo roubados, solapados, diminuídos. A menos que você seja um membro do MTST, do MST, de uma dessas siglas que optaram pela truculência como forma de expressão política.
De mansinho, o PT e a presidente Dilma Rousseff resolveram instalar no país a ditadura petista por decreto. Leiam o conteúdo do decreto 8.243, de 23 de maio deste ano, que cria uma tal “Política Nacional de Participação Social” e um certo “Sistema Nacional de Participação Social”. O Estadão escreve nesta quinta um excelente editorial a respeito. Trata-se de um texto escandalosamente inconstitucional, que afronta o fundamento da igualdade perante a lei, que fere o princípio da representação democrática e cria uma categoria de aristocratas com poderes acima dos outros cidadãos: a dos membros de “movimentos sociais”.
O que faz o decreto da digníssima presidente? Em primeiro lugar, define o que é “sociedade civil” em vários incisos do Artigo 2º. Logo o inciso I é uma graça, a saber: “I – sociedade civil – o cidadão, os coletivos, os movimentos sociais institucionalizados ou não institucionalizados, suas redes e suas organizações”.
Pronto! Cabe qualquer coisa aí. Afinal, convenham: tudo aquilo que não é institucional é, por natureza, não institucional. Em seguida, o texto da Soberana estabelece que “todos os órgãos da administração pública direta ou indireta” contarão, em seus conselhos, com representantes dessa tal sociedade civil — que, como já vimos, será tudo aquilo que o governo de turno decidir que é… sociedade civil
Todos os órgãos da gestão pública, incluindo agências reguladoras, por exemplo, estariam submetidos aos tais movimentos sociais — que, de resto, sabemos, são controlados pelo PT. Ao estabelecer em lei a sua participação na administração pública, os petistas querem se eternizar no poder, ganhem ou percam as eleições.
Isso que a presidente está chamando de “sistema de participação” é, na verdade, um sistema de tutela. Parte do princípio antidemocrático de que aqueles que participam dos ditos movimentos sociais são mais cidadãos do que os que não participam. Criam-se, com esse texto, duas categorias de brasileiros: os que têm direito de participar da vida pública e os que não têm. Alguém dirá: “Ora, basta integrar um movimento social”. Mas isso implicará, necessariamente, ter de se vincular a um partido político.
A Constituição brasileira assegura o direito à livre manifestação e consagra a forma da democracia representativa: por meio de eleições livres, que escolhem o Parlamento. O que Dilma está fazendo, por decreto, é criar uma outra categoria de representação, que não passa pelo processo eletivo. Trata-se de uma iniciativa que busca corroer por dentro o regime democrático.
O PT está tentando consolidar um comissariado à moda soviética. Trata-se de um golpe institucional. Será um escândalo se a Ordem dos Advogados do Brasil não recorrer ao Supremo contra essa excrescência. Com esse decreto, os petistas querem, finalmente, tornar obsoletas as eleições. O texto segue o melhor padrão da ditadura venezuelana e das protoditaduras de Bolívia, Equador e Nicarágua. Afinal, na América Latina, hoje em dia, os golpes são dados pelas esquerdas, pela via aparentemente legal.
Inconformado com a democracia, o PT quer agora extingui-la por decreto.

Por Reinaldo Azevedo
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/dilma-decidiu-extinguir-a-democracia-por-decreto-e-golpe/

ALERTA GERAL - BRASIL PODE ‘ENCOLHER’ À METADE APÓS A COPA DO MUNDO CONGRESSO VOTA ATÉ JULHO DECLARAÇÃO DOS DIREITOS INDÍGENAS, QUE CRIA 216 ‘PAÍSES’ NA AMAZÔNIA CONTROLADOS POR ONGS E NAÇÕES UNIDAS

Amazonia Rio FlorestaAproxima-se uma data crucial, logo depois da Copa: o Congresso tem até 22 de julho para votar a “Declaração Universal dos Direitos dos Povos Indígenas”, invenção de ONGs estrangeiras para criar 216 “países” na Amazônia, retirando do Brasil quase 50% do território. O atentado à integridade do território nacional recebeu apoio do ex-chanceler Celso Amorim nas Nações Unidas, em 2007.
Uma campanha pela soberania nacional, liderada pelo engenheiro da Coppe/UFRJ João Carlos Pereira em 2008, caiu no esquecimento.
Além da gigantesca reserva Yanomami em Roraima, o Brasil teria nações indígenas independentes e sob tutela de ONGs ou da ONU.


VIA   GRITOS  DE   ALERTA  /  INF. http://www.diariodopoder.com.br/noticias/brasil-pode-encolher-a-metade-apos-a-copa-2/

Marcha Para Jesus 2014 acontece dia 7 de junho em São Paulo



A 22ª edição da Marcha Para Jesus, que acontece no dia 7 de junho, promete reunir mais uma vez milhões de pessoas nas ruas de São Paulo. Considerado um dos maiores eventos cristãos do mundo, a edição deste ano terá o tema “Conquistando Para Cristo”.

Presidida pelo apóstolo Estevam Hernandes, a Marcha Para Jesus é um evento pacífico que reúne igrejas cristãs de várias denominações e é aberta a toda a população. “A verdade da Marcha é que ela representa a união, a comunhão de todos aqueles que acreditam em Jesus Cristo como filho de Deus. Ela representa nosso desejo de expressar essa fé e declarar a bênção do Senhor sobre nosso país!”, afirma o apóstolo.

Todos os anos, pessoas de todas as idades e lugares do Brasil, e até de outros países, participam do evento em São Paulo.

A marcha sairá do Metrô Luz, às 10h, e seguirá em direção à Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, próximo ao Campo de Marte, na zona norte de São Paulo, onde acontecem os shows.

No local, será montada uma megaestrutura para a apresentação de várias bandas e grupos da música gospel, como Eyshila, Ao Cubo, André Valadão, Renascer Praise, Kléber Lucas, Thalles Roberto, Banda do PA, Aline Barros, Gabriela Rocha, Gui Rebustini, Damares, Gabriela  Rocha, Cassiane, Ana Paula Valadão, Marcelo Aguiar, Pedras Vivas e Eli Soares.

VIA  GRITOS  DE  ALERTA

Marcha para Jesus reúne multidão no Centro do Rio


Marcha para Jesus acontece no Centro do Rio (Foto: Marcelo Elizardo/G1)
Marcha para Jesus acontece no Centro do Rio (Foto: Marcelo Elizardo/G1)
Marcha para Jesus acontece no Centro do Rio (Foto: Marcelo Elizardo/G1)
A Marcha para Jesus reuniu uma multidão de fiéis na Avenida Presidente Vargas, Centro do Rio, na tarde deste sábado (31). O evento, que acontece há 27 anos, teve shows de bandas evangélicas em trios elétricos que agitaram os presentes.
As cores verde e amarelo tomaram conta da Presidente Vargas em homenagem à Copa do Mundo, que começa em 12 dias.

Maria José Ferreira foi à Marcha para Jesus na companhia da filha Gilmara Ferreira e do neto Paulo Victor Ferreira. É a segunda vez da família no evento. "Espero que seja uma benção e uma vitória para o Rio de Janeiro", disse Gilmara.

Oito trios elétricos acompanharam os religiosos durante o trajeto até o palco montado na Cinelândia. Os cantores Fernandinho, Andre Valadão, Perlla e Bruna Karla participaram da festa.

Evento acontece há 27 anos

A “Marcha para Jesus” registrou seu maior público em 2013, onde meio milhão de pessoas marcharam pelo trajeto até a concentração. A Marcha para Jesus aconteceu pela primeira vez no ano de 1987, em Londres, com a intenção de levar os cristãos para fora das quatro paredes das igrejas.

Dois anos depois, mais de 45 cidades do Reino Unido organizaram o evento, incluindo a capital da Irlanda, Belfast, que uniu seis mil católicos e protestantes, historicamente desafetos no país

FONTE CRÉDITO . http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2014/05/marcha-para-jesus-reune-multidao-de-fieis-no-centro-do-rio.html
G1
.

UNIVERSIDADE MODELO PT - UFF vai apurar denúncia de festa com ritual satânico, drogas e orgias

Festa na UFF de Rio das Ostras (Foto: Reprodução/Rede social)
Crânio humano foi usado em suposto ritual de magia negra em festa na UFF de Rio das Ostras
(Foto: Reprodução/Facebook)







A reitoria da Universidade Federal Fluminense, em Rio das Ostras, na Região dos Lagos do Rio, anunciou nesta sexta-feira (30), que vai abrir sindicância urgente para investigar denúncias sobre uso de drogas e álcool no pólo da unidade. Denúncias também relataram orgias e rituais satânicos no evento, divulga vídeo nas redes sociais com o título de "Xereca Satânik - A Festa", em que foram convidadas mais de duas mil pessoas.
Imagens registradas por alunos durante a festa que aconteceu na última quarta-feira (28), mostram mulheres mascaradas e nuas. Em uma delas, a genitária de uma mulher estaria sendo costurada.
Festa na UFF de Rio das Ostras (Foto: Reprodução/Rede social)Denúncia diz que mulher teve a genital costurada no
evento (Foto: Reprodução/Facebook)
Em outras fotos mulheres aparecem nuas num suposto ritual de magia negra, inclusive, com uso de um crânio humano. Um estudante da instituição, que pediu para não ser identificado, contou que as bebidas alcoólicas usadas na festa ficaram armazenadas dentro do novo anexo da UFF. 
"A festa ocorreu ao lado do prédio novo chamado multiuso. O diretor do pólo permitiu o armazenamento de bebidas dentro da universidade. O uso de drogas é praticamente liberado. Precisamos de uma intervenção urgente", disse.

Procurada ,  a direção do pólo, mas nenhum pronunciamento foi feito. O reitor da UFF, Roberto Salles, informou à reportagem do G1 que além da abertura de uma sindicância, proibiu os diretores do pólo de se pronunciarem sobre as festas que acontecem dentro da instituição. Concluiu, afirmando que todas as informações serão apuradas e os responsáveis punidos.

 No convite, na rede social, o evento foi divulgado como uma "Festa de confraternização do Seminário Corpo e Resistência e - 2° Seminário de INVESTIGAÇÃO & CRIAÇÃO do Grupo de Pesquisas/CNPq Cultura e Cidade Contemporânea".

VIA  GRITOS  DE  ALERTA -INF.  G1.COM.BR

Membros de seita chinesa são presos após matarem mulher dentro de Mc Donalds

Pequim, 31 mai (EFE).- Seis membros de um grupo religioso chamado "Deus Todopoderoso" foram presos por matarem uma mulher dentro do McDonalds por ela ter se recusado a dar seu número de telefone para receber informação sobre o grupo, informou neste sábado a polícia através da agência "Xinhua".
O homicídio aconteceu na quarta-feira na cidade de Zhaoyuan, na província de Shandong, onde os acusados, segundo as autoridades, tentavam recrutar novos fiéis.
A vítima, de sobrenome Wu, se negou a dar dados de contato aos membros da seita, e por isso foi espancada até morrer em uma das mesas do restaurante.
Quatro mulheres e dois homens foram presos, quatro deles da mesma família (um homem de sobrenome Zhang, duas de suas filhas e um filho menor de idade).
Após a prisão dos agressores a polícia revistou as casas e encontrou livros e materiais do grupo religioso, famoso porque há dois anos milhares de seus membros foram também presos após afirmarem publicamente que o mundo acabaria em dezembro de 2012, baseados em interpretações do calendário maia.
As autoridades de Shandong disseram hoje que as atividades de "seitas heréticas" serão castigadas severamente para proteger a segurança dos cidadãos.

 EFE  - VIA  GRITOS  DE  ALERTA

Ativistas gays elegem os “inimigos públicos” do movimento e evangélicos são maioria


Os pastores Silas Malafaia e Marco Feliciano e a psicóloga Marisa Lobo estão na lista dos inimigos dos ativistas gays.

Os ativistas gays elegem anualmente as figuras públicas que são consideradas os dez principais inimigos públicos da militância homossexual no Brasil, e sempre há lideranças evangélicas apontadas como hostis.

Open in new windowA revista Lado A, dedicada ao público gay, diz que os motivos que levam uma determinada figura pública a ser apontada como inimiga dos homossexuais são “declarações e posicionamentos” que eles consideram “nocivos” e que por isso, “devem ser combatidos”.

O pastor Everaldo Pereira (PSC-SP), pré-candidato à presidência da República, é um dos nomes citados pelos ativistas gays por ter sido “um dos idealizadores da campanha ‘homem + mulher = família’, do partido em 2012”.

A psicóloga Marisa Lobo, que teve seu registro profissional cassado por conta de suas expressões públicas de fé, foi mencionada como uma das inimigas dos ativistas gays por defender “o direito de tratamento de homossexuais que desejam deixar a homossexualidade”.

O pastor Silas Malafaia novamente está na lista de inimigos dos ativistas gays por pregar “com a Bíblia contra os homossexuais em seus programas”, e por “suas opiniões conservadoras” sobre o projeto de “ditadura gay” no Brasil. “Afirma que gays querem direitos especiais e acusa militantes gays de promoverem perseguição aos cristãos e esquemas fraudulentos”, diz a revista Lado A.

O deputado João Campos (PSDB-GO) foi listado por ser o “autor do projeto de decreto legislativo para derrubar a resolução do Conselho Federal de Psicologia que proíbe o tratamento de homossexuais” que desejem deixar a prática.

O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) foi colocado na lista, novamente, por se “posicionar contra a comunidade gay e a fazer declarações racistas com base na Bíblia”, na visão dos ativistas gays. Feliciano foi um dos nomes mais hostilizados pela militância homossexual em 2013, quando assumiu a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM).

O deputado federal pastor Eurico (PSB-PE) entrou para a lista por propor “um novo projeto de decreto legislativo para derrubar a proibição do CFP ao tratamento da homossexualidade”, substituindo o projeto de João Campos, que foi apelidado de “cura gay”. A polêmica recente do pastor com a apresentadora Xuxa também foi apontada como um dos motivos.

O senador Magno Malta (PR-ES), que articula sua candidatura à presidência da República, entrou para a lista por ser o “responsável no Senado pela tranca de pautas e alianças contrárias aos projetos que visam melhorar a qualidade de vida da comunidade gay no país”. A revista diz ainda que Malta “tem discurso preconceituoso, baseado em sua religião, e prega o direito da maioria como se isso fosse democracia”.

A primeira colocada da lista é a presidente Dilma Rousseff (PT), pois na visão dos ativistas gays, por ter feito “pacto político com evangélicos para não apoiar iniciativas que promovam direitos a comunidade gay em troca de apoio em sua primeira eleição”.

Fonte: Gospel +

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...