sábado, 1 de setembro de 2012

Menino cristão é brutalmente assassinado no Paquistão

Menino cristão é brutalmente assassinado no PaquistãoMenino cristão é brutalmente assassinado no Paquistão
A comunidade cristã do Paquistão está assustada com a violência cometida contra um garoto órfão de 14 anos. Suneel Masih desapareceu em Faisalabad no dia 19 de agosto e no dia 21 a polícia encontro seu corpo completamente mutilado.
O crime chocou até mesmo os policiais, um deles chegou a conversar com a agência de notícias AsiaNews confidenciando que nunca tinha visto algo igual. “É a primeira vez que vejo um assassinato como esse”.
Alguns órgãos internos e externos do garoto foram arrancados, provavelmente para serem vendidos no mercado negro. O rosto do garoto estava irreconhecível.
Líderes políticos participaram do funeral que aconteceu no dia 22 e uma marcha de protestos se estendeu pelas ruas da cidade. Muitas das pessoas clamavam por justiça diante de tamanha crueldade.
Mas a polícia local ainda não abriu inquérito para apurar o crime. Algumas testemunhas dizem que Suneel era aluno do 5º ano e que foi visto pela última vez no Mercado da Liberdade comprando uma camisa. Naquela noite ele não voltou para casa, os familiares passaram a procurá-lo até que dois dias depois seu corpo foi encontrado.
O líder religioso Nisar Barkat disse que o governo precisa interferir, pois a comunidade cristã está insegura diante dessa violência contra crianças cristãs, recentemente uma garota paquistanesa com problema mental foi presa sob acusação de levar consigo folhas do Corão rasgadas dentro de um saco de lixo.
“A comunidade cristã se sente insegura e não consegue parar de pensar sobre este caso horrível. Hindus e cristãos vivem com medo”, disse o líder.
Com informações Portas Abertas

Rejeição a Haddad cresce conforme ele fica conhecido em São Paulo. GRAÇAS A DEUS , POIS NÃO QUEREMOS O PAI DO KIT GAY COMO PREFEITO DE SÃO PAULO .

O início da propaganda eleitoral na TV fez com que o candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, o ex-ministro da Educação Fernando Haddad, ficasse mais conhecido pelo eleitorado paulistano. A rejeição ao petista, por outro lado, também cresceu.
De acordo com a última pesquisa Datafolha, divulgada na quarta-feira (29), 75% dos eleitores dizem conhecer Haddad. Na pesquisa anterior, divulgada no dia 20, esse percentual era de 64%. Quanto à rejeição, 21% dos entrevistados disseram que não votariam em Haddad de jeito nenhum, contra 15% da pesquisa anterior.
1José Serra
PSDB
2Celso Russomanno
PRB
3Fernando Haddad
PT
4Soninha Francine
PPS
5Levy Fidélix
PRTB
ø
6Gabriel Chalita
PMDB
7Paulinho da Força
PDT
8Carlos Giannazi
PSOL
ø
9Anaí Caproni
PCO
ø
10José Maria Eymael
PSDC
ø
11Ana Luiza
PSTU
ø
12Miguel Manso
PPL
ø
21/07/201237%12%12%19%14%8%21%6%8%17%8%9%
21/08/201238%12%15%19%17%11%19%8%9%17%9%11%
29/08/201243%15%21%24%21%15%25%12%16%21%15%16%
Conhecido por 96% dos entrevistados, o líder em intenções de voto Celso Russomanno (PRB), no entanto, tem apenas 15% de rejeição.
Carlos Melo, cientista político do Insper, afirma que a rejeição a Haddad está relacionada à rejeição ao PT.
“À medida que os anti-PT têm a informação de quem é o candidato do PT, a rejeição a ele aumenta. O PT tem altos índices de aprovação, mas a rejeição ao partido é tão grande quanto”, diz.
Melo afirma ainda que Russomanno se beneficia por não estar no centro dos ataques dos adversários.
"O Russomanno não faz parte de nenhum dos partidos que protagonizam essa polarização em São Paulo nos últimos anos, ou seja, o PT e o PSDB. Ele não tem esse ônus”, diz o cientista político.
As pesquisas feitas pelo Datafolha desde o início do ano mostram uma crescente rejeição ao petista: de 11%, em janeiro, para 21% no último levantamento.
A assessoria de imprensa de Haddad foi procurada duas vezes na sexta-feira (31), mas não respondeu à reportagem.
Russomanno aparece no último Datafolha como líder isolado na disputa, com 31% das intenções de voto --o mesmo percentual que tinha em 20 de agosto; José Serra caiu cinco pontos percentuais e aparece com 22%. Já Haddad cresceu seis pontos e tem 14% das intenções de voto.

Mais rejeitado

O maior índice de rejeição, porém, é o do candidato do PSDB, José Serra: 43%. A rejeição ao tucano está em ritmo crescente desde março, quando 30% dos entrevistados o rejeitavam.
Em entrevista à "TV Estadão" na tarde de ontem (31), Serra classificou sua situação como “natural”. “A rejeição é natural porque eu sou de longe o candidato mais conhecido”, disse o tucano, conhecido por 99% dos eleitores.

Pastor diz que igreja está aberta para Naldo, se ele quiser

Jaime Soares, pastor da Assembleia de Deus de Bonsucesso, igreja da Zona Norte do Rio que era frequentada por Naldo Benny desde antes da...