sábado, 16 de junho de 2012

ELE TAMBÉM VAI APOIAR O HADDAD EM SP - Quatro brasileiros estão em lista de corrupção do Banco Mundial

Paulo Maluf no dia da diplomação como deputado (Foto: Roney Domingos/G1)Paulo Maluf no dia da diplomação como deputado,
em janeiro de 2011 (Foto: Roney Domingos/G1)

Quatro brasileiros estão em um banco de dados do Banco Mundial que lista 150 casos internacionais de corrupção. Entre eles, o deputado e ex-prefeito de São Paulo Paulo Maluf e os banqueiros Daniel Dantas e Edemar Cid Ferreira.

Batizado de "The Grand Corruption Cases Database Project", o projeto reúne informações de cerca de 150 casos em que foram comprovadas movimentações bancárias de pelo menos US$ 1 milhão (R$ 2 milhões) relacionados à corrupção e lavagem de dinheiro.

A ideia teve origem em um relatório publicado pelo Banco Mundial no fim do ano passado. Segundo o estudo, a corrupção movimenta cerca de US$ 40 bilhões (R$ 80 bilhões) por ano no mundo.

O banco de dados coloca à disposição documentos e informações dos processos de cada caso, mas não há um ranking dos mais corruptos ou de qual país concentra casos mais graves e onerosos aos cofres públicos.

De acordo com a descrição no site, o projeto reúne casos de corrupção em grande escala entre 1980 e 2011 "envolvendo o mau uso de pelo menos uma entidade legal ou instrumento jurídico legal para ocultar o beneficiário e dissimular a orgiem ou destinação dos ativos roubados." O montate envolvido em cada caso, segundo o Banco Mundial, é de pelo menos US$ 1 milhão.

Dupla apariçãoEntre os brasileiros presentes no levantamento, chama a atenção a dupla aparição do ex-prefeito da capital paulista e deputado federal, Paulo Maluf. Na primeira vez em que aparece no sistema, ele é acusado pelo procurador-geral de Nova York de movimentar US$ 140 milhões no Banco Safra, entre 1993 e 1996.

Em outro processo, é acusado de desviar dinheiro de pagamentos fraudulentos para contas em bancos em Nova York e na Ilha de Jersey, no Reino Unido. O assessor de imprensa de Maluf, Adilson Laranjeira, disse na quinta que "Paulo Maluf não tem nem nunca teve conta no exterior".

O banqueiro Daniel Dantas também é citado no banco de dados criado pelo Banco Mundial pelo caso do Grupo Opportunity, em 2008, quando teve US$ 46 milhões bloqueados em contas do Reino Unido.

Em nota, o Opportunity afirma que esse relatório é datado de 2008 e está desatualizado. Leia a íntegra:

"O Banco Mundial está sendo notificado pelo Opportunity.

Esse relatório é datado de 2008 e está desatualizado. Afora isso, em 2008, a farsa da Satiagraha ainda não havia sido desmascarada em toda a sua extensão.

Por conta de possíveis erros como esse, o Banco Mundial expressamente não garante a veracidade das informações.

A Satigraha foi uma operação encomendada ancorada em provas forjadas e crimes financeiros inexistentes.

Em 9 de novembro de 2010, Protógenes Queiroz, à época delegado e comandante da operação, foi condenado por fraude processual e violação de sigilo funcional pela 7ª Vara Criminal de São Paulo. O Ministério Público entendeu também que ele deve responder pelos crimes de prevaricação e corrupção passiva.

Em junho de 2011, o Superior Tribunal de Justiça decidiu pela nulidade da Satiagraha."

O fundador e ex-presidente do Banco Santos, Edemar Cid, Ferreira também aparece na relação. Edemar rechaçou a publicação, alertando sobre a existência de um disclamer - segundo ele, um aviso da própria instituição de que "as constatações, interpretações e conclusões expressas no banco de dados não refletem necessariamente a opinião dos diretores executivos do Banco Mundial ou dos governos que eles representam".

O caso do propinoduto, que envolveu o ex-subsecretário de Administração Tributária do Rio Rodrigo Silveirinha Correa e outros três fiscais e quatro auditores da Receita Federal, também é citado. "Meu cliente é acusado de corrupção passiva, mas até hoje não foi identificado nenhum corruptor", afirmou o advogado de Silveirinha, Fernando Fragoso. Segundo ele, o fiscal não tomou conhecimento da citação do seu caso na lista.


VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. G1.COM.BR

Cristãos apoiam o candidato islamita Mohamed Mursi nas eleições presidenciais do Egito


Cristãos apoiam o candidato islamita Mohamed Mursi nas eleições presidenciais do EgitoEstá acontecendo nesse fim de semana no Egito o segundo turno da eleição presidencial, na qual o primeiro presidente pós-Mubarak será escolhido nas urnas. Em todo o país é tida como certa a preferência dos cristãos pelo candidato secular Ahmed Shafiq, rival do islamista Mohamed Mursi, da Irmandade Muçulmana. Porém, alguns cristãos seguem a ordem oposta dessa lógica declararam seu apoio ao candidato islâmico.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Shafiq, é ex-ministro de Hosni Mubarak e é tido como uma escolha natural dos mais de 8 milhões de cristãos no Egito que temem que, se escolhido, Mursi transformaria o país em um Estado islâmico e ameaçaria as minorias.
De acordo com o Terra, muitos cristãos afirmam não se encaixar em um perfil amedrontado pelo islamismo e se declararam a favor de Mursi. “Sou cristão, mas não acho que me encaixo no perfil de grupo religioso amedrontado com islamistas. Votar em Shafiq apenas por ser secular e para barrar os islamistas é trair a revolução”, declarou por telefone o cristão copta Kamal Zuheir, ativista e advogado.
Zuheir afirmou ainda que os cristãos coptas estão sendo erroneamente associados à figura de Shafiq e a elite pró-Mubarak. “Associar os cristãos como elite é um grande erro. Muitos coptas sofrem dos mesmos problemas sociais e econômicos que os muçulmanos. Durante os anos de Mubarak, os cristãos sofreram abusos de direitos humanos e intimidações das forças de segurança”, salientou.
Segundo o ativista, algumas das piores atrocidades cometidas contra a comunidade cristã aconteceram durante o regime de Mubarak. E que Shafiq recebeu o apoio apenas da velha geração, cenário que não foi o mesmo com os jovens.
“Em geral, jovens cristãos ativistas votaram em massa para o candidato nasserista de esquerda Hamdeen Sabbahi porque era a lógica da revolução. Isso não quer dizer que um candidato como Mursi (Irmandade) não seria uma opção. E Shafiq não é uma opção obrigatória só porque somos cristãos”.

G+

Sumiço de menina em igreja ainda é mistério para polícia

Criança de 4 anos desapareceu da Igreja Pentecostal Deus é Amor, no PQ Dom Pedro , na região central de São Paulo

Após a divulgação do retrato falado do homem que teria levado Brenda Gabriela da Silva, de 4 anos, da Igreja Pentecostal Deus é Amor, no Cambuci, na região central de São Paulo, três homens foram detidos nesta quinta-feira para averiguação.

Mas nenhum deles foi reconhecido como o que teria levado a menina. Um deles, no entanto, era foragido da Justiça e continua preso no 8.º DP (Brás). Os outros dois foram liberados à noite.

A descrição do suspeito foi feita pelo irmão de Brenda, de 8 anos. Ele disse que um homem que estava perto da menina até teria passado a mão nos seus cabelos minutos antes de ela sumir da igreja.

A diarista Geissa Maria da Silva, de 31 anos, disse que foi à igreja na tarde de sábado pedir uma oração para o filho mais novo, de 9 meses. Além do bebê, ela levou o casal de filhos. A diarista também é mãe de uma menina de 11 anos e de uma adolescente de 14.

Fonte: Agência Estado

Filha de Regis Danese tem alta e cantor agradece pelas orações

A Brenda, filha de Regis Danese, teve alta do hospital e já está em casa.

A notícia foi dada pelo cantor através do twitter.

Ele agradeceu a Deus e a todos que oraram e jejuaram pela vida da Brendinha.

Danese também publicou um vídeo mostrando a filha e os papéis entregues pelo hospital. Confira as publicações do cantor:


"Gloria a Deus!!! O nosso Deus é fiel, a Brendinha teve alta hoje de manhã e está em casa brincando.

Obrigado voce que orou e jejuou pela vida da Brendinha ela teve alta hoje de manhã e está em casa.

Vamos continuar firme no propósito do jejum e oração pela vida da Brenda.

Obrigado Jesus, não temos palavras para agradecer a Deus.

Adoremos a Deus todo tempo, quando as coisas estão bem e quando as coisas estão ruins porque Deus é fiel."


Compartilhe...

twitter
facebook
linkedin

Deixe seu comentário.


Obrigado pelo seu comentário.



Fale conosco


Sua mensagem foi enviada com sucesso.

M F


Líder da Autoridade Palestina é acusado de ter fortuna escondida

Líder da Autoridade Palestina é acusado de ter fortuna escondida
Muhammad Rashid, ex-assessor financeiro de Yasser Arafat – que esteve à frente dos palestinos com a Organização para Libertação da Palestina (OLP) -, havia sido condenado a 15 anos de prisão e ao pagamento de uma multa de 15 milhões de dólares por mal-uso do orçamento público e lavagem de dinheiro.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Recentemente, Rashid acusou o atual líder dos palestinos, Mahmoud Abbas, de ter uma fortuna escondida de 100 milhões de dólares e exigiu que fosse realizada uma investigação. Ele também acusou os dois filhos de Abbas, os empresários Tarek e Yasser Abbas, de corrupção.
Rashid disse ter a documentação que comprovaria que o movimento Fatah, também liderado pelo presidente da Autoridade Palestina, tem uma conta bancária secreta na Jordânia com cerca de US$ 40 milhões, dos quais US$ 13 milhões teriam sido de doações norte-americanas destinadas ao povo palestino.
O Fatah chamou o iraquiano Rashid de traidor que faria parte de uma conspiração internacional contra o presidente da Autoridade Palestina. O movimento palestino recomendou aos meios de comunicação que não o entrevistassem.
Assista ao vídeo abaixo, que mostra por onde passa grande parte da contribuição que a Autoridade Palestina, órgão de atual representação máxima dos palestinos, recebe do mundo inteiro. Para assistir com as legendas, clique em CC - localizado na barra do vídeo - e selecione o idioma “Português”.
Fonte: Gospel+

Criança sobrevive depois de ser atingida na nuca por tiro de espingarda, e sua mãe afirma que foi Deus que a salvou

Criança sobrevive depois de ser atingida na nuca por tiro de espingarda, e sua mãe afirma que foi Deus que a salvou
No início dessa semana uma criança foi atingida pelo disparo de uma espingarda de chumbinho que foi disparada por seu irmão, de apenas nove anos. O incidente aconteceu em Piraquara, Região Metropolitana de Curitiba. Apesar de ter sido atingida na nuca, a menina, de cinco anos, passa bem. A mãe das crianças, Angelina Fagundes dos Santos concedeu uma entrevista ao G1 na última quarta feira, onde explicou o ocorrido.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
“Eu estava na casa do meu namorado e ele sempre deixa a espingarda em lugares altos. Desta vez, por um descuido, ele pegou para colocar chumbinho e foi até a lavanderia. No mesmo momento, um vizinho o chamou no portão. Foi então que ele deixou a espingarda na lavanderia e foi ver o que o vizinho queria. Enquanto isso, meu filho de nove anos encontrou a espingarda”, explicou a mãe.
Ela disse ainda que tentou impedir o filho de mexer na arma, mas não conseguiu intervir a tempo. “Foi tudo muito rápido, quando eu abri a boca para falar para ele não encostar, ele já tinha disparado. Foi um susto enorme quando vi que o disparo acertou minha filha. Eu corri para pedir ajuda e levamos ela para o hospital”, explicou.
A criança de 5 anos foi atingida na nuca e passou por 4 horas de cirurgia para retirada do chumbinho. Depois da cirurgia a menina ficou em observação na UTI do hospital e, pouco depois, foi transferida para o quarto. Segundo Angelina, a garota ainda inspira cuidados, mas já está bem: “Só estamos aguardando o médico liberá-la para voltar para casa. Vou me dedicar 24 horas por dia se for necessário para que minha filha volte a viver normalmente”.
O neurocirurgião e professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Luiz Ernani Madalozzo comentou sobre o disparo que, segundo ele, deve ter sido efetuado a uma distância bem próxima da vítima, já que o chumbinho dificilmente consegue penetrar o crânio. “Quando ele penetra, passa a funcionar como se fosse uma bala comum, de tamanho menor”, explicou o médico, que disse ainda: “Um projétil comum sai incandescente da arma, portanto a bala fica esterilizada. Já com o chumbinho isso não acontece, ele traz todo tipo de sujeira. Então, além da lesão causada pelo projétil, há mais esse problema”.
Sobre a recuperação da filha, Angelina atribui a um milagre divino: “Foi Deus quem salvou ela. Minha filha se recuperou rápido e devo isso às várias pessoas que rezaram e que nos apoiaram durante esses dias”, disse.
Por se tratar de uma arma de pressão, a espingarda não exige porte de arma. Porém o proprietário da arma deverá responder por lesão corporal culposa, segundo informou o delegado Amadeu Araújo, que investiga o caso.

VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. G+

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...