sábado, 21 de abril de 2012

Ativistas gays querem impedir venda dos livros de Silas Malafaia nas revistas da Avon

De acordo com o site Verdade Gospel ativistas gays estariam enviando e-mails para a Avon pedindo para que a empresa retire a venda dos livros do pastor Silas Malafaia de seus catálogos.
A Avon é uma das maiores empresas do ramo de revenda por catálogos no Brasil e no folheto “Moda Casa Avon” vende livros e até CDs de diversos temas, incluindo títulos evangélicos.
Ao que parece os ativistas estariam se unindo para impedir que os produtos do pastor assembleiano sejam revendidos nesses catálogos. Comentando o assunto, Malafaia diz que os evangélicos representam cerca de 30% das vendas da Avon, um número bastante expressivo.
“Eles são tão abusados que pensam que com ameaças vão nos calar. Querem cercear através do império do medo. É importantíssimo você enviar seu protesto para a Avon e conclamar outros a fazerem o mesmo”, diz Malafaia que volta a dizer que esse grupo são os mais intolerantes da pós-modernidade.
Não é a primeira vez que ativistas homossexuais tentam barrar as palavras do pastor, processos pedindo a cassação de seu registro como psicólogo já foram abertos e até mesmo um processo para classificar o programa Vitória em Cristo como impróprio, obrigando as emissoras a mudar o horário da programação de Malafaia.
“[os ativistas gays] Estão me dando elementos como nunca para que o PLC 122 seja definitivamente enterrado, pois se antes de ter leis que dão a eles privilégios, eles já se acham no direito de perseguir e intimidar aqueles que são contra seus ideais, imaginem se a lei for aprovada”.

VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. GOSPEL PRIME

Missionários de Guiné-Bissau em Bafatá


Missionários de Guiné-Bissau em Bafatá
Missionários da Junta de Missões Mundiais seguem em Guiné-Bissau sendo acompanhados pela Gerência de Missões, que recomendou aos obreiros seguirem as orientações da Embaixada brasileira.

Apesar de uma aparente tranquilidade, ainda há toque de recolher no país. Segundo os missionários, o espaço aéreo continua fechado, pois se aguardava a chegada nesta segunda-feira (16) ao Brasil de um missionário da terra guineense, mas seu voo foi cancelado.

Continue orando pela saúde da missionária Elaine Ovando, que apresenta sintomas de febre tifoide. A febre baixou, mas a missionária ainda sente muitas dores.

Entenda o conflito

A situação em Guiné-Bissau, ex-colônia portuguesa que se tornou independente em 1974, piorou na última quinta-feira (12), quando um grupo de militares prendeu várias autoridades do governo, entre elas o presidente em exercício, Raimundo Pereira, e o primeiro-ministro do país, Carlos Gomes Júnior, que tentava se eleger presidente no segundo turno das eleições, marcadas para 29 de abril.

Desde a semana passada, a situação em Guiné-Bissau tem se agravado no plano político, com aplicação de sanções por parte da comunidade internacional.


Fonte: Junta de Missões Mundiais

"O que significa aceitar Jesus como seu Salvador pessoal?"


Resposta:
Você alguma vez já aceitou Jesus Cristo como seu Salvador pessoal? Antes de você responder, permita-me explicar a questão. Para entender, você deve primeiro compreender adequadamente “Jesus Cristo”, “pessoal” e “Salvador.”

Quem é Jesus Cristo? Muitas pessoas reconhecem Jesus Cristo como um bom homem, grande mestre, ou mesmo como um profeta de Deus. Essas coisas são definitivamente verdadeiras sobre Jesus, mas elas não definem quem Ele realmente é. A Bíblia nos diz que Jesus é Deus em carne, Deus tornou-se um ser humano (leia João 1:1,14). Deus veio à terra para nos ensinar, curar, corrigir, perdoar – e morrer por nós! Jesus Cristo é Deus, o Criador, o Senhor supremo. Você aceitou este Jesus?

O que é um Salvador e por que nós precisamos de um Salvador? A Bíblia nos diz que todos pecamos, todos cometemos atos maus (Romanos 3:10-18). Como resultado do nosso pecado, nós merecemos a ira e o julgamento de Deus. A única punição justa para pecados cometidos contra um Deus infinito e eterno é uma punição infinita (Romanos 6:23; Apocalipse 20:11-15). É por isso que nós precisamos de um Salvador!

Jesus Cristo veio à terra e morreu em nosso lugar. A morte de Jesus, como Deus em carne, foi um pagamento infinito por nossos pecados (2 Coríntios 5:21). Jesus morreu para pagar a pena pelos nossos pecados (Romanos 5:8). Jesus pagou o preço para que nós não tivéssemos que pagar nós mesmos. A ressurreição de Jesus dentre os mortos provou que Sua morte foi suficiente para pagar a pena pelos nossos pecados. É por isso que Jesus é o único Salvador (João 14:6; Atos 4:12)! Você está confiando em Jesus como seu Salvador?

Jesus é o seu Salvador “pessoal”? Muitas pessoas vêem o Cristianismo como ir à igreja, realizar rituais, não cometer certos pecados. Isso não é Cristianismo. O verdadeiro Cristianismo é uma relação pessoal com Jesus Cristo. Aceitar Jesus como seu Salvador pessoal significa colocar a própria fé pessoal e confiança Nele. Ninguém é salvo pela fé dos outros. Ninguém é perdoado por realizar certas obras. A única forma de ser salvo é pessoalmente aceitar Jesus como seu Salvador, confiando na Sua morte como pagamento pelos seus pecados, e na Sua ressurreição como a sua garantia de vida eterna (João 3:16). Jesus é pessoalmente o seu Salvador?

Se você quer aceitar Jesus como seu Salvador, diga as seguintes palavras a Deus. Lembre-se que fazer esta oração ou qualquer outra não irá salvar você. Apenas confiando em Cristo você pode ser salvo do seu pecado. Esta oração é simplesmente uma forma de expressar a Deus a sua fé Nele e agradecer por lhe dar a salvação. "Deus, eu sei que pequei contra Ti e mereço punição. Mas Jesus Cristo tomou sobre Si a punição que eu mereço para que através da fé Nele eu pudesse ser perdoado. Eu recebo Tua oferta de perdão e coloco minha fé em Ti para Salvação. Eu aceito Jesus como meu Salvador pessoal! Obrigado por Tua graça e perdão maravilhosos – o dom da vida eterna! Amém!”

ENTREGA SEU CAMINHO AO SENHOR JESUS .

( escreva me se você fez essa oração de entrega de sua vida ao senhor Jesus Cristo )

VIA GRITOS DE ALERTA

Vítima de padre pedófilo diz ter pena de algoz e pede que ele seja ajudado

Michael CliffordMichael Clifford foi o primeiro a testemunhar no tribunal.
Uma vítima de um ex-padre católico condenado por abusar meninos sexualmente durante um período de 20 anos disse que tem pena do homem e espera que ele receba ajuda.
Alexander Bede Walsh, de 58 anos, foi julgado culpado por crimes sexuais contra oito meninos em diferentes cidades inglesas entre 1975 e 1994. Ele nega ter cometido os abusos.
Michael Clifford, de Birmingham, disse que foi abusado por Walsh quando criança em uma ocasião na década de 70. O incidente teria ocorrido na instituição católica para crianças Father Hudson, em Coleshill, no condado de Warwickshire.
Clifford abriu mão do seu direito de permanecer anônimo para falar à BBC sobre o caso.
Ele contou que o abuso aconteceu em um banheiro. Na época, não teve coragem de contar o ocorrido a ninguém e só anos mais tarde ficou sabendo que outros meninos tinham sido abusados.
'Ingênuo e sensível'
"(O incidente) não demorou muito tempo, eu consegui escapar das garras dele e saí do banheiro", disse Clifford.
"Eu não sentia que tinha feito algo errado mas me sentia culpado por não ter ninguém com quem falar".
"Me senti muito perdido. Eu era criança. Muito ingênuo e sensível".
Walsh, ordenado em 1979, era "um homem muito intelectual", respeitado na instituição e na comunidade católica, disse Clifford.
Tudo isso fez com que ele relutasse ainda mais em contar alguém sobre o incidente.
"Na época, não pensei em contar a ninguém".
Defesa
Durante o julgamento, a promotoria disse que Walsh era um pedófilo determinado, manipulador e predatório, que acreditava que, por ser padre, ninguém deporia contra ele.
Walsh disse ao júri que entre suas tarefas como padre estavam visitar famílias e levar crianças para nadar.
Ele negou ter tocado ou ter sido tocado de forma inapropriada por crianças.
Walsh renunciou ao sacerdócio após ser condenado por baixar imagens indecentes de crianças da internet, mas continuou a viver em acomodações da Igreja.
Clifford disse ter ficado chocado ao saber sobre a condenação anterior de Walsh.
Ele explicou que a extensão do problema só ficou clara anos mais tarde, quando leu um artigo em um jornal local que perguntava se crianças que haviam vivido no lar Father Hudson haviam sofrido alguma forma de abuso sexual.
"Quando fiz minhas alegações, era a minha palavra contra a dele. Então, saber que outras pessoas haviam falado sobre as questões ajudou muito", acrescentou.
Em Frente
"Fiquei chocado em ver que um homem com aquele tipo de autoridade e responsabilidade pôde fazer algo como aquilo por tantos anos e nunca ser delatado".
O julgamento foi confortante e deu a ele confiança, disse Clifford, porque ele sabia que tinha havido justiça.
"Sinto raiva mas também sinto pena do homem porque ele precisa de ajuda tanto quando de punição".
"Quero que ele seja punido mas acho que ele precisa de ajuda".
"É óbvio que ele teve razões para fazer o que fez e eu nunca vou ser capaz de seguir em frente com a minha vida se ficar guardando raiva".


VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. BBC B

TRÊS PEDIDOS DE DEUS

Provérbios 1.10; 23.26

Hoje é o dia em que as mães são homenageadas; é o Dia das Mães. Quantas mães nós temos aqui hoje? Fiquem de pé um instante, por favor... (pedir uma salva de palmas para as mães)

Quantos filhos nós temos aqui hoje que ainda têm a mãe?

E quantos de vocês já deram os parabéns para a sua mãe hoje?

Nós vamos ler dois versículos da Palavra de Deus. Esses versículos são, primariamente, palavras do sábio Salomão a alguém a quem ele chama de Filho. Entretanto, creio que toda mãe dedicada pode tomar posse dessas palavras e fazer delas um conselho seu para seus filhos. Porém, por se tratar da Palavra de Deus, eu vejo esses textos, e assim quero tratá-los nessa noite, como pedidos que Deus faz a nós, não pedidos de quem está a implorar por causa de uma necessidade que tem, mas pedidos de quem tem o desejo de abençoar. São três os pedidos, e os versículos em que eles estão inseridos são Provérbios 1.10 e 23.26: “Filho meu, se os pecadores, com blandícias, te quiserem tentar, não consintas” e “Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos”.

Vamos ao primeiro pedido:

1. Se os pecadores, com blandícias, te quiserem tentar, não consintas.Há muitos anos atrás vivenciei uma cena em que uma mãe demonstrava uma certa preocupação porque já havia algum tempo que sua filha, jovenzinha ainda, não se confessava. O pai, então, diz não se preocupar porque a menina não cometia pecados. É certo que nós, evangélicos, defendemos que não há necessidade de se confessar a um sacerdote para se ter os pecados perdoados; a confissão deve ser feita diretamente a Deus. Entretanto, é fato bíblico que todos somos pecadores por natureza e, sendo pecadores por natureza, estamos sempre a cometer algum tipo de pecado. Aquele pai estava enganado; sua filha cometia pecados sim.

A Bíblia nos informa, em várias passagens, talvez a mais famosa delas Romanos 3.23, que todos somos pecadores.

Jesus, quando lhe levaram uma mulher pega em flagrante adultério para que ele respondesse se ela deveria ser apedrejada ou não, diz que aquele dentre eles que não tivesse pecado deveria atirar a primeira pedra. Resultado: a mulher não foi apedrejada.

O que o sábio rei Salomão estava querendo dizer nesse texto, então, por pecadores, quando diz “os pecadores”? Estava ele querendo dizer que há pessoas que não são pecadoras e que essas podem e devem ser seguidas? Certamente que não! Certamente que Salomão se refere aqui a pessoas maléficas, pessoas que vivem na prática do mal, que maquinam o mal. O contexto dá-nos a entender pessoas que vivem no mundo do crime, violentas, que roubam e que matam, mas poderíamos incluir também pessoas que maquinam males “menores”. Exemplos às centenas, se não aos milhares, poderiam ser citados aqui, mas creio que eles são dispensáveis.

Se essas pessoas que maquinam o mal, que seguem após o mal, então, com blandícias quiserem te tentar, não consintas, é o conselho do Sábio Salomão, e é o pedido de Deus para você nesta noite.

O termo blandícia significa lisonja, e lisonja é uma espécie de elogio geralmente com uma segunda intenção. Trata-se, então, de uma espécie de sedução, no caso, para o mal. Não consintas! Não se deixe seduzir pelo mal e para o mal; não se deixe ser enredado e levado a cometer atitudes violentas, criminosas; não se deixe ser enredado e levado a cometer qualquer atitude que esteja em desacordo com a vontade de Deus para você. Lembre-se do Salmo 1:

“Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará. Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha. Pelo que os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos. Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; mas o caminho dos ímpios perecerá.” (Salmos 1:1-6 RC)

Passemos ao segundo pedido. Este está em 23.26:

2. Dá-me o teu coração.É interessante este pedido. Coração aqui é a tradução de uma palavra hebraica (o hebraico do Antigo Testamento) que poderia também ser traduzida por alma, mente, razão, inclinação, resolução, determinação, desejos, emoções, paixões, etc.[1]. O que o sábio Salomão, e, no nosso caso, em uma análise mais profunda e mais espiritual, Deus, está a pedir, então, é que não tornemos cativo de algo ou alguém que se desvia após o mal, como uma prostituta por exemplo, segundo o contexto imediato, ou, em uma análise mais profunda e verdadeira, ao inimigo de nossas almas, o nosso coração, nossa alma, mente, razão, inclinação, resolução, determinação, desejos, emoções, paixões... Tudo isso, muito bem traduzido por coração, Deus pede que entreguemos a Ele. Qual o objetivo de Deus? O nosso bem-estar espiritual é o objetivo de Deus.

Veja o que está escrito em Romanos 6.16: “Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?”

Há muita gente que pensa ser livre porque não serve a Deus. Ledo engano! A Palavra de Deus, e a própria experiência humana, mostra claramente que quem não serve a Deus serve ao pecado. E, pior, quem serve ao pecado está a arruinar, ainda que não se dê conta, a sua vida na eternidade.

Um filósofo do passado, Goethe, dizia, acertadamente: “ninguém é mais escravo do que aquele que pensa ser livre, sem que, de fato, o seja”.

Deus pede a você hoje que entregue a Ele o seu coração; torne cativo dele o seu coração, a sua vida. O meio de se fazer isso Ele mesmo já o providenciou: faz-se isso por intermédio de Seu Filho, Jesus. Faz-se isso pela fé em Jesus. E hoje é o dia propício para se fazer essa entrega, porque o amanhã não lhe pertence. Veja essa história:
“A consciência de um jovem foi despertada após ter ouvido esta palavra de Deus: “Filho meu, dá-me o teu coração”. Mas Satanás segredou-lhe ao ouvido: “tens muito tempo!” E o jovem não respondeu ao chamado de Deus. Dez anos mais tarde, um estudante ouvia as mesmas palavras, e dava-lhe a mesma resposta. Trinta anos mais tarde um homem de estado ouviu uma meditação feita sobre o mesmo texto... Mas uma voz lhe falou ao coração: “Espera um pouco; viaja; visita outros países; diverte-te!...” Atingido pela cólera, um viajante encontrava-se em Paris, terrivelmente atormentado acerca de sua alma, porque ia morrer e não estava preparado para esta última viagem. As suas últimas palavras foram: “É tarde demais!”. O jovem, o estudante, o homem de estado e o viajante são a mesma pessoa que, por três vezes advertida, três vezes se recusou dar o seu coração a Jesus.”

Dá-me o teu coração, Deus lhe diz esta noite. E o tempo... O tempo é hoje. Amanhã pode ser muito tarde; hoje, Cristo te quer libertar, diz acertadamente parte da letra do hino 259 do Cantor Cristão.

Passemos agora ao terceiro e último pedido de Deus que encontramos nas passagens bíblicas propostas para este estudo.

3. Os teus olhos observem os meus caminhosObservar significa olhar atentamente, examinar com minúcias, estudar; mas significa também cumprir, obedecer, respeitar as prescrições ou preceitos de alguém. Certamente que quando Deus nos pede para observar os Seus caminhos, o significado inteiro de observar está em foco. Deus está nos pedindo então para olhar atentamente, examinar com minúcias, estudar os seus caminhos, o seu desejo para nós, para andar neles, para cumprir, obedecer, respeitar as suas prescrições e os seus preceitos. Deus está nos pedindo para procurarmos entender qual a vontade dele para nós e nos conduzirmos segundo essa vontade.

O profeta Oséias já dizia lá no passado que “os caminhos do Senhor são retos, e os justos andarão neles...” (14.9)

Na primeira Quinta-feira deste mês em nossa reflexão, algumas das coisas que vimos foram que você precisa se dar a Deus por completo, em dedicação integral, e isso acontece inicialmente mediante o arrependimento dos pecados e a fé em Jesus – receber Jesus na vida como Salvador e Senhor; você precisa abster-se de tomar como modelo para a sua vida os padrões deste mundo; você precisa de transformação, uma transformação espiritual, uma transformação efetuada por Cristo mediante o Espírito Santo, cujo modelo, padrão, forma e caráter ao qual se amoldar é Jesus; e, tudo isso estando em operação em sua vida, então você vai experimentar a vontade de Deus que é boa, perfeita e agradável. Inclusive você vai experimentar o jorrar de bênçãos sobre sua vida, que é, também, parte da vontade de Deus para você.

A vontade de Deus, os caminhos de Deus... Deus está lhe pedindo hoje para observar qual é a vontade Dele para você, qual é o caminho pelo qual Ele quer que você trilhe; Ele quer que você examine, estude, olhe atentamente e ande por esse caminho.

Conclusão
Chegamos ao final dessa reflexão. O que vimos foram conselhos, pedidos de um sábio, Salomão, a alguém a quem ele chama de filho. Esses pedidos bem podem ser encarnados por mães dedicadas, tornando-se o seu pedido para os seus filhos. Mas nós os analisamos, e isso corretamente, por se tratar da Palavra de Deus, como pedidos que o próprio Deus faz a cada um de nós.

Não te deixes seduzir pelo mal!

Dá a Deus o teu coração. Dedique a Ele a sua alma, mente, razão, inclinação, resolução, determinação, desejos, emoções, paixões...!

Observe os caminhos do Senhor! Trilhe por eles, sem te desviar nem para a direita e nem para a esquerda.

Desafio você a se decidir por isso nesta noite...


VIA GRITOS DE ALERTA
Pr. Walmir Vigo Gonçalves