sexta-feira, 8 de maio de 2015

Para 20% das crianças inglesas, Jesus Cristo é um jogador de futebol


Estado Islâmico treinou mais de mil crianças para serem usadas como `homens-bomba´
O Estado Islâmico já treinou mais de 1.000 crianças nos últimos seis meses para se tornarem homens-bomba, de acordo com uma comissão iraquiana de direitos humanos.
"Desde novembro passado, militantes do EI treinaram mais de mil crianças para se tornarem homens-bomba", disse Fadhil Kharawi, um membro da Comissão Independente de Direitos Humanos do Iraque a jornalistas, em Bagdá no último domingo (3).
Segundo o "BasNews" - fonte de notícias curda - Kharawi também explicou à imprensa que o grupo terrorista abriu uma "Cubs do Califado" (centro de formação da criança no reduto norte iraquiano do grupo de Mosul), onde as crianças são ensinadas com táticas suicidas, passam por um tipo de lavagem cerebral e são doutrinadas sob os ensinmantos de crueldade do EI, que forneceu treinamento militar e de combate para o campo de batalha.
Uma grande estratégia de recrutamento para o Estado Islâmico vem recebendo crianças para se juntar ao grupo militante, porque os pequenos acabam sendo mais fáceis de se manipular que os adultos.
Embora algumas crianças sejam tolamente 'livres' para optar por se juntar ao grupo, muitas destas 'crianças-soldados' treinados são capturados de minorias religiosas e passam pela lavagem cerebral para aceitar os conceitos jihadistas. Crianças com problemas mentais também são enganaas para ingressar nas fileiras e tornarem-se pequenos 'homens-bomba'.
"Tivemos relatos de crianças, especialmente as que estão com problemas mentais, que foram usadas como homens-bomba, a maioria, provavelmente, sem terem consciência do que estavam fazendo", disse Renate Winter, do Comitê das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança à Reuters. "Houve um vídeo publicado [online] que mostrava crianças em uma idade muito jovem, cerca de 8 anos de idade e até mais jovens sendo já treinados para se tornarem 'crianças-soldados".
Outras crianças foram forçadas a participar de campos de treinamento do Estado Islâmico depois de o grupo militante ter fechado suas escolas. Em janeiro, foi relatado que o EI fechou escolas nas três províncias sírias sob o seu controle - o que deixou um total estimado de mais de 670 mil crianças sem a oportunidade de uma educação adequada.
Para muitas das crianças que já se 'formaram' no campo de treinamento do EI, a realidade cruel das suas tarefas suicidas é forçada sobre eles, uma vez que atingem a linha de frente do campo de batalha.
Um jovem de 15 anos de idade, capturado para ser treinado pelo Estado Islâmico foi forçado a treinar e se juntar às fileiras militares do grupo após sua cidade síria ter sido conquistada no verão passado. O adolescente chamado Mufleh explicou que o Estado Islâmico força o uso de drogas em muitas das crianças e adultos lutadores para cometer ataques suicidas.
O garoto acrescentou que um comandante do Estado Islâmico deu-lhe o medicamento "Zolam" (tranquilizante) na esperança de que iria dar-lhe a coragem de cometer um ataque suicida no "calor da batalha".
"Essa droga faz você perder a cabeça", disse Mufleh à CBS News. "Se eles dão-lhe um cinto suicida e lhe pedem para explodir-se, você vai fazê-lo".
O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (SOHR) estima que desde o dia 1º janeiro até 23 de março (2015) o Estado Islâmico recrutou mais crianças que adultos na Síria. Durante esse quase três meses, O EI tinha recrutado, apenas na Síria, pelo menos 400 crianças.
"Eles usam crianças, porque é fácil de fazer a lavagem cerebral nelas", disse Rami Abdulrahman, chefe da SOHR à Reuters. "Eles moldam essas crianças para o propósito que eles querem. Eles os impedem de ir à escola e os enviam para escolas do próprio Estado Islâmico".
Dito isto, no entanto, o presidente do Parlamento da Turquia, Cemil Cicek afirma que até o primeiro trimestre do ano as autoridades apreenderam 12.500 pessoas de 93 países que estavam entrando no país a caminho de se juntar ao EI na Síria, de acordo com um relatório da "International Business Times", em março deste ano.
Em um vídeo de propaganda lançado no último sábado, um adolescente aparece como um 'carrasco', matando um suposto espião iraquiano, com um tiro à queima-roupa.
No início de março, o grupo lançou mais um vídeo mostrando outra criança atirando em um suposto espião israelense na parte de trás da cabeça.
Perseguição religiosa
O Estado Islâmico tem oprimido as minorias religiosas (cristãos principalmente) nas cidades onde consegue assumir o controle. Os diversos vídeos que mostram a execução de cristãos têm chocado o mundo.
Um dos principais objetivos da organização terrorista é instalar um "Califado" (governo central de confissão islâmica) em diversos países e impõem o islamismo como religião obrigatória nas cidades sob seu domínio.

Não mecha com as crianças , Jesus as ama - Estado Islâmico treinou mais de mil crianças para serem usadas como `homens-bomba´


Estado Islâmico treinou mais de mil crianças para serem usadas como `homens-bomba´
O Estado Islâmico já treinou mais de 1.000 crianças nos últimos seis meses para se tornarem homens-bomba, de acordo com uma comissão iraquiana de direitos humanos.
"Desde novembro passado, militantes do EI treinaram mais de mil crianças para se tornarem homens-bomba", disse Fadhil Kharawi, um membro da Comissão Independente de Direitos Humanos do Iraque a jornalistas, em Bagdá no último domingo (3).
Segundo o "BasNews" - fonte de notícias curda - Kharawi também explicou à imprensa que o grupo terrorista abriu uma "Cubs do Califado" (centro de formação da criança no reduto norte iraquiano do grupo de Mosul), onde as crianças são ensinadas com táticas suicidas, passam por um tipo de lavagem cerebral e são doutrinadas sob os ensinamentos de crueldade do EI, que forneceu treinamento militar e de combate para o campo de batalha.
Uma grande estratégia de recrutamento para o Estado Islâmico vem recebendo crianças para se juntar ao grupo militante, porque os pequenos acabam sendo mais fáceis de se manipular que os adultos.
Embora algumas crianças sejam tolamente 'livres' para optar por se juntar ao grupo, muitas destas 'crianças-soldados' treinados são capturados de minorias religiosas e passam pela lavagem cerebral para aceitar os conceitos jihadistas. Crianças com problemas mentais também são enganaas para ingressar nas fileiras e tornarem-se pequenos 'homens-bomba'.
"Tivemos relatos de crianças, especialmente as que estão com problemas mentais, que foram usadas como homens-bomba, a maioria, provavelmente, sem terem consciência do que estavam fazendo", disse Renate Winter, do Comitê das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança à Reuters. "Houve um vídeo publicado [online] que mostrava crianças em uma idade muito jovem, cerca de 8 anos de idade e até mais jovens sendo já treinados para se tornarem 'crianças-soldados".
Outras crianças foram forçadas a participar de campos de treinamento do Estado Islâmico depois de o grupo militante ter fechado suas escolas. Em janeiro, foi relatado que o EI fechou escolas nas três províncias sírias sob o seu controle - o que deixou um total estimado de mais de 670 mil crianças sem a oportunidade de uma educação adequada.
Para muitas das crianças que já se 'formaram' no campo de treinamento do EI, a realidade cruel das suas tarefas suicidas é forçada sobre eles, uma vez que atingem a linha de frente do campo de batalha.
Um jovem de 15 anos de idade, capturado para ser treinado pelo Estado Islâmico foi forçado a treinar e se juntar às fileiras militares do grupo após sua cidade síria ter sido conquistada no verão passado. O adolescente chamado Mufleh explicou que o Estado Islâmico força o uso de drogas em muitas das crianças e adultos lutadores para cometer ataques suicidas.
O garoto acrescentou que um comandante do Estado Islâmico deu-lhe o medicamento "Zolam" (tranquilizante) na esperança de que iria dar-lhe a coragem de cometer um ataque suicida no "calor da batalha".
"Essa droga faz você perder a cabeça", disse Mufleh à CBS News. "Se eles dão-lhe um cinto suicida e lhe pedem para explodir-se, você vai fazê-lo".
O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (SOHR) estima que desde o dia 1º janeiro até 23 de março (2015) o Estado Islâmico recrutou mais crianças que adultos na Síria. Durante esse quase três meses, O EI tinha recrutado, apenas na Síria, pelo menos 400 crianças.
"Eles usam crianças, porque é fácil de fazer a lavagem cerebral nelas", disse Rami Abdulrahman, chefe da SOHR à Reuters. "Eles moldam essas crianças para o propósito que eles querem. Eles os impedem de ir à escola e os enviam para escolas do próprio Estado Islâmico".
Dito isto, no entanto, o presidente do Parlamento da Turquia, Cemil Cicek afirma que até o primeiro trimestre do ano as autoridades apreenderam 12.500 pessoas de 93 países que estavam entrando no país a caminho de se juntar ao EI na Síria, de acordo com um relatório da "International Business Times", em março deste ano.
Em um vídeo de propaganda lançado no último sábado, um adolescente aparece como um 'carrasco', matando um suposto espião iraquiano, com um tiro à queima-roupa.
No início de março, o grupo lançou mais um vídeo mostrando outra criança atirando em um suposto espião israelense na parte de trás da cabeça.
Perseguição religiosa
O Estado Islâmico tem oprimido as minorias religiosas (cristãos principalmente) nas cidades onde consegue assumir o controle. Os diversos vídeos que mostram a execução de cristãos têm chocado o mundo.
Um dos principais objetivos da organização terrorista é instalar um "Califado" (governo central de confissão islâmica) em diversos países e impõem o islamismo como religião obrigatória nas cidades sob seu domínio.

Cristãos são afetados por terremoto no Nepal


Cristãos são afetados por terremoto no Nepal
Em 25 de abril, o Nepal foi atingido por um forte terremoto, de 7,9 na Escala Richter, que matou milhares de pessoas em poucos minutos.. A destruição foi enorme. Várias construções grandiosas, monumentos históricos, dezenas de templos religiosos e muitas igrejas foram devastadas.
As igrejas no Nepal consideram o sábado como dia de culto. Quando o terremoto atingiu o país, a maioria dos cristãos estava dentro das igrejas. Kumar Singh Bisht, um repórter da Boa Nova FM (uma estação de rádio cristã no Nepal), informou sobre a perda sofrida pela Igreja de Canaã em Sukedhara, Kathmandu. O terremoto atingiu a igreja enquanto os irmãos estavam orando. 
O prédio da igreja foi destruído e 23 pessoas morreram no local quando a construção caiu. 37 membros ficaram gravemente feridos e foram levados aos hospitais mais próximos. A morte de 17 pessoas foi relatada por outra igreja em Sitapaila.
O total de cristãos mortos ainda não foi confirmado. No entanto, ao falar com os pastores locais, fomos informados que o número é por volta de 100. Muitas igrejas, particularmente no Vale de Kathmandu, foram seriamente afetadas pelo terremoto.
O pastor Ramesh Bisht, de Kathmandu, que trabalha como missionário para a Igreja Vineyard no Nepal, informou que as casas da maioria dos membros das igrejas foram destruídas e os cristãos têm de passar as noites ao relento.
O governo indiano forneceu ajuda através de forças paramilitares. No entanto, o pastor Ramesh informou que muitos cristãos têm sido negligenciados nos esforços dessa ação humanitária. “É chocante que, mesmo depois de tantos dias, nenhum de nós recebeu 1kg de alimento ou qualquer outra ajuda do governo e demais apoios no país (ONGs)”, disse ele. “Nossos membros da igreja estão compartilhando uns com os outros  o que ainda têm de alimentos. Lojas e mercados estão fechados e há uma crise terrível aqui.”
Conforme as coisas vão se acalmando e as pessoas recebendo ajuda, mais vítimas cristãs são obrigadas a sofrer com a imparcialidade do governo. Olhando para o monte de escombros, a reabilitação parece um grande desafio para os cristãos do Nepal. Além disso, as áreas mais distantes permanecem não alcançadas. A situação da população em geral e das igrejas nessas áreas ainda é desconhecida.
As pessoas do Nepal, especialmente o Corpo de Cristo nesse país, precisam de nossas orações.
Pedidos de oração
• Ore pelo Nepal, que foi fortemente atingido pelo terremoto. A capital, Kathmandu, está em ruínase o número de mortos continua aumentando. 
• Ore pelos cristãos do Nepal que sofreram perdas de entes queridos, que estavam nos cultos durante o terremoto. Outros perderam suas casas e tudo o que tinham. 
• As ajudas humanitárias no país e o governo têm negligenciado ajuda aos cristãos nepaleses. Ore por eles!

Congresso dos Gideões Missionários gera polêmica com arrecadação de doações com máquinas de cartões de crédito


O recolhimento de ofertas no Congresso Gideões Missionários da Última Hora através de máquinas de cartões de crédito na última edição em Camboriú (SC) virou notícia na imprensa.

A quantidade de voluntários equipados com máquinas sem fio à disposição dos fiéis que quisessem doar mostrava uma expectativa de arrecadação alta, além de um planejamento bastante meticuloso.

Open in new window“A imagem, feita pelo repórter fotográfico Marcos Porto durante o Congresso de Gideões Missionários, que terminou na segunda-feira à noite em Camboriú, mostra parte da equipe que fica a postos, uniformizada e com as maquininhas nas mãos, à espera das ofertas”, escreveu a jornalista Dagmara Spautz em sua página no portal Clic RBS.

Na página do Congresso na internet há um tópico que se dedica apenas a essa modalidade de arrecadação, e explica como são distribuídos os valores doados: “As ofertas arrecadadas através de nossas máquinas de cartões de crédito também farão parte do total a ser dividido entre os Gideões e a igreja anfitriã […] Nossa produtora (SMP) vende alguns materiais de divulgação referentes a nossos projetos, sendo que este valor não será incluso nos cálculos para divisão, pois não trata-se de oferta: irá diretamente para a conta da produtora”, diz o texto.

O hábito de recolher ofertas através de cartões de crédito no Gideões Missionários já causou repercussão negativa anteriormente. O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) pediu a senha do cartão de um fiel durante o momento de ofertas, e o vídeo, editado, marcou o parlamentar. Na ocasião, Feliciano tentava localizar o dono do cartão para devolvê-lo, e alega ter feito uma piada sobre a senha.

Os Gideões Missionários da Última Hora desenvolvem trabalho missionário em diversos países, sustentando famílias que se dedicam à pregação do Evangelho em terra estrangeira.

Nota.
Bom , eu não vejo nada de errado ,pois quem contribui tanto o faz em dinheiro vivo ou cartão , cheque , e sei lá outra forma.
O que deve ser mostrado depois é onde essas ofertas são investidas,pois assim da credibilidade a instituição .
Ainda mais se tratando de uma entidade como é os Gideões , que não brinca quando o tema é missões , disse o Ap Roberto.


VIA GRITOS DE ALERTA Fonte: Gospel Mais

Cristã foi mantida presa pelo Estado Islâmico por meses no Iraque


Cristã foi mantida presa pelo Estado Islâmico por meses no Iraque
Os diversos relatos vindos, principalmente, de refugiados no Norte do Iraque, confirmam porque não devemos cessar de orar por aqueles que são tratados com extrema crueldade pelos membros do Estado Islâmico quando são capturados.
Ore por uma mulher de cerca de 40 anos, que foi encontrada por um contato local da Portas Abertas, há alguns dias. Depois de meses de agressão sexual contínua, ela foi deixada em uma cidade fora da área de domínio do Estado Islâmico. O contato afirmou que encontrou a mulher totalmente coberta sussurrando na língua cristã. Quando se aproximou dela, ela descobriu o rosto e disse que era de uma das aldeias cristãs vizinhas de Mossul e tinha sido capturado por membros do Estado Islâmico, juntamente com seus filhos.
O contato levou a mulher para um mosteiro onde ela recebeu os cuidados necessários. As marcas das agressões que sofreu eram claramente visíveis em seu corpo.
Ainda mais chocante era o seu estado mental. Ela estava totalmente confusa e não conseguia se lembrar de quem era mais. A única coisa que ela lembrava vagamente era que ela era viúva e tinha três filhos. Depois do banho, ela não quis vestir roupas limpas; colocou suas roupas sujas de novo, gritando e puxando os cabelos. Ela se recusou a comer qualquer coisa; só bebe suco e água.
Ela compartilhou alguns fragmentos do que lhe tinha acontecido enquanto foi mantida pelo Estado Islâmico. Ela ficava em um quarto junto com outras mulheres; todas eram continuamente estupradas por grupos de homens. Seus filhos também foram levados, ela não sabe onde eles estão.
Pedidos de oração
• Interceda por essa mulher, seus filhos e as mulheres que estavam com ela, que também foram libertadas. 
• Peça também por todas aquelas que ainda estão sendo mantidas pelos radicais, e são agredidas e torturadas continuamente. 
• Ore especialmente pelas crianças que foram levadas pelo grupo e ninguém sabe onde estão. 
• Clame pelos membros do Estado Islâmico, para que Deus mude seus corações.

APOSTOLO ROBERTO TORRECILHAS - A PALAVRA DO DIA

Pastor é sequestrado e queimado vivo com as mãos amarradas, na África

Martin Beneke, de 45 anos, era pastor sênior e fundador da Life in Christ Network. O corpo de um pastor sul-africano foi encontrado tot...