quarta-feira, 2 de outubro de 2013

GRUPO MR1 ASSUME O MARKETING E A COMUNICAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DOS EDITORES CRISTÃOS (ASEC)


Crescimento e capacitação devem andar juntos


A Associação dos Editores Cristãos (ASEC) neste ano comemora 25 anos. Foram anos de muitas lutas, mas de m
uitos frutos. São de Reiner Lorenz, Diretor Executivo da Associação, as palavras: "Deus tem nos dado pessoas que abençoaram a ASEC nesses 25 anos, como funcionários, voluntários e parceiros. Estamos crescendo. Tivemos muitas conquistas como Cafés Editoriais, Congressos, a criação da FLIC. E agora estamos caminhando para a III FLIC em parceria com o III Salão Internacional Gospel. Nesse crescimento é preciso haver capacitação, para isso a ASEC convidou a Agência MR1 a fazer parte da equipe. A partir de 1° de Outubro, a MR1 fica encarregada de cuidar de toda parte de marketing e assessoria de imprensa da ASEC e FLIC. Estamos contentes com mais essa parceria. Seja bem-vinda a equipe ASEC, MR1. "
Para Marcelo Rebello e Luciana Mazza, ambos jornalistas, cuidar da conta da ASEC significa mais uma grande oportunidade de fazer um bom trabalho para a divulgação da palavra de Deus e contribuir para a qualificação do mercado. A MR1, agência especializada em comunicação e marketing cristão é pioneira no segmento evangélico, com mais de 18 anos de atividade


Grupo MR1
Assessoria de Imprensa
013 78135186
https://www.facebook.com/asec.cristaos

THALLES PROMOVE O 1º FESTIVAL GOSPEL 'CANTA FESP' EM MINAS GERAIS

 

http://gallery.mailchimp.com/8964662026c7ac2d4e4f377cb/images/cartas.1.pngEvento irá premiar em dinheiro, melhores intérpretes, compositores e a melhor torcida da competição.
No próximo dia 4 de novembro de 2013, Thalles Roberto – padrinho do 1º Festival de Música Gospel Canta FESP de Passos (MG) – terá a honra de integrar o corpo de jurados desta grande festividade que, além de revelar novos talentos na música gospel brasileira, irá premiar em dinheiro os vencedores do Festival.

A competição é uma iniciativa da FESP (Fundação de Ensino Superior de Passos - MG) que, em parceria com a Prefeitura de São João Batista do Glória (MG) - cidade onde o evento será realizado - pretende estimular a cultura através do incentivo a criação de composições musicais; propagar os valores éticos, através da divulgação da música cristã; revelar novos talentos musicais no segmento da música evangélica e, também, expandir o conhecimento da cultura africana, raiz da música gospel, implementando a valorização da música universal.

“A FESP busca abrir espaço para a valorização de artistas que, geralmente, não têm oportunidade de divulgar seu trabalho. Certamente, a participação do Thalles, que muito nos honra, será um grande incentivo àqueles que estão começando”, avalia o presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fabio Pimenta Esper Kallas.

De acordo com a professora Leila Andrade, uma das coordenadoras do evento que trabalharam, efetivamente, com a equipe de Thalles na organização do Festival, espera-se um número significativo de inscritos até o dia 15 de outubro, quando encerram-se as inscrições. “Estamos preparados para receber muitos compositores e intérpretes de todo o Brasil. Vai ser uma noite de grandes emoções”, diz Andrade que enfatiza: “apesar da música Gospel ser de origem evangélica, a competição é aberta a todos, independente da religião”.

Para Thalles "A oportunidade de realizar um festival gospel em uma instituição tradicional de ensino superior demonstra o poder e a relevância que a música gospel tem em nosso país. Fazer dessa, uma possibilidade de divulgar a cultura cristã e a Palavra de Deus é uma vitória para todos nós cristãos" comemora.

Após a abertura, Thalles se unirá ao corpo de jurados que irá premiar em dinheiro o melhor intérprete, a melhor torcida e os 5 melhores colocados. Além da premiação financeira, o vencedor da noite, receberá o Troféu Thalles Roberto, entregue pelo próprio padrinho do Festival.
As inscrições podem ser efetuadas até o dia 15 de outubro, exclusivamente via internet pelo site da FESP (www.fespmg.edu.br). Para mais informações, consulte o regulamento (http://bit.ly/19PFkfS ) ou entre em contato através do telefone (35) 3529-6037

 




Assessoria de Imprensa | Thalles Roberto

Oziel Alves - ozielalves@seloproducoes.com.br - (51) 8268.5573

 

FINAL DOS TEMPOS - Demanda por barrigas de aluguel cria 'fábrica de bebês' na Índia

O comércio de barrigas de aluguel na Índia movimenta mais de US$ 1 bilhão (R$ 2,2 bilhões) por ano. Além de transformar o país em uma referência mundial nessa prática, ele ajudou a fomentar a criação de um organizado sistema em que as mulheres que alugam suas barrigas vivem em dormitórios supervisionados por médico, que críticos chamam de 'fábricas de bebê'.
Estas mulheres proporcionam à casais sem filhos a chance de ter a família que sempre desejaram.
Mas como é a vida destas mulheres que carregam o filho de outra pessoa por dinheiro?
"Na Índia, as famílias são muito próximas. Você está certo em fazer qualquer coisa pelos filhos", disse Vasanti, que tem 28 anos.
"Eu alugo a minha barriga para ver meus filhos terem tudo o que eu sempre sonhei."
O comércio de barrigas de aluguel na Índia movimenta mais de US$ 1 bilhão (R$ 2,2 bilhões) por ano
RESPONSABILIDADE
Vasanti está grávida, mas não de um filho seu. Ela está gerando o filho de um casal japonês. Para isso ela vai receber US$ 8 mil (R$ 17,7 mil), o suficiente para construir uma casa nova e mandar seus dois filhos, que tem cinco e sete anos, para uma escola onde se fala inglês, algo que ela nunca imaginou ser possível.
"Eu estou feliz do fundo do meu coração", disse Vasanti.
Ela teve os embriões do casal japonês implantados na pequena cidade de Anand, na província de Gujarat, no noroeste da Índia, e passará os próximos nove meses vivendo em um dormitório com outras 100 mães de aluguel, todas pacientes de uma médica chamada Nayna Patel.
Há no máximo dez mães de aluguel em cada quarto, onde as mulheres recebem suas refeições e vitaminas para que possam descansar. Vasanti, no entanto, não consegue ficar quieta.
"À noite eu ando por aí porque eu não consigo dormir. A medida que a barriga aumenta e o bebê cresce eu vou ficando muito entediada", disse Vasanti.
"Eu agora quero ir logo para casa e ficar com os meus filhos e marido."
As regras da casa proíbem as mulheres de ter relações sexuais durante a gravidez, e enfatizam que nem os médicos, nem a clínica, nem o casal que contratou a barriga de aluguel, são responsáveis por qualquer complicação.
Se a mulher estiver grávida de gêmeos ela recebe uma quantia um pouco maior, U$ 10 mil (R$ 22 mil). Se ela sofrer um aborto espontâneo nos primeiros três meses, ela recebe U$ 600 (R$1,331 mil). O casal paga cerca de U$ 28 mil pela gravidez que resulta em um nascimento bem sucedido.
TRABALHO OFENSIVO
Patel, que coordena a clínica de fertilização in vitro e o dormitório, e é responsável por fazer os partos, reconhece que muitas pessoas acham seu trabalho ofensivo.
"Eu já fui criticada. Ainda sou e vou continuar sendo, porque isso, para muitos, é um assunto polêmico", diz ela.
"Há muitos que dizem que isso é apenas um negócio, uma fábrica de fazer e vender bebês, e isso machuca."
Alguns dizem que essas mães de aluguel estão sendo exploradas, mas Patel argumenta que o mundo dos grandes negócios, do glamour e da política é muito pior.
"Eu acho que nesse mundo as pessoas estão sempre usando umas as outras", disse Patel.
Em sua opinião, as mães estão participando de um negócio justo.
"Essas mulheres que alugam a barriga estão fazendo o trabalho físico, e elas estão sendo pagas para isso. Elas sabem que não tem como ganhar sem trabalhar," defende ela.
Enquanto elas ficam na casa, Patel diz que as mulheres aprendem novas habilidades, como por exemplo o bordado, para que elas possam ter uma profissão quando forem embora.
E a quantia que elas recebem é enorme em comparação aos salários locais. O pagamento de Vasanti, que ela recebe em parcelas, torna o salário mensal de US$ 40 (R$ 88) de seu marido em algo insignificante.
QUESTÃO LEGAL
Algumas mulheres voltam depois de parir. Mas Patel só permite que cada mulher retorne três vezes.
Há diversas razões para que a Índia seja vista como "polo mundial das barrigas de aluguel", diz ela. Tecnologias medicinais de qualidade estão disponíveis, e o custo é comparativamente baixo. Mas a situação legal também é favorável, Patel argumenta.
"A mãe de aluguel não tem direito algum sobre o bebê, o que torna as coisas mais fáceis. Já no Ocidente a mulher que dá à luz é considerada a mãe, e a certidão de nascimento leva o seu nome."
Não ter o nome da mãe de aluguel na certidão de nascimento torna mais difícil para a criança descobrir sua identidade.
Um terço das pessoas mais pobres do mundo está na Índia, e críticos dizem que a pobreza é o fator que mais influencia a decisão dessas mulheres em alugar a barriga.
"Há muitas mulheres na Índia em estado de necessidade", diz Patel. "Elas precisam de comida, abrigo, roupa e remédio, e assistência médica não é de graça para todos. As pessoas têm que se arranjar de alguma forma."
HOSTILIDADE
Patel diz que encoraja as mulheres a usar o dinheiro com responsabilidade. Vasanti e seu marido estão construindo uma nova casa.
"A casa onde eu moro no momento é alugada. A nova será muito melhor," diz seu marido, Ashok.
"Meus pais vão ficar felizes por que seu filho e sua nora conseguiram construir uma casa. O nosso status na sociedade vai subir, o que será uma coisa boa."
Mas a casa nova vem com um preço. Não será construída na mesma área da antiga, por hostilidade dos vizinhos.
"Se ficamos em casa todos ficam sabendo que essa é uma barriga de aluguel, que é um bebê de proveta, e eles (vizinhos) falam mal. Por isso não podemos ficar lá com segurança", disse Vasanti.
UM MENINO
À medida que a data para o nascimento se aproximava, Vasanti se tornava mais ansiosa sobre o parto.
"Eu não sei se o casal vem pegar o bebê assim que ele nascer, ou se ele vai ficar comigo pelos primeiros 15, 20 dias. É possível que eu nem o veja", disse ela.
Vasanti foi para o hospital, e depois de um longo tempo em trabalho de parto, Patel decidiu fazer uma cesária.
É um menino --o que costuma ser motivo de comemoração na Índia, mas Vasanti ficou preocupada porque o casal japonês originalmente queria uma menina.
O bebê foi levado direto para o hospital neonatal em que os pais estavam aguardando para pegar o recém-nascido e levá-lo para o Japão.
"Eu o vi quando fiz a cesária. Eu vi o meu filho, mas depois o tiraram de mim. Eu devo ter visto ele por cinco segundos, quando o levaram", disse Vasanti um pouco emocionada.
"O casal queria uma menina, e é um menino. É bom sendo um menino ou uma menina, o que importa é que eles finalmente têm um filho," diz Vasanti.
Enquanto o menino que ela carregou por nove meses começa sua nova vida, Vasanti está começando a dela. Ela mora em sua nova casa com sua família, e seus filhos frequentam a escola onde se fala inglês.
"Meus filhos estão crescendo todos os dias, e nós queremos um bom futuro", disse Vasanti.
"Foi para isso que nós fizemos isso (barriga de aluguel), e eu não quero nunca que a minha filha seja uma mãe de aluguel." 


VIA GRITOS DE ALERTA / INF. http://www1.folha.uol.com.br/bbc/2013/10/1350549-demanda-por-barrigas-de-aluguel-cria-fabrica-de-bebes-na-india.shtml

Suposto Pastor é preso em flagrante abusando sexualmente de adolescente

O suposto pastor Curtis A.L.G. (47), foi preso no fim da noite de sábado (28) nas proximidades do aeroporto Internacional de Porto Velho (RO).

O pastor da igreja evangélica Água Viva de Porto Velho, identificado como Curtis A.L.G. (47), foi preso no fim da noite de sábado (28) nas proximidades do aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira quando foi flagrado abusando sexualmente de uma adolescente de 14 anos, fiel de sua igreja.

O acusado estava em um automóvel modelo Corsa Classic e foi pego por uma guarnição do 1º BPM, que fazia ronda naquela região. O pastor quando percebeu a presença da polícia tentou fugir, porém não obteve êxito. Dentro do veículo do pastor os policiais encontraram uma adolescente de 14 anos, que ele estava obrigando a lhe fazer sexo oral e ainda acariciava as partes íntimas.

Quando questionada, a vítima falou aos PMs que o pastor tinha lhe oferecido carona, para lhe deixar em casa e acabou desviando o caminho. A menor disse ainda que o acusado falou para ela que se tudo ocorresse bem e ninguém ficasse sabendo, ela ia ganhar o que quisesse e ainda podia "colocar sua amiga no lance".

Diante das acusações da adolescente, o pastor foi encaminhado para a Central de Flagrantes e posteriormente ao presídio Urso Panda. O inquérito foi transferido para a DEPCA (Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente).

Fonte: Rondônia Ao Vivo

NOVIDADES SONY MUSIC





VIA   GRITOS  DE ALERTA














     




Banda Verdadeira Simetria:



A caminho de completar cinco anos de estrada, a banda Verdadeira Simetria tem muita história para contar. Eles já se apresentaram em diversos estados tanto em Capital como em Municípios.
  O estilo eclético da banda traz uma mistura de Black music, Dance Pop rock e muita adoração.
A banda é composta por cinco componentes são eles:
Alisson: vocalista
Hudson: guitarras e voz
Claudinei: contra baixo e voz
Vladmir: bateria
Diego: tecladista e voz
Lucia Rodrigues: Empresaria da banda
Álbuns
O primeiro CD, que recebeu o nome de “Sonhos”, foi lançando em 2009. No mesmo ano, a banda Verdadeira Simetria gravou o CD e o DVD ao vivo “Sonhos”. Já em 2012, foi a vez de divulgar o clipe “Sonhos” musica de trabalho. Em 2013 no mês de agosto a banda lançou seu terceiro trabalho (Tempo de Deus), com pouco menos de um mês, a nova turnê já foi divulgada em todo litoral de SP, foi consagrado na igreja Voz da Verdade onde o pastor Carlos Moises líder do ministério é o padrinho da banda.
Este trabalho tempo de Deus já esta nas principais rádios e redes sociais. Os componentes da banda colocam este trabalho como o principal em seus currículos, pois em menos de um mês a banda já tem feito várias entrevistas em rádio, já tem varias propostas de televisão como o da RIT que estará sendo gravado no programa Zig Zag no dia 05/10/2013, ou seja, este trabalho está sendo um sucesso pra gloria de Deus.

Contato:
www.bandaverdadeirasimetria.com.br
facebook.com/bvsimetria
twiter:@bvsimetria
(31) 2555-7357 / (31) 9950-3009 / (31) 9210-1360

Pastor é assassinado por diácono dentro de igreja


Um crime incomum chamou atenção da mídia no último final de semana. Um homem armado entrou na igreja Tabernáculo do Centro de Adoração e Louvor na cidade de Lake Charles, Louisiana. Dirigiu-se ao púlpito e deu dois tiros no pastor Ronald J. Harris enquanto ele estava fazendo a abertura do culto.
Havia cerca de 60 fiéis presentes no templo. O homem então saiu do templo e alguns minutos depois ligou para a polícia. Ele estava a uma quadra de distância. Além de confessar o homicídio, mostrou para os policiais onde estava a espingarda usada na hora do crime.
Pastor é assassinado por diácono dentro de igrejaSeu nome é Woodrow Karey Jr., 53 anos e ex-diácono da igreja. Ele saiu da igreja cerca de 4 anos atrás. Agora, aguarda julgamento sentado em uma cela na prisão do condado.  O juiz preventivamente estabeleceu uma fiança de um milhão de dólares. Karey não tem histórico de doença mental nem de atividade criminal.
Em entrevista à rede CNN, Talisha Harris, filha do pastor Harris, relatou: “Foi todo muito caótico. Tinha pessoas correndo por toda parte”. Ela se diz totalmente confusa ao tentar entender por que Karey matou seu pai. Em lágrimas, declarou: “Meu pai era um grande pessoa… um pregador e mestre impressionante. Tinha um grande coração, amava a todos, e sempre queria ajudar”. Por fim, disse estar convicta que se tivesse sobrevivido, o pai perdoaria seu algoz.
Porém, a polícia divulgou que o motivo aparente do crime é o envolvimento amoroso do pastor com a esposa de Karey. Dois dias antes do assassinato, a mulher procurou a polícia para denunciar que o pastor a tinha estuprado. Em depoimento à polícia, o autor dos disparos afirmou ter encontrado mensagens amorosas do pastor enviadas para sua esposa.
Nas últimas horas, surgiram especulações de que a situação pode ser ainda mais séria. Um membro da igreja, que pediu para não ser identificado, afirmou que o pastor tem um histórico de envolvimento sexual com diferentes mulheres na Igreja. Segundo ele a filha de Karey está grávida e não quer revelar quem é o pai da criança. Karey suspeitaria que era o pastor Harris, o que aumentaria seu desejo de vingança. Com informações de GP/ Reuters, Daily Mail e Pimpreacher.

A GRANDE BABILÔNIA - Papa exige reformas e pede uma Igreja com espírito mais moderno

O grupo informal de oito cardeais que aconselha o Papa Francisco e que se reúne a partir de hoje no Vaticano, já recebeu 80 documentos com sugestões para a reforma da Igreja.

O Papa Francisco abriu a reunião histórica nesta terça-feira sobre a reforma da Igreja Católica, dizendo que quer uma igreja missionária, com um espírito moderno, que dará esperança aos pobres, aos jovens e aos idosos, como fez São Francisco. O Pontífice convocou seu próprio gabinete de oito integrantes do Conselho de Cardeais, nomeado em abril e oficialmente instituído nesta segunda-feira, para três dias de reflexão sobre a renovação burocrática do Vaticano e outras reformas.

Apesar de o Vaticano tratar o órgão como uma instância apenas consultiva, a expectativa é de que as conversas levem a mudanças mais intensas que uma simples revisão da Pastor Bonus, a Constituição Apostólica promulgada pelo Papa João Paulo II em 1988 que instituiu uma série de alterações no funcionamento da Cúria Romana.

Além do hondurenho Maradiaga, fazem parte do Conselho os cardeais Giuseppe Bertello, da Itália; Francisco Javier Errázuriz Ossa, do Chile; Oswald Gracias, da Índia; Reinhard Marx, da Alemanha; Laurent Monsengwo Pasinya, da República Democrática do Congo; George Pell, da Austrália; e Sean Patrick O'Malley, dos Estados Unidos.

Mais cedo, em uma entrevista ao jornal italiano "La Repubblica", o Pontífice voltou a fazer duras críticas à gestão da Igreja, classificando-a de "Vaticano-cêntrica", e disse que fará de tudo para mudá-la. Ele chamou a "corte de a "lepra do papado". Perguntado se estava se referindo à Cúria, o Papa explicou que apesar de a Cúria (governo da Igreja) não ser propriamente uma corte, existem "cortesãos".

G8 do papa

O grupo informal de oito cardeais que aconselha o Papa Francisco e que se reúne a partir de terça-feira no Vaticano, já recebeu 80 documentos com sugestões para a reforma da Igreja, anunciou a Santa Sé nesta segunda-feira.

Em uma coletiva de imprensa para a apresentação da primeira reunião do "G8", que acontecerá entre terça e quinta-feira na biblioteca do apartamento pontifical, o porta-voz do Vaticano explicou que, durante este conselho, o Papa terá "principalmente uma atitude de escuta".

"Não está planejado reuniões com pessoas de fora do grupo", explicou o padre Lombardi, acrescentando que os oito cardeais serão guiados pela "discrição".

"Nós não esperamos para esses três dias conclusões, publicações, documentos, decisões marcantes de qualquer tipo", disse Lombardi.

Ele lembrou que este encontro é o primeiro de uma série e que o "G8" não tem poder de decisão.

Muitas sugestões chegaram aos cardeais por vários meios, principalmente através das Conferências Episcopais, ou diretamente para o papa, informou.

Elas foram agrupadas em 80 documentos pelo secretário do grupo, o bispo Marcello Semeraro, que os entregou a cada um dos membros.

O conselho de oito vai "individualizar as prioridades", disse o porta-voz , que citou apenas uma delas, o tema da família.

O padre Lombardi destacou a independência do novo conselho em relação à Cúria Romana.

"O papa Francisco quer governar da forma que é sugerida pela Igreja universal. Um governo menos romano, tendo em conta as experiências dos diferentes continentes, com um reequilíbrio no método de consulta". Tudo isso havia sido reclamado durante as congregações gerais antes do conclave de março.

O Vaticano divulgou um Quirógrafo, um documento escrito pelo próprio papa, que faz deste grupo informal, cujos membros foram nomeados em maio, um "conselho" consultivo.

Seus integrantes poderão ser consultados em conjunto ou individualmente. Não se trata de uma nova estrutura, e o número de membros pode ser modificado.

Os oito cardeais escolhidos por Francisco já chegaram em Roma: eles são um italiano, um alemão, um australiano, um americano, um indiano, um congolês, um chileno e um hondurenho.

VIA GRITOS DE ALERTA / INF. Yahoo e AFP