domingo, 26 de agosto de 2012

Ex-Cabo Bruno sai da cadeia após 27 anos para fazer a obra de Deus: 'Sou pastor evangélico'

ex-PM Florisvaldo de Oliveira, condenado a 117 anos de prisão e com mais de 50 assassinatos, saiu da penitenciária na tarde desta quinta-feira, e afirmou que vai fazer a “obra de Deus” de agora em diante, segundo relatou a Folha de S.P.
    Florisvaldo de Oliveira
  • (Foto: Divulgação)
    Ex-PM Florisvaldo de Oliveira, cabo Bruno, saiu da cadeia nesta quinta-feira,23 de agosto de 2012, após 27 anos de prisão.
 
"Sou pastor evangélico. Minha família é evangélica. Deus me preparou nesses 20 anos exatamente para isso", disse ele à publicação.
Bruno pretende virar pastor e atuar ao lado de sua esposa, a também pastora evangélica e cantora gospel, Dayse da Silva Oliveira. Dayse está no momento afastada das reuniões de sua igreja, a Igreja Pentecostal Refúgio em Cristo, na vizinha Taubaté, para evitar o assédio da imprensa e curiosos.
Bruno foi acusado de cometer o homicídio de mais de 50 pessoas na zona sul de São Paulo, nos anos 1980. Ele conseguiu a liberdade a partir de um decreto da presidente Dilma Rousseff, que perdoa os presos que tenham tido comportamento exemplar na cadeia por 20 anos ininterruptos. Cabo Bruno teria fugido da cadeia por três vezes até 1991, mas depois disso não cometeu nenhuma falta indisciplinar.
Com uma renda não suficiente a princípio como pastor, Bruno informou que poderia fazer trabalho como artista plástico e planeja também fazer um curso profissionalizante “para o caso de emergência”.
“Embora eu tenha uma idade já meio avançada, Deus me deu saúde, sabedoria, uma mente boa, preservou minha mente", afirmou.
 

Livre, Bruno afirma que ficou com trauma da imprensa e prefere não mostrar o rosto. “Quanto mais eu puder evitar [ser exposto] é melhor”, afirmou.
Hoje, Bruno é querido pastor pelos colegas na prisão, de fala mansa e, segundo Deyse, “é um homem transformado”.
Bruno saiu de maneira discreta da penitenciária, escondido no banco de trás de um carro da Funap (Fundação de Amparo ao Preso), driblando os jornalistas.

O cristão deve se envolver na Política?

O cristão deve se envolver na Política?
Em tempos de eleições no Brasil normalmente vejo dois tipos de sentimentos por parte dos eleitores: um é de dar risada diante de alguns candidatos que passam pelo ridículo e alguns destes ainda são eleitos, e o outro sentimento é de desprezo e incredulidade diante da atual situação do país.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Vemos propagandas políticas por todos os lados, nas ruas, espalhados no chão, no facebook, e onde quer que houver espaço para isto.
Infelizmente percebo que algumas igrejas vestem a camisa de alguns candidatos e pedem que seus “fiéis” votem em peso no candidato A, ou B. E a primeira coisa que quero te dizer aqui é: O Voto é Secreto!! Pastor, Líder, Apóstolo, Bispo, Arcanjo, seja quem for, não tem aval dos céus para te mostrar em quem você deve votar. Isso não é bíblico, e muitas vezes quando alguém está indicando uma pessoa é porque tem interesses em algum tipo de favor, seja para sua igreja, seja para sua denominação. Porém, política não é algo que deva olhar por uma ou outra camada da sociedade, mas por toda a nação.
Percebo muito isso por parte dos homossexuais. Eles votam nos seus candidatos para defenderem os direitos deles, o que é inadmissível para mim. Porém os evangélicos fazem a mesma coisa. Só porque o cara é pastor, cantor ou sei lá o que, o evangélico quer votar nele pois acha que defenderá a população evangélica. Muitos pastores não estão aptos a governar, podem ser excelentes pregadores, homens de Deus, mas política é vocação.
A bíblia nos mostra o que devemos fazer com relação à política:

Sei que o SENHOR sustentará a causa do oprimido, e o direito do necessitado. Salmo 140:12
Compadecer-se-á do pobre e do aflito, e salvará as almas dos necessitados. Salmo 72:13
Infelizmente, os cristãos tem se envolvido de forma errada na política, para defenderem apenas suas próprias causas, porém Deus nos chama a olhar para o pobre e aflito, para defender o direito do necessitado.
Somos chamados a pregar um evangelho para o homem integral. Muitos pregam apenas algo espiritual, porém o Pai Nosso nos direciona a dizer: Venha o Teu Reino. Somos chamados a implantar o Reino de Deus aqui, através de nós.
Devemos pregar a salvação, mas ao mesmo tempo, é impossível oferecer o pão espiritual, se as pessoas estiverem morrendo de fome. Quando Hitler começou sua batalha por conquistar o mundo, um homem se envolveu na política afim de destronar este cruel assassino. Aquele homem foi Dietrich Bonhoeffer, um pastor luterano, que fez parte da resistência alemã, e não se rendeu ao nazismo, antes lutou com todas as suas forças para que o nazismo fosse extinguido. Foi preso e morto por enforcamento pouco antes de Hitler se suicidar.

 
 
Martin Luther King Jr dizia: O que me preocupa não é o grito dos maus,mas sim o silêncio dos bons.



 Martin Luther King era um pastor protestante que ao ver como os negros eram discriminados e considerados inferiores nos Estados Unidos, se envolveu em um Movimento dos Direitos Civis dos Negros com uma campanha de não violência e amor ao próximo. Mostrando que todos somos iguais perante Deus e foi o homem mais jovem a conquistar o Prêmio Nobel da Paz, pouco antes de ser assassinado.
Willian Wilberforce foi um parlamentar inglês, que se sentia chamado por Deus para ser pastor. Quase abandonou a carreira política, porém Deus não o permitiu e Willian lutou por toda a sua vida contra a escravidão na Inglaterra. Foi o líder do movimento abolicionista do tráfego negreiro e lutou contra isto quando era uma forte comércio na Inglaterra. Durante 20 anos, ano após ano tentou a abolição, até que em 1807 conseguiu aprovar no parlamento o Ato contra o Comércio de Escravos, sendo aplaudido de pé por todos presentes.

Deus nos chama a uma causa. Não dos evangélicos, mas dos aflitos, dos oprimidos, dos pobres, daqueles que precisam de representantes que os defendam! Não devemos ter segregação em nosso país, devemos ter políticos que amem uma causa e estejam dispostos a morrer por ela, assim como estes homens estiveram dispostos. Eles não são lembrados como pastores, mas como homens que dedicaram suas vidas na política fazendo a diferença no curso da história.

Que Deus abençoe o Brasil!

Padre pede que católicos e evangélicos se unam contra a Nova Ordem Mundial

Para o padre Paulo Ricardo, da Arquidiocese de Cuiabá (MT), "católicos e evangélicos têm muito mais em comum do que aquilo que os divide".

O padre Paulo Ricardo recentemente tem se envolvido em polêmicas por conta de suas opiniões fortes. O líder religioso da Arquidiocese de Cuiabá (MT), disse em fevereiro que os evangélicos eram “otários” por não acreditarem nos santos católicos. Em março, o pároco disse no evento “Vinde e Vede” que um “espírito mundano” tinha entrado na Igreja Católica e citou os seus colegas padres que não estavam mantendo uma postura adequada.

Um documento assinado por 27 padres do estado pediu o seu afastamento e caracterizaram os sermões de Paulo Ricardo como “austeros e ofensivos”.

Este mês deu declarações elogiando o trabalho da Bancada Evangélica na luta contra a liberação do aborto.

Em seu canal do Youtube ele tem dado aulas onde comenta o livro “Poder Global e Religião Universal”, do Monsenhor argentino Claudio Sanahuja. Sua intenção é expor “a transformação que o mundo atual está sofrendo, partindo dos novos paradigmas propostos pela Nova Ordem Mundial”.

Ele ressaltou que existe no mundo um projeto de reengenharia social que “esbarra nos valores judaico-cristãos, notadamente representados pela Igreja Católica Apostólica Romana”, e que os líderes dessa Nova Ordem Mundial pretendem destruí-la a partir de seu interior.

O livro de Claudio Sanahuja defende, basicamente, que há uma guerra psicológica para a implantação de uma nova moral: a “revolução semântica”. Isso inclui apresentar novos significados, por exemplo, para o termo família “como qualquer coabitação entre duas pessoas, mesmo sendo ambas do mesmo sexo, para relações sexuais”. Além disso, existe um “novo poder global” pretendido pela ONU, que visa a imposição de uma nova moral. Isso inclui a aceitação da prática homossexual, do aborto, da anticoncepção e dos direitos sexuais e reprodutivos.

“O novo poder global precisa de uma religião universal”, afirma Sanahuja apontando que a conferência Millennium World Peace Summit of Religious and Spiritual Leaders [Cúpula do Milênio de Líderes Religiosos e Espirituais pela Paz Mundial] , ocorrida em Nova Iorque, em agosto de 2.000, realizada pela ONU, se manifestou contra as religiões “dogmáticas”, como portadoras do “fundamentalismo”.

Ao longo de quase uma hora, o padre Paulo Ricardo conclama para a luta o que chama de “cristãos verdadeiros”, e curiosamente inclui católicos e protestantes entre eles. Ele admite que não vê problema em os católicos se aliarem aos políticos evangélicos em suas lutas por objetivos em comum. Contudo, perguntado sobre como essa união seria possível, destaca:

1) Católicos e evangélicos têm muito mais em comum do que aquilo que os divide, 2) devemos ser honestos para reconhecer as diferenças teológicas históricas, 3) Sabe-se que os evangélicos irão continuar chamando os católicos de “idólatras” e os católicos continuarão considerando os evangélicos como “hereges”. Por fim, o padre propõe que “no agir politicamente precisamos [católicos e evangélicos] de um meio-termo” para que o cristianismo possa ser salvo desse ataque da Nova Ordem Mundial.

Fonte: Surgiu

Filha do ministro Crivella sofre sequestro relâmpago após sair de culto

Déborah Crivella, filha do senador e atual ministro da Pesca e Agricultura, Marcelo Crivella, disse que o sequestrador chorou ao ouvir música do cantor Thalles Roberto.

Déborah Crivella, filha do senador e atual ministro da Pesca e Agricultura, Marcelo Crivella, sofreu um sequestro relâmpago após sair de um culto da Igreja Universal do Reino de Deus, nesta quarta-feira. Segundo ela, o sequestrador chorou ao ouvir música gospel.

De acordo com informações da Polícia Civil, o sequestro relâmpago começou por volta das 16 horas quando o criminoso obrigou Déborah Crivela a dirigir, da 408 Sul até a região de Chácaras da Ceilândia, cerca de 35 quilômetros de distância do local da abordagem. Segundo a delegada Mabel Faria “ela conseguiu fugir pulando do carro”.

A arquiteta de 30 anos ainda comentou em seu Twitter que o sequestrador chorou ao ouvir música evangélica, que ela pediu para deixar tocar enquanto ela dirigia o carro com o sequestrador do lado.

“Hoje durante o meu sequestro, pedi para o bandido para eu ligar suas músicas... ele foi ouvindo e chorando”, disse ela, em conversa com o cantor gospel Thalles Roberto.

“O cara apontou a arma para mim... e a única coisa que eu soube fazer na hora foi gritar: você tá amarrado em nome de Jesus! Na minha vida você não toca!” escreveu ela sobre os detalhes no microblog.

A filha do ministro foi socorrida por moradores da região e levada para a 1ª Delegacia de Polícia, onde prestou depoimento ainda na quarta-feira.

Segundo o marido dela, que não quis ter o nome divulgado, ela está bem apesar de ter saltado do carro.

“Agora já estou bem. Jesus me livrou de todo mal. O meu Deus é grande e poderoso”, confirmou Deborah pelo Twitter.

O carro, celular e outros pertences foram levados pelo criminoso, que continua foragido.

“Por enquanto estou sem o celular. Vão-se os anéis, mas ficam os dedos”, disse.

Segundo a Secretaria de Segurança, na semana passada aconteceram 16 sequestros-relâmpagos no DF.

Fonte: The Christian Post

O DISCURSO DOS LÍDERES IRANIANOS APROXIMA-OS CADA VEZ MAIS DE HITLER

 




A existência de Israel é "um insulto a toda a humanidade" - afirmou nesta passada sexta-feira o tirano e lunático presidente do Irão, num dos seus mais espevitados ataques contra o estado judaico, agora que Israel debate abertamente se deve ou não atacar o Irão por causa do seu programa nuclear.
Talvez a retórica provocatória de Ahmadinejad revele até traços de desespero e medo pela possibilidade de Israel destruir por completo os seus ambiciosos projectos nucleares, mas a verdade é que este tipo de discurso só vem revelar a verdadeira natureza do fundamentalismo islâmico e das reais intenções da República iraniana.
Segundo Mahmoud, confrontar Israel é um esforço para "proteger a dignidade de todos os seres humanos."
"A existência do regime sionista é um insulto a toda a humanidade," - disse o lunático presidente iraniano, ao dirigir-se aos fiéis na Universidade de Teerão após manifestações pró-palestinianas realizadas por todo o país, num evento anual que assinala o Quds (dia de Jerusalém), na última sexta-feira do mês sagrado do Ramadão.

SEMELHANTE A ADOLF HITLER
Na opinião do rabi Marvin Hier, fundador e deão do Centro Simon Wisenthal, os comentários de Ahmadinejad são "reminiscentes" de uma carta escrita acerca dos judeus e assinada por Adolf Hitler em 1919.
"Apesar de Ahmadinejad estar a atacar o estado de Israel, nós sabemos o que isso significa" - afirmou o rabi.
Israel considera o Irão uma ameaça existencial devido aos seus programas nucleares e balísticos, apoio aos grupos radicais anti-israelitas nas suas fronteiras e repetidas referências feitas pelos líderes iranianos à destruição de Israel.
O próprio Ahmadinejad tem repetidamente feito estes apelos, tal como tem feito o líder supremo do Irão, o ayatolah Ali Khamenei.
O rabi Hier compara os comentários de Ahmadinejad à noção encontrada na carta de Hitler referindo-se à "remoção de todos os judeus."
E acrescentou: "Vinte e dois anos depois, ele implementou tudo isso, e o mesmo se passa agora com Ahmadinejad."
"Nós assumimos que é só retórica, mas já no passado pagámos um elevado preço por pensarmos que Hitler só falava retórica."
- prosseguiu o rabi.

AMEAÇA ISLÂMICA CONTRA ISRAEL
O líder do Hezbollah xiita libanês, que tem laços com o Irão, disse que o seu grupo (terrorista) irá transformar as vidas de milhões de israelitas num "inferno" caso Israel ataque o Líbano.
O líder terrorista do movimento, o sheik Hassan Nasrallah, afirma que o seu grupo tem uma lista de alvos em Israel que podem atingir com poucos rockets.
"Podemos transformar as vidas de milhões de sionistas na Palestina ocupada num verdadeiro inferno," - afirmou o terrorista.
Israel e o Hezbollah travaram uma guerra mortífera e inconclusiva durante um mês, em 2006, quando o Hezbollah disparou cerca de 4.000 rockets contra Israel.
O Irão tem constantemente negado alegações de que está tentando construir armas nucleares, alegando que o seu programa nuclear é pacífico e visa a produção de electricidadee de radioisotopos utilizados para o tratamento de pacientes de cancro.
Israel tem estado a conduzir um crescente debate público sobre se deve ou não atacar as instalações nucleares do Irão. A posição oficial do estado israelita é a de favorecer as medidas diplomáticas e económicas para persuadir o Irão a parar o seu programa de enriquecimento nuclear, mas Israel insiste que o Irão não pode ter armas nucleares.
Os líderes israelitas dizem que "todas as opções estão em cima da mesa", uma clara referência a uma intervenção militar, caso determinem que as outras medidas falharam.
O Irão já avisou entretanto que retaliará contra Israel caso seja atacado, ameaçando também atacar interesses americanos na região.
Ahmadinejad classificou Israel como "um grupo minoritário corrupto e organizado que obsta a todos os valores divinos."
"Confrontar hoje a existência do fabricado regime sionista é de facto proteger os direitos e a dignidade de todos os seres humanos," - afirmou Ahmadinejad, envergando um cachecol preto e branco semelhante ao usado por muitos palestinianos.
O Irão (a antiga Pérsia) e Israel têm sido amargos inimigos desde há décadas. Khamenei apelidou Israel de "tumor cancerígeno" que tem de ser extirpado.
Segundo o rabi, "esta é uma ameaça para erradicar o estado de Israel", acrescentando: "temos de levar a sério o que esta gente diz."As tensões entre os 2 países intensificaram-se desde 2005, quando o presidente iraniano disse num discurso que Israel será um dia "apagado do mapa."
Não concordando com aqueles que dizem que estas ameaças não passam de "retórica", o rabi avisa: "A única forma de parar aquilo que se passa no Irão é pelo menos os Estados Unidos e seus aliados dizerem: 'Até quando iremos ficar sentados a ouvir estas ameaças?'"O presidente iraniano tem também descrito o Holocausto, em que 6 milhões de judeus foram exterminados pelos nazis alemães e seus colaboradores durante a 2ª Guerra Mundial como "um mito."
"A maior parte dos intelectuais em 1939 e 1938 não achavam que Hitler falava a sério. Eles achavam que sabiam mais, mas não sabiam nada, e nós pagámos um elevado preço por isso," - acrescentou o rabi.
Shalom, Israel!

Igreja Mundial vende “Fronha dos Sonhos” por R$ 91

 
Depois das toalhas “Se Tu Uma Benção” e das meias, a Igreja Mundial do Poder de Deus está vendendo a “Fronha dos Sonhos” para que os fiéis coloquem nos travesseiros de pessoas que estejam com problemas.
Na TV o apóstolo Valdemiro Santiago oferece o artigo que custa R$ 91 cada um. “Você vai vestir o travesseiro do drogado, do alcoólatra, do enfermeiro, do desempregado ou o seu”, diz ele prometendo milagres até mesmo para aqueles não conseguem dormir pensando nos problemas.
O valor da “Fronha dos Sonhos” teria dois significados, segundo o apóstolo Santiago, o primeiro deles seria uma referência ao Salmo 91, famoso por falar de proteção contra o mal. O segundo motivo é que os R$ 91 também significam as 91 colunas da nova Cidade Mundial que foi inaugurada nas últimas semanas na cidade do Rio de Janeiro.
“Qual é o seu maior sonho?”, questiona o líder religioso que oferece o produto para quem quer honrar a “obra de Deus com uma oferta simbólica” que fará com que os sonhos sejam realizados.
“Eu já sonhei muito na vida e meus sonhos se tornaram realidade e a cada dia os meus sonhos estão se tornando realidade e os seus também serão assim”, garante o líder.
Na fronha há o símbolo da IMPD e ainda a inscrição “Minha fé pelo meu maior sonho”, abaixo ainda encontramos os dizeres “Cidade Mundial”.
Assista




COMENTE ,O QUE VOCÊ ACHA DESSA FORMA DE TRABALHO ?

Marcha evangélica reúne 40 mil no Centro de Campinas

 
Mesmo com a temperatura de 28ºC e sol forte, a Marcha para Jesus de Campinas atraiu um público de aproxim
adamente 40 mil pessoas, neste sábado (25), nas principais ruas do Centro da cidade. Considerado um evento interdenominacional, membros de diversas igrejas da Região Metropolitana de Campinas (RMC) se reuniram às 13h em frente à Estação Cultura, de onde partiram para as avenidas Andrade Neves e Dr. Campos Salles até o Largo do Rosário, onde a programação seguiu com louvores e shows musicais.

O evento contou com a presença de dez trios elétricos - um exclusivamente só de mulheres, que recebeu o nome de 'as marchadoras de Jesus' . Em um destes trios, parte da escola de samba, formada por fiéis da igreja Bola de Neve Church, participou das festividades, embalando os cristãos ao som de músicas evangélicas no ritmo de samba. Os integrantes vieram de São Paulo para o evento em Campinas, segundo o pastor da Comunidade Cristã Interativa, no Jardim Pauliceia, e um dos organizadores da marcha Renato Garcia de Matos, de 30 anos.

'A Marcha para Jesus é a expressão da união das igrejas. É uma festa cristã, mas a maioria dos fiéis é evangélico. É uma oportunidade de mostramos na rua o que acontece dentro das igrejas e o importante é a mensagem de paz e de verdade' , disse o pastor. Grupos uniformizados, jovens com danças coreografadas ao som das músicas evangélicas contagiaram os moradores dos prédios das avenidas e vias por onde passavam. Das janelas dos apartamentos, moradores acenavam e alguns até cantavam juntos algumas canções religiosas. Durante o percurso, várias paradas para orações e louvores.