domingo, 26 de dezembro de 2010

Liminar tira pastor Samuel Câmara da direção da igreja



O Juiz Heitor Febeliano dos Santos Costa, da 4ª Vara Cível do fórum de São José dos Campos, concedeu nesta sexta, 17, as 17:28 , uma liminar que tira da presidência da Igreja Evangélica Assembléia de Deus, em São José dos Campos, Vale do Paraíba (SP), o pastor Samuel Câmara.

Uma cópia do documento processo nº 0059954-36.2010.8.26.0577 foi postada no blog Fronteira Final editado pelo pastor Antonio Mesquita, presidente do Conselho de Imprensa da Convenção Geral das ADs no Brasil.

Na decisão proferida o juiz no item 2 relata o seguinte: “Como já adiantado na r. decisão do processo em apenso, não há, em princípio, ao menos nesta fase de cognição sumária, vício a inquinar a assembléia extraordinária que deliberou pela destituição do réu do cargo de presidente”.

E continua: “O estatuto da organização religiosa não dispõe sobre a forma e o quórum mínimo necessário para a hipótese, bastando que haja convocação regular, o que parece ter sido feito.Diante do decidido pela assembléia, e havendo resistência do réu em deixar o cargo, revela-se imperiosa a organização, como também – e principalmente – para manter a segurança jurídica na direção da entidade, evitando disputas internas e eventuais atos arbitrários, enquanto o réu pode se defender da imputação”.

A antecipação da tutela, deferida pelo juiz determina o afastamento provisório do pastor Samuel Câmara pelo prazo de 90 dias.

Jovens, crianças e adolescentes encerram apresentações Natalinas na AD Campinas


A apresentação Natalina na noite neste domingo, dia 19, foi muito marcante. O grupo de jovens e adolescentes da sede – Grupo Alfa (jovens) e Grupo CEL (Adolescentes) abriram o culto com uma peça onde o enredo foi baseado no filho pródigo que deixa o conforto de sua casa e se perde neste mundo.

Na parte musical o Alfa e o Grupo CEL se uniram cantando hinos natalinos mas com uma mensagem específica de adoração ao Salvador do mundo.

Uma igreja foi montada e os pais do adolescente perdido pedem oração por ele. Perdido no mundo, ele sente o toque do Espírito Santo, e resolve voltar para casa. Ao reencontrar seus pais, ele é recebido ainda na igreja, onde uma festa é realizada para a chegada do filho perdido.

Crianças apresentam um natal diferente

O departamento infantil não ficou para trás trouxe como tema “Procura-se um natal”. Diversos bichinhos tentando descobrir o significado do natal dos viventes.

Muito brilho, luz, cor e ação e a participação inúmeras crianças. A cada cena uma surpresa. As ovelhinhas deram um show a parte. José e Maria e o menino Jesus, trouxeram a serenidade da data.


Ao fundo um lindo coral cantando mensagens festivas e de reflexão natalina.


O pastor presidente da AD Campinas, Paulo Roberto Freire da Costa, desejou um Feliz Natal a todos, parabenizando aos organizadores da festa e agradecendo às centenas de pessoas que prestigiaram o evento, dentre elas professores da Escola Americana, e a brilhante presença do pastor Terry Johnson, que atualmente está nos EUA e de sua mãe missionária Dóris Johnson.

pastorjuarezlima.blogspot.com

Igreja é atacada na Nigéria, exército suspeita de seita islamita

Membros de uma seita islamita são suspeitos pelo ataque a uma igreja no norte da Nigéria, segundo um porta-voz militar.

Após um tiroteio, os agressores foram repelidos pelo exército. Ninguém se feriu.

"Os soldados tiveram êxito" ao evitar o ataque à igreja da cidade de Maiduguri, disse à AFP o tenente Abubakar Abdullahi.

"Um número não especificado de homens armados dispararam ao redor da igreja, e uma patrulha militar que estava na área respondeu", relatou. O tiroteio durou alguns minutos.

"Os homens armados, que suspeitamos serem membros da (seita) Boko Haram, fugiram sem causar danos à igreja e sem ferir os fiéis", destacou.

A seita Boko Hraam iniciou uma rebelião no norte da Nigéria no ano passado, e atribui-se a seus membros vários ataques realizados nos últimos meses.

Fonte: AFP

Com ajuda, orações e cartas, cristãos são fortalecidos

 Com ajuda, orações e cartas, cristãos são fortalecidos Chala parecia forte ao instalar uma cerca em volta de sua propriedade. Os representantes da Portas Abertas Internacional, Hailu e Fikiru, foram visitá-lo. Ele os avistou de seu trabalho e deu um grande sorriso assim que os reconheceu. Os três homens se saudaram alegremente.



“Como foi diferente este encontro em comparação à visita anterior quando o encontramos de surpresa, pois não podíamos avisá-lo com antecedência. Desta vez Chala estava ciente de nossos planos para visitá-lo e nos recebeu calorosamente.”



Logo após sua chegada, terminou o horário escolar e Elias, 14, foi para casa a pé. Hailu e Fikiru ficaram muito impressionados em como Elias estava bem arrumado.“Elias estava vestido com as roupas que Portas Abertas lhe entregou em setembro de 2009. Ele parecia muito melhor do que em nosso encontro anterior. Seu comportamento também foi muito diferente.”“Durante nossa outra visita, Elias estava tímido e até parecia incomodado com a nossa presença. Desta vez, ele correu até nós assim que nos reconheceu. Era um outro Elias. Pode ser porque ele está mais familiarizado com nossos rostos”, compartilhou Fikiru.

Elias cumprimentou os visitantes com o tradicional abraço etíope, mas antes perguntou com uma voz suave: “Akam”, que significa “como vai você” no dialeto oromiffa. Os dois representantes aprenderam algumas palavras em oromiffa antes de retornarem, e estavam motivados a responder: “Nega, nega”, que significa “tudo bem”. “Seus olhos estavam brilhando de emoção”, relembra Fikiru, dando a entender que sua visita parecia proporcionar muita alegria.

Chala convidou Hailu e Fikiru para lanchar na casa do vizinho. Ele enviou Elias na frente com um jarro de leite. A casa pertencia a alguns amigos cristãos de Chala. Eles fizeram de tudo para que os visitantes não dissessem não ao convite para o lanche, em uma cerimônia de café tradicional e um copo de leite provido por uma das vacas que Portas Abertas doou a Chala.

Cartas & Orações



Após o lanche, sua atenção foi direcionada para o pacote de 5 kg de cartas e cartões que Hailu e Fikiru trouxeram para eles.Elias foi surpreendido com a grande quantidade de cartas e cartões que recebeu do mundo inteiro. Quando foi questionado sobre como se sentia, Elias cobriu sua boca com a mão e virou o rosto para a parede, sorrindo. Era evidente: ele ficou muito emocionado com os cartões.

Hailu e Fikiru explicaram a Elias que algumas cartas e cartões foram endereçados especificamente para ele. Alegria transbordou de seu rosto quando mencionado que algumas de suas cartas eram de colegas do outro lado do mundo que são da mesma que ele. “Às vezes, mencionar a similaridade de faixa etária e circunstâncias vivenciadas pelos remetentes ajuda a criar uma ligação” (conexão entre os remetentes e os receptores), compartilhou Fikiru.

Como na entrega anterior, Elias juntou algumas cartas e olhou atentamente para cada uma delas tentando ler. Com grande emoção, Elias mostrou algumas das fotos para seu pai.

“’Você gosta das cartas’”, eu perguntei. ‘Ee’a –sim, Elias respondeu. Mas, foi muito mais tocante ouvir sua resposta ao meu questionamento referente a seus sentimentos: ‘Eu estou feliz pelo que fizeram por mim. Mas eu estou mais feliz pelo que foi feito pelo meu pai!’. Tocado profundamente pelas palavras de seu filho Elias, Chala acariciou o cabelo de Elias e tocou suas costas como sinal de aprovação”, relembra Fikiru.

“Sejam minha carta e meus mensageiros para agradecer as pessoas que tem me apoiado,” solicitou Chala depois de receber as cartas e cartões. “Eu não tenho nada que possa retribuir o que fizeram, exceto dizer que sou grato. Depois de perder minhas crianças e propriedade, minha vida tornou-se muito complicada. Eu estava na escuridão pela perda de meus filhos, meu gado e minha propriedade. Mas agora, fui completamente transformado”.

“Tudo está mudado em minha vida pela graça de Deus. Depois que vocês me visitaram e me ajudaram, minha vida mudou. A mudança surpreendeu até aqueles que não creem. Eles pensavam que eu iria me isolar e ficar deprimido para sempre. Mas, eu tenho o Senhor comigo. Além disso, eu tenho o seu amor. Através da graça de Deus, todos vocês estão comigo. Atualmente, exceto pela perda de meus filhos, eu tenho tudo que preciso. Foi o Senhor que permitiu que nos encontrássemos. Pelo amor que vocês têm demonstrado a mim, posso ser confortado pelo meu luto.”

“Agora tenho muitos amigos e parentes através de vocês. Que Deus possa abençoá-los ricamente! Eu agradeço a todos que me enviaram estas cartas e cartões. Que o Senhor possa estar com vocês no dia da sua necessidade, assim como vocês estiveram comigo. Que Deus abençoe seus filhos e sua família”, expressou Chala, muito agradecido.

Desde que recebeu ajuda da Portas Abertas, Chala tem trabalhado com afinco em sua terra. As duas vacas que recebeu foram usadas para arar seus 2 hectares de terra. Chala plantou milho em meio hectare e planeja semear trigo em um hectare e meio, assim que a estação da chuva começar.

Uma das duas vacas de Chala gerou um novilho em meados de janeiro. Desta forma ele tem leite para consumo próprio. Isto é considerado um grande luxo para a área rural da Etiópia. Chala espera que a segunda vaca dê à luz em dois meses. A partir de então, ele espera ter 4 litros de leite por vaca, ao dia, para obter assim um ganho extra.

Elias também demonstra estar mais forte, mais expressivo e mais confiante desde a visita anterior. Todos os dias após a escola, Elias ajuda seu pai na fazenda. Chala está confiante de que Elias permanecerá dedicado a completar sua educação com sucesso.

Informações Missão Portas Abertas

Com nova parceria, programa de Silas Malafaia será exibido em 200 países

Com nova parceria, programa de Silas Malafaia será exibido em 200 países A Associação Vitória em Cristo acaba de assinar um contrato com a rede de televisão mundial Daystar, para exibir o programa Vitória em Cristo dublado em inglês em mais 200 nações. Esta é mais uma conquista que demonstra que o ministério está em constante expansão.



O programa dublado continua sendo exibido pela Inspiration Network, que alcança, via satélite, 127 milhões de lares. Mas, com essa nova parceria, o Vitória em Cristo passará a ser transmitido para 670 milhões de residências; o que representa mais de um bilhão de telespectadores.



O programa do pastor Silas Malafaia será exibido, a partir de 12 de janeiro, todas as quartas-feiras, de 18h às 18h30min (horário do leste) pela Daystar.

Informações Ministério Silas Malafaia

Homofobia: não cabe ao cristão discriminar

Além de não poder praticar nem dar seu aval à conduta sexual adulterina e à homossexual, o cristão precisa aprender a arte da convivência com aqueles que as praticam. Por ter se comprometido espontaneamente com Cristo ao se converter, o cristão é membro de uma comunidade cristã e responsável por seu comportamento e testemunho. Porém, ele não é retirado do mundo, da sociedade no meio da qual vive. Segundo Paulo, o cristão não deve ficar separado dos não-cristãos, que vivem a seu bel-prazer. Para viverem separados, os cristãos “teriam de sair deste mundo” (1Co 5.10, NTLH), atitude com a qual Jesus não concorda. Na oração sacerdotal do Cenáculo, Jesus é claro: “Não peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno” (Jo 17.15, NTLH). Retirado do mundo, o cristão jamais seria “o sal da terra” e “a luz do mundo” (Mt 5.13-16).

Por uma questão de princípios, se o cristão não se retira da sociedade, ele tem de aprender a conviver com seus contemporâneos e vizinhos, sem se deixar influenciar ou enredar por eles. Convivência e conivência são coisas distintas: “convivência” é viver com outra pessoa; “conivência” é cumplicidade, colaboração, conluio.Não cabe ao cristão discriminar, desprezar, odiar, maltratar, humilhar ou apedrejar o homossexual ou a lésbica, em uma sociedade em que há muitos outros desvios, como a injustiça, a avareza, o consumismo, a hipocrisia, a idolatria, o ódio, a vingança, a arrogância, a frivolidade e assim por diante. Cabe ao cristão conviver com todas essas pessoas, com temor e tremor, sem espírito de superioridade, reprovando todas essas coisas mais pela conduta do que pelas palavras.O ensino de Paulo tem um valor imenso se o contexto for considerado. Não há concessão alguma ao desregramento sexual. No mesmo capítulo, o apóstolo é enfaticamente contrário à presença de certo indivíduo da comunidade cristã de Corinto que estava tendo relações com a mulher de seu pai (já morto ou não), provavelmente sua madrasta. Ele deveria ser temporariamente afastado dos privilégios da comunidade, até que sua natureza carnal fosse suplantada pela nova natureza (1Co 5.1-5). No capítulo seguinte, Paulo recorda que entre os membros fundadores da comunidade cristã havia ex-homossexuais ativos e ex-homossexuais passivos, bem como muitos outros ex-isto-e-aquilo (1Co 6.9-11).

Na comunidade, o critério seria um; na sociedade, seria outro. Não se pode exigir que o não-cristão se comporte como cristão, mas é lícito exigir que o cristão se comporte como cristão.



Informações Ultimato - Elben M. Lenz César

WikiLeaks: Lula pediu a Chávez que ´baixasse o tom` contra os EUA


WikiLeaks: Lula pediu a Chávez que ´baixasse o tom` contra os EUA Informação foi divulgada hoje no jornal espanhol El País
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu ao venezuelano Hugo Chávez que "baixasse o tom contra os Estados Unidos", publicou nesta quarta-feira (22) o jornal espanhol El País, citando documentos do departamento de Estado americano divulgados pelo site Wikileaks.

O presidente brasileiro enviou seu ex-ministro José Dirceu a Caracas para advertir Chávez e dizer a ele que não "brincasse com fogo".

"A incendiária retórica de Hugo Chávez desde seu primeiro mandato presidencial não incomodava apenas os Estados Unidos, principal destinatário das declarações, mas também o Brasil, cujo presidente Lula da Silva quis aplacar a virulência do discurso bolivariano com mensagens privadas que pediam contenção", destaca o El País.

Dirceu revelou sua conversa com Chávez ao embaixador americano em Brasília, John Danilovich, segundo os documentos do Wikileaks.

Ao que parece, a recomendação de Lula não teve efeito sobre o presidente venezuelano, que "continuou atacando os Estados Unidos em todas as frentes".

Por sua vez, o chefe da delegação diplomática americana explicou a Dirceu que a política de Washington "neste sentido era não responder a Chávez para não dar motivos a ele, para que se afogue ele mesmo", escreveu o El País.

Dirceu "prometeu comunicar a Chávez que não apenas o governo dos Estados Unidos era hostil a ele, mas também as elites americanas, e mesmo o homem comum começavam a enxergar a Venezuela como um problema, e que esta tensa situação com a sociedade americana não beneficiava nem a ele, nem ao país".

Naquela reunião, os dois também discutiram a posição cubana a respeito do tema. Na opinião de Dirceu, apesar das excelentes relações entre Caracas e Havana, o aumento das tensões na região não interessa a Cuba.

Fonte: AFP

Carta à Liderança Pentecostal Mensagem aos pastores da AD no Brasil


Pastor José Wellington Bezerra da Costa
Presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil


Quero trazer, neste momento, uma mensagem a todos os pastores das Assembleias de Deus no Brasil: “Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma”, 3 João 1.2.

Chegamos ao fim de mais um ano nos sentindo felizes por cumprir a nossa tarefa. Foram muitos os obstáculos, mas, com a bênção do nosso bondoso Deus, vencemos a todos eles.

Prezado companheiro, com muita alegria queremos deixar a nossa palavra de agradecimento. O nosso caminho é feito pelos nossos próprios passos, mas a beleza da caminhada depende dos que vão conosco. Você sempre caminhou ao nosso lado. Obrigado pela sua fiel amizade!

Assim, neste novo ano que tem início, que possamos continuar jun-tos, mais e mais, em busca de um mundo melhor, cheio de paz, saúde, compreensão, amor e muitas bênçãos de Deus.

O nosso desejo é que neste Ano Novo nossas esperanças sejam renovadas, e que possamos cumprir bem a nossa missão que nos confiou o Senhor Jesus, de levar ao mundo a doce mensagem da Salvação.

Que o fulgor dos nossos corações unidos intensifique a manifestação de um Ano Novo repleto de vitórias, e que o resplendor dessa chama seja como a tocha que ilumina nossos caminhos na construção de uma vida eterna com Jesus, repleta de alegria.

A todos os nossos companheiros, que temos o mesmo ideal, amigos que já fazem parte da nossa equipe de trabalhos, desejo que as próximas experiências de mais um Ano Novo lhes sejam construtivas, saudáveis e harmoniosas.

Nós, pastores componentes da Mesa Diretora da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), desejamos que a paz e as mais ricas bênçãos dos Céus sejam constantes no seu contínuo des¬pertar, ao lado de sua preciosa família e do rebanho que lhe confiou o Senhor Jesus.

Um feliz 2011! Prossigamos “para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Fp 3.14).

CPADNEWS.COM.BR

Fundador do WikiLeaks receberá US$ 1,5 milhão para escrever autobiografia 'Eu não queria escrever este livro, mas tenho que fazê-lo', disse Assange. Ele está em liberdade condicional no Reino Unido.

Da France Presse
O criador do WikiLeaks, Julian Assange, revelou em uma entrevista publicada neste domingo (26) ter assinado acordos para publicar sua autobiografia no valor de mais de um milhão de libras (US$ 1,5 milhão).
Assange indicou ao jornal 'Sunday Times' que o dinheiro o ajudará a defender-se das acusações de abuso sexual que correm contra ele na justiça sueca.
"Eu não queria escrever este livro, mas tenho que fazê-lo", disse Assange. "Já gastei 200.000 libras em despesas legais e preciso me defender, além de manter o WikiLeaks vivo".
O australiano, cujo polêmico site publicou dezenas de milhares de documentos confidenciais da diplomacia americana, disse que receberia 800.000 dólares de Alfred A. Knopf, seu editor nos Estados Unidos, e que havia chegado a um acordo com a britânica Canongate por 325.000 libras.
Com os direitos de propriedade e outros lucros advindos do livro, espera-se que esta cifra chegue a 1,1 milhão de libras, disse Assange.
O fundador do WikiLeaks está em liberdade condicional no Reino Unido, onde luta contra uma ordem de extradição emitida pela Suécia devido ao processo por abuso sexual.
Assange está vivendo na casa de campo de um amigo no leste da Inglaterra desde sua libertação, em 16 de dezembro, sob rígidas condições que incluem uma apresentação diária à polícia e o uso de um bracelete eletrônico.
Uma audiência para avaliar o pedido de extradição contra Julian Assange está marcada para 7 de fevereiro em um tribunal de Londres.

Angola teme guerra na Costa do Marfim e nega mercenários

O governo de Angola, que expressou seu temor de que uma guerra se inicie na Costa do Marfim, negou que haja mercenários angolanos espalhados pelo país, como indicam relatórios apontando que o presidente Laurent Gbagbo, que se recusa a deixar o poder, teria recrutado homens armados na Angola e na Libéria para defendê-lo.
"O governo angolano acompanha com muita apreensão o fato de que todas as medidas tomadas até agora pela comunidade internacional conduzem inevitavelmente a uma guerra na Costa do Marfim", alertou um comunicado sobre a crise marfilenha publicado em Luanda.
"O governo angolano denuncia vigorosamente a campanha de difamação segundo a qual mercenários ou soldados angolanos teriam sido vistos na Costa do Marfim", acrescenta o texto.
"A este respeito, o executivo angolano considera que estas falsas informações fazem parte da habitual estratégia de ingerência externa nos assuntos do continente, buscando denegrir seus dirigentes e instituições e manipular ainda mais a opinião pública para justificar a inevitabilidade da guerra".
Alain Le Roy, chefe das missões de paz da ONU, declarou na semana passada que a força de paz das Nações Unidas na Costa do Marfim "verificou que entre os elementos que trabalham no bando de Gbagbo há algumas dezenas de mercenários".
Le Roy revelou a existência de relatórios não confirmados indicando que Gbagbo apelou para a contratação de mercenários para manter-se no poder, e a ONU acredita que ele tenha recrutado alguns homens na Libéria.
Outros diplomatas, no entanto, afirmam que há mercenários de Angola.
AFP

Respondendo À Tentação



I Co 10.13, “Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.”
A tentação é, para os homens, um problema universal. Tanto salvos quanto não-salvos, crianças ou adultos, ricos ou pobres, e entre qualquer que seja culto ou bruto. A verdade é: se você faz parte da raça humana, você conhece tentação.
Existe tentação e existe provação.
Tentação em geral é usada por satanás para destruir morais, virtudes ou Cristãos. A tentação sempre induz a pecado. Satanás é o Tentador (Mt 4.3; I Ts 3.5). Ele usa o mundo e a carne, nossa ou de outros, para que haja pecado e destruição (I Jo 2.16, “Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.”)
Provação em particular é usada por Deus para desenvolver a fé dos Cristãos. Às vezes a Bíblia usa a palavra tentação quando é uma provação (Tg 1.2; I Pe 1.6). Pode saber se é uma aflição vem de Deus ou não se o contexto é para ajudar o Cristão ser mais como Cristo, ou se for para a destruição do Cristão. Deus sempre intenta o melhor para o Seu povo (Rm 8.28), nunca tenta-os para o mal (Tg 1.12-15).
Os Vencidos e Os Vencedores
Existem os que são vencidos pela tentação e os que as vencem.
Os Vencidos são os do mundo sem a salvação por Cristo - Jo 8.44, “Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira”.
Todos os homens começaram as suas vidas neste mundo mortos para o bem: Rm 3.10-18.
Somente a misericórdia e o grande amor de Deus trouxe a salvação desta escravidão a Satanás, desta morte do pecado: Ef 2.1-10.
Jesus Cristo é o Único Salvador, sendo feito o Substituto que satisfaz Deus completamente: Nu 21.4-9; Jo 3.14-16. Portanto Olhe! E Viverá! Arrependa-se e Creia em Cristo Jesus!
Os Vencedores são os no mundo com a salvação por Cristo – I Jo 5.4, 5, “Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. 5 Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?”
O Espírito Santo habita no Cristão e guerreia contra a carne. Se o Cristão anda no Espírito, não cumprirá a concupiscência da carne (Gl 5.16, “Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.”)
Os vencedores lutam contra a carne, o mundo e as tentações de Satanás.
Por isso, Jesus Cristo instrui o Cristão a vigiar: Mt 26.41, “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.”
Às vezes o Cristão é surpreendido nalguma ofensa (Gl 6.1).
Quando o Cristão peca, Ele perde a comunhão com Seu Pai celestial. Para restaurar-la é necessária a confissão e abandono do pecado, constantemente: I Jo 1.7-10;
Cl 2.6, 7, “6 Como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim também andai nele, 7 Arraigados e edificados nele, e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, nela abundando em ação de graças.”
Por causa da presença constante da tentação na vida do Cristão, pode ser útil a instrução de como lidar com ela.
Respondendo-nos à Tentação - Os Sete “Rs” para Responder à Tentação

Reconhecer o Que é Tentação – Somente refletindo sobre a realidade da tentação podemos reconhecê-la. A ignorância não conduz à espiritualidade e vitória sobre a tentação.

Notai a oração do Salmista: Sl 39.4, “Faze-me conhecer, SENHOR, o meu fim, e a medida dos meus dias qual é, para que eu sinta quanto sou frágil.” e 139.23-24, “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.”
Razoando sobre a história da tentação podemos identificar a tentação e sua natureza destruidora. Qual “bem” trouxe a tentação a Eva, Adão, Aça, Davi, Pedro, Judas?
Saiba que toda tentação de Satanás vem para nos destruir. É “grande” (Ex 32.31), mau e contaminador (Mc 7.21-23).

Resistir Toda Tentação – Tg 4.7, “Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.”

Recuse e rejeite a duvida, o engano, a destruição – I Pe 5.9, “Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo.”; I Tm 6.12, “Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas.”
Repugnar-se com qualquer tentação – Ef 4.27, “Não deis lugar ao diabo.”
Reprime qualquer oportunidade de deixar de ser menos do que completamente zeloso – Ef 6.11-13, “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. 12 Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. 13 Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.”

Recorrer a Deus – Tg 4.8, “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações.”; Zc 1.3.

Abraça o socorro das Suas promessas – Sl 145.18, “Perto está o SENHOR de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade.”
II Co 6.14-7.1, “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei; E eu serei para vós Pai, E vós sereis para mim filhos e filhas, Diz o Senhor Todo-Poderoso. 7.1, Ora, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus.”
II Cr 7.14, “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.”

Remover-se da Presença de Tentação – Pv 3.7, “Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao SENHOR e aparta-te do mal.”

Sl 143.9, “Livra-me, ó SENHOR, dos meus inimigos; fujo para ti, para me esconder.”
Retire-se já! É surpreendente que a tentação tem nenhuma influencia quando esteja longe dela. Por isso então: “Evita-o; não passes por ele; desvia-te dele e passa de largo” (Pv 4.15).
I Co 10.14, “Portanto, meus amados, fugi da idolatria.”
II Tm 2.22, “Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor.”
Pv 6.25-27, “Não cobices no teu coração a sua formosura, nem te prendas aos seus olhos. 26 Porque por causa duma prostituta se chega a pedir um bocado de pão; e a adúltera anda à caça da alma preciosa. 27 Porventura tomará alguém fogo no seu seio, sem que suas vestes se queimem?”
Jó 28.28, “E disse ao homem: Eis que o temor do Senhor é a sabedoria, e apartar-se do mal é a inteligência.”

Retroagir em Beneficio da Retidão – Dn 4.27, “Portanto, ó rei, aceita o meu conselho, e põe fim aos teus pecados, praticando a justiça, e às tuas iniqüidades, usando de misericórdia com os pobres, pois, talvez se prolongue a tua tranqüilidade.”

Não somente reconheça o que é tentação para resisti-la, recorrendo a Deus e removendo-se da presença da tentação, é necessário voltar a fazer o que é correto!
II Tm 2.22, “Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor.”
Jo 8.11, “E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.”
II Cr 7.14, “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.”
Sl 139.23-24, “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos. 24 E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.”

Reajustar os Pensamentos, Sentimentos e Ações – Pv 4.23, “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.” Se do coração procedem o que contamine o homem, o homem que recolha, refreia, e reencaminhe os seus pensamentos e os seus sentimentos para o que é reto, é o mesmo homem que responda bem às tentações.

Tg 1.14, 15, “Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. 15 Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.”
Fp 4.8, “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.”

Receber o Mandamento – Hb 12.1-4, “Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, 2 Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. 3 Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos. 4 Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado.”

Se retroceder da tentação para a obediência, a sua vida terá menos reviravoltas e mais razões de louvor – Mt 7.24-27; Lc 12.35-40, v. 40, “Portanto, estai vós também apercebidos; porque virá o Filho do homem à hora que não imaginais.”
Redefine o seu dever: “De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem”, Ec 12.13.
A tentação vem. Satanás não consegue agir diferente da sua própria natureza pervertida. Ele não deseja ver Deus com a glória. Ele deseja usurpar a glória de Deus (Is 14.13, “E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte.”).
Os Vencedores são os no mundo com a salvação por Cristo – I Jo 5.4, 5, “Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. 5 Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?”
Está brincando com o pecado? Está enganando-se a si mesmo achando que pode tomar fogo no seu seio sem se queimar?
O que Deus manda é: Arrependei-vos do pecado! (Mt 4.17), e crê nEle pela fé.
Não há vitória do pecado e da sua condenação de outra forma. Jo 3.36, “Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece.”
I Co 10.13, “Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.” A tentação é, para os homens, um problema universal. Tanto salvos quanto não-salvos, crianças ou adultos, ricos ou pobres, e entre qualquer que seja culto ou bruto. A verdade é: se você faz parte da raça humana, você conhece tentação.
Existe tentação e existe provação.
Tentação em geral é usada por satanás para destruir morais, virtudes ou Cristãos. A tentação sempre induz a pecado. Satanás é o Tentador (Mt 4.3; I Ts 3.5). Ele usa o mundo e a carne, nossa ou de outros, para que haja pecado e destruição (I Jo 2.16, “Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.”)
Provação em particular é usada por Deus para desenvolver a fé dos Cristãos. Às vezes a Bíblia usa a palavra tentação quando é uma provação (Tg 1.2; I Pe 1.6). Pode saber se é uma aflição vem de Deus ou não se o contexto é para ajudar o Cristão ser mais como Cristo, ou se for para a destruição do Cristão. Deus sempre intenta o melhor para o Seu povo (Rm 8.28), nunca tenta-os para o mal (Tg 1.12-15).
Os Vencidos e Os Vencedores
Existem os que são vencidos pela tentação e os que as vencem.
Os Vencidos são os do mundo sem a salvação por Cristo - Jo 8.44, “Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira”.
Todos os homens começaram as suas vidas neste mundo mortos para o bem: Rm 3.10-18.
Somente a misericórdia e o grande amor de Deus trouxe a salvação desta escravidão a Satanás, desta morte do pecado: Ef 2.1-10.
Jesus Cristo é o Único Salvador, sendo feito o Substituto que satisfaz Deus completamente: Nu 21.4-9; Jo 3.14-16. Portanto Olhe! E Viverá! Arrependa-se e Creia em Cristo Jesus!
Os Vencedores são os no mundo com a salvação por Cristo – I Jo 5.4, 5, “Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. 5 Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?”
O Espírito Santo habita no Cristão e guerreia contra a carne. Se o Cristão anda no Espírito, não cumprirá a concupiscência da carne (Gl 5.16, “Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.”)
Os vencedores lutam contra a carne, o mundo e as tentações de Satanás.
Por isso, Jesus Cristo instrui o Cristão a vigiar: Mt 26.41, “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.”
Às vezes o Cristão é surpreendido nalguma ofensa (Gl 6.1).
Quando o Cristão peca, Ele perde a comunhão com Seu Pai celestial. Para restaurar-la é necessária a confissão e abandono do pecado, constantemente: I Jo 1.7-10;
Cl 2.6, 7, “6 Como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim também andai nele, 7 Arraigados e edificados nele, e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, nela abundando em ação de graças.”
Por causa da presença constante da tentação na vida do Cristão, pode ser útil a instrução de como lidar com ela.
Respondendo-nos à Tentação - Os Sete “Rs” para Responder à Tentação

Reconhecer o Que é Tentação – Somente refletindo sobre a realidade da tentação podemos reconhecê-la. A ignorância não conduz à espiritualidade e vitória sobre a tentação.

Notai a oração do Salmista: Sl 39.4, “Faze-me conhecer, SENHOR, o meu fim, e a medida dos meus dias qual é, para que eu sinta quanto sou frágil.” e 139.23-24, “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.”
Razoando sobre a história da tentação podemos identificar a tentação e sua natureza destruidora. Qual “bem” trouxe a tentação a Eva, Adão, Aça, Davi, Pedro, Judas?
Saiba que toda tentação de Satanás vem para nos destruir. É “grande” (Ex 32.31), mau e contaminador (Mc 7.21-23).

Resistir Toda Tentação – Tg 4.7, “Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.”

Recuse e rejeite a duvida, o engano, a destruição – I Pe 5.9, “Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo.”; I Tm 6.12, “Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas.”
Repugnar-se com qualquer tentação – Ef 4.27, “Não deis lugar ao diabo.”
Reprime qualquer oportunidade de deixar de ser menos do que completamente zeloso – Ef 6.11-13, “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. 12 Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. 13 Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.”

Recorrer a Deus – Tg 4.8, “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações.”; Zc 1.3.

Abraça o socorro das Suas promessas – Sl 145.18, “Perto está o SENHOR de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade.”
II Co 6.14-7.1, “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei; E eu serei para vós Pai, E vós sereis para mim filhos e filhas, Diz o Senhor Todo-Poderoso. 7.1, Ora, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus.”
II Cr 7.14, “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.”

Remover-se da Presença de Tentação – Pv 3.7, “Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao SENHOR e aparta-te do mal.”

Sl 143.9, “Livra-me, ó SENHOR, dos meus inimigos; fujo para ti, para me esconder.”
Retire-se já! É surpreendente que a tentação tem nenhuma influencia quando esteja longe dela. Por isso então: “Evita-o; não passes por ele; desvia-te dele e passa de largo” (Pv 4.15).
I Co 10.14, “Portanto, meus amados, fugi da idolatria.”
II Tm 2.22, “Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor.”
Pv 6.25-27, “Não cobices no teu coração a sua formosura, nem te prendas aos seus olhos. 26 Porque por causa duma prostituta se chega a pedir um bocado de pão; e a adúltera anda à caça da alma preciosa. 27 Porventura tomará alguém fogo no seu seio, sem que suas vestes se queimem?”
Jó 28.28, “E disse ao homem: Eis que o temor do Senhor é a sabedoria, e apartar-se do mal é a inteligência.”

Retroagir em Beneficio da Retidão – Dn 4.27, “Portanto, ó rei, aceita o meu conselho, e põe fim aos teus pecados, praticando a justiça, e às tuas iniqüidades, usando de misericórdia com os pobres, pois, talvez se prolongue a tua tranqüilidade.”

Não somente reconheça o que é tentação para resisti-la, recorrendo a Deus e removendo-se da presença da tentação, é necessário voltar a fazer o que é correto!
II Tm 2.22, “Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor.”
Jo 8.11, “E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.”
II Cr 7.14, “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.”
Sl 139.23-24, “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos. 24 E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.”

Reajustar os Pensamentos, Sentimentos e Ações – Pv 4.23, “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.” Se do coração procedem o que contamine o homem, o homem que recolha, refreia, e reencaminhe os seus pensamentos e os seus sentimentos para o que é reto, é o mesmo homem que responda bem às tentações.

Tg 1.14, 15, “Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. 15 Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.”
Fp 4.8, “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.”

Receber o Mandamento – Hb 12.1-4, “Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, 2 Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. 3 Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos. 4 Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado.”

Se retroceder da tentação para a obediência, a sua vida terá menos reviravoltas e mais razões de louvor – Mt 7.24-27; Lc 12.35-40, v. 40, “Portanto, estai vós também apercebidos; porque virá o Filho do homem à hora que não imaginais.”
Redefine o seu dever: “De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem”, Ec 12.13.
A tentação vem. Satanás não consegue agir diferente da sua própria natureza pervertida. Ele não deseja ver Deus com a glória. Ele deseja usurpar a glória de Deus (Is 14.13, “E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte.”).
Os Vencedores são os no mundo com a salvação por Cristo – I Jo 5.4, 5, “Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. 5 Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?”
Está brincando com o pecado? Está enganando-se a si mesmo achando que pode tomar fogo no seu seio sem se queimar?
O que Deus manda é: Arrependei-vos do pecado! (Mt 4.17), e crê nEle pela fé.
Não há vitória do pecado e da sua condenação de outra forma. Jo 3.36, “Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece.”

Políticos evangélicos a serviço do Diabo.




É  muito triste nos depararmos com situações que envolvem políticos enlameados na corrupção , roubos, subornos etc.
E fica mais triste ainda quando se trata de pessoas que  se diziam cristãos , evangélicos etc.
Vou citar alguns ;  máfia das ambulâncias, oração da corrupção,favores políticos etc .
"Irmãos, uni-vos! Pastores evangélicos criam sindicato e cobram direitos trabalhistas das Igrejas". Esse, o título da matéria, chocante, publicada pela revista Veja de 9 de junho de 1999 anunciando formação do "Sindicato dos Pastores Evangélicos no Brasil".
Deputados evangélicos recebem suborno e oram agradecendo pelo dinheiro sujo .
O Brasil descobriu que tem lobos vestidos de pastores; uma corja imunda! São os políticos evangélicos que gatunaram o ministério da saúde . entre outros .
Karl Marx tinha suas razões para classificar a religião como o ópio do povo. Quando a religião serve a agendas políticas, a interesses ideológicos de subjugação econômica, com o fim de domesticar e dominar as massas, então, de fato, ela se torna numa poderosa droga.

As duas bestas do Apocalipse nos revelam a dinâmica existente entre os poderes secular e religioso. A Besta que emerge do mar representa o poder do Império Romano, que busca consolidar-se perante as camadas populares através do respaldo da Besta que vem da Terra, o poder religioso. Esta Besta tinha a aparência de um cordeiro, “mas falava como dragão” (Ap.13:11b). As duas bestas se acasalam, provendo a união entre Religião e Estado, entre o que se convencionou chamar de poder temporal e poder atemporal.

A experiência vivida pelo Império Romano tem sido repetida ao longo dos séculos. Os poderosos buscam legitimar seu domínio através da Religião, e a Religião busca consolidar-se através do apoio dos poderes constituídos.
O Cristianismo ía bem, expandindo-se por todos os rincões, até que o Imperador Constantino resolveu anunciar sua conversão. A partir daí, o Cristianismo deixou as camadas populares, para habitar nos palácios. O que parecia um avanço foi, na verdade, um irreparável retrocesso. Por mais de mil anos, a Igreja, antes subversiva, andou de mãos dadas com o Estado, desviando-se tanto da doutrina, quanto da práxis apostólica.
A Reforma Protestante resgatou, pelo menos parcialmente, a autonomia da igreja. Digo parcialmente, pelo fato de hoje, algumas igrejas consideradas reformadas serem igrejas oficiais em seus respectivos países, como no caso da Igreja Presbiteriana na Escócia, a Luterana, mantida pelo Estado Alemão, e a Igreja Anglicana, que mantém sua subserviência à Coroa Inglesa.
E por aqui, do lado de cá do Equador, as coisas não estão muito diferentes. A cada dia assistimos à aproximação das igrejas evangélicas do Poder Público. Pastores e Bispos trocam seus púlpitos por uma cadeira no Parlamento.

Quem tem um pouco de conhecimento de História tem a sensação de já ter visto este filme antes. E sabe muito bem aonde isso vai parar.

Lutero dizia que Deus usa dois braços no Governo do Mundo: o braço esquerdo é a Lei, e representa o Estado; o braço direito é a Graça, e representa a Igreja. Ora, se esses dois braços se cruzarem, não poderão trabalhar livremente. Governo e Religião precisam manter a distância entre si. Diálogo, tudo bem. Comprometimento, jamais. A Igreja deve comprometer-e com a Justiça, com o bem-estar do ser humano, mas não com uma agenda política em particular.
Se o Brasil continuar neste caminho, corremos o risco de em breve termos que conviver com uma espécie de Talibã Evangélico.

A Igreja, enquanto instituicão, pode e deve ajudar ao Estado em seus projetos sociais. Mas não deve comprometer-se partidária ou ideologicamente. Isso seria um suicídio.

Mantendo certa distância, a Igreja preserva sua autonomia para desempenhar seu ministério profético, denunciando os erros e abusos do Estado, e trabalhando livremente nas áreas em que lhe falte competência ou eficiência.
Se cristãos sinceros e íntegros demonstrarem alguma vocação política, não vejo qualquer razão pra que eles não devam envolver-se no processo político. Mas eles devem responder por si, e não falar em nome de uma denominação religiosa.
De fato, precisamos de políticos cristãos, comprometidos com os valores do Reino de Deus. O que não precisamos é de quem represente a igreja na política. O advogado da igreja é Cristo.
Um político cristão deve lutar pela causa dos menos favorecidos, dos excluídos, da Justiça Social, da Educação, e não pelos interesses de um grupo, ou de uma denominação.
Geralmente, a chamada bancada evangélica parece muito mais preocupada com questões de cunho moral, como aborto, casamento homossexual e liberação de drogas. Infelizmente, tais pautas são usadas apenas com fins marketeiros, e para justificar perante os eleitores a sua atuação. São, de fato, bois de piranha, para desviar a atenção da opinião pública das falcatruas cometidas em suas legislaturas.
Dificilmente encontramos um político evangélico que demonstre preocupação sincera com questões sociais, como uma distribuição de renda mais justa e a reforma agrária.
Vergonhosamente, a maioria deles está lá para lutar por concessões de TV e de Rádio, por verbas de programas sociais, e principalmente, por cargos.
É por essas e outras que, na classe política, ninguém leva a sério a igreja evangélica. Ela é vista apenas como um vigoroso curral eleitoral.
Tempos atrás, assisti a uma entrevista de um bispo-senador evangélico, que defendia que uma determinada verba destinada à Cultura, deveria ser usada na reforma de igrejas. A igreja de Cristo jamais precisou de verba do Estado. Ela é dignamente mantida pelas contribuições de seus fiéis. Tirar verba da Cultura para investir na igreja é, no mínimo, um motivo de chacota para os incrédulos.

Não são poucos os casos de políticos, discípulos de Constantino, que ensaiam uma conversão fajuta ao Evangelho às vésperas das eleições. O povo cristão precisa deixar de ser ingênuo, e parar de acreditar nesses políticos hipócritas, que nada mais querem, senão aproveitar do seu potencial eleitoral.

Escândalos envolvendo políticos evangélicos só servem para afetar a credibilidade da mensagem do Evangelho. “Ai de onde vêm os escândalos”, advertiu Jesus.

A Igreja de Jesus não deve ser usada para se alcançar objetivos políticos. Ninguém está apto a exibir procuração pra falar em nome da igreja nos ambientes político-partidários.

Cada membro do Corpo místico de Cristo deve exercer sua cidadania com consciência, e jamais votar em alguém simplesmente por ter sido indicado por seu líder religioso.

Faz-se muito terrorismo psicológico para forçar os cristãos a votarem no candidato apoiado pela denominação. Fala-se em casamento homossexual, como se a igreja fosse obrigada a realizá-lo, caso tal lei tramitasse e fosse aprovada pelo Congresso Nacional. Se o pastor se negasse a celebrar tal boda, seria preso, enquanto a igreja teria suas portas cerradas. Quanta imaginação! Tudo para convencer os crentes a darem seu voto ao candidato comprometido com a “visão” da igreja. Que visão é essa? Expansão do Reino de Deus e de sua justiça? Não! Expansão dos negócios da denominação. Infelizmente, esta tem sido a verdade, quase que sem exceção
Poucos políticos evangélicos têm demonstrado compromisso com a agenda do Reino de Deus.

Alguns estão mais comprometidos com a ideologia partidária, do que com o Reino e a sua justiça.

Em vez de fazerem da Bíblia o seu livro de cabeceira, preferem “O Príncipe” de Maquiavel, de onde aprendem que os fins justificam os meios.

Politicos ? Vocês realmente amam a Jesus ?
Nos tempos iniciais do Cristianismo, o Império Romano obrigava os cristãos a negar Jesus, sob pena de morte. Mas os fiéis provavam para Jesus seu amor, não o renunciando nem negando. Eles não tinham medo de serem martirizados por amor a Jesus.
Contudo, não pense que a estratégia das trevas não muda. Hoje, enquanto o Estado trabalha avidamente para impor a pena de morte na expressão e testemunho cristão na sociedade, as vozes da moda cobram outro tipo de comportamento dos cristãos.
Diante da questão homossexual, a mídia esquerdista e os grupos homossexuais gritam: “Se você ama Jesus, aprove as leis anti-discriminação” — que sacralizam o homossexualismo, tornando-o imune a críticas. Eles também jogam sobre os cristãos montanhas de sentimento de culpa, dizendo: “Se você não aprovar essas leis, milhares de homossexuais serão assassinados, e Jesus não quer isso. Prove o seu amor cristão!”
Se você não segue as instruções deles sobre o “modo certo de amar Jesus”, você é imediatamente acusado de intolerante. Se você se atrever a dizer que “ama os homossexuais, mas que o homossexualismo é pecado”, aí dirão que você está promovendo ódio e violência.
O que fazer quando a sociedade, ou as forças espirituais que a estão manipulando, usam astutamente as palavras da Bíblia para empurrar os cristão a apoiar a aprovação de leis que eventualmente sacralizarão o pecado e produzirão perseguição e morte para o testemunho cristão na sociedade?
Se você já se sentiu levado a uma situação onde as palavras da Bíblia foram usadas para obrigar você a seguir certa direção, saiba que você não é a primeira vítima desse golpe sujo:
E Satanás disse para Jesus: “Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo, porque está escrito: ‘Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, e tomar-te-ão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra’”. (Mateus 4:6)
Respondendo ao diabo que estava manipulando as palavras da Bíblia, Jesus disse: “Não tentarás o Senhor teu Deus”. (Mateus 4:7)
Jesus respondeu com a Palavra de Deus porque ele a conhecia muito bem.
O diabo distorce qualquer coisa para alcançar seus objetivos. É por isso que certas leis anti-discriminação, que têm a meta oculta de promover o homossexualismo, são estrategicamente intituladas de leis de “proteção à minoria homossexual”. A jogada é simples: enquadrar toda crítica à agenda gay nessas leis como ataque direto à “proteção à minoria homossexual”!
Esse golpe sujo tem o propósito de deixar os cristãos e outros numa desagradável posição defensiva: se você não aprovar essas leis, você é a favor da violência e assassinato de homossexuais.
Vozes estranhas insistentemente cobram dos cristãos:
“Essas leis são apenas para proteger os homossexuais”.
“Se você não aprová-las, você não é cristão”.
“Se você aprová-las, você não ama os homossexuais”.
“Se você não aprová-las, você não ama Jesus!”
Já ouviu essas vozes antes?
E a sagacidade dessas vozes não termina aí. Milhares de políticos socialistas pró-aborto e pró-homossexualismo têm sido eleitos no mundo inteiro por milhões de eleitores cristãos que têm sido enganados pelas propostas fraudulentas do socialismo. Muitos desses cristãos têm a indagação: “Será que é certo eu votar num candidato pró-aborto e pró-homossexualismo?” Mas imediatamente as vozes os tranquilizam: “Não se preocupe com a questão do aborto e homossexualismo. Há coisas mais importantes para se pensar. O importante é que aquele candidato é a favor dos pobres. Jesus não era a favor dos pobres? Se você ama Jesus e os pobres, vote nele”.
O diabo não é a favor nem dos pobres nem da Bíblia, mas ele sempre os manipula quando precisa. Por isso, se você não conhecer suficientemente a Palavra de Deus, o mundo e o próprio diabo vão querer usar as palavras da Bíblia para dizer para você o que você deve fazer para provar seu amor a Deus.
Para responder a esses ataques, você precisará conhecer a Palavra de Deus muito mais do que o mundo e o diabo a conhecem.
Então você não precisará seguir as ordens deles para demonstrar seu amor. Você o demonstrará a Jesus. E o mundo o odiará tanto quanto odiou Aquele que demonstrou amor máximo por todos os seres humanos. Jesus disse:
“E sereis odiados por todos por amor do meu nome; mas quem perseverar até ao fim, esse será salvo.” (Marcos 13:13 ACF)
“Se vocês fossem do mundo, o mundo os amaria por vocês serem dele. Mas eu os escolhi entre as pessoas do mundo, e vocês não são mais dele. Por isso o mundo odeia vocês.” (João 15:19 BLH)
Entretanto, o diabo e o mundo fazem promessas especiais para aqueles que querem evitar ser odiados: ignorar os mandamentos de Deus. Faça a vontade do mundo, e o ódio dele contra você acaba. Aprove leis favoráveis ao homossexualismo, e o mundo e o diabo elogiarão você. O próprio Jesus já não tinha avisado sobre isso há dois mil anos?
“Ai de vós quando todos os homens de vós disserem bem, porque assim faziam seus pais aos falsos profetas.” (Lucas 6:26 ACF)
“Infelizes são vocês quando todos os elogiarem, pois os antepassados dessas pessoas também elogiaram os falsos profetas.” (Lucas 6:26 BLH)
A ordem do Império Romano era:
“Negue Jesus ou morra!”
A ordem moderna é:
“Ame Jesus, mas negue seus mandamentos. Como recompensa, todos elogiarão você”.
O mesmo diabo que perseguiu e matou os primeiros cristãos está dando uma concessão aos cristãos modernos: “Vocês não precisam negar seu amor a Jesus, mas têm de negar os mandamentos de Deus!”
Se você não obedecer, despejarão sobre você ódio infernal e ainda terão a cara-de-pau de difamar você como promotor de ódio e violência. Aqueles que são intolerantes, ameaçadores e violentos contra seu testemunho terão o cinismo de acusar você de intolerante, “homofóbico” e incitador de crimes, e sua liberdade de expressão será sumariamente decapitada.
No entanto, a Verdade prevalecerá, pois o Espírito Santo está ativo convencendo do pecado e da injustiça.
O verdadeiro amor a Jesus sempre anda junto com os mandamentos de Deus. Jesus disse:
“Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.” (João 14:21 ACF)
Sobre a homossexualidade, o mandamento de Deus é claro:
“Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles.” (Levítico 20:13 ACF)
“Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados [homossexuais passivos], nem os sodomitas [homossexuais ativos], nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.” (1 Coríntios 6:9-10 ACF)
A versão falsificada de “amor a Jesus” do mundo e do diabo vem sem os mandamentos de Deus, sendo de uso exclusivo para induzir, pressionar e enganar as emoções dos cristãos a aprovar leis que não estão de acordo com as leis de Deus.
Portanto, se você quer provar seu amor por Jesus, apenas siga os mandamentos dele — independente do que as versões falsificadas de “amor por Jesus” tentem impor sobre você.
Se você quer provar seu amor por Jesus, diga a verdade aos homossexuais e à sociedade. Diga que eles precisam de Jesus para se salvarem do inferno. E permita que Jesus use você para libertar os homens que estão no cativeiro do pecado homossexual.
Se você ama os homossexuais, deixe-os saber que há uma saída do pecado homossexual, ainda que você tema sofrer um martírio moral dos linchadores anti-“homofobia”.
A demonstração desse amor e da verdade implica em muitos riscos hoje, inclusive acusações maldosas e criminosas de incitação ao ódio, intolerância, violência, discriminação, preconceito, “homofobia”, etc.
Muitos cristãos, querendo evitar problemas, respondem “sim” à voz que diz: “Se você ama Jesus ou se você ama os homossexuais, aprove as leis que favorecem o homossexualismo”. Por seu silêncio para com a verdade que incomoda o mundo e o diabo, eles recebem falsa segurança, conforto e muitos elogios.
Mas os que insistem em falar a verdade sofrem na mira cruel dos semeadores do ódio. E está se aproximando rapidamente o tempo que em que homens e mulheres inocentes poderão ser condenados à prisão simplesmente por dizerem que o “homossexualismo é pecado”.
Diante dos odiadores modernos que usam toda e qualquer difamação e estão prontos para atirar os cristãos à cova dos leões, quem terá coragem de provar seu amor por Jesus seguindo seus mandamentos e falando a verdade?

Presa dupla que torturou e matou pastor Jorge e Cleverson bateram e torturaram o casal e roubaram objetos de valor

Dois acusados de amarrar, torturar e matar o pastor Davi Monteiro, 31 anos, na madrugada de 15 de agosto, no bairro Cajuru, em Curitiba (PR) foram presos anteontem por policiais da Delegacia de Homicídios.
Cleverson Padilha de Souza, 19 anos, e Jorge Luis Coutinho, 25, teriam praticado o crime, porque foram repreendidos pela vítima. Eles ainda agrediram a mulher do pastor e roubaram objetos da casa. Outro envolvido no latrocínio, conhecido pelo apelido de "Careca", não foi encontrado e suspeita-se que esteja morto.
Conforme foi apurado pela polícia, na véspera do crime, Cleverson entrou no quintal da casa do pastor com intenção de puxar um fio de luz para sua residência e fazer um "gato".
Porém, ele foi surpreendido por Davi, e deixou o local prometendo vingança. Na madrugada seguinte, Cleverson, Jorge e "Careca" bateram à porta da vítima e entraram se identificando como policiais que investigavam uma denúncia de tráfico de drogas.
Em seguida, passaram a agredir o pastor e sua mulher. O casal foi imobilizado e o trio vasculhou a casa e separou objetos de valor. De acordo com a polícia, antes de fugir os marginais torturaram Davi na frente da esposa, e "Careca" efetuou o disparo fatal na cabeça do homem.
Disfarce
Mesmo identificando rapidamente os autores do crime, a polícia teve muito trabalho para prendê-los. Os suspeitos fugiram do bairro e os investigadores precisaram se disfarçar de assistentes sociais para obter informações com a população. Quando o paradeiro foi descoberto, os mandados de prisão foram cumpridos. Cleverson e Jorge confessaram o crime e responderão por latrocínio.

As investigações continuam para apurar o que aconteceu com "Careca". "Recebemos informações que ele teria sido morto por outros marginais da região e pode ter sido enterrado como indigente, já que não tinha familiares", disse a delegada Camila Cecconello. Segundo a polícia, o rapaz usava dois nomes: Sidney Dias Ferreira e Cristian Fabio da Silva Leite.
Por Marcelo Vellinho


Via: www.guiame.com.br

Cresce o número de tratamentos religiosos para reverter homossexualismo. Entidades pró-gays já preparam ação para encerra-los

Cresce o número de tratamentos religiosos para reverter homossexualismo. Entidades pró-gays já preparam ação para encerra-losA proliferação dos chamados tratamentos de “restauração sexual” que pretendem “reverter” a prática homossexual acendeu a luz de alerta no Instituto Nacional  contra a Discriminação (Inadi) da Argentina, o único país latino-americano que reconhece o casamento igualitário.
As oficinas e cursos de capacitação sobre orientação sexual despertaram uma “preocupação” em algumas organizações sociais argentinas que estudam empreender ações legais por considerar seu conteúdo “discriminatório”.
No meio da polêmica, Analia Mas, diretora da área jurídica do Instituto Nacional contra a Discriminação, a Xenofobia e o Racismo (Inadi), lembra que o objetivo de “curar o homossexual” viola o primeiro artigo da Lei contra a Discriminação.
O chamado Ministério de Restauração Sexual da Igreja da Cidade oferece cursos de educação sexual em nível básico e avançado.
“É uma educação sexual integral, emocional e espiritual com valores religiosos e princípios de vida básicos”, explica à Agência Efe, Adriana Sanz, capacitadora do centro que oferece cursos em diferentes pontos do país.
Sanz afirma que os homossexuais representam uma “porcentagem grande” que vão à instituição para superar “problemas sexuais”.
“Se alguém sente que a homossexualidade é problema, lhe causando dor, damos recomendações e múltiplas soluções para mudar”, afirma a professora.
“A homossexualidade não é uma doença, é um desvio sexual. Se ‘aprendemos’ a função sexual, então podemos corrigir todos os desvios”, declarou Sanz em seu site.
Outro grande centro de restauração sexual na Argentina é a Fundação Pró Integração e Saúde Sexual, que organiza cursos e tratamentos em Buenos Aires para pessoas “em conflito com sua sexualidade”, afirmou Magali Luengas, psicóloga da instituição, à Agência Efe.
A maioria de seus clientes tem entre 18 e 30 anos e vão à entidade para tratar, entre outros assuntos, uma “orientação homossexual que consideram prejudicial para eles mesmos”.
Segundo Esteban Paulón, presidente da Federação Argentina de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (FALGBT), a maioria das pessoas que procuram estes tratamentos são adolescentes conduzidos por seus pais.
A Argentina se tornou o primeiro país latino-americano a aprovar uma reforma legal que permite a união entre pessoas do mesmo sexo.

Fonte: Terra / Gospel+

Igrejas Mundial, Universal, Deus é Amor e outras avançam na África

Igrejas Mundial, Universal, Deus é Amor e outras avançam na ÁfricaDe bata africana prateada com detalhes em azul, Santiago sai do carro e sobe no palco em meio a seguranças vestidos de preto, gritos e acenos. Quando ele aparece, a multidão – formada em sua maioria por jovens – abre faixas com seu nome, agita bandeiras e manda beijos. Ele agradece e sorri de volta. Luzes e música completam o cenário.
Não se trata de ídolo sertanejo, astro de novela ou vencedor de reality show. Valdemiro Santiago é o líder da Igreja Mundial do Poder de Deus. Como faz anualmente, ele veio a Moçambique para um culto de Natal e para se reunir com bispos, pastores, obreiros e seguidores da igreja, fundada em 1998 em Sorocaba (SP), depois que ele decidiu deixar a Igreja Universal do Reino de Deus, da qual foi pastor e bispo por quase 20 anos.
“Somos filhos da África e eu já morei aqui”, diz Santiago à reportagem da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), carregando uma grande Bíblia na mão direita e acompanhado da mulher. “Tenho impressão de que, quando nos juntamos, é como se as nossas raízes começassem a se manifestar. Estou muito feliz de estar aqui. Glória a Deus! Obrigado Jesus”, diz, lembrando que também irá passar pela África do Sul e Angola.
Minutos depois, o mineiro de Palma, de 47 anos, começa o culto: “Deus vai fazer milagres hoje aqui. Você vai ver gente curada agora. Paralítico vai andar, as dores vão sumir”. Gritos são ouvidos pela plateia, que ocupa boa parte do gramado da Praça da Paz, em Maputo. Pastores acodem quem passa mal e muletas são erguidas no ar. Exatamente como na TV, nos cultos transmitidos diariamente em uma emissora moçambicana (KTV) e várias brasileiras.
A Igreja Mundial é só uma das várias denominações evangélicas brasileiras que cresceram muito na África nos últimos anos. Pelas ruas de Maputo – e de outras cidades africanas, como Joanesburgo (África do Sul), Luanda (Angola) e Praia (Cabo Verde) – é possível ver várias construções com o coração vermelho e a pomba branca que identificam a Igreja Universal do Reino de Deus (ou Universal Church of the Kingdom of God, nos países de língua inglesa). Placas nas calçadas mostram onde se reúnem os seguidores da “Deus é Amor” em Maputo, “fundada em 1962 pelo missionário David Miranda”, como indica o letreiro.
O cristianismo chegou à África com os colonizadores europeus. Em Moçambique, a religião foi trazida pelos portugueses católicos. De acordo com o 3º Censo da População (2010), 5,7 milhões dos 20,2 milhões de moçambicanos são cristãos. Cerca de 3,1 milhões são protestantes de igrejas tradicionais e 2,9 milhões são evangélicos pentecostais. O islamismo chegou antes à região, principalmente, na parte norte do país e, atualmente, cerca de 3,6 milhões de pessoas se declaram muçulmanas. Se declaram seguidores de crenças africanas, 3,7 milhões de moçambicanos. Mas, como no Brasil, vários adeptos de uma religião não deixam de ir ao curandeiro ou de pedir proteção aos espíritos.
Durante os anos de governo socialista, o Natal foi oficialmente substituído no calendário moçambicano pelo Dia da Família. Mas, hoje em dia, árvores coloridas e bonecos de Papai Noel (chamados de Pai Natal, à moda portuguesa) vestidos para o frio voltaram a ocupar as vitrines das lojas, em meio aos 40 graus comuns nesta época do ano.
O Jesus Cristo das igrejas evangélicas chamadas neopentecostais é o mesmo; a Bíblia também. Mas cada pastor tem seu rebanho. Algumas igrejas pedem abertamente a contribuição do dízimo, obrigação que nem mesmo os habitantes dos países mais pobres do mundo parecem estar isentos. Outras fazem questão de indicar que o foco é outro. “Aqui não se vende milagre”, diz o apóstolo Santiago, durante pregação na última terça-feira (22) em Maputo. “E quem faz milagre é Deus, não é punhado de sal grosso”.
Mesmo tentando marcar diferenças, em pelo menos um aspecto as denominações evangélicas vindas do Brasil parecem estar de acordo: o combate ao que chamam de “feitiçaria, magia negra, coisas do demônio”, que acabam associadas às práticas de curandeiros e médicos tradicionais, tão comuns em toda África.
“Não há choque de culturas”, assegura o bispo da Mundial em Maputo, Leonardo Germano, nascido no Rio de Janeiro. “Para nós, estar aqui é uma grande alegria. Não queremos comparar ou dizer qual é melhor. Só queremos levar a palavra de Deus aos que sofrem”, diz, também de bata africana, branca com elefantes azuis desenhados no tecido.
Para Fernando Mathe, porta-voz da Associação Moçambicana de Médicos Tradicionais (Ametramo), o relacionamento podia ser melhor. “Os médicos tradicionais ficam até revoltados”, afirma. “Eles não gostam de ver suas práticas, cultura de tanto tempo, serem chamadas de lixo”. Ele acredita que é possível melhorar essa situação com mais de diálogo.
“Eu quero propor a eles uma grande reunião, uma conversa. Eles [as igrejas evangélicas] fazem bem ao povo, todos veem isso”, afirma, citando o trabalho social que as igrejas realizam no país. “Mas é preciso melhorar essa parte [relacionamento] conosco”.
Fernando conhece bem as diferenças entre evangélicos e médicos tradicionais: o pai dele é pastor há 40 anos. Romão Mathe passou a seguir a Igreja Cristã Zion – surgida nos anos 20 na África do Sul – depois de, segundo ele próprio, ter sido curado de uma inflamação na barriga. Como o filho, o pai de Romão também era médico tradicional. E, segundo Romão, nunca houve problemas na convivência.“Um salva com a imposição da mão; outro salva com o espírito. Mas é a mesma coisa – todos querem fazer o bem”, afirma.
“A igreja cristã tem um ‘deus ciumento’, mas, até agora, esse cruzamento de culturas tem sido positivo”, acredita Silvério Ronguane, chefe do Departamento de Ciências Aplicadas do Instituto Superior de Relações Internacionais de Moçambique. “É preciso manter um entendimento.”
Ele acredita que as “igrejas brasileiras” ajudam a reorganizar a vida social de muita gente que saiu do interior do país sem a família (vários empurrados pela Guerra Civil, que acabou em 1994) e perdeu suas referências. “A cultura africana funciona com base na família, clã, tribo. Os expatriados, ao vir de sua aldeia para cidade, já não têm esse conforto. Então acabam por ser as religiões de espírito pentecostal que fazem o papel que a tradição fazia, de cobertura comunitária.”
Estudioso das crenças tradicionais, Ronguane diz que os próprios curandeiros estão sendo influenciados pelas igrejas evangélicas. “Antes não se via anúncio de médico tradicional nas ruas; agora, eles existem”, afirma. “Estão bebendo do marketing agressivo [das igrejas].”
Essa “agressividade” já se reflete até no português falado na África. “Erres” e “esses” puxados, expressões no gerúndio e voz gutural são comuns nas pregações na televisão e no rádio. É preciso prestar atenção para notar se o pastor é brasileiro ou moçambicano. “Não há dúvida que as novelas e a música brasileiras [muito difundidas no país] contribuem, mas já há uma influência linguística indiscutível também por meio da religião”, diz o especialista.
Fonte: Agência Brasil e DCI / Gospel+
Via: Notícias Cristãs