quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Ministério Público quer que Brasília deixe de financiar eventos religiosos

Com base na laicidade do Estado brasileiro, o Ministério Público deu entrada na Justiça a uma ação para impedir que o governo do Distrito Federal continue concedendo financiamento a eventos de cunho religioso.

Em Brasília (DF) há uma lei que permite que eventos religiosos sejam promovidos por intermédio de dinheiro público, uma prática que tem incomodado o Ministério Público do Distrito Federal que resolveu entrar com uma ação dizendo que tal lei é inconstitucional.

De acordo com o jornalista Lauro Jardim, da coluna Radar On-line da revista Veja, o órgão se vale da laicidade do Estado para dizer que o financiamento público de festas e cultos públicos ferem a Constituição Federal. O MPDFT assegura que usar o dinheiro do Estado, vindo do contribuinte, para esses eventos é ilegal e que, por isso, deve ser proibido.

No ano passado a Marcha para Jesus de Brasília foi retirada do calendário oficial exatamente por esse motivo, pois uma lei aprovada 1997 pela Câmara determinava que o governo contribuísse financeiramente para o evento.

A Marcha para Jesus é um exemplo de evento que em muitas cidades brasileiras depende do dinheiro público para ser realizada. Este ano a cidade do Rio de Janeiro destinou R$2,48 milhões para a realização da Marcha para Jesus que reuniu mais de 300 mil pessoas na capital fluminense.

Ao contar também com o apoio da Associação Vitória em Cristo, o pastor Silas Malafaia resolveu devolver parte do dinheiro que não foi utilizado, cerca de R$ 410 mil que voltaram para os cofres públicos.

Se a ação do Ministério Público do Distrito Federal for julgada como procedente outros eventos públicos que tenham interesses religiosos não poderão mais contar com a verba vinda do governo para serem realizados e assim as instituições religiosas terão que arcar com todas as despesas.
Será que esse mesmo ministério publico vai também proibir o financiamento das passeatas gays com o dinheiro publico ?


Info .Gospel Prime.
VIA GRITOS DE ALERTA

Bispa pede ajuda para pastor da Universal por não conseguir expulsar demônios

Bispa da Renascer pede ajuda para pastor da Universal por não conseguir expulsar demôniosBispa  pede ajuda para pastor da Universal por não conseguir expulsar demônios
Imagina você um pastor pedindo ajuda para um dirigente de outra igreja por não conseguir expulsar o demônio de uma pessoa. Foi isso que teria acontecido em Milão, na Itália, segundo relatos descritos no blog do bispo Edir Macedo.
O texto assinado pelo bispo Wagner Simões conta que uma bispa da Igreja Renascer pediu para que os pastores da igreja de Milão chamassem o dirigente da Igreja Universal do Reino de Deus para expulsar o demônio de uma pessoa, pois eles não estavam conseguindo.
Muitos pastores teriam tentando até que a bispa, que estava através do Skype, teve a ideia de chamar alguém da IURD afirmando que só eles realizam o trabalho de libertação.
Pelos relatos, a sessão de libertação aconteceu em uma casa onde estava um pastor e duas auxiliares da Igreja Renascer que conversam com a bispa através da internet.
Ao chegar na casa os demônios começaram a gritar implorando para que o representante da Igreja Universal não colocasse as mãos na cabeça do rapaz, o pastor não se intimou e realizou o processo de libertação, chamando o chefe dos demônios e expulsando toda a legião.
O jovem liberto foi levado no dia seguinte para a IURD de Milão a mando da própria bispa que também pediu para que o pastor levasse também outras pessoas que precisavam passar pela Corrente de Libertação.
Leia o relato:
Na quinta-feira passada, uma bispa da Igreja Renascer pediu a um dos seus pastores que viesse até a Igreja Universal de Milão chamar um pastor para expulsar os demônios de uma pessoa da igreja deles que se encontrava possessa. Eles já haviam pedido a muitos pastores para expulsar, porém ninguém havia conseguido.
O nosso pastor foi até o local, e lá estava o rapaz manifestado com espíritos malignos havia dias. Na casa, também estava um pastor, duas auxiliares da Igreja Renascer e a bispa no Skype.
A bispa pediu desculpas por ter chamado o pastor, mas alegou que eles não estavam conseguindo expulsar os demônios, e que esse tipo de trabalho de libertação era só a IURD que fazia – palavras da bispa.
O nosso pastor falou: vamos ver se a Palavra de Deus é verdadeira ou não.
E os demônios começaram a gritar que não queriam que o pastor colocasse as mãos na cabeça do rapaz. O pastor fez a oração de libertação, pediu para manifestar o chefe, humilhou o diabo, queimou e libertou o rapaz de todo mal.
No dia seguinte, o próprio pastor, que não conseguiu expulsar os demônios, levou o rapaz à igreja Universal, por ordem da bispa, juntamente com algumas pessoas da igreja deles para fazer a Corrente de Libertação.
O rapaz falou que depois da oração dormiu como nunca, ficou calmo e tranquilo. No domingo, ele voltou com várias pessoas, obreiras e a bispa da igreja deles.
Por isso, bispo, é a pura verdade o que senhor falou há alguns dias:
Crer em Deus é, infinitamente, mais do que acreditar na Sua existência e seguir uma religião em Seu Nome.
Se isso fosse suficiente, a maioria dos cristãos não teria a vida tão fracassada.
Crer nEle implica em ouvir e obedecer a Sua Palavra.
Bispo Wagner Simões

Presidente iraniano nega a existência de outras religiões alem do Islã

Presidente iraniano nega a existência de outras religiões alem do IslãPresidente iraniano nega a existência de outras religiões alem do Islã
O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, é conhecido por suas declarações polêmicas. Algum tempo atrás negou que o Holocausto dos judeus tenha acontecido, que se tratava de um mito. Agora, em um discurso para o “despertar islâmico” realizada na Milad Tower, em Teerã, afirmou que Deus nunca enviou outra religião ao mundo, seja o cristianismo ou o judaísmo.
“Ele nomeou o profeta do Islã, Maomé, como profeta para toda a humanidade, desde budistas até cristãos e judeus”, declarou ele, segundo informa o site Mohabat Notícias.
A mídia iraniana relatou que, durante seu discurso, Ahmadinejad abordou a necessidade de edificação do mundo e querendo despertar seus ouvintes afirmou: “Todos os grandes profetas vieram para edificar o mundo. Mas o Islã é a religião universal e Deus não mandou para cá qualquer outra religião além dele. Deus nunca criou qualquer religião chamada cristianismo ou judaísmo. Abraão foi um proclamador do Islã, assim como Moisés e Jesus”.
O presidente continuou: “Deus enviou apenas uma religião, que é o Islã. Nosso querido profeta pertence a todo o mundo e ele é o último de todos os profetas. Ele também é o profeta de americanos, europeus e asiáticos. Ele é o profeta até dos budistas e veio para salvar a todos!
“Nosso querido profeta não pertence somente aos muçulmanos, assim como o Alcorão. O Alcorão pertence a toda a humanidade”.
Ahmadinejad terminou fazendo mais um ataque a Israel: “A ponta afiada de todas as revoluções e levantes está no regime sionista de Israel, pois a base de tudo é sua arrogância. Enquanto o regime sionista existir, as nações não conhecerão a paz. É por isso que eles devem ser destruídos”.
Traduzido de Mohabat News