quinta-feira, 19 de março de 2015

APOSTASIA FINAL - Igreja Presbiteriana dos EUA aprova casamento gay

Integrantes da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos decidiram nesta terça-feira (17) aceitar o casamento de pessoas do mesmo sexo. Foram três décadas de debate até que os religiosos resolveram incluir o casamento gay na Constituição da igreja.
A alteração tira a parte que aceitava a união “entre um homem e uma mulher” e coloca como casamento a união “entre duas pessoas, tradicionalmente um homem e uma mulher”.
Líderes como o diretor da Rede Aliança de Presbiterianos, reverendo Brian Elisson, comemoraram a decisão. “Finalmente a igreja, em seus documentos constitucionais, reconhece plenamente que o amor de gays e lésbicas é digno de ser celebrado pela comunidade da fé”, disse ele que há anos defende a inclusão de gays na igreja.
Carmen Fowler LaBerge, presidente do Comitê conservador Lay Presbyterian, disse em um comunicado que isso demonstra que a PCUSA rendeu-se às normas sociais. “Qualquer voz profética que a denominação um dia teve de falar a verdade e chamar as pessoas ao arrependimento já está perdida”, afirmou LaBerge.
“Tudo o que a (PCUSA) pode fazer agora é ecoar as vozes do mundo pois ela abandonou o vibrante apelo à levar o testemunho fiel do Deus que falou claramente sobre o assunto.”
Desde 2011 a denominação tem aceito a ordenação de homossexuais como pastores, fato que fez com que muitos fiéis deixassem de frequentar a igreja.
A Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos é a maior denominação presbiteriana do país tendo cerca de 1,8 milhão de fiéis. É importante salientar que a denominação é um corpo separado da Igreja Presbiteriana da América (PCA), que não mudou sua postura tradicional sobre o casamento gay.

REDE GLOBO IMORAL .

Open in new windowFazendo referência à nova novela "Babilônia", o pastor escreveu sobre o apelo à imoralidade: "Espero que, como a antiga Babilônia, eles se autodestruam."

A novela 'Babilônia', nova atração do horário nobre da Globo, estreou nesta segunda-feira (16). No site Verdade Gospel, o pastor Silas Malafaia publicou um comentário a respeito da novela, lamentando a apologia à homossexualidade e à perversão moral.

"Não tenho nenhuma dúvida que a Rede Globo é a maior patrocinadora da imoralidade e do homossexualismo no Brasil. Uma vergonha", exclama Malafaia.

No texto, o pastor cita a TV nos Estados Unidos, em que, segundo ele, não há programação que mostre imoralidade no horário entre 21 e 22 horas.

"O Brasil está confundindo liberdade com libertinagem. Toda sociedade que não tem limites se autodestroi", pondera.

Silas Malafaia destaca o papel fundamental da mídia na construção de valores e modo de vida das pessoas. "A Rede Globo tem contribuído para a destruição de valores morais fundamentais para o bem-estar da sociedade, isso é uma afronta a família, uma afronta as crianças e aos adolescentes, a imoralidade que esse veículo de comunicação tem propagado para a sociedade."

Para o pastor, o nome da novela representa o que tem sido a emissora, e conclui: "Espero que, como a antiga Babilônia, eles se autodestruam."

Confira a íntegra do comentário abaixo retirado do site Verdade Gospel:
Nesta segunda-feira à noite, dia 16, a Rede Globo mais uma vez estreou uma novela que é bem peculiar ao que ela vem fazendo há anos. Entra novela e sai novela é uma verdadeira apologia ao homossexualismo e a todo o tipo de perversão moral.

Não tenho nenhuma dúvida que a Rede Globo é: A MAIOR PATROCINADORA DA IMORALIDADE E DO HOMOSSEXUALISMO NO BRASIL. UMA VERGONHA!

Nos EUA, que é o país mais democrático do mundo, não existe nenhuma possibilidade que entre às 21h e 22h horas, quando ainda muitas crianças e adolescente estão acordados, a televisão mostre a imoralidade como a TV brasileira mostra. O Brasil está confundindo liberdade com libertinagem. Toda sociedade que não tem limites se autodestroi.

A mídia tem um papel fundamental na construção de valores e na maneira que um grupo social vive. O ser humano vive de modelos de imitação, por isso quando nascemos somos a criatura mais ignorante, para nos tornarmos a mais inteligente, e isso só é possível através das relações sociais. A Rede Globo tem contribuído para a destruição de valores morais fundamentais para o bem-estar da sociedade, isso é uma afronta a família, uma afronta as crianças e aos adolescentes, a imoralidade que esse veículo de comunicação tem propagado para a sociedade.

O nome da novela – Babilônia – representa muito bem o que tem sido a Rede Globo, um instrumento de podridão moral. E espero, que como a antiga Babilônia, que eles se autodestruam.


Fonte: Guia-me e Verdade Gospel

Cristã de 71 anos é atacada por homens na Índia


Cristã de 71 anos é atacada por homens na Índia
O crime ocorreu no último sábado (14), quando um grupo de assaltantes armados invadiu o lugar onde a cristã idosa estava e a agrediu. Pelas imagens das câmeras de segurança foi possível capturar alguns dos criminosos; oito homens foram interrogados pela polícia após o incidente.
Além dos homens que foram interrogados pela polícia, há membros do grupo que ainda precisam ser encontrados.
Por conta da agressão sexual que sofreu, a cristã ainda está em estado crítico no hospital. Igrejas em toda Índia têm realizado reuniões de oração pela recuperação física e emocional de nossa irmã.
Fontes afirmam que os homens destruíram símbolos religiosos antes de fugir. Uma estação de rádio cristã britânica, Premier, informou que a escritora indiana feminista Urvashu Butalia acredita que a provável motivação do grupo em atacar o local onde a cristã estava foi a sua ligação com o cristianismo.
Urvashu: "O estupro é possivelmente um ataque contra as minorias religiosas – nesse caso em específico, os cristãos – e, para mim, isso é realmente perturbador, como a violência sexual tem sido usada para atingir as minorias. Tem acontecido o ressurgimento de pequenos grupos hindus fundamentalistas que sentem que o hinduísmo está, de alguma maneira, sob ameaça. Por que, além disso, qual seria a motivação para profanar a igreja e quebrar artigos religiosos atirando-os ao chão?"
O presidente do Fórum Estadual de Grupos Cristãos disse que a cristã apelou anteriormente à polícia por apoio na segurança do local, uma vez que ela havia recebido ameaças.
A Índia tem sido muito criticada por sua falta de ação sobre a violência sexual. Em dezembro de 2012, uma mulher de 23 anos foi morta durante um estupro coletivo a bordo de um ônibus em Nova Deli. Na semana passada, um documentário sobre a morte dela, "Filha da Índia", foi exibido na BBC no Reino Unido, mas foi proibido de ser mostrado na Índia.

Revoltados, cristãos do Paquistão se manifestam em funeral de 17 mortos por ataque terrorista


Revoltados, cristãos do Paquistão se manifestam em funeral de 17 mortos por ataque terrorista
Os atentados terroristas cometidos contra duas igrejas em Lahore (Paquistão), no último domingo (15), deixaram 17 pessoas mortas e mais de 70 feridos. Com dois dias de tumultos causados pela revolta dos cristãos paquistaneses, a segurança de Youhanabad, maior bairro cristão de Lahore, foi reforçada por 5 mil policiais e paramilitares durante os velórios, nesta terça-feira.
O funeral das vítimas do ataque aconteceu em local público durante o dia. "Eu gostaria de dizer a estes terroristas que, se eles pensam que podem tirar de nós a fé, eles são mortais, e falta muito", disse o Pastor Manual de Mani. Os ataques à igreja foram condenados por representantes de todas as religiões no Paquistão.
A violência gerada pela multidão de cristãos revoltados também foi criticada. O grupo atirou pedras, bloqueou estradas e linchou dois homens, acusados ??de envolvimento no ataque. A família de um dos homens disse a um jornal paquistanês que ele era um lojista inocente e não tinha sido um militante.
A polícia de choque usou gás lacrimogêneo e canhões de água para dispersar manifestantes, na segunda-feira (16). 
Os cristãos representam menos de 2% da população do Paquistão e muitos estão entre os mais pobres. Os membros da comunidade cristã dizem que os distúrbios são uma demonstração de raiva e frustração de uma comunidade que se sente desprotegida e abandonada pelo governo.

Com ataque à Globo, Domingo Espetacular debate a arte com apologia à pedofilia

Programa Domingo Espetacular, na Record TV O debate sobre as exposições de arte com apologia à pedofilia e outros temas no Brasil marc...