sexta-feira, 5 de abril de 2013

Missionários de Igreja brasileira presos no Senegal conseguem liberdade provisória

 

Nas primeiras horas desta manhã 05/03 – por volta das 7:30 horário de Brasilia, aconteceu o julgamento do pedido de liberdade aos missionários brasileiros José Dilson e Zeneide que estão presos desde novembro/12. A Corte de Apelação de Dakar concedeu a liberdade provisória.
Eles estavam com prisão temporária decretada por acusação de tráfico de menores e formação de quadrilha. O julgamento foi realizado em Dakar, capital do país. O caso está tendo o apoio da Associação Nacional dos Juristas Evangélicos (ANAJURE). As instituições Religious Liberty Partnership (RLP) e Advocates International também fizeram um trabalho conjunto pela liberdade dos missionários. Elas atuaram na instrução jurídica ao advogados locais.
O juiz do Tribunal Recursos de Dakar concedeu hoje de manhã (às 7h30m, horário de Brasília) o pedido de habeas corpus aos dois missionários brasileiros, José Dilson da Silva e Zeneide Novaes, que estavam detidos há cinco meses na penitenciária de Thiès. A informação foi dada pelo diretor do Rio de Paz, Antonio Carlos Costa, que está no Senegal em apoio aos brasileiros.
O Habeas corpus julgado concedeu a liberdade provisória pelo prazo de 30 dias. Neste período deve acontecer o julgamento definitivo do processo. “A ação teve a participação decisiva da Associação Nacional de Juristas Evangélicos – ANAJURE, que instruiu e forneceu documentação necessária ao advogado local, dr. Mbaye Dieng, designado para cuidar do caso”, informou a ANAJURE.
José Dilson e Zeneide passarão a cumprir as obrigações decorrentes de sua liberdade provisória. Eles terão de se apresentar todos os dias na prisão de Thiès.
José Dilson, membro da Igreja Presbiteriana do Brasil, é missionário há mais de 20 anos no continente africano e nunca teve problemas com a justiça local. O trabalho missionário juntamente com a Zeneide é mantido no país por organizações missionárias brasileiras.
A denúncia foi feita por um pai de uma das crianças atendidas pelo projeto liderado pelos missionários. Ele os acusa de abrigarem seu filho sem autorização e ensinar princípios cristãos e não islâmicos. A prisão temporária foi decretada em novembro de 2012. Recentemente, eles tiveram o pedido de habeas corpus negado. Autoridades alegam que eles podem fugir do país e apresentam ameaça à ordem pública.
Confira vídeo sobre o Projeto Obadias que os Missionários José Dilson e Zeneide teve interrompidos pela acusação e agora pela graça do nosso Senhor, cremos retornará para seu e objetivo. Para isso precisamos apoiar estes Tais em oração e se pudermos em ajuda. – Comente…
posto inforgospel.com.br – com inf0rmação Christianpost/português  e Coluna do Ancelmo/Globo-05/04/13

PALESTINO EX-MUÇULMANO PREGA AGORA O EVANGELHO NA TV

 






Hazem Farraj tinha 15 anos quando se converteu ao cristianismo. Vivendo em Jerusalém oriental, filho de pais palestinos, teve de ocultar a sua fé, especialmente do seu pai.

"Durante 3 anos eu fui um crente secreto," - confessou Farraj recentemente, numa visita a Jerusalém. E prosseguiu: "Eu costumava ir à mesquita local e até ao Domo da Rocha em Jerusalém e orar da forma islâmica, mas no meu íntimo orava a Jesus."

Farraj tem hoje 27 anos e vive na Califórnia, nos EUA onde dirige um programa de TV chamado "Reflexões" em inglês e em árabe. Farraj confessa-se grato por tudo na sua vida, mas teve também de fazer sacrifícios pela sua fé.

Farraj nasceu em Brooklyn, Nova Iorque, em 1984. Tal como muitos imigrantes, o seu pai insistiu que os filhos falassem árabe em casa. Sendo um muçulmano observante, fez tudo que podia para ensinar o islamismo aos seus filhos.

Quando Farraj atingiu os 12 anos, o seu pai trouxe a família de volta para Beit Hanina, um subúrbio de Jerusalém oriental com habitantes da classe média. Os 13 membros da família estudaram o islamismo, tendo a maior parte deles radicalizado as suas convicções.

"O islão ensina a rezar 5 vezes ao dia, mas eu só o fazia 4 vezes, por ser demasiado preguiçoso para me levantar cedo para as orações matinais," - confessa ao ex-muçulmano - "Faz as orações. Memoriza os versos do Corão. Vai às aulas islâmicas e à mesquita. Para mim isso eram só ações. Quanto mais eu me aprofundava no islamismo, mais deprimente isso era para mim."

Farraj pensou então que a melhor solução era converter alguns cristãos para o islamismo. Começou então a contactar os seus vizinhos de cima, que eram cristãos, e as discussões que então se iniciaram duraram por mais de um ano e meio.

"Eu disse-lhes: E se eu vos disser que Deus pode responder às vossas orações em nome de Alá?" - lembra ele. "Bem, ele realmente não respondia às minhas orações, mas eu tinha de me agarrar a algo," - confessou, prosseguindo: "Eles diziam-me coisas que eu andava buscando, como: Lança os teus cuidados sobre Jesus, que cuida de ti, e Deus amou tanto o Hazem, que deu o Seu único Filho por ele."

Aos 15 anos, Farraj assistiu a um culto numa igreja cristã em Jerusalém oriental com estes vizinhos. O nome da Igreja não é mencionado por razões óbvias.

"Sentei-me no último banco do canto e vi algo que nunca tinha antes visto. Vi um tipo chamado Steve a cantar com uma guitarra e a sorrir como se conhecesse Jesus. Vi pessoas no altar erguendo as mãos e amando a Deus, e isso chateou-me porque eu queria que isso fosse para o o Deus do Corão."

Correu então para uma sala na parte de baixo onde lançou no chão um pedaço de tapete e orou voltado para Meca e a Arábia Saudita, segundo as regras islâmicas.

Nada aconteceu. Subiu então os degraus até à igreja e tornou-se cristão.

"Comecei a orar em nome de Jesus e algo aconteceu no interior que me transformou," - recorda Farraj.

Pouco tempo depois, irrompeu a segunda intifada, e o seu pai levou a família de volta aos EUA.

Farraj continuou a sua fé cristã como cristão oculto. Finalmente, prestes a fazer 18 anos, contou a seu pai que se tinha tornado cristão. O seu pai rompeu então todo o contacto com ele, e desde então nunca mais o viu.

Isso ainda lhe dói, passados estes 10 anos. 

"Nós nunca conseguimos vencer isso, apenas atravessamos a situação," - confessa o ex-muçulmano, acrescentando: "Isso ainda hoje me deixa ferido."

Ele também não tem qualquer relacionamento com a madrasta nem com os irmãos.

Aos 18 anos ele então foi ter com os seus ex-vizinhos, que agora moravam em Alabama.

"Dormi durante seis meses seguidos, e quando não dormia comia" - confessa Farraj, que acrescenta que engordou imenso naquela altura em que viveu uma grande depressão.

"Então um dia ouviu um programa de TV cristã, e lá estava um pregador. A voz dentro de mim - e creio que foi a voz de Deus - disse: 'Eu chamei-te para isto'. Eu sabia que isso significava que eu tinha sido chamado para falar às pessoas sobre Jesus e ajudá-las a vir à oração."

O seu programa de TV "Reflexões" alcança atualmente milhões de pessoas pelo mundo fora.

Farraj afirma que há actualmente muitos "cristãos ocultos" nos países árabes e que ele recebe muitos e-mail com agradecimentos vindos de todo o mundo árabe. 

Mas também recebe ameaças de morte.

Sabe-se que existem centenas, senão até milhares de "cristãos subterrâneos" entre os árabes na Margem Ocidental, em Israel.

Há muitos muçulmanos que estão desiludidos com o islamismo e que se convertem a Cristo, pois vêem que o islão "não resulta."

Farraj afirma que a sua recente visita a Jerusalém serviu para "recarregar as suas próprias baterias" e encontrar "cristãos subterrâneos."

"Eu amo Jerusalém," - afirmou com um sorriso, acrescentando: "Estou aqui para desfrutar da espiritualidade de Jerusalém e encorajar os crentes. Eu pensava ser o único ex-muçulmano no mundo, mas eles existem realmente por todo o lado!"

Shalom!

OBAMA REVELA TER SENTIDO "O ESPÍRITO DE JESUS CRISTO" DURANTE A SUA VISITA A ISRAEL DURANTE A PÁSCOA

 


No pequeno almoço para líderes cristãos realizado esta manhã no "salão oriental" da Casa Branca, Barack Obama abriu o seu coração aos líderes cristãos ali presentes, compartilhando que a sua recente visita a Israel fez com que esta Páscoa se tornasse "particularmente especial" para ele.
Obama diz que sentiu "o Espírito de Jesus Cristo" durante esta visita.
O presidente americano partilhou ainda que isso foi uma lembrança de que enquanto o tempo na terra é passageiro, Jesus Cristo é eterno. Acrescentou ainda que foi também uma lembrança de que a vida e as lições de Jesus Cristo permanecem nas acções diárias, tais como no conforto prestado aos outros.
Obama pediu ainda à audiência para orar para que "sejamos dignos das Suas muitas bênçãos" e para que o país seja também digno das bênçãos de Cristo.
Durante o pequeno almoço realizado esta manhã Obama referiu-se ainda à sua visita à Terra Santa, desta forma convincente: "Poucas experiências são tão poderosas ou nos tornam tão humildes como visitar aquela terra dispersa. Ela traz as Escrituras à vida. Traz-nos mais próximos de Cristo."
Este pequeno almoço para líderes cristãos é a continuação de uma tradição iniciada por Obama em 2010. 
Shalom, Israel!

Aliados de Marco Feliciano preparam contra-ataque


O deputado Pastor Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmar Foto: Givaldo Barbosa/ O Globo 28/03/201 / O Glob
 A bancada evangélica prepara uma ofensiva para desacreditar os algozes do deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Parlamentares do PSC e aliados montaram dossiês contra os deputados que estão na linha de frente do movimento para derrubar Feliciano e pretendem, nos próximos dias, entrar com representações contra eles. 
Os principais alvos são os deputados Domingos Dutra (PT-MA), Érika Kokay (PT-DF) e Jean Wyllys (PSOL-RJ). Parlamentares da bancada evangélica alegam ter encontrado processo no Tribunal Superior do Trabalho (TST) em que Dutra seria acusado de incluir uma empregada doméstica na folha de pagamento do seu gabinete e ficar com a maior parte do salário. Segundo relatam, ela constaria como doadora da campanha de Dutra. Os evangélicos prometem protocolar uma representação contra ele por quebra de decoro. Dutra diz que tudo é chantagem de seus adversários:
— Aproveitaram para passar essa história para o PSC. Estão tentando desviar a atenção. Essa moça trabalhou três meses comigo e foi aliciada pelos meus inimigos. Mas o caso já está arquivado. O que o PSC tem que se preocupar é com a defesa de Feliciano — disse Dutra.
Contra Érika, os evangélicos alegam ter denúncias de funcionários do gabinete dela afirmando que a deputada estaria cobrando “dízimo” dos salários recebidos e sonegaria impostos. A bancada afirma que vai entrar com representação contra Érika na Corregedoria da Câmara. A deputada nega as acusações e afirma ter sofrido, em 2007, processo pelos fatos relatados, enquanto era deputada distrital.
— Sofri processos nesse sentido quando era deputada distrital porque era da Comissão de Ética e comandei a cassação de três deputados na Câmara Distrital. A Polícia Civil descobriu que o servidor denunciante estava recebendo dinheiro do deputado que eu estava acusando na comissão. Fui inocentada por falta de provas. Eles estão tentando utilizar a velha tática de tirar o foco da discussão — diz a deputada.
Deputados evangélicos dizem estar pesquisando a vida de Jean Wyllys, mas dizem não ter encontrado ainda fatos que possam usar contra ele. A única parlamentar na linha de frente das manifestações contra Feliciano que deverá ser preservada é Luiza Erundina (PSB-SP), apontada como deputada “acima de qualquer suspeita” pela bancada.
Feliciano recorreu a uma frase da presidente Dilma Rousseff para tentar amenizar a declaração que o pôs ainda mais na corda bamba. Há uma semana, num culto evangélico, ele disse que a Comissão de Direitos Humanos era “dominada por Satanás” antes de sua chegada à presidência do colegiado. Dilma, há um mês, disse que os políticos podem “fazer o diabo” em época de eleição. Para Feliciano, as duas afirmações se assemelham. Ele afirmou que sonha ser eleito senador:
— Eu sonho com o Senado. Mas tenho os pés no chão, o estado de São Paulo é muito grande, é difícil. Vou citar a presidente Dilma, que disse que, na hora da eleição, se faz o diabo. Citei Satanás e a nossa presidente falou diabo. Acho que os dois significam a mesma coisa. Eu não faço diabos na eleição.

FONTE . http://oglobo.globo.com/pais/aliados-de-marco-feliciano-preparam-contra-ataque-8032081

Papa Francisco quer que igreja atue 'com determinação' contra pedofilia

O papa Francisco quer que a Igreja Católica "atue decisivamente" para eliminar os abusos sexuais de crianças por religiosos e garanta que os responsáveis sejam punidos, disse o Vaticano em nota nesta sexta-feira.
Sucessão PapalÉ a primeira vez que o pontífice latino-americano se pronuncia sobre as milhares de denúncias em todo o mundo contra padres pedófilos. Francisco também pediu para que "todos aqueles que foram vítimas de violência no passado sejam ajudados".
Autoridades do Vaticano disseram que Francisco, em uma reunião com o chefe de doutrina da Santa Sé, arcebispo Gerhard Muller, declarou que combater o abuso sexual é importante "para a credibilidade da Igreja".
O papa confirmou que preconizará a tolerância zero, como Bento 16, e convidou a hierarquia da Igreja a promover "medidas de proteção dos menores", ressalta o comunicado divulgado pelo gabinete de imprensa da Santa Sé.
Francisco herdou uma Igreja manchada por problemas e envolvida num grande escândalo de abusos sexuais de crianças cometidos por padres.
Os primeiros casos de sacerdotes que abusaram de crianças e adolescentes foram denunciados primeiro nos Estados Unidos no início dos anos 2000. Em seguida, envolveram as Igrejas de vários países da Europa, sobretudo da Irlanda, onde foram registrados milhares de abusos.
A Igreja da América Latina também conheceu uma série de escândalos. O mais famoso foi o do fundador mexicano do movimento conservador dos Legionários de Cristo, Marcial Maciel, também culpado de abusos sexuais.
Em maio de 2011, a Congregação para a Doutrina da Fé, encarregada das denúncias, deu o prazo de um ano às conferências episcopais do mundo para a adoção de diretrizes contra a pedofilia, incluindo a colaboração com a Justiça civil.
O promotor designado para os casos de abuso, monsenhor Charles Scicluna, indicou recentemente que, em setembro, pelo menos 75% das conferências episcopais enviaram uma resposta ao Vaticano.

FONTE . UOL

Marco Feliciano é a bola da vez", afirma Silas Malafaia

"Feliciano nunca matou um gay e sua origem é negra. Toda a mobilização contrária a ele tem um motivo maior: desviar os holofotes do PT", ataca Malafaia em artigo publicado na edição de hoje da Folha de São Paulo.

Malafaia disse que o propósito do PT, com a campanha contra o seu colegar pastor, é desviar a atenção da opinião pública para a nomeação de dois de seus deputados condenados no processo do mensalão como membros da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, a mais importante da Câmara. Os deputados são João Paulo Cunha (SP) e José Genoíno (SP).

Ativistas de direitos humanos e de esquerda estão pressionando Feliciano a renunciar à presidência da comissão por causa declarações dele tidas como homofóbicas e racistas.

Malafaia disse ter “divergências” com Feliciano, mas argumentou que o deputado não é preconceituoso. “Ele nunca bateu ou matou um gay, e sua origem é negra”, escreveu. Além disso, argumentou, Feliciano foi eleito deputado democraticamente.

O pastor da Assembleia de Cristo Vitória em Cristo também acusou a imprensa de estar perseguindo Feliciano pelo que pensa e que não existe mais no país o crime de opinião.

Disse ainda haver no país uma evangelicofobia.

"Dentro desse Estado democrático de direito, onde a maioria é cristã, a democracia só vale para a minoria?”

Para ele, os ativistas gays não querem o debate. “Pode-se falar mal do presidente da República, do Judiciário, dos católicos, dos evangélicos, mas, se criticarmos a prática homossexual, somos rotulados de homofóbicos.”

Malafaia terminou o artigo suponho que o PT e a presidente Dilma Rousseff estão desistindo de ter o voto dos evangélicos nas próximas eleições.

"O crime de opinião já foi extinto de nosso país com o fim da ditadura militar. Mas agora querem instaurar a ditadura gay, que, além de perseguir as ideologias políticas, também combate as crenças religiosas. Diante dessas manifestações, só podemos chegar a uma conclusão: PT e Dilma Rousseff estão sinalizando que abrem mão da comunidade evangélica nas próximas eleições."
Leia a íntegra do artigo clicando aqui.

Fonte: Paulopes

Repercussão do nome de Feliciano pode ter efeito diferente do que esperam manifestantes

Segundo o pastor Silas Malafaia ‘quanto mais tempo perdem com Feliciano, maior será bancada evangélica em 2014’

A repercussão com o nome do pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC) desde que assumiu a Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara de deputados pode ter efeito diferente do que esperam dos militantes e ativistas dos movimentos gays e manifestantes no geral. Alguns parlamentares, imprensa e militantes evangélicos apontam que repercussão dos protestos contra Feliciano está servindo de propaganda para o que defende os propósitos do PSC (Partido Socialista Cristão) e do próprio Feliciano.

O colunista do Radar On-line da Veja, Lauro Jardim, postou uma citação do pastor Silas Malafaia sobre a mobilização popular contra Marco Feliciano em que agradece ao movimento gay e Jean Wyllys pela publicidade sobre os ideais evangélicos. “Quero agradecer a Jean Wyllys e todo o movimento gay por tudo o que estão fazendo. Quanto mais tempo perderem com o Feliciano, maior será a bancada evangélica em 2014”, diz Malafaia, segundo conta na coluna de Lauro Jardim.

Na avaliação jornalista Dora Kramer, do jornal O Estado de São Paulo, o deputado Marco Feliciano se beneficia com toda repercussão envolvendo o seu nome e não perde votos entre os que pensam como ele e provavelmente deve ganhar muitos mais nas próximas eleições. “Frequentando as manchetes cumpre seu objetivo e, portanto, vai ficar onde está enquanto puder se beneficiar da situação: não perde um voto entre aqueles que pensam como ele e provavelmente ganhará muitos mais na próxima eleição”, disse a jornalista.

As reuniões da CDHM, em meio sempre a muita confusão, os protestos e passeatas, que pedem a saída de Feliciano, acabam entrando diariamente como pauta da maioria dos veículos de comunicação do Brasil. A jornalista Dora avalia que a repercussão na mídia pode estar motivando ainda mais Feliciano. “Pelo jeito como transita de peito aberto e cabeça erguida em meio à confusão criada sempre que aparece em público, o deputado Feliciano está pouco ligando para os ataques. Ao contrário, deve estar adorando surfar na onda que o levou do anonimato ao estrelato”, avalia.

A reportagem da revista Istoé, que chegou às bancas no último dia 30 de março, na qual o deputado Marco Feliciano foi capa, também destaca que o parlamentar e seu partido têm se beneficiado com toda a repercussão na mídia desde quando foi indicado para ocupar a presidência da CDHM.

O PSC conta atualmente com apenas 16 representantes no Congresso Nacional. Segundo o líder do partido, o deputado André Moura, mesmo sendo da base governista, até hoje o PSC não conseguiu eleger ministros ou cargos mais importantes no Congresso.

Fonte: The Christian Post

APREDEJARAM ESTEVAM , HOJE APEDREJAM O PASTOR MARCO FELICIANO , AMANHA SERÁ VOCÊ.

 
Sem dúvida que  essa ‘cristofobia’ já foi profetizada por Jesus durante o seu ministério aqui na terra. João 16:1-4 “TENHO-VOS dito estas coisas para que vos não escandalizeis. 2 – Expulsar-vos-ão das sinagogas; vem mesmo a hora em que qualquer que vos matar cuidará fazer um serviço a Deus. 3 – E isto vos farão, porque não conheceram ao Pai nem a mim. 4 – Mas tenho-vos dito isto, a fim de que, quando chegar aquela hora, vos lembreis de que já vo-lo tinha dito. E eu não vos disse isto desde o princípio, porque estava convosco
 
A perseguição contra Jesus se limitou aos seus dias ou teve prosseguimento nos atos dos apóstolos.
A princípio os chefes religiosos judeus ameaçaram os cristãos que não cessavam de ensinar em nome de Jesus e quando viram que suas ameaças não eram obedecidas, partiram para a perseguição aberta, como se deu com o primeiro mártir do cristianismo nascente.
 
Este mártir foi o diácono Estevão que foi apedrejado até a morte, como lemos em Atos 7:51-57 “Homens de dura cerviz, e incircuncisos de coração e ouvido, vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim vós sois como vossos pais. 52 – A qual dos profetas não perseguiram vossos pais?
 
Até mataram os que anteriormente anunciaram a vinda do Justo, do qual vós agora fostes traidores e homicidas. 53 – Vós, que recebestes a lei por ordenação dos anjos, e não a guardastes. 54 – E, ouvindo eles isto, enfureciam-se em seus corações, e rangiam os dentes contra ele. Atos 7:57 –
 
 Mas eles gritaram com grande voz, taparam os seus ouvidos, e arremeteram unânimes contra ele. 58 – E, expulsando-o da cidade, o apedrejavam.
 
 E as testemunhas depuseram as suas capas aos pés de um jovem chamado Saulo. 59 – E apedrejaram a Estêvão que em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito. 60 – E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. E, tendo dito isto, adormeceu.”
 
 Hoje vemos a IGREJA DO BRASIL DORMINDO DIANTE DE UMA TÃO GRANDE PERSEGUIÇÃO.
O pastor Marco Feliciano esta sendo perseguido não por pecados cometidos , mas por ter falado a verdade .
E o que mais me deixa triste , é ver um bando de dorminhocos , roncadores , que em vez de se posicionarem em favor do corpo de Cristo , se posicionam em favor dos lacraios que desprezam totalmente os ensinos de JESUS.
Muitos lideres , que em vez de se posicionarem em favor do corpo de Cristo , se posicionam em favor dos que são contra a palavra de DEUS .
São esses tipos de lideres que serão os responsáveis por fazerem casamentos gays nas igrejas , são esses dorminhocos que serão responsáveis por banalizarem a palavra de Deus .
São esses que não estão fazendo nada , que serão os usados pelo ant Cristo nos primeiros 3  anos e meio do anto Cristo .
São esses supostos lideres Cristãos que não fazem nada agora , que serão usados pelo anti Cristo para mostrar que os outros estavam errados .

Que conselhos encontramos na Bíblia para enfrentarmos essa ‘cristofobia’ que atinge o mundo?

A igreja de JESUS deve se unir e manifestar em favor de nossos direitos .
NÃO PODEMOS FICAR CALADOS .
DEVEMOS IR AS RUAS .
DEVEMOS IR A BRÁSILIA .
DEVEMOS NOS MOBILIZAR EM TODAS CIDADES .

OU É AGORA , OU NOSSOS FILHOS E NETOS VÃO PAGAR UM PREÇO MUITO CARO .
 
 
 
Considero essa cristofobia como um desafio aos cristãos em todos os países a divulgarem com mais empenho o evangelho de Jesus, conforme a ordem que ele deixou para nós: Mateus 28:19-20 “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; 20 – Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.
 

Mídia secular brasileira ignora casos de “cristofobia”


Em um artigo escrito para o Jornal do Brasil, o jurista Ives Gandra da Silva Martins afirmou que a mídia ignora ou dá pouco destaque à perseguição de cristãos nos países de maioria muçulmana. Usando como base um artigo escrito por Ayaan Hirsi Ali, publicado na revista Newsweek, o jurista afirma que o Brasil é um país modelo, por respeitar a liberdade religiosa e de crença, “inclusive aqueles que negam todos os credos”. Falando sobre o destaque que a mídia brasileira dá a casos de agressões a homossexuais, o jurista reclama que quando matam cristãos nos países islâmicos, a informação é divulgada sem alarde: “Ocorre, todavia, que as notícias sobre essa ‘cristofobia islâmica’ são desconhecidas no país, com notas reduzidas sobre atentados contra os cristãos, nos principais jornais que aqui circulam. Um homossexual agredido é manchete de qualquer jornal brasileiro. Já a morte de dezenas de cristãos, em virtude de atos de violência planejados, como expressão de anticristianismo, é solenemente ignorada pela imprensa.”
O renomado jurista Ives Gandra da Silva Martins comenta o artigo de Ayaan, ressaltando o relato de que ao menos 24 cristãos foram mortos em uma igreja incendiada no Egito em 2011, e que na Nigéria, no dia de Natal, dezenas de cristãos foram assassinados ou feridos, além de outros casos de perseguição.
Confira abaixo a íntegra do artigo “O crescimento da cristofobia”, publicado no Jornal do Brasil:
Ayaan Hirsi Ali publicou na revista Newsweek, de 13 de fevereiro passado, artigo fartamente documentado sobre a guerra que os países islâmicos estão desencadeando contra os cristãos, atingindo sua liberdade de consciência,  proibindo-os de manifestarem sua fé e assassinando quem a professa individualmente ou mediante atentados a Igrejas ou locais onde se reúnam.
Lembra que ao menos 24 cristãos foram mortos pelo exército egípcio, em 9 de outubro de 2011; que, no Cairo, no dia 5 de março do mesmo ano, uma igreja foi incendiada, com inúmeros mortos; que, na Nigéria, no dia de Natal de 2011, dezenas de cristãos foram assassinados ou feridos, e que no Paquistão, na Índia e em outros países de minoria cristã a perseguição contra os que acreditam em Cristo tem crescido consideravelmente. Declara a autora que “os ataques terroristas contra cristãos na África, Oriente próximo e Ásia cresceram 309% de 2003 a 2010”. E conclui seu artigo afirmando que, no Ocidente, “em vez de criarem-se histórias fantasiosas sobre uma pretensa ‘islamofobia’, deveriam tomar uma posição real contra a ‘cristofobia’, que principia a se infestar no mundo islâmico. Tolerância é para todos, exceto para os intolerantes”.
Entre as sugestões que apresenta, está o Ocidente condicionar seu auxílio humanitário, social e econômico a que a tolerância para com os que professam a fé cristã seja também respeitada, como se respeita, na maioria dos países ocidentais, a fé islâmica.

Entendo ser o Brasil, neste particular, um país modelo. Respeitamos todos os credos, inclusive aqueles que negam todos os credos, pois a liberdade de expressão é cláusula pétrea na nossa Constituição. Ocorre, todavia, que as notícias sobre esta “cristofobia islâmica” são desconhecidas no país, com notas reduzidas sobre atentados contra os cristãos, nos principais jornais que aqui circulam. Um homossexual agredido é manchete de qualquer jornal brasileiro. Já a morte de dezenas de cristãos, em virtude de atos de violência planejados, como expressão de anticristianismo, é solenemente ignorada pela imprensa.

Quando da Hégira, em 622, Maomé lançou o movimento islâmico, que levou à invasão da Europa em 711 com a intenção de eliminar todos os infiéis ao profeta de Alá. Até sua expulsão de Granada – creio que em 1492 – os mulçumanos europeus foram se adaptando à convivência com os cristãos, sendo que a filosofia árabe e católica dos séculos 12 e 13 convergiram, fascinantemente. Filósofos de expressão, como Tomas de Aquino, Bernardo de Claraval, Abelardo, Avicena, Averróes, Alfa-rabi, demonstraram a possibilidade de convivência entre credos e culturas diferentes.

Infelizmente, aquilo que se considerava ultrapassado reaparece em atos terroristas, que não dignificam a natureza humana e separam os homens, que deveriam unir-se na busca de um mundo melhor. Creio que a solução apresentada por Ayaan Hirsi Ali é a melhor forma de combater preconceitos, perseguições e atentados terroristas, ou seja, condicionar ajuda, até mesmo humanitária, ao respeito a todos os credos religiosos (ou à falta deles), como forma de convivência pacífica entre os homens. É a melhor forma de não se incubarem ovos de serpentes, prodigalizando auxílios que possam se voltar contra os benfeitores.

 

Igreja causa polêmica por outdoor que faz trocadilho com clubes de striptease

O outdoor faz parte de uma iniciativa da igreja “The Rock” para que os homens da cidade deixem de gastar seu dinheiro nos clubes de strip.

Localizado ao lado de um clube de striptease na cidade de Birmingham, no estado norte americano do Alabama, um outdoor feito por uma igreja tem causado polêmica por conter a frase “Strip For Me – Jesus” (Dispa para mim – Jesus, em tradução livre).
Open in new windowO outdoor faz parte de uma iniciativa da igreja “The Rock”, liderada pelo pastor Mike McClure, para que os homens da cidade deixem de gastar seu dinheiro nos clubes de strip e o invistam em suas famílias. Segundo o pastor, o texto usado no cartaz, é parte da passagem de Hebreus 12:1 na nova tradução na linguagem de hoje, que fala sobre “despir-nos do pecado” (na tradução em inglês).

Em inglês, a passagem usada no outdoor diz: “let us strip off every weight that slows us down, especially the sin that so easily hinders our progress”. Na tradução em português, no entanto, a passagem não se refere a “se despir”, mas a “deixar de lado tudo o que nos atrapalha”.

McClure afirma, segundo o The Chiristian Post, que a ideia é transmitir uma mensagem às pessoas de que elas devem pensar duas vezes antes de gastar seu dinheiro, fazendo referência a clubes de striptease existentes na cidade.

- Em vez de gastar dinheiro em clubes de striptease, gaste-o de maneira a beneficiar sua família e você mesmo – afirma o pastor, que explica que o outdoor foi instalado ao lado de um clube de strip exatamente com o objetivo de atingir os homens que frequentam esse tipo de estabelecimento.

- Nós estrategicamente escolhemos o local do outdoor porque queremos que os irmãos que estão entrando no clube… saibam que Deus tem uma causa maior para suas vidas – justifica McClure, segundo o Huffington Post.

Ele completa dizendo que o objetivo do outdoor é encorajar os homens a passar mais tempo com suas famílias, sendo bons pais e maridos.

Fonte: Gospel+

Líderes Cristãos pedem fiéis que orem pela Coreia do Norte

A organização sem fins lucrativos Portas Abertas lançou uma campanha para que sejam realizadas orações pela Coreia do Norte, que está em iminente guerra com a vizinha Coreia do Sul e os Estados Unidos.

O site da organização afirma que cristãos denunciam o clima de guerra que paira sobre o país. Recentemente, os cidadãos receberam uma mensagem do governo dizendo que "se a guerra acontecer por causa das ações dos Estados Unidos e o comportamento imperdoável da Coreia do Sul, eles acabarão sofrendo uma queda vergonhosa e a Coreia do Norte viverá o nascer de um novo dia de reunificação".

De acordo com uma fonte não identificada, "o exército militar, a marinha, a força aérea, as tropas estratégicas de foguetes, os guardas vermelhos e os jovens soldados já estão em posição de combate", o que demonstra a intenção do país em ir adiante com o conflito bélico.

Muitos cristãos e outros cidadãos coreanos temem a guerra e suas consequências. "Muitas pessoas estão com pressa em comprar suprimentos de emergência (alimentos e artigos de necessidade básica). Por causa disso, os preços desses produtos estão subindo rapidamente", diz a fonte.

Os cristãos do país agradecem o apoio e pedem orações, já que o Cristianismo e outras religiões são proibidos na Coreia do Norte.

"Gostaria de agradecer aos irmãos e irmãs de todo o mundo por seu amor e apoio. Nós sabemos que nossa jornada não será fácil, mas temos certeza de que nossa fé, esperança e desejo darão muitos frutos. Não importa quão difícil seja a vida para nós, nós nunca vamos reclamar de nosa situação. Deus nos prometeu, na Bíblia, que, se procurarmos Seu reino, todas as coisas nos serão dadas. Por favor, orem por nós", diz a fonte.

Para saber mais sobre a corrente de oração, visite o site da
Portas Abertas inglês.

Fonte: The Christian Post

Band pode cancelar sua programação religiosa

Este pode ser o último ano das igrejas evangélicas no espaço nobre da programação da Band. Um dos motivos é o bom momento do Grupo Bandeirantes.

A maioria das suas empresas, especialmente a TV, tem apresentado resultados muito positivos, a ponto de diretores importantes se colocarem contra a continuidade de R.R. Soares ou de qualquer outro programa religioso em horários estratégicos da grade.

O assunto da igreja, ao longo dos últimos anos, esteve restrito ao dono Johnny Saad e família, que sempre consideraram a entrada do dinheiro imprescindível para a saúde da empresa, mesmo com os inevitáveis prejuízos na audiência e da influência negativa na programação.

A situação do momento é outra. Dizem que a saída do bispo nunca esteve tão próxima. Alguns, inclusive, já colocam em termos definitivos: é agora ou nunca.

Fonte: Coluna de Flávio Ricco - Diário de São Paulo

Grupo judeu retoma sacrifícios em preparação para o "Terceiro Templo"

 
Grupo judeu retoma sacrifícios em preparação para o “Terceiro Templo”A maioria dos judeus espera a construção do Terceiro Templo como parte do cumprimento das profecias do Antigo Testamento e anúncio da vinda do Messias. Mas na última Páscoa (29/03), um grupo judeu ortodoxo realizou um sacrifício em frente ao Monte do Templo, em Jerusalém, seguindo o ritual descrito nos Livros de Moisés.
Esse “abate ritual” não foi meramente uma reconstituição histórica, mas, sim um “ensaio profético”  antes da reconstrução do Templo. Nos últimos anos, esses sacrifícios foram realizados com a anuência do governo, mas o de 2013 surpreendentemente recebeu um veto do Serviço de Veterinária de Israel, que se recusou a dar autorização para o evento.
Os organizadores precisaram levar a questão até o tribunal, e conseguiram uma liminar permitindo o ritual. Os diferentes grupos envolvidos no caso foram liderados pelo rabino Yehuda Glick, o qual explica que o ritual foi realizado com o máximo de precisão bíblica possível.
“Nós tomamos o animal, como manda a Torá, fizemos um altar como era antigamente, e uma cozinha construída de acordo com a halachá [lei judaica]. Nós abatemos o animal com os Leviim cantando e usando as roupas sacerdotais, assim como era o sacrifício do Pessach [Páscoa] de nossos antepassados”.
Os leviim são judeus da tribo bíblica de Levi, cujos membros celebravam as cerimônias no antigo Templo. Para o rabino Glick, o ritual foi comovente. ”O simbolismo de ficarmos em pé, diante do Monte do Templo e nos preparando para o sacrifício da Páscoa, sem dúvida, foi um momento especial”, resumiu. Com informações Israel National News.

CHEGA DE PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA CONTRA O PASTOR MARCO FELICIANO .

CONHEÇA UM POUCO MAIS DESSA PERSEGUIÇÃO QUE VEM SENDO TRAMADA FAZ TEMPO CONTRA A IGREJA EVANGELICA NO BRASIL .

HOJE É O PASTOR MARCO FELICIANO QUE ESTA SENDO CAÇADO POR BANDIDOS , AMANHÃ PODE SER VOCÊ.

 
 

A perseguição aos pastores e à igreja no Brasil é iminente!

Conheça as leias que tramitam em Brasília.
Veja aqui abaixo algumas leis brasileiras, que, SE APROVADAS, impedirão a nossa ação à favor do Evangelho no Brasil:
* Será proibido fazer cultos ou evangelismo na rua (Reforma Constitucional)
* Cultos somente com portas fechadas (Reforma Constitucional)
* As igrejas serão obrigadas a pagarem impostos sobre dízimos, ofertas e contribuições.
* Programas evangélicos na televisão apenas uma hora por dia
* Pastor só poderá fazer programa de televisão, se tiver faculdade de 'jornalismo'
* Será considerado crime pregar sobre espiritismo, feitiçaria e idolatria, e também veicular mensagem no rádio, televisão, jornais e internet, sobre essas práticas contrárias a Palavra de Deus
* Pastores que pregarem sobre dízimos e ofertas, dependendo do número de reclamações, serão presos
* Pastores que forem presos por pregar sobre práticas condenadas pela Bíblia Sagrada (homossexualismo, idolatria e espiritismo), não terão direito a se defender por meio de ação judicial
* Igrejas que não realizarem casamento de homem com homem e mulher com mulher, estarão fazendo 'discriminação', poderão ser multadas e os pastores processados
* Querem que o dia do 'Orgulho Gay' seja oficializado em todas as cidades brasileiras।
Reforma Constitucional – Mudanças no texto da Constituição que garantem a liberdade de culto। Se aprovadas, fica proibido culto fora das igrejas (evangelismo de rua), cultos religiosos só com portas fechadas.
1- Projeto nº 4.720/03 – Altera a legislação do 'imposto de renda' das pessoas juríदिकास
2- Projeto nº 3।331/04 – Altera o artigo 12 da Lei nº 9.250/95, que trata da legislação do imposto de renda das 'pessoas físicas'.
Se convertidos em Lei, os dois projetos obrigariam as igrejas a recolherem impostos sobre dízimos, ofertas e contribuições।
3-Projeto nº 299/99 – Altera o código brasileiro de telecomunicações (Lei 4.117/62).
Se aprovado, reduziria programas evangélicos no rádio e televisão a apenas uma hora।
4- Projeto nº6.398/05 – Regulamenta a profissão de Jornalista
Contém artigos que estabelecem que só poderá fazer programas de rádio e televisão, pessoas com formação em JORNALISMO, Significa que pastores sem a formação em jornalismo não poderão fazer programas através desses meios।
5-Projeto nº 1.154/03 – Proíbe veiculação de programas em que o teor seja considerado preconceito religioso.
Se aprovado, será considerado crime pregar sobre idolatria, feitiçaria e rituais satânicos। Será proibido que mensagens sobre essas práticas sejam veiculadas no rádio, televisão, jornais e internet. A verdade sobre esse atos contrários a Palavra de Deus, não poderá mais ser mostrada.
6- Projeto nº 952/03 – Estabelece que é crime atos religiosos que possam ser considerados abusivos a boa-fé das pessoas.
Convertido em Lei, pelo número de reclamações, pastores serão considerados 'criminosos' por pregarem sobre dízimos e ofertas।
7- Projeto nº 4.270/04[/b] – Determina que comentários feitos contra ações praticadas por grupos religiosos possam ser passíveis de ação civil.
Se convertido em Lei, as Igrejas Evangélicas ficariam proibidas de pregar sobre práticas condenadas pela Bíblia Sagrada, como espiritismo, feitiçaria, idolatria e outras। Se o fizerem, não terão direito a se defender por meio de ação judicial.
8- Projeto de nº 216/04[/b] – Torna inelegível a função religiosa com a governamental.
Significa que todo pastor ou líder religioso lançado a candidaturas para qualquer cargo político, não poderá de forma alguma exercer trabalhos na igreja।
Existem outros projetos em andamento que ferem princípios bíblicos, entre eles:
Casamento de homens com homens e mulheres com mulheres। Estabelecer um dia oficial do 'Orgulho Gay' em todas as cidades brasileiras, entre outros.

ATENÇÃO IGREJA , ESSA LUTA É NOSSA TAMBÉM - Feliciano desabafa e pede ajuda à igreja evangélica brasileira

 
Marco Feliciano desabafa e pede ajuda à igreja evangélica brasileiraDesde que assumiu a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, a vida do pastor e deputado Marco Feliciano mudou muito. Segundo o pastor, é como se ele estivesse na beira de uma praia tomando sol e bebendo água de coco. Acabou adormecendo e acordou dentro de um pequeno bote, em alto mar, tentando resistir às fortes ondas durante uma tempestade.
Em um vídeo gravado durante um culto na quinta-feira, dia 28 de março de 2013, o deputado federal do Partido Social Cristão (PSC) aparece fazendo uma espécie de desabafo. Ele contou que, como pastor, está sendo impedido de pregar em alguns lugares e com isso teve de cancelar muitas de suas agendas. Com isso, não tem condições de continuar pagando seu programa de TV veiculado pela CNT.
Mais do que isso, Marco Feliciano afirmou que recebeu mais de 100 ameaças de morte e que aprendeu a respeitar os seus “inimigos” do movimento gay. Para ele, a falta coragem ao povo evangélico neste momento. O pastor pediu “ajuda”, dizendo que apenas as pessoas dizendo que estão orando pode ser um sinal de covardia.
Durante todo o tempo, Feliciano disse que as demonstrações públicas dos ativistas LGBT são manifestações de coragem que falta aos crentes. Para ele “não é Marco Feliciano, Partido Social Cristão, quem está ali hoje… é o cristianismo”. Se falhar nesse momento, o pastor acha que poderá demorar 20 ou 30 anos para que os evangélicos tenham outra chance dessas.
Embora diga estar sofrendo e sua família também, o pastor conta que pessoas estão colocando obras de bruxaria na frente das igrejas “Catedral do Avivamento” que ele fundou. Intitulando-se “uma voz pela família” que está tentado quase sozinho lutar no Congresso para que o casamento gay não seja reconhecido.
Por fim, ele acredita que a igreja está “de braços cruzados”, por isso desafiou os líderes e artistas evangélicos a se manifestarem em prol da família. Feliciano acredita que todos os pastores do Brasil irão passar pelo que ele está passando em breve, caso as leis que criminalizam a homofobia sejam aprovadas.
Comparando-se ao pastor Martin Luther King Jr., que lutou e morreu pelos direitos humanos nos Estados Unidos, Feliciano pediu ajuda e convocou a igreja a se posicionar antes que seja tarde.


VEJA  O VÍDEO E SE POSICIONE  . ANTES QUE SEJA TARDE.
http://www.youtube.com/watch?v=cgeX0stRd8Y&feature=player_embedded