quinta-feira, 24 de maio de 2012

Bispo Macedo fala da Fogueira Santa especial pela vida sentimental


O bispo Macedo esteve ministrando a reunião no Cenáculo do Espírito Santo de Santo Amaro, na zona sul da capital paulista. Ele falou ao povo sobre a Fogueira Santa especial, que será dirigida exclusivamente para quem tem problemas na vida sentimental.
No próximo dia 13 de Maio, em todas as Igrejas Universal do Reino de Deus, serão recolhidos os nomes das pessoas que irão participar desse ato de fé, sacrificando por esse objetivo. Esses pedidos serão levados pelos bispos ao chamado “Poço de Jacó”, onde o homem com o mesmo nome, foi ao encontro de Raquel, sua futura esposa, por quem trabalhou durante 14 anos.
“Nós, como servos de Deus, iremos a esse lugar buscar à sua outra metade”, ressaltou o bispo.
Segundo ele, na Igreja Universal do Reino de Deus os pastores devem ser bem casados, pois, se assim não for, não há futuro. “Como podemos ajudar alguém se não temos uma família estruturada”, indagou o bispo, afirmando que o principal interesse dele é ver a felicidade sentimental de toda a igreja.
“Se a pessoa não for bem-sucedida na vida sentimental, provavelmente a fé dela irá por água abaixo”, atesta.
É preciso sacrifício
Para isso, no entanto, ele afirma ser necessário um sacrifício, pois a atitude desperta a fé da pessoa, dando a ela forças para conquistar.
“Cada um faz o sacrifício de acordo com as suas condições. Não existe uma regra. Porém, ele deve representar toda sua força naquilo que você deseja”, explicou.
O bispo deixou claro que essa campanha não tem outro objetivo que não seja a solução definitiva dos problemas sentimentais. “Nós vamos remover essa pedra que faz de você uma pessoa só, abandonada, pois a pessoa pode ter todo sucesso do mundo, mas se estiver sozinha, ela não será feliz”, concluiu.

VIA GRITOS DE ALERTA

MATÉRIA DA FOLHA - Bispo Edir Macedo lança trilogia sobre sua trajetória

Após 20 anos, o bispo Edir Macedo (foto), fundador da Igreja Universal do Reino de Deus estará retratado a sua prisão em uma autobiografia.

Há exatos 20 anos, o bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus e proprietário da Record, foi preso por alguns dias, acusado de charlatanismo e curandeirismo.

O fato estará retratado com riqueza de detalhes em uma autobiografia do empresário e líder religioso que está sendo escrita com a ajuda do diretor de jornalismo da Record, Douglas Tavolaro.

A Folha apurou que a obra, que será dividida em três livros, terá o seu primeiro lançamento em agosto, na Bienal Internacional do Livro, em São Paulo. Ainda em negociação com editoras, o primeiro livro da trilogia de Macedo sairá com uma tiragem de 1 milhão de exemplares.

O número segue o rastro de vendagem de "Bispo - A História de Edir Macedo", ed. Larousse, lançado em 2007, e que bateu a marca de 1 milhão de exemplares.

Diferentemente da obra anterior, quem conta a própria história agora é Edir Macedo. A publicação traz a trajetória dele, passando pela fundação da Igreja Universal -que está completando 35 anos-, pela expansão da igreja pelo mundo, sem esquecer as polêmicas e a administração da Record.

Fatos marcantes da vida do empresário, como as brigas com a Globo, estarão lá, narrados em primeira pessoa. A trilogia ainda não tem título.

Fonte: Folha de São Paulo

Quantas pessoas trabalham arduamente e não veem o fruto de seu trabalho?

Quantas pessoas trabalham arduamente e não veem o fruto de seu trabalho?
Antes, passam toda a vida trabalhando e ajuntando dinheiro para, no final, gastá-lo com médicos e remédios.
Não seria isso atuação direta do devorador?
Mas quando há parceria com o Criador, nada é estéril.
Pelo contrário. Há sucesso em todo e qualquer empreendimento.
"Todas as nações vos chamarão felizes, porque vós sereis uma terra deleitosa, diz o Senhor dos Exércitos." Malaquias 3.6-12

Primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu declara: “O Irã ameaça Israel, a paz e o mundo inteiro”


Primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu declara: “O Irã ameaça Israel, a paz e o mundo inteiro”O primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu não poupa palavras em seu discurso contra o Irã. Na Comissão de Serviço Civil, fez mais declarações a respeito. Acompanhe:
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
“Nas últimas semanas, escutei aquelas pessoas que tinham dúvidas quanto às intenções do Irã. Disseram que quando os líderes iranianos declaram que apagarão Israel do mapa, na verdade, querem dizer outra coisa. Seria interessante escutar o que essas pessoas pensam sobre as mais recentes declarações do general iraniano: ‘O Irã está comprometido com a destruição completa de Israel’.”
Netanyahu não parou por aí:
“O Irã ameaça Israel, a paz e o mundo inteiro. Contra essa maliciosa intenção, os países mais poderosos do mundo devem mostrar determinação, não debilidade. Não precisam fazer concessões ao Irã. Precisam estabelecer regras claras e inequívocas: o Irã deve deter todo enriquecimento de material nuclear; deve tirar do seu território todo material enriquecido e deve desmantelar sua instalação nuclear subterrânea em Qom. Só assim será possível assegurar que o Irã não terá uma bomba nuclear.”
Para finalizar: “essa é a posição de Israel: não mudou e não mudará”, declarou o primeiro-ministro israelense.

G+

MP do Mato Grosso não encontra irregularidades nas fazendas de Valdemiro Santiago

Fazenda de Valdemiro Santiago em Mato Grosso e seu jato.
O Ministério Público Estadual de São Paulo vai passar a investigar a compra de fazendas pelo apóstolo Valdemiro Santiago depois que o procurador-geral de Justiça, Marcelo Ferra, encaminhou o caso para o MPE-SP.
O Ministério Publico Federal do Mato Grosso estava realizando essas investigações, mas como não foram encontrados danos à União os autos foram encaminhados para o MPE paulista já que a sede da Igreja Mundial do Poder de Deus está situada no Estado de São Paulo.
Desde que o programa Domingo Espetacular da Rede Record denunciou a compra de fazendas na região de Santo Antônio do Leverger, Valdemiro Santiago passou a ser investigado já que nas denúncias há indícios de que o dinheiro usado na compra dessas terras saiu dos cofres da igreja, ou seja, dinheiro doado pelo fiéis para outros fins que não o enriquecimento pessoal.
Resta ao MPE-SP encontrar irregularidades nessa aquisição já que o Ministério Público Federal não conseguiu encontrar lesão à União nem sonegação de impostos. Se a instituição de São Paulo conseguir encontrar indícios desses crimes o caso voltará para o MPF.
Com informações Olhar Direto


VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. GOSPEL PRIME

Comissão aprova projeto que inclui casamento gay no Código Civil

Proponente do projeto, Marta Suplicy.
A união estável entre casais do mesmo sexo pode se tornar lei, pois a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado aprovou o projeto de lei da senadora Marta Suplicy (PT-SP) que pode incluir essa opção no Código Civil.
O texto define como entidade familiar não apenas a união entre homem e mulher, mas passa a ampliar como união estável a união de duas pessoas, sem declarar o gênero. “A união estável entre duas pessoas, configurada na convivência pública, contínua e duradora e estabelecida como objetivo de constituição de família”, diz o texto.
Esse projeto foi elaborado para transformar em lei a decisão do Supremo Tribunal Federal que em 2011 reconheceu a união entre pessoas do mesmo sexo. Mas antes de passar a fazer parte do Código Civil o texto precisa ser aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CJJ) e passar pelo plenário do Senado e da Câmara dos Deputados.
Marta Suplicy explicou o objetivo de seu projeto dizendo que ele vai estender a decisão do STF. “O que nós fizemos foi colocar no Código Civil aquilo que o STF já fez”.
Mas vale lembrar que a proposta não vai interferir nos critérios adotados pelas igrejas para o casamento religioso, apenas vai garantir que os casais homossexuais possam ter o direito de transformar a união estável em casamento civil.

VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. G+

Juízes negam casamento à gays em São Paulo e no Rio de Janeiro

Juízes negam casamento à gays em São Paulo e no Rio de Janeiro
Em entrevista concedida ao jornal O Globo o advogado Alexandre Maciel, da Comissão de Diversidade Sexual e Combate à Homofobia, da secção de São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP) disse que a Justiça paulistana tem negado converter a união estável de pessoas do mesmo sexo em casamento.
Maciel acredita que os juízes agem “por questões religiosas e pessoais” e que por isso tem entrado com recursos para que o Superior Tribunal de Justiça decida sobre esses casos, já que em maio do ano passado o Supremo Tribunal Federal reconheceu a união entre pessoas do mesmo sexo.
“Nos cartórios não há esse tipo de dificuldade. Mas, para fazer a conversão, os juízes corregedores não averbam e não emitem a certidão de casamento, o que prejudica, por exemplo, os parceiros que entram com pedido de pensão no INSS”, disse o advogado.
Nos últimos meses Maciel entrou com três recursos junto ao STJ e agora torce para que esses processos caiam em uma ala menos conservadora. “A gente tem de recorrer ao STJ e rezar para que o recurso caia numa turma menos conservadora”.
Com sua experiência em casos parecidos, o advogado Alexandre Maciel tem uma visão sobre esses juízes que não aceitam converter em casamento as uniões estáveis emitidas pelos cartórios da capital paulista: “Acredito que esses magistrados se baseiam em questões religiosas e pessoais, uma vez que entendem que a união homoafetiva fere a Constituição. Só que há uma súmula vinculante do STF e os juízes deveriam respeitar a decisão da corte superior”, argumenta ele.
Em outras cidades do Estado de São Paulo os casamentos não são negados

A mesma reportagem entrevistou Deco Ribeiro, diretor da Escola Jovem LGBT, na região de Campinas, interior do Estado de São Paulo, que afirmou que naquela cidade não há casos onde o casamento civil foi negado pela Justiça.
“Tenho acompanhado casos em Goiás e os desse juiz do Rio, mas aqui na região não temos tido relatos. Acredito que essas decisões de primeira instância tendem a cair, uma vez que os juízes fazem isso para marcar posição”, disse Ribeiro.
Júlio Moreira, presidente do Grupo Arco-Íris de Cidadania também falou à reportagem de O Globo sobre o tema e afirmou que é “preciso que os juízes deixem de se amarrar em pontos de vista conservadores e busquem um olhar mais humanista da questão”.
Um dos juízes que negou a conversão da união estável em casamento foi o juiz Luiz Henrique Oliveira Marques, da 1º Vara de Registro Público do Rio, ele garante que não julga os casos baseados em suas próprias vontades, mas que apenas segue a lei à risca.
“Natural que o assunto ganhe repercussão, porque há interesse de certo segmento da sociedade. Venho recebendo poucas manifestações favoráveis, mas tenho minha consciência tranquila. Estou julgando dentro do mérito da questão. Parece que estou sendo injusto, mas, na verdade, falta uma lei para o casamento gay”.
Mas para a coordenadora do Movimento D’Ellas a falta de uma lei específica não deve afetar os pedidos de conversão, já que o STF aprovou a união entre pessoas do mesmo sexo. “fato de não existir uma lei que trate do assunto não deveria afetar a avaliação do juiz, uma vez que também não existe uma lei que proíba uniões dessa natureza”, disse.
Com informações O Globo


Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/juizes-negam-casamento-a-gays-em-sao-paulo-e-no-rio-de-janeiro/#ixzz1vpvkAWgx

À busca da Shequiná

shekinah1“Rogo-te que me mostres a tua glória” (33.18).
Cristãos e pregadores baseados neste texto anelam por ver a glória de Deus imaginando uma manifestação de fogo, escuridão, arrepios pelo corpo, chuvas, ventos, saraiva etc. Uma palavra moderna para glória comumente usada é shequinah, no entanto, este autor passou um pente-fino em toda a Bíblia buscando encontrar a palavra shequinah no hebraico e não a encontrou. Quando aparece glória referindo-se a Deus, na maioria dos textos do AT é chabode. Existem 16 palavras traduzidas como glória, 10 no AT e nenhuma palavra hebraica como shequinah. Desconfio de que esta palavra tem origem na cabala judaica e faça parte do hebraico moderno, jamais do texto hebraico! No NT a que mais se apropria à glória de Cristo e de Deus é Doxa.
Chabode (glória) é a mesma palavra usada para pesar o ouro. O valor do ouro está na sua pureza e usa-se a palavra quilate para medir peso e qualidade. Chabode é usada em relação à glória de Deus, porque revela seu caráter. Foi assim que Deus se manifestou a Moisés. Este pensava em ver a glória de Deus e Deus lhe respondeu: “Farei passar toda a minha bondade diante de ti e te proclamarei o nome do SENHOR; terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia e me compadecerei de quem eu me compadecer” (33.19 cp. c/ 34.6-7).
Neste último texto é Deus quem fala com Moisés: “E passou diante de Moisés, proclamando: SENHOR, SENHOR, Deus compassivo e misericordioso, paciente, cheio de amor e de fidelidade, que mantém o seu amor a milhares e perdoa a maldade, a rebelião e o pecado. Contudo, não deixa de punir o culpado; castiga os filhos e os netos pelo pecado de seus pais, até a terceira e a quarta gerações”.
Desta feita Moisés ficou quarenta dias e quarenta noites! (34.28).
Esta é a glória de Deus! O seu caráter! O Rei e Senhor de toda a terra tem como glória o caráter de misericórdia! Os rabinos dizem que Deus tem dois tronos sobre os quais se assenta. Quando está muito irado, assenta-se no trono da misericórdia!
Moisés ficou numa fenda da rocha e Deus colocou sua mão tapando a entrada de luz deixando-o em completa escuridão. Solen Asch em sua obra Moisés afirma que Deus da fenda da rocha abriu uma fenda diante de Moisés para a eternidade.
Se alguém que conhece melhor o texto hebraico da Bíblia puder me mostrar onde aparece a palavra Shequiná no AT humildemente me renderei e publicarei seu comentário.

Extrato do comentário ao livro de Êxodo feito pelo autor

Dilma escolhe ativista pró-aborto para representar todas as mulheres do Brasil

Dilma, a devota de “Nossa Senhora de Forma Geral”, escolhe uma notória defensora da legalização do aborto, ex-guerrilheira comunista, para representar todas as mulheres do Brasil na Secretaria das Mulheres. A ex-guerrilheira já fez dois abortos e confessou que ninguém a obrigou.
brasil
Reinaldo Azevedo
Eu gosto de sinceridade. Pago um preço alto por dizer o que penso, como sabem. A sinceridade na política é uma tolice? Pois é… Eu não sou político. Leiam o que informa Bernardo Mello Franco, na Folha. Volto em seguida:
Amiga da presidente Dilma Rousseff desde a década de 1960 e sua colega de prisão na ditadura militar, a nova ministra Eleonora Menicucci, 67, promete defender a liberação do aborto à frente da Secretaria de Políticas para as Mulheres. Socióloga, professora titular de Saúde Coletiva da Unifesp e filiada ao PT, ela assumirá o cargo na sexta-feira. Substituirá a também petista Iriny Lopes, que sai para disputar a Prefeitura de Vitória. Menicucci integra o Grupo de Estudos sobre o Aborto e já relatou ter se submetido à prática duas vezes. Ontem, afirmou à Folha que levará sua convicção e sua militância na causa para o governo. “Minha luta pelos direitos reprodutivos e sexuais das mulheres e a minha luta para que nenhuma mulher neste país morra por morte materna só me fortalece”, disse.Na campanha eleitoral de 2010, deu-se um evento fabuloso: Dilma Rousseff, então candidata do PT, notória defensora da “legalização” do aborto — ela empregava essa palavra —, mudou o discurso. Setores da imprensa armaram um escarcéu danado, acusando de “reacionários” todos aqueles que, ora vejam!, lembrassem as palavras da própria candidata.
A polêmica sobre o aborto marcou a corrida presidencial de 2010, quando José Serra (PSDB) usou o tema para atrair o voto religioso. Dilma, que já havia defendido a descriminalização da prática em duas entrevistas, disse ser “a favor da vida”, mas afirmou que não faria uma “guinada à direita” para se eleger. A nova ministra anunciou que fará uma gestão de continuidade. Citou como prioridades o combate à violência contra a mulher e à “feminilização da pobreza” e a preparação das feministas para a conferência Rio+20. Ela negou os rumores de extinção da secretaria, que circulavam desde o ano passado. “Digo isso como futura ministra. A secretaria continua com status de ministério e com muita força”, afirmou.
(…)
Voltei: Sim, meus caros! Material impresso por católicos conclamando os eleitores — católicos — a não votar em defensores do aborto foi apreendido. Pessoas foram presas por simplesmente portar um daqueles papéis. Era nada menos do que censura à liberdade de opinião. Os tais setores da imprensa aplaudiram o absurdo! Ninguém, no entanto, seria preso por imprimir um folheto que pedisse votos para defensores do aborto. Esse simples contraste dá conta da estupidez! E, no entanto, o aborto, ressalvadas os casos previstos em lei, é que é ilegal. Foi um momento de puro surrealismo político.
Pois bem! Dilma foi à Aparecida, escoltada por Gabriel Chalita, e passou a ser católica desde criancinha. Chegou até a declarar numa entrevista a Datena que era devota de Nossa Senhora. “De qual”, ele quis saber. Ela inventou uma santa nova: “Nossa Senhora de Forma Geral”… Mais: chamou a santa de a “nossa deusa”. Dilma inaugurava o paganismo católico.
Pois é… Agora a presidente escolhe para a Secretaria das Mulheres ninguém menos do que uma notória defensora do aborto, Eleonora Menicucci, que já confessou, sem que ninguém a tanto a obrigasse, ter se submetido à prática duas vezes. É claro que o cretinismo patrulheiro e fascistóide — os “fascistas do bem!” — já vão se arrepiar: “Vejam que absurdo escreve esse Reinaldo!” Absurdo por quê? Acho que Dilma estava enganando os eleitores, só isso. Ex-militante do grupo terrorista POC (Partido Operário Comunista), também Eleonora disse ter “muito orgulho e muita honra de ter sido presa política na luta contra a ditadura”.
Pois é… As palavras fazem sentido. Muitos se sentem honrados por ter lutado contra a ditadura. Eu mesmo lutei e acho isso honroso. Luto ainda contra outras formas de ditadura, como a de opinião. E continuo a achar honroso. Mas por que a prisão seria uma distinção honrosa? Fica parecendo que os que não foram presos são menos honrados. Não são, não! Até porque a democracia brasileira chegou pelas mãos dos que fizeram a luta pacífica contra o regime e queriam, de fato, democracia. Não era o caso nem de Dilma nem de Eleonora. Ou o Partido Operário Comunista assaltava bancos — ela mesma participou de ações assim — para instaurar no Brasil a democracia?
Podem urrar à vontade. Fato é fato. Lido com fatos.

VIA GRITOS DE ALERTA
Fonte: Reinaldo Azevedo

Comissão aprova união estável entre homossexuais

A Comissão de Direitos Humanos do Senado aprovou nesta quinta-feira (24) projeto de lei que inclui no Código Civil a união estável entre homossexuais e sua futura conversão em casamento. A proposta transforma em lei uma decisão já tomada por unanimidade pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em maio de 2011, quando reconheceu a união estável de homossexuais como unidade familiar.
 A proposta, da senadora Marta Suplicy (PT-SP), ainda terá que passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) antes de ir a plenário e também terá que ser votada pela Câmara dos Deputados, onde deverá enfrentar muito mais resistência do que no Senado, especialmente por parte da chamada bancada evangélica.
Em seu relatório sobre o PL, a senadora Lídice da Mata (PSB-BA) defendeu a proposta lembrando que o Congresso está atrasado não apenas em relação ao STF, quanto em relação à Receita Federal e ao INSS, que já reconhecem casais do mesmo sexo em suas normas. A senadora lembra, no entanto, que a conversão de união estável em casamento não tem qualquer relação com o casamento religioso.
"O projeto dispõe somente sobre a união estável e o casamento civil, sem qualquer impacto sobre o casamento religioso. Dessa forma, não fere de modo algum a liberdade de organização religiosa nem a de crença de qualquer pessoa, embora garanta, por outro lado, que a fé de uns não se sobreponha à liberdade pessoal de outros", apontou em seu relatório.
Apesar da decisão do STF, que serve de jurisprudência para as demais esferas judiciais, casais homossexuais têm tido dificuldade em obter na Justiça a conversão, mesmo em cidades grandes como São Paulo e Rio de Janeiro. Vários juízes alegam, apesar da decisão do órgão superior, que não há legislação a respeito. Durante a votação do STF, o então presidente do Tribunal, ministro Cezar Peluso, cobrou do Congresso que "assumisse a tarefa que até agora não se sentiu propensa a fazer" e transformasse a conversão em lei.
 

Comemoração pela aprovação da união estável entre homossexuais no STF

 
VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. UOL.COM.BR
Foto 5 de 6 - Ativistas, simpatizantes e lideranças GLBT comemoram em, frente ao Supremo Tribunal Federal (STF), a decisão da corte favorável à união estável dos homossexuais, nesta quinta-feira (5), em Brasília (DF) Mais Marcelo Camargo/Folhapress

"Israel sem Jerusalém é como um corpo sem coração" - a corrida desenfreada para o cumprimento de Zacarias 12 e 14


Netanyahu afirmou enfaticamente no Domingo passado que que nunca dividirá Jerusalém.
No seu discurso durante as celebrações do "Dia de Jerusalém" no "Ammunition Hill", local de uma importante batalha pela conquista de Jerusalém durante a Guerra dos Seis Dias, em Junho de 1967, o primeiro-ministro israelita negou assim qualquer negociação com os palestinianos sobre a partilha da Cidade Santa de Jerusalém, capital do antigo e do moderno estado de Israel. Contrariamente ao "discurso" palestiniano, Netanyahu afirmou peremptoriamente que dividir Jerusalém só levaria a mais conflitos.
"Existem aqueles que acreditam que se simplesmente dividissemos Jerusalém, e isso significa entregar o Monte do Templo, teríamos a paz. O mínimo que posso dizer é que duvido. Se fossemos depositar aquela praça do Monte do Templo em outras forças, iríamos rapidamente acabar numa guerra sectária religiosa."
JERUSALÉM: a Cidade mais disputada do mundo
Para a maior parte dos israelitas, dividir Jerusalém é uma linha vermelha que não estão preparados para atravessar depois de milénios de esperança de um povo poder novamente habitar e controlar a Cidade Santa.
"Israel sem Jerusalém é como um corpo sem coração. E o nosso coração nunca mais será dividido" - prometeu Netanyahu, prosseguindo: "Uma nação disposta a sacrificar o seu coração convencerá os seus inimigos que está disposta a ceder em tudo."
A Autoridade Palestiniana insiste que só fará a paz com Israel quando receber a metade oriental de Jerusalém, incluindo o Monte do Templo, como sua capital.
Para quem leva a sério o estudo das profecias bíblicas, este é um claro indicador que se aproxima rapidamente a "grande batalha por Jerusalém" tão vividamente descrita há 2.500 anos pelo profeta Zacarias (capítulos 12 - 14).
Israel nunca cederá o seu "coração" aos intentos dos seus inimigos, e será essa disposição "intransigente" que despoletará o ódio de muitas nações (literalmente "todas as nações") contra Jerusalém, tentando arrancar o "coração" de um povo que tanto sangue derramou e tantas lágrimas verteu por amor da sua Santa Cidade, a tão preciosa dádiva física de Deus ao Seu povo.
Mal saberão os povos conquistadores que esse seu desejo perverso atrairá a ira do Todo Poderoso Deus, fazendo com que Ele mesmo venha lutar fisicamente em defesa do Seu povo - "E o Senhor sairá e pelejará contra estas nações..."
O MONTE DO TEMPLO
O fim dessas nações será horrendo: "E esta será a praga com que o Senhor ferirá todos os povos que guerrearem contra Jerusalém: a sua carne será consumida, estando eles de pé, e lhes apodrecerão os olhos nas suas órbitas, e lhes apodrecerá a língua na sua boca. (guerra biológica?) Naquele dia, também acontecerá que haverá uma grande perturbação do Senhor entre eles; porque pegará cada um na mão do seu companheiro, e alçar-se-á a mão de cada um contra a mão do seu companheiro."
Ah, quem dera que todos ouvissem estes avisos do Senhor Deus de Israel...!
"Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo." (Apocalipse 1:3)
 
VIA GRITOS DE ALERTA
Shalom Israel.

Extremistas muçulmanos envenenam mulheres que desejam estudar

Extremistas muçulmanos envenenam mulheres que desejam estudar
Desde que o Afeganistão foi invadido pelos Estados Unidos, há mais de uma década, os membros do Talibã têm diminuído a sua influência nos rumos do país.
Contudo, alguns aspectos da vida no país continuam enfrentando barreiras e até mesmo retaliações por parte dos extremistas muçulmanos.
Agências internacionais divulgaram hoje que mais de 120 estudantes, todas meninas, além de três professoras foram envenenados no norte do país. Esse é o segundo ataque do tipo este ano. A polícia e as autoridades locais culpam os lideres islâmicos de promoverem esse tipo de situação.
A maioria dos casos ocorreu na província de Takhar, onde os milicianos talibãs, que se opõe à educação de mulheres, usaram uma substância tóxica não identificada para contaminar o ar das salas de aula. Com isso, várias alunas ficaram inconscientes e algumas faleceram.
A agência de inteligência do Afeganistão explicou que a intenção é forçar as escolas a serem fechadas antes da retirada das tropas internacionais do país, prevista para os próximos meses.
“Ao envenenar essas garotas eles querem criar um ambiente de medo. Eles querem fazer com que as famílias não mandem mais as filhas para a escola. Parte dessa operação chamada de Ofensiva da Primavera é lembrar da tradição islâmica ensinada por eles”, explicou Lutfullah Mashal, um porta-voz do governo.
Mês passado, 150 alunas foram envenenadas na região de Takhar, pois a água das escolas estava contaminada. Ataques periódicos contra estudantes, professores e escolas, ocorrem com mais frequência no sul e leste, regiões mais conservadoras do país.
Desde a saída do Talibã do poder, em 2001, as meninas afegãs voltaram a frequentar as escolas, algo proibido pelo grupo que afirma que mulheres não podem trabalhar nem ter acesso à educação.
Oficialmente, o Ministério de Educação do Afeganistão já registrou o fechamento de 550 escolas, localizadas em de 11 províncias diferentes, onde o Talibã ainda tem forte apoio.
Com informações Reuters e Associated Press


Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/extremistas-muculmanos-envenenam-mulheres-desejam-estudar/#ixzz1vnAnXw9v

Caio Fábio pode ser chamado para depor sobre Lula, na operação Lava Jato

Caio Fábio Nesta sexta-feira (8), o site O Antagonista informou que integrantes do Ministério Público Federal (MPF) poderão chamar o pas...