terça-feira, 1 de outubro de 2013

Eutanásia é realizada em paciente, após fracasso de mudança de sexo

Um cidadão belga de 44 anos optou pela eutanásia no domingo (29) depois de passar por várias operações para mudança de sexo – de mulher para homem, com as quais não ficou satisfeito, a informação foi divulgada nesta terça-feira (1º) pela imprensa belga.

O fato aconteceu após a reabertura do debate da lei belga sobre a eutanásia, que permite aos médicos aplicá-la a doentes que solicitem e sofram com doenças incuráveis que ocasionam “sofrimentos físicos ou psíquicos constantes e insuportáveis”.
Sofrimento
Vários meios de comunicação belgas publicaram nesta terça-feira o caso de Nathan Fleming, um cidadão que nasceu mulher há 44 anos no município de Hamme e que decidiu solicitar o suicídio assistido no domingo passado após três intervenções para mudança de sexo que não cumpriram suas expectativas.
O médico que supervisionou a eutanásia, o doutor Wim Distlemans da universidade bruxelense VUB, afirmou que se tratava “de um caso claro de sofrimento psíquico insuportável”, por isso que em sua opinião foram cumpridas as condições legais para aplicar o suicídio assistido, em declarações ao jornal Het Laatste Nieuws.
Nathan, cujo nome de nascimento era Nancy, era a única menina da família, pois seus pais já tinham três meninos, e por isso ela se considerava “a menina que ninguém queria”, segundo declarou ao jornal, 24 horas antes de sua morte. Já com 42 anos, Nancy pôde cumprir “seu verdadeiro sonho” e se submeter a um tratamento hormonal, seguido posteriormente de uma mastectomia e finalmente da implantação de um pênis, embora nenhuma destas operações “tenha cumprido com seus desejos”, acrescentou a publicação.
Eutanásia legalizada
A eutanásia foi descriminalizada na Bélgica desde 2002, e em dezembro de 2012 o Parlamento belga começou a discutir uma possível reforma legislativa para ampliar o suicídio assistido aos menores e às pessoas que sofrem doenças mentais degenerativas, como o mal de Alzheimer. A lei sobre a eutanásia prevê que um segundo médico deve ser consultado antes da prática de qualquer eutanásia, e inclusive, exige que haja uma terceira opinião para os pacientes que não sofrem de doença terminal.
O número das eutanásias praticadas na Bélgica alcançou um recorde histórico em 2012, com um total de 1.432 casos, 25% a mais que no ano precedente, segundo dados da Comissão Federal de Controle e de Avaliação da Eutanásia. Além da Bélgica, o ato na Europa está legalizado na Holanda, Luxemburgo e Suíça.

Fonte: O Dia

Salão Internacional Gospel e a FLIC se unem para 2014 com lançamento no próximo dia 23/10

Está programado para o próximo dia 23 de outubro, o lançamento oficial do evento conjunto entre o Salão Internacional Gospel e a FLIC (Feira Literária Internacional Cristã) para 2014, voltado para a exibição de obras de entretenimento cristão.

As duas feiras confirmaram recentemente a junção das exposições, com a manutenção da identidade de cada uma e o aumento do alcance dos dois eventos, coincidindo o lugar e o cronograma em prol das publicações evangélicas.

O evento de 2014 será a terceira edição das duas feiras, com organização do Grupo Cipa Fiera Milano. Além disso, conta com a realização do Grupo MR1, responsável pela criação do Salão Internacional, e da ASEC (Associação dos Editores Cristãos), que idealizou a FLIC.

"O Grupo Cipa Fiera Milano se sente honrado em participar desta união de fé, onde o objetivo é apresentar de forma completa a disseminação da cultura cristã", afirmou José Roberto Sevieri, diretor de operações do Grupo Cipa Fiera Milano, segundo a assessoria do evento.

Sérgio Henrique, presidente da ASEC e da Editora Vida, elogiou a iniciativa do acordo efetuado entre as duas feiras, ao destacar a intenção de restituir o esplendor dos valores cristãos por meio das exposições.

O diretor executivo do Grupo MR1, Marcelo Rebello, também ressaltou a importância da adesão dos trabalhos, dando graças ao Senhor pela chance de promover o exercício da evangelização por meio do segmento da cultura cristã."Queremos com esta união restaurar os princípios cristãos e continuar abençoando muitas vidas, oferecendo o melhor com a alegria e o prazer de estarmos todos juntos em um ambiente agradável, onde o nome do Senhor Jesus seja enaltecido", resume Sérgio Henrique.



"Agradecemos a Deus pela oportunidade de viver um momento de união de esforços em prol do nosso segmento, fomentando em conjunto as ações de integração", declarou Rebello.

Vale ressaltar que o evento com uma imensa gama de expositores, dos mais variados tipos, ao incluir grupos do segmento da música, literatura, moda, entre outros.

A apresentação do próximo dia 23/10 será sediada no Pavilhão 2 do Centro de Exposições Imigrantes, um dos maiores espaços de convenções da América Latina, localizado em São Paulo (SP). A programação do evento tem início previsto para as 9:30h (horário de Brasília).

Já as feiras acontecerão entre os dias 18 a 20 de Setembro de 2014, também no Centro de Exposições Imigrantes, sob o tema "Resgatando os valores cristãos"

VIA GRITOS DE ALERTA / INF.  CP

“Eles adoram adorar” – Adoradores, o novo DVD da gravadora Novo Tempo

A gravadora Novo Tempo sempre se preocupou em lançar produtos em que não somente um cantor louvasse a Deus, mas vários cantores, aliás, “Tudo o que tem vida louve o Senhor! “ como diz em Salmos 150:6.
Foi assim em 2005 com o DVD Toque minhas mãos, do Ministério de Louvor Está Escrito; em 2011 com o DVD e CD Salmos do cantor e pastor Daniel Lüdtke e em 2012 com o DVD e CD Filhos de Israel, também do Daniel.
Em maio deste ano, com a presença de 21 cantores e 01 coral, foi gravado nos estúdios da Novo Tempo o DVD Adoradores.
O projeto tem por objetivo atingir a todas as pessoas, de todas as faixas etárias que amam e respeitam a Deus, convidando-as a adorar a Ele de todo o coração através da música.
“Adoradores”, foi lançado num box com CD e DVD, contém 12 músicas, ministração dos cantores e a participação do Ministério Chama Coral, de Curitiba/PR, grupo de cordas da Orquestra do IASP (Instituto Adventista de São Paulo), e vários cantores da gravadora Novo Tempo. São eles: Jeferson Pillar, Daniel Lüdtke, Fernando Iglesias, Marquinhos Maraial, Vagner Dida, trio Sollanza,  quarteto Arautos do Rei, Cintia Alves,  Rafaela Pinho,  Joyce Zanardi, Laura Morena,  Tia Cecéu, Riane Junqueira, Melissa Barcelos, Regina Mota e Joyce Carnassale.
As canções contêm letras profundas e melodias contagiantes que inspiram as pessoas a saírem cantando e fazem refletir na verdadeira adoração a Deus.
Se você busca uma experiência profunda que envolva seus pensamentos e toque o seu coração, este DVD te convida a abrir a alma e adorar a quem merece o primeiro lugar da sua vida, Deus.
O box com DVD e CD Adoradores está à venda
Ligue para: 0300-789-1111 (custo de ligação local) ou acesse novotempo.com/gravadora


VIA GRITOS DE ALERTA

Após aneurisma cerebral, muçulmano se converte ao Cristianismo

Karim Shamsi-Basha - que foi criado no islamismo, como a maioria da população de Damasco, capital da Síria, no sudoeste da Ásia - reconheceu os ensinamentos de Cristo em sua vida, em um processo que durou aproximadamente 20 anos. Em 1992, ele ficou em coma, em consequência de um aneurisma cerebral e as palavras do cirurgião sobre sua recuperação o fizeram refletir sobre seu caminho. “Vejo muito poucas pessoas se recuperarem, como você fez. Você tem que descobrir por que você sobreviveu”, disse o médico.

    Karim Shamsi-Basha
  • (Foto: Facebook/Karim Shamsi-Basha)
    Karim Shamsi-Basha, que foi criado no islamismo, como a maioria da população de Damasco, capital da Síria, reconheceu os ensinamentos de Cristo em sua vida, após um aneurisma cerebral
Esta jornada religiosa faz parte do livro Paulo e eu: uma viagem a partir de e para Damasco, do Islamismo ao Cristianismo [Tradução do inglês: Paul and Me: A Journey to and from the Damascus Road, From Islam to Christ]. A obra, lançada em agosto deste ano (2013), intercala histórias da vida de Shamsi-Basha com pensamentos de diversos teólogos sobre Paulo, que também teve sua experiência de conversão em Damasco.
O autor explica que agora seu desejo é “compartilhar o amor de Deus com as pessoas, informando que Ele ama todos os seus filhos”.
Após a doença, Karim começou a ler a Bíblia e foi batizado em 1996. No entanto, ele considera que estava completamente entregue a Deus só em 2008, após passar por um processo de divórcio e pela morte do seu pai. Atualmente, ele defende: “Foi a graça de Deus que me salvou”.
O sírio conta que cresceu em uma família muçulmana tolerante. Por exemplo, tinha um amigo cristão, com quem conversava sobre fé. “Eu orava cinco vezes por dia, ia até a mesquita antes do amanhecer e jejuava no mês do Ramadã”, lembrou sobre sua rotina nessa época.
Por questões politicas, migrou para os Estados Unidos (EUA), onde ingressou na Universidade de Tennessee. Na América, casou, teve um filho e se mudou para Birmingham, no estado de Alabama, no sudeste dos EUA, onde vive atualmente.

No entanto, sua família continua sendo muçulmana. Na Síria, cerca de 90% da população é adepta do islamismo. Sua mãe também se mudou para os EUA e o desafio agora é trazer a irmã, apesar das dificuldades enfrentadas para obter vistos em decorrência da guerra no país árabe.
Sobre a situação na Síria, ele comenta: “Quem sabe quem está morto e quem está vivo? [...] Se eu não estou chorando do lado de fora, eu estou chorando por dentro. É muito triste. É muito, muito triste”.
Karim Shamsi-Basha tem outros livros como Home Sweet Home Alabama (2006), em parceria com Steve Chiotakis; Shelter from the Storm (2003); e The Beauty Box: A Tribute to the Legendary Beauty Parlors of the South (1997), esse último com autoria também de Kathy Kemp.


CP

Karla, filha do senador Magno Malta, prepara CD de Afé Music, uma espécie de axé gospel

A filha do senador baiano Magno Malta (PR-ES), Karla Malta está preparando um novo CD de Afé Music, uma espécie de axé gospel. O novo trabalho da cantora deve ser lançado em novembro deste ano (2013). A música principal será Trio do Amor, que fala sobre a Santíssima Trindade de uma forma bem animada. O disco é uma superprodução da Sara Music, gravadora da Sara Nossa Terra.

  • karla malta(Foto: Divulgação
Segundo informações publicadas em uma coluna da revista Época, o CD contará com participações de músicos que já tocaram com Caetano Veloso e Ivete Sangalo.
“Eu recebo essa parceria como resposta de Deus para minha vida. [...] Eu não tenho no meu coração essa vaidade, esse desejo de achar que agora, porque faço parte de uma gravadora, a gravadora vai me promover, e ela tem a responsabilidade disso, de que eu fique famosa e as pessoas me conheçam. Eu entendo esse projeto de parceria como alguma coisa que vai produzir um fruto para o Reino”, disse Karla ao assinar o contrato junto com a diretora da Sara Music, Ana Lia Rodovalho Clerot.
A animada Depois da Festa e a canção Graça são alguns exemplos do que se pode esperar do trabalho desta bela cristã.
Karla é casada desde abril de 2011 com Ulisses Campos em Vila Velha, no Espírito Santo (ES). 



CP

NO CAMINHO PARA JESUS , TEM O MUNDO.

Como foi seu levantar ?
Novos sonhos , novos projetos , um novo dia chegou.
E junto com ele os novos desafios .
De ir trabalhar , estudar, projetar etc.
Mas você já parou para analizar que muito do que passamos ontem , volta de novo hoje , e bate em nossa porta ?
E muitas vezes ,por encontrar a porta aberta , entra sem pedir licença ?
Quando nos preparamos para um novo dia , não queremos e nem paramos para pensar que , mesmo sendo um novo dia , teremos pela frente , percausos , barreiras , lutas .
Quando projetamos o nosso levantar , pensamos sempre nas coisas boas das vida .
Quando nos levantamos , queremos e almejamos um dia de paz .
Mas quando menos percebemos , estamos no meio de uma guerra .
E é nesse momento que vemos nossas vidas invadidas por algo que não queremo e nem almejamos.
Um belo exemplo que posso citar e que quando uma mineradora esta procurando ouro no sólo , preimeiro ela deve romper as rochas , as barreiras naturais que surgem para impedir isso .
Depois vem a parte boa , que é quando se encontra o ouro .
Mas não para ai ,pois o ouro , mesmo tendo um alto valor , ele precisa ser limpo para valer mais ainda.
Quando criamos sonhos e projetos , mexemos no sobre natural , e por cada ação nossa , uma reação surge .

Primeira reação. A de DEUS dando ordem aos anjos a teu respeito para te guardarem e te conduzirem por todos seus caminhos.
 Para cada atitude de fé que você tem , DEUS te faz receber a recompensa .
Pois a fé é como uma vacina que nos torna imune aos ataques das bactérias causadora das doenças .
Pois mesmo não vendo saída , a fé é a construtora dessa ponte , que te faz sair da zona do perigo e te leva ao lugar seguro.
É com a fé  em ação que agradamos a DEUS .
É com a fé que veremos acontecendo milagres.
É com a fé em ação que geramos em DEUS a ação de nos abençoar.
    

Segunda reação .
 A do diabo tentando nos impedir de alcançarmos nossos sonhos. 
Quando você cria e projeta seus alvos , logo parece se levantar barreiras que querem te impedir .
Surge lutas , invejas , palavras negativas etc .
E tudo isso com um único objetivo.
TE FAZER DESISTIR.


Ve se de agora em diante  , quando você se levantar , e se preparar para um novo dia , lembre se .

Existem duas torcidas , uma que quer ver a sua vitória , e a outra torcendo por sua queda.

QUAL DELAS VOCÊ QUER ALEGRAR ?


"DEUS É O MEU PASTOR , E VAI ME CONDUZIR AO MELHOR D ´LE PARA MIM , DESDE QUE EU OUÇA E OBEDEÇA A SUA PALAVRA."


EQ. GRITOS DE ALERTA


INFÂMIA ARGENTINA - Menino de 6 anos “obtém” autorização na Argentina, com interferência de Cristina Kirchner, para virar “menina”

. É o “Bebê de Rosemary” do sindicalismo gay e dos politicamente corretos e fascistoides

Cheguei a achar que o adiantado da hora — passam das 6 da manhã — estava provocando alguma alucinação em mim e que não estava lendo o que estou lendo. Mas estou. Eu e todas as pessoas que eventualmente abordam a questão com sensatez distinguimos gays de gayzismo; homossexualidade de militância sindical. De um lado, estão indivíduos; de outro, prosélitos. Os primeiros, como toda gente, têm limites; os outros, como quaisquer fanáticos, não. Atenção! A Argentina, com a intervenção de Cristina Kirchner, acaba de admitir a existência, lá vai, da primeira “criança transgênero” do país. É isso mesmo: um garoto de seis (6!!!) anos chamado “Manuel” teve o nome oficialmente trocado por “Luana”. A família está sendo assessorada por psicólogos (há mais psicólogos e psicanalistas na Argentina, acho, do que fãs do Messi) e, claro!, por entidades de defesa dos direitos dos gays.
É isto mesmo: essa gente toda, agora com o apoio do governo, está a dizer que uma criança de seis anos já tem discernimento para decidir que não quer ser menino, como nasceu, mas menina. Segundo a mãe, quando ele tinha 18 meses, balbuciou: “”Eu, menina, eu princesa”. E ninguém vai internar essa despirocada! Com que então, com um ano e meio, seu bebê já se sentia uma… princesa!
Leiam trecho de reportagem de Lígia Mesquita, na Folha. Volto em seguida.
Lulu, aos seis anos, ainda surpreende os adultos que convivem com ela. Recentemente, falou com naturalidade para uma psicóloga: “Sei que não vai sair nenhum bebê da minha barriga e que eu não vou ter peito”. E agora ela também sabe que seu antigo nome, Manuel, ficará somente como uma lembrança do passado. E que, em breve, passará a ser Luana, o nome que escolheu há dois anos. Os pais da garotinha argentina conseguiram autorização do governo de Buenos Aires para que a filha trocasse sua identidade no DNI, o RG da Argentina. Ela será a primeira criança transgênero a obter esse feito no país.Mas não foi fácil. Em dezembro de 2012, o órgão estadual responsável pelos registros havia negado a solicitação. A mãe de Lulu, Gabriela (ela não revela o sobrenome), decidiu então escrever uma carta à presidente Cristina Kirchner contando a história. A Presidência recebeu a mensagem e encaminhou o caso para a Senaf (Secretaria Nacional da Criança, Adolescente e Família).
Na segunda-feira, o órgão enviou uma carta ao governador de Buenos Aires, Daniel Scioli, e em dois dias autorizaram o novo registro. A família de Lulu mora na Grande Buenos Aires. “O DNI é como um espelho. Se uma pessoa não se identifica ali, isso não é bom. Foi uma luta importante que vencemos”, afirma à Folha um dos psicólogos da criança, Alfredo Grande. Para César Cigliutti, presidente da CHA (Comunidade Homossexual Argentina), a conquista de Luana é “emocionante”. “É algo histórico conseguir um novo registro sem que tenha sido necessário recorrer à Justiça”, diz. A entidade de direitos LGBT assessora a família de Lulu com o tratamento psicológico e prestou acompanhamento jurídico no processo da nova identidade. Segundo Cigliutti, o governo aceitou o uso da Lei de Identidade de Gênero para promover a mudança, já que a legislação não define nenhuma idade para o reconhecimento de um transgênero. A psicóloga Valéria Paván, que também atende Lulu há dois anos, afirma à Folha que não foi preciso apresentar nenhum laudo psicológico da paciente. “Justamente porque essa lei procura a despatologização dessa questão.”
(…)
Voltei
Eis aí. Há uma diferença gigantesca entre pessoas que lutam por direitos — e é legítimo que busquem ser felizes sendo o que são — e um movimento que quer se impor como uma cultura alternativa, ultrapassando todos os limites do bom senso e da razão. O que se vê no caso desse menino — E NÃO MENINA! — é um escândalo e uma violência, promovidos por uma família certamente desajustada e por militantes. Como pode atestar qualquer especialista — com a provável exceção desses que assessoram os pais de Manuel —, uma criança de seis anos não tem ainda condições de fazer essa escolha. Pior: o garoto tem um irmão gêmeo, o que certamente complica enormemente a equação.
Qualquer objeção ao sindicalismo gay é logo tachada pelos bocas de latrina de “homofobia”, que é a forma clássica que têm os autoritários de tentar silenciar qualquer crítica. É bom não esquecer que, por aqui, o Ministério da Educação havia incluído, naquele famigerado kit, um caça-palavras para crianças da quarta série em que se mandava procurar o nome da pessoa que não está satisfeita com a sua genitália…
Seis anos! Se esse garoto se dissesse, sei lá, o Pikachu, então ele seria um Pikachu? Caso se considerasse um gato, cachorro ou papagaio, deveria ser tratado como tal? Caso se sentisse o Homem Aranha ou a Cinderela, assim seria? Igualmente encantador é saber que, na Argentina de Cristina Kirchner, uma decisão dessa gravidade não precisa nem da autorização da Justiça. Pode ser tomada na esfera administrativa. César Cigliutti, presidente da CHA (Comunidade Homossexual Argentina), acha isso “emocionante”. E avança: “É algo histórico conseguir um novo registro sem que tenha sido necessário recorrer à Justiça”. Em protoditaduras, a Justiça costuma ser mesmo uma besteira. Cigliutti acha isso bacana.
Sei que a história é asquerosa, mas não assustem o Caetano Veloso com comentários muito duros. Indivíduos gays, reitero, não têm nada com isso, e é evidente que os sensatos, como os héteros igualmente sensatos, devem estar estarrecidos. Essa criança é vítima de uma família irresponsável, de militantes irresponsáveis, de psicólogos irresponsáveis e do governo de uma senhora não menos irresponsável.
 É, pobrezinho!, o Bebê de Rosemary do sindicalismo gay e da era politicamente correta e fascistoide.
Por Reinaldo Azevedo

PASTORES OU LOBOS ? - Pastores que foram ao Rock in Rio assistir aos shows relatam suas experiências com o evento: “surpreendi-me com o clima familiar”

Acabei de ver essa matéria e fiquei absmado com o que li .
Pois como podemos servir a dois senhores ao mesmo tempo ?
Eu quando era jovem fazia um monte de coisas que não eram certas , e após minha conversão as abandonei .
Agora me pergunto .
Como pode , um bando de pessoas que se dizem pastores , irem a shows de rock para curtir essas musicas ?
Que tipo de alimento espiritual esses sujeitos estão dando para suas ovelhas  ?  

SEGUE A MATÉRIA .

Durante eventos como o Rock in Rio, que agremiam multidão e são vistos por muitos evangélicos como ambientes impróprios para cristãos, é comum vermos pastores e outros líderes evangélicos se apresentarem contra o acontecimento, ou até mesmo indo aos locais de show para evangelizar.
Porém, dois pastores brasileiros chamaram atenção por terem ido ao Rock in Rio com o simples objetivo de assistir aos shows e “curtir” a música tocada pelas diversas bandas presentes no evento, muitas delas rotuladas como “satânicas” por muitos cristãos.
Pastores que foram ao Rock in Rio assistir aos shows relatam suas experiências com o evento: “surpreendi-me com o clima familiar”Um dos pastores a irem ao evento e ainda relatar sua experiência foi Fabricio Cunha, pastor da igreja Comunidade Batista Vida Nova, em São Paulo. Em seu blog, Cunha publicou um texto intitulado “Obrigado, Senhor, pelo Rock’n Rio”, onde conta sua experiência com o evento.
Em seu relato, Fabrício Cunha conta sua experiência com o Rock desde a adolescência e sobre como sua criação em uma família cristã fez com que ele fosse obrigado a ouvir esse tipo de música escondido durante muito tempo. Ele relatou também sobre as pessoas presentes no Rock in Rio, afirmando se tratar de uma mistura de gerações que formava uma grande cidade, bonita e organizada.
- No meio de tanta gente assim, como cumprir o chamado bonito de ser sal e luz? Sendo gente, sendo cordial, inclusivo, agradável, olhando com amor, sem julgamento, sem condenação, pulando junto, cantando junto, cedendo o lugar pra quem come de pé, olhando com olhos de graça pra toda aquela gente que anda como “ovelhas que não têm pastor – afirmou.
- Mettalica me aproxima de Deus. Bon Jovi me aproxima de quem sou – afirmou ainda o pastor, ao comentar sobre os shows que mais gostou no evento. E completa: “Foi muito louco! Obrigado, Senhor, pelo Rock’n Rio”.
Outro pastor que esteve presente nos shows do Rock in Rio, e que também falou dos presentes no evento como pessoas que “pareciam ovelhas sem pastor” foi Hermes Fernandes, presidente do colégio episcopal da REINA – Igreja do Futuro. Assim como o pastor Fabrício Cunha, Fernandes também conta ter ido ao evento para assistir ao show, no seu caso da banda britânica Iron Maiden.
- Depois de dois cultos para lá de especiais, antes da bênção apostólica anuncio ao povo que eu, meu filho e um grupo de pastores da Reina estaríamos no último show do Rock in Rio, prestigiando a um irmão em Cristo, Nicko Mcbrain, baterista da maior banda de Heavy Metal do mundo, o Iron Maiden – afirma Fernandes no início de seu relato.
Ele revela ainda ter pedido oração aos irmãos de sua igreja, pois estaria exposto a críticas de todo o tipo. Essas críticas, segundo relatou, vieram quando fez uma publicação no Facebook compartilhando sua alegria de estar no evento.
- Alguém me perguntou se minha presença ali tinha objetivo evangelístico. Para muitos, esta seria a única razão que justificaria que um ministro do evangelho estivesse num show de rock. A verdade é que eu estava ali para me divertir ao lado do meu filho e dos meus companheiros de ministério. Curti cada canção do Iron. Foi como tomar um elixir da juventude. – afirmou Fernandes, que relatou ter ficado surpreendido com o clima familiar no evento. Assim como Cunha, ele relatou ter presenciado “um encontro de gerações” onde “avôs, pais e filhos se reuniam para ouvir sua banda predileta”.
- Eu poderia ter levado folhetos evangelísticos para distribuir ali, mas será que funcionaria? Talvez eu pudesse usar isso como álibi ou mesmo para driblar minha consciência. Mas, sinceramente, seria inútil – completou o pastor, que disse ainda: – Parafraseando Paulo, quem não iria a um show de rock, não julgue quem o faça, e quem foi, como eu, não julgue quem jamais iria. O que autentifica nossa fé não são os ambientes que frequentamos, mas o amor que revelamos em qualquer lugar.
Fabrício Cunha também falou sobre evangelismo no evento, mas relatando a maneira, segundo ele equivocada, com que muitos “crentes” abordaram as pessoas para evangelizar. Segundo ele, supostos missionários abordavam as pessoas que chegavam à Cidade do Rock, nome dado ao local do evento, afirmando que nomes da música como Janis Joplin, Jimy Hendrix, Elvis Presley e John Lennon foram para o inferno e que esse destino seria compartilhado por todos que entrassem no Rock in Rio.
- Todo tempo é tempo de evangelizar, mas assim? Do lado de fora? Condenando ao inferno os do “lado de dentro”. Não vi “graça” nenhuma. – refletiu o pastor.



VIA GRITOS DE ALERTA 
FONTE . http://noticias.gospelmais.com.br/pastores-foram-rock-rio-relatam-experiencias-evento-60947.html/comment-page-1#comment-408801

Troféu Promessas de música gospel encerra primeira fase de votação


O cantor Thalles Roberto recebe um dos três prêmios que ganhou na segunda edição do Troféu Promessas, em 2012  (Foto: Caio Kenji\G1)O cantor Thalles Roberto recebe um dos três
prêmios que ganhou na segunda edição do Troféu
Promessas, em 2012 (Foto: Caio Kenji\G1)
Com quase 2 milhões de votos, terminou na segunda-feira (30) a primeira etapa de votação popular do 3º Troféu Promessas, maior premiação de música evangélica brasileira. Os cinco mais votados de cada categoria irão agora para a segunda etapa de votação, que começa na próxima quinta-feira (4) e se encerra no dia 9 de novembro. Assim como já aconteceu na primeira, a segunda fase da votação será realizada através do G1.
A festa de premiação acontece dia 13 de novembro, no Teatro Popular Oscar Niemeyer, em Niterói, no Rio, como parte da programação dos 440 anos da cidade.
Neste ano, as categorias são melhor CD, melhor cantor, melhor cantora, melhor música, melhor ministério de louvor, melhor grupo, revelação, melhor DVD e melhor videoclipe.

Edição anterior
No segundo ano do Troféu Promessas, em 2012, o cantor mineiro Thalles Roberto foi o maior vencedor, e faturou prêmios em três categorias: Cantor, CD e DVD. Na primeira edição, em 2011, o Diante do Trono foi o único a ganhar dois prêmios, de DVD e Melhor Ministério.


VIA GRITOS DE ALERTA / INF. G1.COM.BR

Uma em cada oito pessoas no mundo passa fome, diz relatório


Enfermeira mede braço de criança que sofre de desnutrição, no campo de Abu Shouk, no Sudão, nesta segunda-feira (30) (Foto: AP)Enfermeira mede braço de criança que sofre de desnutrição, no campo de Abu Shouk, no Sudão, nesta segunda-feira (30) (Foto: AP)
O número de pessoas que sofrem com a fome no mundo caiu de 868 milhões em 2010-12 a 842 milhões em 2011-13, o que significa que uma em cada oito pessoas no planeta continua sem alimentos suficientes, destaca um relatório divulgado pela ONU.
O constante crescimento econômico nos países em desenvolvimento melhorou o acesso aos alimentos, destaca o relatório "O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo", divulgado a cada ano em Roma pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO).
A região do mundo com maior número de pessoas que passam fome continua sendo a África subsaariana (24,8%), segundo o relatório. A grande maioria das pessoas que passam fome vive em países em desenvolvimento, enquanto 15,7 milhões estão nos países desenvolvidos, segundo a FAO.
"O constante crescimento econômico nos países em desenvolvimento tem melhorado a renda e o a acesso aos alimentos. Uma recuperação recente no crescimento da produtividade agrícola, apoiada pelo aumento do investimento público e o renovado interesse dos investidores privados na agricultura, melhorou a disponibilidade de alimentos", destaca o documento.
O estudo reconhece que em alguns países, incluindo vários da América Latina, as remessas dos imigrantes "desempenham um papel na redução da pobreza, levando a uma alimentação melhor e a progressos na segurança alimentar."
Os recursos também contribuem para estimular os investimentos produtivos dos pequenos agricultores.
Apesar dos progressos realizados em todo o mundo, "persistem marcadas diferenças na redução da fome" e na África subsaariana foram registrados apenas progressos modestos.
Também não foram observados avanços recentes na Ásia ocidental, enquanto Ásia meridional e África do Norte registraram um "lento progresso", destaca a FAO.
Na América Latina, na Ásia Oriental e no sudeste asiático foram registradas as 'reduções mais importantes no número de pessoas que passam fome e de subalimentação', segundo a organização, com base em dados do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e do Programa Mundial de Alimentos (PMA).
"Desde 1990-92, o número total de pessoas subalimentadas nos países em desenvolvimento caiu 17%, passando de 995,5 a 826,6 milhões".
A meta ambiciosa fixada em Roma em 1996 na Cúpula Mundial sobre a Alimentação (CMA) - reduzir à metade em 2015 o número de pessoas com fome no mundo -, "não poderá ser cumprida a nível global, apesar de 22 países terem alcançado o objetivo ao fim de 2012", recorda a FAO.
"Para alcançar o objetivo da CMA, o número de pessoas com fome nos países em desenvolvimento teria que cair a 498 milhões em 2015, o que não será possível ao ritmo atual da redução", adverte a organização.
"A FAO, o FIDA e o PMA estimulam os países a fazer esforços adicionais substanciais e imediatos para cumprir com a meta", insiste a agência das Nações Unidas.
As conclusões e recomendações do relatório 2013 serão debatidas por representantes dos governos, da sociedade civil e do setor privado em uma reunião do comitê de segurança alimentar mundial que acontecerá de 7 a 11 de outubro na sede da FAO em Roma.


FONTE . G1.COM.BR

PÉSSIMO EXEMPLO DEPUTADO DO PT - Presidente do PT é deputado que mais falta na Alesp

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, foi o deputado que mais faltou a sessões na atual legislatura da Assembleia Legislativa de São Paulo. Até o mês de julho deste ano ele deixou de comparecer a pelo menos 187 das 584 sessões em plenário do legislativo paulista, segundo levantamento feito pelo Estado com base em dados obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação. É a primeira vez que a Casa abre os registros de frequência dos parlamentares.
Na prática, o número de ausências de Falcão, como de todos os outros parlamentares, é ainda maior, uma vez que, pelo regimento interno da Assembleia, quando há 12 deputados na Casa, uma sessão pode ser aberta, e quando isso ocorre todos os 94 deputados ganham presença, mesmo que não compareçam. O presidente do PT afirma que tem sido um dos deputados mais atuantes da Casa.
Mas, para evitar muitos descontos no salário, todos os meses Falcão se vale - como muitos outros deputados - de um dispositivo do regimento interno que permite o abono de até quatro faltas mensais. Desde 2011, ele teve abonadas 72 faltas com base no artigo 90 do regimento.
Contudo, esse mesmo artigo determina que "considera-se presente a deputada ou deputado que", entre outros "faltar a 4 sessões ordinárias, no máximo, por mês, a serviço do mandato que exerce". O Estado encontrou diversos casos em que Rui Falcão foi abonado por ausência, mas estava fora do Estado de São Paulo cuidando de assuntos da organização interna do PT ou das eleições de 2012.
Isso ocorreu, por exemplo, nos dias 14 e 15 de agosto do ano passado - terça e quarta-feira. O site do próprio deputado registrou que, nesses dois dias ele participou de "atividades da campanha eleitoral em várias cidades". Cumpriu agenda em Itabuna, Ilhéus e Vitória da Conquista, todas na Bahia, além de São Luís (MA) e Teresina (PI).
Em 1.º e 2 de junho de 2011 ele também foi abonado pelas duas faltas, mas na quarta-feira (1.º) participou de reunião do Conselho Político do governo federal com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília, e na quinta (2), também na capital federal, presidiu a reunião da Executiva Nacional do PT. O site do deputado registrou nessa data: "Rui Falcão discutirá Eleições 2012 e Reforma Política com presidentes estaduais do PT". Essa mesma nota informava que, nos dias anteriores, ele viajara a Goiás, Rondônia e Acre.
Uma semana antes, no dia 26 de agosto de 2011, uma quinta-feira, o site do deputado também registrou a viagem que o deputado fez a Goiânia, durante o dia todo. Uma reportagem intitulada "Rui Falcão inicia viagens pelo País para discutir Eleições 2012 e Reforma Política" dava conta, em seu final, de uma extensa programação, que começaria com a chegada ao aeroporto às 12h30 e terminaria às 21h30. Nesse dia, em que houve sessão na Assembleia, ele nem precisou abonar a falta: teve presença computada.
Para efeito de comparação, ele registrou 16 ausências - pelas quais não recebeu salário -, ante as 72 faltas abonadas. Todas as ausências foram computadas em meses em que ele já chegara no limite de quatro faltas abonadas. As demais ausências do petista ocorreram em sessões extraordinárias, que não são levadas em conta para o cálculo da remuneração mensal, mas são consideradas para o cômputo do 13.º salário.
Presença rara.
Incumbido da tarefa de comandar o PT nacionalmente, Rui Falcão fica muito na sede do partido em São Paulo, viaja pelo Brasil e pouco aparece na Assembleia. O presidente do PT deixou de comparecer a um número maior de sessões do que deputados que tiveram diversas licenças médicas por doenças ou acidentes. Também faltou mais do que parlamentares licenciados por longos períodos entre julho e outubro de 2012 para disputar as eleições municipais.
Entre março de 2011 e março de 2013, ele não abriu mão do cargo de primeiro secretário da Assembleia, responsável por departamentos como o de Finanças e Recursos Humanos. Em 14 de agosto, em um dos dias mais movimentados da Assembleia em 2013, quando ocorria uma manifestação contra o governador Geraldo Alckmin (PSDB) na frente, e a votação de uma importante PEC, a reportagem do Estado flagrou um deputado petista comentando com outro: "Hoje até o Rui veio!".
Outros faltosos.
Depois do presidente do PT, os deputados que mais faltaram a sessões foram Milton leite Filho (DEM), que não foi a 167 sessões; Roque Barbiere (PTB), que teve 148 faltas; Feliciano Filho (PEN), com 144 ausências, e Roberto Engler (PSDB), 139 faltas em sessões.


VIA GOSPEL PRIME / FONTE http://atarde.uol.com.br/politica/materias/1537372-presidente-do-pt-e-deputado-que-mais-falta-na-alesp

Valdemiro Santiago não consegue comprar TVs por falta de garantias

De acordo com o jornalista Flavio Ricco o apóstolo Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder Deus, tem tentado comprar uma emissora de TV, mas não consegue prosseguir com as negociações por falta de garantias de pagamento.
Valdemiro Santiago não consegue comprar TVs por falta de garantiasO religioso já tentou comprar a Rede 21, do Grupo Bandeirantes, onde aloca 22 horas diárias da programação. Mas a negociação não foi continuada porque Santiago não conseguiu apresentar algo que garanta o pagamento da dívida.
O mesmo teria acontecido recentemente quando ele tentou comprar a CNT, o jornalista diz que Santiago chegou a fazer uma proposta “bem interessante” aos donos do canal, mas não conseguiu oferecer as garantias bancárias exigidas.
A CNT contratou uma empresa especializada em fusões e aquisições para poder tratar da venda de sua rede de emissoras, sendo assim as negociações serão feitas através desta empresa e não mais com a diretoria do canal.
Vale lembrar que além dessas duas emissoras, o fundador da IMPD também mostrou interesse em comprar a MTV que está para ser vendida pelo Grupo Abril. O canal estaria sendo vendido por R$500 milhões.

GP , VIA GRITOS DE ALERTA

Crescimento da população mundial está fora de controle

Durante o programa Today, da conceituada rede de TV inglesa BBC deste final de semana, o conceituado naturalista e jornalista David Attenborough afirmou: “a população mundial está crescendo fora de controle. Desde que comecei a apresentar programas, 60 anos atrás, a população humana quase triplicou”.
Segundo seus cálculos, em 1950, quando começou sua carreira como apresentador, a população mundial era de 2,53 bilhões de pessoas. Em 2013, 63 anos depois, estima-se que a população seja de 7,16 bilhões. Os números confirmam que, de fato, é quase o triplo.
Portanto, se a população continuar crescendo na mesma velocidade, triplicará novamente em 60 anos. Sendo assim, pode chegar a quase 40 bilhões até o final do século 21.
Em janeiro, Attenborough já havia alertado nos EUA que “A humanidade é uma praga sobre a terra”. E fez um apelo para que os governos tentasse limitar o crescimento populacional do mundo.
Crescimento da população mundial está fora de controleJá as projeções da ONU são diferentes, até 2100 seriam menos de 11 bilhões, cerca de 50% a mais do que temos hoje. O motivo é que o crescimento da população deve desacelerar nas próximas décadas, especialmente nos países mais desenvolvidos. A cada dois anos, a ONU publica o documento Perspectivas da População Mundial, que monitora essas tendências.
Sanjeev Sanyal, estrategista global do Banco Deutsche contesta. “Quando vi esses números, percebi que certamente eles estavam errados”, disse. O documento mais recente saiu em junho deste ano.
Por que os bancos se importariam tanto com as projeções de crescimento da população? Isso faz parte de suas previsões e modelos de negócio. Afinal, são necessárias projeções de consumo de energia e de produção de alimentos, que poderiam interferir nos lucros das empresas. Logo, estrategistas como Sanyal examinam estes dados cuidadosamente.
Para ele, as projeções da ONU são “difíceis de entender”. “Se você olhar para as taxas de fertilidade em grandes partes do mundo, baseadas no número de filhos que uma mulher tem ao longo da vida, verá que elas estão abaixo do que seria necessário para substituir a população”, afirma.
Nesse momento entra em questão o que se chama de “taxa de substituição”, que considera o número de nascimentos e de óbitos a cada ano. “Grande parte dos países da Europa, Japão e grandes países, como a China e Brasil, não produzem os esperados 2,2 ou 2,3 bebês por mulher. Algumas nações estão muito abaixo dessa média. Portanto, é quase certo que estes grandes países verão um rápido declínio de suas populações dentro de algumas décadas”.
Alguns demógrafos acreditam que até 2020 a fertilidade global cairá abaixo da taxa de substituição pela primeira vez na história. O motivo seria por que o mundo está ficando mais rico. Quando as pessoas ficam mais ricas têm menos filhos, tendência percebida nos países mais desenvolvidos, desde os Estados Unidos, passando pela Europa e chegando até a Ásia. Por outro lado, nas partes mais pobres do mundo, principalmente da África subsaariana, ainda persistem os altíssimos índices de fertilidade.
Há uma tendência nos países em desenvolvimento de populações em rápida expansão. Na Nigéria, por exemplo, os atuais 160 milhões devem chegar a quase um bilhão até o final do século. Isso não convence Sanyal. “Os nigerianos certamente irão reconhecer em algum momento, que suas terra estão ficando lotadas e vão parar de ter tantos filhos”, acredita.
Para ele, a população da Nigéria em 2100 será de 600 milhões. Também crê em um crescimento menor nos dois maiores países do mundo. Prevê que a população da China será 60 milhões menor e na Índia, 100 milhões aquém das previsões da ONU.
Obviamente, questões como imigração são mais difíceis de prever. De modo geral, Sanyal aponta para a população mundial em torno de 8,7 bilhões por volta de 2050, mas caindo para cerca de 8 bilhões até o 2100. No total, seria apenas um bilhão a mais do que temos agora, uma grande diferença para os 11 bilhões apontados pela ONU.
Embora seja impossível determinar como o mundo que vivemos estará no final do século, alguns elementos são facilmente identificáveis. Caso se confirme essa superpopulação, algo que já pode ser verificado na China e na Índia, o resultado é o crescimento da pobreza. Com isso, surgem consequências como proliferação de doenças, escassez de comida e de recursos hídricos. Consequentemente, aumenta-se a expectativa de guerras pelo controle desses bens.
O Centro de Diversidade Biológica dos EUA mostrou que a maioria das pessoas acreditam que o crescimento desordenado da população provocaria aquecimento global. Com informações de  Gospel Prime ,  BBC e Usa Today.

Líderes evangélicos advertem sobre o "colapso dos valores bíblicos"

Este mês duas declarações fortes de líderes influentes foram amplamente divulgadas pela imprensa evangélica. De um lado, o teólogo e pastor batista Russell Moore, da Convenção Batista do Sul, uma das maiores denominações do mundo, com cerca de 16,5 milhões de membros. Do outro, o escritor e pastor Mark Driscoll, fundador da igreja Mars Hill e da Atos 29, ministério de missões e Resurgence, de treinamento para líderes.
Eles representem movimentos evangélicos diferentes, Moore é um batista tradicional e Driscoll um dos mais conhecidos da “nova geração” que surgiu este século. Contudo, a conclusão de ambos é assustadora.
Russell Moore tornou-se duas semanas atrás o presidente da Comissão de Ética e Liberdade Religiosa dos batistas, espécie de braço de política pública da Convenção Batista do Sul. Em seu discurso de posse, desafiou os cristãos a “recuperarem a voz profética da Igreja, começando com uma transformação interna para não perderem de vista sua missão principal”.
Líderes evangélicos advertem sobre o “colapso dos valores bíblicos”Afirmou que existe um “colapso dos valores bíblicos” em andamento e a responsabilidade é dos líderes evangélicos que pararam de pregar o Evangelho e lutar pelos valores tradicionais. Para Moore, os crentes na Bíblia são cada vez mais obrigados a aceitar as imposições dos líderes da nação. O que alivia a pressão sobre eles, mas os faz esquecer que foram “chamados para ser fiéis testemunhas” e que “pertencem a outro reino”.
Em seu discurso, ressaltou que a chamada “guerra cultural” está sendo perdida pelas igrejas que cada vez mais aceitam os valores do mundo, absorvendo o discurso materialista e ignorando que deveriam ser “uma minoria profética”. Ele foi enfático: “Agora temos a oportunidade de nos livrarmos do velho nominalismo obsoleto… a oportunidade de fugir das teologias de esquerda [da libertação] e de direita [da prosperidade]… e voltarmos a nos preocupar em ser a igreja de Jesus Cristo”.
Cobrou ainda que “o cristianismo nominal, meramente cultural, que juntou Jesus ao discurso capitalista de ‘Você pode ter tudo o que sempre quis e o céu também’ deveria estar prestes a ter fim”. Por fim, lamentou que a Igreja de hoje aceita com permissividades ideia que a um século seriam impensáveis, como sexo antes do casamento, divórcio, prostituição e coabitação. E teme que aborto e homossexualidade em breve sejam também incorporados e aceitos. Fez um apelo que a igreja siga mais de perto a palavra do Senhor Jesus, estando dispostos a dar, se necessário, a vida pela “missão que está ancorada na cruz”.
Dias depois, na conferência de liderança Resurgence 2013, Mark Driscoll afirmou enfaticamente: “A igreja está morrendo”. Em um longo texto postado no site do evento que ocorrerá em novembro, alertou que os cristãos precisam mostrar forte determinação diante dos “dias mais escuros que virão logo em seguida”.
“Cristãos estão sendo rechaçados, o casamento gay está legalizado, o trem da história parou de nos conduzir e começou a nos atropelar. A igreja está morrendo e ninguém está percebendo, pois passamos mais tempo criticando do que evangelizando”, dispara.
Clamou para que o povo cristão não fique de braços cruzados nem abandone seus ideais. “Nossa vontade deve ser cada vez mais forte e nossas convicções, cada vez mais claras… Vocês não acham que viemos aqui para ficar ouvindo música cristã até Jesus voltar, não é?”, indaga ele no documento oficial do evento, amplamente divulgado via internet.
No que poderia ser considerada uma “carta aberta aos cristãos”, fez um pedido: “Sigam firmes ao transmitir a ideia de quem é Jesus. Parem de lamber suas feridas. Levantem-se, sacudam a poeira e comecem a trabalhar”.
Embora os dois pastores tenham se dirigido aos evangélicos americanos, o teor de suas colocações pode muito bem servir para reflexão das igrejas cristãs que vivem uma situação bem parecida em outras partes do mundo, inclusive no Brasil. Com informações de GP , Charisma News, Christian Post e CBN.

HIC , HIC , HIC - Caio Fábio diz que deixou de ser evangélico para pregar o evangelho



Caio Fábio diz que deixou de ser evangélico para pregar o evangelho 
Em seu programa na “Vem e Vê TV” Caio Fábio disse que não é mais evangélico e que escolheu deixar de ser, para poder seguir o Evangelho de Jesus e pregá-lo até mesmo para os evangélicos.
O vídeo postado na internet mostra o ex-reverendo presbiteriano dizendo que toma cerveja e gosta de vinho e licores. Sabendo que poderá ser criticado por essas declarações ele diz que a pessoa que se chocar com o fato dele tomar bebidas alcoólicas terá dois trabalhos: “um de ficar e outro de ‘desficar’”.
“A minha religião proíbe impor abstinência às pessoas como Paulo diz”, disse Caio Fábio. “Eu não sou evangélico, ao contrário, eu tive que deixar de ser evangélico para ser do Evangelho de Jesus”.
Ele lembra que já foi o ícone entre os evangélicos e que sempre era procurado para representá-los. “Chegou uma hora que eu concluí que para eu ser útil à Igreja eu precisava sair”.
Caio Fábio lembra que na época muitas pessoas não concordaram com a sua saída e que mesmo depois muitas denominações, incluindo a Presbiteriana, o convidaram para fazer parte e voltar a ser pastor evangélico.
Não querendo mais fazer parte do que ele chama de “cinismo”, Caio Fábio passou a escrever um glossário redefinindo palavras e termos que, em sua visão, os evangélicos fizeram perder o sentido.


VIA GRITOS DE ALERTA / INF. GOSPEL PRIME