terça-feira, 22 de março de 2016

Lei Geral das Religiões é aprovada na Comissão de Justiça e vai a Plenário


Imagem redimensionada

Após sete anos de tramitação, o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 160/2009, que institui a Lei Geral das Religiões, foi aprovado nesta quarta-feira (16) pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). A proposta segue, agora, para votação em regime de urgência no Plenário do Senado.

O texto é apoiado por organizações religiosas, especialmente evangélicas, que querem isonomia em relação ao Estatuto Jurídico da Igreja Católica no Brasil, segundo acordo firmado entre o governo brasileiro e a Santa Sé, em 2008, e ratificado no Decreto 7.107/2010. O relator, senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), recomendou sua aprovação com quase dez emendas.

A proposta assegura o livre exercício religioso, a proteção aos locais de culto e suas liturgias e a inviolabilidade de crença. Também determina o reconhecimento pelo Estado de “formas de vida religiosa não constituídas como organização religiosa”, conforme emenda aprovada na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e mantida por Crivella.

— A proposição significa a reiteração e a consolidação de uma série de dispositivos constitucionais e legais, direta ou indiretamente ligados à vida religiosa, que se encontram dispersos pelo ordenamento jurídico — explicou Crivella ao elogiar o projeto, de autoria do deputado licenciado George Hilton, atual ministro do Esporte.

Entre as normas em vigor reiteradas na proposta, está a isenção de impostos às entidades religiosas, assim como ao seu patrimônio, renda e serviços, desde que relacionados às finalidades essenciais. É ainda assegurado a instituições religiosas assistenciais e educacionais sem fins lucrativos tratamento idêntico ao dado a entidades filantrópicas.

Patrimônio cultural

O texto explicita que o patrimônio histórico, artístico e cultural, material e imaterial, das instituições religiosas é considerado parte relevante do patrimônio cultural brasileiro. Emenda apresentada por Crivella também explicita que as instituições religiosas integram os grupos formadores da sociedade brasileira, “responsáveis pelo pluralismo da sua cultura, crenças, tradições e memória nacionais”, com direito de acesso a recursos previstos em lei de estímulo à preservação de valores culturais.

As organizações religiosas também têm asseguradas pelo projeto a liberdade para prestar assistência espiritual a pacientes internados em hospitais, a presidiários e a internos de estabelecimentos de assistência social e educacional.

O relator na CCJ acatou ainda emenda da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) para que capelães militares de diferentes credos possam prestar assistência religiosa aos membros das Forças Armadas.

Ensino religioso

O ensino religioso, conforme o texto, deve ser facultativo, realizado em horários normais das escolas públicas e deve respeitar a diversidade religiosa. A proposta de lei geral também reforça entendimento, hoje em vigor, segundo o qual casamentos celebrados pelas religiões reconhecidas no Brasil terão efeitos civis, após registro em cartório.

Marcelo Crivella acatou outra emenda da CAE para dispensar manifestações religiosas com participação de músicos, instrumentistas e cantores das obrigações previstas na lei que regulamentou a profissão de músico (Lei 3.857/1960), independentemente de haver vínculo empregatício entre os profissionais e as entidades religiosas.

Fonte: Agência Senado

Igreja Católica francesa é sacudida por escândalo de pedofilia



Um novo escândalo de pedofilia dentro da Igreja Católica francesa pôs contra as cordas nesta terça-feira o cardeal Philippe Barbarin, arcebispo de Lyon (leste), depois de o primeiro-ministro, Manuel Valls, pedir que "assuma suas responsabilidades".

A declaração de Valls, que pediu ao cardeal "não apenas palavras, mas atos", acentuou a pressão sobre o monsenhor Barbarin, uma das personalidades mais influentes da Igreja francesa, acusado por vítimas de padres pedófilos de não ter denunciado estes atos dos quais tinha conhecimento.

"Nunca acobertei o menor ato de pedofilia", declarou Barbarin, pouco depois, em coletiva de imprensa em Lourdes, onde está reunida a Conferência Episcopal Francesa.

O cardeal respondeu a Valls, dizendo que "o primeiro-ministro me pede que assuma as minhas responsabilidades e eu prometo que as assumo", disse, acrescentando que o chefe de governo "conhece melhor do que eu as leis da República" e sabe que se deve "respeitar a presunção de inocência".

Seu advogado, André Soulier, foi enfático ao declarar à AFP: "O que Valls quer? Que se demita? A resposta será não!".

Ao lado de Barbarin, o arcebispo de Marselha e presidente da Conferência Episcopal Francesa, Georges Pontier, foi irônico ao declarar: "admiro o laicismo do nosso país" (na França, a separação entre Estado e Igreja está prevista na lei).

Na segunda-feira, anunciou-se que uma nova ação judicial tinha sido apresentada contra o cardeal, que há um mês está envolvido em outro caso sobre agressões sexuais cometidas pelo sacerdote Bernard Preynat contra jovens escoteiros de Lyon entre 1986 e 1991.

Peyrat, que permaneceu ativo até agosto de 2015, admitiu os fatos e foi denunciado em 27 de janeiro.

Mas suas vítimas apresentaram também uma demanda pela "não denúncia" destas agressões contra vários hierarcas da diocese, entre eles o monsenhor Barbarin.

Agora, outra vítima de um sacerdote pedófilo diferente no começo dos anos 1990, apresentou ação judicial contra Barbarin, acusando-o também de não ter feito nada quando foi informado desta agressão, em 2009.

Sem nomear especificamente o monsenhor Barbarin, a justiça francesa abriu duas investigações a partir destas ações, uma delas por "não denúncia" e outra por "colocar em perigo a vida de uma pessoa".

O cardeal argumenta que foi nomeado arcebispo de Lyon em 2002, isto é, que não era encarregado da diocese no momento dos fatos e que soube dos mesmos muito tempo depois.

O Vaticano pediu nesta terça-feira que seja aguardado o resultado da investigação aberta contra o cardeal francês Philippe Barbarin, arcebispo de Lyon, acusado de ter acobertado um padre pedófilo.

"A justiça francesa acaba de abrir uma investigação. Então acredito que o mais oportuno é esperar o resultado. E, independentemente do resultado, queremos manifestar todo o respeito e estima ao cardeal Barbarin", afirmou em um comunicado o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi.

"Spotlight"

A partir de grandes escândalos em diferentes países, entre eles Estados Unidos e México, a Igreja Católica abandonou a prática denunciada no longa "Spotlight", que acaba de levar o Oscar de melhor filme. Ou seja, limitar-se a evitar o escândalo e a mudar de lugar os sacerdotes implicados.

Charles Scicluna, ex-encarregado da justiça do Vaticano, voltou a afirmar na semana passada que hoje não é mais possível transferir um sacerdote acusado de pedofilia para outra paróquia.

A Igreja francesa já esteve envolvida em um caso similar ao atual. Em 2001, o bispo Pierre Pican foi condenado a três meses de prisão com direito a sursis por não denunciar o abuso de menores por parte de um sacerdote de sua diocese.

Fonte: Clic RBS

Voos para Bruxelas serão desviados para Frankfurt após atentados


Voos para Bruxelas serão desviados para Frankfurt após atentados
O aeroporto de Frankfurt, na Alemanha, se prepara para receber muitos voos que se dirigiam a Bruxelas, na Bélgica, depois que o aeroporto internacional de Zaventem, que atende a capital belga, foi fechado nesta terça-feira (22) após um atentado com duas explosões.
Um avião da companhia aérea austríaca Austrian Airlines foi o primeiro a desviar sua rota para Frankfurt, segundo um porta-voz da Fraport, a sociedade que administra o aeroporto alemão.
Dezenas de pessoas morreram e várias ficaram feridas após duas explosões registradas nesta terça-feira (22) no aeroporto internacional de Zaventem, em Bruxelas, que foi evacuado e fechado.
Além disso, a Fraport afirmou que sete decolagens que estavam previstas em Bruxelas foram canceladas. No entanto, a companhia não quis se pronunciar a respeito das medidas de segurança no aeroporto de Frankfurt, que está no nível máximo de alerta.

Governo fracassa e cristãos ficam cada vez mais expostos à violência na Nigéria


Governo fracassa e cristãos ficam cada vez mais expostos à violência na Nigéria
O Boko Haram é considerado um dos maiores e mais perigosos grupos extremistas da atualidade e sua principal área de atuação está na Nigéria. Com o objetivo de implantar a lei sharia, seus militantes combatem os princípios e legados ocidentais deixados pela colonização britânica no país, na tentativa de construir uma República Islâmica, e para isto, utiliza métodos radicais, como atentados violentos e sequestros de mulheres que, na maioria das vezes, são negociadas como escravas sexuais.
O nome "Boko Haram" vem do árabe e, figurativamente, quer dizer "educação ocidental ou não-islâmica é um pecado". Eles alegam que a educação ocidental incentiva a corrupção do governo, inspira a falta de pudor das mulheres, a prostituição e também os vícios e que, na maioria das vezes, os maus costumes chegam através dos cristãos, daí a perseguição religiosa. Para eles, as mulheres sequestradas têm uma chance de ter uma nova vida como suas escravas, porque consideram que esta seja a vontade de Alá.
"O grupo está cada vez mais capacitado para atacar civis nigerianos da forma mais trágica que se pode imaginar, o que tem sido motivo de constrangimento para o governo de Buhari, já que seus eleitores acreditaram que ele poderia conter as ações violentas do Boko Haram, mas é desanimador ver que os militares nigerianos estão cada vez mais vulneráveis. Se o governo não tomar providências para reforçar a segurança, principalmente dos refugiados deslocados e minorias religiosas, incluindo os cristãos, ainda teremos muitas perdas", comenta um dos analistas de perseguição.
O fracasso do governo explica o motivo pelo qual os cristãos não estão mais otimistas com as palavras do presidente, que fez muitas promessas durante suas campanhas eleitorais. A Nigéria é o 12º país da Classificação da Perseguição Religiosa de 2016 e, apesar do alto grau de perseguição, os cristãos despertaram a se mobilizar no mundo espiritual. "Os líderes não podem desistir, por pior que seja a situação. Estamos em guerra, mas temos a paz de Cristo dentro de nós. Se você, como líder, desistir, o que as outras pessoas aprenderão com você. Seja forte o tempo todo", conclui um líder cristão que não pode ser identificado por motivos de segurança. Ore por essa nação.

VERGONHA: Manifesto evangélico pelo governo do PT

Manifesto evangélico pelo governo do PT, mas nenhum manifesto por um Evangelho sem ideologia política

Um manifesto intitulado “Manifesto de Evangélicos pelo Estado de Direito – Iniciativa do Missão na Íntegra” está circulando entre pastores evangélicos na internet e acabou de chegar às minhas mãos. Claro que, como sua intenção oculta é dar apoio ao barco petista que está afundando, não vou assinar. Mas importantes líderes evangélicos, ao que consta no documento, já assinaram, inclusive Ariovaldo Ramos, Ed René Kivitz e Ricardo Bitun.
Ariovaldo Ramos é o presidente da Visão Mundial, filial brasileira da poderosa e rica organização americana World Vision. Entristece-me ver o dinheiro dos evangélicos americanos sendo investido na propagação ideias da Teologia da Missão Integral no Brasil, através de seu “apóstolo” maior, Ariovaldo.
Ed René Kivitz é um pastor liberal que vem sendo paparicado há anos por igrejas da Teologia da Missão Integral. A mais nova paparicadora é a Igreja da Lagoinha.
Ricardo Bitun é o coordenador dos cursos de teologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Ele é também um dos líderes da ANAJURE, uma entidade jurídica evangélica.
Para ver a lista completa dos nomes de todos os pastores que até agora assinaram o manifesto, consulte este link: http://archive.is/ynD0K
O texto abaixo, que maliciosamente defende o governo do PT, é o conteúdo do manifesto que está circulando em nome da entidade Missão na Íntegra, cujo foco é a promoção da Teologia da Missão Integral. O manifesto, que está circulando entre líderes evangélicos, não tem meu apoio e só está sendo repostado aqui para denúncia. Se a Missão na Íntegra não tem envolvimento com esse manifesto que leva seu nome, favor se comunicar com o Blog Julio Severo. Veja o manifesto no link:
https://docs.google.com/forms/d/1n3f5_gYwg3W9310Wm-_RmPrMRtOTanrGDpaMwOinBCg/viewform?c=0&w=1

Quatro tradutores da Bíblia são mortos por militantes no Oriente Médio

Extremistas islâmicos assassinaram quatro homens que trabalhavam com a tradução da Bíblia no Oriente Médio esta semana. As informações são da Wycliffe Associates, ministério de tradução das Escrituras Sagradas.
Os militantes invadiram o escritório armados, deixando dois tradutores mortos pelos tiros. Outros dois trabalhadores se colocaram à frente do tradutor chefe — que sobreviveu — e morreram na tentativa de se desviar dos golpes com armas.
Os agressores também destruíram todos os equipamentos do escritório, incluindo a máquina de impressão da Bíblia, e queimaram todos os livros e materiais de tradução que estavam no local.
Embora boa parte do material tenha sido perdida, foram poupados os discos rígidos do computador, que contêm em sua memória o trabalho de tradução de oito projetos linguísticos.
A Wycliffe Associates pediu orações pelas famílias dos tradutores assassinados. "Por favor, peça ao Senhor para curar os corações e as feridas da equipe de tradução que passou por esta provação horrível", disse em um comunicado a líder de oração da associação, Mae Greenleaf.
Ela pediu oração pela segurança da equipe e pelo sustento, para que consigam substituir os equipamentos perdidos e prosseguir em sua missão no Médio Oriente.
"Orem comigo pelos assassinos também", acrescentou ela. "Orem por esses, cujos corações são tão difíceis. Ore para que o Senhor abra seus olhos para o que eles fizeram. Por favor, peça ao Senhor para encontrá-los, a cada um, exatamente onde eles estão. Ore para que Ele se mostre misericordioso, que eles conheçam o Seu perdão, Seu amor e Sua paz."

LULA ESTA ENVOLVIDO COM OS TERRORISTAS - PF comprova ligação de Lula com federação muçulmana

De acordo com site O Antagonista, nas buscas feitas pela Polícia Federal em um dos apartamentos de Lula, foi encontrado um documento que mostra a doação de um carro de luxo feita a ele. Ao custo de R$ 170 mil, o Omega Fittipaldi 3.6 foi comprado pela Central Islâmica Brasileira de Alimentos Halal (Cibal-Halal).
Em 22 de março de 2011, Lula foi homenageado com uma placa comemorativa pela Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras), que comanda a Cibal-Halal e tem sede em São Paulo. Na ocasião, o ex-presidente fez um discurso criticando a ação militar da coalizão EUA, França e Grã-Bretanha contra o ditador líbio Muammar Khadafi.
Estavam presentes no local políticos como Fernando Haddad (hoje prefeito de São Paulo) e Gilberto Kassab (então governador do Estado). Também participou do evento Salim Taufic Schahin, dono do grupo Schahin, que foi preso recentemente pela Lava Jato.
Segundo o material divulgado pela Polícia Federal, a doação do Ômega ocorreu no dia seguinte. O autor da doação do veículo zero km a Lula foi o empresário libanês Youssef Bassila Chataqui. Até o momento os advogados do ex-presidente não se manifestaram sobre o assunto e nem foi tomada qualquer iniciativa pelo Ministério Público sobre a doação suspeita e ilegal.
Agora, a Lava Jato quer saber se o automóvel foi “pagamento” em troca de algum benefício concedido a grupos muçulmanos quando o petista era presidente da República. Há registros de Chataqui doando dinheiro para campanhas políticas de outros petistas, como Aloizio Mercadante.
Durante o período que Lula esteve à frente do país, o Brasil estreitou seus laços com os muçulmanos de vários países. Chama atenção a doação de 10 milhões de dólares ao grupo político-terrorista palestino Hamas, além de um terreno para que fosse construída a embaixada da Palestina, a primeira do tipo no Ocidente.
A revista Veja por diversas vezes alertou que existia uma “estreita ligação” entre o Partido dos Trabalhadores e os terroristas islâmicos que vivem no Brasil.
Doação do Omega
Documentos divulgados pela Polícia Federal.
Procurado pelo Gospel Prime, o deputado Marco Feliciano (PSC/SP), afirmou: “Denunciei a construção em Brasília do primeiro consulado palestino do mundo ocidental, mesmo a Palestina não sendo reconhecida como Estado, ao custo de 25 milhões de reais aos cofres do Brasil. Ver Lula agora abraçado com líderes muçulmanos, não me deixa surpreso. O conluio entre o PT e o Foro de São Paulo, ligados a facções islâmicas e governos ditatoriais mostram o porquê devemos pedir não só o impeachment de Dilma, mas também a extinção do PT”.

Plano de expansão islâmica prossegue no país

Embora os dados oficiais do IBGE (2010) digam que existem apenas 35 mil adeptos do Islã no país, líderes muçulmanos alegam ter de um milhão e meio a dois milhões de muçulmanos no país. Recentemente, foi anunciado que existe um projeto para “solidificar” o islamismo no Brasil como a terceira maior religião nos próximos 20 anos, chegando a 20 milhões de praticantes.
número de muçulmanos no Brasil cresceu 29.1% entre 2000 e 2010, segundo o IBGE. Número bem maior que o crescimento médio da população, que foi de 12.3%. A taxa de crescimento é alta, mas não astronômica como garantem seus líderes.
Em 2014, o portal Gospel Prime, divulgou um plano internacional para o envio de mais imãs para a América Latina e a construção de mesquitas com dinheiro vindo da Turquia.
Mazen Mokhtar, presidente para as américas da Associação Muçulmana Internacional, comemorou a “alta taxa” de conversão ao Islã no continente.  Entre os participantes havia emissários do Brasil.
No mês passado, o portal mostrou que como as fronteiras estão “abertas” por causa das Olimpíadas no Rio de Janeiro, o Brasil recebeu a visita do xeique saudita   Muhammad al-Arifi, 45 anos, que veio divulgar o islamismo radical entre jovens e crianças.
Ele fez palestras em São Paulo, no Paraná e em Santa Catarina. Embora proibido de entrar em cerca de 30 países por causa de sua ligação com movimentos terroristas, sua estadia em solo brasileiro não teve problemas.

https://noticias.gospelprime.com.br/pf-ligacao-lula-federacao-muculmana/

Pastor diz que igreja está aberta para Naldo, se ele quiser

Jaime Soares, pastor da Assembleia de Deus de Bonsucesso, igreja da Zona Norte do Rio que era frequentada por Naldo Benny desde antes da...