domingo, 4 de maio de 2014

Menina sequestrada POR RADICAIS ISLÂMICOS na Nigéria diz que reféns sofrem até 15 estupros diários

Uma das meninas sequestradas na Nigéria,  pelo grupo islâmico radical Boko Haram, que conseguiu escapar denunciou que as reféns mais jovens são vítimas de até 15 estupros por dia, segundo o portal local "The trent".
Arte UOL
A menor, uma das dezenas de meninas que foram raptadas em 14 de abril em uma escola de Chibok, no nordeste da Nigéria, afirmou que devido a sua virgindade ela foi entregue como esposa a um dos líderes da seita.
Segundo seu depoimento, os sequestradores obrigaram as meninas a se converterem ao islamismo e ameaçavam degolá-las se negassem fazer sexo ou não seguissem suas instruções.

Após serem sequestradas no colégio, as crianças (dezenas das quais seguem em cativeiro) foram levadas a um campo da milícia fundamentalista na floresta de Sambisa, no estado de Borno, no norte do país e base espiritual e de operações do grupo.

De acordo com organizações de direitos humanos, as menores foram obrigadas a se casar e, em alguns casos, os sequestradores as venderam como esposas por duas mil nairas cada uma (pouco menos de R$ 30).

Entidades como a ONU e personalidades como o prêmio Nobel de Literatura nigeriano Wole Soyinka pediram a libertação das meninas, assim como campanhas pela internet e manifestações em cidades de todo o mundo.

Um grupo de mães das reféns protestou recentemente em frente à Assembleia Nacional da Nigéria para denunciar a falta de informação por parte do governo sobre o caso e exigir mais esforços para o resgate.

O número de menores sequestradas não foi esclarecido. Em um primeiro contato, a polícia informou que 200 meninas tinham sido raptadas, mas depois o exército diminuiu este número para 129. Já os pais das crianças afirmam que 234 estudantes foram feitas reféns.

Além disso, existe confusão sobre o número de meninas libertadas até o momento.

As autoridades suspeitam que o sequestro foi praticado pelo Boko Haram, nome que em língua local significa "a educação não islâmica é pecado".

A milícia radical luta para instaurar a lei islâmica (sharia) no norte da Nigéria, de maioria muçulmana, enquanto o sul do país é predominantemente cristão.

Desde que a polícia matou em 2009 o líder do Boko Haram, Mohamed Yusuf, os radicais mantém uma sangrenta campanha que já deixou mais de três mil mortos.

Com 170 milhões de habitantes distribuídos em mais de 200 grupos tribais, a Nigéria, o país mais populoso da África, sofre múltiplas tensões por suas profundas diferenças políticas, religiosas e territoriais.


AGENCIAS  INTERNACIONAIS

Dilma do PT e Jezabel – O que elas têm em comum?

A história macabra de uma senhora estrangeira que alcança o principal posto que uma mulher pudesse alcançar na administração de Israel e os seus feitos negativos, bem como seu triste fim, tem muita coisa a ver com história de outra senhora de um passado vergonhoso no qual se envolveu em guerrilhas, assaltos a bancos, homicídios e outros feitos inimagináveis não divulgados no meio comum, porém sabido por muitos, se entrelaçam de uma forma muito coerente.
A primeira surgiu em Israel através de uma aliança política em que o rei Acabe tem como objetivo fortalecer as relações entre Israel e a Fenícia. A segunda, também por conveniências políticas e sem preparo nenhum, é posta no maior cargo dessa nação. Jezabel por não ser israelita trás muita confusão no meio de Israel. Dilma, por ter um coração cubano, de onde não deveria ter saído, faz a mesma coisa.
Jezabel, com dinheiro dos impostos do povo israelita, assalaria sacerdotes de deuses estranhos, o que era uma blasfêmia em Israel. Já Dilma, com impostos do povo brasileiro, tem a maior obra de todo seu governo em Cuba.
Jezabel, para satisfazer a Acabe que a colocou no cargo, falsifica documentos, arregimenta falsas testemunhas e até mesmo mata Nabote, um judeu que simplesmente não queria vender sua terra para o governo. Dilma, antes mesmo de ser Presidente, já fazia tudo isso como veio à tona os escândalos da Petrobrás, depois, sem dar explicações ao Congresso Nacional e à imprensa, manda nosso dinheiro para o exterior, principalmente a países comunistas, e é claro, para que esse dinheiro volte de uma maneira desconhecida para financiar sua campanha a reeleição em 2014.
Jezabel persegue com fúria de morte o profeta de Deus que falava pelo bem e prosperidade daquela nação. Dilma, dominada pelo mesmo espírito, persegue, elabora e sancionam leis que dão às mulheres o direito de matar seus filhos ainda no ventre e de toda maneira tenta censurar o direito de expressão da igreja e da imprensa.
Enfim, Jezabel teve um final triste e foi lançada do alto do seu palácio e foi devorada por cães. Graças a Deus e pelo bom andamento do Brasil, as pesquisas já mostram a queda de Dilma e com certeza desocupará o lugar onde nunca deveria ter chegado.



VIA  GRITOS  DE  ALERTA 
Jean CésarServidor Público do Estado de RO, Concluiu o Curso Nível Médio em Teologia (Eetad) e Acadêmico do Curso de Direito no Celji/Ulbra de Ji-Paraná, RO.
Julio Severo

Encontro do PT: gafe e Lula atacando a imprensa de novo, veja o video

ação
 O encontro do PT nesta sexta, 02, em São Paulo, teve pelo menos dois momentos que chamaram atenção. O primeiro, Já no início, foi uma grande gafe, onde a apresentadora chama Lula e Dilma e entra o ex-ministro, Alexandre Padilha, debaixo de gritos exaltando Dirceu e Genuíno.

No segundo momento mais relevante Lula diz que a maior oposição que Dilma vai enfrentar na campanha é da “gloriosa imprensa brasileira” e alerta a presidente que o governo está se comunicando muito mal.
Compartilhe!

http://linkis.com/com.br/jX0I4

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...