quarta-feira, 27 de julho de 2011

AO VIVO AGORA EM www.gritosdealerta.com - Programa VITORIA EM JESUS COM O BISPO ROBERTO TORRECILHAS - DAS 22 HORAS ATÉ AS 23,30

3° WORKSHOP DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS - RIO DE JANEIRO

Caros Pastores!


Constantemente ouvimos que os melhores cantores estão nas igrejas.
Se os melhores cantores estão nas igrejas, por que há tão poucos eventos expressivos fora das igrejas?
É notória a grande dificuldade dos organizadores cristãos em captar recursos e realizar eventos.
A Música Gospel é manifestação cultural. As Leis de Incentivos beneficiam para a realização de eventos gospel.
Na realização de eventos, shows musicais, festivais, gravação de CD/DVD, turnês, espetáculos de teatro, dança, projetos cinematográficos, exposições, literatura, expressões artísticas e culturais ampliamos ainda mais as ações de evangelismo.
Sugerimos a criação de Departamentos de Eventos nas igrejas, com a preparação e capacitação de profissionais ligados a musica, ao teatro, as artes.
Em breve: "Criação e Produção de Eventos", "Captação de Recursos", "Assessoria de Imprensa", Inserção de Projetos pelo SICONV", "Capacitação de Gestores Sociais" e outros workshops.
Com a capacitação técnica é possível sim, realizarmos grandes e muitos eventos expressivos fora das igrejas.

Att,
Verônica Brendler



Propagar a Palavra, realizar eventos que beneficiam a sociedade ou levar a arte e cultura às esferas sociais,
contribuindo para a formação de pessoas conscientes e socialmente ativas, é papel de todo cidadão.



RIO DE JANEIRO

Não visualizando, em anexo os flyers e a Ficha de Inscrição. Ao clicar sobre as imagens abaixo, visualizará o site www.agendaculturalbrasil.com

Workshop - 3 - RIO.jpg





SÃO PAULO

WORKHOP 1 - SP.jpg

Você não pode ficar de fora, agende as datas e invista em você!

Participe! Divulgue!



Igreja Católica pede desculpas a Austrália por retirar 500 mil crianças de seus pais e dar para custódia do Estado

Igreja Católica pede desculpas a Austrália por retirar 500 mil crianças de seus pais e dar para custódia do EstadoUm ano depois de o Premiê Australiano fazer um pedido de desculpas pelos abusos cometidos entre as décadas de 30 e 70, o Vaticano resolveu se retratar com a Austrália pelas cerca de 500 mil crianças que foram tiradas de suas famílias e de hospitais católicos para ficar sob custódia do Estado, onde nos orfanatos os menores acabavam sofrendo abusos e maus-tratos ate serem encaminhados a adoção.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelNa segunda-feira desta semana (25 de julho) o Vaticano convocou seu representante diplomático na Irlanda para consultas, depois que o Premiê Enda Kenny levantou a questão de como a igreja Católica tratou na década de 90 os casos de abusos sexuais a crianças cometidos por padres pedófilos, por na época, Bispos terem sido levados a ocultar os casos ocorridos.
Confira aqui a reportagem exibida pelo Jornal R7:


Fonte: Gospel+
Via Gritos de Alerta.

Massacre da Noruega: Anders Behring Breivik e a Ultra-Direita no Brasil

Depois do massacre na Noruega, cometido pelo declarado cristão Anders Behring Breivik, preocupações começaram a surgir com uma ultra-direita religiosa no Brasil.
Anders Behring Breivik, que se auto declarou um cristão conservador, foi o responsável pelo massacre que deixou pelo menos 76 pessoas mortas na Noruega, um país de maioria protestante.
O Brasil, que tem um dos crescimentos mais rápidos do protestantismo no mundo, apresenta um quadro em que políticos religiosos fazem grande resistência à temas polêmicos e anti-bíblicos, a citar como exemplo, o homossexualismo.
Na defesa de princípios bíblicos tendendo a uma exigência de comportamentos mais puros por evangélicos bem como católicos, alguns associam os casos de assassinatos aos homossexuais no país com um ultra-direitismo religioso. Uma organização gay chegou alegar que o Brasil se coloca entre os país onde mais se matam os homossexuais.
Deputados como Jair Bolsonaro são os primeiros a serem mencionados. Famoso por seu discurso anti-homossexual, em uma entrevista, a Terra Magazine pergunta ao deputado se suas declarações não incitam a violência ou servem de inspiração aos mais radicais.
A revista menciona que ele é frequentemente referido como tendo discurso reacionário, a revista questiona várias vezes se suas declarações não incitam a violência.
Bolsonaro alega que os grupos homossexuais (no Brasil) querem se transformar em uma classe com superdireitos e isso é o que estimula a violência.
Com o foco da questão girando em torno da violência contra os homossexuais, a revista faz relação dos discursos do deputado evangélico com a violência sendo propagada contra os homossexuais.
Condutas como falar de sexo em relações homoafetivas, demonstrações de carinho entre homossexuais em meio público, foram alguns dos pontos das quais Bolsonaro disse que baseia o seu discurso.
O caso foi levantado devido aos recentes eventos de manifestações tanto homossexuais quanto evangélicas, combatendo um ao outro por causa das alegações de direitos pretendidas pelo grupo LGBT.
Em meio à controvérsia um caso ficou marcado, em que um pai abraçado ao seu filho foram agredidos por serem confundidos com homossexuais. O pai teve uma parte de sua orelha decepada durante a agressão.
Alguns blogs, publicando a notícia, agradeceram ao deputado ironicamente por causa de seus discursos anti-homossexuais.
A conversa levantou o polêmico PLC 122, um projeto de lei que visa criminalizar a homofobia pretendido pelo grupo LGBT. Segundo o deputado o projeto afeta a liberdade de expressão e religiosa. Ele apontou que o projeto coloca os homossexuais em situações de privilégios em diversas circunstâncias que levaria uma pessoa à cadeia injustamente.
Atualmente o Brasil tem apresentado uma resistência cada vez maior dentro da política e em setores sociais contra condutas polêmicas consideradas anti-bíblicas.

Morre aos 90 anos o teólogo britânico John Stott


Morre aos 90 anos o teólogo britânico John Stott
John Stott era considerado um dos maiores teólogos e líderes do século XX

Faleceu hoje, na Inglaterra, aos exatos 90 anos e três meses de vida, um dos maiores teólogos evangélicos do século 20, o anglicano John Robert Walmsley Stott, mais conhecido como John Stott.

Stott nasceu em 27 de abril de 1921, em Londres, capital inglesa, filho de Sir Arnold Stott e Emily Stott. Seu pai era agnóstico e sua mãe, luterana, mas que congregava na Igreja da Inglaterra. Em 1938, aos 17 anos, ao ouvir em sua escola um sermão do reverendo Eric Nash, tomou sua decisão para Cristo. Nash foi quem o discipulou.

Stott estudou Línguas Modernas e Teologia em Cambridge, graduando-se com louvor em Francês e Teologia, após o qual foi ordenado ministro pela Igreja Anglicana. Em pouco tempo, destacou-se como um dos maiores líderes cristãos de seu tempo, principalmente depois de liderar, juntamente com o evangelista batista norte-americano Billy Graham, a célebre Conferência de Lausanne, em 1974, que reuniu as principais lideranças protestantes no mundo e influenciou inúmeros líderes cristãos ao redor do globo. Ele foi um dos principais autores do Pacto Lausanne, em 1974. Em 2005, a revista Time classificou Stott entre as 100 pessoas mais influentes no mundo, e em novembro de 2004, o colunista David Brooks, do jornal The New York Times, disse sobre ele: “Se os evangélicos pudessem eleger um papa, Stott é a pessoa que eles escolheriam”. Billy Graham o considerava “o clérigo mais respeitado do mundo”.

Stott escreveu mais de 50 livros, traduzidos para dezenas de línguas, inclusive coreano e chinês. Suas obras mais populares, que se tornaram best-sellers, são “Cristianismo Equilibrado”, publicado no Brasil pela CPAD; e “A Cruz de Cristo”.
Redação CPADNews
Via Gritos de Alerta

Melhor que a Disneylândia

 



BOICOTE ITALIANO PARA 2014 GANHA FORÇA!



 

EM ROMA, CARTAZES ANUNCIAM QUE COMPETIÇÃO ESTÁ “MANCHADA DE SANGUE ITALIANO” APÓS LIBERDADE DE CESARE BATTISTI

Na Itália é cada vez mais forte a campanha para que a seleção do país boicote a Copa do Mundo de 2014, que será disputada no Brasil. O motivo é a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de ter libertado o ex-ativista
italiano Cesare Battisti, no início deste mês. Nesta terça-feira apareceram cartazes nas ruas de Roma pregando o boicote da Itália à Copa do Mundo de 2014 e afirmando que o evento está “manchado pelo sangue italiano”. Muitos dos cartazes trazem o emblema oficial da competição com manchas vermelhas e sangue escorrendo.
Battisti havia sido condenado à prisão perpétua na Itália, acusado de quatro assassinatos que ocorreram no final dos anos 70, quando ele era integrante do grupo Proletários Armados pelo Consumismo (PAC). No último dia de seu mandato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contrariou o pedido do governo italiano de extraditar o ex-ativista, mantendo-o então no País. No início deste mês, o STF concedeu a liberdade definitiva de Battisti,
causando grande revolta entre os italianos. Recentemente, a dupla brasileira Allison e Emanuel foram alvos de protesto em jogo disputado em Roma, válido pela Copa do Mundo de Vôlei de Praia. Os torcedores atiraram laranjas na dupla, pelo mesmo motivo.

Igreja Mundial : Valdemiro Santiago pagará R$300 milhões ao SBT por horários em algumas madrugadas

Igreja Mundial: Valdemiro Santiago pagará R$300 milhões ao SBT por horários em algumas madrugadasApós longos meses de negociações, a emissora televisiva SBT deu um sinal de que poderá vender parte de sua programação a Igreja Mundial da Graça, a qual tem como líder o Apóstolo Valdemiro Santiago.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelSegundo a coluna de Ricardo Feltrin na Folha Uol, o valor que a emissora aceitou foi o de 3oo milhões de reais por ano, cerca de 25 milhões de reais por mês. Um dos motivos para o grande prolongamento das negociações é que a Igreja Mundial já havia aceitado pagar esse valor desde 2010, quando as negociações começaram, mas exigia todas as madrugadas da emissora. Já o SBT não aceitava vender todas as madrugadas e queria apenas quatro horas diárias, de 2 às 6 da manhã de segunda a quinta. Após muita negociação e boatos ao que tudo indica a proposta de Silvio Santos foi aceita pela denominação.
Cansado das tentativas de negociações frustradas com os executivos da emissora, o apostolo Valdemiro Santiago, que já tem um horário inserido na programação da TV Band e na afiliada Rede 21, chegou a tentar várias vezes conversar diretamente com Silvio Santos para enfim finalizar o negócio, mas o empresário sempre conseguiu dar um jeito de fugir.
A Igreja Mundial do Poder de Deus paga entre R$ 4 milhões e R$ 6 milhões para a Band e o Apostolo Santiago tem pressa em fechar contrato com a SBT, justamente por ela ser uma emissora muito mais abrangente, com um publico bem maior do que a atual casa onde são exibidos as programações da Igreja.
Ao serem procurados pela imprensa, Valdemiro Santiago e Silvio Santos preferem não falar sobre a situação.
Já o colunista da Veja Lauro Jardim afirma que o valor negociado seria de R$8 milhões ao mês e não 25 como Feltrin afirma, mas ressalta que a emissora estaria querendo o pagamento de três meses adiantados, o que seria praticamente o mesmo valor relatado pelo colunista da Folha.

Gritos de Alerta .
com informações do G+

Bispa Franciléia dá dicas sobre a felicidade no casamento.



“ Mulheres , sede vós, igualmente submissas a vosso proprio marido, para que , se ele ainda não obedece à palavra, seja ganho, sem palavra por meio do procedimento de sua esposa, ao observar o vosso honesto comportamento cheio de amor. “ 1Pe 3.1-2

O casamento é um relacionamento, tanto espiritual como físico; por isto quando uma mulher de Deus se casa com um homem não cristão, ela traz problemas espirituais para o relacionamento! E imprescindível que aprendamos a admitir que só o Espírito Santo pode mudar o nosso cônjuge, seja qual for seu tipo de homem. Somente o Espírito Santo pode transformá-lo.

Muitas mulheres tem arruinado a esperança de ser feliz, determinando a si próprias a responsabilidade de mudar seu cônjuge – o homem com quem se casam. O Senhor e quem tem que ganhar seu coração para que ele se torne autentico homem de Deus; isto é, a mulher não pode manipulá-lo.

Muitas mulheres tem derramado lagrimas de dor e humilhação por sofrerem tanta injustiça por parte do homem que amam. Elas desconhecem a força que têm ou então subestimam o poder de Deus que há dentro delas.

Muitas até oram, jejuam; outras fazem sacrifícios na igreja mas não vêem resultado. Não adianta se sacrificar na igreja se você não age com sabedoria na própria casa; se já chega gritando com os filhos, discutindo com o marido, exigindo coisas dele e pondo tudo a perder em vez de ganha-lo para Jesus com palavras de amor e fé. Como diz o ditado popular: “Põe tudo por água abaixo.” Dessa forma como Deus vai agir? Ele fica impossibilitado de falar com seu marido, que sem perceber, vai criando barreiras que o impedem de se converter ao Senhor Jesus.

Mulheres com este tipo de problema devem pedir sabedoria e orientação a Deus para administrar o casamento e o lar, em vez de fazer sacrifícios de tolo. E tenha plena certeza que Deus lhe dará direção certa para conduzi-los ao Senhor Jesus. Deus quer que todo casal tenha espírito de união, mas isso só pode acontecer se estivermos dispostas a servir, ceder e suprir as necessidades um do outro.



Fonte .www. impd.org.br  Bispa Franciléia Oliveira

Via Gritos de Alerta .

Traição: separação ou perdão, qual a sua decisão?

Muitas mulheres casadas, ao serem traídas por seus maridos procuram aconselhamento sobre o que a Bíblia diz a respeito e o que elas devem fazer.
Aqui, vou expor meu pensamento sobre adultério e divórcio.
Segundo a vontade perfeita de Deus, nenhum casamento deveria ser desfeito, como Jesus fala quando questionado pelos fariseus que Deus uniu o homem e a mulher e sendo os dois uma só carne não deve haver separação no que Deus juntou, porém, pela dureza dos corações Móises autorizou que houvesse o divórcio desde que acontecesse o adultério (Mateus 19:3-11).
Diante disto percebo que a luz da Bíblia e da vontade de Deus é que a mulher tenha o seu marido e vice-versa, se houve traição, o que traiu cometeu um pecado que trará consequências, porém cabe ao que foi traído, no caso desse texto, às mulheres, decidirem o que fazer.
Opção 1 – Separação.
Provavelmente essa é a decisão que vem primeiro ao pensamento de quem foi traído. -Vou me separar! posso imaginar a pessoa repetindo isso para sim mesma inumeras vezes… ora chorando, ora com raiva, ora gritando.
A opção pela separação não configura pecado, pois está escrito que poderam se separar nesse caso. Mas, mesmo com toda a humilhação sofrida acredito que essa decisão merece ser vista e revista várias vezes pois mudará a vida dos dois e se tiverem filhos, dos filhos também.
Frutos dessa opção:
dor, sofrimento prolongado, rancor, mágoa. A pessoa pode tentar recomeçar uma vida nova, mas não será a mesma coisa. Uma separação traz uma dor tão ou mais forte que a dor gerada pela traição.
Filhos de um casamento destruido geralmente sofrem complexos de rejeição, tem dificuldades para se relacionar.
Opção 2 – Perdão
Ó opção difícil de ser tomada essa, PERDOAR.
Você pode se perguntar.. como assim perdoar? Ele me traiu, não tem perdão. Eu posso te dizer sem sombra de dúvidas que tem perdão sim! E em um caso como esses o perdão vai além de uma frase o perdão tem o poder de reconstituir o casal e a família.
Perdoar alguém que você ama e que te causou dor não é simples, não é rápido e nem fácil, é demorado, é doloroso, custa tempo, dedicação de ambos e um esforço quase sobre humano para superar e seguir a diante. Mas Deus não nos dá um peso maior do que o que suportamos carregar.
Nesses casos, perdoar não é permanecer casada e viver amargurada, triste, rancorosa, magoada com seu marido, deixando de fazer sexo, de lhe dar atenção e carinho. Isso não é perdão. É um tipo de separação.
Perdoar é enfrentar de frente a dor e junto com seu marido escrever uma nova história de amor mais forte que a anterior, em bases sólidas de respeito, lealdade, carinho, cumplicidade, fidelidade. Perdoar aqui é lançar no mar do esquecimento do Senhor a traição e não ir lá com um anzol pescá-la. É recomeçar a sua vida e de sua família, sem hipocrisia, mas fazendo tudo o que estiver ao alcance dos dois para se manterem unidos no amor de Deus.
Frutos dessa opção:
Testemunho do poder do perdão que vem de Deus. Família restaurada que certamente servirá de exemplo para tantas outras. Conhecimento do amor num outro nível. Vida alegre, sem ressentimentos, quebra de cadeias de ódio e rancor.
Filhos entendendo e vivenciando princípios bíblicos.
Lembrei agora de uma música muito antiga da Cristina Mel que diz assim:
“Quando tudo anda bem o mar é de rosas, feições logo se revelam sempre a sorrir. Meros fatos escolhidos, razões pra se encantar. Mas quando alguém te ferir ou te desagradar não te deixes abater. Mostre o DEUS que há em ti”
Sabe qual o DEUS que há em ti minha irmã, meu irmão? É o Deus que perdoou nossos pecados, é o Deus que vem perdoando nossos pecados desde Adão e Eva, é o Deus que perdoou Davi quando ele cometeu adultério e assassinato, é o Deus que mandou seu Filho Jesus para nos libertar, redimir e nos salvar.
Portanto, concluo que a decisão de perdoar uma traição é a decisão de seguir o exemplo de Jesus ou não.


 Paula Brites

Pornografia, Traição e Sexo no Meio Evangélico

jovens crentes
Traição
A pesquisa “O Crente e o Sexo” revelou que entre os evangélicos pesquisados, 11,96% das mulheres, disseram que já traíram, enquanto para os homens a porcentagem foi de 24,68%. A pesquisa mostrou ainda que entre as diferentes denominações, a maior porcentagem dos que já traíram pertenciam aos grupos dos Neopentecostais (26,51%), depois Batistas (22,47%), Pentecostais (21,43%) e por último os Reformados (19,41%).
Para falar sobre as altas porcentagens na questão da traição entre evangélicos,  a pesquisa apontou que há um problema relacionado às Igrejas neopentecostais. Segundo ele, essas Igrejas não pregam efetivamente o pecado e há um número crescente de pessoas nelas.
“E ela [a Igreja Neopentecostal] tem levado somente uma mensagem de autoajuda de teologia da prosperidade. Desta forma tem sido indiferente para esses novos crentes, que tem recebido a palavra na Igreja neopentecostal e não tem tido o devido discipulado.”
Para o pastor “Há uma diferença entre evangelizados e discipulados pelo nome de Jesus.”
Apesar de não haver tido uma diferença grande entre uma denominação e outra, ele diz que “acredito que o grupo neopentecostal e a influência deles tem feito uma diferença muito grande nos últimos tempos.”
Pornografia
O Bepec encontrou também dados surpreendentes sobre pornografia nas perguntas sobre atividades sexuais, em que 32% dos entrevistados responderam ver pornografia pela internet, 12,51% pornografia na televisão, DVD ou cinema, 2,97% pornografia em revistas.
 
Segundo especialistas da área de psicologia “o processo começa pelo visual.” Ele particularmente acredita que “a grande porcentagem de traições seja devido a essa exposição à pornografia na internet e também na TV.”
Da se  a entender que o homem é mais vulnerável nesse sentido: “E como eu disse, o homem, ele é homem em todos os credos.” Particularmente com relação aos homens, a solução seria que ele se ajustasse a uma mensagem da palavra que deixasse claro o que é pecado, e a questão da pornografia.
O agravante nessa questão no meio evangélico, ele disse que é o fato de não haver muitas pregações e ensinamentos nesse sentido dentro das Igrejas, em que ele alerta: “A mensagem do Evangelho diz para nós fugirmos da aparência do mal.”
O pecado é tanto o visual quanto o consumado, apontou ele. “A Bíblia diz que a lascívia, a sexualidade, é pecado. Na carta de Pedro e em Apocalipse encontramos, que não entrariam no Reino as pessoas que tais coisas praticam.”
Novos Crentes
Ele aponta que hoje em dia há uma quantidade muito grande dos chamados “novos crentes.” Segundo Fernandes, eles não tem um conhecimento puro bíblico que os leva a decisões como a virgindade e santidade.
Igrejas Evangélicas
Há Igrejas no Brasil que falam sobre ensinamento da "corte" onde o casal é ensinado e monitorado por sua liderança para ter uma segurança maior na questão do sexo antes do casamento, ele apontou. “Trata-se de um namoro santo.”
Entretando, a Igreja tem que superar o fato de que uma quantidade muito grande de jovens já vem para a Igreja acostumados com a prática sexual.
Mas ele enfatiza novamente que a mensagem do Evangelho é de que “devemos fugir da aparência do mal. Devemos praticar a santidade em todas as áreas de nossas vidas, no casamento, no namoro e no noivado.”
Assim, ele aconselha que as Igrejas tenham mais seminários e busquem pessoas especializadas nesta área sexual, de casamento e relacionamento. E tragam para as suas Igrejas os ensinamentos conforme as escrituras.
Dia dos Namorados
Com relação ao dia dos namorados para os jovens, ele disse: “a Bíblia diz que nós colhemos o que plantamos se nós plantarmos uma vida de fidelidade e santidade com certeza a colheita em todas as áreas de nossa vida serão melhores. A palavra de Deus é o nosso norte.”
Mensagem para o dia dos namorados: “Os jovens que se guardarem e se mantiverem virgens antes do casamento serão galardoados por Deus e cobertos de bênçãos.”

Via Gritos de Alerta

HOJE A PARTIR DAS 22 HORAS - PREGAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS E A ORAÇÃO DE PODER - www.gritosdealerta.com com o Bispo Roberto Torrecilhas

Aline Barros e Lançamento da Bíblia: Minhas Histórias Favoritas

aline-barrosNo mês de setembro a editora Mundo Cristão faz o lançamento de mais uma obra. Trata-se do livro infantil "Bíblia: Minhas histórias favoritas", de autoria de Aline Barros, que é cantora gospel e pastora da Igreja Evangélica Internacional Zona Sul.
Aline Barros
A coletânea de histórias foi escolhida pela própria Aline e são as preferidas dela. Com texto de fácil compreensão, os acontecimentos bíblicos são contados de maneira simples, clara e carinhosa. Além de serem totalmente ilustrados.
Ela já é autora de outros livros como “Fé e Paixão” e “Muito mais que um sonho”, que escreveu em parceria com seu marido, Gilmar Santos.
 
Atualmente, Aline, que está grávida de uma menina e já é mãe de um menino. Ele vem desenvolvendo projetos para o público infantil desde 2005. O primeiro foi o CD, intitulado Aline Barros & Cia. Atualmente já são três CDs especialmente para os pequenos.
“Falar com criança é fantástico. Porque, quando elas gostam, gostam de verdade”, disse para o Terra.
A declaração reflete o sucesso junto a esse público.
Aline já vendeu cerca de 290 mil DVDs para as crianças e há cinco meses está entre os dez maiores vendedores de CD do país, segundo a Associação Brasileira de Produtores de Discos.

MAIS ESSA AGORA - Governo cria "pedágio" para tentar subir cotação do dólar

Em mais uma tentativa de evitar a desvalorização do dólar, o governo decidiu sobretaxar as operações do mercado financeiro relacionadas ao mercado de derivativos. De acordo com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, a ideia é criar uma espécie de "pedágio" sobre os especuladores, que tentam ganhar dinheiro em operações que derrubam a cotação da moeda americana.

- Estão apostando que o dólar vai desvalorizar e ganham quando isso acontece. O pessoal nem pôs o dinheiro, mas é como se estivessem vendendo dólar, valorizando o real. Estamos estabelecendo um IOF [Imposto sobre Operações Financeiras] sobre posição vendida que ultrapassar a posição comprada. Dessa maneira, estaremos penalizando, cobrando um pedágio das exposições vendidas em excesso.

A medida provisória, publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (27), estabelece que operações no mercado de derivativos que ultrapassem a posição comprada terão de pagar 1% de IOF por essa exposição a mais. Ou seja, se um operador fizer uma operação de US$ 1 bilhão, mas tiver apenas US$ 500 mil, terá de pagar o imposto sobre essa diferença.

A medida também estabelece que a alíquota poderá atingir até 25% sobre as operações a critério do CMN (Conselho Monetário Nacional), formado pelos ministérios da Fazenda e do Planejamento, além do Banco Central.

Os derivativos, como o nome diz, representam investimentos financeiros que são fruto de outras aplicações. O rendimento de um derivativo está vinculado a uma variável econômica, como a taxa de câmbio, a taxa de inflação, a taxa básica de juros ou ainda o preço do investimento principal.

O conceito de posição de câmbio funciona da seguinte maneira: digamos que um banco começa a operar hoje e não tem dólar na carteira. Um exportador vende US$ 100 para o banco e este fica, portanto, na chamada “posição comprada”. Depois chega um importador para comprar US$ 200. O banco então vende os US$ 100 que tinha em carteira e empresta outros US$ 100 (tomados em outro banco); ele fica, assim, na chamada “posição vendida” – ou seja, fica com uma dívida de US$ 100 pelo empréstimo.

Isso quer dizer que os bancos que estão na “posição vendida”, terão, no futuro, que entregar o dólar que foi vendido ou a variação cambial. Ou seja, estes bancos estão apostando que o dólar vai se desvalorizar, porque, se isso acontecer, na hora da pagar pelo dólar, eles pagarão um valor menor em real do que o que foi entregue ao cliente. Seguindo a mesma lógica, estar “comprado” sinaliza a expectativa de valorização do dólar.
Mantega não soube precisar os efeitos da medida. Para o ministro, o que o governo está fazendo é fechar uma brecha interna para a queda na cotação do dólar, apesar dos eventos internacionais não ajudarem muito.

- Essa medida vai diminuir a posição vendida, certamente. Mas como isso vai influir no câmbio, quanto ou quando, aí é difícil prever. A situação dos Estados Unidos, da Grécia, influenciam também. O dólar está desvalorizado em relação a todas as moedas mundiais.

O dólar sofreu fortes quedas frente ao real desde a última semana, alimentando preocupações com a competitividade das vendas de produtos brasileiros para outros países (exportações). A divisa norte-americana está no menor patamar em mais de 12 anos e meio diante do impasse sobre a dívida dos Estados Unidos.

Na última terça-feira (26), o dólar à vista fechou a R$ 1,53, em queda de 0,35% no dia.


R7

Castidade entre jovens: modismo ou nova realidade?

Castidade entre jovens: modismo ou nova realidade?

Blogs que propagam esse mandamento somam mais de 50 mil seguidores
Nos últimos tempos, uma rede de blogs e sites de jovens em busca de relacionamento cristão e uma vida mais próxima de Deus ganharam notoriedade nas mídias sociais.

Blogs como “Não Morda a Maçã”, “Eu Escolhi Esperar”, “Cabeça Jovem” e “Sai do Muro” somam mais de 50 mil seguidores, mas será que essa idéia é seguida na prática ou apenas um modismo entre os jovens na internet?

Para o Pastor Nelson Júnior, idealizador do “Eu Escolhi Esperar”, o movimento é muito mais do que uma moda. Coincidentemente na noite em que o programa da TV Globo “Profissão Repórter” exibia o comportamento sexual desenfreado dessa geração, o tag #GeraçãoEscolhiEsperar estava nos Twitter Trends como um dos assuntos mais falados do Brasil.

“Há uma geração promíscua e libertina, mas também há milhares e milhares de jovens nessa nação que estão se separando para Deus. Dizendo ‘não’ ao império mundano e ‘sim’ para a vontade de Deus”, afirma Nelson.

O blog “Não Morda a Maçã” discute assuntos como namoro cristão, vício em pornografia e estudos bíblicos. “Comecei a ler o blog há seis meses e já sinto as mudanças no cotidiano, passei a me valorizar como filha do Rei e a entender como levar esse Evangelho de amor a outras amigas que hoje lêem o blog comigo”, afirma Luciana Oliveira de 22 anos.

Para Nelson o que está acontecendo nas redes sociais é um reflexo de uma nova geração que está se levantando no Brasil. Segundo ele, milhares de jovens já tomam a decisão de guardar suas vidas, ou esperar, independentemente do que leem na Internet. O pastor também afirma não acreditar que todos que seguem o blog obedecem suas propostas.

Ele explica: “Um monte de gente vai à igreja e não muda. Vamos expulsá-las da igreja? Não. Da mesma maneira com o blog. Vamos continuar pregando, crendo que estamos lançando sementes, crendo no poder transformador da palavra. Essas pessoas podem vir a ter uma experiência num ambiente favorável.”

Gritos de Alerta

Vlll SEMINÁRIO DE INTERCESSÃO - ROMPENDO ACOM OS LIMITADORES DO PODER DE DEUS EM MIM

HOJE A PARTIR DAS 22 HORAS , CULTO NO SEU LAR - LOUVOR E PALAVRA DE DEUS - www.gritosdealerta.com - Com Bispo Roberto Torrecilhas

Comunidade cristã continua a enfrentar perseguição


   
 
Muçulmanos reunidos para protesto contra igreja  
 A Igreja Cristã da Indonésia (Gereja Kristen Indonésia, GKI) – denominação cristã protestante com forte presença na comunidade local, na Ilha de Java – continua sua luta por seus direitos e justiça, contra o assédio das autoridades civis em Bogor.

Na região há tensões muito intensas entre os grupos extremistas islâmicos do país, como a Frente dos Defensores Islâmicos (FPI), e as comunidades cristãs.

A GKI há muito tempo recebeu a aprovação regulatória para construir igrejas em Bogor. Mas a realização do trabalho é dificultada pelos militantes islâmicos, assim como a posição do  prefeito de Bogor, Diani Budiarto, que emitiu uma revogação da licença da igreja.

Segundo os membros da igreja, o prefeito “se recusa a executar uma ordem do Supremo Tribunal Federal para que a justiça seja restabelecida em Bogor”. A GKI reclama da hostilidade e do abuso de poder por parte das autoridades civis e lançou um apelo à agência Fides, lançando um “SOS”, e afirmando que a crescente tensão religiosa poderá trazer um risco de perseguição em massa aos cristãos.

A falta de intervenção das autoridades pode aumentar ainda mais a violência dos militantes islâmicos, que estão tentando impedir as reuniões da igreja, segundo a GKI.

Na última reunião do conselho da cidade, em Bogor, realizada em 15 de julho, alguns representantes falaram, e lançandoram intimidações e ameaça de mobilizar multidões contra os cristãos da GKI.

No entanto, segundo a GKI, ninguém quis ouvir as explicações dos cristãos, levantando a voz para proteger os legítimos direitos delesos cristãos ou reconhecendo o veredito do Supremo Tribunal Federal da Indonésia.

Tradução: Lucas Gregório



Fonte: Persecution
 

Noruega - Um cristão terrorista?



noruega
Enquanto dois terríveis atentados abalaram a Noruega, um suspeito foi identificado e preso. E  só porque este homem  apresentava o "cristrianismo" como sua religião em seu perfil no Facebook, alguns jornalistas correram para um amálgama injusta e perigosa! Aqui está o que ouvimos: "Um ataque de um cristão conservador ..." "Um cristão fundamentalista explodiu uma bomba e atirou nas pessoas ..."
Como cristãos, estamos compadecidos com o sofrimento dos noruegueses. Nós, assim como todos, estamos chocados com essa tragédia. Oramos pelos enlutados e os países afetados. Os cristãos são totalmente contra a violência. Eles acreditam que deve-se amar seus inimigos e abençoar aqueles que perseguem ou maltratem, de acordo com o ensinamento de Jesus. Ser  um terrorista cristão  é totalmente incompatível com Jesus.

EU SOU CONTRA A VIOLÊNCIA E CONTRA OS PROMOTORES DELAS .

Bispo Roberto.

Polícia investiga se morte de romeira em MG tem relação com Santo Daime Corpo da mulher de 52 anos foi encontrado nesta segunda-feira (25). Ela morreu durante romaria para Aparecida (SP) e integrava seita religiosa.

A Polícia Civil investiga se a morte de uma mulher de 52 anos no Sul de Minas Gerais tem relação com o consumo do chá alucinógeno conhecido como Santo Daime. Segundo a polícia, o corpo da aposentada foi encontrado em uma mata na zona rural de Sapucaí-Mirim, na mesma região do estado, nesta segunda-feira (25).

Segundo as investigações da polícia, a mulher desapareceu no sábado (16) durante uma caminhada com um grupo que faz uso do chá em cultos. Cerca de 70 integrantes da seita seguiam de Camanducaia para o Santuário de Aparecida, em São Paulo. A mulher era procurada pela família há cerca de uma semana.De acordo com informações da família da aposentada à polícia, ela fazia a peregrinação de Camanducaia a Aparecida por dentro da Serra da Mantiqueira todos os anos. A família teria sido avisada do sumiço da mulher dias após a volta do grupo e as buscas começaram seis dias depois do desaparecimento.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o corpo da mulher não apresentava sinais de queimadura, nem de violência. A polícia aguarda o laudo da perícia para saber o que causou a morte dela. O resultado deve ser divulgado na próxima semana.

Fonte G1
Via Gritos de Alerta

Pastor chama esposa de 'gostosona' em oração em evento automobilístico


O pastor Joe Nelms resolveu colocar um pouco de pimenta na oração que fazia na abertura da prova da Nascar, famosa categoria automobilística americana, em Nashville (Tennessee, EUA).

A oração do líder religioso de uma igreja batista de Lebanon começou de forma sóbria, pedindo a bênção do "pai celestial". Até aí, tudo dentro dos conformes.

Depois, veio o momento propaganda. E o pastor demonstrou gratidão à GM e aos pneus Goodyear, "por trazerem performance e potência à pista".

Para encerrar com chave de ouro, Joe se voltou para a família. Foi quando ele derrapou:

"Senhor, quero agradecê-lo pela minha esposa gostosona, Lisa, e pelos meus filhos Eli e Emma. Em nome de Jesus. Amém."

Via Gritos de Alerta

HOJE A PARTIR DAS 22 HORAS , CULTO NO SEU LAR - LOUVOR E PALAVRA DE DEUS - www.gritosdealerta.com - Com Bispo Roberto Torrecilhas

Estarei orando por sua vida , familia e ministério .
Deus tem feito maravilhas.

MILAGRES TEM ACONTECIDO.
CURAS .
SALVAÇÃO.
RENOVAÇÃO.
RESTITUIÇÃO .

TUDO EM NOME DO SENHOR JESUS CRISTO

entre em www.gritosdealerta.com
www.gritosdealerta.blogspot.com


Bispo Roberto Torrecilhas

9° CONGRESSO LABAREDAS DE FOGO - EM GOVERNADOR VALADARES

npmzfp.jpg

ENCORAJANDO A SER OVELHA



“O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.”
Sl 23.1

A Bíblia compara a igreja com um rebanho de ovelhas.  O povo escolhido é formado por ovelhas e Deus é o seu pastor. Mas este título de ovelha não foi selecionado por acaso, pois traz verdades profundas da identidade do crente e das suas necessidades espirituais. A sobrevivência da ovelha depende do cuidado do pastor, pois é muito dependente. Sua visão é limitada e a percepção de perigo é zero, não tem senso de direção e se desgarra facilmente. É incapaz de providenciar seu sustento. A sobrevivência da ovelha depende quase que totalmente do cuidado que recebe.

 Precisamos de Deus para sobreviver. Ainda que o crente se comporte de maneira orgulhosa, sua carência pastoral é inerente à natureza de ovelha. A ovelha só vive em bando. Quando uma anda sozinha está desviada. Um crente que vive sozinho está perdido. Lugar de ovelha é no aprisco, e lugar de crente é na igreja. O Cordeiro de Deus morreu para que vivamos em comunidade. Precisamos de Jesus e desejamos o seu cuidado. Somos ovelha e precisamos viver na companhia dos irmãos.

Ore


Senhor Deus, a tua Palavra assegura que tu és o meu supremo pastor. Mas, neste momento, peço pela minha vida como ovelha. Preciso ser mais submisso à tua vontade! Em nome de Jesus.

Suécia começa a resistir à islamização



Para além da Suécia, por toda a Europa se sente um renascer de partidos centrados na identidade e culturas nacionais. Este sentimento popular está a dar força a líderes populares que se manifestam abertamente contra as destrutivas políticas de imigração existentes.
O partido dos Democratas Suecos conquistou 6% dos votos e entrou no parlamento (pela primeira vez) com 20 representantes. Este partido junta-se a outros partidos nacionalistas da Noruega e da Dinamarca na sua luta contra o marxismo multiculturalista.

O grande problema destes supostos partidos de direita é a falta duma espinha dorsal conservadora Cristã. Sem esta moral dentro de si, estes partidos rapidamente se degeneram em partidos racistas e, desde logo, passam a pensar de forma análoga ao socialista Hitler e outros supremacistas raciais afiliados .
O problema com o islão nada tem a ver com a etnia (os muçulmanos não são uma etnia ou uma "raça") mas sim com ideologia. O islão é uma ideologia política que visa destruir os estados democráticos e implantar a lei sharia - a mesma lei que tem mantido os países islâmicos na cauda do desenvolvimento tecnológico, científico e social.
Se os supostos "partidos de direita" focarem-se na etnia/raça, eles desvirtuam-se por completo. Se, por outro lado, eles se restringirem a denunciar os perigos que o multiculturalismo é para a superior civilização ocidental, então podem ser mais bem sucedidos.
Claro que isto são medidas que visam tratar dos sintomas e não da verdadeira causa da doença. A causa da doença que aflige a Suécia, é a mesma para a Inglaterra, a Dinamarca, a Noruega e todos os países que hoje tentam sobreviver: a destruição do Cristianismo.
A ideologia que mantinha os países europeus fortes e saudáveis era o Cristianismo. Uma vez que esses países perderam a fé no Deus da Bíblia (chegando até a lutar para a destruição do Cristianismo), então outras ideologias irão preencher o vazio. Uma dessas ideologias é o islão que tanto mal tem causado ao mundo.
O multiculturalismo é uma ideologia humanista secular e esquerdista que visa remover a influência do Cristianismo como forma de preparar o caminho para o socialismo. Muitas pessoas, desconhecedoras dos verdadeiros e ocultos propósitos, aliaram-se ao multiculturalismo devido a slogans como "tolerância" e "fim ao racismo" e todas essas coisas.
Só que a remoção do Cristianismo na Europa é análogo a fazer buracos num barco em alto mar. Os ideólogos do multiculturalismo sabiam disso; os soldados-rasos (aqueles que de facto têm que viver lado a lado com pessoas que as visam destruir) não sabiam disso, e agora sofrem as consequências.
O fim do multiculturalismo é bom sinal, mas é preciso cuidado com o que vai tomar o seu lugar.

Por Que Não Aceito os Evangelhos Apócrifos

escritura Por Que Não Aceito os Evangelhos Apócrifos
O termo é a tradução da palavra grega euaggelion, “boas novas”, usada a princípio para se referir ao conteúdo da mensagem de Jesus Cristo e dos seus apóstolos. Posteriormente, a palavra veio se referir a um gênero literário específico que nasceu com o Cristianismo no séc. I. Lembremos que o Cristianismo, em termos culturais, ocasionou o surgimento, não somente de novas músicas, mas também de gêneros literários como epístolas e evangelhos.


Esse novo gênero literário tinha algumas características distintas. Incluía obras escritas entre o séc. I e o séc. IV por autores cristãos que giravam em torno da pessoa de Cristo, sua obra e seus ensinamentos. Essas obras reivindicam autoria apostólica ou de alguma outra personagem conhecida da tradição cristã. Reivindicavam também que seu conteúdo remontava ao próprio Jesus.
Existem centenas de “evangelhos” conhecidos. Alguns são apenas mencionados na literatura dos Pais da Igreja e deles não temos qualquer amostra do conteúdo. Outros sobreviveram em fragmentos ou reproduzidos em parte em outras obras, como, por exemplo:
  • Evangelho dos Hebreus
  • Evangelho dos Ebionitas (ou dos Doze Apóstolos)
  • Evangelho dos Egípcios
  • Evangelho Desconhecido
  • Evangelho de Pedro, para mencionar alguns.
Já outros, sobreviveram em cópias completas ou quase, como:
Os Evangelhos canônicos de Mateus, de Marcos, Lucas e de João,
Evangelho de Tomé
Evangelho de Judas
Evangelho de Nicodemus
Proto-Evangelho de Tiago
Evangelho de Tomé o Israelita
Livro da Infância do Salvador
História de José, o Carpinteiro
Evangelho Árabe da Infância
História de José e Asenate
Evangelho Pseudo-Mateus da Infância
Descida de Cristo ao Inferno
Evangelho de Bartolomeu
Evangelho de Valentino, entre outros.
Esses evangelhos são tradicionalmente classificados em canônicos e apócrifos.


Evangelhos Canônicos
Nessa primeira categoria se enquadram somente 4 evangelhos, os Sinóticos e João. Conforme a tradição patrística e da Igreja em geral, eles foram escritos no séc. I pelos apóstolos de Jesus Cristo ou alguém do círculo apostólico. Marcos teria sido o primeiro a ser escrito, no início da década de 60, por João Marcos, que segundo a tradição, registrou o testemunho ocular de Simão Pedro. Ele escreveu aos cristãos de Roma para ajudá-los e fortalecê-los diante das perseguições.
Mateus teria sido escrito em meados da década de 60 por Mateus, o publicano apóstolo, para evangelizar os judeus, a partir do seu testemunho ocular e usando talvez o Evangelho de Marcos como base para a estrutura da narrativa.
Lucas, escrito pelo médico gentio Lucas, convertido ao Cristianismo, que foi companheiro de viagem de Paulo e que freqüentava o círculo apostólico, teria produzido esse evangelho pelo final da década de 60, a partir de pesquisa que fez da tradição oral e escrita que remontava aos próprios apóstolos. Seu objetivo, conforme declaração no início da obra Lucas-Atos, era firmar na fé um nobre romano chamado Teófilo.
Já o Evangelho de João teria sido escrito pelo apóstolo amado por volta da década de 70 ou 80, com aparentemente vários objetivos, entre eles combater o crescimento do gnosticismo. João escreve a partir de seu testemunho ocular, a partir do seu entendimento acerca da pessoa e da obra de Cristo.
Esses 4 evangelhos cedo foram reconhecidos pela Igreja cristã nascente como inspirados por Deus e autoritativos, como Escritura Sagrada, visto que seus autores foram apóstolos, a quem Jesus havia prometido o Espírito Santo para os guiar em toda a verdade (Mateus e João), ou alguém proximamente relacionado com eles (Lucas e Marcos). Assim, eles aparecerem em listas importantes dos livros recebidos como canônicos pela igreja, como o Cânon Muratório (170 d.C.), a lista de Eusébio de Cesareia (260-340) e a lista de Atanásio (367).
Os demais evangelhos, chamados de apócrifos, implicitamente reconhecem a validade do critério canônico da apostolicidade, ao reivindicar para si também a autoria apostólica e o conhecimento de segredos que não foram revelados aos apóstolos.


Evangelhos Apócrifos
O nome vem do grego apocryphon, “oculto”, “difícil de entender”. Esses evangelhos são geralmente classificados em narrativas da infância de Jesus, narrativas da vida e da paixão de Jesus, coleção de ditos de Jesus e diálogos de Jesus.
As narrativas da infância mais conhecida são o Proto-Evangelho de Tiago, Evangelho de Tomé o Israelita, o Livro da Infância do Salvador, a História de José, o Carpinteiro, o Evangelho Árabe da Infância, a história de José e Asenate e o Evangelho Pseudo-Mateus da Infância. Entre as narrativas da vida ou paixão de Cristo mais importantes se destacam o Evangelho de Pedro, o Evangelho de Nicodemus, o Evangelho dos Nazarenos, o Evangelho dos Hebreus, o Evangelho dos Ebionitas e o Evangelho de Gamaliel.
Existem apenas dois que se enquadram na categoria de coleção de ditos de Jesus, o Evangelho de Tomé e o suposto documento Q (quelle, “fonte” em alemão), do qual não se tem prova concreta da existência. Na categoria de diálogos de Jesus com outras pessoas e revelações que ele fez em secreto mencionamos o Diálogo com o Salvador e o Evangelho de Bartolomeu.
Essas obras são chamadas de evangelhos apócrifos por que não são considerados como obras genuínas, produzidas pelos apóstolos ou pelos supostos autores. Além disso, pretendem transmitir um conhecimento esotérico, oculto, além daquele conhecimento dos apóstolos. Em grande parte, esses evangelhos foram escritos por autores gnósticos com o propósito de difundirem as suas idéias no meio da igreja, usando para isso a autoridade dos evangelhos canônicos e dos apóstolos. Alguns deles foram encontrados século passado em Nag Hammadi, norte do Egito.
O Proto-evangelho de Tiago, por exemplo, escrito no século II, que descreve o nascimento e a infância de Jesus e a juventude da Virgem Maria, é  tipicamente uma tentativa de satisfazer à curiosidade popular em torno de coisas não mencionadas nos evangelhos canônicos. A teologia desse “evangelho” é a de um docetismo popular: Jesus tem um corpo não sujeito às leis do espaço e do tempo. O escrito não tem valor como fonte histórica sobre Jesus.
Outro exemplo é o Evangelho da Verdade. Esse não é um evangelho no sentido costumeiro da palavra; é antes uma meditação, uma espécie de sermão sobre a redenção pelo conhecimento (gnosis) de Deus. É atribuído ao gnóstico Valentino, que viveu em meados do século II e por conseguinte, não ajuda em nada a pesquisa sobre o Jesus histórico. Na mesma linha vai o Evangelho de Filipe, escrito antes de 350. É, evidentemente, uma compilação de materiais mais antigos. O texto causou certo sensacionalismo quando da sua publicação, porque sugere uma relação amorosa entre Jesus e Maria Madalena. O Evangelho de Pedro – um fragmento que se conservou – descreve o processo contra Jesus, sua execução e sua ressurreição. Sua cristologia é a do docetismo: aquele que sofre e morre é apenas uma aparição do verdadeiro Jesus, que é divino e por isso não pode sofrer e morrer. Conforme esse evangelho, o corpo de Jesus se volatiliza na cruz antes de subir ao céu.
É preciso dizer que existem vários destes evangelhos apócrifos que foram compostos por autores cristãos desconhecidos, não gnósticos, e que aparentam refletir um tipo de cristianismo popular marginal. A maior parte deles pretende suprir a falta de informação histórica nos evangelhos canônicos, fornecendo detalhes sobre a infância de Jesus, diálogos dele com os apóstolos, informações sobre Maria e demais personagens que aparecem nos evangelhos tradicionais. Em alguns casos, parece que foram escritos para defender doutrinas não apostólicas e que estavam começando a ganhar corpo dentro do Cristianismo, como por exemplo, o conceito de que Maria é mãe de Deus e medianeira. O Proto-Evangelho de Tiago, já do séc. III, explica porque Maria foi a escolhida: por sua virgindade e santidade, e a defende como mãe de Deus e medianeira.
Alguns contém exemplos morais não recomendáveis. Por exemplo, o Evangelho de Tomé, o Israelita, narra diversos episódios em que o menino Jesus amaldiçoa e mata quem fica em seu caminho. Quase todos são recheados de histórias lendárias e bobas, como o Evangelho de Nicodemus, que narra como José de Arimatéia, Nicodemus e os guardas do sepulcro se tornaram testemunhas da ressurreição de Jesus. É um livro cheio de lendas, fantasias e histórias fantásticas.
Os evangelhos apócrifos usaram diversas fontes em sua composição: o Antigo Testamento, os próprios evangelhos canônicos e as cartas de Paulo. Usaram também tradições cristãs extra-canônicas, de origem desconhecida e suas próprias idéias e conceitos.
A Atitude da Igreja para com os Evangelhos Apócrifos
No período pós-apostólico alguns desses Evangelhos chegaram a ser recebidos por um tempo, como leitura proveitosa, como o Evangelho de Pedro, a princípio recomendado por Serapião, bispo de Antioquia em 191 d.C., mas depois, ele mesmo reconhece que ele tem elementos estranhos e o desrecomenda. Assim, nenhum deles jamais foi reconhecido como autêntico e apostólico.
Desde cedo a Igreja Cristã rejeitou estas obras, pois não preenchiam o critério de canonicidade: não foram escritas pelos apóstolos ou por alguém ligado a eles, contradiziam a doutrina cristã, tinham exemplos e recomendações morais e éticas pouco recomendáveis, e seus autores falsamente atribuíram a autoria aos apóstolos, como por exemplo, o Evangelho de Tomé, de Pedro, de Bartolomeu, de Filipe. Além do mais, suas histórias fantásticas acerca de Cristo claramente revelavam seu caráter especulativo e supersticioso, ao contrário da sobriedade e da seriedade dos evangelhos bíblicos. Não é de admirar, portanto, que eles não aparecem em nenhuma das listas canônicas, onde os 4 evangelhos canônicos aparecem.
Aqui cabe-nos mencionar o testemunho de Eusébio em sua História Eclesiástica, ao falar do Evangelho de Pedro, Tomé e Matias:
“Nenhum desses livros tem sido considerado digno de menção em qualquer obra de membros de gerações sucessivas de homens da Igreja. A fraseologia deles difere daquela dos apóstolos; e opinião e a tendência de seu conteúdo são muito dissonantes da verdadeira ortodoxia e claramente mostram que são falsificações de heréticos. Por essa razão, esse grupo de escritos não deve ser considerado entre os livros classificados como não autênticos, mas deveriam ser totalmente rejeitados como obras ímpias”.
Essa postura prevaleceu até a Reforma Protestante e o período posterior chamado de ortodoxia protestante. Com a chegada do método histórico-crítico, filho do Iluminismo e do racionalismo, passou-se a negar a autoria apostólica e a inspiração divina dos Evangelhos canônicos. Os mesmos passaram a ser vistos como produção da fé da Igreja, sem valor real para a reconstrução do Jesus histórico. Dessa perspectiva, os evangelhos apócrifos chegaram então a ser considerados como literatura tão válida como os canônicos para nos dar informações sobre o Cristianismo nascente, embora não sobre o Jesus histórico.
O renascimento do interesse pelos evangelhos apócrifos, em particular, os gnósticos.
A partir da visão crítica defendida pelo liberalismo teológico e pelo método histórico-crítico, em anos recentes os evangelhos escritos pelos gnósticos passaram a receber grande atenção e importância nos estudos neotestamentários das origens do Cristianismo e na chamada busca do Jesus histórico.
Vários fatos têm contribuído para isso. Primeiro, o surgimento do Jesus Seminar nos Estados Unidos, considerada a 3ª. etapa da busca do Jesus histórico iniciada pelos liberais do século XVIII. Um de seus membros mais conhecidos, cujas obras têm sido traduzidas e publicadas no Brasil é John Dominic Crossan. Em sua obra O Jesus Histórico: A vida de um camponês judeu do mediterrâneo de 1991, ele emprega os apócrifos Evangelho de Pedro e especialmente o Evangelho de Tomé para a reconstrução do Jesus histórico. Segundo Crossan, essas duas obras são mais antigas que os Evangelhos canônicos e contém informações importantes que não foram incluídas em Mateus, Marcos, Lucas e João. Essa atitude de Crossan é característica dos demais membros do Jesus Seminar e de muitos outros eruditos neotestamentários, que aceitam a autoridade dos evangelhos apócrifos, especialmente os gnósticos, acima daquela dos canônicos. Aqui podemos mencionar Elaine Pagels, cuja obra Os Evangelhos Gnósticos, recentemente traduzida e publicada em português, vai nessa mesma direção.
Segundo, a publicidade e o sensacionalismo da grande mídia em torno da descoberta e publicação dos textos dos evangelhos gnósticos, como o Evangelho de Judas e de Tomé. A mídia tem difundido a teoria de que a Igreja cristã teria ocultado e guarda até hoje outros evangelhos que remontam à época de Jesus e que contradiriam e refutariam totalmente o Cristianismo tradicional e ortodoxo. A veiculação pela mídia vai na mesma linha de propaganda e especulações anticristãs voltadas mais diretamente contra a Igreja Católica Romana e que acaba respingando nos protestantes, especialmente as igrejas históricas. Em 2004 foi o Evangelho de Tomé. Em 2006 foi a vez do Evangelho de Judas ganhar a capa de revistas populares pretensamente científicas. A ignorância dos articulistas, o preconceito anticristão, a busca do sensacionalismo, tudo isso contribuiu para que a publicação do manuscrito copta do Evangelho de Judas recebesse uma atenção muito maior do que a devida. Em 2007 foi a suposta sepultura de Jesus, uma inscrição antiga contendo o nome de Tiago, irmão de Jesus, e outras “descobertas” arqueológicas, fizeram a festa da mídia em anos mais recentes.
Não se deve pensar que essa atitude é um fenômeno atual. Desde os primórdios do Cristianismo, escritores pagãos como Celso e Amiano Marcelino publicam material atacando as Escrituras e o Cristianismo. Estou acostumado a assistir, anos a fio, a exploração sensacionalista dessas descobertas. Quando da descoberta dos Manuscritos do Mar Morto e das polêmicas e questões inclusive legais que envolveram a tradução e a publicação dos primeiros rolos, a imprensa da época especulava que os Manuscritos representariam o fim do Cristianismo, pois traria informações que contradiriam completamente o Evangelho. Os anos se passaram e verificou-se a precipitação da imprensa. Os rolos na verdade tiveram o efeito contrário, confirmando a integridade e autenticidade do texto massorético do Antigo Testamento.
Terceiro, produções de Hollywood como “O Código da Vinci”, “O Corpo”, “Estigmata”, “A última Ceia de Cristo” que se baseiam nesses evangelhos gnósticos têm servido para difundi-los popularmente.


O Evangelho de Judas
Examinemos mais de perto os dois evangelhos gnósticos que têm atraído recentemente a atenção da academia e do público em geral, que são os evangelhos de Judas e de Tomé.
O Evangelho de Judas preservou-se em um manuscrito copta do século IV, que supostamente conteria uma tradução do evangelho apócrifo grego de Judas, cuja origem é estimada em meados do século II. A restauração e a tradução do manuscrito copta foram anunciados em 6 de abril de 2006, pela National Geographic Society em Washington.
Não se trata da descoberta do Evangelho de Judas. O mesmo já é um velho conhecido da Igreja cristã. Elaborado em meados do século II, provavelmente na língua grega, era conhecido de Irineu, um dos pais apostólicos. Na sua obra Contra as Heresias, Irineu o menciona explicitamente, como sendo uma obra espúria produzida pelos gnósticos da seita dos Cainitas. No século V o bispo Epifânio critica o Evangelho de Judas por tornar o traidor em um feitor de boas obras.
Não se trata também da descoberta de um manuscrito antes desconhecido contendo essa obra. Acredita-se que o único manuscrito conhecido, escrito em copta, foi descoberto em meados da década de 1950 e depois de uma longa peregrinação nas mãos de colecionadores, bibliotecas, comerciantes de antiguidades e peritos, chegou às mãos das autoridades. Sua existência foi anunciada ao mundo em 2004. Trata-se de um códice com 25 páginas de papiro, envoltas em couro, das 62 páginas do códice original. Somente essas 25 páginas foram resgatadas pelos especialistas. A tradução que veio a lume em 2006 é dessas páginas.
O que é de fato novo é a tradução do texto desse apócrifo, texto até então desconhecido. Contudo, o ponto central que a mídia tem destacado com sensacionalismo, já era conhecido mediante as citações de Irineu e Epifânio, ou seja, que esse evangelho procura reabilitar Judas da pecha de traidor, transformando-o em vítima e herói.
Várias matérias publicadas na mídia diziam que Judas Iscariotes é o autor desse evangelho. Contudo, não existe prova alguma disso. Segundo o relato dos quatro Evangelhos canônicos, Judas suicidou-se após a traição. Como poderia ser o autor dessa obra? Irineu, no século II, atribuía a autoria do evangelho de Judas aos Cainitas, uma seita gnóstica. No códice descoberto e agora publicado, não consta somente o evangelho atribuído a Judas, mas duas obras a mais: a “Carta a Filipe” atribuída ao apóstolo Pedro e “Revelação de Jacó”, relacionado com o patriarca hebreu. A presença do evangelho de Judas em meio a essas duas obras apócrifas é mais uma prova da autoria espúria desse evangelho. Chega a ser irritante o preconceito da mídia, que sempre veicula matérias que negam a autoria tradicional dos Evangelhos canônicos, mas que rapidamente atribui a Judas Iscariotes a autoria desse apócrifo.
O manuscrito que agora foi traduzido não data do século II, mas do século IV. Especula-se que é uma tradução para o copta de uma obra mais antiga escrita em grego, que por sua vez dataria de meados do século II. Daí a inferir a autoria de Judas Iscariotes, que morreu na primeira parte do século I, vai uma grande distância. A seita dos Cainitas, segundo Irineu em Contra as Heresias, era especialista em reabilitar personagens bíblicas malignas, como Caim, os sodomitas e Judas. A produção de um evangelho reabilitando o traidor se encaixa perfeitamente no perfil da seita.
Ao final, pesando todos os fatos e filtrando o sensacionalismo e o preconceito anticristão, a publicação do evangelho de Judas em nada contribuirá para nosso conhecimento do Judas Iscariotes histórico e muito menos do Jesus histórico – servirá apenas para nosso maior conhecimento das crenças gnósticas do século II. Não representa qualquer questionamento sério do relato dos Evangelhos canônicos, cuja autoria e autenticidade são muito mais bem atestadas, datam do século I e receberam reconhecimento e aceitação universal pelos cristãos dos primeiros séculos.

O Evangelho de Tomé
Esse Evangelho consiste numa coleção de 114 ditos que Jesus supostamente teria ditado a seu irmão gêmeo, Tomé. Ele faz parte da livraria gnóstica descoberta em Nag Hammadi em meados do século passado. O que temos é um manuscrito copta, tradução de uma versão em grego desse Evangelho, datada do séc. III. Calcula-se que o evangelho original deve ter sido escrito no séc. II.
Não se trata de um evangelho no sentido usual do termo, visto que não contém qualquer narrativa sobre o nascimento, ministério ou paixão de Cristo. Trata-se de uma coleção de ditos de Jesus sem qualquer moldura geográfica, temporal ou histórica que nos permita localizar quando, onde e em que contexto Jesus os teria pronunciado. Calcula-se que foi escrito na região da Síria, onde existem tradições sobre o apóstolo Tomé e onde se sediava a seita dos encratitas, ascéticos que defendiam uma forma heterodoxa de Cristianismo.
Apesar de trazer muitas citações dos evangelhos canônicos, a teologia do Evangelho de Tomé é abertamente gnóstica. Defende a salvação através do conhecimento secreto e esotérico que Jesus revelou a seu discípulo Tomé. Está eivado das dicotomias e dualismos característicos do pensamento gnóstico mais evoluído do séc. II. Trata-se claramente de uma produção dos mestres gnósticos, que se valeram dos evangelhos canônicos e do nome do apóstolo Tomé para divulgar e espalhar suas crenças.
Como reagimos a tudo isso?
Apesar de todos os esforços da mídia e dos liberais, não se consegue provar que os evangelhos gnósticos foram escritos no primeiro século. Eles são produções posteriores aos canônicos e que se valeram dos canônicos como fontes. O maior argumento dos liberais para provar que o Evangelho de Tomé, contendo ditos de Jesus, foi escrito no séc. I antes dos canônicos depende da existência do suposto proto-Evangelho “Q”, a qual nunca foi provada.
O testemunho dos pais apostólicos é unânime em rejeitar esses evangelhos e atribuí-los a falsificações feitas pelos gnósticos com o propósito de espalhar suas ideais e ensinamentos. O conteúdo deles é distintamente diferente dos evangelhos canônicos e da religião ensinada no Antigo Testamento.
As reconstruções do Jesus histórico feitas pelos que dão prioridades aos apócrifos, especialmente os evangelhos gnósticos, deixam sem explicação o surgimento das tradições escatológicas a respeito dele que hoje encontramos nos Evangelhos canônicos. Nem mesmo a tese da “imaginação criativa da comunidade” defendida pela crítica da forma pode explicar satisfatoriamente como um camponês judeu, com idéias e estilo de vida de um filósofo cínico, praticando o curandeirismo entre o povo simples, cheio de idéias gnósticas, acabou por ser transformado no Cristo que temos nos Evangelhos em tão curto espaço de tempo, e ainda com as testemunhas oculares dos eventos ainda vivas.



Por Augustus Nicodemus Lopes

Ministério comemora 100 anos de evangelismo no Vietnã


Ministério comemora 100 anos de evangelismo no Vietnã Hoje há 1,2 milhão de crentes no país
A Igreja Evangélica do Vietnã (também conhecida como Tin Lanh) acabou de celebrar 100 anos de ministério no país comunista. Várias programações foram realizadas para comemorar o centenário da Aliança Cristã e Missionária. 

A celebração contou com um desfile de centenas de pessoas de 20 grupos tribais, todos com participação na igreja, junto com um coral de 480 membros tribais que cantou "O Coro Aleluia." Milhares de fiéis levantaram suas mãos, respondendo positivamente a um convite para compromisso total com Jesus.

Eles foram desafiados a alcançar a Tailândia, o Laos, o Camboja, a Europa ou qualquer outro lugar, pois em todas as regiões existem pessoas perdidas.

O aposentado Tom Stebbins pregou uma mensagem evangelística em vietnamita sobre o filho pródigo para uma casa lotada. Cerca de 1.000 aceitaram o convite de tornarem-se seguidores de Jesus Cristo. 

"Os crentes do Vietnã querem ser uma força para Jesus, querem que o Reino avance para outras nações.  Eles são um gigante adormecido na causa de missões, disse o presidente da Aliança Cristã e Missionária nos EUA Gary Bento, que participou da celebração. 

A Aliança Cristã e Missionária é uma família mundial de cristãos mobilizados para cumprir a Grande Comissão, vivendo a plenitude de Jesus Cristo na experiência pessoal e na construção de sua Igreja em todo o mundo.

Hoje há 1,2 milhão de crentes no Vietnã, a maioria deles parte da Aliança.  No entanto, dos 71 grupos de pessoas no Vietnã, 52 ainda têm menos de 2% que seguem Jesus.  Cerca de 40 milhões de pessoas no Vietnã do Norte não conhecem a Cristo.


Fonte: Charisma News/Redação CPADNews
Via Gritos de Alerta

Em meio à Culto de Vigília, Jovem é Estuprada por Adolescente

A polícia de Extremoz informou que um adolescente de 17 anos, cuja identidade tem de ser preservada em obediência ao Estatuto da Criança e do Adolescente, foi detido e, depois de reconhecido pela vítima, encaminhado à Delegacia de Plantão da Zona Norte, onde vai aguardar a decisão da Justiça, tão logo seja concluído o inquérito criminal por parte da delegacia daquele município da Grande Natal.

A jovem evangélica também foi levada para o Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep-RN), onde foi feito o exame de conjunção carnal e coletado o esperma do acusado para posterior exame laboratorial em outra instituição.

A informação obtida no Itep é de que o laudo desse tipo de crime sai dentro de uma semana, ao contrário de outros tipos de laudos, que só são entregues no prazo de 30 dias.

Segundo a polícia, os evangélicos estavam orando nas dunas de Jenipabu, ocasião em que dois homens encapuzados chegaram, armados, e renderam o grupo. Depois de roubarem os pertences das vítimas, um dos acusados levou a jovem para um local distante do grupo, onde praticou o estupro.

Após o crime e a fuga, a polícia conseguiu localizar o adolescente acusado do estupro bebendo num bar de Extremoz, acompanhado de outros amigos. A informação era de que o jovem fora reconhecido pela voz e por isso foi detido para averiguações até que o laudo do Itep seja concluído e entregue à autoridade policial que preside o inquérito.

Felipe Camarão

O hábito de fazer vigília evangélica em áreas de dunas, na madrugada, põe em risco a segurança e a vida dos cristãos, segundo autoridades da segurança pública. Outro caso de violência contra fiéis protestantes ocorreu há quase seis meses, com a morte do pastor Edmilson Batista de Melo, assassinado com um tiro na cabeça na madrugada de um domingo, 1º de novembro de 2009.

Naquela madrugada, o pastor fazia uma vigília com outros 23 evangélicos no pé do morro de Felipe Camarão. Por volta das 2h30, três homens armados assaltaram o grupo e ainda balearam de raspão mais três pessoas: Emisandra Freire de Oliveira, 42, Maria José Silva da Costa, 40 e José Maria da Costa, 40.

Quatro dias após o assassinato do pastor Edmilson Batista de Melo, de 49 anos, a Polícia Civil desvendou o crime e deteve Josenildo Lima dos Santos, 24 anos e apreendeu dois adolescentes acusados de envolvimento no latrocínio. Outro acusado era Nelson Francisco Silva dos Santos.

Ainda em Felipe Camarão, todo o material roubado no assalto que resultou na morte do pastor foi apreendido. O produto do roubo estava na casa onde mora uma adolescente de 15 anos, apontada como mulher do terceiro assaltante que está foragido. Foram encontrados dois revólveres, calibres 38 e 32, além de objetos pertencentes às vítimas.



Informações Tribuna do Norte

Record Veta Homossexualidade em “A Fazenda”

A Record, emissora pertencente à Igreja Universal, mostrou que não pretende dar boiada ao assunto homossexualidade.

Segundo relatos os bispos ficam de olho em tudo, e ao menor sinal de fumaça, mandam cortar o áudio. Foi o que ocorreu nesta segunda-feira, dia 25, quando uma conversa entre os participantes foi colocada no mudo, sem receio nenhum.
Era uma conversa entre Renata Banhara e François Teles. Banhara, ex-mulher de Frank Aguiar, disse que antes de participar do reality procurou seu advogado para orientações. “A primeira coisa que eu fiz quando soube que ia entrar aqui foi procurar meu advogado, pra saber o que falar e o que não falar aqui dentro”, revelou.
Em seguida, François disparou: “Se alguém me chama de gay aqui dentro, vou processar e esta pessoa vai ter que provar que eu sou isso lá fora”. Foi aí que começou o assunto. A homossexualidade entrou em pauta e parecendo querer evitar uma polêmica, o programa cortou o áudio na hora.
Minutos depois, o pagodeiro Washington, que havia acabado de entrar na conversa, fez sinal positivo com o dedo polegar, no ar mesmo. Imediatamente, a equipe de edição restabeleceu o áudio, momento em que os participantes mudaram de assunto.

Thalles Roberto grava CD e DVD no próximo sábado


Um dos principais nomes da música gospel nacional, Thalles, vai gravar seu primeiro CD e DVD ao vivo, “Uma história escrita pelo dedo de Deus”, pela gravadora Graça Music.

Dono de um estilo despojado, o cantor vem conquistando público por onde passa com o melhor da Black Music e pegadas Pop.

A gravação deste novo trabalho de Thalles será realizada no próximo sábado, 30 de julho, às 19h, no Chevrolet Hall, principal casa de eventos de Belo Horizonte (MG). Na gravação do CD e DVD ao vivo, Thalles vai registrar 20 canções entre inéditas e regravações, além de contar com “surpresas” nas participações especiais.

Uma super produção está sendo preparada para o próximo sábado. Mais de 40 pessoas estão envolvidas diretamente com a produção de áudio, vídeo, iluminação e parte técnica. Ao todo 4.800 ingressos foram disponibilizados para venda a preços populares.

Em carreira solo, Thalles tem viajado por todo o Brasil divulgando seu trabalho. “Na sala do Pai”, lançado em dezembro de 2009, com mais de 100 mil cópias vendidas, disco de ouro e platina e o DVD, desse mesmo álbum, disco de ouro e mais de 25 mil cópias vendidas. O segundo CD, “Raízes”, lançado no final de 2010 vendeu mais de 40 mil cópias e é disco de ouro.

Thalles nasceu em Passos (MG) e desde criança está envolvido no meio musical. Atualmente, seu principal objetivo é levar o amor de Deus para as pessoas por meio da música. Saiba mais sobre o trabalho do cantor pelo sitewww.thallesroberto.com.br e www.gracamusic.com.br .
Gravação CD e DVD Thalles ao vivo – “Uma história escrita pelo dedo de Deus”.

Data: 30 de julho.
Horário: 19h.
Local: Chevrolet Hall. Av. N. Sra. do Carmo, 230. Savassi. Belo Horizonte (MG).
Ingressos: Bilheteria do Chevrolet Hall ou pelo site www.ticketsforfun.com.br .
Informações: (31) 3209-8989

Fonte: Gritos de Alerta

Cristão pode ser deportado para sua terra natal

Diante de uma possível sentença de morte, Eyob Mussie, um cristão refugiado que vive na Arábia Saudita, foi informado de que será enviado ao seu país de origem, a Eritreia, uma nação onde os refugiados que retornam sofrem, muitas vezes, com a prisão, tortura e até a morte.

Mussie foi preso na Arábia Saudita em fevereiro do ano passado, sob a acusação de proselitismo, um crime que acarreta a pena de morte na Arábia Saudita. Mas, embora tenha conseguido escapar da punição, agora ele certamente irá sofrer maus tratos ou até coisas piores, se ele for repatriado à Eritreia.

O presidente eritreu, Isiais Afwerki, governa a Eritreia, uma nação onde os cidadãos são rotineiramente submetidos a prisões arbitrárias e indefinidas, com torturas e trabalho forçado. Cerca de 3 mil cristãos estão presos sem ter sido acusados formalmente; alguns foram mantidos presos e sem comunicação durante meses.

“Nós elogiamos o governo saudita por ter poupado a vida do senhor Mussie”, disse Andrew Johnston, diretor da advocacia da Christian Solidarity Worldwide. “No entanto, deportá-lo para a Eritreia significa que ele teve uma morada provisória antes de voltar para sua terra natal, onde as autoridades certamente irão sujeitá-lo a tratamentos cruéis e desumanos”, disse Johnston.

“Como signatários da convenção da ONU contra torturas e outros tratamentos, e penas cruéis, desumanas ou degradantes, pedimos à Arábia Saudita que não envie de volta à Eritreia o Sr. Mussie, pois é um país que muito provavelmente não o tratará bem. Estamos analisando outros países e alternativas para a proteção do Sr. Mussie,” concluiu Andrew Jonhston.

Fonte: Missão Portas Abertas

Depressão é mais frequente nas mulheres, também no Brasil

A depressão, um dos mais comuns transtornos mentais, resulta, muitas vezes, em incapacidade funcional. Um estudo brasileiro avalia se ela é mais frequente nas mulheres.

Os transtornos mentais afetam 25% da população em alguma fase da vida, repre­sentando quatro das dez principais causas de incapacidade em todo o mundo. Os distúrbios mais comuns são transtornos depressivos, transtornos de uso de substâncias químicas e esquizofrenia. Segundo alguns autores, a depressão deverá ser a segunda doença mais comum no ano de 2020, sendo superada apenas pelas doenças cardíacas. E as mulheres são mais susceptíveis de apresentarem o problema. Um estudo nacional investigou a prevalência de sintomas depressivos e dos fatores associados em uma população adulta do sul do Brasil.

O estudo de base populacional incluiu 972 indivíduos, de ambos os sexos, com idades entre 20 e 69 anos, moradores na zona urbana de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Entre os resultados mais importantes destacam-se as altas prevalências dos sintomas depressivos tristeza, ansiedade, falta de energia, falta de disposição, pensar no passado e preferir ficar em casa, que variaram de 30% a 57%. Em acordo com dados de pesquisas prévias, nacionais e internacionais, observou-se que os indivíduos do sexo feminino, idade avançada, hábito de fumar e obesidade são fatores que se associam à maioria dos sintomas depressivos.

O maior risco de sintomas depressivos no sexo feminino, já a partir da adolescên­cia, é um fenômeno bastante conhecido. E a explicação não está no fato de que a depressão é mais diagnos­ticada em mulheres porque elas procuram mais os serviços de saúde. Neste estudo nacional, por exemplo, as entrevistas foram feitas nos domicílios da comunidade. Talvez, a explicação esteja mesmo nas questões socioculturais, relacionadas com as experi­ências adversas e atributos psicológicos e fisiológicos associados com maior vulne­rabilidade a eventos estressantes. Ou seja, é determinado por aspectos psicológicos e biológicos que se mesclam na gênese da depressão feminina.

Mas é justamente este reconhecimento que pode permitir o diagnóstico precoce e a adoção de medidas eficazes, preventivas e terapêuticas. E para quem considera isso uma desvalorização, vale lembrar que no caso da depressão, não se trata de ser pior que os homens, mas sim, de serem diferentes.

Fonte: UOL

A LUTA FINAL ESTA SE INICIANDO - Ateus espalham outdoors polêmicos em Porto Alegre

O objetivo, segundo a entidade, é combater o preconceito contra quem não acredita em nenhum deus.

"Religião não define caráter." "Somos todos ateus com os deuses dos outros." Com mensagens como essas, outdoors elaborados por uma associação que reúne ateus começaram a ser espalhados por Porto Alegre.

Open in new windowA campanha já vinha sendo realizada em diversos países, com anúncios em ônibus, há dois anos.

No Brasil, a Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos diz que empresas de transporte de Porto Alegre, Salvador, Florianópolis e São Paulo rejeitaram a proposta de publicidade, feita no final do ano passado.

Os motivos alegados eram desde conteúdo ofensivo até o veto a mensagens que estimulem a "discriminação de credo". "Chegamos a contratar o serviço. Mas, na última hora, disseram que não ia rolar", conta o presidente da entidade, Daniel Sottomaior.

A solução encontrada foi usar os outdoors convencionais. Quatro já foram fixados por ruas da capital gaúcha. O gasto, estimado em R$ 7.000, foi bancado por doadores da entidade. Porto Alegre é a primeira capital no país a receber a iniciativa. A expansão para outras cidades vai depender de mais doações.

A campanha gerou polêmica em outros países. Na Inglaterra, em 2009, foram publicadas mensagens dizendo: "Deus provavelmente não existe". A associação brasileira diz que a iniciativa busca a "igualdade plena" entre ateus e religiosos.

Fonte: Folha de São Paulo

MP quer explicações sobre pagamento de show do Diante do Trono

O Ministério Público solicitará à Prefeitura explicações sobre o convênio de R$ 250 mil firmado com o instituto mineiro Fundação Oásis para divulgação do show da banda Diante do Trono, realizado em Natal (RN).

Em contato com a Tribuna do Norte, um dos integrantes da Promotoria do Patrimônio Público confirmou que solicitará informações e a cópia completa do convênio firmado entre a Secretaria Municipal de Turismo e a Fundação Oásis, que é ligada à Igreja Batista de Lagoinha, a qual pertence o grupo Diante do Trono. O convênio foi assinado pelo secretário de Turismo Tertuliano Pinheiro e pelo diretor da Fundação Oásis Rodolfo Luís Aquino Hauck.

Em entrevista à imprensa local, ainda durante a gravação do DVD, a cantora Ana Paula Valadão, líder da banda Diante do Trono, negou que a apresentação tivesse patrocínio financeiro da Prefeitura do Natal. Segundo ela, o Executivo da capital potiguar havia oferecido apenas incentivos de natureza logística. "O apoio da Prefeitura e do Governo é com estrutura de segurança, banheiros, trânsito. Enfrentamos dificuldades em outras cidades para esse apoio. Aqui, não", disse a cantora.

No total, o show da banda Diante do Trono custou aos cofres públicos R$ 290 mil. Isso porque além dos R$ 250 mil repassados pela Prefeitura de Natal, o Governo do Estado gastou outros R$ 40 mil.

Segundo a Assessoria de Imprensa do Governo, no Diário Oficial de hoje será publicado o convênio firmado pela Secretaria Estadual de Turismo e a Fundação Oásis, prevendo o valor de R$ 40 mil para "divulgação turística".

No dia do show da banda Diante do Trono, tanto a governadora Rosalba Ciarlini quanto a prefeita Micarla de Sousa estiveram na Praia do Meio. Na ocasião, Micarla de Sousa afirmou que, com a gravação do DVD do grupo Diante do Trono, a capital potiguar se consolidou para sediar eventos de grande porte. "Natal se consolida, cada vez mais, como um lugar, além de abençoado por Deus, propício para realização de eventos de grande porte como este, de repercussão nacional, a exemplo da Copa do Mundo de Futebol, de 2014, uma vez que a Cidade do Sol será uma das sedes", disse a prefeita.

Recursos tiveram origem em uma emenda
Procurado pela reportagem da Tribuna do Norte para falar sobre o convênio de R$ 250 mil para gravação do DVD da banda Diante do Trono, o secretário municipal de Turismo estava com o celular desligado. Mas o adjunto, Wellington Paim, explicou que os R$ 250 mil foram destinados em emenda parlamentar pelo vereador Albert Dickson (PP) para a Setur.

Segundo ele, o dinheiro foi gasto para a divulgação de Natal na gravação do DVD. "Esse dinheiro foi para divulgação. No plano de trabalho há divulgação em outdoor, spot, VT, banner, folder e site", destacou o adjunto de Turismo, acrescentando que todo gerenciamento do plano de mídia foi feito pela Fundação Oásis, que recebeu os R$ 250 mil da Prefeitura.

Ele também ressaltou que no DVD será encartado um folder promocional de Natal. "Serão 300 mil folders encartados no DVD", destacou Wellington Paim.

Na véspera da realização do show para gravação do DVD da banda Diante do Trono, o vereador Albert Dickson deu declarações à reportagem da Tribuna do Norte na qual afirmava desconher a destinação de recursos públicos para o evento. Albert Dickson comentou que havia apenas o compromisso da Prefeitura com a parte logística do show (veja texto acima).

Ontem, a reportagem da Tribuna do Norte tentou, insistentemente, falar com a direção da Fundação Oásis. Mas ninguém atendeu ao telefone, durante todo dia de ontem.

Fonte: Tribuna do Norte