quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Quase 40% dos pastores não estão preparados para morrer, indica pesquisa

Quase 40% dos pastores não estão preparados para morrer, indica pesquisa Quase 40% dos pastores não estão preparados para morrer, indica pesquisa
Uma pesquisa realizada recentemente pela LifeWay Research indica que 37% dos pastores não possuem nenhum tipo de planejamento para suas famílias após a sua morte.
Isso significa que não deixariam nenhum testamento, seguro de vida, plano de prevenção, ou assemelhado. “Os pastores sabem que não podem controlar o que acontece com seus familiares quando eles morrem, mas falta planejamento”, acredita Warren Peek, presidente da Fundação que encomendou a pesquisa. “Um planejamento básico economiza muita dor de cabeça e garante tranquilidade para a família.”
A pesquisa foi realizada com pastores ligados à convenção batista, mas a Lifeway acredita que não é muito diferente entre as demais denominações. Scott McConnell, diretor da LifeWay Research, disse que um número significativo dos pastores simplesmente não estão preparados para morrer.
Os pastores mais jovens (até 44 anos) são os menos propensos a deixar a família preparada. Quase dois terços dos pastores pesquisados ​​concordam que seria melhor o pai deixar um testamento.
McConnell disse que deve ser uma questão preocupante o fato de muitos pastores não conversarem com sua família sobre o que pode acontecer quando eles morrerem. O objetivo da Fundação Batista do Sul, criada em 1947, é ajudar instituições e indivíduos a se planejarem para todo o tipo de situação adversa. Os resultados desta pesquisa serão usados para uma campanha visando ajudar pastores e suas famílias a planejarem melhor o futuro. Com informações Charisma News.

NETANYAHU GANHOU ELEIÇÕES. O DIFÍCIL VAI SER ESCOLHER COM QUEM FORMAR GOVERNO...

 


A coligação Likud-Yisrael Beiteinu conseguiu assegurar 31 lugares dos 120 do Knesset, muito abaixo porém dos 42 previstos.
O grande e inesperado vitorioso nestas eleições foi no entanto o centrista Yair Lapid, cujo recém nascido partido, Yesh Atid, conquistou uns surpreendentes 19 lugares, colocando-se logo em segunda posição a seguir à coligação vencedora.
O Labour - Trabalhistas - também conseguiram reconquistar votos, passando a ser a terceira força mais representada no parlamento, com 15 assentos.
Houve praticamente um empate entre a direita e a esquerda, criando agora imensas dificuldades ao atual primeiro-ministro na formação de coligações para o governo da nação.
Netanyahu encontra-se agora numa situação muito difícil, uma vez que terá de escolher entre formas uma coligação à direita, com o partido religioso Shas (11 lugares) , o recente Habayit Hayehudi (11 lugares) e outros mais pequenos, ou unir-se ao centro-esquerda, traindo dessa forma uma grande parte do seu eleitorado.
Pouco depois da meia noite, Netanyahu proferiu o seu discurso de vitória, com as seguintes palavras: "Tenho orgulho de ser o vosso primeiro-ministro. Agradeço-vos por me terem dado pela terceira vez a chance de liderar o estado de Israel. É um grande privilégio e uma grande responsabilidade."
Estas eleições constituíram um recorde no número de votantes, com um total de 66,6% dos eleitores a exercerem o seu direito de voto, a maior percentagem desde 1999.
Netanyahu tem agora uma "batata quente" nas mãos, uma decisão muito difícil a encarar e um futuro nada pacífico no que concerne às políticas internas.
Que Deus o ajude. Shalom, Israel!

ESTUDANTE RECUSA A IMPLANTAÇÃO DO MICRO CHIP EM SEU CORPO E É EXPULSA DA ESCOLA .

Por motivos religiosos e pela clara associação com "a marca da besta", Ângela Hernandez, de 15 anos, negou-se a portar uma credencial com chip que permite localizar os alunos de todo um distrito escolar no Texas; por sua negativa a acatar esta ordem, a escola expulsou-a.
A simbiose entre o ser humano e os dispositivos eletrônicos encontra-se sumamente próxima de atingir um grau estreito no qual ambas entidades convivam organicamente e nossos corpos sejam um com as máquinas. Prova disso são os sistemas de geo-localização que, reduzidos às dimensões de um pequeno chip, podem ser implantadas sob a pele de uma pessoa para saber em todo momento o lugar onde está. Seu uso é comum, por exemplo, entre grandes empresários e executivos de importantes empresas transnacionais cuja perda se considera lamentável em seus respectivos âmbitos.
Por desgraça este tipo de tecnologia também pode transladar a outros contextos em um esforço bem mais encaminhado à criação do estado de vigilância e controle vaticinado por tantos pensadores, escritores e filósofos no século XX, um panóptico de estruturas invisíveis apoiado unicamente neste tipo de recursos.
No estado do Texas (EUA), escolas do distrito de Northside, implementaram um programa para seus alunos que consiste na portabilidade de uma credencial que, além de seus dados, conta com um chip que permite conhecer sua posição exata sempre que levem o documento consigo, um método que é conhecido como "identificação por radiofreqüência".
E conquanto a maioria acatou este novo requisito escolar, uma estudante de 15 anos, Ângela Hernández, negou-se a usar este dispositivo de rastreamento, apoiando sua discordância em motivos religiosos.
Ângela vem de uma família sumamente devota que viu neste sistema de controle escolar e no chip de identificação uma manifestação clara de "a marca da besta" , o conhecido símbolo que é mencionado no Apocalipse de João.
Ante esta conduta de desobediência, as autoridades escolares determinaram expulsar a jovem, impedindo-lhe a reincorporação a qualquer das instituições do distrito para os cursos que começam neste 22 de janeiro.
Instâncias judiciais confirmaram a decisão da escola, alegando que a medida não viola as crenças religiosas da família Hernández e, simplesmente, Ângela foi expulsa por não acatar as regras da escola.
Metamorfose Digital

DOIS MORTOS NA COREIA DO NORTE POR CAUSA DA SUA FÉ EM JESUS .

Kim Jong Un
Dois cristãos norte-coreanos morreram por causa de sua fé, um grupo de vigilância global de perseguição revelou na última sexta-feira.
O Portas Abertas dos EUA confirmou a morte de dois cristãos, revelando que um foi baleado enquanto ele estava partindo para um treinamento da Bíblia na China, e que outro morreu em um campo de trabalho na Coreia do Norte.
"Ele estava muito animado com a sua nova fé e queria compartilhar o Evangelho com sua família", disse um trabalhador não identificado do Portas Abertas, em um comunicado. "Ele queria voltar para a China para estudar mais a Bíblia para que ele pudesse explicar a fé cristã melhor para a sua família. É de partir o coração que ele foi morto eu não consigo parar de pensar: ‘Se ele tivesse chegado um pouco mais tarde no rio de fronteira, o guarda não o teria visto e atirado nele. Ele ainda poderia estar vivo hoje."
O outro cristão que foi morto também, aparentemente, fez cursos de Bíblia na China, mas voltou para a Coreia do Norte, oito meses depois. O Portas Abertas diz que ele era um cristão dedicado e fiel, o que é uma ofensa criminal na Coreia do Norte, punível com prisão e até mesmo a morte. Quando as autoridades descobriram sobre sua fé, eles o enviaram a um de seus campos de trabalho notórios prisão.
"Acabamos de receber uma atualização que ele estava morto", disse o Portas Abertas. "Ele foi terrivelmente torturado por causa de sua fé. Ele também foi forçado a fazer trabalho pesado enquanto dificilmente recebia qualquer alimento. Antes de seu retorno à Coreia do Norte, ele foi batizado e disposto a lidar com todas as dificuldades que teve de enfrentar. Nós nunca dizemos às pessoas para voltar para a Coreia do Norte, mas ele estava feliz. Estamos devastados ao ouvir desses assassinatos. Sabemos que cristãos morrem por sua fé quase todos os dias na Coreia do Norte, mas ainda é difícil lidar com isso."
O grupo de vigilância, que informa sobre a perseguição aos cristãos em todo o mundo, teve a Coréia do Norte como No. 1 na lista da maioria dos países opressores do mundo por 11 anos consecutivos.
"Em nenhum outro lugar do mundo a perseguição de cristãos é tão intensa. Mesmo a posse de uma Bíblia é suficiente para ser morto ou enviado para um campo de trabalho por toda a vida com sua família", disse o Portas Abertas. A organização acrescentou que entre 200.000 e 400.000 cristãos podem estar vivendo na Coréia do Norte, mas os números oficiais são difíceis de encontrar visto que a profissão de fé deve ser mantida em segredo. Daqueles crentes, acredita-se que de 50.000 a 70.000 estão vivendo em campos de concentração, onde alguns enfrentam uma morte cruel.
"Não há qualquer liberdade religiosa na Coreia do Norte. As pessoas são simplesmente mortas se eles acreditam em Jesus", um refugiado norte-coreano, cujo nome não foi divulgado por razões de segurança, disse à Portas Abertas. "Kim Jong-Un é um deus e não pode haver qualquer deus além dele. Sim, existem serviços de igreja na Coréia do Norte, mas só quando os estrangeiros estão presentes. O Estado chama alguns moradores para estar presente. Não há liberdade de religião, fala ou imprensa na Coreia do Norte."
Em dezembro, um cidadão dos EUA ligado a um grupo protestante foi preso na Coreia do Norte. Detalhes de seu caso são vagos, mas fontes disseram que as autoridades encontraram em sua posse um computador com "informações delicadas" sobre a Coreia do Norte. As informações em questão supostamente se referem a fotos de órfãos e as lutas que as pessoas enfrentam, que a nação do Pacífico não quer ser espalhada ao redor do mundo.
CP

ALERTA - Conheça as 10 Estratégias de Manipulação Midiática

Avram Noam Chomsky é um cientista, linguista e ativista político americano. Seu trabalho no campo de linguagens formais é impressionante e muitos de nós que estudamos linguagens formais deve se lembrar de sua classificação de linguagens formais.



O lingüista estadunidense Noam Chomsky elaborou a lista das “10 estratégias de manipulação” através da mídia:

1- A ESTRATÉGIA DA DISTRAÇÃO.

O elemento primordial do controle social é a estratégia da distração que consiste em desviar a atenção do público dos problemas importantes e das mudanças decididas pelas elites políticas e econômicas, mediante a técnica do dilúvio ou inundações de contínuas distrações e de informações insignificantes. A estratégia da distração é igualmente indispensável para impedir ao público de interessar-se pelos conhecimentos essenciais, na área da ciência, da economia, da psicologia, da neurobiologia e da cibernética. “Manter a atenção do público distraída, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativada por temas sem importância real. Manter o público ocupado, ocupado, ocupado, sem nenhum tempo para
pensar; de volta à granja como os outros animais (citação do texto 'Armas silenciosas para guerras tranqüilas')”.

2- CRIAR PROBLEMAS, DEPOIS OFERECER SOLUÇÕES.

Este método também é chamado “problema-reação-solução”. Cria-se um problema, uma “situação” prevista para causar certa reação no público, a fim de que este seja o mandante das medidas que se deseja fazer aceitar. Por exemplo: deixar que se desenvolva ou se intensifique a violência urbana, ou organizar atentados sangrentos, a fim de que o público seja o mandante de leis de segurança e políticas em prejuízo da liberdade. Ou também: criar uma crise econômica para fazer aceitar como um mal necessário o retrocesso dos direitos sociais e o desmantelamento dos serviços públicos.

3- A ESTRATÉGIA DA GRADAÇÃO.

Para fazer com que se aceite uma medida inaceitável, basta aplicá-la gradativamente, a conta-gotas, por anos consecutivos. É dessa maneira que condições socioeconômicas radicalmente novas (neoliberalismo) foram impostas durante as décadas de 1980 e 1990: Estado mínimo, privatizações, precariedade, flexibilidade, desemprego em massa, salários que já não asseguram ingressos decentes, tantas mudanças que haveriam provocado uma revolução se tivessem sido aplicadas de uma só vez.
4- A ESTRATÉGIA DO DEFERIDO.

Outra maneira de se fazer aceitar uma decisão impopular é a de apresentá-la como sendo “dolorosa e necessária”, obtendo a aceitação pública, no momento, para uma aplicação futura. É mais fácil aceitar um sacrifício futuro do que um sacrifício imediato. Primeiro, porque o esforço não é empregado imediatamente. Em seguida, porque o público, a massa, tem sempre a tendência a esperar ingenuamente que “tudo irá melhorar amanhã” e que o sacrifício exigido poderá ser evitado. Isto dá mais tempo ao público para acostumar-se com a idéia de mudança e de aceitá-la com resignação quando chegue o momento.

5- DIRIGIR-SE AO PÚBLICO COMO CRIANÇAS DE BAIXA IDADE.

A maioria da publicidade dirigida ao grande público utiliza discurso, argumentos, personagens e entonação particularmente infantis, muitas vezes próximos à debilidade, como se o espectador fosse um menino de baixa idade ou um deficiente mental. Quanto mais se intente buscar enganar ao espectador, mais se tende a adotar um tom infantilizante. Por quê? “Se você se dirige a uma pessoa como se ela tivesse a idade de 12 anos ou menos, então, em razão da sugestão, ela tenderá, com certa probabilidade, a uma resposta ou reação também desprovida de um sentido crítico como a de uma pessoa de 12 anos ou menos de idade (ver “Armas silenciosas para guerras tranqüilas”)”.



6- UTILIZAR O ASPECTO EMOCIONAL MUITO MAIS DO QUE A REFLEXÃO.

Fazer uso do aspecto emocional é uma técnica clássica para causar um curto circuito na análise racional, e por fim ao sentido critico dos indivíduos. Além do mais, a utilização do registro emocional permite abrir a porta de acesso ao inconsciente para implantar ou enxertar idéias, desejos, medos e temores, compulsões, ou induzir comportamentos…

7- MANTER O PÚBLICO NA IGNORÂNCIA E NA MEDIOCRIDADE.

Fazer com que o público seja incapaz de compreender as tecnologias e os métodos utilizados para seu controle e sua escravidão. “A qualidade da educação dada às classes sociais inferiores deve ser a mais pobre e medíocre possível, de forma que a distância da ignorância que paira entre as classes inferiores às classes sociais superiores seja e permaneça impossível para o alcance das classes inferiores (ver ‘Armas silenciosas para guerras tranqüilas’)”.

8- ESTIMULAR O PÚBLICO A SER COMPLACENTE NA MEDIOCRIDADE.

Promover ao público a achar que é moda o fato de ser estúpido, vulgar e inculto…

9- REFORÇAR A REVOLTA PELA AUTOCULPABILIDADE.

Fazer o indivíduo acreditar que é somente ele o culpado pela sua própria desgraça, por causa da insuficiência de sua inteligência, de suas capacidades, ou de seus esforços. Assim, ao invés de rebelar-se contra o sistema econômico, o individuo se auto-desvalida e culpa-se, o que gera um estado depressivo do qual um dos seus efeitos é a inibição da sua ação. E, sem ação, não há revolução!

10- CONHECER MELHOR OS INDIVÍDUOS DO QUE ELES MESMOS SE CONHECEM.

No transcorrer dos últimos 50 anos, os avanços acelerados da ciência têm gerado crescente brecha entre os conhecimentos do público e aquelas possuídas e utilizadas pelas elites dominantes. Graças à biologia, à neurobiologia e à psicologia aplicada, o “sistema” tem desfrutado de um conhecimento avançado do ser humano, tanto de forma física como psicologicamente. O sistema tem conseguido conhecer melhor o indivíduo comum do que ele mesmo conhece a si mesmo. Isto significa que, na maioria dos casos, o sistema exerce um controle maior e um grande poder sobre os indivíduos do que os indivíduos a si mesmos.





VIA GRITOS DE ALERTA
A matéria  foi retirado do site http://www.institutojoaogoulart.org.br/ e resume as idéias de chomsky a respeito do uso da mídia para manipulação do povo.

NOVA ORDEM MUNDIAL E A MANIPULAÇÃO DAS VACINAS- Vacina deixa 800 jovens com doença incurável

Pelo menos 800 crianças na Europa desenvolveram narcolepsia, desordem incurável do sono, após receberem em 2009 a vacina Pandemrix, da britânica GlaxoSmithKline (GSK), contra a gripe suína. A doença causa sonolência profunda. Aumentos expressivos nos casos de narcolepsia foram observados em países como Suécia, Finlândia, Noruega, Irlanda, França e Grã-Bretanha. A agência de vigilância da Europa decidiu que a Pandemrix não deverá mais ser usada em pessoas com menos de 20 anos.



O chefe de vacinas da GSK disse que a farmacêutica "está comprometida a investigar as causas", mas acrescenta que não há dados para comprovar uma ligação de causalidade entre a vacina e os surtos de narcolepsia.

Mas outros, entre eles Emmanuel Mignot, especialistas em narcolepsia que está sendo pago pela GSK para investigar o caso, afirmam que, apesar da necessidade de mais pesquisas, as evidências apontam para essa conclusão. "Não tenho dúvidas de que a Pandemrix aumentou a ocorrência de narcolepsia em crianças", disse Mignot, da Universidade de Stanford.

A Pandemrix foi dada a 30 milhões de pessoas em 47 países durante a pandemia mundial de gripe suína de 2009-2010. Os primeiros casos de narcolepsia em pessoas que receberam o imunizante começaram a ser detectados em agosto de 2010.

Uma dessas pessoas é a sueca Emelie Olsson, hoje com 14 anos, que vem sofrendo com pesadelos e alucinações e tem grande dificuldade de ficar acordada, chegando a perder aulas e atividades sociais.

Os cientistas não sabem como a vacina e os surtos estão ligados nem se há suscetibilidade genética em algumas pessoas que facilite o desenvolvimento da enfermidade. O Ministério da Saúde afirma que essa vacina não foi utilizada no Brasil. / REUTERS

EVANGÉLICO É MORTO NA PORTA DE CASA POR SUPOSTA ORDEM DE TRAFICANTE.

Família acredita que chefe do tráfico na região pode ter achado que Geraldo Silva dedurou mandante, a polícia.
Delegacia de Homicídios esteve no local do crime e encontrou moradores acuados O evangélico Geraldo Gomes da Silva, de 50 anos, foi assassinado na madrugada desta segunda-feira, quando chegava a sua casa localizada na Grota do Ari, no bairro do Jacintinho, em Maceió. Ele era vigilante e se aproximava de sua residência quando foi alvejado por disparos de arma de fogo.
De acordo com informações, o homem teria sido morto por uma suposta ordem de um traficante daquela região chamado “Felipe Cabeção”, o crime pode ter sido praticado por um usuário de drogas e ajudante do tráfico conhecido como vulgo “Mago”.
Agentes da Delegacia de Homicídios (DH) da capital estiveram no local para fazer os primeiros levantamentos acerca do crime e encontraram temor por parte dos moradores da Grota do Ari.
A família do evangélico, disse aos policiais que o mandante do crime pode ter sido o traficante “Cabeção”, haja vista, que segundo ela, outro morador da Grota identificado como Carlos Henrique da Silva Gomes, de 20 anos, foi morto no sábado, dia 19, na porta da casa de Geraldo e como os policiais conversaram com o vigilante no dia do crime, o traficante pode ter acreditado que o homem tivesse ‘dedurado’ quem poderia ter sido. Segundo investigações policiais, “Felipe Cabeção” é acusado de vários homicídios na região do Jacintinho onde se concentram alguns bolsões, isto é, grotas da periferia.
Tribuna Hoje

Justiça cancela processo de Marcos Pereira contra José Júnior

Justiça cancela processo de Marcos Pereira contra José Júnior           
O processo de calúnia e difamação movido pelo pastor Marcos Pereira da Silva, fundador da igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) contra o líder do Afroreggae, José Júnior, foi extinto pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.
Ao extinguir o processo o juiz Luciano Silva Barreto, da 9ª Vara Criminal da capital, diz que o processo não poderia ter sido movido apenas contra Júnior, já que outras pessoas prestaram depoimento para uma reportagem da revista Veja publicada no dia 14 de março de 2012.
Nessa reportagem tanto o diretor do Afroreggae como o pastor Rogério Ribeiro de Menezes, ex-ADUD, fizeram diversas denúncias contra o líder religioso ligando-o ao crime organizado do Rio de Janeiro e até mesmo fazendo denúncias em relação ao comportamento sexual de Marcos Pereira com algumas fiéis da igreja.
O juiz entendeu que o ex-pastor também deveria ser processado. “Não há controvérsia quanto à incidência do princípio da indivisibilidade da ação penal de iniciativa do particular”, disse Barreto.
O processo aberto para investigar o fundador da ADUD ainda está em andamento sendo realizado pela Delegacia de Combate às Drogas, mas corre sob sigilo. Com informações do Jornal Extra.

VOTOU NA DILMA ? AGORA GUENTA . - Ministra diz que evangélicos querem acabar com religiões africanas

                       
Ministra diz que evangélicos querem acabar com religiões africanasA ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, denunciou evangélicos que tratam com intolerância membros de religiões de matriz africana.
“Alguns setores, especialmente evangélicos pentecostais, gostariam que essas manifestações africanas desaparecessem totalmente da sociedade brasileira, o que certamente não ocorrerá”, disse ela.
Luiza Bairros falou com os jornalistas durante o evento em São Paulo que comemorava o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa dizendo que os ataques a membros de religiões como o candomblé e a umbanda chegaram a um nível insuportável.
“O pior não é apenas o grande número, mas a gravidade dos casos que têm acontecido. São agressões físicas, ameaças de depredação de casas e comunidades. Nós consideramos que isso chegou em um ponto insuportável e que não se trata apenas de uma disputa religiosa, mas, evidentemente, uma disputa por valores civilizatórios.”
O evento promovido pela Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial juntou representantes de diversas religiões no centro da capital paulista para tentar mostrar que é possível viver de forma pacífica com pessoas com professem crenças diferentes. Entre os participantes dessa festa estava o pastor luterano Carlos Mussikopf que falou com a reportagem da Agência Brasil sobre o tema.
“Devemos procurar o que nos une, o que nos unifique, o que nós temos em comum. E que a gente também saia da teoria, dos encontros de diálogo e passe para a prática. Existem tantos desafios na sociedade que nós vivemos que exigem uma ação unificada também das religiões. Vamos ver questão da população de rua, da natureza”, disse.
Para ensinar principalmente os jovens a respeitar as religiões a Seppir vai anunciar em breve um plano de apoio a comunidades de matriz africana. “Nós queremos fazer com que essas comunidades também sejam beneficiadas pelas políticas públicas”, disse. Com este projeto é possível que os membros dessas religiões sejam mais respeitados pelas demais.


GRITOS DE ALERTA / INF. GP

Bloco Sal da Terra se prepara para evangelizar durante o Carnaval de Salvador

Bloco Sal da Terra se prepara para evangelizar durante o Carnaval de Salvador                      
A Igreja Batista Missionária Independente de Salvador se prepara para sair às ruas da capital para evangelizar durante o Carnaval com o Bloco Sal da Terra que anualmente usa a música para levar a mensagem do Evangelho.
Este ano os voluntários sairão pelo Pelourinho cantando louvores cristãos ao som da percussão durante o cortejo de blocos. A ideia principal é desviar a atenção dos turistas que acompanham os eventos carnavalescos na capital baiana para poder mostrar a salvação de Jesus.
A percussão do Bloco Sal da Terra é regida pelo percussionista Valdemiro Santos, ex-integrante da banda Olodum. Alguns dançarinos também estarão desfilando, assim como capoeiristas e crianças fantasiadas que acompanharão o trajeto do bloco.
A caminha dos foliões evangélicos vai chegar a praça da Sé, conhecida também como “Praça da Fé” onde acontecerão algumas apresentações dos cantores Pierre Onassis, Nengo Vieira e outros.
“Evangelizar no Carnaval é uma prova de amor pela nossa cidade, pois é na época do Carnaval que Salvador fica mais vulnerável às ações do inimigo, e é quando ela mais precisa da igreja pois somente a Igreja do Senhor tem poder para impedir a ação destruidora de Satanás”, diz o Ubirajara Gomes, líder do bloco.

Irmão de Benny Hinn é afastado da igreja após escândalo sexual

Irmão de Benny Hinn é afastado da igreja após escândalo sexual Irmão de Benny Hinn é afastado da igreja após escândalo sexual
O pastor e escritor Sam Hinn é o irmão mais novo do conhecido pregador e televangelista Benny Hinn. Sam, 51, fundou em 1996 a igreja Gathering Place of Worship Center, na cidade de Sanford, Flórida.
Ontem (21) a igreja publicou uma carta em seu site, explicando que o pastor Sam está deixando a liderança da congregação para se dedicar à família. Ele confessou que estava vivendo um caso extraconjugal e que agora será acompanhado pelo pastor Ron Johnson.
O jornal Orlando Sentinal publicou na edição de ontem que Sam manteve por quatro anos um caso com uma mulher que era membro da igreja. Chantel Wonder, filha da mulher que não teve o nome divulgado, disse que seus pais foram casados por mais de 30 anos e desde 2001 frequentavam a Gathering Place, onde exerciam posições de liderança.
Segundo Chantel, o pastor Sam enganou sua mãe, dizendo-lhe que eles eram “almas gêmeas” e que Deus aprovava o relacionamento. Contou ainda que seu pai, que era diácono da igreja,  tomou conhecimento do caso em dezembro de 2008, quando descobriu mensagens de texto e de voz do pastor no telefone de sua esposa.
Sam Hinn é casado com Erika e tem quatro filhos. Ele teria sido confrontado por lideranças da igreja no ano passado, mas inicialmente negou o caso.  Em 14 de janeiro, Hinn confessou para usa esposa e prometeu não falar com a amante.
O último domingo marcou a saída de Sam da igreja por um período indeterminado. Uma carta assinada por ele foi lida diante da congregação, e que dizia:
“Por mais doloroso que seja para eu confessar, me permiti ser atraído para uma relação que tem causado muita mágoa e dor para minha esposa e família. Já me arrependi, pedi e recebi o perdão deles, mas…  estou tirando uma licença do ministério para que eu possa focar toda a minha energia em minha relação com Deus e a restauração de minha família”.
A liderança da igreja foi procurada pelo Orlando Sentinel, mas não quis comentar a decisão do pastor Sam. Seu irmão Benny Hinn também teve problemas conjugais que o levaram a  separar-se da esposa Suzanne , em 2010. Mesmo tendo anunciado que Deus os havia restaurado e eles iriam casar novamente no ano passado, a cerimônia não ocorreu. Com informações Orlando Sentinel e Christian Post.

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...