Igreja Ortodoxa russa persegue evangélicos na Ucrânia


Embora tenha deixado de ser notícia na maioria dos jornais e na TV, o conflito entre Ucrânia e Rússia continua fazendo vítimas. Quem mais sofre com isso são os cristãos. Mas ao contrário do que ocorre em muitos países, os perseguidores não são muçulmanos, mais sim cristãos.
Igreja Ortodoxa russa persegue evangélicos na UcrâniaA Ucrânia tem o maior percentual de evangélicos do Leste Europeu e os casos mais recentes de perseguição mostram que os ataques partiram de ortodoxos russos. Católicos também vêm sofrendo.
Em setembro, o pastor adventista Sergei Litovchenko foi sequestrado por homens armados durante a realização de um culto em sua igreja na cidade de Horlivka. Homens carregando metralhadoras e vestindo roupas camufladas invadiram o local e interromperam o culto, obrigaram os membros a ir embora.
Desde então o pastor Sergei não foi mais visto. Militantes de Horlivka mandaram avisar: “Este é território ortodoxo e aqui não há lugar para várias seitas”. Eles defendem a entrega do controle da região para a Rússia.
John Graz, diretor mundial do Departamento de Deveres Cívicos e Liberdade Religiosa dos adventistas, emitiu uma nota oficial dizendo: “A Igreja Adventista do Sétimo Dia não está envolvida na política, e não entendemos porque seria atacada”.
Estima-se que no leste da Ucrânia, onde são mais intensos os confrontos entre os separatistas e as forças do governo fez mais de 3.500 vítimas fatais desde abril. A maioria dos separatistas pró-Rússia afirma que só há espaço para a fé ortodoxa. Várias igrejas evangélicas foram atacadas, mas sem vítimas conhecidas até o momento.
Peter Dudnik, pastor da maior igreja evangélica da cidade de Slavyansk, está convencido que os conflitos na porção oriental da Ucrânia podem se transformar em uma guerra religiosa. “Os separatistas [pró-russos] acreditam que a Igreja Ortodoxa é superior a qualquer outra igreja. Além disso, dizem que os evangélicos são espiões americanos e os Estados Unidos é o inimigo”.
Dudnik conta que sua igreja foi invadida por insurgentes armados que a transformaram em uma espécie de quartel. Para sua surpresa, dois padres ortodoxos, incluindo um que anda armado avisou que aquela igreja agora pertencia a eles e que fariam seus serviços religiosos ali.
Os sacerdotes ortodoxos não só tomaram posse da igreja, mas Dudnik afirma que os rebeldes usaram o porão para armazenar foguetes, armas, balas e outras artilharias. Dois tanques de guerra ficam estacionados no pátio da igreja.
Horrorizado, Dudnik conta ainda que “os padres ortodoxos estão dando apoio espiritual, abençoando a missão [dos rebeldes], rezando por eles. Existem vídeos no Youtube de sacerdotes ortodoxos abençoando tanques antes de irem para a batalha”, disse Dudnik. A situação durou três meses, até que o exército ucraniano retomou o controle da cidade e devolveu a igreja para o pastor Dudnik.
Em Donetsk, a Igreja Palavra da Vida, liderada pelo pastor Leonid Padun foi invadida por rebeldes e os cultos proibidos. Ele escreveu recentemente em seu blog pessoal: “Eu acredito que esses momentos de sofrimento nos farão mais fortes na fé, refinando-nos, mudando o nosso caráter, e nos deixando mais semelhantes a Cristo. [...] Deus ainda tem muitas coisas boas para sua Igreja, para nossa cidade e nosso país!”
Uma recente investigação do NEW YORK Times revelou evidencias crescentes da ligação entre a Igreja Ortodoxa Russa e os rebeldes pró-russos. O Human Rights Watch, organização não governamental em defesa dos direitos humanos relatou vários casos de detenção arbitrária e tortura de líderes cristãos, que foram ignorados pela mídia. Com informações CBN [2]

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ILLUMINATIS , QUEM SERIA O LIDER DELES NO BRASIL ?

ENTENDA MAIS SOBRE LO-DEBAR “Lo-Debar, nunca mais” (II Samuel 9: 1-13) nos links

COMO FAZER UM ESBOÇO PARA PREGAÇÃO - Aprendendo a fazer um esboço de pregação.