segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Grife cristã se recusa a produzir camisas para movimento gay e é processada


Grife cristã se recusa a produzir camisas para movimento gay e é processada
Uma empresa cristã de camisetas personalizadas em Kentucky perdeu uma ação na justiça, após ter sido acusada de "discriminação", por se recusar a imprimir camisetas do orgulho gay. Agora, a empresa "Hands On Originals T-shirt" está sendo forçada a passar por um treinamento sobre diversidade sexual.
A acusação foi apresentada em 2012 pela "Organização de Serviços para Gays e Lésbicas", afirmando que a empresa "violou a portaria de justiça da cidade, que proíbe a s empresas de se recusar a prestar um serviço com base na orientação sexual.
Porém a organização "Alliance Defending Freedom" ("Aliança em Defesa da Liberdade") protestou contra a decisão judicial.
"Ninguém deve ser forçado pelo governo ou por outro cidadão para apoiar ou promover ideias com as quais não concordam", disse a organização em texto.
O "ADF" argumentou que tal decisão "é uma faca de dois gumes", porque exigiria que empresas de camisetas fizessem negócios com grupos "controversos", como a Westboro Baptist Church.
"Ninguém quer viver nesse tipo de América, um lugar onde as pessoas que se identificam como homossexuais são forçados a promover os Westboro e onde impressoras com convicções religiosas sinceras são obrigadas a promover a mensagem GLBTT", disseram eles.

Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...