terça-feira, 22 de março de 2016

Quatro tradutores da Bíblia são mortos por militantes no Oriente Médio

Extremistas islâmicos assassinaram quatro homens que trabalhavam com a tradução da Bíblia no Oriente Médio esta semana. As informações são da Wycliffe Associates, ministério de tradução das Escrituras Sagradas.
Os militantes invadiram o escritório armados, deixando dois tradutores mortos pelos tiros. Outros dois trabalhadores se colocaram à frente do tradutor chefe — que sobreviveu — e morreram na tentativa de se desviar dos golpes com armas.
Os agressores também destruíram todos os equipamentos do escritório, incluindo a máquina de impressão da Bíblia, e queimaram todos os livros e materiais de tradução que estavam no local.
Embora boa parte do material tenha sido perdida, foram poupados os discos rígidos do computador, que contêm em sua memória o trabalho de tradução de oito projetos linguísticos.
A Wycliffe Associates pediu orações pelas famílias dos tradutores assassinados. "Por favor, peça ao Senhor para curar os corações e as feridas da equipe de tradução que passou por esta provação horrível", disse em um comunicado a líder de oração da associação, Mae Greenleaf.
Ela pediu oração pela segurança da equipe e pelo sustento, para que consigam substituir os equipamentos perdidos e prosseguir em sua missão no Médio Oriente.
"Orem comigo pelos assassinos também", acrescentou ela. "Orem por esses, cujos corações são tão difíceis. Ore para que o Senhor abra seus olhos para o que eles fizeram. Por favor, peça ao Senhor para encontrá-los, a cada um, exatamente onde eles estão. Ore para que Ele se mostre misericordioso, que eles conheçam o Seu perdão, Seu amor e Sua paz."

Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...