segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

O NASCIMENTO DA PÉROLA - DO SOFRIMENTO A UMA JOIA VALIOSA .

A Natureza é sábia no que faz. 
Um dos melhores exemplos é  o nascimento de uma  pérolas .

Elas começam a ser geradas   no momento em que a concha  se abre para  se nutrir, se alimentar ,  e junto com o alimento ela termina por ingerir também algum corpo estranho, pode ser um grão de areia, uma larva ou um parasita. 

O grão de areia, ao adentrar na ostra fere o seu interior, causando danos à estrutura interna da concha.


 Mas mesmo assim, a ostra necessita fazer esse movimento de abrir e se fechar  para captar nutrientes repetidas vezes, pois do contrário ela desfalece e morre.


ASSIM É A VIDA DO CRISTÃO , POIS ESTAMOS VIVENDO EM UM MUNDO QUE JAZ NAS MÃOS DO MALIGNO .



Ou  a ostra se abre para se nutrir, mesmo sob o risco de sofrer esse ataque ,  ou do contrário fica fechada e morre de fome.
Mas no momento que ela se  abre  para se alimentar e sobreviver , ela se  expõem  às ameaças externas, que estão presentes na água e vêm junto com o alimento. 

Nesse risco eminente , entre a morte certa e a possibilidade de uma vida em sofrimento , ela naturalmente opta pela segunda opção, e ao se expor, é invadida pelo grão de areia.


Na invasão, a ostra, para aliviar o sofrimento e o incômodo que sente pelo grão de areia libera uma substância chamada de (madrepérola), que por sua vez é a mesma que compõe a proteção de suas conchas.


E nisto vemos outra beleza na situação da ostra.

A fim de cessar o sofrimento e o incômodo pelo grão de areia, ela deixa de cuidar da proteção externa e passa agora a tentar minimizar a dor e o sofrimento que sente, revestindo o grão de areia com o mesmo material que deveria estar reforçando as paredes externas de suas conchas.

Ela deixou de cuidar do exterior e passa a cuidar do interior que ferido precisa ser tratado .


A ostra que nunca passou por isso, jamais será capaz de produzir uma pérola.



As pérolas são causadas pela dor e pelo sofrimento, e que por uma questão de amor-próprio e auto-preservação a reveste com aquilo que lhe é mais importante, a fim de que não sofra mais com os arranhões do grão de areia.




( A  pérola natural é formada por um mecanismo de 


defesa 


da ostra conta um organismo estranho que entra dentro


 dela, que tanto pode ser um grão de areia, uma larva ou


 um parasita. Para se proteger desse intruso, ela passa a


 secretar uma substância particular, produzindo 


camadas e camadas de nácar, envolvendo por completo


 o ser estranho, gerando a pérola.’)


Assim é a vida do Cristão .


Pois somos atacados por setas e dardos do inimigo , como a areia ataca o interior da ostra .

E quando nos colocamos em oração , paralisamos esses ataques .
Sabemos que quando atacamos em oração , jejum e consagração  todos ataques do diabo contra nossas vidas , eles começam a perder as forças e são imobilizados e paralisados , da mesma forma quando a ostra libera naturalmente uma substancia que vem paralisar o grão de areia que a ataca interiormente , o levando de grão de areia que a esta machucando a uma ostra valiosa.


( De todas as gemas, a pérola é considerada a mais 


perfeita. Ao contrário de qualquer outra gema, ela não 


necessita de lapidação ou polimento, pois já nasce bela, 


pronta para ser usada. Todo o seu esplendor já pode ser


 visto no mesmo instante em que ela é extraída da ostra.)



O Cristão , em quanto viver sob a face da terra , sofrerá ataques , pois Jesus nos alerta que nesse mundo teremos e sofreremos aflições.

Passamos por situações que nos ferem e machucam muito , e nossa sobrevivência depende de nossa atitude.




Nossas vidas também são cheias de riscos e incertezas, as ostras não podem respirar sem correr o risco de serem invadidas e feridas por um grão de areia.  

Entenda , que do mesmo modo é a vida do cristão , que em nossa caminhada nesse mundo sujo , somos atacados , e esses ataques machucam .
Não podemos ignorar isso.



TODA VERDADEIRA PÉROLA , ANTES DE SER FORMADA , ERA APENAS UM GRÃO DE AREIA QUE GERAVA DOR E SOFRIMENTO PARA A OSTRA.

Os  grãos de areia  machucam as ostras  , mas sem eles não haverá pérolas e sem pérolas, não haveria jóias de pérolas  e sem jóias de pérolas não haveria clássicos pedidos de casamento e declarações de amor. 

SOMOS GERADOS EM MEIO AO SOFRIMENTO  E DOR .

1) Ninguém gosta de uma lagarta , mas acha muito linda uma borboleta .

2) Nós podemos fazer o melhor das nossas dores , depende apenas de nossas atitudes.



3) Devemos aprender   uma coisa .
Se nossa  vida esta sob os cuidados de DEUS , tudo o que vier contra nossa  vida se tornará em bençãos de Deus  para nós ,   aqui nessa terra.





VIA  GRITOS  DE  ALERTA .
COMPARTILHE.

Nenhum comentário: